Você está na página 1de 3

Corpos entrelaados lenis cados, O nosso amor em todos os cantos nosso ninho de amor, rolamos como dois malucos,

dias, tardes, noites insaciveis de prazer contnuo , bei os, carcias, con!id"ncias, promessas### $ernas entre pernas lenis com o doce per!ume do nosso amor %ue transborda por cantos e !restas &em horas, dia ou lu'ar &omos loucos##loucos de amor e pai()o dese ando apenas nosso prazer saciar Almas entrelaadas em amor doce, doce instrumento de minha vida, tomando*me a raz)o, a alma# +oc" entra em meu cora)o de !ininho teu eito manhosa comanda meus sentidos# Entrelaadas as nossas almas voam pelo mundo dos sonhos Onde corpo e alma se !undem harmonicamente Meu eito manhoso te entrelaa e tu de mim !icas sensualmente embebido e voamos pela vida amorosamente sensualmente A'ora tu !izeste a raz)o de meu viver, durmo na ,nsia de despertar, e v"*la, corro em busca de teu corpo, conti'o trans!ormo*me vulc)o , em teu bei o sinto o n-ctar das !lores mais belas, como bei a*!lor %uero permanecer sentindo teu sabor# Corres para saciar teu dese o late ante, uma ansiedade supurada, dese osa de pai()o Corres por%ue n)o cabes em ti sem mim,

DOCE AMOR

E sem ti n)o me contenho $reciso de ti em mim assim louco, desvairado, saciado## +oc" a'ora toma*me por completo, nada sou sem a tua presena, pois a'ora ests em mim, senti*la em tudo !az parte de meus dias, se olho para o sol. lembro*me do calor %ue vem de nossos corpos, se ve o a lua, lembro*me de nossos olhos# &e olho para os oceanos. lembro*me da dimens)o de nosso amor## # Demarcado est em mim teu corpo pela cerca embria'ante dos teus braos Das minhas pernas !ao tuas !ronteiras de amor /u -s a ln'ua %ue adotei o!icialmente e meus seios s)o os teus soldados e(-rcitos %ue en!rentas voluptuosamente# +oc" - meu doce amor, conti'o sou estrela , sem ti###!ao*me carv)o, um carv)o a tua espera sempre# E pronto a tocar*te voltar a ser a 'rande brasa de amor### /u, carv)o %ue me acendes por inteira Eu, chama %ue arde loucamente te incendiando com loucos carinhos insanos &)o teus pelos %ue me acolhem mansamente Em ti !ontes sur'em, inesperadamente saciando minha sede de amante vem, vamos nos amar !eche as anelas apa'ue as luzes0### acenda as velas da pai()o### vamos viver nosso doce amor0

Eis*me a%ui che'o sem pressa,luzes apa'adas meu amo e senhor Como se o desvendar de todos os mist-rio se resumisse neste nosso louco amor $aulo 1unes 2unior 3456758669 :elo Abreu R 3;56758669

Você também pode gostar