Você está na página 1de 1

Sorgo (Sorghum bicolor L.

Moench)1
Lavine Silva Matos2
Lorena Mª M. Rocha2
Lucas Teixeira2
Rosangela N. Ribeiro2

A planta de sorgo cultivada atualmente (Sorghum bicolor L. Moench) é um produto da


intervenção do homem, que domesticou a espécie e, ao longo de gerações, vem
transformando-a para satisfazer as necessidades humanas. Sorgo é uma extraordinária fábrica
de energia, de enorme utilidade em regiões muito quentes e muito secas, onde o homem não
consegue boas produtividades de grãos ou de forragem cultivando outras espécies, como o
milho. A origem do sorgo está provavelmente na África, embora alguma evidência indique
que possa ter havido duas regiões de dispersão independentes: África e Índia. O sorgo pode
substituir parcialmente o milho nas rações para aves e suínos e totalmente, para ruminantes,
com uma vantagem comparativa de menor custo de produção e valor de comercialização de
80% do preço do milho. Além disso, a cultura tem mostrado bom desempenho como
alternativa para uso no sistema de integração lavoura/pecuária e para produção de massa,
proporcionando maior proteção do solo contra a erosão, maior quantidade de matéria orgânica
disponível e melhor capacidade de retenção de água no solo, além de propiciar condições para
uso no plantio direto. No Brasil, as zonas de adaptação da cultura do sorgo se concentram no
Sul (região de fronteira) em plantios de verão, na região Central em sucessão a plantios de
verão (safrinha) e no Nordeste em plantios nas condições do Semi-Árido com altas
temperaturas e precipitação inferior a 600 mm anuais. Atualmente, tem sido verificada grande
expansão do cultivo do sorgo principalmente em plantios de sucessão em algumas regiões,
com destaque para os estados de São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e região
do Triângulo Mineiro, onde se concentram aproximadamente 90% do sorgo granífero
plantado no Brasil. Apesar da possibilidade de utilização e de algumas tentativas de consumo
humano deste cereal, toda produção brasileira está direcionada para a alimentação animal.

1
Seminário apresentado em 01/07/2009 na disciplina CCA 010 - Plantas Graníferas2
2
Estudantes de graduação em Engenharia Agronômica - UFRB