Você está na página 1de 1

As mulheres vêem cada vez mais conquistando seu lugar em diversos setores da sociedade.

De todos eles, o caminho mais árduo tem sido o da participação política. Embora algumas
mulheres tenham conseguidos cargos antes nunca conquistados, como é o caso de Michelle
Bachelet, que em 2006 se tornou a primeira presidente mulher do Chile e da América Latina, a
participação feminina ainda é muito pequena.

PUBLICIDADE

No caso do Brasil, as mulheres correspondem a 51,5% dos eleitores, segundo os dados do


IBGE. Porém, em 2006 elas não passaram de 14% dos candidatos a cargos eletivos no País.
Além disso, os partidos não atingiram a cota mínima de 30% de candidatas mulheres exigidas
por lei.

Já no caso das eleitas, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foram 176
mulheres, sendo 3 Governadoras, 4 Senadoras, 46 Deputadas Federais e 123 Deputadas
Estaduais/Distritais. Embora os números sejam baixos, esta foi a primeira vez na história que 3
Estados brasileiros (Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Pará) elegeram mulheres para
o cargo de governadora e, a primeira vez que uma mulher assume o governo do Rio Grande do
Sul.