Você está na página 1de 18
rose LOE: Oe ASSESSORIA DE Gesessoria 43 Pioniia Camara Legislativa do Distrito Federal Gabinete Pariamentar do Deputado Pedro Passos PL 166 /2007 PROJETO DE LEI N° pEronT (Do Senhor Deputado PEDRO PASSOS_- PROTOCOLO LEGISLATIVO PL wo l64 Ot | ear | Dispde sobre o consorcio imobiliario e da -outras providéncias. A CAMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL decreta: Art. 1° Fica assegurada a possibilidade de estabelecimento de consorcio imobiliario como forma de viabilizagéo financeira do aproveitamento de imdveis, nos termos do que prescreve o art. 46 da Lei Federal n° 10.257, de 10 de julho de 2001. § 1° Considera-se consorcio imobiliario, para os efeitos desta Lei, a viabilizacéo de planos de urbanizacéo ou edificagéo por meio da qual o proprietério, por seu requerimento, transfere ao Poder Pub. © seu imével e recebe, como pagamento, unidades imobilia s devidamente urbanizadas ou edificas. $ 2° 0 Poder Publico avaliaraé a conveniéncia e o interesse para 0 estabelecimento do consorcio imobiliario. Art. 2° 0 valor das idades imobilidrias a serem entregues ao proprietario sera correspondente ag valor / do imével antes da execucdo das obras, sendd |\que la indenizacao: cet eo VOLS Pat -PargnRrl- DF Gato“ asaiDF CEP TORE SORE Fac WERT alt A Camara Legislativa do Distrito Federal Gabinete Parlamentar do Deputado Pecro Passos I - refletiraé o valor da base de calculo do Imposto sobre a Propriedade Territorial Urbana - IPTU, descontado o montante incorporado em fun¢&o de obras realizadas pelo Poder Ptblico na 4rea onde o mesmo se localizaré; II - n&o computaré expectativas de ganhos, lucros cessantes e juros compensatérios. Art. 3° 0 disposto nesta Lei aplica-se nos seguintes casos: I - quando for determinado o parcelamento, a edificacado ou a utilizacao compulsérios do _ solo urbano nao edificado, sub-utilizado ou néo utilizado; II - nas intervencées urbanisticas previstas em lei especifica. Art. 4° Esta Lei entra em vigor na data de sua publicacao. Art. 5° Revogam-se as disposicées em contrario. PROTOCOLO ead Pew 164/04} JUSTIFICACGAO A 0 consércio imobilidrio encontra-se previsto o art. 46 da Lei Federal n° 10.257, de 10 de julho de 2001, denominada Estatuto da Cidade, e caracteriza-se por po ssibilitar cooperagéo entre o Poder Piblico e iniciativa no sentido de viabilizar planos de urbanizacéo ou edificacéo em iméveis que nao estejam cumprindo sua fungéo social, ja que atingidof\ pel } obrigacao de parcelar, edificar ou utilizar. ‘SAIN- Parque Rurl-GLOF-Gabnele 27 ~ GiaslitDF CEP 70086500 Tal: AE-STTD. Fax: 88219 / Camara Legislativa do Distrito Federal Gabinete Parlamentar do Deputado Pedro Passos Por meio do consércio imobiliario, o proprietério pode transferir seu imovel ao Poder Ptblico, que o incorporaré ao seu patriménio, podendo a partir dai executar as obras necessdérias no sentido de viabilizar plano de urbanizacdo ou edificacéo e, posteriormente, entregar as unidades urbanizadas o edificadas ao proprietario. Cumpre ressaltar que a valorizacéo imobiliaria decorrente das obras realizadas pelo Poder PUblico, nao poderaé ser incorporada ao valor das unidades imobiliarias, uma vez que o proprietério que requer o consércio imobiliaério ndo cumpriu o principio da funcdo social da propriedade. Por uma questao de respeito a atividade e 4 iniciativa parlamentar, devemos ress. ar que esta proposta remonta da legislatura passada, tendo sido apresentada em 2005 pela minha estimada companheira de partido Deputada Ivelise Longhi, e, devido a sua relevancia para a sociedade do Di rito Federal, achamos por bem reapresenté-la, evitando que o seu arquivamento regimental possa prejudicar as agdes que tenham como objetivo a implementagdo de uma politica urbanistica no DF. Por conseguinte, conclamo os nobres pares para aprovarmos o presente Projeto de Lei. Sala das Sessées, em......... PROTOCOLO UFsistarvo PL_wlIGA yor V" Deputado PEDRO PASS@S Autor ‘SAIN-Parque Aura GLOF - Gabinete 21 -BraliaDF-CEP 70086000 Tol BG7IZ-Fax BAB2TO