P. 1
ATPS de Contabilidade Geral 01

ATPS de Contabilidade Geral 01

|Views: 359|Likes:

More info:

Published by: Robson Araújo da Silva on Mar 13, 2014
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/31/2015

pdf

text

original

FACULDADE ANHANGUERA DE JACAREÍ Ciências Contábeis 3º Semestre

Quer baixar o arquivo, Acesse o site www.konteudovale.com.br Não se esqueça de curtir ou deixar um comentário.

ATPS de Contabilidade Geral

JACAREÍ/SP ANO 2013

SUMÁRIO
1.0 - COMPONENTES DO PATRIMÔNIO DA INOVAÇÃO & DESAFIO COM. LTDA .......... 3 2.0 - ESTRUTURA DAS CONTAS PATRIMONIAIS DA EMPRESA INOVAÇÃO & DESAFIO COM. LTDA. ......................................................................................................................................... 7 2.1 - Resenha: Pronunciamento Conceitual Básico do Comitê de Pronunciamentos Contábeis ........ 8 3.0 - COMPREENSÃO DA NECESSIDADE DA ELABORAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO ....................................................................................................... 11 4.0 - GRUPO DE CONTAS QUE FORMAM O PATRIMÔNIO DA INOVAÇÃO & DESAFIO COM. LTDA. ....................................................................................................................................... 14 REFERÊNCIAS BIBIOGRÁFICAS ................................................................................................. 21

2

000 1.000 250.000 70..000 185. apresentadas no Passo 1.000 40. segue abaixo classificação correta das contas em: Bens.000 480.000 75.000 15.000 280.Material de limpeza Energia elétrica a pagar Aplicações financeiras de curto prazo Adiantamento ao fornecedor Material de embalagem Empréstimos a pagar Impostos a recuperar Marcas e patentes Gastos de constituição Despesas pagas antecipadamente 6.000 55.500 3.0 .000 8.000 50.000 43.600 145.000 4. LTDA Considerando a tabela de contas patrimoniais da empresa Inovação e Desafio Com.1.COMPONENTES DO PATRIMÔNIO DA INOVAÇÃO & DESAFIO COM.500 300 3 .000 15.000 127.200 800 24. B (Bens) – D (Direitos) – O (Obrigações) B D O B D O D B B B B B B O O D O B D B O D D B O D B D D Contas Valor (R$) Caixa Banco conta movimento Fornecedores Imóveis Duplicatas a receber Contas a pagar Títulos a receber Instalações Veículos Estoques .500 7.000 101.000 380.000 150.000 25.000 25.000 60. Ltda. Direitos e Obrigações.Mercadorias Móveis e utensílios Terrenos Estoques .Materiais de escritórios Aluguéis a pagar Impostos e taxas a recolher Diferido Seguros a pagar Computadores e periféricos Adiantamentos a funcionários Estoques .

000 75.000 8.000 75.Partindo da tabela acima.000 40.000 1.000 15.000 418.000 286.Mercadorias Estoques .Material de limpeza Material de embalagem Marcas e patentes 4 .000 40.200 7.500 1.200 7.000 50.000 43.600 Caixa Estoques .000 6.Materiais de escritórios Estoques . Bens de troca e Bens Intangíveis.000 50.000 185.600 Imóveis Instalações Veículos Móveis e utensílios Terrenos Computadores e periféricos 185.Mercadorias Móveis e utensílios Terrenos Estoques .Materiais de escritórios Computadores e periféricos Estoques .000 8. seus valores específicos e totais: Bens de Uso/ Bens de Consumo/ Bens de Troca/ Bens Intangíveis Bens de Troca Bens de Uso Bens de Uso Bens de Uso Bens de Troca Bens de Uso Bens de Uso Bens de Consumo Bens de Uso Bens de Consumo Bens de Consumo Bens Intangíveis Total Bens de Uso: Bens de Uso Bens de Uso Bens de Uso Bens de Uso Bens de Uso Bens de Uso Total Total Bens de Troca: Bens de Troca Bens de Troca Total Total Bens de Consumo: Bens de Consumo Bens de Consumo Bens de Consumo Total Bens Intangíveis: Bens Intangíveis Total Contas Valor (R$) Caixa Imóveis Instalações Veículos Estoques .Material de limpeza Material de embalagem Marcas e patentes 6.500 25. classificaremos as contas de Bens em Bens de Uso.000 25. Bens de Consumo.000 280.000 43.000 16.700 15.600 15.000 280.

500 1.000 3.000 Empréstimos a pagar 280.00 5 . iremos separar as contas devedoras e credoras: Devedoras: Caixa Banco conta movimento Imóveis Duplicatas a receber Títulos a receber Instalações Veículos Estoques .000 55..600 (-) Contas Credoras: R$ 793.000 60.000 Seguros a pagar 40.833.000 4.800 = R$ 1.000 1.000 Credoras: Fornecedores Contas a pagar Aluguéis a pagar Impostos e taxas a recolher 15. Ltda.500 7.600 Total Credoras 480.000 15.Material de limpeza Aplicações financeiras de curto prazo Adiantamento ao fornecedor Material de embalagem Impostos a recuperar Marcas e patentes Despesas pagas antecipadamente Gastos de constituição Total Contas Devedoras 6.000 43.Total dos Bens: R$ 736.000 25.000 127.Materiais de escritórios Diferido Computadores e periféricos Adiantamentos a funcionários Estoques .000 250.300 Para a determinação do Patrimônio Líquido da empresa Inovação e Desafio Com.800 Patrimônio Liquido: Contas Devedoras: R$ 1.000 800 150.200 24.500 25.800.600 300 145.000 70.833.Mercadorias Móveis e utensílios Terrenos Estoques .000 Contas 793.000 Energia elétrica a pagar 75.039.000 380.000 8.000 101.000 50.000 185.

br/ptb/1694/RELATORIOANUAL2012PORTUGUESVFINAL. Balanço publicado com a mesma situação líquida da empresa Inovação & Desafio Com..bmfbovespa. Ltda.pdf 6 . ver link abaixo: http://ri. podemos descrever que a empresa Inovação e Desafio Com. encontra-se em uma situação patrimonial POSITIVA..Determinado o valor do Patrimônio Liquido em R$ 1.800.com.039. Ltda.00.

500 1.ESTRUTURA DAS CONTAS PATRIMONIAIS DA EMPRESA INOVAÇÃO & DESAFIO COM.2.000 Capital Social 75.000 40.500 1. LTDA.000 25. escritório  Estoques Mat.600 7 .000 50.500 70.000 15.000 101.200 7.833.000 60.000  Contas a pagar 380.833.000 280.000 Não Circulante 127.000 24.000 Reservas da de Lucros 43.000  Fornecedores 250.000 800 Patrimônio Liquido 185.600 Total 1. limpeza  Material de embalagem  Adiantamento a funcionários  Adiantamento a fornecedores  Impostos a recuperar  Aplicações financeiras a curto prazo Não Circulante  Imóveis  Instalações  Veículos  Moveis e utensílios  Terrenos  Diferido  Computadores e Periféricos  Marcas e patentes  Gastos de constituição  Despesas pagas antecipadamente Total  Passivo Circulante 6.000 8.0 .000 55.000 25.500 300 950.600 145.000  Empréstimos pagar a 150. Estrutura Balanço Patrimonial da empresa em 20/08/2009.300 89.000 4.000 3.000     Alugueis a pagar Impostos e taxas a recolher Seguros a pagar Energia Elétrica a pagar 480. Ativo Circulante  Caixa  Banco conta Movimento  Duplicatas a receber  Títulos a receber Estoques mercadorias  Estoques Mat.000 15.

039. e outros que englobam os bens e direitos como: dinheiro em caixa. e para isso foi criado o Balanço Patrimonial. que são os cobrados na data como: duplicatas a receber.00.500. que significam onde foram aplicados os recursos que a empresa possui. etc. nas demonstrações financeiras esses lançamentos são feitos na parte esquerda. equipamentos. de forma clara e objetiva.00 2.600. 8 . e os direitos. determinamos o valor do Capital Social da seguinte forma: Total do Ativo = Total do Passivo + Patrimônio Liquido. Ativo: R$ 1.300.800. dinheiro em bancos. no caso os bens.00 Capital: R$ 950.Utilizando o histórico das contas fornecidas e considerando uma conta referente a Reservas de Lucros no valor de R$ 89. Passivo e Patrimônio Líquido.00 (-) Passivo: R$ 793.800.1 . e são representados por. que são as coisas materiais e imateriais que servem para manutenção da empresa como: marcas e patentes.833. são eles: Ativo.00 (Total do PL) Conta reserva de lucros que também compõe o PL: R$ 89. Os Ativos são os lançamentos representados pelos Bens e Direitos da organização. Introdução: Através deste documentário apresentaremos as 3 classes do Balanço Patrimonial que resume tudo o que acontece financeiramente dentro de uma empresa.Resenha: Pronunciamento Conceitual Básico do Comitê de Pronunciamentos Contábeis Tema: Contabilidade Geral Ativo. veículos e imóveis. Dentro do Balanço Patrimonial encontramos3 classes que resume os acontecimentos financeiros de uma determinada organização. Passivo e Patrimônio Líquido.00 = R$ 1.500. Resumo: Toda empresa deve fazer um balanço para organizar suas finanças. estoque de mercadorias.

pode-se resultarem benefícios econômicos futuros. como por exemplo. que significam recursos de terceiros colocados na empresa. ou *distribuído aos proprietários da entidade. Os Passivos que são os lançamentos representados pelas Obrigações. sendo calculado 9 . pode-se entender que a liquidação de uma obrigação pode ocorrer de diversas maneiras. *substituição da obrigação por outra. sendo definido como o que realmente pertence aos donos. *usado para liquidar um passivo. aluguéis a pagar.Este documentário mostra que os ativos por si só rende serviços para a entidade. *trocado por outros ativos. mas por meio de outras transações e que a intenção de adquirir estoques não atende. mostrando o estado financeiro real da empresa. etc. Ele também mostra que para se obter os ativos de uma empresa. por si só. a definição de ativo. As entidades deve-se fazer uma distinção entre obrigação presente e compromisso futuro. Nas demonstrações financeiras são lançados na parte direita. por meio de: *pagamento em caixa. não é só através de seu fluxo de caixa. ou *conversão da obrigação em item do patrimônio líquido. Através deste documentário. capital social. A última classe que ele mostra é a do Patrimônio líquido. e são chamados de próprios. dívidas da empresa com terceiros. pois o ativo pode ser: *usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na produção de bens ou na prestação de serviços a serem vendidos pela entidade. pois através do relacionamento que o ativo tem com a organização. *transferência de outros ativos. salários a pagar. junto com o patrimônio líquido e são representados por: fornecedores. o lançamento na demonstração financeira é apresentado na parte direita. como sendo aquilo que ela deve na data do balanço. *prestação de serviços.

até mesmo negativo. o autor procurou mostrar como as demonstrações contábeis são inseridas na parte financeira das organizações. ações em tesouraria e prejuízos acumulados. ele também pode ter subclassificações no balanço patrimonial como: capital social reserva de capital. apresentando cada classe. 10 . caso a empresa possua muitos bens. ajustes de avaliação de patrimonial. mas também muitas dívidas.através da soma de ativos e passivos e subtraem-se as obrigações. esse resultado pode ser nulo. reserva de lucros. Considerações finais: Através deste documentário. Embora ele seja definido como algo residual. seus conceitos e suas aplicações.

800 315.000 285.500 211.000 81.250 10.000 23.000 1.600 11 . Ltda.000 11.3.600 47.500 35.090 5.0 .950 55.290 680. Não é conta de resultado (x) Outras receitas Devoluções de vendas X Fornecedores Provisão para imposto de renda pessoa jurídica e Contribuição Social Vendas de mercadorias X X Estoque inicial de mercadorias Despesas pagas antecipadamente Despesa com salários Outras despesas operacionais X Contas a pagar Juros ativos Abatimentos s/ vendas ICMS sobre vendas X Compras de mercadorias Despesas com publicidade & propaganda do mês Despesa com energia elétrica da loja X Empréstimos a pagar Juros passivos Despesa de aluguel X Estoque final de mercadorias Contas Valor (R$) 75.900 131.COMPREENSÃO DA NECESSIDADE DA ELABORAÇÃO DA DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO DO EXERCÍCIO A seguir segue tabela em que a proposta é identificar entre as contas listadas as contas que NÃO SÃO de resultado: Inovação & Desafio Com.000 700 45.200 170.800 15.700 700.

290.00 (-) Desp.00.700.500.00 (-) Devoluções de vendas: R$ 10.00 = Resultado Liquido do exercício: R$ 168.000.00 (-) ICMS s/ vendas: R$ 131.800.00 (-) CMV: R$ 243.00 (-) Outras despesas Operacionais: R$ 15.200.00 = R$ 243.00 12 .00 (-) Abatimentos s/ vendas: R$ 11.600.000.00 Resultado Bruto: (+) Vendas: R$ 700.Identificando o valor do Custo das Mercadorias Vendidas (CMV).00 (-) Despesa com salários: R$ 45.000.900.710.900.800.00 (+) Outras Receitas: R$ 75.950.00 (+) Juros Ativos: R$ 23.00 (-) Despesas de aluguel: R$ 5.00 Valor do Resultado Bruto: R$ 302.00 + R$ 170. Energia elétrica da loja: R$ 1.250.00 (-) Juros Passivos: R$ 47.00 (-) Despesas com publicidade r propaganda: R$ 35.00 = Resultado Operacional antes do IR: R$ 249.00 – R$ 211.900.090.120. o valor do Resultado Bruto e o valor do Resultado Liquido: CMV: Estoque Inicial + Compras – Estoque Final: R$ 285.00 (-) Provisão para IR: R$ 81.820.500.710.00 Resultado Liquido do exercício: (+) Resultado Bruto: R$ 302.

antes dos descontos aos clientes. Seus saldos são zerados de um a ano para outro. Despesas gerais e administrativas: Essas despesas incluem tipicamente o salário dos empregados relacionados a vendas e administração da companhia. A DRE está prevista no Art.. Lucro Líquido (prejuízo): é a última linha da demonstração de resultado. Representa o lucro restante depois que todo o custo e as despesas (incluindo impostos) foram deduzidos da receita total em um determinado período. descontos concedidos e impostos. propaganda. Lucro Operacional: Lucro bruto menos as despesas gerais e administrativas. incluindo mão de obra direta e indireta. de prejuízo. Custo dos Produtos Vendidos (CPV): O custo de compra de matérias primas e produção de produtos finais. Receita Líquida: Vendas brutas menos devoluções e descontos. entre outros custos. por meio do confronto entre as Receitas. é uma demonstração financeira que evidencia o resultado apurado pela empresa. O resultado da DRE é transferido para o Balanço Patrimonial. atualizado pelas leis 11638/07 e 11941/09.Conceitos de Demonstração do Resultado do Exercício/ Receitas/ Lucro Bruto/ Lucro Operacional e Lucro Liquido. 187 da Lei nº 6404/76. Lucro Bruto: Receita líquida menos o custo dos produtos vendidos. Se o resultado é positivo chamamos de lucro. as despesas e os custos. para o grupo do Patrimônio Liquido. ou outros ajustes. frete e outras. 13 . se é negativo. comunicação. Segundo Marion a Demonstração do Resultado do Exercício – DRE. Receitas / Despesas Financeiras: Essa conta inclui receitas e despesas com juros e comissões relacionadas às transações financeiras. devoluções ou impostos. na conta de lucro ou Prejuízo do exercício. Receita Bruta: Representa as vendas feitas durante um determinado período. As contas que compõem a DRE são chamadas de Contas de Resultado. manutenção.

1.07 COFINS a recuperar 1.1.06 INSS a recuperar 1.08 Outros tributos a recuperar 1.03.03 Bradesco S/A.1.1.05 PIS a recuperar 1.03 Bradesco 1.1.03 Material de embalagem 1.1.02 Banco conta movimento 1.1.01 Nota promissória a receber 1.1.02.02 Clientes 1.01.01 Banco do Brasil S/A.01 Mercadorias para Revenda 1. LTDA.1.01. 1. 1.1.02 Cliente Y 1.1.04 (-) Duplicatas descontadas 1. Elaborado um Plano de contas da empresa Inovação e Desafio Com.02 Banco Itaú S/A.01.09 Impostos diversos a compensar 1.1.04 Materiais de Uso/Consumo 1.09.03 IRRF a recuperar 1.03 Duplicatas a receber 1.1.10 Estoques 1.09.4.03.1.09.: 1.02 Banco Itaú S/A.03 Aplicações financeiras 1.1.07 Adiantamento a empregados 1.1.09.1.08.01 Cliente X 1.02.1.11.1.01.09.09. 1.01 ICMS a recuperar 1.05 (-) Provisão p/ devedores duvidosos 1.1.1.01.0 .01 Depósito p/ incentivo fiscal 14 .04 CSLL a recuperar 1.09.01.1.01.1.06 Adiantamento a fornecedores 1.1. 1.10.01 Banco do Brasil S/A.01.1.1.01 Caixa 1.11 Títulos e valores mobiliários 1.08 Títulos a receber 1.GRUPO DE CONTAS QUE FORMAM O PATRIMÔNIO DA INOVAÇÃO & DESAFIO COM.10. ATIVO 1 Circulante 1.02.1. Ltda.1.02 IPI a recuperar 1.1.1.01.03. 1.1.1.1.1.1.02.01.10.01 Disponível 1.1.09.01.01 Caixa pequenas despesas 1.02.

12 1.03.03.01.04.1.02 1.2.2.05 1. equipamentos e ferramentas (-) Depreciação máquinas.02 1.03 1.01 1.07 2.2.1. 2.12.02 2.2.2.02.2.02.1.2.07 1.03.2.2.04.03 1.2.1.06 2.03.2.04 1.02 1.01 1.03.2.01 2.1.2.2.12.2.13 1.04.06 1.12.1.2.01 1.1.2.1.12 1.1.01 1.04 2.03 2.11 1.08 1.1.1.2.05 1.2.03.09 Despesas antecipadas Juros s/ empréstimo de capital de giro Juros s/ financiamento Imobilizados Despesas financeiras Seguros Vale transporte Outras Não Circulante Realizável a longo prazo Aplicações em Incentivos Fiscais Investimentos Participação empresas ações diversas Outros investimentos Imobilizado Terrenos Móveis e utensílios (-) Depreciação móveis e utensílios Instalações (-) Depreciação instalações Máquinas.03.03.2.2.02 1.04 1.05 1.04.1.1.03 1.12.08 2.06 1.04.01 1.04 1.1. equipamentos e ferramentas Computadores e periféricos (-) Depreciação Computadores Veículos (-) Depreciação veículos Imóveis (-) Depreciações Imóveis Intangíveis Marcas e Patentes (-) Amortização Marcas e patentes Pesquisa e desenvolvimento (-) Amortização Pesquisas e desenvolvimento Direitos autorais (-) Amortização sobre direitos autorais PASSIVO Circulante Salários a pagar Fornecedores Duplicatas a pagar Empréstimo e financiamentos Imposto a pagar / recolher Títulos a pagar Encargos Sociais a Recolher Outros Títulos a Pagar Aluguéis a pagar 15 .1.10 1.03.1.2.2.03.03 1.2.1 2.04 1.02 1.1.09 1.04.12.2.2 1.03.06 2.05 2.12.2.03.03.01 1.

2.3.2.2.01.3.2.1.02 Água e Luz a pagar Dividendos Propostos a Pagar Não Circulante Exigível em Longo Prazo Promissórias a Pagar de Longo Prazo Patrimônio líquido Capital Social Capital Subscrito (-) Capital a Integralizar Reserva de capital Ágio na emissão de ações Alienação de partes beneficiárias Reservas de Reavaliação Ajustes de Avaliação Patrimonial Reservas de Lucros Reserva Legal Reserva Estatutária Reserva para Contingências Reserva de Incentivos Fiscais Reserva de Retenção de Lucros Reserva de Lucros a Realizar Reserva Especial para Dividendos Obrigatórios Não Distribuídos (-) Ações em Tesouraria (-) Prejuízos Acumulados Lucros do exercício (-) Prejuízos do exercício 3.01.07.01.3 2.05.06 2.03 2.1.3.01 2.3.08 3.02.07.3.01 3.3.01.10 3. 3.3.3.2 2.01.3.2.3.11 2.02 2.01 3.3.01 3.2.09 3.01 2.05.05.01.03 3.01 2.01.02 2.3.2.01.1.11 DESPESAS Custos mercadorias vendidas Custos das mercadorias vendidas CMV Despesas Operacionais Despesas Administrativas 13º Salário Adicional noturno Água / Esgoto Alimentação Aluguéis e arrendamento Assistência médica/social Associação de classe Contribuição/donativos Correios Depreciação/Amortização Despesas com manutenção da loja 16 .2.01 2.04 3.01 2.05.2.04 2.3.2.07 2.01.1 3.3.01 2.2.02.02 2.01.01.07 3.05.3.03 2.05 3.3.01.06 2.04 2.05 2.2.2.3.01.2.3.06 3.10 2.2.01 3.2 3.05.01.05.01.02 2.3.3.05 2.1.07 2.03 2.02 3.

01.2.22 3.2.31 3.03.2.2.36 3.2.01.2.09 3.2.01 3.26 3.2.27 3.2.2.03 3.01.28 3.01.2.2.01.01.2.35 3. 4.2.2.25 3.02.02.01.07 3.03 3.2.2.02.3.19 3.01.2.32 3.06 3.03.01.01.02 3.01.2.2.03.05 3.01 4.01.2.2 Farmácia Férias FGTS Gás Horas extras Impostos e taxas Impressos Indenizações/aviso prévio INSS Legais e judiciais Luz Materiais de consumo Multas de trânsito Multas fiscais Pró labore administração Propaganda e publicidade Reproduções Revistas e jornais Salários e ordenados Seguros Serviço terceiros pessoa física Serviço terceiros pessoa jurídica Telefone Vale transporte Viagens e representações Despesas Comerciais Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa Amostra grátis Combustível Comissões de venda Embalagens Fretes na entrega Impostos s/ veículos Manutenção de veículos Propaganda e publicidade Despesas financeiras Encargos e Juros de Mora Despesas Bancárias CPMF Despesas não operacionais RECEITA Receita bruta s/ vendas Receita bruta de venda Revenda de mercadorias Dedução de receita bruta vendas 17 .2.2.01.1.23 3.2.01 3.02.01.2.30 3.2.01.3 4.17 3.21 3.2.2.2.2.01.2.01 4.01.01.15 3.01.12 3.02.20 3.02.13 3.34 3.02 3.03 3.01.29 3.01.14 3.18 3.08 3.02 3.2.01.02.01.2.04 3.02.2.2.24 3.1.01.33 3.2.2.2.02.01.16 3.2.01.1 4.

3. Um balancete deve conter no mínimo:  Identificação da empresa.01 4. de acordo com a necessidade da empresa. A periodicidade do balancete pode ser diária.01. 5.3 4.01 4.2. quinzenal.4.01 4.3.3.02 4.01.01 4.01. geralmente no final de cada mês.3.01 4.01.3.01. extraídos dos registros contábeis em determinada data.07 4.05 4.03 4.2.02 4.4.2. 18 .03. semanal.01 4.04 4.1.3.3.01 4.01.01.3.03 4. se os lançamentos contábeis estão corretos.3.4 4.02 4.2.06 4. ou seja.3.5 5.04 4.1 5.01.01.01 Dedução de receita bruta de vendas Cancelamento de devoluções Abatimento incondicional ICMS COFINS PIS s/ vendas Receita operacional Receita financeira Variação monetária ativa Juros s/ aplicações financeiras Descontos obtidos Receita de aplicações pré-fixadas Multas ativas Dividendos Juros s/ duplicatas Recuperações diversas Reembolsos diversos Receitas patrimoniais Resultado da venda de bens Receita de Participações Societária Receita em Participações com Empresa Coligadas Receita de Participações Societária Outras Receitas não operacionais CONTAS DE COMPENSAÇÃO Resultado do exercício Apuração de resultado Balancete de Verificação Segundo Marion.01.01.3.03 4. o Balancete de verificação tem como base o método das partidas dobradas e tem como finalidade averiguar se os saldos das contas contábeis estão em equilíbrio.2.3.01.01 4.4. O balancete de verificação é uma relação de todas as contas que houve movimentação ou que restaram saldo.05 4.2.01. O balancete de verificação é importante instrumento contábil na tomada de decisões.02.

os abatimentos. indicando se devedores ou credores. A compensação de receitas. Os custos. custos e despesas. as devoluções e os cancelamentos. através do confronto das receitas. Os ganhos e perdas operacionais. despesas. e de forma ordenada:   As receitas decorrentes da exploração das atividades-fins. Nesta demonstração é evidenciada uma das informações mais importantes aos administradores das empresas. Identificação das contas e respectivos grupos.     Período. O resultado bruto do período. A Demonstração do Resultado evidenciará. A diferença entre balancete e o balanço é que no balanço ocorre o fechamento das contas de resultado e no balancete não. Demonstração do resultado do exercício (DRE) A Demonstração do Resultado é a demonstração contábil destinada a evidenciar a composição do resultado líquido em um determinado período. encargos e perdas pagos ou incorridos. As despesas administrativas. Abrangência. independentemente de seu recebimento.    O resultado operacional. Para atestar a veracidade de um balancete este deve conter nome e assinatura do Contabilista responsável. financeiras e outras e as receitas financeiras. Soma dos saldos devedores e credores. Saldos das contas. Os impostos incidentes sobre as operações.     Os custos dos produtos ou mercadorias vendidos e dos serviços prestados. Lucro ou Prejuízo. O resultado antes das participações e dos impostos. A Demonstração do Resultado compreenderá:   As receitas e os ganhos do período. o resultado líquido do período. As receitas e despesas e os ganhos e perdas não-decorrentes das atividades-fins. com vendas. custos e despesas é vedada. correspondentes a esses ganhos e receitas. sua categoria profissional e número de registro no CRC. 19 . no mínimo.

as receitas e despesas não operacionais. A demonstração do resultado do exercício oferece uma síntese financeira dos resultados operacionais e não operacionais de uma empresa em certo período. as despesas financeiras. de 15 . e outras despesas operacionais. As participações de debêntures.12 . 20 . Lei da Sociedade por Ações). Embora sejam elaboradas anualmente para fins de legais de divulgação. deduzidas das receitas. as despesas gerais e administrativas. as deduções das vendas.404. os abatimentos e os impostos.1976.   As provisões para impostos e contribuições sobre o resultado. De acordo com a legislação brasileira (Lei nº 6.  A receita líquida das vendas e serviços. e as contribuições para instituições ou fundos de assistência ou previdência de empregados. empregados.  As despesas com as vendas. em geral são feitas mensalmente para fins administrativos e trimestralmente para fins fiscais. O resultado líquido no período. o custo das mercadorias e serviços vendidos e o lucro bruto. as empresas deverão discriminar na Demonstração do Resultado do Exercício:  A receita bruta das vendas e serviços. administradores e partes beneficiárias.    O lucro ou prejuízo operacional. As participações no resultado. O lucro ou prejuízo líquido do exercício e o seu montante por ação do Capital Social. O resultado do exercício antes do Imposto de Renda e a provisão para tal imposto.

org.bmfbovespa..REFERÊNCIAS BIBIOGRÁFICAS FAHL. Contabilidade Financeira. Alessandra C.cpc.pdf.br/ptb/1694/RELATORIOANUAL2012PORTUGUESVFINAL.com. acessado em 08/04/2013. 2011.br/pdf/CPC00_R1.pdf. Valinhos: Anhanguera Publicações. José Carlos. http://ri. PLT 312 http://www. MARION. acessado em 05/04/2013 21 .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->