Você está na página 1de 1

Ano I - número 02 - Uberaba - MG

· Editorial Na sessão Saúde


· No pé do berimbau enfocamos os alimen-
· Fundamentos tos como substâncias
· Curiosidades responsáveis em dar
· Saúde condições de funcio-
· Roda livre namento e manutenção do nosso cor-
· Acervo po, além disso, fornecem elementos
· Aconteceu que aceleram os processos químicos
que ocorrem em nosso organismo.
Editori@l Maculelê
Prezados Companheiros

E sse jorn al e nt ra n a su a
se gu nda edi ção após um a boa
aceitação do primeiro exempl ar,
pretendendo se tornar um veículo de
permanente comunicação entre nós.
E st arem os ci rcu l ando com
exemplares trimensais objetivando
estabelecer um canal aberto entre o
jornal e os capoeiristas, fazer do
mesmo um veículo de divulgação e
Essa expressão cultural sempre
troca de informações sobre nossa arte.
aprensentada nos eventos de Capoei-
C on vi damos a todos
ra “é uma dança, um jogo de bastões
participarem deste nosso projeto em
remanescente dos antigos cucumbis,
prol da Capoeira, resgatando suas
“dança de porrete” tem origem Afro-
raízes e mantendo as tradições,
indígena, pois foi trazida pelos negros
estamos abertos as crí ti cas e
da África para cá e aqui foi mesclada
sugestões que nos forem enviadas.
com alguma coisa da cultura dos ín-
dios que aqui já viviam, um antigo
Salve a todos
folgueto de negros, vestidos de peles
e penas. Era em Santo Amaro da Puri-
Informações direto ficação, no recôncavo baiano, que
do pulmão do mun- dançava o Maculelê, dentro das ce-
do, onde vamos co- lebrações profanas locais, comemo-
nhecer um pouco da rativas do dia de Nossa Senhora da Pu-
Capoeira praticada rificação dia 02 de fevereiro, a santa
na região norte. padroeira da cidade” Aurelio 1999.