Você está na página 1de 8
‘Buscesoria de Plaudla CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL wv Gabinete do deputado Pedro Pr 'B) PL 52/2007 PROJETO DE LEI N° DE a) _ {Do Senhor. do PEDRO PASSOS - PMDB)) sito ©. :eaor-leare a Politica de Prevengéo, “~ Diagnéstico e Tratamento da Hipertermia Maligna, no ambito do Distrito Federal, e dé outras providéncias. A CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL decreta: [SLATIVO 1S Art. 1° Fica instituida a Politica para Prevencao, Diagnéstico e Tratamento da Hipertermia Maligna - HM, que sera desenvolvida pelo Poder Executivo em parceria com a sociedade civil. PROTOCOLO LEGI: Art. 2° A Politica para Prevencdo, Diagnéstico e Tratamento da Hipertermia Maligna - HM tem os seguintes objetivos: I - prevenir, diagnosticar, tratar e orientar adequadamente os pacientes suscetiveis de hipertermia maligna e seus familiares; II - garantir que todos os hospitais e postos de satide, ptiblicos e particulares, as empresas de medicina de grupo, cooperativas de trabalho médico, ou outras que atuem sob a forma de prestacdo direta ou intermediacdo dos servicos médicos-hospitalares e operem no Distrito Federal, possuam medicamentos apropriados para o combate da doenca, em especial o Dantroleno Sédico Spud borgyg,Pysal Gabinete 21 - CEP: 7086-900 - Brasfia - DF - Fone: 3348.8212 Fak: 3348.8213 3001 fotz4 hz ETM! dep.pedro passos@cl.df-gov.br HON (Sas Site: www.pedropassos.com.br 3.243. Fis, no OL PE No_ LP CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Gabinete do deputado Pedro Passos (PMDB) III - erradicar o mimero de mortes decorrentes dessa sindrome no Distrito Federal; Iv - produzir materiais de divulgacéo para os profissionais do setor da satide no Distrito Federal contendo as principais informagdes sobre a hipertermia maligna e as formas de se evitar os seus efeitos mortais nos pacientes; V - realizar palestras informativas sobre a hipertermia maligna para médicos e paramédicos em hospitais de EQN referéncia no Distrito Federal; En VI - implantar um sistema de coleta de dados sobre os|¥_ | portadores da sindrome visando: a x a) manter um cadastro com informagées sobre alg _|™ incidéncia da doenca na populagaéo do Distrito Federal e|6 * $ © ntimero de mortes dela decorrentes; SY eS b) obter elementos informadores sobre a populacdo atingida pela moléstia; ©) contribuir para o aprimoramento das pesquisas cientificas sobre a hipertermia maligna; d) firmar convénios com os servicos funerdrios existentes no territério do Distrito Federal, para que informem o numero de entrada de vitimas da sindrome. Art. 3° Os hospitais e postos de satide, ptblicos e particulares, as empresas de medicina de grupo, cooperativas de trabalho médico, ou outras que atuem sob a forma de prestacdo direta ou intermediac&o dos servicos médico-hospitalares e operem no Distrito Federal, estdo obrigados a dispor, em seus estoques, os medicamentos necessérios para o tratamenko da hipertermia maligna. SAIN - Parque Rural - Gabinete 21 - CEP: 70086-900 - Brasfia - DF - Fone: 348.821, Fax: 3348213 E-mail: dep.pedro.passos@cl.df.gov.br Site: www.pedropassos.com.br CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL Gabinete do deputado Pedro Passos (PMDB) Art. 4° A presente Lei sera regulamentada pelo Poder Executivo no prazo de noventa dias, contados da data de sua publicacao. Art. 5° Esta Lei entra em vigor na data de su GE publicagao. Art. 6°Revogam-se as disposicgées em contrario. JUSTIFICAGAO ie FS 5 2 & % q ° g 3 3 2 8 2 z Hipertermia maligna 6 uma sindrome de origem farmaco-genética que classicamente se manifesta quando © seu portador € submetido a um ou mais fatores desencadeantes durante uma anestesia geral. Inicia-se assim, um processo de hipermetabolismo da célula muscular esquelética, podendo levar a sua destruicdo, consumindo grande quantidade de energia, com répida e intensa elevacéo da temperatura, e conseqiientemente produzindo alteragédes bioquimicas e hematolégicas, que podem evoluir para choque irreversivel e morte. A incidéncia da hipertermia maligna nado € definida, porém estima-se que possa variar de 1:14.000 a 00.000 pacientes submetidos a anestesia geral. Esta grande variacdo 6 explicada parcialmente pela falta de critérios uniformes para o diagnéstico clinico, pela variacéo dos tipos de anestesia e pelo critério de classificacéo clinica de hipertermia maligna. £ sabido que h4 maior incidéncia de hipertermia mali em SAIN - Parque Rural - Gabinete 21 - CEP: 70086-900 - Brasilia - DF - Fone: 3348.8212 Fax: 3348.821 E-mail: dep.pedro.passos@cl.df.gov.br Site: www.pedropassos.com.or