P. 1
O Pecado original e a Política e a Igreja

O Pecado original e a Política e a Igreja

|Views: 444|Likes:
Publicado porLuis Magalhaes
ESCATOLOGIA LIBERAL
ESCATOLOGIA LIBERAL

More info:

Published by: Luis Magalhaes on Oct 18, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/16/2012

pdf

text

original

O Pecado original e a Política e a Igreja

http://www.los40.com/player/Radio/40Principale s/

http://religionline.blogsome.com/category/igrej as-protestantesevangelicas/ http://www.radiosim.pt/ Renato Vargens http://renatovargens.blogspot.com/search/labe l/Teologia Apostolado Veritatis Splendor: http://www.veritatis.com.br/ www.wix.com/ViktorMoreno/conviteavalsa [MEU SÍTIO/SITE]

Moogaloop:Stand by me

http://www.wat.tv/video/moogaloop-stand-by-me1f9n3_18ept_.html OUÇA E LEIA A BÍBLIA EM VÁRIOS IDIOMAS; AJUDA ESSENCIAL À PREGAÇÃO: Se você não tiver uma Bíblia Sagrada no idioma da pessoa a quem está a pregar, com você, aqui está uma linha cool da Bíblia; você pode consultar: http://www.youversion.com/ (Inglês: If you don't have a Bible with you in the language of the person that is receiving the Gospel of salvation, here's a cool online Bible you can refer: http://www.youversion.com/) http://www.biblestudyguide.org/comment/calvin/ comm_index.htm [NOS IDIOMAS: INGLÊS E LATIM] vão à Igreja Reformada em linha (online) você pode conferir http://lifekids.tv/ e http://open.lifechurch.tv/resources (Inglês: If you want your youth/kids to be able to go to church online you can check out http://lifekids.tv/ and http://open.lifechurch.tv/resources) http://www.los40.com/player/Radio/40Principale s/ http://live.lifechurch.tv/#stop-2

TUBO DE ENSAIO - PODCAST DE BRUNO NOGUEIRA

CNN RADIO NEWS http://radiotime.com/WebTuner.aspx?StationId=17 777&

Já várias vezes tentei aqui explicar que o chamado pecado original tal como habitualmente é interpretado - um pecado de Adão e Eva, de origem sexual e transmitido sexualmente - foi sobretudo obra de Santo Agostinho e não tem raiz bíblica. Mas há uma verdade no pecado original: quer referir-se ao mistério de uma liberdade humana ferida. Porque é que a vontade não é sempre boa? Há um lado obscuro da liberdade. Somos seres morais, mas não fazemos sempre o bem, de tal modo que R. Niebuhr afirmou que o pecado original é a única doutrina cristã empiricamente verificável. E o filósofo agnóstico M. Horkheimer também disse que era um dogma que ele aceitava. Três impulsos fundamentais movem o ser humano: o prazer, o ter e o poder. Provavelmente, o mais forte e abrangente é o do poder, de tal modo que Adler poderá ter mais razão do que Freud. No

limite, o homem sonha com a omnipotência, porque ela o libertaria da morte, e aí está a razão por que o poder é a tentação maior. Como escreveu E. Canetti, "Dos esforços de uns tantos para afastar de si a morte surgiu a monstruosa estrutura do poder. Para que um só indivíduo continuasse a viver, exigiu-se uma infinidade de mortes. A confusão que surgiu disso chama-se História". Nunca estaremos suficientemente gratos aos gregos pela invenção da democracia, segundo a qual todos os cidadãos têm direitos políticos iguais. Ninguém está acima da lei, que deve ser obedecida por todos. Que mandem todos não é natural. Natural é que mandem os mais fortes, os mais espertos, os mais ricos, os que estudaram mais, os astutos, os santos. Como escreveu Fernando Savater, "que o poder seja coisa de todos, que todos intervenham, falem, votem, elejam, decidam, tenham ocasião de equivocar-se, procurem enganar ou permitam que os enganem, protestem... isso não é coisa natural, mas um invento artificial, uma aposta desconcertante contra a natureza e os deuses. É uma obra de arte. Os gregos foram grandes artistas: a democracia foi a obra-prima da sua arte, a mais arriscada e inverosímil, a mais discutida".

A política é actividade nobre e são de saudar sempre aqueles que generosamente se entregam à causa pública. Mas há a advertência de

Churchill: "A democracia é a pior forma de governo, exceptuando todas as outras." Também para avisar que não é perfeita e que tem defeitos. A ameaça maior é o poder e o seu exercício. Afinal, o que fará correr tanto tantos políticos? Lá andam eles e elas a palmilhar o país de cima abaixo, de lés a lés. Dormirão bem e o suficiente? Têm de ouvir o que ninguém gosta. Beijam quem lhes não agrada, enrugadas e mal cheirosas. Apertam mãos sujas. Nas famosas arruadas - que palavra que tão mal soa! -, esbanjam sorrisos, têm de sorrir, sorrir sempre, mesmo sem vontade. Têm de fazer promessas que sabem não poder cumprir. Em vez de esclarecerem os cidadãos, tentam tantas vezes enfeitiçá-los com discursos de sofistas. Claro que a política também é jogo, mas há tanta intriga e inveja e cilada que o espectáculo é, por vezes, pícaro e deplorável... O poder traz prestígio, mesmo que suposto. E benesses de todo o género. E sedução e luxos e exposição e fama. E precedências e continências nas paradas e guardas de honra. E dinheiro e convívio com os grandes deste mundo. E a ilusão de que se deixa uma marca na História. E a imposição da própria vontade. E a aparência da imortalidade pelos feitos. O poder - quem o repetiu foi um político nosso, famoso - é o maior afrodisíaco. Não é sempre assim, mas o perigo espreita. O risco é servir-se em vez de servir. Ou servir alguns

apenas e não o bem comum. Corromper e deixar-se corromper. Não respeitar a separação de poderes e, concretamente, a independência do poder judicial. E que acontecerá quando o poder, mesmo conquistado legitimamente, se exerce sem competência intelectual, moral e técnica? A tentação é tamanha que mesmo na Igreja se esqueceu a revolução única do cristianismo: Deus não se revelou como omnipotência abstracta, mas força infinita do amor criador. E Cristo disse: "Não vim para ser servido, mas para servir." Pecado original e política Anselmo Borges NO DIÁRIO DE NOTÍCIAS-LX TAMBÉM EM MIRANDÉS: Yá bárias bezes tentei eiqui splicar que l chamado pecado ouriginal tal cumo habitualmente ye anterpretado - un pecado de Adon i Eiba, d'ourige sexual i trasmitido sexualmente - fui subretodo obra de Santo Agostico i nun ten raiç bíblica. Mas hai ua berdade ne l pecado ouriginal: quier referir-se al mistério dua libardade houmana ferida. Porque ye que la buntade nun ye siempre buona? Hai un lado ouscuro de la libardade. Somos seres morales, mas nun fazemos siempre l bien, de tal modo que R. Niebuhr afirmou que l pecado ouriginal ye la única doutrina crestiana ampiricamente berificable. I l filósofo agnóstico M. Horkheimer tamien dixe qu'era un dogma qu'el aceitaba. Trés ampulsos fundamentales moben l

ser houmano: l prazer, l tener i l poder. Probabelmente, l mais fuorte i abrangente ye l de l poder, de tal modo que Adler poderá tener mais rezon de l que Freud. Ne l lemite, l'home sonha cula omnipoténcia, porque eilha l libertarie de la muorte, i ende stá la rezon por que l poder ye la tentaçon maior. Cumo screbiu I. Canetti, "De ls sfuorços duns tantos para afastar de si la muorte surgiu la monstruosa strutura de l poder. Para qu'un solo andibíduo cuntinasse a bibir, eisigiu-se ua anfenidade de muortes. La cunfuson que surgiu desso chama-se Stória". Nunca staremos suficientemente gratos als griegos pula ambençon de la democracie, segundo la qual todos ls cidadanos ténen dreitos políticos eiguales. Naide stá arriba de la lei, que debe ser oubedecida por todos. Que manden todos nun ye natural. Natural ye que manden ls mais fuortes, ls mais spertos, ls mais ricos, ls que studórun mais, ls astutos, ls santos. Cumo screbiu Fernando Sabater, "que l poder seia cousa de todos, que todos anterbenhan, falen, boten, eileijan, decidan, téngan ocasion d'eiquibocar-se, percuren anganhar ó permitan que ls anganhen, protesten... esso nun ye cousa natural, mas un ambento artificial, ua aposta çcuncertante contra la natureza i ls diuses. Ye ua obra d'arte. Ls griegos fúrun grandes artistas: la democracie fui l'obra-prima de la sue arte, la mais arriscada i amberosímil, la mais çcutida". La política ye atebidade nobre i son de saudar siempre aqueilhes que generosamente se antregan a la causa pública. Mas hai

l'adberténcia de Churchill: "La democracie ye a pior forma de goberno, scetuando todas las outras." Tamien para abisar que nun ye purfeita i que ten defeitos. L'amenaça maior ye l poder i l sou eisercício. Afinal, l que fazerá correr tanto tantos políticos? Alhá andan eilhes i eilhas a palmilhar l paíç de cima ambaixo, de lés la lés. Drumiron bien i l suficiente? Ténen d'oubir l que naide gusta. Beisan quien les nun agrada, angurriadas i mal cheirosas. Apertan manos sujas. Nas famosas arruadas - que palabra que tan mal soa! -, sbanjan sorrisos, ténen de sorrir, sorrir siempre, mesmo sin buntade. Ténen de fazer promessas que saben nun poder cumprir. An beç de sclarecíren ls cidadanos, tentan tantas bezes anfeitiçá-los cun çcursos de sofistas. Claro que la política tamien ye jogo, mas hai tanta antriga i ambeija i cilada que l spetaclo ye, por bezes, pícaro i deplorable... L poder traç prestígio, mesmo que suposto. I benisses de to l género. I seduçon i luxos i sposiçon i fama. I precedéncias i cuntinéncias nas paradas i guardas d'honra. I denheiro i cumbíbio culs grandes deste mundo. I l'eiluson de que se deixa ua marca na Stória. I l'amposiçon de la própia buntade. I l'aparéncia de l'eimortalidade puls feitos. L poder - quien l repetiu fui un político nuosso, famoso - ye l maior afrodisíaco. Nun ye siempre assi, mas l peligro spreita. L risco ye serbir-se an beç de serbir. Ó serbir alguns solo i nun l bien quemun. Corromper i deixar-se corromper. Nun respeitar la separaçon de poderes i, cuncretamente, l'andependéncia de l poder judicial. I

qu'acuntecerá quando l poder, mesmo cunquistado legitimamente, se eiserce sin cumpeténcia anteletual, moral i técnica? La tentaçon ye tamanha que mesmo na Eigreija se squeciu la reboluçon única de l cristandade: Dius nun se rebelou cumo omnipoténcia abstrata, mas fuorça anfenita de l'amor criador. I Cristo dixe: "Nun bin para ser serbido, mas para serbir." E A IGREJA: O Papa Bento XVI recorda, na sua mensagem para o Dia Mundial das Missões, celebrado esta Dominga, que a missão da Igreja é chamar todos os povos à salvação, pelo que se torna necessário renovar o compromisso de anunciar o Evangelho. Na mensagem, que, como habitualmente, foi divulgada em final de Junho, o Papa reafirma que não é intenção da Igreja "ampliar o seu poder ou reforçar o seu domínio", mas "levar a todos Cristo, salvação do mundo", colocando-se ao serviço da Humanidade, sobretudo da que "sofre e é marginalizada". "A missão da Igreja é 'contagiar' de esperança todos os povos. Por isto, Cristo chama, justifica, santifica e envia os seus discípulos para anunciar o Reino de Deus, a fim de que todas as nações se tornem Povo de Deus", acrescenta, sublinhando: "Anunciar o Evangelho deve ser

para nós, como já dizia o apóstolo Paulo, um compromisso impreterível e primeiro". EM MIRANDÉS: L Papa Bento XBI recorda, na sue mensaige pa l Die Mundial de las Missones, celebrado este demingo, que a misson de la Eigreija ye chamar todos ls pobos la la salbaçon, pul que se torna necessairo renobar l cumpromisso d'anunciar l Eibangelho. Na mensaige, que, cumo habitualmente, fui dibulgada an final de Júnio, l Papa reafirma que nun ye antençon de la Eigreija "ampliar l sou poder ó reforçar l sou domínio", mas "lebar a todos Cristo, salbaçon de l mundo", colocando-se al serbício de la Houmanidade, subretodo de la que "sofree i ye marginalizada". "A misson de la Eigreija ye 'cuntagiar' de sperança todos ls pobos. Por esto, Cristo chama, justifica, santifica i ambia ls sous çcípulos para anunciar l Reino de Dius, la fin de que todas las naciones se tornen Pobo de Dius", acrecenta, sublinhando: "Anunciar l Eibangelho debe ser para nós, cumo yá dezie l'apóstolo Paulo, un cumpromisso ampreterible i purmeiro". BENTO XVI: "Todo nosotros somos la comunidad de los santos; nosotros, bautizados en el nombre del Padre, del Hijo y del Espíritu Santo; nosotros, que vivimos del don de la carne y la sangre de Cristo, por medio del cual quiere transformarnos y hacernos

semejantes a sí mismo. Sí, la Iglesia está viva; ésta es la maravillosa experiencia de estos días. Precisamente en los tristes días de la enfermedad y la muerte del Papa, algo se ha manifestado de modo maravilloso ante nuestros ojos: que la Iglesia está viva. Y la Iglesia es joven. Ella lleva en sí misma el futuro del mundo y, por tanto, indica también a cada uno de nosotros la vía hacia el futuro. La Iglesia está viva y nosotros lo vemos: experimentamos la alegría que el Resucitado ha prometido a los suyos. La Iglesia está viva; está viva porque Cristo está vivo, porque él ha resucitado verdaderamente. En el dolor que aparecía en el rostro del Santo Padre en los días de Pascua, hemos contemplado el misterio de la pasión de Cristo y tocado al mismo tiempo sus heridas. Pero en todos estos días también hemos podido tocar, en un sentido profundo, al Resucitado. Hemos podido experimentar la alegría que él ha prometido, después de un breve tiempo de oscuridad, como fruto de su resurrección. La Iglesia está viva: de este modo saludo con gran gozo y gratitud a todos vosotros que estáis aquí reunidos, venerables Hermanos Cardenales y Obispos, queridos sacerdotes, diáconos, agentes de pastoral y catequistas. Os saludo a vosotros, religiosos y religiosas, testigos de la presencia transfigurante de Dios. Os saludo a vosotros, fieles laicos, inmersos en el gran campo de la construcción del Reino de Dios que se expande en el mundo, en cualquier manifestación de la vida.

El saludo se llena de afecto al dirigirlo también a todos los que, renacidos en el sacramento del Bautismo, aún no están en plena comunión con nosotros; y a vosotros, hermanos del pueblo hebreo, al que estamos estrechamente unidos por un gran patrimonio espiritual común, que hunde sus raíces en las irrevocables promesas de Dios. Pienso, en fin –casi como una onda que se expande– en todos los hombres de nuestro tiempo, creyente y no creyentes. ¡Queridos amigos! En este momento no necesito presentar un programa de gobierno. Algún rasgo de lo que considero mi tarea, la he podido exponer ya en mi mensaje del miércoles, 20 de abril; no faltarán otras ocasiones para hacerlo. Mi verdadero programa de gobierno es no hacer mi voluntad, no seguir mis propias ideas, sino de ponerme, junto con toda la Iglesia, a la escucha de la palabra y de la voluntad del Señor y dejarme conducir por Él, de tal modo que sea él mismo quien conduzca a la Iglesia en esta hora de nuestra historia. En lugar de exponer un programa, desearía más bien intentar comentar simplemente los dos signos con los que se representa litúrgicamente el inicio del Ministerio petrino; por lo demás, ambos signos reflejan también exactamente lo que se ha proclamado en las lecturas de hoy. El primer signo es el palio, tejido de lana pura, que se me pone sobre los hombros. Este signo antiquísimo, que los Obispos de Roma llevan desde

el siglo IV, puede ser considerado como una imagen del yugo de Cristo, que el Obispo de esta ciudad, el Siervo de los Siervos de Dios, toma sobre sus hombros. El yugo de Dios es la voluntad de Dios que nosotros acogemos. Y esta voluntad no es un peso exterior, que nos oprime y nos priva de la libertad. Conocer lo que Dios quiere, conocer cuál es la vía de la vida, era la alegría de Israel, su gran privilegio. Ésta es también nuestra alegría: la voluntad de Dios, en vez de alejarnos de nuestra propia identidad, nos purifica –quizás a veces de manera dolorosa– y nos hace volver de este modo a nosotros mismos. Y así, no servimos solamente Él, sino también a la salvación de todo el mundo, de toda la historia. En realidad, el simbolismo del Palio es más concreto aún: la lana de cordero representa la oveja perdida, enferma o débil, que el pastor lleva a cuestas para conducirla a las aguas de la vida. La parábola de la oveja perdida, que el pastor busca en el desierto, fue para los Padres de la Iglesia una imagen del misterio de Cristo y de la Iglesia. La humanidad –todos nosotros– es la oveja descarriada en el desierto que ya no puede encontrar la senda. El Hijo de Dios no consiente que ocurra esto; no puede abandonar la humanidad a una situación tan miserable. Se alza en pie, abandona la gloria del cielo, para ir en busca de la oveja e ir tras ella, incluso hasta la cruz. La pone sobre sus hombros, carga con nuestra humanidad, nos lleva a nosotros mismos, pues Él es el buen pastor, que ofrece su vida por las ovejas. El Palio indica primeramente que

Cristo nos lleva a todos nosotros. Pero, al mismo tiempo, nos invita a llevarnos unos a otros. Se convierte así en el símbolo de la misión del pastor del que hablan la segunda lectura y el Evangelio de hoy. La santa inquietud de Cristo ha de animar al pastor: no es indiferente para él que muchas personas vaguen por el desierto. Y hay muchas formas de desierto: el desierto de la pobreza, el desierto del hambre y de la sed; el desierto del abandono, de la soledad, del amor quebrantado. Existe también el desierto de la oscuridad de Dios, del vacío de las almas que ya no tienen conciencia de la dignidad y del rumbo del hombre. Los desiertos exteriores se multiplican en el mundo, porque se han extendido los desiertos interiores. Por eso, los tesoros de la tierra ya no están al servicio del cultivo del jardín de Dios, en el que todos puedan vivir, sino subyugados al poder de la explotación y la destrucción. La Iglesia en su conjunto, así como sus Pastores, han de ponerse en camino como Cristo para rescatar a los hombres del desierto y conducirlos al lugar de la vida, hacia la amistad con el Hijo de Dios, hacia Aquel que nos da la vida, y la vida en plenitud. El símbolo del cordero tiene todavía otro aspecto. Era costumbre en el antiguo Oriente que los reyes se llamaran a sí mismos pastores de su pueblo. Era una imagen de su poder, una imagen cínica: para ellos, los pueblos eran como ovejas de las que el pastor podía disponer a su agrado. Por el contrario, el pastor de todos los hombres, el Dios vivo, se ha hecho él mismo cordero, se ha puesto

de la parte de los corderos, de los que son pisoteados y sacrificados. Precisamente así se revela Él como el verdadero pastor: “yo soy el buen pastor {...]. yo doy mi vida por las ovejas”, dice Jesús de sí mismo (Jn 10, 14s.). No es el poder lo que redime, sino el amor. Éste es el distintivo de Dios: Él mismo es amor. ¡Cuántas veces desearíamos que Dios se mostrara más fuerte! Que actuara duramente, derrotara el mal y creara un mundo mejor. Todas las ideologías del poder se justifican así, justifican la destrucción de lo que se opondría al progreso y a la liberación de la humanidad. Nosotros sufrimos por la paciencia de Dios. Y, no obstante, todos necesitamos su paciencia. El Dios, que se ha hecho cordero, nos dice que el mundo se salva por el Crucificado y no por los crucificadores. El mundo es redimido por la paciencia de Dios y destruido por la impaciencia de los hombres. Una de las características fundamentales del pastor debe ser amar a los hombres que le han sido confiados, tal como ama Cristo, a cuyo servicio está. “apacienta mis ovejas”, dice cristo a Pedro, y también a mí, en este momento. Apacentar quiere decir amar, y amar quiere decir también estar dispuestos a sufrir. Amar significa dar el verdadero bien a las ovejas, el alimento de la verdad de Dios, de la palabra de Dios; el alimento de su presencia, que él nos da en el Santísimo Sacramento. Queridos amigos, en este momento sólo puedo decir: rogad por mí, para que aprenda a amar cada vez más al Señor. Rogad

por mí, para que aprenda a querer cada vez más a su rebaño, a vosotros, a la Santa Iglesia, a cada uno de vosotros, tanto personal como comunitariamente. Rogad por mí, para que, por miedo, no huya ante los lobos. Roguemos unos por otros para que sea el Señor quien nos lleve y nosotros aprendamos a llevarnos unos a otros. El segundo signo con el cual la liturgia de hoy representa el comienzo del Ministerio petrino es la entrega del anillo del pescador. La llamada de Pedro a ser pastor, que hemos oído en el Evangelio, viene después de la narración de una pesca abundante; después de una noche en la que echaron las redes sin éxito, los discípulos vieron en la orilla al Señor resucitado. Él les manda volver a pescar otra vez, y he aquí que la red se llena tanto que no tenían fuerzas para sacarla; había 153 peces grandes y, “aunque eran tantos, no se rompió la red” (Jn 21, 11). Este relato al final del camino terrenal de Jesús con sus discípulos, se corresponde con uno del principio: tampoco entonces los discípulos habían pescado nada durante toda la noche; también entonces Jesús invitó a Simón a remar mar adentro. Y Simón, que todavía no se llamaba Pedro, dio aquella admirable respuesta: “maestro, por tu palabra echarÉ las redes”. se le confió entonces la misión: “no temas, desde ahora serás pescador de hombres” (Lc 5, 1.11). También hoy se dice a la Iglesia y a los sucesores de los apóstoles que se adentren en el mar de la historia y echen las redes, para conquistar a los hombres para el

Evangelio, para Dios, para Cristo, para la vida verdadera. Los Padres han dedicado también un comentario muy particular a esta tarea singular. Dicen así: para el pez, creado para vivir en el agua, resulta mortal sacarlo del mar. Se le priva de su elemento vital para convertirlo en alimento del hombre. Pero en la misión del pescador de hombres ocurre lo contrario. Los hombres vivimos alienados, en las aguas saladas del sufrimiento y de la muerte; en un mar de oscuridad, sin luz. La red del Evangelio nos rescata de las aguas de la muerte y nos lleva al resplandor de la luz de Dios, en la vida verdadera. Así es, efectivamente: en la misión de pescador de hombres, siguiendo a Cristo, hace falta sacar a los hombres del mar salado por todas las alienaciones y llevarlo a la tierra de la vida, a la luz de Dios. Así es, en verdad: nosotros existimos para enseñar Dios a los hombres. Y únicamente donde se ve a Dios, comienza realmente la vida. Sólo cuando encontramos en Cristo al Dios vivo, conocemos lo que es la vida. No somos el producto casual y sin sentido de la evolución. Cada uno de nosotros es el fruto de un pensamiento de Dios. Cada uno de nosotros es querido, cada uno es amado, cada uno es necesario. Nada hay más hermoso que haber sido alcanzados, sorprendidos, por el Evangelio, por Cristo. Nada más bello que conocerle y comunicar a los otros la amistad con él. La tarea del pastor, del pescador de hombres, puede parecer a veces gravosa. Pero es gozosa y grande, porque en definitiva es un servicio a la

alegría, a la alegría de Dios que quiere hacer su entrada en el mundo. Quisiera ahora destacar todavía una cosa: tanto en la imagen del pastor como en la del pescador, emerge de manera muy explícita la llamad a la unidad. “tengo , además, otras ovejas que no son de este redil; también a ésas las tengo que traer, y escucharán mi voz y habrá un solo rebaño, un solo pastor” (Jn 10, 16), dice Jesús al final del discurso del buen pastor. Y el relato de los 153 peces grandes termina con la gozosa constatación: “y aunque eran tantos, no se rompió la red” (Jn 21, 11). ¡Ay de mí, Señor amado! ahora la red se ha roto, quisiéramos decir doloridos. Pero no, ¡no debemos estar tristes! Alegrémonos por tu promesa que no defrauda y hagamos todo lo posible para recorrer el camino hacia la unidad que tú has prometido. Hagamos memoria de ella en la oración al Señor, como mendigos; sí, Señor, acuérdate de lo que prometiste. ¡Haz que seamos un solo pastor y una sola grey! ¡No permitas que se rompa tu red y ayúdanos a ser servidores de la unidad! En este momento mi recuerdo vuelve al 22 de octubre de 1978, cuando el Papa Juan Pablo II inició su ministerio aquí en la Plaza de San Pedro. Todavía, y continuamente, resuenan en mis oídos sus palabras de entonces: “¡no temáis! ¡abrid, más todavía, abrid de par en par las puertas a cristo!” el papa hablaba a los fuertes, a los poderosos del mundo, los cuales tenían miedo de

que Cristo pudiera quitarles algo de su poder, si lo hubieran dejado entrar y hubieran concedido la libertad a la fe. Sí, él ciertamente les habría quitado algo: el dominio de la corrupción, del quebrantamiento del derecho y de la arbitrariedad. Pero no les habría quitado nada de lo que pertenece a la libertad del hombre, a su dignidad, a la edificación de una sociedad justa. Además, el Papa hablaba a todos los hombres, sobre todo a los jóvenes. ¿Acaso no tenemos todos de algún modo miedo –si dejamos entrar a Cristo totalmente dentro de nosotros, si nos abrimos totalmente a él–, miedo de que él pueda quitarnos algo de nuestra vida? ¿Acaso no tenemos miedo de renunciar a algo grande, único, que hace la vida más bella? ¿No corremos el riesgo de encontrarnos luego en la angustia y vernos privados de la libertad? Y todavía el Papa quería decir: ¡no! quien deja entrar a Cristo no pierde nada, nada –absolutamente nada– de lo que hace la vida libre, bella y grande. ¡No! Sólo con esta amistad se abren las puertas de la vida. Sólo con esta amistad se abren realmente las grandes potencialidades de la condición humana. Sólo con esta amistad experimentamos lo que es bello y lo que nos libera. Así, hoy, yo quisiera, con gran fuerza y gran convicción, a partir de la experiencia de una larga vida personal, decir a todos vosotros, queridos jóvenes: ¡No tengáis miedo de Cristo! Él no quita nada, y lo da todo. Quien se da a él, recibe el ciento por uno. Sí, abrid, abrid de par en par las

puertas a Cristo, y encontraréis la verdadera vida. Amén." Copyright © Libreria Editrice Vaticana TRADUÇÃO: "A Igreja Ecuménica mantém, no Baptismo, o chamado rito do Ephphatha, inspirado no Evangelho de S. Marcos (7, 31-37). Conta-se que, certo dia, apresentaram a Jesus um surdo tartamudo. Ele curou-o, abrindo-lhe os ouvidos e desprendendo-lhe a língua. Não consta, no entanto, que Jesus tenha fundado qualquer instituição para tratamento dos ouvidos ou da fala. Não veio substituir os caminhos das ciências, das artes ou das políticas, tarefa da investigação e da criatividade humanas. Será sempre despropositado tentar extrair dos Evangelhos programas para a construção da vida social, cultural e política. Nesse gesto simbólico, exprime-se, no entanto, algo de essencial: não se pode ser cristão e manter-se surdo e mudo perante o que acontece no coração da nossa actualidade. Não porque os cristãos disponham de receitas, prontas a servir, para salvar a natureza ou para alterar o curso da história humana. Como dizia Tomás de aquino, “a graça não substitui a natureza”.

A Liturgia Ecuménica, enquanto acontecimento simbólico, é polivalente e ambígua nas suas múltiplas significações, segundo os diferentes participantes. Como respiração da vida, ninguém deve tentar controlar o modo como a celebração é interpretada por aqueles que nela participam de forma activa. Servir-se do santo culto/santa missa para inculcar uma ideologia não é só um abuso intolerável. É impedir que ele/ela seja o grande apelo à conversão de todos pelos caminhos só de D-us conhecidos. 2. A narrativa do Evangelho de S. Marcos (9, 33-37) é especialmente cruel para os dirigentes da Igreja e isto não diz respeito, apenas, à Igreja dos começos. Como realça a Bíblia de Jerusalém, desde o capítulo quarto até ao capítulo dez, não há meio de os discípulos compreenderem o desígnio e as intervenções de Jesus. É, pelo menos, o que o narrador repete oito vezes, observando que o desentendimento chegara a tal ponto que os discípulos já tinham medo de o interrogar. Como se lê, foi, então, o próprio Jesus, quando

chegaram a Cafarnaúm e já estavam em casa, que teve a iniciativa de lhes perguntar: “que discutíeis vós pelo caminho?” não teve resposta, pois andavam a discutir acerca de qual deles era o mais importante. Aproveitou, então, para uma reunião muito frontal e rematou: “se alguÉm quiser ser o primeiro, seja o último, isto é, aquele que se coloca ao serviço de todos”. Pelo que vem a seguir, a reunião não deu grande resultado. As discussões continuaram e a questão de fundo era esta: que temos nós a ganhar com este aventureiro, pronto a cair na boca do lobo ao ir para Jerusalém? É verdade que Pedro já tinha tentado chamálo à razão, mas foi repreendido e envergonhado perante os outros: “arreda-te de mim, Satanás, porque não pensas as coisas de D-us, mas dos homens”. jesus aproveitou para radicalizar a sua posição. “chamando a si a multidão, juntamente com os discípulos, disse-lhes: Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Na verdade, quem

quiser salvar a sua vida, há-de perdê-la; mas, quem perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, há-de salvá-la. Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua vida? Ou que pode o homem dar em troca da sua vida?” Esta conversa não agradou. Quando se viram confrontados com a posição de Jesus acerca da incompatibilidade do apego à riqueza com a entrada no Reino de Deus, sentiram a urgência de colocar tudo em pratos limpos. Tiago e João, filhos de Zebedeu, que tinham abandonado a empresa do pai para seguir Jesus, foram ter com Ele e disseram-lhe: “mestre, concede-nos que, na tua glória, nos sentemos um à tua direita e outro à tua esquerda”. os outros, julgando-se preteridos, começaram a indignar-se. Para Jesus, esse carreirismo não pode ter lugar na sua igreja: “aqueles que vemos governar as nações dominam-nas e os seus grandes tiranizam-nas. Entre vós não deverá ser assim: ao contrário, aquele que, entre vós, quiser ser grande seja o

vosso servidor e aquele que quiser ser o primeiro, entre vós, seja o servo de todos. Pois o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos” (cf. mc 10). 3. É consensual que Jesus não encarregou a igreja de fazer um partido político: “dai a deus o que É de deus e a cÉsar o que É de cÉsar”. as comunidades cristãs, na sua diversidade e no seu interno pluralismo político, para terem algo de original a dizer, terão de não reproduzir, no seu interior, o que criticam na política de dominação. A vida não acaba onde começa o Reino de D-us, como pensava Nietzsche. Pelo contrário, é intensificada ao transformar-se. Ganha quem perde no que faz pela alegria dos outros."

Frei Bento Domingues, o.p. (1º Director de Ciência das Religiões)http://teologizar.blogs.sapo.pt/21420. html

11:38 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | RELIGIÃO 15-10 CRENTE-CIDADÃO ESTÁ SUJEITO AO SENHORIO DO ESTADO

www.wix.com/ViktorMoreno/conviteavalsa [MEU SÍTIO/SITE] http://bibliahebraica.blogspot.com/ http://www.igrejareformada.pt/PowerPoints/Po werP_Index.htm http://carlosafqueiroz.blogspot.com/ http://www.igrejareformada.pt/ http://www.iujc.pt/ [IGREJA SABATISTA DE PORTUGAL] http://www.iujc.pt/fundam_pt.htm [IGREJA SABATISTA DE PORTUGAL] http://tradutormirandes.pt.vc/

Também estamos no Wix: www.wix.com/ViktorMoreno/conviteavalsa http://musikcity.mus.br/cradio.html

ATENÇÃO! TENHO UMA PROFECIA QUE INCOMODA E QUE É ESCATOLÓGICA E "DOGMÁTICA": Os que colocam a "unidade" à frente da Verdade e deixam de repreender os falsos valores de hoje e a superficialidade entre os Crentes fariam bem levar a sério a tremenda Profecia pronunciada durante o famoso Reavivamento da Rua Azusa em Los Angeles [EUA] em 1.906 AD: "Nos últimos dias escatológicos (de 1 AD a 2150 AD é a “era de peixes”, a era em que permanecemos nos dias de Hoje. E por volta de 2150 AD, entraremos na nova Era. A era de Aquarius. Agora, a nossa Bíblia Sagrada Ecuménica referese, por alto, ao movimento simbólico durante 3 Eras, quando se vislumbra já uma quarta. No Velho Testamento [o TANAKH], quando Moisés desce o Monte Sinai com os 10 Mandamentos, ele está perturbado ao ver a sua gente a adorar um Bezerro dourado. É que o Bezerro Dourado é Taurus (Touro), e Moisés representa a nova Era de Carneiro. Esta é a razão pela qual os Judeus ainda hoje ainda assopram com o Corno do Carneiro. Moisés representa a nova Era de Carneiro, e perante esta, todos têm de "largar" a anterior. Agora Jesus é a figura representativa da Era seguinte à de Carneiro, a Era de Peixes, ou dos 2 peixes. O simbolismo de Peixes é abundante no Novo Testamento [o B´rit Hadashah ou Escrituras "Gregas" Cristãs], vejam como Jesus alimenta 5000 pessoas com pão e "2 peixes." No início enquanto caminhava ao longo da Galileia,

conhece "2 pescadores", que o seguem. Mais: "Eis que quando entrardes na cidade, encontrareis um homem levando um cântaro de água, segui-o até à casa em que ele entrar." Esta Escritura é de longe a mais reveladora de todas as referências astrológicas. O homem que leva um cântaro de água é Aquarius, o portador de água, que é sempre representado como um homem a despejar uma porção de água. Ele representa a Era depois de Peixes, e quando o Sol (Filho de Deus) sair da Era de Peixes (Jesus), entrará na Casa de Aquarius (daqui a 140 anos), e Aquário é a constelação que se segue a Peixes na precessão dos equinócios. Tudo o que Jesus diz é que depois da Era de Peixes chegará a Era de Aquário. Já Paulo, na sua Vida Mística "antecipa" (o seu Filho de D-us e Esposo vive fora do tempo e do espaço: para Ele é um eterno presente, daí ser Espírito) esta Era Escatológica. Para o Apóstolo o que conta é ser o porta-voz dum YAOHÚSHUA "Aquariano" que "está no Céu" (e não o Jesus "Pisciano" dos Evangelhos) e que operava e operará na Terra no momento hodierno dele e de nós e das futuras gerações por meio da Fé através do Paracleto (Espírito Santo, 'RUKHAYAOHU): 1Co. 14,36-38. Agora, já todos ouvimos falar sobre o Fim do Mundo. À parte o lado cartoonista explícito no Livro do Apocalipse/Revelação, a espinha dorsal desta ideia surge em Mateus 28:20, onde Jesus diz: Eu estarei convosco até ao Fim do Mundo (KJV; à Consumação dos Séculos, em Português, Almeida) contudo, na tradução Inglesa da Bíblia, KJV, a

palavra "world" está mal traduzida, no meio de outras más traduções. A palavra realmente usada era "aeon", que significa "Era". Eu estarei convosco até ao Fim da Era (na tradução portuguesa do Novo Testamento Judaico isto já acontece). O que no fundo é verdade, YAOHÚSHUA (Jesus) como personificação Solar de Peixes irá ser "substituído" quando o Sol entrar na Era de Aquário. Este conceito de Fim dos Tempos e do Fim do Mundo é uma má interpretação desta alegoria astrológica; na realidade para o ARMAGEDOM faltam 230 anos e 1230 anos para os Novos Céus e a Nova Terra, pelo Calendário Judaico [Irmãos, estamos no ano 5770!]), três coisas acontecerão no "Grande Movimento Pentecostal": (1) haverá uma ênfase exagerada em poder, em vez de justiça; (2) haverá uma ênfase exagerada em louvor a um deus que não respeita a hora do silêncio definidas pelo Estado ou a necessidade de descanso em áreas residenciais por parte de quem labora de noite; e a D'us a quem não se ora (trata-se dum auto-orar egoísta que não ora pelo inimigo [o vizinho doente/idoso/que labutou durante a noite e que mora no andar acima da Congregação Pentecostal "herética"] mas que amplia a inimizade até ao pecado grave [isto significa claramente que não o deixa ter o chamado "descanso do guerreiro" (o necessário repouso da labuta/doença/reforma): i.e.,"presenteia-o" (e digo-o com extrema ironia e tristeza bem Cristãs) com "Cânticos" e ruídos ensurdecedores:

http://diariodaprofecia.blogspot.com/2009/06/so m-musical-ou-ruido.html]);
(3) haverá uma ênfase exagerada nos dons do Espírito [ou do Espírito e de Maria Mãe de D-us, no caso da Renovação Carismática Católica, RCC], que corresponde simbolicamente ao anúncio da era de Aquarius/Milénio dos Cristãos Fundamentalistas, em vez do Senhorio [i.e., com o uso sensato dos dons e sem a Presença do período Milenar] Eterno de Cristo. Anúncio do "Fim" (da "Transição") para breve [mas que é aparente e didáctico para os Crentes Eleitos (Predestinados) entenderem as Escrituras no seu contexto gnóstico e astrológico; no entanto, bem real e que exige seriedade para estes Crentes Evangelicais Pentecostais ou da RCC Marista apaixonados até que a morte física (o "Reinado seja entregue ao Pai") os separe desta Utopia Escatológica] da "Era de Piscis"; mas é só aparentemente o "Aeon Encarnado" ("Piscis Personificado") YAOHÚSHUA, visto Ele ser "O Filho Paulino" (Transcendente e Espiritual) e não o YAOHÙSHUA dos Evangelhos Sinópticos. Ele é a segunda Pessoa da Trindade, e que é considerado como o "Filho Eterno" ("Filho" sob a óptica humana paulina no sentido de que, tornando-se Homem Espiritual/Divino TranscendenteQuerigmático para São Paulo, deixou a sua Divindade Apofática, tornando-se totalmente dependente de D'us e é o "Logos" (o "Verbo" aniquilado) de joão 1,1b {“john 1:1b denotes, not the identity, but rather the character of the

logos.”-d.a. fennema, “john 1:18: „god the only son,‟” New Testament Studies 31 (1985):130] para São João, mas em São Paulo "O AMADO" revela-se já sem o "Nome Que é Polémico": o "Logos" do contexto joanino [vide João 1,1b, Tradução do Novo Mundo; The Emphatic Diaglott [interlinear grego-inglês, 1.864/reimpressão em 1.942 AD pela Watch Tower Bible and Tract Society, Brooklyn, EUA]]: manietado voluntariamente: "Kenosis" Ekénose, Ekenõsen, Esvaziamento]. Revela-se ao "Apóstolo" plenamente Personalizado, com todas as Perfeições divinas apofáticas); e (Volto a Lembrar!) estamos a falar dum Reino ou Reinado Eterno (o significado de Senhorio "Milenar") deste "Filho de D-us": "Luke [Lucas] 1:32 This shall be great, and a Son of Highest he shall be called; and shall give to Him a Lord the God the throne of David the Father of Him; Luke [Lucas] 1:33 and He shall reign over the house of Jacob to the ages, and of the kingdom of Him not shall be and end." versículo retirado da versão Diaglott do B'rit Hadashah/Escrituras Gregas Cristãs [corresponde ao Novo Testamento Judaico e "Grego"] ).

Vide para ilustrar: http://doutrinas.blogspot.com/2006/12/o-crentecomo-cidado-do-estado.html http://doutrinas.blogspot.com/2007/02/disciplina -eclesistica.html

Jimmy Swaggart, The Pentecostal Way, em The Evangelist, Dezembro de 1.986 AD [Revisto e actualizado], p.6. CRENTE-CIDADÃO EM MIRANDÉS http://bibliahebraica.blogspot .com/ Tamien stamos ne l Wix: www.wix .com/BiktorMoreno/cumbiteabalsa http://musikcity.mus.br/cradio.html ATENÇÃO! TENHO UMA PROFECIA QUE INCOMODA I QUE Ye ESCATOLÓGICA I "DOGMÁTICA": Ls que colocan la "ounidade" delantre de la Berdade i deixan de reprender ls falsos balores d'hoije i la superficialidade antre ls Crentes fazerien bien lebar la sério la tremenda Profecie pronunciada durante l famoso Reabibamiento de la Rue Azusa an Los Angeles [EUA] an 1.906 AD: "Ne ls redadeiros dies scatológicos (de 1 AD a 2150 AD ye la “era de peixes”, la era an que permanecemos ne ls dies de Hoije. I por buolta de 2150 AD, entraremos na nuoba Era. L'era de Aquarius. Agora, la nuossa Bíblia Sagrada Ecuménica diç-se, por alto, al mobimiento simbólico durante 3 Eras, quando se bislumbra yá ua quarta. Ne l Bielho Testamiento [l TANAKH], quando Moisés çce l Monte Sinai culs 10 Mandamientos, el stá perturbado al ber la sue giente a adorar un Bezerro dourado. Ye que l Bezerro Dourado ye Taurus (Touro), i Moisés repersenta la nuoba Era de Carneiro. Esta ye la rezon pula qual ls Judius inda hoije inda assopran cul Corno de l Carneiro. Moisés

repersenta la nuoba Era de Carneiro, i delantre esta, todos ténen de "largar" a anterior. Agora Jasus ye la figura repersentatiba de la Era seguinte a la de Carneiro, la Era de Peixes, ó de ls 2 peixes. L simbolismo de Peixes ye abundante ne l Nuobo Testamiento [l B´rit Hadashah ó Scrituras "Griegas" Crestianas], beijan cumo Jasus alimenta 5000 pessonas cun pan i "2 peixes." Ne l'ampeço anquanto caminaba al longo de la Galileia, conhece "2 pescadores", que l seguen. Mais: "Eis que quando entrardes na cidade, ancontrareis un home lebando un cántaro d'auga, segui-lo até a la casa an qu'el antrar." Esta Escritura ye de loinge la mais rebeladora de todas las refréncias astrológicas. L'home que leba un cántaro d'auga ye Aquarius, l portador d'auga, que ye siempre repersentado cumo un home la çpeijar ua porçon d'auga. El repersenta la Era depuis de Peixes, i quando l Sol (Filho de Dius) salir de la Era de Peixes (Jasus), entrará na Casa de Aquarius (daqui a 140 anhos), i Aquário ye la custelaçon que se segue la Peixes na precesson de ls eiquinócios. Todo l que Jasus diç ye que depuis de la Era de Peixes chegará la Era de Aquário. Yá Paulo, na sue Bida Mística "antecipa" (l sou Filho de D-us i Sposo bibe fura de l tiempo i de l spácio: para El ye un eiterno persente, dende ser Sprito) esta Era Scatológica. Pa l Apóstolo l que cunta ye ser l puorta-boç dun YAOHÚSHUA "Aquariano" que "stá ne l Cielo" (i nun l Jasus "Pisciano" de ls Eibangelhos) i qu'ouperaba i ouperará na Tierra ne l momiento hodierno del i de nós i de las

feturas geraçones por meio de la Fé atrabeç de l Paracleto (Sprito Santo, 'RUKHA-YAOHU): 1Co. 14,36-38. Agora, yá todos oubimos falar subre l Fin de l Mundo. A la parte l lado cartonista splícito ne l Libro de l Apocalipse/Rebelaçon, la spina dorsal desta eideia surge an Mateus 28:20, adonde Jasus diç: You starei cun bós até al Fin de l Mundo (KJB; a la Cunsumaçon de ls Seclos, an Pertués, Almeida) assi i todo, na traduçon Anglesa de la Bíblia, KJB, la palabra "world" stá mal traduzida, ne l meio d'outras malas traduçones. La palabra rialmente ousada era "aeon", que senefica "Era". You starei cun bós até al Fin de la Era (na traduçon pertuesa de l Nuobo Testamiento Judaico esto yá acuntece). L que ne l fondo ye berdade, YAOHÚSHUA (Jasus) cumo personificaçon Solar de Peixes eirá ser "sustituído" quando l Sol antrar na Era de Aquário. Este cunceito de Fin de ls Tiempos i de l Fin de l Mundo ye ua mala anterpretaçon desta alegoria astrológica; na rialidade pa l ARMAGEDOM faltan 230 anhos i 1230 anhos pa ls Nuobos Cielos i la Nuoba Tierra, pul Calendário Judaico [Armanos, stamos ne l'anho 5770!]), trés cousas acunteciran ne l "Grande Mobimiento Pentecostal": (1) haberá ua énfase sagerada an poder, an beç de justícia; (2) haberá ua énfase sagerada an agabon a un dius que nun respeita l'hora de l siléncio defenidas pul Stado ó la necidade de çcanso an árias residenciales por parte de quien labora de nuite; i la D'us la quien nun se oura (trata-se dun outo-ourar eigoísta que nó oura pul enimigo [l bezino

doente/idoso/que labutou durante la nuite i que mora ne l'andar arriba de la Cungregaçon Pentecostal "heirética"] mas qu'amplia l'inimizade até al pecado grabe [esto senefica claramente que nó l deixa tener l chamado "çcanso de l guerreiro" (l necessairo repouso de la labuta/malina/reforma): i.i.,"persenteia-lo" (i digo-lo cun strema ironia i tristeza bien Crestianas) cun "Cánticos" i rugidos ansurdecedores: http://diariodaprofecie.blogspot .com/2009/06/sonido-musical-ó-ruido.html]); (3) haberá ua énfase sagerada ne ls dones de l Sprito [ó de l Sprito i de Marie Mai de D-us, ne l causo de la Renobaçon Carismática Católica, RCC], que corresponde simbolicamente al anúncio de l'era de Aquarius/Milénio de ls Crestianos Fundamentalistas, an beç de l Senhorio [i.i., cul uso sensato de ls dones i sin la Persença de l período Milenar] Eiterno de Cristo. Anúncio de l "Fin" (de la "Trasiçon") para brebe [mas que ye aparente i didático pa ls Crentes Eileitos (Predestinados) antendíren las Scrituras ne l sou cuntesto gnóstico i astrológico; inda assi, bien rial i qu'eisige seriedade para estes Crentes Eibangelicales Pentecostales ó de la RCC Marista apaixonados até que la muorte física (l "Reinado seia antregue al Pai") ls separe desta Utopia Scatológica] de la "Era de Piscis"; mas ye solo aparentemente l "Aeon Ancarnado" ("Piscis Personificado") YAOHÚSHUA, bisto El ser "L Filho Paulino" (Trascendente i Spritual) i nun l YAOHÙSHUA de ls Eibangelhos Sinóticos. El ye la

segunda Pessona de la Trindade, i que ye cunsidrado cumo l "Filho Eiterno" ("Filho" sob la ótica houmana paulina ne l sentido de que, tornando-se Home Spritual/Debino TrascendenteQuerigmático para San Paulo, deixou la sue Dibindade Apofática, tornando-se totalmente dependente de D'us i ye l "Logos" (l "Berbo" aniquilado) de joão 1,1b {“john 1:1b denotes, not the eidantity, but rather the charater of the logos.”-d.la. fennema, “john 1:18: „god the only son,‟” new testament studies 31 (1985):130] para San João, mas an San Paulo "L AMADO" rebela-se yá sin l "Nome Que ye Polémico": l "Logos" de l cuntesto joanino [bide João 1,1b, Traduçon de l Nuobo Mundo; The Amphatic Diaglott [anterlinear griego-anglés, 1.864/reimpresson an 1.942 AD pula Watch Tower Bible and Trat Society, Broklyn, EUA]]: manietado boluntariamente: "Kenosis" - Ekénose, Ekenõsen, Sbaziamiento]. Rebela-se al "Apóstolo" plenamente Personalizado, cun todas las Perfeiçones debinas apofáticas); i (Bolto la Lembrar!) stamos a falar dun Reino ó Reinado Eiterno (l seneficado de Senhorio "Milenar") deste "Filho de D-us": "Luke [Lucas] 1:32 This shall be great, and la Son of Highest hei shall be called; and shall gibe to Hin la Lord the God the throne of David the Father of Hin; Luke [Lucas] 1:33 and Hei shall reign ober the house of Jacob to the ages, and of the kingdon of Hin not shall be and and." berso retirado de la berson Diaglott de la B'rit Hadashah/Scrituras Griegas Crestianas [corresponde al Nuobo Testamiento Judaico i "Griego"] ). Bide para

eilustrar: http://doutrinas.blogspot .com/2006/12/l-crente-cumo-cidado-de lstado.html http://doutrinas.blogspot .com/2007/02/deciplina-eclesistica.html Jimmy Swaggart, The Pentecostal Way, an The Eibangelist, Dezembre de 1.986 AD [Rebisto i atualizado], p.6.

13:04 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | RELIGIÃO ÌNDICE

http://feeds.feedburner.com/HourOfP ower/DrRobertSchuller http://feeds.feedburner.com/HourOfP owerVideo/DrRobertSchuller CENTRO DE APOIO A JOVENS AO VIVO http://www.revbilly.com/work/music http://twitter.com/hourofpower

OS NOVOS DEZ MANDAMENTOS E A ECOLOGIA BELAS TATUAGENS AS BELAS PASTORAS PROTESTANTES e PASTORES/PADRES [E O EXEGETA CARREIRA DAS NEVES ABERTO ÀS MULHERES] Entrete 7-5 nimento 4-5 Organiz 15: ações 27

Saúde e 4-5 BRITNEY SPEARS A BELA bem- 14: estar 46 4-5 Entrete GAJAS E GAJOS EM BUSCA DA PERFEIÇÃO 14: nimento 11 4-5 TOM CRUISE Johnny Depp YASHÚA A Entrete 13: "VIRGEM" MARIA nimento 52 Saúde e 4-5 O ESPÍRITO fornica: a Carne e o Divino bem- 12: JESUS estar 37 Saúde e 4-5 SANGUE E EXTRATERRESTRES ANSELMO bem- 11: BORGES NO DN - PORTUGAL estar 42 4-5 Entrete MOMENTOS INSÓLITOS 11: nimento 28 HISTÓRIA DO CONFLITO JUDAICONotícias 25-

PALESTINIANO POR ANSELMO BORGES E LUÍS MAGALHÃES JewishVoice.org CRISTÃOS JUDEUS E PALESTINIANOS IRMÃOS E FILHOS DE ABBA [PAIZINHO] JUSTIN TIBERLAKE Robert Pattinson

e 4 política 16: 19 24Entrete 4 nimento 12: 27 24Organiz 4 ações 11: 40 24Entrete 4 nimento 11: 37 24Entrete 4 nimento 11: 34 22Saúde e 4 bem1:4 estar 4

CALVINO E LUTERO

FOTOBIOGRAFIA 2

A MINHA FOTOBIOGRAFIA

GAYS ARTIGO DO PADRE ANSELMO BORGES E FREI BENTO DOMINGUES SOBRE O ABORTO MARIA ERA HERMAFRODITA? DOR FUR PETA 16-4 12:23 Notícias e 16-4 política 11:26 16-4 Organizações 11:00 Organizações

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NÃO FUN

Saúde e bem- 16-4 estar 10:48 3-4 Entretenimento 19:52

BARACK CHORA RI AMA E APRECIA A 3-4 BELEZA HUMANA E 19:07 CANINA MEGAN FOX E 3-4 Entretenimento OUTRAS VIXENS 17:48 FÊCÊPÊ E A 3-4 Organizações DEMOCRACIA 16:54 Falar sobre A 3-4 BÍBLIA 15:13 A BÍBLIA VIVA e Notícias e 3-4 EVA política 15:12 Comentários: 2 Pistas: 1 São Paulo e as Saúde e bem- 3-4 Mulheres estar 15:08 Onde é que eu estarei, quando Saúde e bem- 3-4 cá já não estar 15:03 estiver? BIOGRAFIA BREVE 26-3 DO REVERENDO Organizações 0:51 SCHULLER Robert H. Schuller 22-3 Announcement Pai adolescente 19-3

Os efeitos da idade sobre a 19-3 sexualidade Terapia Sexual 19-3 Domingo / Dominga (Parte 4-3 1) Domingo / Dominga (Parte 2) 9:45 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | APOIO DIDÁCTICO ÌNDICE 26O Vegetarianismo é algo de Deus ? Organizaç 5 Quem come carne, pode ser ões 12: considerado cristão ? 46 26www.ellenwhitebooks.com - O Organizaç 5 Grande Conflito(Português) ões 12: Página 422 41 25Entretenim 5 ANTENA 3 TV ento 12: 29 25Luís Oliveira, João Manzarra, Organizaç 5 Joana Dias e Nuno Markl e a ões 8:3 religião 3 Entretenim 23OBAMA'S RADIO ento 5

18: 09 BRITNEY ALESHA DIXON E LADY GAGA ÍCONES DA DEUSA MÃE 14Entretenim 5 RÁDIOS FAVORITAS ento 19: 08 14Organizaç 5 MINHA BIOGRAFIA ões 11: 58 IRMÃOS GAYS, 14SWINGERS E ADEPTOS Organizaç 5 DA UNIÃO DE FACTO ões 11: SEJAM FELIZES 54 EJAMJA 11HILLSONGS FOR KIDS Entretenim 5 GRÁTIS ento 12: 29 LIVROS DO PASTOR 11MÁRCIO VALADÃO Saúde e 5 GRÁTIS - é só bem-estar 12: pressionar a 26 figura! 11DOWNLOAD DE Entretenim 5 REGGAE CRISTÃO ento 12: 21 Organizaç 11YAOHUSHÚA ões 5

JESUS/YAOHUSHÚA 3 POR O EXEGETA CARREIRA DAS NEVES JESUS/YAHUSHÚA 2 POR CARREIRA DAS NEVES, CATÓLICO DA OFM, EXEGETA, JESUS/YAOHUSHÚA E A HISTÓRIA 1 POR CARREIRA DAS NEVES OS CRISTÃOS DO ORIENTE OBAMA É O ANTICRISTO? HTTP://O-MUNDOGOSPEL.BLOGSPOT.CO Me http://downloadsevangelico.blogsp ot.com/ AVISO REBELDE WAY FOTOS REBELDE WAY 3 DESCARREGAR GRÁTIS REBELDE WAY 3 DESCARREGAR GRÁTIS REBELDE WAY 2

Organizaç ões

Organizaç ões

Organizaç ões Organizaç ões

12: 06 105 12: 08 105 12: 06 105 12: 03 105

9-5

REBELDE WAY 1 DOWNLOAD DAS TEMPORADAS - SÓ COPIAR E COLAR - [SÓ PARA USO INTERNO] ASSISTA FOTO DE 24 NO ESPELHO UM CALVINISTA RECOMENDA KIEFER SUTHERLAND É MANEIRO E RELIGIOSO DESCARADO 9:44 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | APOIO DIDÁCTICO ÍNDICE DESTE BLOG 3FOX SPORTS AO VIVO/Michael Jackson APOIO 10 Achava-se Parecido Com Um Lagarto DIDÁCTICO 9:3 3 Os Cristãos Ecuménicos e a Crise 3("B'rahhah": Ajoelhar-se", Adoração 10 ao Capital) que pode tornar-se RELIGIÃO 9:0 numa B'RAKHAH ("AJOELHAR-SE", 6 Adoração a D-us: BENÇÃO) DESPORTO 2ATENÇÃO! FUTEBOL! Ver o chamado AO 10 soccer: http://tinyurl.com/ybdmnj7 VIVO/EM 17: DIRECTO 46 ARDI - fêmea de hominídeo primitivo 2EVOLUÇÃO que viveu há 4,4 milhões de anos 10

demonstra que os humanos não 14: evoluíram do antepassado comum 12 aos homens e aos chimpanzés JORNAL GRATUITO DO GRUPO NOTÍCIAS 2RENASCENÇA COM AS NOTÍCIAS QUE POLÍTICA 10 INTERESSAM; CRÓNICAS DE BENTO ECONOMIA 9:0 DOMINGUES RELIGIÃO 9 Pistas: 2 RAMADÃO JEJUM EXTRAORDINÁRIO Organizaçõe 22-8 DENTRO DOS 5 PILARES DO ISLÃO s 8:47 Pode-se comer comida com Organizaçõe 17-8 sangue de animais? s 20:44 OS SETE MANDAMENTOS DE ADAM E Organizaçõe 16-8 NOAH: A BIOGRAFIA DO MEU SÍTO s 16:48 [SITE] ESPECIAL E "ABENÇOADO" RAQUEL E CATARINA JACOB (AS Entertainme 14-8 GÊMEAS DOS MORANGOS IV) NA nt 16:52 ANTIGA REVISTA 24HORAS Organizaçõe 13-8 RIT TV s 16:07 Organizaçõe 13-8 The Gift - Music [KLIP] s 14:38 Entertainme 13-8 The Gift - Music nt 14:36 Gift of love - Hillsong (by Organizaçõe 13-8 Helen) no sítio YOUTUBE.COM s 14:31 Entertainme 13-8 RÁDIO AMÁLIA HOJE nt 14:22 Entretenime 13-8 TV AMÁLIA HOJE nto 14:14 Entertainme 13-8 AMÁLIA HOJE nt 14:07 TV JONAS AFICIONADOS Entretenime 13-8

nto 10:20 All Christians must Denounce Organizaçõe 13-8 Obama s 0:46 Jon Voight: Obama False Entretenime 13-8 Prophet nto 0:40 Organizaçõe 13-8 JON VOIGHT TV s 0:30 Organizaçõe 13-8 TV SÍTIOS GOSPEL 2 s 0:19 Organizaçõe 12-8 TV SÍTIOS GOSPEL s 17:12 Organizaçõe 12-8 Anselmo Borges e o Capitalismo s 14:29 FESTIVAL DE ROCK CRISTÃO E Organizaçõe 10-8 Devocionais e Orações com o s 13:55 Reformador João Calvino. ESPAÇO ALEGRIA E INFO SOBRE A Notícias e 7-8 ARCA DA ALIANÇA E CONSTRUÇÃO política 22:22 DO TERCEIRO TEMPLO Comentários: 1 106 COMUNIDADE ISRAELITA DO PORTO 13: 35 10Entretenim 6 RÁDIOS FREE ento 11: 32 9-6 Nossa Senhora era uma Organizaç 12: Hermafrodita parte 2 ões 53 Nossa Senhora era Hermafrodita Organizaç 9-6

11: 29 8-6 Organizaç VIRGINDADES DE "MARIA" 11: ões 35 SANTA SÉ: Teólogo católico 3-6 Organizaç apresenta desafios para a Igreja 13: ões Universal e Ecuménica 56 2-6 Organizaç O PORTO A DOBRAR 2:2 ões 5 1-6 Organizaç LINKS 20: ões 38 1-6 Organizaç CIGANOS ALELUIA 20: ões 05 1-6 Organizaç HANS KÜNG 19: ões 03 1-6 KATY PERRY ANNALYNNE MCCORD E Entretenim 12: OUTRAS HOTTIES plus soccer news ento 09 1-6 Saúde e SER AUTO SUFICIENTE 11: bem-estar 42 31CIENTOLOGIA E SAÚDE E EXPLORAÇÃO: Organizaç 5 UM BREVE APONTAMENTO ões 10: 16 PORQUE ACREDITO NO CRISTIANISMO: 29Organizaç http://www.igreja5 ões presbiteriana.org/index02.htm; 12:

parte 1

ões

http://ebibliasevangelicas.blogspot.com/ 2008/04/ndice-de-downloads.html

56

28Entretenim 5 FOQ ento 1:4 1 28Organizaç 5 O PORTO É O MEU AMOR! ões 1:1 5 28ZÉNITE de Samuel Eto'o PRAZER de Entretenim 5 Messi DOR DE CR7 ento 0:5 8 26Factos referente à "Unção das Organizaç 5 Galinhas" ões 12: 54 MENSAGEM AOS ADVENTISTAS E AOS MÓRMONS (SUD) SOBRE A POLÉMICA DO CHÁ 110 JEWISH JON STEWART FAKE SPACE RELIGIÃO 16: 16 1Entertai 10 FOX SPORTS AO VIVO nment 15: 59 Pistas: 1 O DEUS CRIADOR RELIGIÃO 30-

9 16: 53 30Aliança parental e estilos 9 parentais em famílias religiosas RELIGIÃO 16: com e sem crianças autistas 07 299 APOIO À ESCOLA DOMINICAL RELIGIÃO 16: 38 28RACIALISM 9 JESUS É PRETO! O NO 20: INVERSO 45 289 FUN - D-US À SOLTA RELIGIÃO 20: 34 28Entertai 9 JUSTIN BIEBER - SO MUCH FUN nment 17: 16 28The 5 Most Irritating Things about 9 RELIGIÃO Twitter and tweets 16: 18 27CALVIN'S COMMENTARIES ON THE WHOLE APOIO 9 BIBLE DIDÁCTICO 18: 39 Entertai 27FOXSPORTS nment 9

17: 02 ESTATÍSTICA PARA WWW.WIX.COM: ESTATÍSTI 27www.wix.com/ViktorMoreno/convite CA DOS 9 avalsa e MEUS 16: conviteavalsa@hotmail.com SÍTIOS 20 279 LINQUES RELIGIÃO 12: 01 27ABORTO: ORDEM DOS PREGADORES 9 RELIGIÃO VERSUS ORDEM DA COMPANHIA DE JESUS 11: 16 27APOIO 9 DADOS SOBRE A LÍNGUA PORTUGUESA DIDÁCTICO 11: 07 9:34 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | APOIO DIDÁCTICO ÍNDICE OS 31-7 SEGREDOS 18:21[http://seminarioapoc DE JESUS E Organizaç alipseO FUTURO ões iasdpedroso.blogspot.com/2 GRANDE 008/12/7-sesso-o-livro-comDEBATE sete-selos-abertura.html] O YAOHÚSHU Organizaç 31-7 17:30 A GENTIO ões (JESUS UM

DEUS PAGÃO) PEPSI Organizaç RADIO E OS ões SEGREDOS TODOS OS MEUS EBOOKS E PDFS GRÁTIS E EM SEGURANÇ A [também Organizaç opinião ões sobre a Igreja e o Social e uma crónica de Saramag o] MILEY Música CYRUS RBD Música JONAS BROTHERS Música O9 AD BEP 09 AD Música O Evangelh o de

31-7 16:54

26-7 13:47

24-7 17:58 24-7 16:49 24-7 15:54 24-7 14:54 24-7 13:57

Marcos Feliciano e a venda moderna de indulgênc ias Opinião: ênfases a um Organizaç Evangelh ões o Judaizan te A unção da Organizaç bicharad ões a Prezados teólogos e pastores Organizaç da ões prosperid ade e confissão positiva. RBD Dado Dolabell a Entretenim Wanessa ento Camargo e

24-7 12:34

24-7 12:29

24-7 11:32

23-7 13:37

Nathália Siqueira MOMENTOS Britney Spears RADAR Entretenim (Versatil ento e Trancee Mix) E O ORIGINAL QUANDO SE PODE ROUBAR DE ACORDO COM AS LEIS DA IGREJA Organizaç (INCLUI-SE ões A CATÓLICA) E REGRAS PARA OS JOVENS NUM GRUPO Organizaç CALVINO ões Site Organizaç Cristão ões AS DEZ Organizaç TRIBOS ões ESTÃO

23-7 12:24

23-7 11:24

23-7 1:58 23-7 0:24 21-7 20:25

VIVAS! RÁDIOS BUÉ DA COOL

Música

21-7 16:59 17-7 14:51

CRENTECIDADÃO ESTÁ SUJEITO AO RELIGIÃO SENHORIO DO ESTADO S. Pedro não é a "Rocha", Judeus usam galos e as Judias galinhas RELIGIÃO para expiar O MEU Saúde e pecados às LIVRO NO bem-estar vésperas do SCRIBD Yom Kippur; Sexo no Talmud PEPSI-COKE RAP-POWWOW: Música TV-RÁDIOS E MUITO MAIS! Os Pregadores do Novo HUMANISMO Evangelho RELIGIOSO (Neo-Reforma Protestante)

1510 9:2 7

1510 9:2 3

1510 8:5 8 1310 14: 03

e a Paz Mundial/MANI FESTO PÚBLICO CONTRA A RACIONALIDAD E A PEDIDO DO ALVIM! A Nova Reforma Protestante HUMANISMO do Reverendo RELIGIOSO Robert Schüller JESUS E CRISTO NA NEOREFORMA "PROTESTANTE " HODIERNA: Novo HUMANISMO Evangelicali RELIGIOSO smo: adoptando uma filosofia de neutralidade - PARTE 1 JESUS E CRISTO NA NEOREFORMA HUMANISMO "PROTESTANTE RELIGIOSO " HODIERNA: Novo Evangelicali

1310 13: 13

1310 12: 29

1310 12: 12

smo: adoptando uma Filosofia de neutralidade - PARTE 2 JESUS E CRISTO NOTÍCIAS NA REFORMA POLÍTICA "PROTESTANTE ECONOMIA " HODIERNA RELIGIÃO Reservas sobre a atribuição do Nobel da Paz ao presidente norteINSÓLITOS americano Barack Obama e às novas Teologias emergentes TERAPIA FOTOGRÁFICA ACOMPANHAD TEOLOGIA A DE FADO: FEMININA E AMÁLIA E RÁDIOS FANS - A RÁDIO DELA NOTÍCIAS Neurociência POLÍTICA s e liberdade ECONOMIA

1310 10: 22

1110 11: 58

1010 12: 59 1010 9:3

RELIGIÃO Mahmoud Ahmadinejad revealed to have Jewish past FREI BENTO DOMINGUES DE FÁTIMA A VISEU - A POLÉMICA DO ANÚNCIO DA VISITA DE BENTO XVI A PORTUGAL TEOLOGIA FEMININA NOMES

1

NOTÍCIAS 10POLÍTICA 10 ECONOMIA 9:1 RELIGIÃO 0

NOTÍCIAS 8POLÍTICA 10 ECONOMIA 9:0 RELIGIÃO 9

Lucas 23: 43

7TEOLOGIA 10 FEMININA 13: 31 610 RELIGIÃO 22: 42

RÁDIOS; TV AO VIVO; JORNAL GRATUITO DO GRUPO NOTÍCIAS 6RENASCENÇA POLÍTICA 10 COM AS ECONOMIA 18: NOTÍCIAS QUE RELIGIÃO 38 INTERESSAM; CRÓNICAS DE BENTO

DOMINGUES NACIONAL DESPORTO GUIMARÃES AO EM DIRECTO VIVO! BENFICA E SÉRIES E VISITA PAÇOS TV DE FERREIRA GENERALIS AO VIVO! TA A "D-os" no le gusta Rihanna: "Dus" [DEUS] não gosta da Rihanna; Centenário da República; Papa e o Notícias e convite para política visitar Portugal em 2.010 AD; Chomsky: "América Latina é hoje o lugar mais estimulante do mundo"

510 18: 08

510 9:4 1

3Entertain 10 TV ment 12: 02 MARIA É 3ESPECIAL; O RELIGIÃO 10 RACIALISMO DO 9:5

FALO 9 9:31 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | APOIO DIDÁCTICO S. Pedro não é a "Rocha", Judeus usam galos e as Judias galinhas para expiar pecados às vésperas do Yom Kippur; Sexo no Talmud

Jornalista ANA CÁRDENES da agência Efe, em Jerusalém [27/09/2.009 AD: "Judeus usam galos e galinhas para expiar pecados às vésperas do Yom Kippur"] "Esta é a minha Mudança, este é o meu Substituto, esta é a minha Expiação", murmuram os fiéis Judeus, enquanto dão três voltas por cima das suas cabeças com um animal que, minutos depois, é morto como forma de expiar os pecados. No ritual das Kaparot, uma expiação simbólica dos pecados, milhares de galos e galinhas são

degolados em Israel para lembrar os Judeus que, a qualquer momento, D-us pode tirar a vida como forma de compensação por os seus pecados. Judeus ultra ortodoxos fazem cerimónias com galos, a fim de expirar pecados no Yom Kippur As mulheres usam galinhas; os homens, galos; e as grávidas, um exemplar de cada um. As Kaparot são vividas nos dias anteriores ao Yom Kippur, a data mais solene do Judaísmo, destinada ao arrependimento e ao pedido de perdão. "Neste momento do ano, que é o nosso Ano Novo Judaico [Rosh Hashana], uma das coisas que fazemos é começar uma vida nova e reflectir sobre o que fizemos no passado", disse o Judeu de origem americana Menachen Persoff, antes de fazer as suas Kaparot. "Pegamos uma galinha e dizemos: 'Em vez de que eu seja castigado e destruído neste mundo, deixe que seja esta galinha'. E então temos que pensar que, quando esta galinha morre, poderíamos ter morrido em seu lugar", informa. Para Persoff, as Kaparot são uma oportunidade para "ser uma pessoa melhor, pensar nas coisas

que fizemos de errado e fazer as coisas de um jeito melhor no futuro". Depois que a ave escolhida --que deve ser branca, para simbolizar a purificação do pecado-- é girada sobre a cabeça, o animal é degolado com um rápido e certeiro movimento com uma faca afiada cuja lámina não pode ter a menor fenda, seguindo os preceitos judeus do "kashrut". Os Penitentes costumam doar as aves mortas para a caridade se têm uma boa situação econômica. Caso contrário, as levam para comer em casa. Alguns criticam os que comem ou doam as aves aos pobres ao entender que os pecados de quem toma parte no ritual foram transferidos ao animal e, portanto, este não deve ser comido. Após o ritual, as vísceras das aves devem ser colocadas em algum lugar onde possam servir de alimento a outros pássaros, a fim de demonstrar piedade em relação a todas as coisas vivas. "Nas Kaparot, rezamos para ser perdoados. Mostramos-nos envergonhados diante de D-us e lembramos que ele pode tirar-nos a Vida, mas dános a oportunidade de pedir perdão", aponta a Judia ultraortodoxa Devorah Leah. Para ela, esta tradição ajuda a "pensar com mais profundidade" sobre si mesmo e os seus actos.

Na antiguidade, as Kaparot eram feitas com cabras --o que deu origem à expressão "Bode Expiatório". Hoje em dia, mamíferos não são usados, mas se não é possível ou não se quer usar galinhas ou galos, estes podem ser substituídos por qualquer outra ave, excepto pombos --para não lembrar os ritos de sacrifício no Templo--, ou mesmo por um peixe. Também são muitas as famílias que fazem as Kaparot com dinheiro que depois é doado aos pobres. O facto de os Rabinos permitirem que o rito seja celebrado sem necessidade de matar animais é o principal argumento das organizações defensoras dos animais contra esta prática, que consideram como cruel e abusiva. "Muitos religiosos argumentam que não há motivo para fazê-lo com dinheiro quando se pode matar uma galinha, porque estas não sofrem. Mas isto não está certo. Toda a gente sabe que os animais têm sentimentos e querem viver, igual a nós", diz Gene Peretz, uma jovem estudante vegetariana que se manifesta em Jerusalém contra o uso de animais vivos nas Kaparot. Frente a esta postura, os seguidores da Tradição, como Leah, argumentam que "os animais estão na terra para ser utilizados pelos Seres Humanos, sempre que seja de modo correcto", e que comer "os animais que D-us nos deu é uma

forma de fazer com que o mundo seja mais espiritual".

Pedro não é pedra - Mt 16,18

Frei Jacir de Freitas Faria, Ordem dos Frades Menores (I.C. [Igreja Católica])
Os Judeus Pedro, Paulo, Tiago, Maria Madalena e tantas outras Lideranças da primeira hora do Cristianismo foram Pessoas importantíssimas na re-elaboração do Pensamento Judaico no Cristianismo nascente. Tomemos a figura de Pedro e a sua relação com Jesus. Discípulo fiel ao Mestre, Pedro foi questionado por Jesus: Tu me amas? Três vezes a pergunta foi repetida. Dizer três vezes a mesma coisa tem um significado especial no pensamento judaico. Está ligada à declaração de Fé Judaica em D-us,

expressa no Shemá (Escuta, ó Israel). Todo o Judeu é convocado a professar que D-us é UM e a amá-lo com todo o coração, alma e as posses (Dt 6,4-9). A fé de Pedro foi colocada em xeque. No momento da morte de Jesus, Pedro o negou três vezes antes que o galo cantasse (Mt 26, 69-75). Pedro esteve presente na vida apostólica de Jesus e na hora da sua morte. Jesus valorizou o discípulo fiel curando a sua sogra e conferindolhe a liderança apostólica. Jesus valorizou tanto a pessoa de Pedro que ligou a sua pessoa ao seu nascimento. Como? Sim. Esta afirmação só pode ser entendida se analisarmos o sentido do nome de Pedro em aramaico, Kepha. Antes, porém, situemos o nascimento de Jesus. A Comunidade de Lucas conservou a memória da ida de José e Maria a Belém para cumprir o decreto de recenseamento estabelecido pelo Imperador romano César Augusto (Lc 2,1). Estando em Belém, Jesus nasceu, segundo a Tradição, numa gruta e foi colocado numa manjedoura, lugar onde os animais comiam. A manjedoura no nascimento de Jesus tem valor simbólico importantíssimo. O substantivo grego fatné, traduzido como manjedoura, significa também cavidade aberta numa superfície de um terreno vertical ou inclinado. O povo tinha o costume de escavar as rochas para daí tirarem pedras para construir casas. Os buracos formados nas rochas recebiam, na

língua familiar, o aramaico, o nome de Kepha. Daí o significado de Kepha ser gruta escavada na rocha. Aos pobres restavam o infortúnio de morar nessas cavernas ou grutas. Kepha e fatné têm sentido correlato. Kepha traduz o substantivo grego Pétros (Pedro). Então Pedro não significa pedra? Sim, mas tomado no sentido anterior, pode significar gruta escavada na rocha. E aqui, não vale o sentido de rocha, firmeza. Retornemos ao pensamento inicial: Pedro (Kepha) está ligado ao nascimento de Jesus. Vale a ousadia de pensar que Jesus lembra-se do seu nascimento numa kepha quando disse a pedro: “tu és caverna escavada na rocha, e sob (debaixo) desta caverna, onde vivem os pobres, aí edificarei a minha igreja” (mt 16,18). o sentido semântico do substantivo aramaico Kepha muda completamente a tradicional interpretação do “tu És pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja”. Ou não muda? O nascimento de Jesus em Belém serviu para colocar os alicerces da futura Comunidade de Fé, que mais tarde passou ser chamada de Igreja. Jesus nasce pobre para libertar os Pobres. Pedro continua rocha e caverna, casa dos pobres, periferia do mundo, onde as Igrejas devem estar anunciando a Libertação.

Publicado no Jornal de Opinião, Belo Horizonte/Minas Gerais, Brasil.

Israel Carnal: sexo no Talmude Israel Carnal, Lendo o Sexo na Cultura Talmúdica

Resenhado por Frei Jacir de Freitas Faria da
Igreja Católica do Brasil Daniel Boyarin, Professor de Cultura Talmúdica na universidade da califórnia, eua, “judeu rabínico” e “feminista”, como ele mesmo se auto define (p.34), discute com maestria o tema de Israel como Carnal. Trata-se duma tese que postula que o Judaísmo Rabínico (sécs. II - VI AD), através de seus Midraxes e Talmudes, trabalhou a questão do corpo e da sexualidade de modo bem diferente ao dos Judeus Helenistas, incluídos nestes boa parte dos Cristãos. Neste sentido, as duas visões cristalizaram-se a partir do II século AD, a dos Judeus Rabínicos que definiam o Ser Humano como um corpo animado por uma alma, e a dos Judeus Helenistas e Cristãos que entendiam o Ser Humano como uma alma que habitava num corpo (p. 17). A primeira serviu de base para criar relação de género integrada, capaz de levar a cabo a sublime ordem do criador: “crescei e multiplicai-vos!” (gn 1,28). A segunda caminhou para um dualismo e consequente desvalorização do corpo, o que permanece ainda nos nossos dias. Assim o título do livro em questão, "Israel Carnal", já é uma

tentativa de demonstrar o âmago do polémico pensamento de Boyarin. Partindo da acusação que Agostinho, citando Paulo, faz contra os judeus: “considerai o israel segundo a carne” (1cor 10,18), Boyarin procura aprofundar este Pensamento Patrístico que distingue o Israel carnal do espiritual, o qual tem como elemento de distinção entre ambos o discurso do corpo e da sexualidade. Dividido em 7 capítulos, "Israel Carnal" é o resultado do esforço por entender as consequências desta diferença na relação de género e nos aspectos da vida social do Judaísmo Rabínico que produziu a literatura talmúdica. no primeiro capítulo: “considerai o israel segundo a carne”: sobre a antropologia e a sexualidade nos Judaísmos do final da Antiguidade (pp. 43-72), o autor apresenta a Visão Rabínica do corpo e da sexualidade na formação do Ser Humano como resistência às práticas discursivas e dominantes de outras Culturas Judaicas e Não-Judaicas no final da antiguidade. A Antropologia Rabínica é Monística. Ela aceita a carnalidade na sua forma material como sabedoria de D-us. O Ser Humano é o seu corpo. Isto vem exemplificado na bênção que o Judeu deve pronunciar depois de urinar ou defecar: “sê abençoado, ó s-nhor do Universo, que fez o Ser Humano com sabedoria e

criou nele orifícios e espaços ocos. É revelado e sabido diante do Teu Trono de Glória que se algum deles fosse aberto ou fechado, seria impossível viver diante de Ti. Sê abençoado, pois curas todas as carnes e fazes coisas maravilhosas” (p.46). a sexualidade faz parte do estado original da Humanidade, e não de uma degeneração sofrida após a queda. Este esforço Rabínico de atribuir um valor positivo ao desejo sexual e à sexualidade encontraram resistência. É o que trata o segundo capítulo: a dialÉtica do desejo: “o instinto do mal É muito bom” (pp. 73-88). Os Rabinos acreditavam que tudo vinha de D-us e por isso tudo era bom. O desejo está ligado à procriação. Se o corpo do desejo é o mesmo que procria, como este pode ser malIGNO? A tese de Boyarin ganha corpo no terceiro capítulo: Diferentes Evas: Mitos sobre as Origens da Mulher e o Discurso do Sexo no casamento (p. 89/118). O modo como os Rabinos encaravam e tratavam as mulheres não estava calcado no desprezo cultural do corpo feminino (p. 89). Para eles, as mulheres eram tidas como facilitadoras da vida do homem, cuidando das suas necessidades sexuais e reprodutoras, o que não significava negar à mulher uma subjectividade independente, nem mesmo o direito ao prazer (p. 118).

Como consequência disso, o casamento e a sexualidade eram vistos positivamente. Já na Literatura Bíblica vemos que o papel da mulher é subordinado, dominado e dependente, o que possibilitou aos Judeus helenistas e aos Cristãos terem uma visão negativa da sexualidade e do corpo, principalmente em relação à mulher. No quarto capítulo: A produção do desejo: Maridos, Esposas e a Relação Sexual (pp. 119144), Boyarin analisa como o discurso do desejo sexual e da interação dentro do casamento afectam a relação homem-mulher na Cultura Rabínica, como o discurso do poder, conhecimento e prazer se integram para encontrar mecanismos de controle da Classe Rabínica sobre a prática sexual dos casais e de homens sobre as mulheres na vida sexual (p. 119). A conclusão do autor é que por mais que o Talmude insista que a relação homem-mulher deva ser de carinho, intimidade, desejo e de prazer da parceira, a mulher ocupa sempre uma posição subordinada diante do homem dominador, ainda que atencioso (p. 144). Além disso, a Torá não controla o que se passa entre um homem e uma mulher na relação sexual. Alguns Rabinos chegam a propor regras, como: realizar sexo só no escuro, durante a noite, sem a presença de ninguém, nem mesmo de uma mosca, etc.

No entanto, se a Torá se abstém de interferir na vida sexual de um casal, ela não deixará fazê-lo no que tange ao campo do desejo pelo saber. nesse âmbito, ela passa a ser a “outra” na vida do homem. É o que trata o quinto capítulo: O desejo pelo saber: a torá enquanto a “outra” (p. 145-178). A leitura desse capítulo vai-nos colocar diante de opiniões, até mesmo divergentes, dos rabinos. Conta-se a história de vários Rabinos, dentre elas a do Rabino Rehuna. Esse costumava visitar a sua mulher na vÉspera da “festa do perdão”. um dia ficou completamente absorto nos estudos da torá. a sua esposa estava esperando: “agora ele vem. agora ele vem!”, dizia ela. e ele não veio. ela ficou abalada e uma lágrima caiu de seus olhos. Ele estava sentado no telhado. O telhado desabou e ele morreu. Como resistência ao discurso masculino, temos o caso de mulheres estudantes, as quais contestam o fato de serem consideradas parceiras sexuais e reprodutoras, por mais honrosa que seja essa condição. Este é o polémico assunto do capítulo sexto: As mulheres Estudantes: A Resistência Interna ao discurso masculino (p. 179-208). Berúria é citada como exemplo de mulher que consegue atingir um profundo conhecimento da Torá. Nm 5,11-31, que trata de um rito para casos de

ciúme do marido ou de desvio sexual da mulher, é interpretado de várias formas. Os Rabinos palestinos diziam que é importante os Pais ensinarem a Torá para as suas filhas, pois quando forem acusadas de adultério, elas saberão defender-se diante do Marido. Já os Rabinos da Babilónia argumentam o contrário, dizendo que se as mulheres conhecessem a Torá, elas poderiam trair com facilidade os seus Maridos, já que saberiam as artimanhas para se defenderem. Permitir o estudo da Torá às mulheres, seria o mesmo que ensiná-las a infidelidade. Boyarin acredita que “o principal motivo para que as mulheres fossem confinadas ao papel de procriadoras e parceiras sexuais na Cultura Rabínica era o medo de que, caso isto acontecesse, esse papel fundamental não fosse desempenhado” (p. 207). o que preocupava os Rabinos era a perda do controle da mulher da Torá, dois substantivos femininos, altamente estimados, mas que deviam ser mantidos isolados (p. 268). Um outro tema referente à sexualidade no Mundo Rabínico era o do corpo masculino. Boyarin dedica todo o último capítulo do seu livro ao que ele chama de: (Re)produzindo os Homens: A Construção do Corpo masculino Rabínico (pp. 209-236). A temática é aberta com a apresentação de

textos do Talmude da Babilónia discutindo o tamanho do pénis dos Rabinos. O grotesco estaria ligado essencialmente ao corpo reprodutor e, portanto, à reprodução (p. 209). A obesidade era vista como entrave à actividade sexual e consequente procriação. A descrição que fizemos do caminho percorrido por Boyarin nos leva a concluir que Israel Carnal é um livro de suma importância para o estudo comparado do pensamento Rabínico, feito de forma crítica e inusitada. O autor não nega a misoginia na cultura Rabínica. Ademais, ele a analisa no interior da cultura Judaica e em relação aos valores Helénicos e Cristãos. Nisto, Boyarin traz uma contribuição importante para a leitura de género, tanto na Esfera Judaica, como na Cristã. Melhor conhecendo o Judaísmo, mais eficaz será o nosso diálogo interreligioso. Não menos eficiente será a nossa compreensão do papel da Mulher, do Homem, da Sexualidade e do Casamento nas Escrituras. Outro mérito de Boyarin é o de levar o leitor, mesmo aquele que não tem muita afinidade com a literatura e religiosidade judaico-rabínicas, a mergulhar neste fascinante mundo, onde as opiniões se misturam sem a pretensão de uma superar a outra. "Israel Carnal" é um livro que vale a pena ser lido e assimilado. Muito ele tem a contribuir com a exegese atual,

no seu esforço de buscar um diálogo interreligioso, resgatando, na perspectiva da leitura de género, valores do corpo e da sexualidade. vale a pena quebrar a “casca da noz” para entrar nesta obra que, de per se, não é de fácil acesso. --------------------------------------------------------BOYARIN, Daniel. "Israel Carnal", lendo o sexo na cultura talmúdica. Trad. do inglês. Editora Imago, Rio de Janeiro, Brasil 1994 AD, 286 p.

9:23 | Adicionar um comentário | Hiperligação permanente | Colocar no blogue | RELIGIÃO PEPSI-COKE RAP-POWWOW: TV-RÁDIOS E MUITO MAIS!

TV AO VIVO!

Nota: Para aceder a todas as postagens de discipulado do Reverendo Ageu Magalhães no Imeem clique aqui. VIDE BLOG DE 16-8-09: OS SETE MANDAMENTOS DE ADAM E NOAH: A BIOGRAFIA DO MEU SÍTO [SITE] ESPECIAL E "ABENÇOADO"

http://www.e-cristianismo.com.br/pt/home

TUBO DE ENSAIO - PODCAST DE BRUNO NOGUEIRA Rádio Comercial PODCASTS http://tribodejacob.blogspot.com/2009_10_01_ar chive.html BLOGS DE AB E FBD http://kapaeme.deviantart.com/ bnonews.com/news OS GATO FEDORENTO http://www.radiosim.pt/ www.wix.com/ViktorMoreno/conviteavalsa OUÇA E LEIA A BÍBLIA EM VÁRIOS IDIOMAS; AJUDA ESSENCIAL À PREGAÇÃO: Se você não tiver uma Bíblia Sagrada no idioma da pessoa a quem está a pregar, com você, aqui está uma linha cool da Bíblia; você pode consultar: http://www.youversion.com/ (Inglês: If you don't have a Bible with you in the language of the person that is receiving the Gospel of salvation, here's a cool online Bible you can refer: http://www.youversion.com/)

http://www.biblestudyguide.org/comment/calvin/ comm_index.htm [NOS IDIOMAS: INGLÊS E LATIM] vão à Igreja Reformada em linha (online) você pode conferir http://lifekids.tv/ e http://open.lifechurch.tv/resources (Inglês: If you want your youth/kids to be able to go to church online you can check out http://lifekids.tv/ and http://open.lifechurch.tv/resources) http://live.lifechurch.tv/#stop-2

KimmleeWant a more distant relationship with God? Join us to find out how! http://bit.ly/MOHB6 http://podcasting.blogs.sapo.pt/tag/bruno+nogu eira http://musica.clix.pt/radios.php JORNAL DA RÁDIO RENASCENÇA: jornalonline@pagina1.pt:http://www.pagina1.pt/ www.pagina1.pt/

NO SKYDRIVE: PÁGINA 1 DE HOJE

NO SKYDRIVE/SCRIBD.COM PODE ENCONTRAR VÁRIAS EDIÇÕES RR OU OS MEUS BLOGS MAIS RECENTES SOBRE PECADO ORIGINAL E O SANGUE DE JESUS: skydrive.live.com/JORNAL RR http://www.scribd.com/doc/20524712/BlogsRecentes http://www.scribd.com/share/upload/16328624/2i d03dcwjzyh7vosc5um

Graça e Paz, Gurizada medonha!!!!!!!

http://www.youtube.com/refresheverything http://www.youtube.com/user/jenunderglass#pla y/all/favorites-all/1/L5FN3hj5t7k conviteavalsa: FUTEBOL AO VIVO - SPORTTV E FILMES E SÉRIES: klicar em ATDHE.Net MAIS ESCOLHAS: FOX +: FOX Sports http://www.scribd.com/doc/7812557/Sample-LiveBible http://www.scribd.com/doc/20258004/InterlinearHebraico-Portugues-260909-Samples http://www.scribd.com/share/upload/13939402/2 3yufeanve87gco4hyn2 http://photoetgraphia.blogspot.com/2007/01/jar dim-do-palcio-dos-lees.html A MINHA ESCRITA PREDESTINADA [OS MEUS LIVROS] http://www.koogle.co.il/English/

http://www.kkk.bz/intro.htm http://whitepride.tv/ http://www.christianidentitychurch.net

CATEQUESE PARTE 1 | CATEQUESE PARTE 2 | CATEQUESE PARTE 3

http://hsm2br-radiodisney.blogspot.com/ http://alliwantis-disney.blogspot.com/ http://planetadisney.blogspot.com/ http://4megaupload.com/index.php?q=disney+blog spot

SCRIBD.COM: http://www.obramisioneracalicolombia.es.tl/REC URSOSBIBLICOS.htm?PHPSESSID=9142786288de13fd5d3cf2d fea1c0b72 http://www.scribd.com/doc/17156659/GreenieMagazine-Volume-1-IGA-Kids-Club

http://www.flickr.com/photos/air1radio

http://radiotime.com/WebTuner.aspx?StationId=13 659&

94.3 Radio Disney Children's Music from Buenos Aires, Argentina Listen The Original: http://radiotime.com/WebTuner.aspx?StationId=72 53

http://radiotime.com/WebTuner.aspx?StationId=33 119& RÁDIO DISNEY DE SACRAMENTO CA USA

http://disneychannelmais.blogspot.com/2009/04/s unday-school-musical-dublado.html http://www.ejesus.com.br/exibe.asp?id=121 http://evolution-myth.blogspot.com/ http://librosdigitalesfree.blogspot.com/2008_09 _01_archive.html http://www.fatheralexander.org/page23.htm [TE XTOS ORTODOXOS]

Apócrifo Evangelho Nicodemus-Descida aos Infernos: http://www.scribd.com/doc/11770626/ApocrifoEvangelho-NicodemusDescida-Inferno http://briankibuuka.com/index.php?option=com_co ntent&view=article&id=24&Itemid=38

MATEUS TNIV BIBLIA DIAGLOTT E NT EM CASTELHANO E AT E NT JUDAICOS DICIONÁRIO BÍBLICO

LIVROS SOBRE OS DEZ MANDAMENTOS

HARRY POTTER A PEDRA FILOSOFAL E CREPÚSCULO MORE/MAIS: http://disneychannelmais.blogspot.com/search/l abel/Crepusculo

DEUS VIOLENTO DEUS VIOLENTO 2

http://olisipus.blogspot.com/2007_02_01_archive. html SEXUALIDADES TESE SOBRE HOMOSSEXUALISMO

JESUS UM PRESENTE DOS GREGOS BILLY GRAHAM BOOKS CRÓNICAS DE NARNIA E AUGUSTO CURY BOOKS: http://teresinagospel.com.br/index.php/downloa d-gospel/de-300-e-books-evangelicos-listaatualizada/ http://livroseafins.com/2007/08/22/os-1000livros-mais-procurados-no-dominio-publico-parabaixar-gratis/ http://dubitando.no.sapo.pt/links.htm

http://www.asit.org.ar/recursos.htm

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->