Você está na página 1de 3

Cópia não autorizada

CDU: 666.942 JUL 1991 NBR 11581


Cimento Portland - Determinação dos
tempos de pega
ABNT-Associação
Brasileira de
Normas Técnicas

Sede:
Rio de Janeiro
Av. Treze de Maio, 13 - 28º andar
CEP 20003 - Caixa Postal 1680
Rio de Janeiro - RJ
Tel.: PABX (021) 210 -3122
Telex: (021) 34333 ABNT - BR
EndereçoTelegráfico: Método de ensaio
NORMATÉCNICA
Origem: Projeto 18:104.04-002/1991
CB-18 - Comitê Brasileiro de Cimento, Concreto e Agregados
CE-18:104.04 - Comissão de Estudo de Métodos de Ensaio de Cimento Portland
em Pasta de Consistência Normal
NBR 11581 - Portland cement - Determination of setting times - Method of test
Descriptor: Portland cement
Esta Norma foi baseada na NBR 7215/1982
Copyright © 1990,
Incorpora Errata - OUT 1992
ABNT–Associação Brasileira Reimpressão da MB-3434, JUL 1991
de Normas Técnicas
Printed in Brazil/
Impresso no Brasil Palavra-chave: Cimento Portland 3 páginas
Todos os direitos reservados

1 Objetivo 3.4 Molde troncocônico

Esta Norma prescreve o método de ensaio para a deter- 3.4.1 Destinado a conter a pasta, deve ser em forma de
minação dos tempos de início e fim de pega da pasta de tronco de cone (G) (ver Figura), com dimensões indicadas
cimento. na Tabela.

2 Documentos complementares 3.4.2 Deve ser acompanhado de uma placa de vidro de,
pelo menos, 5 mm de espessura (H), que lhe serve de base.
Na aplicação desta Norma é necessário consultar:
3.4.3 Deve ser de material não absorvente e resistente ao
NBR 7215 - Cimento Portland - Determinação da re- ataque das pastas de cimento.
sistência à compressão - Método de ensaio
3.5 Recipiente
NBR 11580 - Cimento Portland - Determinação da
água da pasta de consistência normal - Método de
Recipiente, que pode ser um béquer plástico, destinado a
ensaio
conter a água de amassamento.
3 Aparelhagem Tabela - Dimensões do molde

3.1 Balança Superior (70 ± 1) mm


Diâmetro interno do molde
Inferior (80 ± 1) mm
A balança deve apresentar resolução de 0,1 g e capaci-
dade mínima de 1000 g. Altura do molde (40 ± 0,5) mm
Espessura das paredes do molde (8 ± 1) mm
3.2 Misturador mecânico

O misturador mecânico a ser utilizado é o constante da 3.6 Aparelho de Vicat


NBR 7215.
3.6.1 Consiste em um suporte (A), ver Figura, que sustenta
3.3 Espátula uma haste móvel (B) que pesa (300 ± 0,5)g. A extremidade
de sondagem (C) da haste móvel (sonda de Tetmajer) tem
A espátula a ser utilizada é a constante da NBR 7215. (10 ± 0,05)mm de diâmetro e um comprimento mínimo de
Cópia não autorizada
2 NBR 11581/1991

Figura - Aparelho de Vicat e molde troncocônico

50 mm. A outra extremidade tem uma agulha (D) com di- descer até que sua extremidade (D) repouse sobre a placa
mensões especificadas em 3.7. de vidro (H), ajustando-se o indicador (F) no zero da esca-
la graduada (ver Figura).
3.6.2 A haste (B) pode ser colocada no suporte em qual-
quer das duas posições e pode ser mantida na altura de- 4.3 Preparação da pasta de cimento
sejada por meio de um parafuso (E). A haste (B) possui
ainda um indicador ajustável (F), que se desloca ao longo Preparar uma pasta com 500 g de cimento e água neces-
de uma escala graduada em milímetros, presa firmemen- sária para a consistência normal e encher o molde tronco-
te ao suporte, e que permite a leitura da distância entre o cônico de acordo com seções 4.3 e 4.4 da NBR 11580.
fundo do molde e a extremidade da sonda ou agulha. As
seções terminais da agulha e da sonda devem ser planas 4.4 Determinação do tempo de início de pega
e perpendiculares ao eixo da haste. Comparando a escala
graduada do aparelho com uma escala-padrão graduada, 4.4.1 O início de pega é constatado no momento em que a
com resolução de 0,1 mm de aproximação, não são to- agulha de Vicat, descendo sobre a pasta de consistência
leradas diferenças maiores do que 0,25 mm em qualquer normal, estacionar a 1 mm da placa de vidro (H). Deve-se
dos seus pontos. descer a agulha, sem choque e sem velocidade inicial até
estacionar (condição que pode ser alcançada sustentan-
Nota: A sonda de Tetmajer é parte integrante do equipamento e do-a levemente com os dedos). A leitura é feita 30 s após
é empregada exclusivamente no ensaio de determina- o início da penetração da agulha na pasta.
ção da água da pasta de consistência normal conforme
NBR 11580.
4.4.2 Tempo de início de pega é o intervalo decorrido entre
3.7 Agulha de Vicat o instante em que se lançou a água de amassamento à
pasta e o instante em que se constatou o início da pega.
É empregada exclusivamente no ensaio de determinação
dos tempos de pega, sendo parte integrante do aparelho 4.5 Determinação do tempo de fim de pega
de Vicat. Possui diâmetro compreendido entre 1,11 mm e
4.5.1 Após a constatação do início de pega, fazer leituras
1,14 mm e comprimento mínimo de 50 mm.
a intervalos regulares de 10 min. A primeira entre três lei-
4 Execução do ensaio turas sucessivas e iguais, superiores a 38,0 mm, constitui
a indicação do fim de pega.
4.1 Condições do ambiente
Nota: Consideram-se leituras iguais àquelas que diferem entre si
4.1.1 As condições do ambiente para a preparação da pas- no máximo de 0,5 mm.
ta devem ser as prescritas em 4.1 da NBR 11580.
4.5.2 Tempo de fim de pega é o intervalo decorrido entre o
4.1.2 As condições do ambiente para a execução do ensaio instante em que se lançou a água de amassamento à pasta
propriamente dito (penetrações da agulha) devem ser tais e o instante em que se constatou o fim de pega.
que proporcionem umidade relativa igual ou superior a
70%. 4.6 Precauções durante o ensaio

4.2 Ajuste do aparelho de Vicat 4.6.1 Não é permitida a determinação dos tempos de início
e fim de pega na pasta que já tenha sido utilizada para de-
Instalar a agulha de Vicat no aparelho de Vicat, fazendo-a terminar a água de consistência normal.
Cópia não autorizada
NBR 11581/1991 3

4.6.2 Nas determinações dos tempos de início e fim de pe- uma única determinação. O mesmo se aplica ao resultado
ga, as tentativas não podem ser feitas a menos de 9 mm do tempo de fim de pega.
da borda superior do molde nem a menos de 6 mm uma
das outras. Notas: a) Repetibilidade - A diferença entre dois resultados indivi-
duais obtidos, a partir de uma mesma amostra submeti-
4.6.3 É permitido o emprego de aparelhos de Vicat auto- da ao ensaio, por um mesmo operador utilizando o mes-
mo equipamento em curto intervalo de tempo, não deve
máticos, desde que atendam a todas as prescrições desta
ultrapassar 30 min.
Norma.
b) Reprodutibilidade - A diferença entre dois resultados in-
5 Expressão dos resultados dividuais e independentes, obtidos por dois operadores,
operando em laboratórios diferentes a partir de uma
O resultado do tempo de início de pega é expresso em h, mesma amostra submetida ao ensaio, não deve ultrapas-
min, com aproximação de 5 min, sendo o valor obtido em sar 60 min.

Interesses relacionados