Você está na página 1de 1016

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Aborto espontâneo e perda da gravidez EM GATOS

BASICS

VISÃO GERAL "Aborto" é a entrega de um ou mais fetos antes é (são) capaz de sobreviver fora do útero

fetos antes é (são) capaz de sobreviver fora do útero "P perda regnancy" é a morte

"P perda regnancy" é a morte do embrião, a reabsorção de fetos adiantados, mumificação (murchamento ou secamento do feto, como um múmia), aborto, natimortos, e os resultados do parto difícil (conhecido como "distócia")

ele "rainha" é uma gatado parto difícil (conhecido como "distócia") GENÉTICA Inespecífico; linhagens experimentar níveis

GENÉTICA Inespecífico; linhagens experimentar níveis mais elevados de fracasso da gravidez do que vi em outros gatos

elevados de fracasso da gravidez do que vi em outros gatos ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

outros gatos ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Gatos Predileções raça P ersians e

Gatos

Predileções raça

P
P

ersians e Himalayans-difícil nascimento (distocia)

M ea n Idade um nd Ra ESL Causas não infecciosas, mais comum no nascimento após a primeira gravidez e em rainhas superior a 6 anos de idade Causas de todas as idades Infecciosas

a 6 anos de idade Causas de todas as idades Infecciosas Predominam Sexo nt Fêmeas SINAIS

Predominam Sexo nt

Causas de todas as idades Infecciosas Predominam Sexo nt Fêmeas SINAIS / mudanças observadas na AL

Fêmeas

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Podem não ter sinais clínicos, especialmente no início da gravidez ou gestação

A falta de maca no tempo

Diminuição do volume abdominal

A perda de peso

A entrega de fetos reconhecíveis ou tecido placentário

Falta de apetite (conhecido como "anorexia") Vômitos, diarréia

As alterações comportamentais Alta da vulva que contém sangue ou pus-frequentemente despercebidos em rainhas exigentes (isto é, as rainhas que noivo ou limpo -se com atenção meticulosa) ou com a gravidez precoce ou perdas gestacionais, a "vulva" é a genitália externa das fêmeas Desaparecimento de fetos documentados anteriormente pelo exame físico (palpação), o exame de ultra-som, ou raios-X Abdominal esforço, desconforto

Depressão

Desidratação

Febre

CAUSAS

Doenças Infecciosas Vírus-vírus da panleucopenia felina; herpesvírus felino; calicivírus felino; vírus da leucemia felina (FeLV); vírus da imunodeficiência felina (FIV) Bactérias-Escherichia coli, Streptococcus, Staphylococcus, Salm Onella; Mycoplasma um Mycobacterium; Coxiella burnetii (Febre Q) Toxoplasma gondii um (Provavelmente incomum)

(Febre Q) Toxoplasma gondii um (Provavelmente incomum) Não-infecciosa-Reprodutiva Ca usa A perda precoce do
(Febre Q) Toxoplasma gondii um (Provavelmente incomum) Não-infecciosa-Reprodutiva Ca usa A perda precoce do

Não-infecciosa-Reprodutiva Ca usa

A
A

perda precoce do embrião

Parto difícil (distocia) Doença do revestimento do útero (conhecido como "doença endometrial")-hiperplasia endometrial cística (CEH), uma condição na qual o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos; muito comum Distúrbios hormonais Placenta insuficiente Fetais defeitos genéticos ou de desenvolvimento (anormalidades anatômicas, metabólicas e cromossômica) Endogamia excessiva ou mal planejada e / ou más escolhas de reprodutores indireto provas; diagnósticos difíceis, sem completa história familiar e acasalamentos de teste Efeitos da hierarquia social na definição de grupo, transtornos comportamentais em indivíduos Agentes que induzem o aborto (conhecido como "medicamentos abortivos")-luteolytics (como a prostaglandina, P GF2 α); estrogênios; prolactina inibidores (como cabergolina); esteróides; citrato de tamoxifeno (cães); mifepristone (cães); epostane (cães)

(como cabergolina); esteróides; citrato de tamoxifeno (cães); mifepristone (cães); epostane (cães) Página 1
(como cabergolina); esteróides; citrato de tamoxifeno (cães); mifepristone (cães); epostane (cães) Página 1

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Não-infecciosa não-reprodutiva Ca-usa Nutrição de baixa ingestão de taurina (taurina é um aminoácido [proteína] que é um componente importante da dieta em gatos; gatos não podem produzir taurina suficiente em seus corpos e, portanto, deve obter taurina da sua alimentação para manter a saúde); modismos nutricionais, alguns nutracêuticos Grave estresse ambiental; fisiológico; psicossocial

Grave estresse ambiental; fisiológico; psicossocial T Rauma Alguns medicamentos Conseqüência de graves,
T
T

Rauma

Alguns medicamentos Conseqüência de graves, generalizadas sistemas (sistêmica) de doenças que envolvam outros que o sistema reprodutivo

FATORES DE RISCO

P rior história de gravidez ou perda de desempenho reprodutivo pobre (pode ser a história da rainha indivíduo ou o gatil)

Coexistente grave, súbita (aguda) ou de longo prazo da doença (crónica) Endogamia excessiva Após o nascimento da primeira gravidez ou superior rainha de 6 anos de idade

Ambientais estresse apinhamento, pobres extremos saneamento, ruído, temperatura ou umidade

A ordem social no gatil

Exotic raças, muitas vezes reproduzem mal em gatis ou grandes ambientes de alta densidade

A obesidade ou alimentação inadequada

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Gestão na área médica ambulatorial pacientes estáveis; suspeitos de distúrbios hormonais, doença da membrana que reveste o útero (Doença endometrial); perda da gravidez não-infecciosa / não-reprodutiva Internação local gestão aborto médico iminente ou tomar; doença clínica; potenciais zoonoses de doenças que podem ser passados de animais para as pessoas (a menos que o tratamento ambulatorial segura e eficaz pode ser assegurada), pacientes em tratamento com a prostaglandina, P GF2α Feto abortado ou descarga podem ser infectantes; isolar paciente

abortado ou descarga podem ser infectantes; isolar paciente P saneamento ractice rigorosa para internação ou
abortado ou descarga podem ser infectantes; isolar paciente P saneamento ractice rigorosa para internação ou
P
P

saneamento ractice rigorosa para internação ou tratamento ambulatorial

Corrigir a desidratação, administração de líquidos (como Normosol ® ou solução de Ringer com lactato)

ATIVIDADE Sem limitações, a menos que um agente infeccioso é suspeitado ou documentado para pacientes ambulatoriais Isolar os doentes infecciosos (de preferência)

Isolar os doentes infecciosos (de preferência) DIETA Não há considerações dietéticas especiais para

DIETA Não há considerações dietéticas especiais para casos simples

P
P

diarréia ersistent ou outras causas de dieta de perda de fluido de veterinária e fluidoterapia

CIRURGIA Cirúrgica gestão spay ou ovariohisterectomia (remoção cirúrgica dos ovários e do útero) para pacientes estáveis, sem criação valor ou se necessário, para preservar a vida da rainha

valor ou se necessário, para preservar a vida da rainha MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. Depende de causas subjacentes Antibióticos-amoxicilina, os

Depende de causas subjacentes

Antibióticos-amoxicilina, os resultados pendentes de cultura bacteriana e testes de sensibilidade P rostaglandin (P GF2 α)-pode ser utilizado para estimular e evacuar o útero em casos com não-viáveis fetos ou uterinos significativa conteúdo observadas por exame de ultra-som; discutir os riscos e benefícios do tratamento de prostaglandina com o veterinário do seu gato

P
P

rogesterone / doses progestágenos-seguros e eficazes para manutenção da gravidez não estabelecido; pode causar ou agravar cística

hiperplasia do endométrio (CEH), uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Reavaliar 7 a 14 dias após a conclusão da prostaglandina (PGF2 α) tratamento Ultra-som Repetir exame avaliar o esvaziamento uterino ou a viabilidade fetal

exame avaliar o esvaziamento uterino ou a viabilidade fetal Prevenções e evasão Problemas genéticos requerem a

Prevenções e evasão Problemas genéticos requerem a atenção para programas de melhoramento Causas infecciosas exigem medidas de vigilância e controle Spay ou ovariohisterectomia para gatos sem valor genéticoPrevenções e evasão

POSSÍVEIS COM complicações Infecção bacteriana generalizada (conhecido como "sepsis") Choque Ruptura uterina Inflamação do revestimento do abdômen (conhecido como "peritonite") Inflamação do revestimento do útero (conhecido como "metrite") Inflamação com acúmulo de pus no útero (conhecido como "piometra") Hemorragia Infertilidade Spay obesidade ou após ovariohisterectomia em meados de vida rainhas Hiperplasia endometrial cística (CEH, uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos) após a terapêutica progestogénio; progestogénio é qualquer substância capaz de produzir os efeitos da hormona feminina, progesterona

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Retrovírus sintomático infecção pobre prognóstico Longo prazo (crônica) infertilidade comum após 6 anos de idade Rainhas não são criados a infertilidade antes de 3 a 4 anos de experiência idade superior Hiperplasia endometrial grave cística (CEH, uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém cheio de fluido sacos ou quistos) recuperação da fertilidade improvável, inflamação com acúmulo de pus no útero (piometra) é comum complicação As anomalias genéticas causando parto difícil (distocia) ou perda da maior parte ou a totalidade do lixo guardado a um pior prognóstico para mais reprodução Repetidos partos difíceis (distócias) de recorrência depende da causa; prognóstico reservado se a causa não determinada Distúrbios hormonais, muitas vezes gerenciável; considerar os aspectos genéticos

muitas vezes gerenciável; considerar os aspectos genéticos PONTOS-CHAVE Zoonoses (doenças que podem ser transmitidas
muitas vezes gerenciável; considerar os aspectos genéticos PONTOS-CHAVE Zoonoses (doenças que podem ser transmitidas
muitas vezes gerenciável; considerar os aspectos genéticos PONTOS-CHAVE Zoonoses (doenças que podem ser transmitidas

PONTOS-CHAVE

gerenciável; considerar os aspectos genéticos PONTOS-CHAVE Zoonoses (doenças que podem ser transmitidas dos animais

Zoonoses (doenças que podem ser transmitidas dos animais para as pessoas) podem ser causas de aborto ou gravidez perda de gatos; discutir o potencial de uma zoonose que causa aborto do seu gato ou a perda da gravidez com o veterinário do seu animal de estimação Manter registros cuidadosos de desempenho reprodutivo de cada rainha e para o gatil Estabelecer vigilância da doença e medidas de controle; pode exigir mudanças significativas na gestão de gatil e da pecuária seleção Para criar gatos-considerar os riscos e possíveis efeitos colaterais associados com o não-cirúrgicos soluções, principalmente com infecciosa ou genética causas de perda de gravidez Infertilidade-pode resultar, apesar do tratamento bem sucedido, pode ser secundária a condições pré-existente de perda da gravidez Rostaglandin P-tratamento considerar os riscos e possíveis efeitos colaterais Spay ou ovariohisterectomia-indicado para a doença primária do útero para rainhas sem valor genético

Spay ou ovariohisterectomia-indicado para a doença primária do útero para rainhas sem valor genético Página 3
Spay ou ovariohisterectomia-indicado para a doença primária do útero para rainhas sem valor genético Página 3
Spay ou ovariohisterectomia-indicado para a doença primária do útero para rainhas sem valor genético Página 3

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ANAL SAC / ADENOCARCINOMA perianal

(Câncer que envolve as SAC ANAL OU ÁREA ao redor do ânus)

BASICS

VISÃO GERAL Tumor cancerígeno raro (neoplasia maligna) que se desenvolveu a partir de glândulas do saco anal Localmente espalhando câncer (invasiva) Alta taxa de disseminação para outras áreas do corpo (metástases), muitas vezes para os linfonodos sob a coluna lombar (linfonodos sublombar) Freqüentemente associada com altos níveis sanguíneos de cálcio (hipercalcemia)

com altos níveis sanguíneos de cálcio (hipercalcemia) ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Cães mais

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Cães mais velhos; extremamente raro em gatos As fêmeas tiveram maiores taxas de adenocarcinoma do saco / perianal anal é alguns estudos Nenhuma raça foi provado ter maior probabilidade de desenvolver saco anal / perianal adenocarcinomaENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Massa associada com saco anal, esforço para defecar, e / ou prisão de ventre Pode ter falta de apetite (anorexia), sede excessiva (polidipsia), micção excessiva (poliúria), e lentidão (letargia) Massa associado com saco anal pode ser bastante pequena, apesar doença metastática maciça

ser bastante pequena, apesar doença metastática maciça CAUSAS Uma causa hormonal se a hipótese TRATAMENTO

CAUSAS Uma causa hormonal se a hipótese

maciça CAUSAS Uma causa hormonal se a hipótese TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE A A A cirurgia

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

A A A
A
A
A

cirurgia é o tratamento de escolha para o tumor primário

remoção cirúrgica das primárias do tumor e linfonodos alargada pode prolongar a sobrevivência

radiação pode ser útil, mas os efeitos colaterais agudos e crônicos da radiação pode ser moderada a grave

Consulte um médico oncologista veterinário para recomendações atuais Monitorar os níveis de cálcio no sangue e gerenciar níveis elevados (hipercalcemia), se houver

DIETA Dieta normal ou como recomendado pelo veterinário do seu animal de estimação

recomendado pelo veterinário do seu animal de estimação CIRURGIA A P A remoção cirúrgica (ressecção) do

CIRURGIA

A P A
A
P
A

remoção cirúrgica (ressecção) do tumor

remoção cirúrgica artial para diminuir o tamanho (debulking) do tumor nos casos em que o tumor não pode ser totalmente removidos

remoção cirúrgica ou diminuição do tamanho dos gânglios linfáticos com evidência de metástases

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído. Relatórios limitado de respostas parciais para contendo platina compostos quimioterapêuticos em cães-cisplatina, carboplatina

P
P

papel OSSÍVEIS do melfalan após cirurgia redutora

Os cuidados de acompanhamento

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Remoção cirúrgica completa exame físico tumor, radiografias de tórax, ultra-sonografia abdominal, sangue e trabalho (soro testes bioquímicos) como previsto pelo veterinário do seu animal de estimação

artial cirúrgica do tumor do tamanho do tumor retirada do monitor e os níveis sanguíneos de cálcio nos rins e testes de sangue (exame de urina de trabalho)como previsto pelo veterinário do seu animal de estimação CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Rognosis P

nos rins e testes de sangue (exame de urina de trabalho) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Rognosis P guardado para pobres

A cirurgia muitas vezes reduz a gravidade dos sinais (conhecido como "paliativo" tratamento), mas não é curativa

Pode ver tanto a progressão local do tumor e metástases ocorrendo Crescimento do tumor pode ser lento e debulking linfonodo-doença metastática pode prolongar significativamente a sobrevivência

P RESENÇA de níveis sanguíneos elevados de cálcio e metástase foram fatores de mau prognóstico em um estudo

Tempo médio de sobrevivência (o tempo entre o diagnóstico e morte) varia de cerca de 8 a 19 meses, dependendo do estado clínico individual Em última análise, os cães sucumbir a complicações relacionadas com altos níveis de cálcio no sangue ou dos efeitos do tumor primário ou metástases

PONTOS-CHAVE

A
A

Tumor cancerígeno raro (neoplasia maligna) que se desenvolveu a partir de glândulas do saco anal Alta taxa de disseminação para outras áreas do corpo (metástase) Freqüentemente associada com altos níveis sanguíneos de cálcio (hipercalcemia)

remoção cirúrgica das primárias do tumor e linfonodos alargada pode prolongar a sobrevivência

Rognosis P guardado para pobres

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Aborto espontâneo e perda da gravidez EM CÃES

BASICS

VISÃO GERAL "Aborto" é a entrega de um ou mais fetos antes é (são) capaz de sobreviver fora do útero

fetos antes é (são) capaz de sobreviver fora do útero "P perda regnancy" é a morte

"P perda regnancy" é a morte do embrião, a reabsorção de fetos adiantados, mumificação (murchamento ou secamento do feto, como um múmia), aborto, natimortos, e os resultados do parto difícil (conhecido como "distócia")

ele "bitch" é uma cadelado parto difícil (conhecido como "distócia") GENÉTICA Nenhuma base genética para a maioria das causas

GENÉTICA Nenhuma base genética para a maioria das causas de aborto Os baixos níveis de hormônio da tireóide devido à infiltração de linfócitos na glândula tireóide, resultando em destruição de tecido tireoidiano (Conhecido como "hipotireoidismo linfocítica"); linfócitos são um tipo de células sanguíneas brancas que se formam nos tecidos linfáticos ao longo o corpo; linfócitos estão envolvidos no processo de traço-single-gene recessivo imune em Borzois

no processo de traço-single-gene recessivo imune em Borzois ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

em Borzois ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães Predileções raça Familiares (roda em

Cães

Predileções raça Familiares (roda em certas famílias ou linhas de animais) baixos níveis de hormônio da tireóide devido à infiltração de linfócitos na tireóide glândula, resultando na destruição de tecido tireoidiano (hipotireoidismo linfocítica) relatou em Borzois prolongada intervalo entre "calor" ou "cio" ciclos, as taxas de concepção pobres, o aborto mid-gravidez ou gestação, natimortos Muitas raças consideradas de risco por familiar (executado em certas famílias ou linhas de animais) baixos níveis de hormônio da tireóide (conhecido como " hipotireoidismo ")

da tireóide (conhecido como " hipotireoidismo ") M ea n Idade um nd Ra ESL Causas
da tireóide (conhecido como " hipotireoidismo ") M ea n Idade um nd Ra ESL Causas

M ea n Idade um nd Ra ESL Causas infecciosas, medicamentos que causam aborto, defeitos fetais, visto em todas as idades Hiperplasia endometrial cística (CEH), uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos puta geralmente é maior do que 6 anos de idade

ou cistos puta geralmente é maior do que 6 anos de idade Predominam Sexo nt Fêmeas

Predominam Sexo nt

é maior do que 6 anos de idade Predominam Sexo nt Fêmeas SINAIS / mudanças observadas

Fêmeas

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Falta de entrega ou filhote no tempo

A entrega de fetos reconhecíveis ou tecidos placentários

Diminuição do volume abdominal, perda de peso Falta de apetite (conhecido como "anorexia") Vômitos, diarréia As alterações comportamentais Alta da vulva que contém sangue ou pus, a "vulva" é a genitália externa das fêmeas

Desaparecimento de fetos documentados anteriormente pelo exame físico (palpação), o exame de ultra-som, ou raios-X Abdominal esforço, desconforto

Depressão

Desidratação

Febre em alguns pacientes

CAUSAS

Doenças Infecciosas Brucella canis-bactérias que causa problemas reprodutivos em fêmeas e machos; doença chamada "brucelose" Herpesvírus canino Toxoplasma gondii um, Neospora caninum Mycoplasm um e Ureaplasm um Diversos E-bactérias. coli, Streptococcus, Cam pylobacter, Salm Onella Vírus da cinomose canina-Diversos vírus, parvovírus

Uterino Hiperplasia endometrial cística (CEH, uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos) e inflamação com acúmulo de pus no útero (conhecido como "piometra")

de pus no útero (conhecido como "piometra") T T Rauma umors ou câncer Os medicamentos que
T T
T
T

Rauma

umors ou câncer

Os medicamentos que são tóxicos para o embrião em desenvolvimento

Agentes quimioterápicos

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Estrógenos Esteróides-alta dosagens Ova ria n

Estrógenos

Esteróides-alta dosagens

Ova ria n

rostaglandins-substâncias que têm muitos efeitos sobre o trato reprodutivo feminino, uma das quais é a quebra da corpora "Estrógenos Esteróides-alta dosagens Ova ria n luteum "ou" corpo amarelo "que se desenvolve no

luteum "ou" corpo amarelo "que se desenvolve no local da ovulação no ovário e produz o hormônio feminino, a progesterona, que apóia e mantém a gravidez; avaria ou lise do corpo lúteo corpora diminui os níveis de progesterona e rompe suporte de gravidez Dopamina agonistas de medicamentos que imitam a dopamina (um sistema nervoso "mensageiro") que leva a uma diminuição do hormônio, prolactina, e à lise do "de corpos lúteos" ou "corpo amarelo" por meio de supressão de prolactina; drogas incluem a bromocriptina e cabergolina Secreção insuficiente de progesterona pelo "luteum corpora" ou "corpo amarelo" durante a gravidez, levando a perda da gravidez (conhecido como "hypoluteoidism" função)-anormal do luteum corpora na ausência de doença fetal, útero, ou placentária: progesterona As concentrações menos de 1 a 2 ng / ml

progesterona As concentrações menos de 1 a 2 ng / ml Hormona l Disfunção Os baixos
progesterona As concentrações menos de 1 a 2 ng / ml Hormona l Disfunção Os baixos

Hormona l Disfunção Os baixos níveis de hormônio da tireóide (hipotireoidismo) Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (conhecido como "hiperadrenocorticismo" ou "doença de Cushing") Fatores ambientais hormonal ou endócrino-perturbar contaminantes têm sido documentadas em pessoas e animais selvagens com perda fetal

documentadas em pessoas e animais selvagens com perda fetal Feta l Defeitos Lethal anormalidade genética ou

Feta l Defeitos Lethal anormalidade genética ou cromossômica Letais defeitos de órgãos

genética ou cromossômica Letais defeitos de órgãos FATORES DE RISCO Exposição da puta bando de animais

FATORES DE RISCO Exposição da puta bando de animais portadores de doença

Exposição da puta bando de animais portadores de doença Velhice Fatores genéticos TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE

Velhice

Fatores genéticos

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

A
A

maioria das cadelas deve ser confinado e isolado diagnóstico pendente

Internação de pacientes infecciosas preferidos Brucella canis, altamente infectante para cães; bactérias derramado em grande número durante o aborto; casos suspeitos devem ser isolados Gestão na área médica ambulatorial pacientes estáveis com causas não infecciosas de perda de gravidez, distúrbios hormonais, ou doença do revestimento do útero (conhecido como "doença endometrial") P-aborto pode artial tentar salvar os fetos remanescentes vivos; administrar antibióticos se um componente de bactérias é identificado Desidratação de uso fluidos de reposição, suplementadas com eletrólitos se os desequilíbrios são identificados por soro exames bioquímicos de sangue

são identificados por soro exames bioquímicos de sangue ATIVIDADE P resto aborto gaiola artial DIETA Não

ATIVIDADE

P
P

resto aborto gaiola artial

DIETA Não há considerações dietéticas especiais para casos simples

há considerações dietéticas especiais para casos simples CIRURGIA Spay ou ovariohisterectomia-preferido para

CIRURGIA Spay ou ovariohisterectomia-preferido para pacientes estáveis, sem valor genético

para pacientes estáveis, sem valor genético MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. P rostaglandin (P GF2 α -Lutalyse ®)-estimula e evacua

P rostaglandin (P GF2 α-Lutalyse ®)-estimula e evacua no útero, também podem considerar Estrumate ® (cloprostenol) não-aprovado para uso em cães; discutir os riscos e benefícios do tratamento com o veterinário do seu cão Antibióticos para doença bacteriana, inicialmente instituto antibiótico de largo espectro; antibiótico específico depende da cultura bacteriana e teste de sensibilidade do tecido vaginal ou exame pós-morte do feto (es)

do tecido vaginal ou exame pós-morte do feto (es) P rogesterone (Regu-Mate ®) ou progesterona em
P
P

rogesterone (Regu-Mate ®) ou progesterona em óleo de casos documentados de secreção insuficiente de progesterona (hormônio feminino

necessária para suportar a gravidez) pelo "de corpos lúteos" ou "corpo amarelo" (hypoluteodism) só Oxitocina (hormona que estimula as contrações uterinas)-uterina para a evacuação; mais eficaz nas primeiras 24 a 48 horas após aborto

as contrações uterinas)-uterina para a evacuação; mais eficaz nas primeiras 24 a 48 horas após aborto

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

P
P

artial aborto-monitor fetos restantes com exame ultra-som para determinar se eles estão continuando a viver e se desenvolver;

monitor de saúde geral (sistêmica) da puta para o resto da gravidez Vulvares descargas, verificar diariamente; para diminuir o odor, quantidade, e componente inflamatório; de consistência (mucóide aumentar conteúdo é bom prognóstico) Rostaglandin P (P GF2 α)-continuou durante 5 dias, ou até que a maior parte da descarga cessa (normalmente 3 a 15 dias) Brucella canis-monitor após castração e antibioticoterapia; exame sorológico anual para identificar reaparecimento de bactérias (extremamente difícil de eliminar a infecção com êxito, mesmo se combinada com castração ou ovariohisterectomia) Os baixos níveis de hormônio da tireóide (hipotireoidismo) de tratar de forma adequada; spaying recomendada (possível natureza genética da hipotiroidismo devem ser considerados)

natureza genética da hipotiroidismo devem ser considerados) Prevenções e evasão Brucelose doença (causada por
natureza genética da hipotiroidismo devem ser considerados) Prevenções e evasão Brucelose doença (causada por
natureza genética da hipotiroidismo devem ser considerados) Prevenções e evasão Brucelose doença (causada por

Prevenções e evasão Brucelose doença (causada por Brucella canis) e outros agentes infecciosos de vigilância de programas para prevenir a introdução de canil Spay ou ovariohisterectomia para cadelas sem valor genético

Spay ou ovariohisterectomia para cadelas sem valor genético POSSÍVEIS COM complicações Inflamação não tratado com

POSSÍVEIS COM complicações Inflamação não tratado com a acumulação de pus no útero (piometra)-generalizada doença causada pela propagação de bactérias na sangue (conhecido como "septicemia" ou "envenenamento do sangue"), a presença de venenos ou toxinas no sangue (conhecido como "toxemia"), a morte Brucelose doença (causada por Brucella canis)-infecção e inflamação em outros órgãos do corpo, tais como as vértebras (Diskospondylitis) e olho (uveíte, endoftalmite recorrente)

(Diskospondylitis) e olho (uveíte, endoftalmite recorrente) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO A inflamação com a
(Diskospondylitis) e olho (uveíte, endoftalmite recorrente) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO A inflamação com a

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO

A
A

inflamação com a acumulação de pus no útero (piometra) recorrência de taxa durante o ciclo subsequente é elevada (até 70%), a menos

gravidez é estabelecida Hiperplasia endometrial cística (CEH, uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos) recuperação da fertilidade improvável; e inflamação com acúmulo de pus no útero (piometra) é uma complicação comum Hormonal disfunção, muitas vezes gerenciável; familiares (roda em certas famílias ou linhas de animais) aspectos devem ser considerados Brucelose doença (causada por Brucella canis) guardado prognóstico; extremamente difícil de eliminar a infecção com sucesso, mesmo se combinado com castração ou ovariohisterectomia

mesmo se combinado com castração ou ovariohisterectomia PONTOS-CHAVE Se a brucelose doença (causada por Brucella
mesmo se combinado com castração ou ovariohisterectomia PONTOS-CHAVE Se a brucelose doença (causada por Brucella

PONTOS-CHAVE

com castração ou ovariohisterectomia PONTOS-CHAVE Se a brucelose doença (causada por Brucella canis) é

Se a brucelose doença (causada por Brucella canis) é confirmado como sendo a causa de perda de gravidez, a eutanásia é recomendado devido à falta de sucesso do tratamento e impedir a propagação da infecção; pode tentar spay ou ovariohisterectomia e longo prazo com antibióticos monitoramento de longo prazo Se a brucelose doença (causada por Brucella canis) é confirmada como a causa da perda da gravidez, um programa de vigilância para canil situações devem ser desenvolvidos e implementados Se a brucelose doença (causada por Brucella canis) é confirmada como a causa de perda de gravidez, potencial zoonótico deve ser considerada, uma "Zoonose" é uma doença que pode ser transmitida de animais para pessoas

uma doença que pode ser transmitida de animais para pessoas P rimary uterina doença spay ou
uma doença que pode ser transmitida de animais para pessoas P rimary uterina doença spay ou
P
P

rimary uterina doença spay ou ovariohisterectomia é indicado em pacientes sem valor genético; hiperplasia endometrial cística

(CEH, uma condição em que o revestimento do útero engrossa anormalmente e contém sacos cheios de líquido ou cistos) é uma alteração irreversível

de líquido ou cistos) é uma alteração irreversível Perda de infertilidade ou gravidez pode ocorrer em

Perda de infertilidade ou gravidez pode ocorrer em "calor" posteriormente "ou" ciclos estrais, apesar do tratamento imediato sucesso Rostaglandin P-tratamento discutir possíveis efeitos colaterais das prostaglandinas com o veterinário do seu animal de estimação Doenças infecciosas, estabelecer medidas de vigilância e controle

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

AGRESSÃO POR CÃES em relação às pessoas FAMILIARES

BASICS

VISÃO GERAL Agressão (como rosnar, lábio-lifting, latidos, tirando lunging, morder), geralmente voltado para os membros da família ou conhecidos pessoas em situações que envolvem acesso a recursos preferenciais (como alimentos ou brinquedos)

Também referido como "agressão do domínio", "status-relacionado agressão", "agressão conflito", ou "agressividade concorrencial"a recursos preferenciais (como alimentos ou brinquedos) GENÉTICA Viés de raça ou predileções existem e

conflito", ou "agressividade concorrencial" GENÉTICA Viés de raça ou predileções existem e

GENÉTICA Viés de raça ou predileções existem e análises pedigree têm mostrado que ela pode ocorrer mais comumente em cães relacionados Modo de herança é desconhecido

em cães relacionados Modo de herança é desconhecido ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

desconhecido ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cão Raça Bia s ou predileções Spaniels

Cão

Raça Bia s ou predileções Spaniels (Inglês springer e cocker), terriers, Lhasa Apso, e rottweiler, mas podem ser exibidos por qualquer raça

e rottweiler, mas podem ser exibidos por qualquer raça M ea Idade n E Faixa Normalmente

M ea Idade n E Faixa Normalmente manifestada no início da maturidade social (12-36 meses de idade); pode ser visto em cães jovens

(12-36 meses de idade); pode ser visto em cães jovens Predominam Sexo nt Cães machos (castrados

Predominam Sexo nt Cães machos (castrados e inteiros) mais comumente são apresentados com agressividade para com as pessoas conhecidas que são cadelas

para com as pessoas conhecidas que são cadelas SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM A

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM

A
A

agressão, muitas vezes visto em torno de áreas de repouso, alimentos, brinquedos, tratamento (incluindo carícias) e chegando em direção posses favoritas, incluindo

pessoas

A
A

agressão geralmente é direcionado para membros da família ou pessoas que têm um relacionamento estabelecido com o cão

Comportamentos agressivos pode ser visto em outros contextos, incluindo (mas não limitados a) defesa do território, quando os cães são repreendidos ou negado o acesso a itens ou atividades, com outros cães, e para pessoas desconhecidas

A
A

agressão não pode ser visto cada cão é tempo em uma determinada situação e não pode ser dirigido de maneira uniforme para cada pessoa dentro da

casa

dirigido de maneira uniforme para cada pessoa dentro da casa Postura corporal rígida, olhar fixamente, cabeça

Postura corporal rígida, olhar fixamente, cabeça erguida, orelhas para cima e para frente, ou a cauda-se normalmente acompanha o comportamento agressivo; uma combinação destes posturas podem ser vistos com posturas mais submissa (por exemplo, a cauda é para cima, mas as orelhas são dobrados, os olhos afastados), o que pode representar uma elemento de ansiedade, conflito, ou o medo na motivação do cão Cão pode parecer ser "temperamental" e esse comportamento pode ser uma chave para julgar quando o cão é provável que seja agressivo em uma dada situação Dog podem apresentar comportamentos terríveis (como a aversão ao olho, rabo, e evitação) nos primeiros episódios, estes comportamentos podem medo diminuir à medida que o cão se torna mais confiante de que a agressão vai mudar o resultado da situação

de que a agressão vai mudar o resultado da situação A ansiedade pode ser notado em
A
A

ansiedade pode ser notado em pet-proprietário interações e outras situações, como a partida proprietário ou situações novas

Alguns cães controlar seu ambiente usando apenas a agressão porque é eficaz, mas estão ansiosos sobre cada encontro, enquanto outros cães parecem confiantes e seguros Geralmente, o cão não tem quaisquer anormalidades físicas relacionadas com o comportamento agressivo, no entanto, condições médicas, especialmente dolorosas, pode contribuir para a expressão de agressão

dolorosas, pode contribuir para a expressão de agressão CAUSAS Pode ser parte de um normal repertório

CAUSAS Pode ser parte de um normal repertório comportamental sociais canino, mas a sua expressão é influenciada pelo meio ambiente, de aprendizagem, e genética

T
T

ele manifestação da agressão pode ser influenciada por condições médicas subjacentes, experiências iniciais (aprender que a agressão funciona

para controlar situações), inconsistentes ou falta de regras claras e de rotina dentro da casa e dentro de humano-animal de estimação interações Raramente um sinal de uma condição médica, mas contributivo condições médicas deve ser excluída, uma vez que a doença e / ou dor pode influenciar uma tendência para comportamentos agressivos

influenciar uma tendência para comportamentos agressivos FATORES DE RISCO Interacções arrendador inconsistentes ou

FATORES DE RISCO Interacções arrendador inconsistentes ou inapropriada punição e inconsistente pode contribuir para o desenvolvimento de conflito e / ou comportamento agressivo Condições médicas, especialmente dolorosas, podem contribuir para a expressão da agressão; extremo cuidado deve ser tomado quando o veterinário examina cães que mostram-agressão incluindo o uso de focinhos ou outros dispositivos de retenção humanas

examina cães que mostram-agressão incluindo o uso de focinhos ou outros dispositivos de retenção humanas Página
examina cães que mostram-agressão incluindo o uso de focinhos ou outros dispositivos de retenção humanas Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Ambulatório modificação de comportamento e de gestão, possivelmente médica Evite situações que possam evocar a agressão, identificar situações específicas para evitar-não permitir que o cão na mobília, não dar guloseimas ou brinquedos valiosos (como couro cru); pegar os brinquedos e brincadeiras e controle de atividade; limite o contato físico com o cão, incluindo petting Não fisicamente punir ou repreender o cão T cada o cão confortavelmente e com segurança usar uma cabeçada cabeça (como uma Gentle Leader ®) e / ou focinho cesta; ter o cão usar o halter cabeça com uma trela pé leve 8-10 ligado sempre em contato com pessoas Use uma coleira longa para mover o cão de situações que podem provocar a agressão, não chegar para o cão diretamente Modificação do comportamento de uso não-confronto métodos para ensinar o cão a ver as pessoas como líderes, use recompensa baseada em treinamento técnicas para ensinar o cão a obedecer comandos de pessoas sem o cão enfrentando conflitos ou tornar-se agressivo Afeto-controle fazer o cão seguir um comando antes de começar qualquer coisa que ele deseja de pessoas (também conhecido como "Nada na vida é livre "ou" Aprenda a ganhar "), por exemplo, o cão deve sentar ou deitar antes de alimentar, acariciar, jogar ou ir para uma caminhada Para o período inicial de 2-3 semanas, os proprietários devem dar a atenção do cão apenas durante breve, estruturada (por exemplo, comando-resposta-recompensa) períodos, em outros momentos, eles devem ignorar o cão, especialmente se ele está solicitando atenção Reforço comandando usando Contador positivo (como comida, brinquedos, brincar, acariciar) para ensinar comportamentos que são contrários aos que resultaram em agressões no passado, por exemplo, ensinar um comando "off" para passar ao largo de móveis ou "deixar cair" comando para liberação de brinquedos Dessensibilização e counterconditioning técnica utilizada para diminuir a capacidade de resposta a situações que resultaram e m agressões no passado (cão pode precisar de ser amordaçados para a segurança), não deve começar até que o proprietário tenha assumido um maior nível de controle sobre o cão através do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento

do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a
do controle de carinho e recompensa baseada em treinamento ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a

ATIVIDADE Actividade física adequada pode ajudar a diminuir a incidência de agressão

adequada pode ajudar a diminuir a incidência de agressão DIETA Baixa proteína / alta dietas triptofano

DIETA Baixa proteína / alta dietas triptofano podem ajudar a reduzir a agressão, mas é improvável que fazer uma diferença significativa sem comportamento modificação

uma diferença significativa sem comportamento modificação CIRURGIA Homens neutros intactas As mulheres que começam a

CIRURGIA Homens neutros intactas As mulheres que começam a mostrar agressão do domínio em menos de 6 meses de idade pode ser menos agressivo quando madura se não esterilizados

pode ser menos agressivo quando madura se não esterilizados MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. Sem medicamentos são aprovados pela FDA para o tratamento

Sem medicamentos são aprovados pela FDA para o tratamento da agressão canina Os proprietários devem estar cientes de que o uso de um medicamento é off-label e de ser informado dos potenciais riscos e efeitos colaterais Assinaram o consentimento informado estão prudente Antes de prescrever medicação certifique-se que os proprietários entendam os riscos envolvidos em possuir um cão agressivo e seguirá segurança procedimentos e não dependem de medicamentos para manter os outros em segurança Nunca utilize medicamentos sem a modificação do comportamento A medicação não pode ser apropriada em algumas situações familiares, tais como aqueles com crianças pequenas, membros da família com deficiência, ou indivíduos imunocomprometidos, que são incapazes de desenvolver uma resposta imune normal As drogas que têm sido utilizados no tratamento de agressão canina incluem selectivos recaptação da serotonina (SSRIs), tais como a fluoxetina, paroxetina, sertralina, T ricyclic antidepressivos (T AC), tais como a clomipramina, e progestinas, tais como DEPOP Rovera

como a clomipramina, e progestinas, tais como DEPOP Rovera Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE
como a clomipramina, e progestinas, tais como DEPOP Rovera Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Proprietários muitas vezes precisam de assistência contínua com casos de comportamento, especialmente agressão Pelo menos uma chamada de seguimento dentro das primeiras semanas 1-3 depois da consulta é aconselhável, provisões para outro seguimento, quer por

das primeiras semanas 1-3 depois da consulta é aconselhável, provisões para outro seguimento, quer por Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

telefone ou pessoalmente deve ser feita na época

Prevenções e evasão

Continuação de evitar situações que levam à agressão (conhecido como "agressão gatilhos") podem ser necessáriospessoalmente deve ser feita na época Prevenções e evasão POSSÍVEIS COM complicações Lesões Humanos; entrega de

POSSÍVEIS COM complicações

Lesões Humanos; entrega de cão para controle de animais ou abrigo de animais, eutanásia do cãopodem ser necessários POSSÍVEIS COM complicações CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Não existe cura,

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Não existe cura, prognóstico para a melhoria é melhor se a agressão é de baixa intensidade e em relativamente poucas situações previsíveis; prognóstico é altamente dependente conformidade proprietário Recomendações RATAMENTO T são ao longo da vida Os proprietários podem ver recorrência de agressão com lapsos de tratamento

podem ver recorrência de agressão com lapsos de tratamento PONTOS-CHAVE tratamento com sucesso, tal como medido
podem ver recorrência de agressão com lapsos de tratamento PONTOS-CHAVE tratamento com sucesso, tal como medido

PONTOS-CHAVE

tratamento com sucesso, tal como medido por uma diminuição na incidentes agressivos, depende da compreensão do proprietário do social básica caninode agressão com lapsos de tratamento PONTOS-CHAVE comportamento, os riscos envolvidos na convivência com um

comportamento, os riscos envolvidos na convivência com um cão agressivo, e como implementar as recomendações de segurança e gestão

É
É

Lesões P reventing humanos deve ser a primeira preocupação Ratamento T é destinado a controlar o problema, não a realização de uma "cura" Os proprietários devem estar cientes de que a única forma de prevenir futuras lesões é eutanásia

muito importante que os proprietários são informados sobre os riscos do uso de castigo físico e técnicas de treinamento que dependem de

proprietários de aprendizagem para "dominar" os seus cães, a utilização indevida de castigos físicos e técnicas de dominação que vão desde correções com correntes de estrangulamento para os chamados "rolos alfa" para a criação de situações para provocar e, em seguida, a agressão correta pode levar a lesões corporais,

aumento da agressão, um aumento da ansiedade subjacente e uma interrupção da ligação de humano e animal

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

RESCISÃO ABORTO, DA GRAVIDEZ EM CÃES

BASICS

VISÃO GERAL Terminação médico ou cirúrgico intencional de uma gravidez indesejada, em um cão; pode ser conseguido pelo uso de drogas que evitam fertilização do óvulo ou impedir a implantação do embrião no útero ou usando drogas ou cirurgia para interromper uma estabelecida gravidez

ou cirurgia para interromper uma estabelecida gravidez ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

gravidez ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães Predileções raça Gravidez indesejada em qualquer

Cães

Predileções raça Gravidez indesejada em qualquer raça

Predileções raça Gravidez indesejada em qualquer raça Predominam Sexo nt Feminino SINAIS / mudanças observadas na

Predominam Sexo nt

Gravidez indesejada em qualquer raça Predominam Sexo nt Feminino SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM

Feminino

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Dependem do estágio da gravidez (gestação) Podem não ter sinais visíveis de gravidez Descarga de fluido ou feto em desenvolvimento (es) de canal genital feminino (vagina)

em desenvolvimento (es) de canal genital feminino (vagina) CAUSAS Medicamente parar o desenvolvimento do "corpus

CAUSAS Medicamente parar o desenvolvimento do "corpus luteum" ou "corpo amarelo" no ovário que produz o hormônio feminino progesterona, que suporta e mantém a gravidez Inibindo a produção de progesterona, o hormônio feminino que suporta a gravidez Usando uma droga para bloquear os efeitos da progesterona, a hormona feminina que suporta a gravidez

da progesterona, a hormona feminina que suporta a gravidez FATORES DE RISCO Fármacos utilizados para encerrar
da progesterona, a hormona feminina que suporta a gravidez FATORES DE RISCO Fármacos utilizados para encerrar

FATORES DE RISCO Fármacos utilizados para encerrar uma gravidez pode ter efeitos colaterais indesejáveis

O
O

tratamento médico pode necessitar de uma grande quantidade de tempo e esforço

Riscos da anestesia e cirurgia se ovariohisterectomia (remoção cirúrgica dos ovários e do útero, também conhecido como "castração") é realizada

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Atendimento hospitalar é preferível a permitir um acompanhamento do paciente, o paciente deve ser monitorado durante pelo menos 1 hora antes descarregar se o proprietário pretender levar o paciente para casa Muitos cães acidentalmente acasaladas não engravidar, portanto, o tratamento pode não ser necessário Determinar o estado de gravidez nos primeiros estágios é difícil porque a confirmação ecográfica da gravidez não é possível até 4-5 semanas após o acasalamento

não é possível até 4-5 semanas após o acasalamento O tratamento médico é feito geralmente no
não é possível até 4-5 semanas após o acasalamento O tratamento médico é feito geralmente no
O
O

tratamento médico é feito geralmente no início da gravidez, o tratamento mais tarde pode levar a mais alta possível e visualmente detectado

passagem dos fetos

ATIVIDADE Não há necessidade de alterar a atividade do paciente após o tratamento médico Atividade e exercício é restrito por vários dias após a cirurgia se ovariohisterectomia (castração) é realizada

a cirurgia se ovariohisterectomia (castração) é realizada DIETA Atraso alimentações durante pelo menos 1-2 horas

DIETA Atraso alimentações durante pelo menos 1-2 horas após os tratamentos médicos, reduz as náuseas e vómitos Siga as instruções de alimentação antes e depois da cirurgia se ovariohisterectomia (castração) é realizada

cirurgia se ovariohisterectomia (castração) é realizada CIRURGIA Se o acasalamento não é uma consideração,

CIRURGIA Se o acasalamento não é uma consideração, ovariohisterectomia (castração) pode ser a melhor alternativa de tratamento

não é uma consideração, ovariohisterectomia (castração) pode ser a melhor alternativa de tratamento Página 12

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído. Rostaglandin P F2 α ou P GF2α (Lutalyse)-provoca ruptura do corpo lúteo e faz com que a dilatação cervical e contrações uterinas Bromocriptina Mesilato (Parlodel)-provoca aborto e inibe hormônio, a prolactina, que estimula a produção de leite Cabergolina (Dostinex) - inibe a hormona prolactina, que estimula a produção de leite Rostaglandin P F2 α ou P GF2α combinado com bromocriptina ou cabergolina Dexametasona modo de ação não é conhecido Mifepristone (bloqueia os efeitos da progesterona) e epostane (impede a produção de progesterona) são potencialmente úteis; não atualmente disponíveis para veterinários na América do Norte

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Exame de útero com ultra-som para confirmar o esvaziamento do conteúdo uterinoOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Prevenções e evasão A esterilização cirúrgica

Prevenções e evasão A esterilização cirúrgica (ovariohisterectomia ou spay) para os cães não destinados à reprodução Confinar cães A esterilização cirúrgica (ovariohisterectomia ou spay) para os cães não destinados à reprodução Confinar cães destinados a reprodução durante o ciclo de calor, andar na coleira, e observar com cuidado para evitar criação acidental

POSSÍVEIS COM complicações O tratamento médico pode encurtar o tempo até que o ciclo de calor próximo Os compostos de estrogénio não deve ser utilizado como um tratamento para causar aborto Problemas de sangramento, infecção, e incisão pode ocorrer ovariohisterectomia seguinte ou spayPOSSÍVEIS COM complicações

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Fertilidade pode ser preservada com o tratamento médico Ovariohisterectomia (castração) irá eliminar ciclos de calor e fertilidade

(castração) irá eliminar ciclos de calor e fertilidade PONTOS-CHAVE Se o acasalamento não é uma consideração,

PONTOS-CHAVE

Se o acasalamento não é uma consideração, ovariohisterectomia (castração) pode ser a melhor alternativa Discuta todas as opções de tratamento com o veterinário, e chegar a um plano de tratamento mutuamente aceitávelo tratamento médico Ovariohisterectomia (castração) irá eliminar ciclos de calor e fertilidade PONTOS-CHAVE Página 13

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

AGRESSÃO EM GATOS: PANORAMA

BASICS

VISÃO GERAL A agressão pode ser um comportamento adequado que permite que o gato para se proteger (conhecido como um "comportamento adaptativo") e seus recursos (Tais como alimentos) Medicina comportamental preocupado com o reconhecimento de quando o comportamento agressivo é anormal ou inadequado (conhecido como "maladaptive comportamento ") Numerosos tipos de agressão foram identificados em gatos, incluindo o seguinte:

foram identificados em gatos, incluindo o seguinte: 1. Agressão devido à falta de socialização o Sem
foram identificados em gatos, incluindo o seguinte: 1. Agressão devido à falta de socialização o Sem
foram identificados em gatos, incluindo o seguinte: 1. Agressão devido à falta de socialização o Sem

1. Agressão devido à falta de socialização o Sem contato humano antes dos 3 meses de idade gato perde período sensível importante para o desenvolvimento normal aproximar as respostas para as pessoas, se não tratadas até 14 semanas de idade, geralmente é medroso e agressivo com as pessoas, se tratado para apenas 5 min / dia até 7 semanas de idade, ele interage com as pessoas, abordagens objetos inanimados, e joga com brinquedos. o A falta de interação social com outros gatos, pode resultar em falta de resposta curiosa normal para outros gatos o Gatos T stas não são geralmente normais, animais fofinhos, eles podem, eventualmente, prender a uma pessoa ou um pequeno grupo de

pessoas; se forçado a uma situação envolvendo contenção, confinamento, ou contato íntimo, eles podem se tornar extremamente agressivo

2. P leigos agressão o Desmamados precocemente e mão-criado por seres humanos de gato nunca pode aprender a moderar as suas respostas de jogo, se não ensinada como uma gatinho para modular as respostas, não pode aprender a embainhar garras ou inibir a mordida; gatos alimentados a biberão pode ser mais

representado

3. Temendo agressões ou induzida pelo medo o Temendo-gato pode assobiar, cuspir, arco de volta, e de cabelo pode levantar vôo se não é possível; combinações de ofensiva

e posturas defensivas e abertas e encobertas comportamentos agressivos são geralmente envolvidos

o Vôo quase sempre um componente de agressão terrível se o gato pode escapar o P ursued-se gato, encurralado irá parar, tirar a cabeça na, crouch, rosnar, rolar sobre a sua volta quando se aproximou (não submisso mas abertamente defensiva), ea pata na approacher; se busca é continuada, o gato vai atacar, então segure o approacher com as patas dianteiras, enquanto chutando com os pés nas costas e mordendo o Se ameaçado, gato vai se defender, qualquer gato pode tornar-se terrivelmente agressiva

4. P agressão ain o P ain pode causar agressão; com o tratamento doloroso prolongado, gato pode exibir agressão com medo

5. Cat-de-gato agressão (Intercat) o Agressão gato macho gato-to-masculino associado com o acasalamento ou estatuto hierárquico dentro do grupo social; acasalamento também pode envolver questões de hierarquia social o Vencimento em múltiplos pacíficos gato-famílias, podem ocorrer problemas, independentemente do sexo no domicílio, quando um gato atinge a maturidade social (2-4 anos de idade)

6. Agressividade materna o Pode ocorrer durante o período em torno do nascimento de gatinhos (conhecido como o "período peri-parto")

o P rotecção-rainhas podem proteger locais de nidificação e gatinhos, ameaçando com distâncias longas abordagem, ao invés de ataque, geralmente voltada para pessoas desconhecidas; pode ser inadequadamente direcionada para pessoas conhecidas, como gatinhos amadurecer, agressão resolve o Desconhece-se se os gatinhos aprendem o comportamento agressivo de uma mãe agressiva

7. P comportamento redatory o Ocorre em diferentes circunstâncias comportamentais

o Comportamento predatório normal se desenvolve em 5-7 semanas de idade; gatinho pode ser um caçador hábil por 14 semanas de idade; comumente apresentado com ratazanas, ratos de campo casa, e os pássaros em alimentadores; pode ser aprendido com a mãe, mais comum em gatos que têm de cuidar de si mesmas, se bem alimentados, gato pode matar a presa sem alimentação sobre ele o Agressão stealth, silêncio, atenção exacerbada, postura corporal associada à caça (slinking cabeça, redução, a cauda se contorcendo, e atacar posturas), lunging ou pulando a presa, exibindo movimento brusco depois de uma período de silêncio o Em free-ranging grupos de gatos, quando entra um novo macho, ele pode matar gatinhos para incentivar a rainha a entrar em calor (Estro) o Inadequados distinções de contexto sobre-presa potencialmente perigoso se "presa" é um pé, mão, ou infantil; gatos expositoras pré-Pounce comportamentos nesses contextos estão em risco de apresentar comportamento predatório inadequado

8. Agressão erritorial T o Pode ser exibido para outros gatos, cães, ou as pessoas e, devido à natureza transitiva de hierarquias sociais, um gato agressivo

a um companheiro de casa pode não ser para outro se o seu território não é contestada

o T urf pode ser delineada por patrulha fricção, queixo, pulverização, pulverização ou não-marcação; ameaças e / ou lutas pode ocorrer

Se um criminoso percebida entra na área, se a luta envolve hierarquia social, o desafiante pode ser procurado

e atacou depois de o território é invadido

o Pode ser difícil de tratar, principalmente se o gato está marcando seu território, os problemas de marcação sugerem uma possível

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

subjacente agressão

9. Agressão redirecionada o Difícil de reconhecer e pode ser relatado como incidental para uma outra forma de agressão o Ocorre quando um padrão de comportamento agressivo apropriado para um estado motivacional específico é redirecionado para um acessível alvo, porque o alvo principal não estiver disponível (por exemplo, o gato vê um pássaro fora da janela e está demonstrando comportamento predatório; pessoa anda para trás ea do gato ataca a pessoa, possivelmente morder a pessoa); gato pode permanecer reactiva durante algum tempo depois de ser impedido de uma interacção agressivo o Muitas vezes precipitados por um outro comportamento inadequado ou evento; importante tratar esse comportamento como bem

10. Afirmação ou estado relacionado com a agressão o Se não provocado, ocorre mais freqüentemente quando o gato está sendo acariciado, uma necessidade de controlar todas as interações com os seres humanos e quando a atenção começa e cessa; gato pode morder e sair ou pode tomar a mão nos dentes mas não morde o Pode ser acompanhada de agressão territorial verdade onde áreas específicas são patrulhadas o Pode ser melhor chamado de agressão impulso controle / descontrole o Síndrome exata não é bem definida ou reconhecida

11. Agressão idiopática o Rare; mal compreendida e mal definidos; não provocado, imprevisível, "interruptor" (ligado e desligado) agressão

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Qualquer raça de gato Alguns tipos de agressão aparecem no início da maturidade social (2-4 anos) Os machos podem ser mais propensas a gato para gato-agressão (conhecido como "Intercat" agressão)

gato-agressão (conhecido como "Intercat" agressão) SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM O comportamento

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM

O
O

comportamento agressivo

Os achados do exame P hysical são geralmente secundária à agressão, tais como lesões, lacerações, ou danos aos dentes ou garras

Contínuo-ansiedade diminuído ou aumentado preparação

CAUSAS

A
A

agressão é parte do comportamento felino normal; grandemente influenciado pelo início da história social e exposição de seres humanos e outros animais,

contexto sexual, social, manuseio e muitas outras variáveis

FATORES DE RISCO Abuso de gato pode aprender a agressão como uma estratégia preventiva para se proteger

a agressão como uma estratégia preventiva para se proteger TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE Dessensibilização,

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Dessensibilização, counterconditioning, inundações e habituação-se sutilezas de sistemas sociais e de comunicação são compreendidos

de sistemas sociais e de comunicação são compreendidos MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

Nenhuma droga são aprovados pelo FDA para o tratamento da agressividade em gatos, o seu veterinário irá discutir os riscos e benefícios de médico tratamento

irá discutir os riscos e benefícios de médico tratamento Medicamentos ansiolíticos que aumentam os níveis de

Medicamentos ansiolíticos que aumentam os níveis de serotonina no sistema nervoso central, tais como antidepressivos tricíclicos (T CAS) e inibidores seletivos da recaptação da serotonina (ISRS) Amitriptilina (T CA)

Imipramine

Buspirona, pode fazer alguns gatos mais assertivo, assim pode funcionar bem para a vítima da ansiedade associada à agressão

A clomipramina (T CA)

Fluoxetina ou paroxetina (ISRS)

Buspirona, clomipramina, paroxetina e fluoxetina pode levar 3-5 semanas para ser totalmente eficaz; primeiros efeitos nos gatos são vistos dentro de 1 semana, melhor para ativos, agressões evidentes Nortriptyline-ativo metabólito intermediário de amitriptilina Agressão ansioso e com medo combinado com distúrbios de eliminação (problemas comportamentais que envolvem a micção e / ou defecar) - diazepam ou outro benzodiazepínico, use com cautela, pois os benzodiazepínicos podem piorar agressões inibidas; pode facilitar alguns modificação do comportamento alimentar se trata usado

podem piorar agressões inibidas; pode facilitar alguns modificação do comportamento alimentar se trata usado Página 15

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Exames de sangue (hemograma, bioquímica sérica) e exame de urina deve ser realizada antes do tratamento; semestralmente em id osos pacientes; anuais em pacientes mais jovens, se o tratamento é contínuo; dosagens ajustar de acordoOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Como garantia por sinais clínicos vômitos; desconforto

Como garantia por sinais clínicos vômitos; desconforto gastrointestinal, aumento da freqüência cardíaca (taquicardia), e respiração rápida (taquipnéia)se o tratamento é contínuo; dosagens ajustar de acordo Prevenções e evasão Certifique-se de socialização

Prevenções e evasão Certifique-se de socialização adequada dos gatinhos com humanos e outros gatos

adequada dos gatinhos com humanos e outros gatos Evite provocação do gato Observar sinais de agressão

Evite provocação do gato Observar sinais de agressão (como estalar cauda, orelhas planas, pupilas dilatadas, a cabeça curvada, garras, possivelmente, desembainhada, quietude ou tensão, rosnado baixo) e com segurança interromper o comportamento; deixar gato sozinho e se recusam a interagir até o comportamento apropriado é exibido, se o gato está no colo da pessoa, deixar cair o gato de volta o seu Desencorajar correção física direta; podem intensificar a agressão

correção física direta; podem intensificar a agressão Se possível, os gatos com segurança separadas, manter o

Se possível, os gatos com segurança separadas, manter o agressor ativo em uma área menos favorecida passivamente reforçar o comportamento mais desejável

Lembre-se que um gato demonstrar um comportamento agressivo ou predatória pode morder ou arranhar qualquer pessoa ou outro animal - sempre ter cuidado para garantir que você não se machucar, a melhor abordagem em algumas situações é deixar o gato sozinho numa zona tranquila, até que acalma

POSSÍVEIS COM complicações Lesões Humanos; entrega de gato para controle de animais ou abrigo de animais, eutanásia de gato

controle de animais ou abrigo de animais, eutanásia de gato Se não for tratada, esses transtornos

Se não for tratada, esses transtornos sempre progredir

PONTOS-CHAVE

agressão pode ser um comportamento adequado que permite que o gato para se proteger (conhecido como um "comportamento adaptativo") e seus recursosfor tratada, esses transtornos sempre progredir PONTOS-CHAVE (Tais como alimentos) Medicina comportamental está

(Tais como alimentos) Medicina comportamental está preocupado com o reconhecimento e identificação de anormal ou inadequado o comportamento agressivo

O Se
O
Se

Numerosos tipos de agressão foram identificados em gatos

tratamento precoce com tanto modificação comportamental e intervenção farmacológica é crucial

não for tratada, esses transtornos sempre progredir

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

VISÃO GERAL DE AGRESSÃO EM CÃES

BASICS

VISÃO GERAL Medidas tomadas por um cão dirigido contra uma pessoa ou outro animal, com o resultado de prejudicar, limitando, ou privar essa pessoa ou animal; agressão pode ser ofensiva, defensiva, ou predatória (isto é, o comportamento de caça) Tentativa de agressão não provocada-ofensiva para ganhar algum recurso (como alimentos ou brinquedos) em detrimento de outro; inclui sociais status / dominação, inter-macho (ou seja, entre dois machos), e inter-fêmea agressão (ou seja, entre duas mulheres) Defensive agressão agressão por um "cão vítima" em direção a uma pessoa ou outro animal que é percebido como um instigador ou ameaça; inclui medo motivada, agressão, proteção territorial, irritável (dor associada à frustração ou relacionadas), e materna

(dor associada à frustração ou relacionadas), e materna P redatory-agressão raro, a agressão do cão pode
(dor associada à frustração ou relacionadas), e materna P redatory-agressão raro, a agressão do cão pode
(dor associada à frustração ou relacionadas), e materna P redatory-agressão raro, a agressão do cão pode
P
P

redatory-agressão raro, a agressão do cão pode ser desencadeada por "presa" comportamento da vítima (pessoa ou outro animal), como

como correr ou guinchar

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

ou guinchar ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães Predileções raça P Qualquer raça

Cães

Predileções raça

P
P

Qualquer raça pode mostrar agressão

ele touros, Rottweilers, pastor alemão cães associado com mordidas de cão fatais

M ea n Idade um nd Ra ESL Qualquer cachorro idade ou cão pode mostrar agressão

O
O

estatuto social / dominação relacionados ofensivas agressão de escalada perto o tempo que o cão atinge a maturidade social (1 a 2 anos de idade)

Predominam Sexo nt Qualquer cão pode mostrar agressão sexual Os machos, castrados e não castrados As fêmeas intacta; materna agressão

e não castrados As fêmeas intacta; materna agressão SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Sinais

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Sinais comportamentais incluem estar imóvel (imobilidade), rosnando, rosnando, ou agarrar em ar; aviso agressão ofensiva sinais incluem cabeça, cauda para cima, olhar direto, face-a imobilidade; sinais de alerta incluem agressão defensivas cabeça baixa, cauda para baixo, e corpo retirado

defensivas cabeça baixa, cauda para baixo, e corpo retirado P exame hysical geralmente pouco Dominância relacionada
P
P

exame hysical geralmente pouco

Dominância relacionada a agressão, o medo relacionado com a agressão, agressão ou irritabilidade podem ser evidentes durante o exame Sistema nervoso exame anormalidades pode sugerir um processo de doença (por exemplo, raiva) como a causa da agressão Sinais variar, de acordo com a situação e do tipo de agressão Socia l Sta tus / Domina nce Agressão Voltado para membros da família Cabeça para cima, até a cauda; olhando; postura rígida Riggers T que estimulam a agressão incluem alcançando para animais de estimação, dando um tapinha na cabeça, empurrando fora dos locais para dormir, aproximando-se de alimentos ou roubado objetos Também chamado de "agressão conflito" Inter-ma le (entre dois homens) um nd Inter-fema le (entre dois fema les) Agressão Dirigidas a outros cães, o sexo geralmente mesmo Ferimentos, quando a pessoa interfere com as lutas Cabeça para cima, até a cauda; olhando; postura rígida Fea r-M otiva Agressão ted Dirigido a pessoas ou cães que se aproximam, estar sobre, ou chegar para o cão Certas pessoas próximas podem ser isentos Sem preconceito de gênero Cabeça para baixo, os olhos arregalados; rabo, coluna em "C" curva Territoria Agressão l Direção em relação a estranhos que se aproximam casa, quintal, carro ou Pode ser aumentado de intensidade, se o cão está contido Latidos, agitação; lunging; dentes ostentam Abordagem / de comportamento de fuga é comum; "aproximação / evitação" comportamento consiste em o cão aproximar-se do estranho e, em seguida, movendo para longe do estranho Agressão de protecção Direcionada para proprietário estranho se aproximando Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração) Irritável

Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)
Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)
Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)
Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)
Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)
Agrava com a distância menor entre o estranho eo cão e dono Agressão (Pa em, frustração)

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Restrito ao contexto específico associado com a dor (por

Restrito ao contexto específico associado com a dor (por exemplo, unha injeção, trim) ou conflito associado a ser contido Outras formas de agressão (status social / dominação e agressão induzida pelo medo) devem ser consideradas como causas possíveis de sinais M uma agressão l terna Voltado para pessoas que se aproximam da área de parto ou filhotes Intensidade normalmente relacionada com a idade dos filhotes, a intensidade da agressão é maior do que os filhotes mais jovens

da agressão é maior do que os filhotes mais jovens CAUSAS P arte da faixa normal

CAUSAS

P
P

arte da faixa normal de comportamento do cão; fortemente influenciada pela raça, sexo, socialização precoce, tratamento e temperamento individual

Pode ser causada por uma condição médica-possíveis, mas raras; causas médicas de agressão deve ser considerada em todos os casos

FATORES DE RISCO

P
P

socialização oor a certos tipos de estímulos (como crianças)-cão adulto pode mostrar medo relacionado com a agressão

As condições ambientais podem levar a uma agressão ou pode aumentar o nível de agressão-tal como se associar com outros cães em um embalagem; frustração barreira ou tethering; tratamento cruel e abuso, e rinhas de cães e lutando

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

T ele primeiro princípio de gestão é para evitar acidentes com pessoas

Cães abertamente agressivas nunca são curados, ocasionalmente podem ser gerido com êxito Eutanásia apropriada solução em casos de cães ferozes; pode ser a única solução segura Embarcar o cão até que uma decisão de resultado ou implementação de um plano de gestão de segurança é feito Use as barreiras físicas, para reduzir o risco de danos a pessoas, até que o proprietário obtém tratamento Identificar situações específicas que levaram à agressão no passado, use um plano específico para evitar essas situações Melhorar o controle físico do cão usando barreiras de confiança (como cercas, portões bebê), focinheiras, coleiras e cabrestos cabeça

Calmamente e com segurança remover cão agressivo, provocando situações Evitar a punição e confronto; punição e confronto promover a defesa (medo) respostas e escalar agressão Gestão sucesso combinação de controle ambiental, modificação de comportamento, e medicação

Socia l Sta tus / Domina nce Agressão Ambiental de uso e barreiras de retenção para evitar acidentes com pessoas Dispositivos-treinar o cão a aceitar uma cabeçada focinho e cabeça Modificação de comportamento, passo 1-retirar toda a atenção do cão por 2 semanas; situações lista em que ocorre agressão, a elaboração de um método de evitar cada situação; diariamente, listar todos os incidentes agressivos e circunstâncias para evitar, no futuro, não punir o cão Modificação de comportamento, etapa 2-uso não-confronto meios para estabelecer a liderança do proprietário; ensinar o cão a confiável "senta / estadia" no comando em situações gradualmente mais desafiadores (cão deve obedecer sem causar problemas para o proprietário antes de começar atenção e outros benefícios), não "livre" benefícios (o cão deve "sentar / ficar" antes de comer, sendo acariciado, indo para a caminhada, e qualquer outro atenção, o proprietário inicia todas as interações) Modificação de comportamento, passo 3-obter maior controle, situações que anteriormente suscitaram agressão são introduzidos gradualmente com o cão controlada em um "sentar / ficar" posição (focinho, se necessário) Cirurgia neutros-homens, a menos que a agressão está associada com o ciclo de calor, a castração (ovariohisterectomia) do sexo feminino não va i melhorar comportamento Inter-ma le um nd Inter-fema Agressão le Ambiental de uso barreiras para impedir o contato entre os cães, a menos que eles podem ser bem supervisionado; ordem dominance nota entre cães; se evidente, respeitar as regras de cães (por exemplo, cão dominante é alimentado em primeiro lugar, viaja através de portas primeiro) Dispositivos-treinar o cão a aceitar uma cabeçada cabeça e focinho Uma dieta de proteína reduzida pode ser útil Modificação de comportamento, passo 1-proprietário deve retirar toda a atenção para os cães; ensinar "sentar / ficar" programa (como, por dominância relacionada agressão) Modificação de comportamento, etapa 2-dessensibilizar ou countercondition gradualmente diminuindo a distância entre os cães enquanto eles estão sob controlo coleira; reforçar o comportamento aceitável; "dessensibilização" é a exposição repetida e controlada ao estímulo [neste caso, um outro cão] que geralmente provoca uma resposta agressiva, de tal maneira que o cão não responder com agressão; com repetidos esforços, o objectivo é diminuir a resposta agressiva do cão; "counterconditioning" está a formar o cão para executar um comportamento positivo no lugar do comportamento negativo (neste caso a agressão), por exemplo, o ensino "senta / estadia" e quando realizada, o cão é recompensado e, depois, quando o cão é colocado em uma situação onde ele pode mostrar agressividade, tê-lo "sentar / ficar" Cirurgia neutros-homens; spay (ovariohisterectomia) de fêmeas recomendadas apenas se a agressão está associada com o ciclo de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento)

de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de
de calor (caso contrário não vai melhorar o comportamento) Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de

Fea r-M otiva Agressão ted Ambientais de barreiras e de retenção para evitar acidentes com pessoas Dispositivos de-focinho Uma dieta de proteína reduzida pode ser útil Modificação de comportamento, passo 1-listar todas as situações em que o cão aparece medo ou agressão exposições; evitar situações inicialmente; ensinar os comandos básicos de obediência do cão e reforçar em condições não-temíveis condições (por formação generalizar em muitos locais) Modificação de comportamento, etapa 2-dessensibilizar e countercondition; submeter o cão a condições levemente temerosos com o estímulo (para

2-dessensibilizar e countercondition; submeter o cão a condições levemente temerosos com o estímulo (para Página 18
2-dessensibilizar e countercondition; submeter o cão a condições levemente temerosos com o estímulo (para Página 18

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

exemplo, um estranho) longe; manter o cão atento e comandos de obediência desempenho; gradualmente diminuir a distância do estranho, se o cão medo exposições, o estrangeiro deve retirar e trabalhar deve continuar em um nível mais fácil, então, gradualmente, progredir; dessensibilizar ou countercondition gradualmente diminuindo a distância entre o cão eo estímulo quando o cão está sob controle trela; reforçar o comportamento aceitável; "dessensibilização" é a exposição repetida e controlada ao estímulo que normalmente provoca um agressivo resposta, de tal maneira que o cão não responder com agressão; com repetidos esforços, o objectivo é diminuir agressiva do cão resposta; "counterconditioning" está a formar o cão para executar um comportamento positivo no lugar do comportamento negativo (neste caso agressão), por exemplo, o ensino "senta / estadia" e quando realizada, o cão é recompensado e, depois, quando o cão é colocado em uma situação onde pode mostrar agressividade, tê-lo "sentar / ficar" Cirurgia de esterilização, machos ou fêmeas spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento

spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento Territoria Agressão l Ambientais de barreiras e de

Territoria Agressão l Ambientais de barreiras e de retenção para evitar danos a pessoas, inicialmente, quando os visitantes vêm, isolar o cão para evitar que ele exibindo o comportamento Dispositivos de cabeça cabeçada focinho, Modificação de comportamento, passo 1-ensinar o cão "senta / estadia", primeiro em locais neutros, em seguida, perto da porta e em outros locais de territorial agressão, mais tarde, controlar o cão, enquanto uma pessoa abordagens familiares; recompensar o cão para o comportamento calmo e obediente Modificação de comportamento, etapa 2-introduzir gradualmente estranhos; aumentar a dificuldade que o cão aprende controle; mover os exercícios para a porta, adicione a tocar a campainha da porta e entrar na porta Cirurgia de esterilização, machos ou fêmeas spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento

spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento DIETA Uma dieta rica em proteínas reduzida pode ser
spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento DIETA Uma dieta rica em proteínas reduzida pode ser
spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento DIETA Uma dieta rica em proteínas reduzida pode ser
spaying provavelmente não vai melhorar o comportamento DIETA Uma dieta rica em proteínas reduzida pode ser

DIETA Uma dieta rica em proteínas reduzida pode ser útil no controle de algumas formas de agressão

pode ser útil no controle de algumas formas de agressão MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. Não há medicamentos são aprovados pela Food Federal and

Não há medicamentos são aprovados pela Food Federal and Drug Administration (FDA) para o tratamento da agressão em cães; disc utir o riscos e benefícios do uso de medicamentos com o veterinário do seu animal de estimação

A
A

medicação só deve ser usado em conjunto com um plano de gestão de segurança

Medicamentos que aumentam a serotonina (mensageiro químico do cérebro que afeta o humor e comportamento) podem ser úteis para reduzir ansiedade, excitação, impulsividade e

T
T

ratamento duração: 4 meses a vida

Os medicamentos que têm sido tentadas incluem a amitriptilina, fluoxetina e L-triptofano Clomipramina (Clomicalm ®) tem um aviso no rótulo que ele não é concebido para tratar a agressão, portanto, não deve ser usado para tratar a agressão canina Acetato de megestrol tem sido usado com sucesso com a agressão dominância-relacionadas e inter-macho, no entanto, não têm efeitos secundários que deve ser considerada

não têm efeitos secundários que deve ser considerada Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Semanal para quinzenal contacte-recomendada nas fases iniciais Os clientes precisam de feedback e assistência com os planos de modificação de comportamento e administração de medicamentos

de comportamento e administração de medicamentos Prevenções e evasão Evite situações que levam à

Prevenções e evasão Evite situações que levam à agressão Tenha muito cuidado ao manusear cães agressivos; usar focinheiras e outras restrições para evitar danos a pessoas e outros animais

restrições para evitar danos a pessoas e outros animais POSSÍVEIS COM complicações Danos a pessoas e

POSSÍVEIS COM complicações Danos a pessoas e / ou outros animais

O
O

estatuto social / dominação-agressão pode ser dirigida para os proprietários

Interdog-agressão muitas vezes as pessoas gravemente feridas quando interfere com cães de combate, seja por acidente ou por redirecionado ou irritável agressão, os proprietários não devem chegar para lutas de cães; separar com coleiras

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Os cães agressivos não são curados, alguns podem ser gerido com êxito

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Os cães agressivos não são curados, alguns podem ser gerido com

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

PONTOS-CHAVE

http://www.processtext.com/abcmerge.html PONTOS-CHAVE Os cães agressivos não são curados, alguns podem ser

Os cães agressivos não são curados, alguns podem ser gerido com êxito Sinais comportamentais incluem estar imóvel (imobilidade), rosnando, rosnando, ou agarrar em ar; aviso agressão ofensiva sinais incluem cabeça, cauda para cima, olhar direto, face-a imobilidade; sinais de alerta incluem agressão defensivas cabeça baixa, cauda para baixo, e corpo retirado Evite situações que levam à agressão Tenha muito cuidado ao manusear cães agressivos; usar focinheiras e outras restrições para evitar danos a pessoas e outros animais

manusear cães agressivos; usar focinheiras e outras restrições para evitar danos a pessoas e outros animais

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Queda de cabelo (alopecia) EM GATOS

BASICS

VISÃO GERAL "Alopecia" é o termo médico para a perda de cabelo

A P
A
P

perda de cabelo é um problema comum em gatos

Caracterizada por uma falta completa ou parcial de cabelo em áreas onde ela está presente normalmente

attern de perda de cabelo variadas, ou simétrico

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

ou simétrico ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Gatos M ea n Idade um

Gatos

M ea n Idade um nd Ra ESL

Câncer relacionado com a perda de cabelo (alopecia)-geralmente reconhecidos em gatos velhosdo ANIM AL Espécies Gatos M ea n Idade um nd Ra ESL SINAIS / mudanças

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM

A
A

perda de cabelo; padrão de perda de cabelo varia-pode ser localizada ou generalizada

Própria pele pode parecer normal ou podem ser anormais (tais como vermelhidão; múltiplas colisões, localizar ou crostas, ou perda de camadas superficiais da

a pele [conhecidos como ulceração])

Outros sinais dependem da causa subjacente da perda de cabelosuperficiais da a pele [conhecidos como ulceração]) CAUSAS Sistema nervoso ou desordem distúrbios

CAUSAS Sistema nervoso ou desordem distúrbios obsessivo-compulsivo-comportamental, em que o gato sobre cavalariços, com a perda Sistema nervoso ou desordem distúrbios obsessivo-compulsivo-comportamental, em que o gato sobre cavalariços, com a perda de cabelo resultante Distúrbios hormonais sexo perda de cabelo hormonal (alopecia); níveis excessivos do hormônio da tireóide (conhecido como "hipertireoidismo"), aumento de níveis de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (conhecido como "hiperadrenocorticismo" ou "doença de Cushing"); diabetes mellitus ("açúcar diabetes ")

Imunomediadas doenças de pele, alergias (conhecida como "dermatite alérgica"), condição específica, caracterizada por manchas múltiplas de perda de cabelo (conhecido como "alopecia areata")diabetes mellitus ("açúcar diabetes ") P P sarna demodécica-arasites (conhecido como

P P
P
P

sarna demodécica-arasites (conhecido como "demodicose")

Fungal-infecção micose (conhecido como "dermatofitoses")

hysiologic desordem condição caracterizada por múltiplas áreas de perda de cabelo com a pele avermelhada, escalas (acumulações de superfície da pele

células, como visto na caspa) e sinais de coceira (conhecido como "prurido") com inflamação das glândulas sebáceas, as glândulas que produção de óleos no pêlo (condição conhecida como "adenite sebácea")

Câncer ou câncer relacionado a perda de cabelo Causa desconhecida (por isso chamado de "doença idiopática") Perda de cabelo hereditáriapêlo (condição conhecida como "adenite sebácea") FATORES DE RISCO Leucemia felina infecção pelo vírus

FATORES DE RISCO

Leucemia felina infecção pelo vírus (FeLV) e vírus da imunodeficiência felina (FIV)-infecção para sarna demodécica (demodicose)Perda de cabelo hereditária FATORES DE RISCO TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE Ratamento T é limitado

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Ratamento T é limitado para muitas das doenças que causam perda de cabelo (alopécia) Modificação comportamental ou a utilização de um "T-shirt" no gato pode ajudar a prevenir excesso de auto-higiene

no gato pode ajudar a prevenir excesso de auto-higiene Champô e tratamento aplicado directamente na pele

Champô e tratamento aplicado directamente na pele podem ajudar a problemas secundários, tais como aumento da espessura do exterior, queratinizado camada da pele (conhecida como "hiperqueratose") em adenite sebácea (condição com a perda de cabelo, pele avermelhada, escalas e inflamação

o óleo sebáceo secretor de glândulas); descarga seco na superfície da lesão da pele (conhecido como um "crosta") na sarna demodécica (Demodicose); infecções bacterianas secundárias, e para malodor condições gordurosos

DIETA

remoção de um item em falta na dieta pode aliviar os sinais de alergia alimentar (como perda de cabelo, arranhando a pele)secundárias, e para malodor condições gordurosos DIETA CIRURGIA A biópsia de um tumor ou a pele

CIRURGIA

A
A

biópsia de um tumor ou a pele pode ser indicada no diagnóstico work-up para algumas causas de perda de cabelo (alopécia)

Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (hiperadrenocorticismo ou doença de Cushing)-cirúrgica de remoção do glândula adrenal

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

A
A

remoção cirúrgica de câncer de pele ou tumores

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

Transtorno obsessivo-compulsivo-amitriptilina Perda de cabelo Hormonal (alopecia) em homens com testosterona suplementação Alergia na pele (dermatite alérgica) de anti-histamínicos, corticóides, "tiros da alergia" (conhecida como "vacina hipossensibilização") Os níveis excessivos de hormônios da tireóide (hipertireoidismo) de medicamentos administrados por via oral, como metimazol (T apazole ®), ou terapia com iodo radioativo Diabetes mellitus ("açúcar diabetes")-regulação dos níveis de glicose com insulina Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (doença de Cushing ou hiperadrenocorticismo) de cirurgia; não conhecido eficaz terapia médica Câncer relacionado com a perda de cabelo (alopecia)-nenhuma terapia para muitos tipos de câncer relacionados com a perda de cabelo, doença muitas vezes fatal Linfoma epidermotrópica (tipo de cancro na pele caracterizada pela presença de linfócitos anormais; um linfócito é uma tipo de células sanguíneas brancas, formada no tecido linfático em todo o corpo)-retinóides (isotretinoína), esteróides, interferão, a ciclosporina, lomustine Adenite sebácea (condição com a perda de cabelo, pele avermelhada, escalas e inflamação das glândulas secretoras de óleo sebáceas)-retinóides, esteróides ciclosporina, Carcinoma de células escamosas (tipo de câncer de pele)-retinóides (aplicado na pele diretamente [tópico] e administrado por via oral [oral]), tópica imiquimod creme Alopecia areata (condição específica envolvendo vários patches de perda de cabelo)-nenhum tratamento; possivelmente counterirritants Demodécica sarna (demodicose)-cal mergulhos de enxofre em intervalos semanais de 4 a 6 mergulhos; Mitaban ® e ivermectina foram testados com sucesso variável

Micose (dermatofitose)-griseofulvina, cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron® e ivermectina foram testados com sucesso variável Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
cetoconazol, itraconazol (melhor escolha), lufenuron Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Depende do diagnóstico específicoOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Prevenções e evasão Dependem diagnóstico específico

Prevenções e evasão

Dependem diagnóstico específicoM Depende do diagnóstico específico Prevenções e evasão POSSÍVEIS COM complicações Dependem diagnóstico

POSSÍVEIS COM complicações

Dependem diagnóstico específicodiagnóstico específico POSSÍVEIS COM complicações CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem diagnóstico

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem diagnóstico específico

DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem diagnóstico específico PONTOS-CHAVE A P "Alopecia" é o termo médico para

PONTOS-CHAVE

A P
A
P

"Alopecia" é o termo médico para a perda de cabelo

perda de cabelo é um problema comum em gatos

attern de perda de cabelo varia-pode ser localizada ou generalizada

Própria pele pode parecer normal ou pode ser anormal

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Queda de cabelo (alopecia) EM CÃES

BASICS

VISÃO GERAL "Alopecia" é o termo médico para a perda de cabelo

A P
A
P

perda de cabelo é uma doença comum em cães

Caracterizada por uma falta completa ou parcial de cabelo em áreas onde ela está presente normalmente

attern de perda de cabelo variadas, ou simétrico

Pode ser o principal problema ou um fenómeno secundário

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

secundário ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães SINAIS / mudanças observadas na AL

Cães

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Pode ser súbita (aguda) no início ou lentamente progressiva Vários patches de perda de cabelo (alopecia circular)-mais freqüentemente associada com a inflamação dos folículos pilosos (conhecido como " foliculite ") de infecção bacteriana e / ou sarna demodécica (conhecido como" demodicose ")

ou sarna demodécica (conhecido como" demodicose ") Grandes áreas mais amplas da perda de cabelo
ou sarna demodécica (conhecido como" demodicose ") Grandes áreas mais amplas da perda de cabelo

Grandes áreas mais amplas da perda de cabelo (alopecia)-podem indicar o desenvolvimento anormal dos folículos pilosos ou pêlos (conhecidas como " displasia folicular ") ou uma doença mais generalizada

T
T

ele padrão e grau de perda de cabelo são importantes para estabelecer um diagnóstico

CAUSAS

Áreas ultiple M (M ultifoca l) da perda de cabelo Localizada demodécica sarna (demodicose) parcial para completar a perda de cabelo (alopecia) com vermelhidão da pele (conhecido como "eritema") e escamação leve; lesões podem tornar-se inflamada e pode ter de descarga seco na superfície (descarga secas conhecido como "crostas") Micose (conhecido como "dermatofitose") - "ringworm" é uma infecção fúngica sobre a superfície da pele caracterizadas por parcial perda de cabelo completo (alopecia), com escala, com ou sem vermelhidão da pele (eritema); nem sempre "ring-like" na aparência

pele (eritema); nem sempre "ring-like" na aparência A inflamação dos folículos pilosos devido a
pele (eritema); nem sempre "ring-like" na aparência A inflamação dos folículos pilosos devido a
A
A

inflamação dos folículos pilosos devido a Staphylococcus infecção bacteriana (conhecida como "foliculite estafilocócica")-circular padrões

de perda de cabelo (alopécia) delimitada por escamas (acumulações de células da pele de superfície, tais como visto na caspa) ou a superfície descamação da pele (a

padrão é conhecida como um "colarete epidérmico"), vermelhidão da pele (eritema), descarga seco na superfície da lesão da pele (Em crosta), e escureceu áreas da pele (conhecido como "máculas hiperpigmentadas")

da pele (conhecido como "máculas hiperpigmentadas") Reacções inflamação com a perda de cabelo (alopecia) e /

Reacções inflamação com a perda de cabelo (alopecia) e / ou afinamento da pele (conhecido como "atrofia cutânea") a partir de cicatrizes Raiva vacina inflamação dos vasos sanguíneos (conhecido como "vasculite")-patch de perda de cabelo (alopecia) no local onde o vacina contra a raiva foi administrado é observado de 2 a 3 meses após a vacinação

A
A

esclerodermia localizada (condição em que a pele normal é substituído por tecido cicatricial por alguma causa desconhecida)-bem demarcada, brilhante,

pele lisa com a perda de cabelo (alopécia); lesão é um espessado, levantada, a área de topo achatado que é ligeiramente mais elevada do que a pele normal (conhecido como uma "placa")

do que a pele normal (conhecido como uma "placa") Condição específica, caracterizada por vários patches de

Condição específica, caracterizada por vários patches de perda de cabelo (conhecido como "alopecia areata")-não-inflamatórias áreas de completa perda de cabelo (alopecia) Condição caracterizada por múltiplas áreas de perda de cabelo com a pele avermelhada, escalas, e sinais de coceira (conhecido como "prurido") com inflamação das glândulas sebáceas, as glândulas que produzem óleos no pêlo (condição conhecida como "adenite sebácea") observados em pêlo curto raças anel-como áreas de perda de cabelo (alopecia) e escala

anel-como áreas de perda de cabelo (alopecia) e escala Simétrica Ha Perda ir Os níveis excessivos

Simétrica Ha Perda ir Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (conhecido como "hiperadrenocorticismo" ou "doença de Cushing") de queda de cabelo ao longo os lados do corpo (conhecido como "truncal alopecia") associado com a pele fina, tampões de queratina e óleo nos folículos da pele (conhecido como "comedões"), e infecções da pele caracterizada pela presença de pus (conhecido como "pioderma") Níveis inadequados de hormônios da tireóide (conhecido como "hipotireoidismo") perda de cabelo (alopecia) é uma apresentação incomum Crescimento doença de pele hormônio-sensível (conhecido como "hormônio do crescimento-responsiva dermatose")-simétrica perda de cabelo ao longo da os lados do corpo (truncal alopecia) associado com a pele escurecida (conhecido como "hiperpigmentação"); perda de cabelo começa frequentemente ao longo da gola área do pescoço Os níveis excessivos de estrogênio (conhecido como "hiperestrogenismo") nas fêmeas simétrico perda de cabelo (alopecia) dos flancos e da pele entre os órgãos genitais externos e do ânus (pele perineal) e entre as pernas traseiras (pele inguinal) com genitália externa alargada (Vulva) e glândulas mamárias Secreção inadequada dos hormônios femininos (conhecido como "hipogonadismo") na perda de fêmeas de cabelo intactos da pele entre o externo genitais e da perda ânus (pele perineal), flanco, e do cabelo ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia)

e do cabelo ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia) T estosterone-responsivo doença de pele
e do cabelo ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia) T estosterone-responsivo doença de pele
e do cabelo ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia) T estosterone-responsivo doença de pele
e do cabelo ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia) T estosterone-responsivo doença de pele
T
T

estosterone-responsivo doença de pele (conhecido como "testosterona resposta dermatose") no cabelo machos castrados, lentamente progressiva

perda ao longo dos lados do corpo (truncal alopecia) Feminização Masculino de Sertoli de células tumorais (um tipo de tumor nos testículos)-perda de cabelo (alopécia) da pele entre o externo genitália e no ânus (pele perineal) e região genital com o desenvolvimento excessivo das glândulas mamárias masculinas (conhecido como " ginecomastia ")

com o desenvolvimento excessivo das glândulas mamárias masculinas (conhecido como " ginecomastia ") Página 23

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Castração-responsivo doença de pele (conhecida como "castração responsiva dermatose") perda de cabelo (alopecia) na área de colarinho, alcatra pele, entre os órgãos genitais externos e do ânus (pele perineal) e flancosde teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Estrógeno-responsivo doença de pele (conhecido como

Estrógeno-responsivo doença de pele (conhecido como "estrógeno-responsivo dermatose") em cães spayed perda de cabelo feminino (alopecia) da pele entre os órgãos genitais externos e do ânus (pele perineal) e regiões genitaisgenitais externos e do ânus (pele perineal) e flancos Perda de cabelo sazonal flanco (alopecia)-rastejante perda

Perda de cabelo sazonal flanco (alopecia)-rastejante perda de cabelo, envolvendo os flancos com pele escura (hiperpigmentação)externos e do ânus (pele perineal) e regiões genitais Pa tchy a Genera civilizada (difuso) Ha

Pa tchy a Genera civilizada (difuso) Ha perda de ir

Pa tchy a Genera civilizada (difuso) Ha perda de ir Demodécica sarna (demodicose), muitas vezes associada

Demodécica sarna (demodicose), muitas vezes associada a vermelhidão da pele (eritema), inflamação dos folículos pilosos (Foliculite), pele e escura (hiperpigmentação)

infecção bacteriana / inflamação dos folículos pilosos (foliculite)-múltiplas áreas de perda de cabelo circular (alopecia), que podem se juntar para formarpilosos (Foliculite), pele e escura (hiperpigmentação) grandes áreas de perda de cabelo, padrões circulares de

grandes áreas de perda de cabelo, padrões circulares de perda de cabelo delimitada por escamas (acumulações de células da pele de superfície, tais como visto na caspa) ou superfície descamação da pele (epiderme colarete)

ou superfície descamação da pele (epiderme colarete) O A Micose (dermatofitose)-muitas vezes acompanhada por
O A
O
A

Micose (dermatofitose)-muitas vezes acompanhada por escamas (acumulações de células da pele de superfície, tais como visto na caspa)

Adenite sebácea (doença caracterizada por múltiplas áreas de perda de cabelo com a pele avermelhada, escalas, e sinais de coceira [conhecido como " ] "prurido com a inflamação das glândulas sebáceas, as glândulas que produzem óleos no pêlo) perda de cabelo (alopecia) com espessura, escamas aderentes, predominantemente ao longo da linha de trás do corpo, incluindo o chefe

Cor-mutante perda de cabelo (alopecia)-afinamento do pêlo com inflamação secundária dos folículos pilosos (foliculite) em alguns azul ou castanho cãesao longo da linha de trás do corpo, incluindo o chefe desenvolvimento anormal dos folículos pilosos

desenvolvimento anormal dos folículos pilosos ou pêlos (conhecidas como "displasia folicular")-lentamente progressiva queda de cabelo (alopecia)

perda de cabelo durante as fases do início do crescimento do cabelo ciclo-súbita (aguda) de perda de cabelo (alopécia)

Níveis inadequados de hormônios da tireóide (hipotireoidismo) generalizado (difuso) afinamento do pêlo Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (doença de Cushing ou hiperadrenocorticismo) perda de cabelo ao longo dos lados

o corpo (alopecia truncal) com pele fina e formação de tampões de queratina e óleo nos folículos da pele (comedões)

Linfoma epidermotrópica (tipo de cancro na pele caracterizada pela presença de linfócitos anormais; um linfócito é uma tipo de células sanguíneas brancas, formada no tecido linfático em todo o corpo)-generalizada, a perda de cabelo generalizada ao longo dos lados do corpo (Truncal alopecia), com escalas (acúmulo de células da superfície da pele, como visto na caspa) e vermelhidão da pele (eritema), mais tarde pequenas massas sólidas (conhecido como "nódulos") e espessadas, em relevo, de topo plano áreas que são ligeiramente maior do que a pele normal (conhecido como "Placas") podem se formarde queratina e óleo nos folículos da pele (comedões) Foliáceo P emphigus (uma doença na qual

Foliáceo P emphigus (uma doença na qual o sistema imunitário do corpo ataca a sua própria pele) de cabelo perda (alopécia) associado com o formação de escamas (acumulações de células da pele de superfície, tais como visto na caspa) e de descarga secas sobre as les ões cutâneas (crostas)normal (conhecido como "Placas") podem se formar Desordens de queratinização (desordens em que a

Desordens de queratinização (desordens em que a superfície da pele é anormal) de cabelo perda (alopécia) associada com as escalas excessivas (Acumulações de células da superfície da pele, tais como visto na caspa) e textura superficial gordurosae de descarga secas sobre as les ões cutâneas (crostas) Ções específicas Loca de Ha perda

Ções específicas Loca de Ha perda de ir

A T
A
T

perda de cabelo, envolvendo as orelhas (conhecido como "pinnal alopecia") de miniaturização dos pêlos e queda de cabelo progressiva (alopecia)

perda de cabelo raction (alopecia)-queda de cabelo no topo e nos lados da cabeça secundária a ter presilhas ou elásticos aplicados à

cabelo

P
P

perda de cabelo ostclipping (alopecia) falha de regredir após o corte de cabelo

Melanoderma (perda de cabelo [alopecia] de Yorkshire terrier) perda de cabelo simétrico com a pele escurecida das orelhas, do nariz, cauda,

os pés Perda de cabelo sazonal flanco (alopecia)-rastejante perda de cabelo dos flancos, que podem conectar através da volta

e

O
O

desenvolvimento anormal dos folículos do cabelo ou pêlos pretos que envolvem apenas (conhecido como "displasia folicular cabelo preto")-queda de cabelo

(Alopecia), envolvendo apenas as áreas de cabelos negros do corpo

Herdado doença inflamatória que afeta a pele e os músculos de causa desconhecida (condição conhecida como "canina idiopática familiar dermatomiosite ") em collies e perda de Shetland Sheepdog de cabelo (alopecia) da face, ponta das orelhas, cauda e dígitos; associado com escalas (Acumulações de células da superfície da pele, tais como visto na caspa) de descarga e secas sobre as lesões cutâneas (crostas), e cicatrizesenvolvendo apenas as áreas de cabelos negros do corpo TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE Demodécica sarna

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Demodécica sarna (demodicose)-amitraz, a ivermectina, Interceptor ® Micose (dermatofitose)-griseofulvina, cetoconazol, itraconazol, cal mergulhos de enxofre, lufenuron Inflamação dos folículos pilosos devido a ASSISTÊNCIA À SAÚDE Staphylococcus infecção bacteriana (Staphylococcus foliculite) shampoo e antibioticoterapia Staphylococcus infecção bacteriana (Staphylococcus foliculite) shampoo e antibioticoterapia Adenite sebácea (condição com a perda de cabelo, pele avermelhada, escalas e inflamação das glândulas secretoras de óleo sebáceas)-queratolítica shampoo, a suplementação com ácido graxo essencial, os retinóides

Desordens de queratinização (desordens em que a superfície da pele é anormal)-champôs, retinóides, vitamina Da suplementação com ácido graxo essencial, os retinóides CIRURGIA A biópsia de um tumor ou a

CIRURGIA

A
A

biópsia de um tumor ou a pele pode ser indicada no diagnóstico work-up para algumas causas de perda de cabelo (alopécia)

Distúrbios hormonais que causam a perda de cabelo (tratamento determinado pelo distúrbio hormonal específica)-cirurgia pode incluir a remoção dos ovários

e do útero (conhecido como "ovariohisterectomia" ou "spay"), a remoção dos testículos (conhecida como "castração"), ou remoção das glândulas supra-renais (Conhecido como "adrenalectomia")

remoção cirúrgica de câncer de pele ou tumorescomo "castração"), ou remoção das glândulas supra-renais (Conhecido como "adrenalectomia") Página 24

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

MEDICAMENTOS

http://www.processtext.com/abcmerge.html MEDICAMENTOS Variam de acordo com causa específica Os níveis excessivos

Variam de acordo com causa específica Os níveis excessivos de esteróides produzidos pelas glândulas supra-renais (hiperadrenocorticismo ou doença de Cushing)-Lysodren ®

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Varia com a causa específicaOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Prevenções e evasão Variam de acordo com causa

Prevenções e evasão

Variam de acordo com causa específicaM Varia com a causa específica Prevenções e evasão POSSÍVEIS COM complicações Variam de acordo com

POSSÍVEIS COM complicações

Variam de acordo com causa específicaacordo com causa específica POSSÍVEIS COM complicações CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Variam de acordo com

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Variam de acordo com causa específica

E PROGNÓSTICO Variam de acordo com causa específica PONTOS-CHAVE "Alopecia" é o termo médico para a

PONTOS-CHAVE

"Alopecia" é o termo médico para a perda de cabelo A perda de cabelo é um problema comum em cães P attern de perda de cabelo varia-pode ser localizada ou generalizada Própria pele pode parecer normal ou pode ser anormalcom causa específica CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Variam de acordo com causa específica PONTOS-CHAVE Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

AMILOIDOSE

(Doença causada por deposição de proteínas [amilóide] EM VÁRIOS ÓRGÃOS)

BASICS

VISÃO GERAL Um grupo de condições de causa diferindo em que as proteínas insolúveis (amilóide) são depositados no exterior das células em vários tecidos e órgãos, comprometendo a função normal dos tecidos ou órgãos

comprometendo a função normal dos tecidos ou órgãos GENÉTICA Nenhum envolvimento genético é estabelecido

GENÉTICA

Nenhum envolvimento genético é estabelecido claramente; ocorre em determinadas linhas ou famílias (conhecidos como "amiloidose familial") no cão seguinte raças: shar pei chinês, Inglês foxhound, e beagle, e nas raças de gatos seguintes: Abyssinian, oriental shorthair, e Siamesea função normal dos tecidos ou órgãos GENÉTICA ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies Cães e gatos Doença incomum em animais domésticos; ocorre mais comumente em cães; rara em gatos, exceto Abyssinians

mais comumente em cães; rara em gatos, exceto Abyssinians Predileções raça Cães-Chinês shar pei, beagle, collie,

Predileções raça Cães-Chinês shar pei, beagle, collie, ponteiro, Inglês foxhound, e andador hound, pastor alemão e mestiços, os cães estão em menor risco Gatos: Abyssinian, oriental shorthair, e Siamese

menor risco Gatos: Abyssinian, oriental shorthair, e Siamese M ea n Idade um nd Ra ESL
menor risco Gatos: Abyssinian, oriental shorthair, e Siamese M ea n Idade um nd Ra ESL

M ea n Idade um nd Ra ESL A maioria dos cães e gatos são afetados com mais de 5 anos de idade Cães-idade média de diagnóstico é de 9 anos, variando de 1-15 anos Gatos-média de idade no momento do diagnóstico é de 7 anos, variando de 1-17 anos Revalence P aumenta com a idade Abyssinian gatos alcance, menos de 1 ano de idade e até 17 anos de idade Chinês shar pei-geralmente inferior a 6 anos de idade quando os sinais de insuficiência renal desenvolver, variando de 1,5 a 6 anos de idade Gatos siameses com amiloidose familiar do fígado e glândula tireóide geralmente desenvolvem sinais de doença hepática quando 1 a 4 anos de idade

Predominam Sexo nt Cães e gatos Abyssinian de fêmeas parecem estar em um risco ligeiramente maior do que os homens para desenvolver amiloidose

maior do que os homens para desenvolver amiloidose SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Dependem

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Dependem dos órgãos afetados, a quantidade de presentes amilóide nos tecidos ou órgãos, e da reação dos tecidos afetados e órgãos para os depósitos de amilóide Os sinais geralmente causadas por envolvimento renal, ocasionalmente, o envolvimento do fígado pode causar sinais de chineses shar pei cães e Oriental shorthair e gatos siameses Falta de apetite (anorexia), lentidão (letargia), micção excessiva (poliúria) e sede excessiva (polidipsia), perda de peso, , vômitos e diarréia, ocasionalmente, Acúmulo de líquido no abdómen (conhecido como "ascite") e acúmulo de líquido sob a pele nos membros e outras partes do corpo (conhecidas como "Edema periférico") pode ser observada em animais com síndrome nefrótica (uma condição médica na qual o animal tem a proteína na sua urina, baixos níveis de albumina [um tipo de proteína] e níveis elevados de colesterol em seu sangue e acúmulo de líquido no abdômen, tórax e / ou sob a pele) Shar pei chinês pode ter uma história anterior de febre conjunta episódica inchaço e alta que se resolveu espontaneamente em poucos dias Beagles jovens com inflamação das artérias muitos (conhecido como "Poliarterite juvenil") podem ter uma história de febre e dor no pescoço que persistiu por 3-7 dias Oriental shorthair e gatos siameses podem apresentar sangramento espontâneo no fígado, levando a um colapso agudo e acumulação de sangue no abdómen (conhecido como "hemoabdomen") Sinais relacionados à insuficiência renal-úlceras na boca, perda de peso extrema (caquexia), vômitos e desidratação; em física exame, os rins podem ser pequenos, de tamanho normal ou ligeiramente aumentada em cães afetados, pois eles são geralmente pequenas, firme e irregular em gatos afetados Sinais relacionados com a doença inflamatória primária ou cancro que causou a acumulação da proteína amilóide nos tecidos Até 40% dos cães afectados podem desenvolver bloqueio dos vasos sanguíneos devido à presença de coágulos sanguíneos (tromboembólicos); sinais variar de acordo com a localização do coágulo de sangue (trombo); pacientes podem desenvolver dificuldade respiratória (dispneia) se as formas de coágulos em ou move-se para os pulmões (conhecido como "tromboembolismo pulmonar") ou pode desenvolver fraqueza ou paralisia de um ou ambos os membros posteriores se o coágulo está localizado nas artérias que vão para os membros posteriores (conhecido como "tromboembolismo artéria ilíaca ou femoral") Chinês shar pei cães e oriental shorthair e gatos siameses podem ter sinais de doença hepática (como coloração amarelada à tecidos [icterícia ou icterícia], desperdiçando com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna)

com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página
com extrema perda de peso [caquexia], e ruptura espontânea do fígado e hemorragia interna) CAUSAS Página

CAUSAS

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Inflamação crônica, infecções fúngicas sistêmicas

Inflamação crônica, infecções fúngicas sistêmicas (conhecido como "micoses", como blastomicose, coccidioidomicose); crônicas infecções bacterianas (como infecções ósseas [osteomielite], dos brônquios e pulmões [broncopneumonia], inflamação do revestimento do tórax [pleurite], inflamação do [Esteatite] gordura, inflamação / infecção do útero [piometra], inflamação / infecção do rim [pielonefrite], a inflamação crônica da pele com pus presente [dermatite supurativa], crônica inflamação articular com pus presente [artrite supurativa], a inflamação crônica da mucosa do abdômen [peritonite], crônica inflamação da boca [estomatite]); infecções parasitárias (como a dirofilariose [dirofilariose], leishmaniose, hepatozoonose); e doenças imuno-mediadas (tais como lúpus eritematoso sistémico) Câncer (exemplos incluem linfoma, mieloma, plasmocitoma múltipla, tumores mamários, tumores testiculares) Familiar (visto em chinês shar pei, Inglês foxhound e cães beagle; Abyssinian, siameses e gatos de pêlo curto orientais) Outros, doença hereditária em collies cinza em que o cão tem repetidos episódios de baixas contagens de células sanguíneas brancas e febre (conhecido como " hematopoiese cíclica "); doença em beagles jovens com inflamação das artérias muitos (poliarterite juvenil)

com inflamação das artérias muitos (poliarterite juvenil) FATORES DE RISCO A A inflamação crônica ou câncer

FATORES DE RISCO

A A
A
A

inflamação crônica ou câncer

história da família em certas raças

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Internação dos pacientes com insuficiência renal crônica e desidratação para tratamento médico inicial Pode gerenciar pacientes estáveis e aqueles que têm proteínas na urina, mas sem sinais clínicos (conhecido como "proteinúria assintomática") como pacientes ambulatoriais Desidratação correta com 0,9% NaCl (cloreto de sódio) ou solução de Ringer lactato; pacientes com acidose metabólica grave (a condição em que os níveis de ácido são aumentados no sangue) pode beneficiar da suplementação de bicarbonato Identificar subjacentes condições inflamatórias ou câncer e tratar, se possível Gerenciar insuficiência renal

e tratar, se possível Gerenciar insuficiência renal ATIVIDADE Normal DIETA Atients P com insuficiência renal
e tratar, se possível Gerenciar insuficiência renal ATIVIDADE Normal DIETA Atients P com insuficiência renal
e tratar, se possível Gerenciar insuficiência renal ATIVIDADE Normal DIETA Atients P com insuficiência renal

ATIVIDADE

se possível Gerenciar insuficiência renal ATIVIDADE Normal DIETA Atients P com insuficiência renal crônica

Normal

DIETA Atients P com insuficiência renal crônica restringir-fósforo e moderadamente restringir proteína Atients P com pressão arterial elevada (hipertensão)-restringir sódio

pressão arterial elevada (hipertensão)-restringir sódio MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. Medicação para controlar a pressão arterial em pacientes

Medicação para controlar a pressão arterial em pacientes com pressão arterial elevada (hipertensão) Atients P com coágulos de sangue (síndrome tromboembólica) e síndrome nefrótica (uma condição médica na qual o animal tem proteína em sua urina, baixos níveis de albumina [um tipo de proteína] e níveis elevados de colesterol em seu sangue e acúmulo de líquido no abdômen, peito, e / ou sob a pele) causada pelo acúmulo de proteína amilóide no glomérulo renal (conhecido como "glomerular amiloidose ") têm geralmente uma concentração de plasma de baixa da antitrombina III (um composto envolvido na coagulação do sangue); baixa dose aspirina tem sido sugerido para cães com doença glomerular para evitar a agregação de plaquetas (tratamento com aspirina deve ser apenas sob a supervisão do veterinário do seu animal de estimação) DMSO-podem ser úteis Metilsulfonilmetano (MSM) tem sido utilizado em cães com amiloidose, mas nenhuma evidência indica que beneficia os cães com rim amiloidose

evidência indica que beneficia os cães com rim amiloidose A colchicina, impede o desenvolvimento de amiloidose
A
A

colchicina, impede o desenvolvimento de amiloidose em humanos com febre familiar do Mediterrâneo (a amiloidose familiar) e estabiliza

função renal em pacientes com síndrome nefrótica, mas sem sinais de insuficiência renal, sem evidência de benefício quando o paciente desenvolve insuficiência renal, mas pode causar vômitos, diarréia e baixa contagem de glóbulos brancos (neutropenia) em cães; colchicina é usada particularmente os chineses shar pei com febre episódica ou multi-articular da artrite (poliartrite) antes do desenvolvimento de insuficiência renal

Os cuidados de acompanhamento

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Monitore o apetite e nível de atividade diária, verificar o peso corporal semanal Séricos exames de sangue, especialmente albumina creatinina, e BUN (BUN) concentrações, a cada 2-6 meses, em pacientes estáveis Pode avaliar grau de proteína que está sendo perdida na urina (proteinúria) por proteína na urina repetiu: creatinina (UP / C) relaçõesACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Prevenções e evasão

Não crie animais afetadoscreatinina (UP / C) relações Prevenções e evasão POSSÍVEIS COM complicações Insuficiência renal A

POSSÍVEIS COM complicações Insuficiência renal

A
A

síndrome nefrótica (uma condição médica na qual o animal tem proteína em sua urina, baixos níveis de albumina [um tipo de proteína] e

níveis elevados de colesterol em seu sangue e acúmulo de líquido no abdômen, tórax e / ou sob a pele)

A
A

hipertensão arterial sistêmica (HAS)

Ruptura do fígado, causando sangramento no abdome

Coágulos sanguíneos (doença tromboembólica)

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO

doença rogressive que normalmente é avançado no momento do diagnóstico, prognóstico melhora se uma doença imunológica mediada subjacente,(doença tromboembólica) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO doença inflamatória ou câncer é detectado e tratado com

doença inflamatória ou câncer é detectado e tratado com sucesso Sobrevivência para os cães com amiloidose glomerular variaram entre 3 a 20 meses de um estudo, alguns cães, ocasionalmente, podem viver mais Os gatos com insuficiência renal por causa da amiloidose geralmente sobrevivem menos de 1 ano

por causa da amiloidose geralmente sobrevivem menos de 1 ano Gatos levemente afetadas não podem desenvolver

Gatos levemente afetadas não podem desenvolver insuficiência renal e tem uma quase uma expectativa de vida normal

PONTOS-CHAVE

doença rogressive que normalmente é avançado no momento do diagnóstico, prognóstico melhora se uma doença imunológica mediada subjacente,e tem uma quase uma expectativa de vida normal PONTOS-CHAVE doença inflamatória ou câncer é detectado

doença inflamatória ou câncer é detectado e tratado com sucesso

Os sinais geralmente causadas por envolvimento renal, ocasionalmente, o envolvimento do fígado pode causar sinais de chineses shar pei cães e Oriental shorthair e gatos siamesesinflamatória ou câncer é detectado e tratado com sucesso Predisposição familiar em raças sensíveis; amiloidose

Predisposição familiar em raças sensíveis; amiloidose familiar ocorre nas raças de cães seguintes: chinês shar pei, Inglês foxhound, e beagle, e nas raças de gatos seguintes: Abyssinian, oriental shorthair, e Siameseshar pei cães e Oriental shorthair e gatos siameses OTENCIAL de complicações (tais como pressão alta

OTENCIAL de complicações (tais como pressão alta e coágulos sanguíneos)pei, Inglês foxhound, e beagle, e nas raças de gatos seguintes: Abyssinian, oriental shorthair, e Siamese

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ABSCESSO

BASICS

VISÃO GERAL Um abscesso é uma coleção de pus localizada contido dentro de uma cavidade em algum lugar do corpo

contido dentro de uma cavidade em algum lugar do corpo ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Cães e gatosem algum lugar do corpo ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL SINAIS / mudanças observadas

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Determinado por sistemas de órgãos e / ou tecido afectado Uma rápida aparecendo inchaço doloroso, com ou sem descarga (se a zona afectada é visível) Associado com uma combinação de inflamação (visto como dor, inchaço, vermelhidão, calor, e perda de função), a destruição de tecidos, e / ou disfunção de órgãos do sistema causada pelo acúmulo de pus Uma massa discreta de tamanho variável pode ser detectável; a massa pode ser firme ou cheio de fluido Inflamação e descarga de um trato de drenagem pode ser visível se o abscesso é superficial e se rompeu a uma superfície externa Febre, se abscesso não é rompida e drenagem Infecção bacteriana generalizada (sepsis), ocasionalmente, especialmente se rupturas abscesso internamente

especialmente se rupturas abscesso internamente CAUSAS T P Rauma (como feridas luta) ou infecção anterior
especialmente se rupturas abscesso internamente CAUSAS T P Rauma (como feridas luta) ou infecção anterior

CAUSAS

T P
T
P

Rauma (como feridas luta) ou infecção anterior

Objetos estranhos

nos causador (piogênica) de bactérias Staphylococcus; Escherichia coli; β-hemolítico Streptococcus; Pseudom onas; Mycoplasma um e

Mycoplasm um-como organismos (L-formas); Pasteurella m ultocida; Corynebacterium; Actinom yces; Nocardia; Bartonella As bactérias que só pode viver e crescer na ausência de oxigênio (conhecido como "obrigatórios bactérias anaeróbias")-Bacteroides; Clostridium ; Peptostreptococcus, Fusobacterium

Clostridium ; Peptostreptococcus, Fusobacterium FATORES DE RISCO Os factores de risco para a formação de

FATORES DE RISCO Os factores de risco para a formação de um abcesso são determinadas pelo sistema de órgãos e / ou tecido afectado. T ele seguindo órgãos e tecidos são listados com seus fatores de risco:

Anal sac-impactação, inflamação saco anal Brain-interior infecção no ouvido (otite interna); infecção do sinus (sinusite), infecção na boca (infecção oral) Fígado inflamação das veias umbilicais (omphalophlebitis); infecção bacteriana generalizada (sepsis) Lung-aspiração estrangeira objeto; pneumonia bacteriana Glândula mamária mastite- Questões T ao redor dos olhos (tecidos periorbital)-dental doença; mastigação de madeira ou outros materiais vegetais Pele de combate (luta feridas)

P rostate glândula-infecção bacteriana da próstata (prostatite bacteriana)

Imunossupressão (doenças ou terapia de drogas que levam a uma incapacidade de desenvolver uma resposta imune normal)-vírus da leucemia felina (FeLV) ou vírus da imunodeficiência felina infecção (FIV), a quimioterapia imunossupressora, adquirida ou herdado sistema imunitário disfunções, subjacente doença predisponente (tais como diabetes mellitus, insuficiência renal crônica hiperadrenocorticismo, [condição em que as glândulas adrenais produzem esteróides excessivos])

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Depende da localização do abscesso e tratamento necessário Ambulatório-mordida-induzido abscessos Internação-infecção bacteriana generalizada (sepse); procedimentos cirúrgicos extensos, com necessidade de tratamento prolongado de internação Estabelecer e manter uma drenagem adequada de pus

A remoção cirúrgica do centro da infecção (conhecido como "nidus") ou objecto estranho (s), se presente

Terapia antimicrobiana ou o antibiótico apropriado; período de tempo para a terapia antibiótica varia de acordo com as bactérias causadoras da infecção ea localização do abcesso / infecção Aplicar compressas quentes ou bolsas para a área inflamada, conforme indicado pelo veterinário do seu animal de estimação

indicado pelo veterinário do seu animal de estimação Use bandagem de proteção e / ou colares

Use bandagem de proteção e / ou colares Isabelino, conforme indicado pelo veterinário do seu animal de estimação Pus o acumulado veterinário irá drenar o abcesso e manter a drenagem por médico e / ou cirúrgico meios Infecção bacteriana generalizada (sepse) ou infecção bacteriana da membrana que reveste o abdômen (peritonite)-agressivo fluidoterapia e apoiar

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ATIVIDADE Restringir até o abcesso foi resolvido e cicatrização adequada dos tecidos ocorreu

foi resolvido e cicatrização adequada dos tecidos ocorreu DIETA Ingestão alimentar suficiente é necessário para

DIETA Ingestão alimentar suficiente é necessário para promover a cicatrização e recuperação Depende da localização do Ingestão alimentar suficiente é necessário para promover a cicatrização e recuperação Depende da localização do abscesso e tratamento necessário

CIRURGIA Remoção adequada do tecido infectado (desbridamento) e drenagem de abscesso, a necessidade pode deixar a ferida aberta para um externo superfície do corpo para promover a drenagem; pode precisar de colocar drenos Drenagem para início de prevenir danos de tecido adicional e formação de abscesso de parede Remova todos os objetos estranhos (s), tecido (necrose) mortos, ou centro (nidus) de infecção

tecido (necrose) mortos, ou centro (nidus) de infecção MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são
tecido (necrose) mortos, ou centro (nidus) de infecção MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído. Antimicrobianos ou antibióticos eficazes contra as bactérias causadoras de infecção; ter acesso ao local da infecção De amplo espectro antimicrobianos ou antibióticos, matar muitos tipos de bactérias (bactericida), com atividade contra bactérias que podem viver e crescer na presença de oxigênio (bactérias aeróbias) e bactérias que podem viver e crescer na ausência de oxigênio (bactérias anaeróbias) até que os resultados da cultura bacteriana e sensibilidade são conhecidos; cães e gatos: amoxicilina; amoxicilina / ácido clavulânico; clindamicina; e trimetoprim / sulfadiazina; gatos com Mycoplasm um e L-formas: A doxiciclina Terapia antimicrobiana agressiva é necessária para a infecção bacteriana generalizada (sépsis) ou infecção bacteriana do revestimento do abdominal (peritonite)

bacteriana do revestimento do abdominal (peritonite) Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
bacteriana do revestimento do abdominal (peritonite) Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Monitor para diminuição progressiva da drenagem, a resolução da inflamação, e melhora dos sinais clínicos

resolução da inflamação, e melhora dos sinais clínicos Prevenções e evasão Anal saco abscessos, evitar a

Prevenções e evasão Anal saco abscessos, evitar a impactação; considerar a remoção cirúrgica dos sacos anais (saculectomy anal) por episódios repetidos de saco anal abscesso Mastite-evitar a lactação (como por spaying) Abcessos nos tecidos ao redor dos olhos, não permitem mastigação em objeto estranho (s) Abscessos de pele-evitar as lutas P rostatic abscessos castração possivelmente útil

lutas P rostatic abscessos castração possivelmente útil POSSÍVEIS COM complicações Infecção bacteriana
lutas P rostatic abscessos castração possivelmente útil POSSÍVEIS COM complicações Infecção bacteriana

POSSÍVEIS COM complicações Infecção bacteriana generalizada (sepsis) Inflamação do revestimento do abdómen (peritonite) e / ou inflamação do revestimento do tórax (pleurite) se um abscesso localizado nas rupturas do abdômen ou do tórax Comprometimento da função do órgão Drenagem e tratamento tardios podem levar aos setores cronicamente drenagem

tardios podem levar aos setores cronicamente drenagem CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem do sistema de
tardios podem levar aos setores cronicamente drenagem CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem do sistema de

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Dependem do sistema de órgãos envolvidos e da quantidade de destruição tecidual

órgãos envolvidos e da quantidade de destruição tecidual PONTOS-CHAVE Corrigir ou prevenir fatores de risco Drenagem

PONTOS-CHAVE

e da quantidade de destruição tecidual PONTOS-CHAVE Corrigir ou prevenir fatores de risco Drenagem adequada do

Corrigir ou prevenir fatores de risco Drenagem adequada do abscesso A remoção cirúrgica do centro da infecção (conhecido como "nidus") ou objecto estranho (s), se presente Iniciar terapia antimicrobiana ou antibiótico adequado, tempo de para antibioticoterapia varia de acordo com as bactérias que causam a infecção e da localização do abcesso / infecção

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ANAFILAXIA

BASICS

VISÃO GERAL "Alergia" é uma sensibilidade anormal a uma substância (tais como o pólen)-o sistema imunológico responde à presença da substância levando a sinais (como prurido); "antígeno" é uma substância (como o pólen) que induz uma resposta imune ou sensibilidade; "anticorpo" é uma proteína que é produzida pelo sistema imunitário, em resposta a um antigénio específico, quando o corpo é exposto ao antigénio, o anticorpo responde, fazendo com que os sinais da resposta alérgica "Imunoglobulinas" são proteínas produzidas pelas células do sistema imunitário, que incluem os anticorpos, eles são categorizados em classes, incluindo a imunoglobulina A (IgA), imunoglobulina G (IgG), e imunoglobulina E (IgE) Os mastócitos são células do sistema imunológico que, freqüentemente, estão localizados perto de vasos sanguíneos na pele; ma stócitos contêm histamina, são envolvidos na alergia e inflamação Anafilaxia é a reacção (aguda) alérgica súbita, após a introdução rápida de um antigénio (uma substância que induz a sensibilidade ou da resposta imune) num hospedeiro ter antigénio de anticorpos específicos (proteínas produzidas pelo sistema imunitário, em resposta a uma específica antigénio) da subclasse de imunoglobulina E (IgE) T ele ligação do antigénio (uma substância que induz a sensibilidade ou resposta imunitária) aos mastócitos sensibilizados com imunoglobulina E (IgE) resulta na libertação de mediadores químicos pré-formada e recém-sintetizado (tais como histamina) Reações anafiláticas podem ser localizados (atopia) ou generalizada (sistêmica), conhecido como "choque anafilático" "Atopia" é uma doença em que o animal é sensibilizado (ou "alérgica") para substâncias encontradas no ambiente (tais como o pólen) que normalmente não causaria qualquer problema de saúde "Choque anafilático" é uma forma grave de anafilaxia, é risco de vida; sinais podem incluir dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte

dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em
dificuldade em respirar, vômito, diarréia, colapso e morte GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em

GENÉTICA A anafilaxia pode ser mais comum em algumas famílias ou linhas de cães

pode ser mais comum em algumas famílias ou linhas de cães ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies Cães e gatos

SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães e gatos Predileções raça Cães-numerosas raças documentadas

Predileções raça Cães-numerosas raças documentadas como sendo suscetíveis para o desenvolvimento de atopia (doenças em que o animal está sensibilizado [ou "alérgica"] a substâncias encontradas no ambiente [como o pólen] que normalmente não causaria qualquer problema de saúde) Gatos de raças não documentados como tendo uma susceptibilidade para atopia (doença em que o animal está sensibilizado [ou "alérgica"] para substâncias encontrados no meio ambiente [como o pólen] que normalmente não causaria qualquer problema de saúde)

que normalmente não causaria qualquer problema de saúde) M ea n Idade um nd Ra ESL
que normalmente não causaria qualquer problema de saúde) M ea n Idade um nd Ra ESL

M ea n Idade um nd Ra ESL Cães idade do aparecimento de sintomas varia de 3 meses a vários anos de idade, animais mais afetados são de 1 a 3 anos de idade quando os sinais são identificado pela primeira vez Gatos idade de início dos sinais varia de 6 meses a 2 anos

Gatos idade de início dos sinais varia de 6 meses a 2 anos Predominam Sexo nt
Gatos idade de início dos sinais varia de 6 meses a 2 anos Predominam Sexo nt

Predominam Sexo nt Cães-atopia (doença em que o animal está sensibilizado [ou "alérgica"] para substâncias encontradas no ambiente [como o pólen] que normalmente não causaria qualquer problema de saúde) mais comum no sexo feminino Gatos de diferenças relatadas entre homens e mulheres

Gatos de diferenças relatadas entre homens e mulheres SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Os
Gatos de diferenças relatadas entre homens e mulheres SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Os

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Os sinais clínicos iniciais variar dependendo da via de exposição (tais como ar, injecção) para o antigénio (a substância [como um vacina] que induz uma resposta imune ou sensibilidade) que está a causar a reacção Choque-end resultado de uma reação anafilática grave Sistemas de gatos, respiratório e gastrointestinal, choque de órgãos de cães fígado, Pode ser localizada no local da exposição, mas pode evoluir para uma reação (sistêmica) generalizada Aparecimento dos sinais imediatos (geralmente dentro de minutos de exposição a substância que induz a resposta alérgica) Cães-prurido (conhecido como "prurido"); urticária, vômitos, defecação e micção Gatos intensa coceira (prurido) sobre a cabeça, dificuldade respiratória (conhecido como "dispnéia"); salivação e vômitos Fluido localizada acumulação na pele (conhecido como "edema cutânea") no local de exposição (tal como no local de uma picada de insecto ou um injecção) Aumento do fígado (conhecido como "hepatomegalia") em alguns cães Excitação possível aumento nos estágios iniciais Depressão e colapso terminal

aumento nos estágios iniciais Depressão e colapso terminal CAUSAS Praticamente qualquer substância, aqueles comumente
aumento nos estágios iniciais Depressão e colapso terminal CAUSAS Praticamente qualquer substância, aqueles comumente

CAUSAS Praticamente qualquer substância, aqueles comumente relatados incluem venenos, produtos à base de sangue, vacinas, alimentos e medicamentos

aqueles comumente relatados incluem venenos, produtos à base de sangue, vacinas, alimentos e medicamentos Página 31

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

FATORES DE RISCO

P
P

exposição revious (sensibilização) aumenta a chance do animal desenvolver uma reacção

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Em um animal afectado de repente, a reacção é considerada uma hospitalização de emergência médica Em um animal afectado de repente, a reacção é considerada uma hospitalização de emergência médica que requer Elimine o antigénio (a substância [tal como uma vacina] que induz uma resposta imune ou sensibilidade) que está a causar a reacção, se possível

Gêneros civilizada (sistêmica) Anaphyla xis Meta-emergência de suporte de vida através da manutenção de uma via aérea aberta, impedindo o colapso circulatório, e restabelecer a normal, função do corpo Administrar líquidos por via intravenosa em doses de choque para neutralizar a pressão arterial baixa (conhecido como "hipotensão")

arterial baixa (conhecido como "hipotensão") Loca civilizada Ana filos xis Meta-limitar a reacção e
arterial baixa (conhecido como "hipotensão") Loca civilizada Ana filos xis Meta-limitar a reacção e

Loca civilizada Ana filos xis Meta-limitar a reacção e prevenir a progressão para uma reacção (sistémica) generalizada

a progressão para uma reacção (sistémica) generalizada DIETA Se um alimento é a suspeita da causa

DIETA Se um alimento é a suspeita da causa da anafilaxia (incomum), evitar alimentos associados a reações alérgicas

evitar alimentos associados a reações alérgicas MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

Gêneros civilizada (sistêmica) Anaphyla xis

A
A

adrenalina para choque (administrado por injecção)

Esteróides para-choque prednisolona ou dexametasona (administrado por injecção) Atropina para neutralizar lento ritmo cardíaco (conhecido como "bradicardia") e pressão arterial baixa (hipotensão) Aminofilina é uma droga que aumenta os brônquios e bronquíolos nos pulmões (classe de drogas conhecidas como "broncodilatadores"), pode ser usado em pacientes com dificuldades respiratórias

Loca civilizada Ana filos xis Difenidramina (administrado por injecção) é um anti-histamínico

P
P

rednisolone

Epinefrina (administrados por injecção, no local de iniciação) Se o choque desenvolve, iniciar o tratamento para generalizada (sistêmica) anafilaxia

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Acompanhar de perto os pacientes hospitalizados por 24 a 48 horas

de perto os pacientes hospitalizados por 24 a 48 horas Prevenções e evasão Se o antigénio

Prevenções e evasão Se o antigénio (a substância [tal como uma vacina] que induz uma resposta imune ou sensibilidade) que causou anafilaxia pode ser identificada, eliminar ou reduzir a exposição

pode ser identificada, eliminar ou reduzir a exposição POSSÍVEIS COM complicações Morte CURSO DE ESPERA E

POSSÍVEIS COM complicações

ou reduzir a exposição POSSÍVEIS COM complicações Morte CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Se a reação

Morte

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Se a reação localizada for tratada precocemente, o prognóstico é bom Se o animal está em choque em exame, prognóstico é reservado para os pobres

o prognóstico é bom Se o animal está em choque em exame, prognóstico é reservado para

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

PONTOS-CHAVE

http://www.processtext.com/abcmerge.html PONTOS-CHAVE A anafilaxia é uma doença imprevisível Reconhecer que o

A anafilaxia é uma doença imprevisível Reconhecer que o animal tem uma condição alérgica e podem exigir cuidados médicos imediatos Em um animal afectado de repente, a reacção é considerada uma emergência médica Elimine o antigénio (a substância [tal como uma vacina] que induz uma resposta imune ou sensibilidade) que está a causar a reacção, se possível

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Imunomediada ANEMIA

(Destruição de Hemácias causada por uma resposta imune)

BASICS

VISÃO GERAL Destruição acelerada ou remoção de vermelho-de sangue células relacionada com uma resposta imune, em que o corpo produz anticorpos contra vermelha de sangue de células Também conhecida como "anemia hemolítica imunomediada" ou "IMHA" "Anemia" é uma baixa contagem de glóbulos vermelhos no sangue; "hemolítica" refere-se a hemólise; "hemólise" é a destruição de vermelho-sangue células, o que permite a libertação de hemoglobina (o composto nas células vermelhas do sangue que transporta-oxigénio para os tecidos do corpo) "Anticorpo" é uma proteína que é produzida pelo sistema imunitário, em resposta a um antigénio específico (neste caso, sobre as células de sangue vermelho-); dois grupos de anticorpos foram identificados que estão envolvidos na imunidade mediada por anemia, com base nas características identificadas no laboratório: warm-anticorpos que reagem ao frio e reagem anticorpos

warm-anticorpos que reagem ao frio e reagem anticorpos GENÉTICA As famílias isoladas de cães tem sido
warm-anticorpos que reagem ao frio e reagem anticorpos GENÉTICA As famílias isoladas de cães tem sido
warm-anticorpos que reagem ao frio e reagem anticorpos GENÉTICA As famílias isoladas de cães tem sido

GENÉTICA As famílias isoladas de cães tem sido documentada a ser afetado (raças incluem o Inglês Antigo sheepdog, Vizsla, Scottish terrier, cocker schnauzer spaniel, e em miniatura) Nenhuma base genética tem sido estabelecida

e em miniatura) Nenhuma base genética tem sido estabelecida ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL
e em miniatura) Nenhuma base genética tem sido estabelecida ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

estabelecida ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães Gatos Predileções raça Raças de cães-Old

Cães

Gatos

Predileções raça Raças de cães-Old Inglês sheepdog, Vizsla, Scottish terrier, cocker spaniel, e schnauzer miniatura; cão comumente afetadas outro raças incluem o poodle miniatura, setter irlandês, Inglês springer spaniel, Doberman pinscher e collie Raça do gato doméstico de pêlo curto

pinscher e collie Raça do gato doméstico de pêlo curto M ea n Idade um nd
pinscher e collie Raça do gato doméstico de pêlo curto M ea n Idade um nd

M ea n Idade um nd Ra ESL Em cães, com idade média, 5 a 6 anos; faixa relatada de 1 a 13 anos de idade Em gatos, a idade média, 3 anos; faixa relatada de 0,5 a 9 anos de idade

média, 3 anos; faixa relatada de 0,5 a 9 anos de idade Predominam Sexo nt As

Predominam Sexo nt As fêmeas podem ter um risco maior do que os homens em cães Os machos têm um risco maior do que as fêmeas em gatos

Os machos têm um risco maior do que as fêmeas em gatos SINAIS / mudanças observadas

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Colapso Fraqueza Lentidão (letargia) Falta de apetite (conhecido como "anorexia") Comer de itens não alimentares (conhecido como "pica") em gatos Intolerância ao exercício Dificuldade em respirar (conhecido como "dispnéia") Respiração rápida (conhecido como "taquipnéia") Vômitos Diarréia Ocasionalmente micção aumentada (conhecido como "poliúria") e aumento da sede (conhecido como "polidipsia") Gengivas ale P e tecidos úmidos do corpo (tecidos conhecidos como "mucosas"), freqüência cardíaca rápida (conhecido como "taquicardia") Aumento do baço (conhecido como "esplenomegalia") e aumento do fígado (conhecido como "hepatomegalia") Coloração amarelada a gengiva e tecidos úmidos do corpo (conhecidas como "icterícia" ou "icterícia") e urina escura (conhecido como " pigmenturia ") devido à presença de hemoglobina (um produto de decomposição de vermelho-de sangue células) ou bilirrubina (um pigmento biliar que está em aumentada níveis com icterícia) Febre e gânglios linfáticos (conhecido como "linfadenopatia") Sopro no coração e "galope" de som em escutar o coração com um estetoscópio Hematomas ou escura, fezes escuras, devido à presença de sangue digerido (condição conhecida como "melena") possível em animais com coexistente baixa contagem de plaquetas (conhecido como "trombocitopenia") ou um distúrbio de coagulação do sangue ("coagulopatia intravascular disseminada" ou "DIC") As lesões da pele pode ser visto Outros generalizadas (sistêmica) possíveis sinais (tais como dores articulares e doença renal) se imune mediada por anemia he molítica (IMHA) é um componente de lúpus eritematoso sistêmico (doença auto-imune no qual o corpo ataca a sua própria pele e outros órgãos)

no qual o corpo ataca a sua própria pele e outros órgãos) CAUSAS Prima ry Imune-M
no qual o corpo ataca a sua própria pele e outros órgãos) CAUSAS Prima ry Imune-M

CAUSAS

Prima ry Imune-M EDIA Anemia Hemolítica Ted (IM HA)

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

O
O

Anemia hemolítica auto-imune, onde o sistema imunológico do corpo ataca seus próprios Hemácias

lúpus eritematoso sistêmico (doença auto-imune no qual o corpo ataca a sua própria pele e outros órgãos)

Composição de vermelho-de sangue células, devido à presença de anticorpos da mãe no leite condição (conhecido como "neonatal isoeritrólise ")-rainha (gata) com sangue tipo B; gatinho com sangue tipo A Sistema imune anormal Agentes infecciosos (tais como bactérias e vírus) e medicamentos

infecciosos (tais como bactérias e vírus) e medicamentos Causa desconhecida (conhecido como "idiopática anemia

Causa desconhecida (conhecido como "idiopática anemia imunomediada")

Seconda ry Imune-M EDIA Anemia Hemolítica Ted (IM HA) Causas infecciosas (como Mycoplasm a, Babesia, Leptospira, Ehrlichia, vírus da leucemia felina [FeLV], peritonite infecciosa felina [FIP])

leucemia felina [FeLV], peritonite infecciosa felina [FIP]) Dirofilariose Câncer Medicamentos (como as cefalosporinas,
leucemia felina [FeLV], peritonite infecciosa felina [FIP]) Dirofilariose Câncer Medicamentos (como as cefalosporinas,

Dirofilariose

Câncer

Medicamentos (como as cefalosporinas, propiltiouracil e metimazol)

FATORES DE RISCO

A
A

exposição a agentes infecciosos, vacinação, produtos químicos ou medicamentos, cirurgias, alterações hormonais, estresse ou eventos outros dentro de 30 anterior

a 45 dias pode actuar como um gatilho potencial para imune mediada por anemia hemolítica (IMHA)

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Inpatient durante a crise (aguda) súbita hemolítica, durante o qual o corpo é destruir sangue vermelho-células; ambulatório quando o embalado volume da célula ("P CV," um meio de medição da percentagem de volume de sangue vermelho-células, em comparação com o volume de fluido de sangue) tem estabilizada avaria, em curso de Hemácias (hemólise) tem sido controlada, e sinais clínicos de baixa contagem de glóbulos vermelhos (anemia) ter resolvido Internamento se o animal tem complicações, tais como o desenvolvimento de um distúrbio de coagulação do sangue (coagulação intravascular disseminada ou DIC); coágulos de sangue para os pulmões (conhecido como "tromboembolismo pulmonar"), baixa contagem de plaquetas (trombocitopenia), sangramento na insuficiência cardíaca e / ou a necessidade de transfusões múltiplas; tracto gastrointestinal Longo prazo (crônica), quebra de baixo grau de vermelho-sangue fora das células dos vasos sanguíneos (conhecido como "hemólise extravascular") pode ser tratados em ambulatório, se o paciente não está apresentando sinais clínicos secundários à baixa contagem de glóbulos vermelhos (anemia) Fluidoterapia para manter o volume vascular e desidratação correto, tenha cuidado com administração de fluidos de pacientes com longo prazo (Crónica) de baixo custo de sangue vermelho-contagens de células (anemia), porque a sobrecarga de volume (isto é, muito líquido) é uma preocupação Abordar causa subjacente (tais como infecção ou medicamentos), se anemia imune mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada

mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção
mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção
mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção
mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção
mediada secundária hemolítica (IMHA) é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção

ATIVIDADE Resto gaiola até estável

é diagnosticada ATIVIDADE Resto gaiola até estável CIRURGIA A remoção cirúrgica do baço (conhecido como

CIRURGIA

A
A

remoção cirúrgica do baço (conhecido como "esplenectomia") pode ser considerada se o tratamento médico não consegue controlar a doença após 4

a 6 semanas de tratamento

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

não devem ser consideradas como tudo incluído. O Checadas, embalado vermelho-sangue para transfusão de
O
O
não devem ser consideradas como tudo incluído. O Checadas, embalado vermelho-sangue para transfusão de

Checadas, embalado vermelho-sangue para transfusão de células ou oxihemoglobina em casos com severa baixa contagem de glóbulos vermelhos (grave anemia)

tratamento de suporte para os animais com distúrbio de coagulação do sangue (coagulopatia intravascular disseminada ou DIC), tais como heparina ou

ultra-baixa dose de aspirina junto com azatioprina e os esteróides melhorar significativamente a sobrevivência Esteróides-prednisona, inicialmente com uma dose elevada e, em seguida, gradualmente diminuída para a dose mais baixa eficaz; seguir a dosagem prescrita por veterinário do seu animal de estimação com cuidado, a dexametasona, pode ser usado ao invés de prednisona; seguir cronograma afinando semelhante

invés de prednisona; seguir cronograma afinando semelhante Drogas quimioterapêuticas, se aglomerem de vermelho-de

Drogas quimioterapêuticas, se aglomerem de vermelho-de sangue células, devido à presença de anticorpos (conhecido como "autoaglutinação") ou quebra muito brusca de Hemácias (conhecido como "hemólise superaguda") existe ou se a resposta à prednisona é pobre depois de 14-21 dias; drogas incluem a azatioprina, ciclofosfamida, clorambucilo ou (para gatos) Estudos têm mostrado nenhuma eficácia maior com a terapia de combinação de ciclofosfamida e prednisona versus usando prednisona

de ciclofosfamida e prednisona versus usando prednisona sozinho A Lefluomide pode ser útil em casos que

sozinho

A
A

Lefluomide pode ser útil em casos que não respondem ao tratamento médico

ciclosporina-diminui a resposta imune

Danazol para cães, não é recomendado em gatos como droga pode causar danos ao fígado

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Human γ -globulina Os cuidados de acompanhamento

Human γ-globulina

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Monitorar a frequência cardíaca, frequência respiratória, temperatura corporal e freqüência durante a internação Monitorar as reações adversas ao tratamento (como reações transfusionais e hiperhidratação [isto é, muito líquido]) Se os coágulos de sangue para os pulmões (tromboembolismo pulmonar) são suspeitos, monitorar freqüentemente radiografias de tórax e gasometria arterial (Medições dos níveis de oxigênio e gás carbônico no sangue arterial) Durante o primeiro mês de tratamento, verifique o volume globular ("P CV", uma forma de medir a percentagem de volume de vermelho-sangue células, em comparação com o volume de fluido de sangue) semanais até estável e, em seguida, a cada 2 semanas durante 2 meses; se ainda estável, recheck P CV mensais por 6 meses e, em seguida, 2 a 4 vezes por ano, verifica novamente pode precisar de ser mais frequentes se o paciente estiver em longo prazo de medicamentos Um hemograma completo (CBC) deve ser reavaliada pelo menos mensalmente durante o tratamento, especialmente se as drogas quimioterápicas são usados, se

especialmente se as drogas quimioterápicas são usados, se contagem de neutrófilos cai abaixo de 3.000 células
especialmente se as drogas quimioterápicas são usados, se contagem de neutrófilos cai abaixo de 3.000 células
especialmente se as drogas quimioterápicas são usados, se contagem de neutrófilos cai abaixo de 3.000 células

contagem de neutrófilos cai abaixo de 3.000 células / ml de sangue, interromper drogas quimioterapêuticas até que a contage m recupera e inicie drogas em uma dosagem menor; "neutrófilos" são um tipo de células sanguíneas brancas que combatem as infecções Os exames de sangue (como contagem de reticulócitos e teste de Coombs) podem ser monitoradas, caso o volume globular ("P CV", uma forma de medir

a

caso o volume globular ("P CV", uma forma de medir a a percentagem de volume de

a percentagem de volume de células vermelhas do sangue, em comparação com o volume de fluido de sangue) não está a aumentar como esperado

POSSÍVEIS COM complicações Os coágulos de sangue nos pulmões e outros órgãos (conhecido como "pulmonar e tromboembolismo de múltiplos órgãos") foram identificados em até 80% de todos os casos de necropsia

bloqueio da veia porta por um coágulo de sangue, a veia porta é a veia que transportam sangue a partir dos órgãos digestivos para o fígado (condição

conhecido como "trombose da veia porta") Distúrbio de coagulação do sangue (coagulopatia intravascular disseminada ou DIC); foi diagnosticado em 32% dos cães com imunomediada anemia hemolítica (IMHA) Batimentos cardíacos irregulares (conhecido como "arritmias cardíacas"), a morte dos tecidos do fígado (conhecido como "necrose hepática centrolobular"), e morte de túbulos renais (conhecido como "necrose tubular renal") secundária a baixos níveis de oxigênio no sangue e / ou tecidos (conhecido como " hipóxia ") Infecção secundária e inflamação / infecção do coração (conhecido como "endocardite")

do coração (conhecido como "endocardite") O Morte CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Imune mediada por
O
O
do coração (conhecido como "endocardite") O Morte CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Imune mediada por
do coração (conhecido como "endocardite") O Morte CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Imune mediada por
do coração (conhecido como "endocardite") O Morte CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Imune mediada por

Morte

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Imune mediada por anemia hemolítica (IMHA) e suas complicações (tal como uma desordem da coagulação sanguínea [intravascular disseminada coagulopatia ou DIC] e coágulos de sangue para os pulmões []) tromboembolismo pulmonar pode ser fatal Muito súbita da doença (conhecido como "superaguda") geralmente causada por aglomerem de vermelho-de sangue células, devido à presença de anticorpos (Autoaglutinação) ou quebra de vermelho-sangue células dentro dos vasos sanguíneos (conhecido como "hemólise intravascular") Doença (aguda) repentina normalmente causada por ruptura de vermelho-sangue células dentro dos vasos sanguíneos (hemólise intravascular) ou fora de sangue navios (hemólise extravascular) Longo prazo da doença (crônica) normalmente causada por ruptura de vermelho-sangue células fora dos vasos sanguíneos (hemólise extravascular) ou frio reagir anticorpos (tal como identificado no laboratório) Os níveis aumentados de bilirrubina (um pigmento biliar formado a partir de hemoglobina) no sangue (conhecido como "hiperbilirrubinemia"), medida a maior do que 5 mg / dL no sangue trabalho; aglomerem de sangue vermelho-células, devido à presença de anticorpos (autoaglutinação); quebra de vermelho-sangue células dentro dos vasos sanguíneos (hemólise intravascular); severamente baixa contagem de plaquetas (trombocitopenia); níveis baixos de albumina, uma proteína, no sangue (conhecido como "hipoalbuminemia") estão associados com um mau prognóstico Mortalidade global de 33,3% em cães; relatado como 23,5% em gatos Aglomerem de vermelho-de sangue células, devido à presença de anticorpos (autoaglutinação) está associada com até 50% de mortalidade Muito súbita quebra (superaguda) de vermelho-de sangue células (hemólise) está associada com até 80% de mortalidade Warm-reação imunológica mediada por anemia hemolítica (IMHA) tem um prognóstico reservado, de pacientes que sobrevivem ao período hospitalar (até 71%), a longo prazo o prognóstico é relativamente bom Cold-reacção imune mediada por anemia hemolítica (IMHA) é mais resistente a medicamentos para diminuir a resposta imunitária (conhecido como " drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA

drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
drogas imunossupressoras ") do que warm-reagir IMHA A resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses;
A
A

resposta ao tratamento pode levar semanas ou meses; imune mediada por anemia hemolítica (IMHA), em que a medula óssea não faz

responder adequadamente a produzir mais células vermelhas do sangue (conhecido como "anemia não regenerativa") pode ter um início mais gradual do que a típica IMHA e pode ser mais lento para responder ao tratamento

IMHA e pode ser mais lento para responder ao tratamento Distribuição de vermelho-sangue células (hemólise) pode

Distribuição de vermelho-sangue células (hemólise) pode recorrer, apesar do tratamento anterior ou atual

PONTOS-CHAVE

apesar do tratamento anterior ou atual PONTOS-CHAVE Imune mediada por anemia hemolítica (IMHA) e suas

Imune mediada por anemia hemolítica (IMHA) e suas complicações (tal como uma desordem da coagulação sanguínea [intravascular disseminada coagulopatia ou DIC] e coágulos de sangue para os pulmões []) tromboembolismo pulmonar pode ser fatal

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html Ao longo da vida pode ser necessário tratamento, ea doença

Ao longo da vida pode ser necessário tratamento, ea doença pode reaparecer Os efeitos colaterais do tratamento pode ser grave

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

O acetaminofeno TOXICIDADE

BASICS

VISÃO GERAL Resultados de proprietários sobredoses o paciente com over-the-counter medicamentos contendo paracetamol, medicamento destinado a controle da dor ou febre em humanos

medicamento destinado a controle da dor ou febre em humanos GENÉTICA Gatos-genética deficiência em um caminho

GENÉTICA

Gatos-genética deficiência em um caminho que quebra ou muda (metaboliza) drogas no fígado (conhecido como o glicuronídeo " via de conjugação "); faz os gatos vulneráveis à toxicidade acetaminofenodestinado a controle da dor ou febre em humanos GENÉTICA ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Gatos, cães Toxicidade da droga mais comum em gatos, muito menos freqüente em cães Cães jovens e pequenos e gatos-maior risco de proprietários-dadas medicamentos de dose única acetaminofeno

medicamentos de dose única acetaminofeno SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Pode

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Pode desenvolver-se 1-4 horas após a dosagem

P depressão rogressive

Respiração rápida

Escurecidas membranas mucosas (tecidos húmidos de corpo, tais como gomas) Babando (salivação)

Vômitos

A dor abdominal

Respiração rápida (taquipnéia) e coloração azulada da pele e tecidos úmidos do corpo (cianose) devido a um composto anormal (Metemoglobina) no sangue (metemoglobinemia) que interrompe a capacidade das células vermelhas do sangue para transportar oxigénio para o corpo Retenção de líquidos (edema)-face, patas e, possivelmente, forelimbs, depois de várias horas Cor de chocolate urina, devido à presença de sangue na urina (hematúria) ea presença de metemoglobina na urina (Methemoglobinuria); especialmente em gatos

na urina (Methemoglobinuria); especialmente em gatos Morte CAUSAS Sobredosagem Acetaminophen FATORES DE RISCO
na urina (Methemoglobinuria); especialmente em gatos Morte CAUSAS Sobredosagem Acetaminophen FATORES DE RISCO

Morte

CAUSAS Sobredosagem Acetaminophen

em gatos Morte CAUSAS Sobredosagem Acetaminophen FATORES DE RISCO Deficiências nutricionais de glucose e /

FATORES DE RISCO Deficiências nutricionais de glucose e / ou sulfato

A
A

administração simultânea de outros glutationa-deprimentes drogas

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Com metemoglobinemia-deve avaliar imediatamente; cuidados hospitalares Com urina escura ou com sangue ou descoloração amarelada da pele e tecidos úmidos do corpo (icterícia ou icterícia) internação- Gentil manuseio imperativo para pacientes clinicamente afetados

veterinário ele irá induzir vómitos (emese) e pode efectuar a lavagem do estômago (lavagem gástrica)-útil dentro de 4-6 horas de

ingestão de acetaminofeno Baixa contagem de sangue (anemia), sangue na urina (hematúria), ou a presença de hemoglobina na urina (hemoglobinúria)-pode exigir transfusão de sangue total Fluidoterapia para manter a hidratação e equilíbrio eletrolítico

T
T
para manter a hidratação e equilíbrio eletrolítico T A água potável deve estar disponível em todos
A
A

água potável deve estar disponível em todos os momentos

ATIVIDADE

deve estar disponível em todos os momentos ATIVIDADE Restringido DIETA Food-oferecido 24 horas após o início

Restringido

DIETA Food-oferecido 24 horas após o início do tratamento

em todos os momentos ATIVIDADE Restringido DIETA Food-oferecido 24 horas após o início do tratamento Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído. Carvão activado, administrado imediatamente após o veterinário induziu vómitos ou corado do estômago (lavagem gástrica) e depois de vomitar é controlada; carvão activado é utilizado para atrair e manter o acetaminofeno remanescente no tracto gastrointestinal N-acetilcisteína (Mucomyst) é administrado; considerado um antídoto para a toxicidade acetaminofeno Outros doadores de enxofre drogas-se N-acetilcisteína não disponível; sulfato de sódio 1% de azul de metileno metemoglobinemia solução de combates sem induzir a destruição das células vermelhas do sangue (conhecido como "crise hemolítica") Ácido ascórbico reduz lentamente metemoglobinemia

Ácido ascórbico reduz lentamente metemoglobinemia Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M
Ácido ascórbico reduz lentamente metemoglobinemia Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Acompanhamento clínico contínuo de metemoglobinemia Actividades enzimáticas de soro de fígado para monitorar danos no fígado Sangue glutationa evidência nível de fornecer a eficácia da terapiaACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Prevenções e evasão Nunca dar paracetamol aos gatos Dê atenção à dose acetaminofeno em cães; paracetamol só deve Nunca dar paracetamol aos gatos Dê atenção à dose acetaminofeno em cães; paracetamol só deve ser dada aos cães sob a supervisão de um veterinário

POSSÍVEIS COM complicações

Danos ao fígado e cicatriz resultante (fibrose)-pode comprometer a longo prazo da função hepática em pacientes recuperadossupervisão de um veterinário POSSÍVEIS COM complicações CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Rapidamente progressiva

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Rapidamente progressiva sinal metemoglobinemia sério Concentrações de metemoglobina superior a 50% sepultura-prognóstico P rogressively aumento das enzimas hepáticas 12-24 horas após a ingestão séria preocupação Espere sinais clínicos de persistir 12-48 horas e, devido a morte de metemoglobinemia possível a qualquer momento Cães e gatos recebem tratamento imediato que reverte metemoglobinemia e evita danos no fígado excessiva pode recuperar totalmente Os cães-morte, como resultado de danos no fígado pode ocorrer dentro de poucos dias Os gatos-morte, como resultado de metemoglobinemia ocorre 18-36 horas após a ingestão

PONTOS-CHAVE

Nunca dar paracetamol aos gatos O paracetamol só deve ser dada aos cães sob a supervisão de um veterinário Toxicidade da droga mais comum em gatos, muito menos freqüente em cães Ratamento T em pacientes clinicamente afetados pode ser prolongado e caro Atients P com lesões hepáticas podem exigir uma gestão prolongada e dispendiosadias Os gatos-morte, como resultado de metemoglobinemia ocorre 18-36 horas após a ingestão PONTOS-CHAVE Página 39

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Anisocoria

(Tamanho da Pupila DESIGUAL)

BASICS

VISÃO GERAL

ele pupila é a abertura circular ou elíptica, no centro da íris do olho; a luz passa através da pupila para atingir a parte de trásAnisocoria (Tamanho da Pupila DESIGUAL) BASICS VISÃO GERAL do olho (conhecido como "retina"); da íris é

do olho (conhecido como "retina"); da íris é a parte colorida ou pigmentada do olho-que pode ser castanho, azul, verde, ou uma mistura de cores

T
T

ele pupila contrai ou dilata (expande) com base na quantidade de luz que entra no olho; a pupila contrai com a luz brilhante

"Anisocoria" é uma desigualdade do tamanho da pupila no animal (por outras palavras, uma pupila é maior do que o outro)

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

Cães e gatosque o outro) ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies SINAIS / mudanças observadas na

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Alunos desiguais Pode ter outros sinais, com base na causa subjacente Alunos desiguais Pode ter outros sinais, com base na causa subjacente

CAUSAS

Doenças do Sistema Nervoso

Doença que afeta os nervos no olho (o nervo óptico, trato óptico e nervo oculomotor) ou parte do cérebro (conhecido como o "c erebelo")base na causa subjacente CAUSAS Doenças do Sistema Nervoso Ocula r (olho) Distúrbios A O inflamação

Ocula r (olho) Distúrbios

A O
A
O

inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris (conhecido como "uveíte anterior")

Doença do olho, em que a pressão dentro do olho é aumentada (conhecido como "glaucoma")

Diminuição do tecido da íris (conhecida como "atrofia da íris") ou mal desenvolvido íris (conhecida como "hipoplasia de íris")

tecido da cicatriz entre a íris eo cristalino do olho, (conhecido como "sinéquia posterior"), a lente é a estrutura que normalmente é clara diretamente

atrás da íris, que focaliza a luz que se move em direção à parte posterior do olho (retina) Medicamentos (como a atropina aplicada a apenas um olho, fazendo com que esse aluno para ampliar ou dilatar)

um olho, fazendo com que esse aluno para ampliar ou dilatar) Câncer Pupila espástica síndrome condição

Câncer

Pupila espástica síndrome condição em que os alunos alternativamente será desiguais em tamanho e em seguida, de tamanho norma l; pode estar associada com leucemia felina infecção pelo vírus (FeLV) em gatos

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Depende da doença subjacente

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Depende da doença subjacente MEDICAMENTOS Depende da doença subjacente Os cuidados de

MEDICAMENTOS

Depende da doença subjacenteÀ SAÚDE Depende da doença subjacente MEDICAMENTOS Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

Depende da doença subjacenteOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Prevenções e evasão Depende da doença subjacente Página

Prevenções e evasão

Depende da doença subjacenteOs cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Depende da doença subjacente Prevenções e evasão Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

POSSÍVEIS COM complicações

Depende da doença subjacentePOSSÍVEIS COM complicações CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Depende da doença subjacente

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO

Depende da doença subjacenteDepende da doença subjacente CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO PONTOS-CHAVE T ele pupila é a abertura

PONTOS-CHAVE

T ele pupila é a abertura circular ou elíptica, no centro da íris do olho "Anisocoria" é uma desigualdade do tamanho da pupila no animal (por outras palavras, uma pupila é maior do que o outro)Depende da doença subjacente CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Depende da doença subjacente PONTOS-CHAVE Página 41

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Falta de apetite (anorexia)

BASICS

VISÃO GERAL Falta ou perda de apetite para o alimento; pode ser parcial ou completa falta de apetite; resultados anorexia na ingestão de alimentos diminuída, o que então leva à perda de peso Fome é despertada pela necessidade do corpo por alimentos "P seudoanorexia" é a dificuldade na tomada de preensão de alimentos ou de engolir, o que resulta na ingestão de alimentos diminuiu em vez de uma perda real de apetite; "pseudo-" se refere a "falsa", de modo que o termo "pseudoanorexia" é "falsa falta de apetite"

"pseudoanorexia" é "falsa falta de apetite" ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães e
"pseudoanorexia" é "falsa falta de apetite" ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães e

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies Cães e gatos

SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães e gatos SINAIS / mudanças observadas na AL

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Recusa de comer; falta de apetite é associado fortemente com a doença

falta de apetite é associado fortemente com a doença Atients P com distúrbios disfunção causando dor

Atients P com distúrbios disfunção causando dor ou da, garganta rosto, pescoço (orofaringe) e esôfago (o tubo da garganta para do estômago) pode exibir o interesse em comida, mas não pode comer-esses pacientes são referidos como sendo "pseudoanorectic" Animais carentes sentido do olfato (conhecido como "anosmia") muitas vezes não mostram comportamento sniffing

A
A

perda de peso

Os sinais clínicos variam dependendo da causa subjacente; eles podem incluir febre; gengivas pálidas e outros tecidos do corpo; amarelado descoloração nas gengivas e tecidos úmidos do corpo (conhecidas como "icterícia" ou "icterícia"), dor, alterações no tamanho do órgão, mudanças no olhos, inchaço abdominal ou ampliação, dificuldade em respirar (conhecido como "dispnéia"); coração abafado e sons pulmonares; pulmonar anormal sons, sopros cardíacos, ea presença de tumores "P" seudoanorectic pacientes geralmente exibem perda de peso, mau hálito (conhecido como "mau hálito"); salivação excessiva, dificuldade em tomar apossar de comida e mastigar os alimentos, e dor ao engolir

apossar de comida e mastigar os alimentos, e dor ao engolir CAUSAS La ck de apetite

CAUSAS La ck de apetite (anorexia) Quase todo o processo da doença generalizada (sistêmica) pode causar falta de apetite (anorexia)

P
P

sychological falta de apetite alimentar que não é saboroso; alimento que o animal ou evita desgostos (conhecido como "aversão alimentar"), estresse,

alterações na rotina e ambiente

A P
A
P

Anormalidades no pH de sangue e tecidos do corpo (conhecido como "ácido-base desordens")

insuficiência cardíaca

Oisons P e medicamentos

ain

Doença (endócrina) hormonal e doença causada pelo acúmulo de produtos químicos ou compostos, normalmente produzidos pelo corpo (conhecido como "doença metabólica")

pelo corpo (conhecido como "doença metabólica") Câncer Doenças infecciosas (como a doença viral ou

Câncer

Doenças infecciosas (como a doença viral ou bacteriana) Doenças causadas pela resposta imunológica anormal (conhecido como "imune mediada por doença") Doenças das vias respiratórias e pulmões (conhecida como "doença respiratória") ou do estômago e dos intestinos (conhecida co mo "doença gastrointestinal

")

A
A

Doenças dos músculos, ossos e nervos

falta de apetite relacionada com o envelhecimento

Causas diversas, tais como a doença de movimento, temperatura ambiente de alta

Fa Falta lse de apetite (Pseudoanorexia) Qualquer doença que causa dor ou dificuldade em tomar espera de comida e mastigar os alimentos e engolir Inflamação da boca (conhecido como "estomatite"), inflamação da língua (conhecido como "glossite"), inflamação das gengivas (Conhecido como "gengivite"), inflamação da garganta (conhecido como "faringite") e inflamação do esófago (o tubo do garganta para o estômago; condição conhecida como "esofagite")-estes podem ser causadas por agentes físicos, materiais cáusticos, bacterianas ou virais infecções, corpos estranhos, doenças imunomediadas, os níveis de excesso de uréia e outros resíduos nitrogenados no sangue (conhecido como "Uremia" ou "azotemia") Distúrbios envolvendo os tecidos por trás da garganta (conhecido como "distúrbios retrofaríngeos"), tais como aumento dos gânglios linfáticos (conhecido como " linfadenopatia "), abscesso; acumulação localizada ou massa do sangue (conhecido como" hematoma "); ou saliva contendo cisto (conhecido como" sialocele ") Doença dentária ou inflamação / infecção das gengivas e tecidos de suporte dos dentes (conhecida como "doença periodontal") Abscesso localizado atrás do globo ocular (conhecida como "retrobulbar abscesso") Câncer que envolve a boca, língua, garganta ou esôfago (o tubo da garganta para o estômago) Doenças do sistema nervoso (como raiva e central lesões do sistema nervoso)

da garganta para o estômago) Doenças do sistema nervoso (como raiva e central lesões do sistema
da garganta para o estômago) Doenças do sistema nervoso (como raiva e central lesões do sistema
da garganta para o estômago) Doenças do sistema nervoso (como raiva e central lesões do sistema

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Distúrbios dos músculos e / ou ossos da cabeça (os exemplos incluem miosite mastigatória, a doença da articulação temporomandibular, fraturas, craniomandibular osteopatia, miastenia gravis, botulismo, e acalasia do cricofaríngeo)

Câncer da glândula salivar ou inflamaçãomiastenia gravis, botulismo, e acalasia do cricofaríngeo) TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE T ele pilar do tratamento

cricofaríngeo) Câncer da glândula salivar ou inflamação TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE T ele pilar do tratamento

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

T
T

ele pilar do tratamento destina-se a identificar e corrigir a doença de base

Terapia sintomática inclui a atenção para as necessidades de fluidos e eletrólitos, a redução do estresse ambiental, e modificação da dieta para melhorar a palatabilidade (palatabilidade)

T
T

astiness (palatabilidade) pode ser melhorada pela adição de coberturas aromatizado (tais como caldo de galinha e de bovino), tempero com condimentos (tal

como alho em pó), aumentando o teor de gordura ou de proteína do alimento, e aquecendo a comida à temperatura do corpo Como regra geral, os cães e gatos com doença debilitante não deve ir sem alimento durante mais de 3 a 5 dias antes de iniciar alguns tipo de suplementação alimentar (como a alimentação forçada, alimentação por sonda ou alimentação intravenosa)

alimentação por sonda ou alimentação intravenosa) DIETA T Asty (palatável) dieta Pode tentar diferentes

DIETA

T
T

Asty (palatável) dieta

Pode tentar diferentes consistências de alimentos mingau, alimentos rígido; alimentos moles; avaliar o que é melhor aceite

CIRURGIA Colocação cirúrgica de um tubo de alimentação pode ser necessário

cirúrgica de um tubo de alimentação pode ser necessário MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

A
A

Diazepam e oxazepam são estimulantes do apetite de ação curta (com propriedades sedativas), usado em gatos

Ciproheptadina, um anti-histamínico, tem sido utilizado como um estimulante do apetite com sucesso misturado (dar 10 a 20 minutos antes da alimentação) Medicamentos para aliviar a dor (conhecido como "analgésicos") pode promover o apetite em condições dolorosas

metoclopramida, ranitidina, eritromicina, ou pode ser útil, se a falta de apetite (anorexia) está associada a anormalidades no

músculos ou a função do estômago ou intestinos Medicamentos para controlar vômitos ou náuseas (conhecido como "antieméticos") são úteis para diminuir náuseas associada a fa lta de apetite (Anorexia); exemplos incluem proclorperazina ou metoclopramida

exemplos incluem proclorperazina ou metoclopramida Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M O

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

O
O

peso corporal, escore de condição corporal (ECC) avaliação (estimativa do status de peso [abaixo ou acima do peso] em relação ao peso normal),

e determinação de hidratação

relação ao peso normal), e determinação de hidratação Retorno de apetite Prevenções e evasão Alimente

Retorno de apetite

Prevenções e evasão Alimente altamente saborosa dieta (palatável)

e evasão Alimente altamente saborosa dieta (palatável) POSSÍVEIS COM complicações Desnutrição, desidratação

POSSÍVEIS COM complicações Desnutrição, desidratação e perda de peso extrema com perda de massa muscular (conhecido como "caquexia") são mais prováveis; estas complicações pode aumentar a gravidade da doença subjacente Uma perda de mais de 25% a 30% de proteína corpo afecta negativamente o sistema imunológico e da força muscular, e os resultados de morte de infecção e / ou insuficiência pulmonar Doença em que as gorduras e os lípidos (compostos que contêm gorduras ou óleos) acumulam no fígado (condição conhecida como "hepática felina lipidose ") é uma complicação possível da falta de apetite (anorexia) em gatos obesos Composição do revestimento intestinal (mucosa) de barreira é uma preocupação em pacientes debilitados, a barreira mucosa intestinal protege o corpo uma vez que actua para impedir que as bactérias e toxinas de entrar no corpo através do tracto intestinal

e toxinas de entrar no corpo através do tracto intestinal CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia
e toxinas de entrar no corpo através do tracto intestinal CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia
e toxinas de entrar no corpo através do tracto intestinal CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia
e toxinas de entrar no corpo através do tracto intestinal CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia com a causa subjacente

de entrar no corpo através do tracto intestinal CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Varia com a

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

PONTOS-CHAVE

http://www.processtext.com/abcmerge.html PONTOS-CHAVE Falta ou perda de apetite para o alimento; pode ser parcial

Falta ou perda de apetite para o alimento; pode ser parcial ou completa falta de apetite; resultados anorexia na ingestão de alimentos diminuída, o que então leva à perda de peso Fome é despertada pela necessidade do corpo por alimentos "P seudoanorexia" é a dificuldade na tomada de preensão de alimentos ou de engolir, o que resulta na ingestão de alimentos diminuiu em vez de uma perda real de apetite T ele pilar do tratamento destina-se a identificar e corrigir a doença de base

de uma perda real de apetite T ele pilar do tratamento destina-se a identificar e corrigir
de uma perda real de apetite T ele pilar do tratamento destina-se a identificar e corrigir

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Antebraquial DEFORMIDADES CRESCIMENTO

(Desenvolvimento anormal dos membros anteriores IN animais em crescimento)

BASICS

VISÃO GERAL Forelimbs forma anormal e / ou deslocamento do cotovelo ou do carpo (conjunto entre a pata dianteira e antebraço) fora do normal alinhamento que resultam de um desenvolvimento anormal dos ossos (rádio ou ulna) na pata dianteira do animal em crescimento

(rádio ou ulna) na pata dianteira do animal em crescimento GENÉTICA Skye terriers-relatada como uma característica

GENÉTICA Skye terriers-relatada como uma característica recessiva hereditária Os cães, como basset hounds e dachshunds, com Skye terriers-relatada como uma característica recessiva hereditária Os cães, como basset hounds e dachshunds, com "normais" curtas, pernas arqueadas são conhecidos como "chondrodysplastic raças," estas raças podem ser mais propensos a ter alinhamento inadequado dos ossos (desalinhamento) no cotovelo do que outras raças

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies Cães e gatos

SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães e gatos Predileções raça Forma recessiva Skye terriers-herdável

Predileções raça Forma recessiva Skye terriers-herdável Chondrodysplastic e brinquedo-breed cães (especialmente cães basset, Dachshunds, Lhasa Apso, P ekingese, terrier Jack Russell) - pode ser mais propensos a ter alinhamento inadequado dos ossos (desalinhamento) no cotovelo do que outras raças Gigante da raça-cães (tais como grandes dinamarqueses, wolfhounds)-anormal desenvolvimento pode ser induzido pelo rápido crescimento, devido à excessiva ou nutrição desequilibrada, ou por desordens ósseas em cães jovens, em crescimento, tais como osteocondrite dissecante (OCD) ou hipertrófica osteodistrofia (DOH)

dissecante (OCD) ou hipertrófica osteodistrofia (DOH) M ea n Idade um nd Ra ESL Causas T
dissecante (OCD) ou hipertrófica osteodistrofia (DOH) M ea n Idade um nd Ra ESL Causas T

M ea n Idade um nd Ra ESL Causas T raumatic pode levar a deformidades antebraço (antebraço) de crescimento a qualquer momento durante a fase ativa do crescimento dos ossos Articulação do cotovelo anormal de fato ocorre durante o crescimento, no entanto, não pode ser reconhecida até tornar-se secundárias alterações artríticas grave, ocasionalmente em vários anos de idade

artríticas grave, ocasionalmente em vários anos de idade SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM O

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM

O

como "placas de crescimento." áreas T stas geralmente continuar a produzir osso até que os ossos são totalmente desenvolvida, momento em que, nenhum crescimento adicional é necessário. O s placas de crescimento, em seguida, "close" e tornar-se parte do osso. Se algo acontecer com a placa de crescimento antes que o osso é totalmente desenvolvido, pode fechar prematuramente. Se apenas um dos dois ossos da pata dianteira é afectado, o osso outro continua a crescer, causando a perna para ficar deformados. Se apenas um lado de uma placa de crescimento fecha prematuramente, o osso vai continuar a cre scer no lado oposto

lado, levando a curva do osso. Sinais e os resultados do exame físico são determinados através da qual o osso é afectada inicialmente e pelo localização do fecho prematuro da placa de crescimento. Mais-limbed cães-pata dianteira deformidades geralmente mais comum Shorter-limbed cães, tendem a desenvolver mais graves malalignments conjuntas

s membros anteriores é composto por dois ossos longos de o rádio ea ulna. T ele ossos longos do corpo crescem em comprimento em áreas específicas, conhecidas

T
T

Idade na época do fechamento prematuro das placas de crescimento ósseo afeta o grau relativo de deformidade pata dianteira e desalinhamento articular

Rauma ao membro anterior em uma deformidade do membro crescimento animal-progressivo ou claudicação 2-4 semanas após a lesão; proprietário pode não estar ciente

de evento causador

proprietário pode não estar ciente de evento causador Malalignments de cotovelo lentamente desenvolvimento início

Malalignments de cotovelo lentamente desenvolvimento início progressivo de claudicação em uma ou ambas as patas dianteiras, mais evidente após o exercício

Physica l ção Exa Achados Mina 1. Prem Encerramento tura da placa de crescimento do Raio

A
A

Membro-afectada significativamente menor do que o normal, forelimb oposto

gravidade da claudicação-depende do grau de articulação anormalidade

Fechamento completo simétrica de placa menor crescimento do membro raio-hetero pode observar com um espaço alargado na articulação entre

raio e do carpo (carpo radial); pode notar arco caudal de rádio e ulna Fechamento assimétrico da placa de crescimento medial inferior da deformidade raio-pata dianteira em que a perna é torcido ou dobrado para dentro

o

dianteira em que a perna é torcido ou dobrado para dentro o direcção do centro do

direcção do centro do corpo (varo deformidade angular); rotação ocasionalmente para dentro Encerramento da placa de crescimento lateral inferior da deformidade raio-pata dianteira em que a perna está torcido ou dobrado para longe da centro do corpo (deformidade angular valgo); rotação externa

na

do corpo (deformidade angular valgo); rotação externa na Encerramento da placa de crescimento superior do raio
do corpo (deformidade angular valgo); rotação externa na Encerramento da placa de crescimento superior do raio

Encerramento da placa de crescimento superior do raio com o crescimento contínuo do cúbito deformidade-da articulação do cotovelo com espaços aumento entre os ossos do cotovelo 2. Prem Encerramento tura da placa de crescimento do Baixo Ulna (ulna distal) Deformidades T rês da parte inferior do raio (distai), pode resultar, levando à perna dianteira sendo torcido ou dobrado para o lado (valgo), curvando-se para a frente da perna (cranial curvando ou deformidade curvus) e rotação externa (supinação) Encurtamento relativa de comprimento do membro em comparação com o membro oposto normalmente crescente

em comparação com o membro oposto normalmente crescente P deslocamento artial (caudolateral subluxação) da
P
P

deslocamento artial (caudolateral subluxação) da articulação entre o rádio eo carpo (conjunto radial do carpo) e movimento anormal

da articulação do cotovelo devido ao alinhamento inadequado dos ossos (desalinhamento) podem ocorrer, causa claudicação e limitação dolorosa da articulação

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

movimento

CAUSAS

T
T

Rauma

Base de desenvolvimento Base nutricional

FATORES DE RISCO Trauma forelimb Suplementação dietética excessiva Trauma forelimb Suplementação dietética excessiva

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

T O
T
O

Predisposição genética, que não criam animais com desenvolvimento, crescimento anormal da pata dianteira

placa de crescimento raumatic danos não-visto no momento da lesão, revelou 2-4 semanas mais tarde

tratamento cirúrgico é recomendado, logo que possível após o diagnóstico

ATIVIDADE Exercer restrição reduz o dano articular; retarda a progressão da artrite

reduz o dano articular; retarda a progressão da artrite DIETA Diminuir suplementação nutricional em raça

DIETA Diminuir suplementação nutricional em raça gigante-cães-retarda rápido crescimento; pode reduzir a probabilidade de desenvolvimento anormal da perna da frente Evite excesso de peso, ajuda a controlar a dor artrítica resultante de desalinhamento articular e uso excessivo

resultante de desalinhamento articular e uso excessivo CIRURGIA P fechamento da placa remature crescimento da parte
resultante de desalinhamento articular e uso excessivo CIRURGIA P fechamento da placa remature crescimento da parte

CIRURGIA

P
P

fechamento da placa remature crescimento da parte inferior do cúbito em um paciente com menos de 5-6 meses de idade (com uma quantidade significativa do crescimento

radial potencial remanescente)-tratada com um procedimento cirúrgico em que uma secção do cúbito é removido (ostectomia ulnar segmentar) para permitir a ulna para alongar como o raio continua a crescer em comprimento, deformidades em valgo de 25 ° ou menos espontaneamente podem corrigir e não pode requer cirurgia adicional, muitos pacientes, bem como aqueles com mais deformidades graves muitas vezes exigem uma segunda correção cirúrgica após eles têm amadurecido

P
P

fechamento da placa remature crescimento do raio ou ulna vista em um paciente adulto (isto é, um com pouca ou nenhuma potencial de crescimento) requer

correção da deformidade cirúrgico, o realinhamento articular, ou ambos -Correcção pode deformidade ser realizado com uma variedade de cirúrgicos óssea de corte de técnicas, o osso, em seguida, pode ser estabilizado com dispositivos de fixação; deve corrigir tanto deformidades rotacionais e angulares, a cirurgia é realizada no ponto de maior curvatura Desalinhamento articular (principalmente cotovelo)-deve corrigir para minimizar o desenvolvimento da artrite (principal causa de claudicação); obter ótimo alinhamento junta usando uma técnica de corte cirúrgico óssea ou encurtando maior dos dois ossos Significativo do membro comprimento técnica discrepâncias-cirúrgico de ossos de corte do osso reduzido, o que é, depois, progressivamente e lentamente alongada (distraído), utilizando um sistema de fixador externo (conhecido como "distração osteogênica") para criar comprimento do osso novo

osteogênica") para criar comprimento do osso novo MEDICAMENTOS Anti-inflamatórios-sintomática tratamento da
osteogênica") para criar comprimento do osso novo MEDICAMENTOS Anti-inflamatórios-sintomática tratamento da
osteogênica") para criar comprimento do osso novo MEDICAMENTOS Anti-inflamatórios-sintomática tratamento da

MEDICAMENTOS

para criar comprimento do osso novo MEDICAMENTOS Anti-inflamatórios-sintomática tratamento da artrite

Anti-inflamatórios-sintomática tratamento da artrite Nutraceuticals (tais como glucosamina) pode ajudar a minimizar os danos da cartilagem e do desenvolvimento da artrite; podem ser anti-inflamatória e pode aliviar a dor

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M

P P
P
P

ostoperative depende de tratamento cirúrgico

eriodic checkups-avaliação do estado artrítica e anti-inflamatória

Prevenções e evasão

A
A

criação seletiva de raças suscetíveis

Evite alimentar sobre o suplemento em rápido crescimento da raça gigante-cães

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

POSSÍVEIS COM complicações Rotineiramente visto com várias técnicas cirúrgicas de corte de osso e de fixação (tal como a infecção, a falta de cura do osso [não união da osteotomia], metal pin [fixador] inflamação do aparelho digestivo)

metal pin [fixador] inflamação do aparelho digestivo) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Geralmente, os melhores

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Geralmente, os melhores resultados observados com o diagnóstico precoce e artrite-tratamento cirúrgico minimiza P ulnar remature fechamento tende a ser mais fácil de gerir, produz melhores resultados Alongamento ósseo por distração osteogênica requer tratamento pós-operatório extensa pelo veterinário e proprietário; alta taxa de complicaçõesCURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO

PONTOS-CHAVE

e proprietário; alta taxa de complicações PONTOS-CHAVE Deformidades de crescimento do antebraço são relatados

Deformidades de crescimento do antebraço são relatados para ser herdada em Skye terriers e pode ser herdada nas raças de chondrodysplastic cães Danos na placa de crescimento não é aparente no momento do trauma forelimb e diagnóstico é muitas vezes feita de 2-4-semana após uma lesão Desalinhamento articular e artrite resultante são as principais causas de claudicação Tratamento cirúrgico precoce geralmente leva a um melhor prognóstico

as principais causas de claudicação Tratamento cirúrgico precoce geralmente leva a um melhor prognóstico Página 47

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Uveíte anterior EM GATOS

(Inflamação da parte frontal do olho, incluindo a IRIS)

BASICS

VISÃO GERAL

inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris (conhecido como "uveíte anterior"); da íris é a parte colorida ou pigmentada de

olho-que pode ser castanho, azul, verde, ou uma mistura de cores Pode estar associada com a inflamação coexistente da parte posterior do olho, incluindo a retina; a retina contém o sensíveis à luz bastonetes e cones e outras células que convertem imagens em sinais e enviar mensagens para o cérebro, para permitir a visão Pode envolver apenas um olho (conhecido como "uveíte anterior unilateral") ou ambos os olhos (conhecido como "uveíte anterior bilateral")

o

A
A
(conhecido como "uveíte anterior bilateral") o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Gatos
(conhecido como "uveíte anterior bilateral") o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Gatos

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Gatos M ea n Idade um

Gatos

M ea n Idade um nd Ra ESL

A
A

média de idade de 7 a 9 anos

Qualquer idade podem ser afetadas

Predominam Sexo nt Os machos castrados e machos são afetadas mais comumente do que as fêmeas

e machos são afetadas mais comumente do que as fêmeas SINAIS / mudanças observadas na AL

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Nublado olho, devido à acumulação de fluidos na parte transparente do olho (conhecido como "edema da córnea"); nebulosidade de humor aquoso (aquosa " humor "é o líquido transparente que enche a parte da frente do globo ocular), devido ao teor de proteína aumentada e suspenso detritos celulares (Condição conhecida como "flare aquoso"); acúmulo de células brancas do sangue na câmara anterior do olho (condição conhecida como " hipópio ")

do olho (condição conhecida como " hipópio ") P ainful ou desconfortável oculares sinais incluem
P
P

ainful ou desconfortável oculares sinais incluem estrabismo intermitente ou espasmódica (conhecido como "blefaroespasmo"); evasão de luz (conhecido

como "fotofobia"); ou esfregar o olho Olhos vermelhos Perda de visão variável Secreção do olho; geralmente lacrimejamento, podem ter de muco e / ou pus na descarga

lacrimejamento, podem ter de muco e / ou pus na descarga Keratic precipita agregados de células

Keratic precipita agregados de células inflamatórias que aderem às várias áreas do revestimento interno da córnea (conhecido como "córnea endotélio "); a córnea é a camada clara exterior da frente do olho Desenvolvimento de vasos sanguíneos na parte transparente do olho (conhecido como "a vascularização da córnea") Pupila pequena ou apertado, muitas vezes resistente a tratamento médico para dilatar a pupila Inchaço da íris Pressão diminuída no interior do olho (conhecido como "pressão intra-ocular» [PIO]) é consistente com uveíte anterior, mas não é observado em todos os casos

O
O

tecido da cicatriz entre a íris eo cristalino do olho, (conhecido como "sinéquia posterior"), a lente é a estrutura que normalmente é clara diretamente

atrás da íris, que focaliza a luz que se move em direção à parte posterior do olho (retina)

O
O

acúmulo de células sanguíneas brancas (hipópio), glóbulos vermelhos (conhecida como "hifema"), ou de fibrina na câmara anterior do olho

Longo prazo (crônica) alterações podem incluir variação de cor da íris, o desenvolvimento de cataratas (opacidade na lente normalmente clara, impedindo a passagem da luz para a parte posterior do olho [retina]); movimento da lente para fora da sua posição normal (conhecido como "lente luxação "); glaucoma secundário (em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular] é aumentada secundária a inflamação na

a parte da frente do olho); e amolecimento e perda ot tecido do globo ocular (conhecido como "phthisis bulbi")

CAUSAS

ocular (conhecido como "phthisis bulbi") CAUSAS Infecções fúngicas ou infecciosa-micótica (tais como
ocular (conhecido como "phthisis bulbi") CAUSAS Infecções fúngicas ou infecciosa-micótica (tais como
ocular (conhecido como "phthisis bulbi") CAUSAS Infecções fúngicas ou infecciosa-micótica (tais como

Infecções fúngicas ou infecciosa-micótica (tais como Blastom yces, Cryptococcus Neoform ans, Coccidiodes im ite m, Histoplasma um capsulatum ), Infecção por protozoários (toxoplasma um gondii); infecção bacteriana (de qualquer doença generalizada causada pela propagação de bactérias em

o sangue [conhecida como "septicemia" ou "envenenamento do sangue"]); infecção viral (vírus da imunodeficiência felina [FIV}, vírus da leucemia felina

[FeLV] coronavírus felino); infecção parasitária (devido à invasão de larvas parasitárias para os tecidos do olho) Causa desconhecida (por isso chamado de "doença idiopática")-linfocítico-plasmocitária uveíte, inflamação da parte frontal do olho (Incluindo a íris), caracterizado pela presença de linfócitos e células plasmáticas; linfócitos são um tipo de células sanguíneas brancas que são formada em tecidos linfáticos em todo o corpo; linfócitos estão envolvidos no processo imunitário; células plasmáticas ou plasmócitos são um tipo especializado de células sanguíneas brancas; células plasmáticas são linfócitos que foram alterados para produzir imunoglobulina, uma proteína imune ou anticorpo necessária para combater a doença Reação imune às proteínas das lentes (devido à catarata ou trauma da lente)

Câncer-tumores primários do olho (tais como o melanoma difuso da íris, sarcoma de ocular); tumores secundários (como o linfoma), devido à propagação do câncer (metástase) Metabólico-aumento dos níveis de lipídios (compostos que contêm gorduras ou óleos) no sangue (conhecido como "hiperlipidemia"); aumento da proteína no sangue levando a sludging do sangue (conhecido como "hiperviscosidade"); generalizada (sistêmica) de pressão arterial elevada (hipertensão) Trauma-Diversos; desordem da córnea (a camada clara exterior da frente do olho), caracterizado pela presença de úlceras, com ou sem inflamação (condição conhecida como "ceratite ulcerativa"), abscesso envolvendo a córnea (conhecida como estro ma "corneal

como "ceratite ulcerativa"), abscesso envolvendo a córnea (conhecida como estro ma "corneal Página 48
como "ceratite ulcerativa"), abscesso envolvendo a córnea (conhecida como estro ma "corneal Página 48

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

abscesso "); presença de venenos ou toxinas no sangue (conhecido como" toxemia ") de qualquer causa

FATORES DE RISCO Nenhum específico Supressão da capacidade de desenvolver uma resposta imune normal (conhecido como "supressão imunológica") e localização geográfica pode aumentar a incidência de certas causas infecciosas de inflamação da parte da frente do olho, incluindo o (uveíte anterior) íris

da frente do olho, incluindo o (uveíte anterior) íris TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE Gestão médica

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE

Gestão médica ambulatorial geralmente suficienteo (uveíte anterior) íris TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE ATIVIDADE Não há alterações indicado na maioria dos

ATIVIDADE Não há alterações indicado na maioria dos casos Exposição reduzida a luz brilhante pode aliviar o desconforto

reduzida a luz brilhante pode aliviar o desconforto DIETA Não ocorreram alterações indicadas CIRURGIA

DIETA Não ocorreram alterações indicadas

o desconforto DIETA Não ocorreram alterações indicadas CIRURGIA Nenhum na maioria dos casos Instâncias

CIRURGIA Nenhum na maioria dos casos

alterações indicadas CIRURGIA Nenhum na maioria dos casos Instâncias específicas que requerem intervenção

Instâncias específicas que requerem intervenção cirúrgica incluem a remoção de lentes de ruptura e tratamento cirúrgico de glaucoma secundário (Em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular] é aumentada secundária a inflamação na parte da frente do olho)

A
A

longo prazo a inflamação (crónica) da parte da frente do olho, incluindo a íris (uveíte anterior), levando a glaucoma secundário

geralmente exige a remoção cirúrgica (conhecido como "enucleação") do globo ocular afetado (s)

A
A

remoção cirúrgica (enucleação) do globo ocular é recomendada em gatos com inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris

(Uveíte anterior), relacionada ao câncer do (melanoma difuso da íris) íris

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

Esteróides

T
T

esteróides opical são medicamentos que são aplicados directamente ao olho, tais como acetato de prednisolona 1% e 0,1% de dexametasona; outro

esteróides tópicos, tais como a hidrocortisona (betametasona,) são menos eficazes no tratamento da inflamação no interior do olho paragem do esteróides tópicos abruptamente pode resultar em recuperação da inflamação do olho Esteróides subconjuntivais são medicamentos que são administrados por injecção nos tecidos úmidos ao redor do olho (conhecido como o " conjuntiva "), tais como de acetonida de triamcinolona e metilprednisolona, muitas vezes não é necessária; pode ser utilizado em casos graves, seguido por tópicos e / ou sistêmico anti-inflamatórios Esteróides sistémicos são medicamentos que são administrados por injecção ou por via oral (por via oral), tais como prednisona; deve ser utilizado apenas se generalizadas (sistémica) infecções têm sido eliminada como possível causa da inflamação da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior)

da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior) Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs)
da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior) Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs)

Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs) AINEs T opical são medicamentos aplicados diretamente para os olhos, como flurbiprofeno e diclofenaco NSAIDs sistémicos são medicamentos administrados por injecção ou por via oral (por via oral); um exemplo é a aspirina (ácido acetilsalicílico não deve ser administrado ao mesmo tempo que os esteróides sistémicos e deve ser evitada se o sangue está presente na parte da frente do olho [hifema]) Topica l M ydria tic / M cicloplégicos ção edica (para dilatar a pupila e dimi si aa em no olho) Sulfato de atropina 1%, aplicado diretamente ao olho para dilatar a pupila e para diminuir a dor no olho; atropina é muito amargo e se gato obtém medicação na sua boca, salivação excessiva será visto; pomada é preferido sobre solução em gatos, uma vez que provoca menos babar

sobre solução em gatos, uma vez que provoca menos babar Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO
sobre solução em gatos, uma vez que provoca menos babar Os cuidados de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Recheck em 3 a 7 dias, dependendo da gravidade da doença

de acompanhamento ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Recheck em 3 a 7 dias, dependendo da gravidade da

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

P
P

ressure dentro do olho (pressão intra-ocular ou PIO) devem ser monitorizados a recheck para detectar glaucoma secundário (na qual o

pressão dentro do olho é aumentada secundária a inflamação na parte da frente do olho)

Frequência de rechecks subsequentes ditada pela gravidade da doença e da resposta ao tratamentosecundária a inflamação na parte da frente do olho) POSSÍVEIS COM complicações Generalizadas (sistémica)

POSSÍVEIS COM complicações Generalizadas (sistémica) complicações ocorrem como um resultado da causa sistémica da inflamação da frente do olho, incluindo o iris (uveíte anterior) Complicações envolvendo o olho incluem glaucoma secundário (em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular ou PIO] é aumentou secundária a inflamação na parte frontal do olho)-comum complicação a longo prazo de uveíte (crónica) em gatos;

catarata secundária (opacidade na lente normalmente clara, impedindo a passagem de luz para a parte de trás do olho [retina]) para o desenvolvimento;

o movimento da lente para fora da sua posição normal (luxação); descolamento da retina, e amolecimento e perda ot tecido do globo ocular (Phthisis bulbi)

e perda ot tecido do globo ocular (Phthisis bulbi) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Prognóstico reservado
e perda ot tecido do globo ocular (Phthisis bulbi) CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Prognóstico reservado

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Prognóstico reservado para o olho afetado (s) Depende da doença subjacente e resposta ao tratamento

(s) Depende da doença subjacente e resposta ao tratamento Gatos com doença subjacente tratável (tais como

Gatos com doença subjacente tratável (tais como a toxoplasmose) são mais susceptíveis de ter resultado favorável para o olho do que aqueles com idiopática uveíte linfocítico-plasmocitária ou condição subjacente intratável (como peritonite infecciosa felina [FIP] felino,

O vírus da imunodeficiência [FIV])

PONTOS-CHAVE

P
P

OTENCIAL de generalizadas (sistémica) doenças causando sinais de inflamação da parte da frente do olho, incluindo a (íris anterior

uveíte) e, portanto, o teste diagnóstico apropriado é importante Além disso para o tratamento sintomático de inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris (anterior uveíte), tratamento de doença de base (quando possível) é fundamental para um resultado positivo

(quando possível) é fundamental para um resultado positivo A aderência ao tratamento e acompanhamento recomendações
A
A

aderência ao tratamento e acompanhamento recomendações pode reduzir a probabilidade de complicações

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Uveíte anterior EM CÃES

(Inflamação da parte frontal do olho, incluindo a IRIS)

BASICS

VISÃO GERAL

inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris (conhecido como "uveíte anterior"); da íris é a parte colorida ou pigmentada de

olho-que pode ser castanho, azul, ou uma mistura de cores Pode estar associada com a inflamação coexistente da parte posterior do olho, incluindo a retina; a retina contém o sensíveis à luz bastonetes e cones e outras células que convertem imagens em sinais e enviar mensagens para o cérebro, para permitir a visão Pode envolver apenas um olho (conhecido como "uveíte anterior unilateral") ou ambos os olhos (conhecido como "uveíte anterior bilateral")

o

A
A
(conhecido como "uveíte anterior bilateral") o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães
(conhecido como "uveíte anterior bilateral") o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães

ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL

Espécies

o A ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL Espécies Cães Predileções raça Nenhum para a

Cães

Predileções raça Nenhum para a maioria das causas Inflamação da parte frontal do olho (uveíte anterior) associada com cistos que podem ser flutuante livre ou ligado à íris (Conhecido como "cistos iridociliares") no golden retriever (os chamados "uveíte golden retriever") Aumento da incidência de síndrome uveodermatologic (síndrome rara em que o animal tem inflamação na parte da frente do olho, incluindo a [uveíte anterior] íris e inflamação da pele coexistente [dermatite], caracterizada por perda de pigmento na pele do nariz e lábios) no Husky Siberiano, Akita, Samoieda, e Shetland Sheepdog

no Husky Siberiano, Akita, Samoieda, e Shetland Sheepdog M ea n Idade um nd Ra ESL
no Husky Siberiano, Akita, Samoieda, e Shetland Sheepdog M ea n Idade um nd Ra ESL

M ea n Idade um nd Ra ESL Qualquer idade podem ser afetadas

A
A

média de idade na síndrome de 2,8 uveodermatologic anos; síndrome uveodermatologic é uma síndrome rara em que o animal tem

inflamação na parte da frente do olho, incluindo a íris (anterior uveíte) e inflamação coexistente da pele (dermatite), caracterizada por perda de pigmento na pele do nariz e lábios

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Olhos vermelhos

SINAIS / mudanças observadas na AL ANIM Olhos vermelhos Nublado olho, devido à acumulação de fluidos

Nublado olho, devido à acumulação de fluidos na parte transparente do olho (conhecido como "edema da córnea"); nebulosidade de humor aquoso (aquosa " humor "é o líquido transparente que enche a parte da frente do globo ocular), devido ao teor de proteína aumentada e suspenso detritos celulares (Condição conhecida como "flare aquoso"); acúmulo de células brancas do sangue na câmara anterior do olho (condição conhecida como " hipópio ")

P
P

ainful ou desconfortável oculares sinais incluem estrabismo intermitente ou espasmódica (conhecido como "blefaroespasmo"); evasão de luz (conhecido

como "fotofobia"); ou esfregar o olho Perda de visão variável Secreção do olho; geralmente lacrimejamento, podem ter de muco e / ou pus na descarga Keratic precipita agregados de células inflamatórias que aderem às várias áreas do revestimento interno da córnea (conhecido como "córnea endotélio "); a córnea é a camada clara exterior da frente do olho Desenvolvimento de vasos sanguíneos na parte transparente do olho (conhecido como "a vascularização da córnea") Pupila pequena ou apertado, muitas vezes resistente a tratamento médico para dilatar a pupila

vezes resistente a tratamento médico para dilatar a pupila O Inchaço da íris Pressão diminuída no
O
O

Inchaço da íris Pressão diminuída no interior do olho (conhecido como "pressão intra-ocular» [PIO]) é consistente com uveíte anterior, mas não é observado em todos os casos

tecido da cicatriz entre a íris eo cristalino do olho, (conhecido como "sinéquia posterior"), a lente é a estrutura que normalmente é clara diretamente

atrás da íris, que focaliza a luz que se move em direção à parte posterior do olho (retina)

O
O

acúmulo de células sanguíneas brancas (hipópio), glóbulos vermelhos (conhecida como "hifema"), ou de fibrina na câmara anterior do olho

Longo prazo (crônica) alterações podem incluir variação de cor da íris, o desenvolvimento de cataratas (opacidade na lente normalmente clara, impedindo a passagem da luz para a parte posterior do olho [retina]); movimento da lente para fora da sua posição normal (conhecido como "lente luxação "); glaucoma secundário (em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular] é aumentada secundária a inflamação na

a parte da frente do olho); e amolecimento e perda ot tecido do globo ocular (conhecido como "phthisis bulbi")

CAUSAS Infecções fúngicas ou infecciosa-micótica (tais como Blastom yces derm atitidis, Cryptococcus Neoform ans, Coccidiodes im ite m, Histoplasma capsulatum uma ); Infecções protozoárias (tais como Toxoplasma gondii um, Neospora caninum ,Leishm ania donovani); rickettsial infecções (tais como Ehrlichia canis, Rickettsia rickettsii); infecções bacterianas (tais como Leptospira, Bartonella, Brucella canis, Borrelia burgdorferi [A doença de Lyme], e qualquer doença generalizada causada pela disseminação de bactérias no sangue [conhecida como "septicemia" ou "sangue envenenamento "]); infecção de algas (Prototheca), infecções virais (como o adenovírus vírus da cinomose, canina, vírus da raiva, vírus herpes); infecções parasitárias (devido a invasão de larvas parasitárias para os tecidos do olho) Imune mediada por reação às proteínas das lentes (devido à catarata ou trauma da lente), síndrome uveodermatologic (uma síndrome rara, na qual

síndrome uveodermatologic (uma síndrome rara, na qual o animal tem inflamação na parte da frente do
síndrome uveodermatologic (uma síndrome rara, na qual o animal tem inflamação na parte da frente do

o animal tem inflamação na parte da frente do olho, incluindo a [uveíte anterior] íris e inflamação da pele coexistente [Dermatite], caracterizada por perda de pigmento na pele do nariz e lábios); pós-vacinação reacção a vacina de adenovírus canino;

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

inflamação dos vasos sanguíneos (conhecido como "vasculite") Câncer-tumores primários do olho, tumores secundários devido à propagação do câncer (metástase) Metabólico-aumento dos níveis de lipídios (compostos que contêm gorduras ou óleos) no sangue (conhecido como "hiperlipidemia"); aumento da proteína no sangue levando a sludging do sangue (conhecido como "hiperviscosidade"); generalizada (sistêmica) de pressão arterial elevada (hipertensão)

Diversos causa desconhecida (idiopáticas), trauma, uveíte golden retriever; doença da córnea (a camada externa clara da frente do olho), caracterizado pela presença de úlceras, com ou sem inflamação (condição conhecida como "ceratite ulcerativa"); abcesso envolvendo a córnea (conhecido como um "abscesso corneano estromal"), inflamação da esclera, o revestimento branco resistente externa do olho (Condição conhecida como "esclerite"); movimento da lente de sua localização normal (luxação), doença dental ou inflamação / infecção das gengivas e as estruturas de suporte dos dentes (conhecida como "doença periodontal"); presença de venenos ou toxinas no sangue (conhecido como "toxemia") de qualquer causa(sistêmica) de pressão arterial elevada (hipertensão) FATORES DE RISCO Nenhum específico Supressão da

sangue (conhecido como "toxemia") de qualquer causa FATORES DE RISCO Nenhum específico Supressão da

FATORES DE RISCO Nenhum específico Supressão da capacidade de desenvolver uma resposta imune normal (conhecido como "supressão imunológica") e localização geográfica pode aumentar a incidência de certas causas infecciosas de inflamação da parte da frente do olho, incluindo o (uveíte anterior) íris

da frente do olho, incluindo o (uveíte anterior) íris TRATAMENTO ASSISTÊNCIA À SAÚDE Gestão médica

TRATAMENTO

ASSISTÊNCIA À SAÚDE Gestão médica ambulatorial geralmente suficiente

SAÚDE Gestão médica ambulatorial geralmente suficiente ATIVIDADE Não há alterações indicado na maioria dos

ATIVIDADE Não há alterações indicado na maioria dos casos Exposição reduzida a luz brilhante pode aliviar o desconforto

reduzida a luz brilhante pode aliviar o desconforto DIETA Não ocorreram alterações indicadas CIRURGIA

DIETA Não ocorreram alterações indicadas

o desconforto DIETA Não ocorreram alterações indicadas CIRURGIA Nenhum na maioria dos casos Instâncias

CIRURGIA Nenhum na maioria dos casos Instâncias específicas que requerem tratamento cirúrgico incluem a remoção de lentes de ruptura e tratamento cirúrgico de glaucoma secundário (em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular] é aumentada secundária a inflamação na parte da frente do olho)

secundária a inflamação na parte da frente do olho) MEDICAMENTOS Medicamentos apresentados nesta seção são

MEDICAMENTOS

Medicamentos apresentados nesta seção são destinados a fornecer informações gerais sobre o tratamento possível. T ele tratamento para uma condição particular pode evoluir conforme os avanços médicos são feitos e, portanto, os medicamentos não devem ser consideradas como tudo incluído.

Esteróides T esteróides opical são medicamentos que são aplicados directamente ao olho, tais como acetato de prednisolona 1% e 0,1% de dexametasona; outro esteróides tópicos, tais como a hidrocortisona (betametasona,) são menos eficazes no tratamento da inflamação no interior do olho paragem do esteróides tópicos abruptamente pode resultar em recuperação da inflamação do olho Esteróides subconjuntivais são medicamentos que são administrados por injecção nos tecidos úmidos ao redor do olho (conhecido como o " conjuntiva "), tais como de acetonida de triamcinolona e metilprednisolona, muitas vezes não é necessária; pode ser utilizado em casos graves, seguido por tópicos e / ou sistêmico anti-inflamatórios Esteróides sistémicos são medicamentos que são administrados por injecção ou por via oral (por via oral), tais como prednisona; deve ser utilizado apenas se generalizadas (sistémica) infecções têm sido eliminada como possível causa da inflamação da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior)

da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior) Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs)
da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior) Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs)
da frente do olho, incluindo a íris (Uveíte anterior) Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs)

Nonsteroida l Anti-Drogas inflação mma Tory (AINEs) AINEs T opical são medicamentos aplicados diretamente para os olhos, como flurbiprofeno e diclofenaco NSAIDs sistémicos são medicamentos administrados por injecção ou por via oral (por via oral); exemplos são carprofeno, etodolac, e aspirina (AINEs não deve ser administrado ao mesmo tempo que os esteróides sistémicos e deve ser evitada se o sangue está presente na parte da frente do olho [hifema]) Topica l M ydria tic / M cicloplégicos ção edica (para dilatar a pupila e dimi si aa em no olho) Sulfato de atropina 1%, aplicado diretamente ao olho para dilatar a pupila e para diminuir a dor no olho

olho) Sulfato de atropina 1%, aplicado diretamente ao olho para dilatar a pupila e para diminuir
olho) Sulfato de atropina 1%, aplicado diretamente ao olho para dilatar a pupila e para diminuir

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

Os cuidados de acompanhamento

ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE M Recheck em 3 a 7 dias, dependendo da gravidade da doença

P
P

ressure dentro do olho (pressão intra-ocular ou PIO) devem ser monitorizados a recheck para detectar glaucoma secundário (na qual o

pressão dentro do olho é aumentada secundária a inflamação na parte da frente do olho)

Frequência de rechecks subsequentes ditada pela gravidade da doença e da resposta ao tratamentosecundária a inflamação na parte da frente do olho) POSSÍVEIS COM complicações Generalizadas (sistémica)

POSSÍVEIS COM complicações

e da resposta ao tratamento POSSÍVEIS COM complicações Generalizadas (sistémica) complicações, incluindo a

Generalizadas (sistémica) complicações, incluindo a morte, ocorrem como um resultado de a causa da inflamação sistémica da frente do olho, incluindo a (uveíte anterior) íris

Complicações envolvendo o olho incluem catarata secundária (opacidade na lente normalmente clara, impedindo a passagem da luz para a parte de trás parte do olho [retina]) o desenvolvimento; glaucoma secundário (em que a pressão dentro do olho [pressão intra-ocular ou PIO] é aumentou secundária a inflamação na parte frontal do olho); movimento da lente para fora da sua posição normal (luxação); descolamento de retina, e amolecimento e perda de tecido ot do globo ocular (phthisis bulbi)da frente do olho, incluindo a (uveíte anterior) íris CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Extremamente variável,

CURSO DE ESPERA E PROGNÓSTICO Extremamente variável, depende da doença de base e resposta ao tratamento

depende da doença de base e resposta ao tratamento PONTOS-CHAVE OTENCIAL de generalizadas (sistémica) doenças

PONTOS-CHAVE

OTENCIAL de generalizadas (sistémica) doenças causando sinais de inflamação da parte da frente do olho, incluindo a (íris anteriorda doença de base e resposta ao tratamento PONTOS-CHAVE uveíte) e, portanto, o teste diagnóstico apropriado

uveíte) e, portanto, o teste diagnóstico apropriado é importante

Além disso para o tratamento sintomático de inflamação da parte da frente do olho, incluindo a íris (anterior uveíte), tratamento de doença de base (quando possível) é fundamental para um resultado positivoe, portanto, o teste diagnóstico apropriado é importante aderência ao tratamento e acompanhamento recomendações

aderência ao tratamento e acompanhamento recomendações pode reduzir a probabilidade de complicações(anterior uveíte), tratamento de doença de base (quando possível) é fundamental para um resultado positivo Página

ABC Amber Text Versão de teste de fusão, http://www.processtext.com/abcmerge.html

ENVENENAMENTO raticida ANTICOAGULANTE

BASICS

VISÃO GERAL Um "anticoagulante" é algo que impede a coagulação do sangue, um "raticida" é um produto que mata roedores (como ratos e ratos)

Transtorno de coagulação do sangue (conhecido como "coagulopatia") causada pela vitamina K1 reduzida dependentes de fatores de coagulação na circulação apósé um produto que mata roedores (como ratos e ratos) exposição a rodenticidas anticoagulantes "Factores de

exposição a rodenticidas anticoagulantes "Factores de coagulação" são componentes no sangue envolvida na coagulação do processo os factores de coagulação são identificados por Roman numerais, I a XIII

a

são identificados por Roman numerais, I a XIII a ENT SIGNALM / DESCRIÇÃO do ANIM AL