Você está na página 1de 27
Biologia 11º Biologia

Biologia 11º

Biologia

Biologia 11º Biologia
Biologia 11º Biologia
Biologia 11º Biologia
Biologia 11º Biologia
Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11
Nuno Correia 2010/11

A descoberta da estrutura do

DNA

A estrutura da molécula de DNA só foi decifrada após terem sido analisados os resultados de várias experiências, em

sido analisados os resultados de várias experiências, em interacção com considerações teóricas. Nuno Correia

interacção com considerações teóricas.

analisados os resultados de várias experiências, em interacção com considerações teóricas. Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

analisados os resultados de várias experiências, em interacção com considerações teóricas. Nuno Correia 2010/11
analisados os resultados de várias experiências, em interacção com considerações teóricas. Nuno Correia 2010/11

DNA, um polímero de nucleótidos

DNA, um polímero de nucleótidos em dupla hélice  Cada organismo possui um património genético que

em dupla hélice

DNA, um polímero de nucleótidos em dupla hélice  Cada organismo possui um património genético que

Cada organismo possui um património genético que o torna único.

em dupla hélice  Cada organismo possui um património genético que o torna único. Nuno Correia

Nuno Correia 2010/11

em dupla hélice  Cada organismo possui um património genético que o torna único. Nuno Correia
em dupla hélice  Cada organismo possui um património genético que o torna único. Nuno Correia

o

o

o

DNA

Molécula biológica universal; Suporte molecular da informação genética; Coordena todas as actividades celulares;

universal; Suporte molecular da informação genética; Coordena todas as actividades celulares; Nuno Correia 2010/11
universal; Suporte molecular da informação genética; Coordena todas as actividades celulares; Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

universal; Suporte molecular da informação genética; Coordena todas as actividades celulares; Nuno Correia 2010/11
universal; Suporte molecular da informação genética; Coordena todas as actividades celulares; Nuno Correia 2010/11

DNA, um polímero de nucleótidos

DNA, um polímero de nucleótidos Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

DNA, um polímero de nucleótidos Nuno Correia 2010/11
DNA, um polímero de nucleótidos Nuno Correia 2010/11
Actividade Nuno Correia 2010/11

Actividade

Actividade
Actividade
Actividade Nuno Correia 2010/11
Actividade Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11
Nuno Correia 2010/11
Nuno Correia 2010/11
Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Nucleótidos – unidades básicas Nuno Correia 2010/11

Nucleótidos unidades básicas

Nucleótidos – unidades básicas Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Nucleótidos – unidades básicas Nuno Correia 2010/11
Nucleótidos – unidades básicas Nuno Correia 2010/11

Quantos nucleótidos diferentes

Quantos nucleótidos diferentes podem existir no DNA? Nuno Correia 2010/11

podem existir no DNA?

Quantos nucleótidos diferentes podem existir no DNA? Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Quantos nucleótidos diferentes podem existir no DNA? Nuno Correia 2010/11
Quantos nucleótidos diferentes podem existir no DNA? Nuno Correia 2010/11

Em que diferem os nucleótidos?

Em que diferem os nucleótidos? Nuno Correia 2010/11
Em que diferem os nucleótidos? Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Em que diferem os nucleótidos? Nuno Correia 2010/11
Em que diferem os nucleótidos? Nuno Correia 2010/11

Ligação entre dois nucleótidos

Ligação entre dois nucleótidos
Ligação entre dois nucleótidos Nuno Correia 2010/11
Ligação entre dois nucleótidos Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

13

13 Estrutura de um fragmento de DNA
13 Estrutura de um fragmento de DNA

Estrutura de um fragmento de DNA

13 Estrutura de um fragmento de DNA Nuno Correia 2011/12
13 Estrutura de um fragmento de DNA Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

14

Composição em nucleótidos de

14 Composição em nucleótidos de DNA de diferentes organismos

DNA de diferentes organismos

14 Composição em nucleótidos de DNA de diferentes organismos Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

14 Composição em nucleótidos de DNA de diferentes organismos Nuno Correia 2011/12
14 Composição em nucleótidos de DNA de diferentes organismos Nuno Correia 2011/12
Regra de Chargaff Nuno Correia 2010/11

Regra de Chargaff

Regra de Chargaff
Regra de Chargaff Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Regra de Chargaff Nuno Correia 2010/11
Regra de Chargaff Nuno Correia 2010/11

Rosalind Franklin

Interpretação de radiogramas da difracção dos raios -X através de DNA cristalizado.

Rosalind Franklin e Maurice Wilkins realizaram vários estudos nesta área.

e Maurice Wilkins realizaram vários estudos nesta área. http://www.dnai.org/timeline/index.html Nuno Correia 2010/11
e Maurice Wilkins realizaram vários estudos nesta área. http://www.dnai.org/timeline/index.html Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Maurice Wilkins realizaram vários estudos nesta área. http://www.dnai.org/timeline/index.html Nuno Correia 2010/11
Maurice Wilkins realizaram vários estudos nesta área. http://www.dnai.org/timeline/index.html Nuno Correia 2010/11
17 Nuno Correia 2011/12

17

17
17 Nuno Correia 2011/12
17 Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

Observações realizadas com o microscópio electrónico revelaram que a espessura de uma molécula de DNA ( 2nm) é dupla da de uma cadeia polinucleotídica

(1nm).

Rosalind Franklin

Nuno Correia 2010/11

molécula de DNA ( 2nm) é dupla da de uma cadeia polinucleotídica (1nm). Rosalind Franklin Nuno
molécula de DNA ( 2nm) é dupla da de uma cadeia polinucleotídica (1nm). Rosalind Franklin Nuno
Actividade 3 Nuno Correia 2010/11

Actividade 3

Actividade 3 Nuno Correia 2010/11

Nuno Correia 2010/11

Actividade 3 Nuno Correia 2010/11
Actividade 3 Nuno Correia 2010/11
20 Nuno Correia 2011/12
20 Nuno Correia 2011/12

20

Nuno Correia 2011/12

20 Nuno Correia 2011/12
20 Nuno Correia 2011/12
21 Nuno Correia 2011/12

21

21 Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

21 Nuno Correia 2011/12
21 Nuno Correia 2011/12
22 Nuno Correia 2011/12

22

22
22 Nuno Correia 2011/12
22 Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

23 Nuno Correia 2011/12

23

23 Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

23 Nuno Correia 2011/12
23 Nuno Correia 2011/12

24

A estrutura da dupla hélice do DNA é

essencial para a sua função

O material genético armazena a informação

genética de um organismo.

O material genético é susceptível a mutações ou trocas permanentes na informação que codifica.

O material genético é replicado precisamente no ciclo de divisão celular. O material genético deve ser expresso como o fenótipo

Nuno Correia 2011/12

precisamente no ciclo de divisão celular. O material genético deve ser expresso como o fenótipo Nuno
precisamente no ciclo de divisão celular. O material genético deve ser expresso como o fenótipo Nuno
25 Nuno Correia 2011/12

25

25
25 Nuno Correia 2011/12
25 Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

26

Genoma Humano

26 Genoma Humano
26 Genoma Humano Nuno Correia 2011/12
26 Genoma Humano Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

27

Filme

27 Filme http://www.youtube.com/watch?v=gUf1HatMQ9s Nuno Correia 2011/12
27 Filme http://www.youtube.com/watch?v=gUf1HatMQ9s Nuno Correia 2011/12

Nuno Correia 2011/12

27 Filme http://www.youtube.com/watch?v=gUf1HatMQ9s Nuno Correia 2011/12
27 Filme http://www.youtube.com/watch?v=gUf1HatMQ9s Nuno Correia 2011/12