Você está na página 1de 5

A INTEGRAL DE CONVOLUO

A INTEGRAL DE CONVOLUO
A sada de um sistema LTI de tempo contnuo pode ser determinada unicamente a partir do conhecimento que se tem da entrada e da resposta ao impulso do sistema. Primeiramente, expressamos o sinal de entrada como uma superposio ponderada de impulsos ( integral tempo contnuo ) deslocados no tempo. k =
x[n] =
k =

x[k ] [n k ]

Sinais Discretos

x(t ) =

x( ) (t )d

Sinais Contnuos

nto, aplicamos esta entrada em um sistema LTI para escre!ermos a sada como uma superposio ponderada de respostas ao impulso deslocadas no tempo, que " uma expresso denominada Integral de #on!oluo.

A$resposta ao impulso h(t) = H{ (t)} "$a$sada do$sistema em resposta %$ entrada do$impulso. H { (t )} = h(t ) Para$sistema in!ariante no$tempo$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ &ada do$sistema em resposta a$uma entrada geral expressa como a$ superposio ponderada' (sando a$propriedade de$linearidade do$sistema,$o)t"m*se'$

A INTEGRAL DE CONVOLUO

y(t ) = H x( ) (t )d

y(t ) =

x( )H{ (t )}d

#omo$o$sistema "$in!ariante no$tempo,$tem*se'

y(t ) =

A$sada +(t)$"$dada$como a$superposio ponderada de$resposta ao x( )d .$ impulso deslocadas de$$$$$$no$tempo.$,s$pesos$so

x( )h(t )d = x(t) * h(t)

A INTEGRAL DE CONVOLUO

A INTEGRAL DE CONVOLUO