Você está na página 1de 4

TERMO DE SIGILO E CONFIDENCIALIDADE - ANEXO AO CONTRATO DE TRABALHO

EMPREGADO

Já qualificado no Contrato de Trabalho, doravante denominado simplesmente EMPREGADO.

EMPRESA : ARQUITETURA PROCESSUALI NTELIGENTE - EPP, inscrita no CNPJ. 08.747.227/0001-07, estabelecida na Travessa Francisco de Leonardo Truda nº 40, 1º andar, Centro, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, CEP 90010-050, doravante denominada simplesmente EMPRESA.

Sempre que em conjunto referidas, doravante denominada(s) como PARTE(S).

Considerando que, em razão do contrato de trabalho celebrado entre as PARTES, doravante denominado CONTRATO, as mesmas terão acesso a informações confidenciais, as quais se constituem informação comercial confidencial.

Considerando que as PARTES desejam ajustar as condições de revelação destas informações confidenciais já disponibilizadas e aquelas que no futuro serão disponibilizadas para a execução do CONTRATO, bem como definir as regras relativas ao seu uso e proteção:

Considerando que as PARTES declaram-se conhecedoras do art.482, “c”,“g” da CLT:

Art. 482. Constituem justa causa para rescisão do contrato de trabalho pelo empregador:

c) negociação habitual por conta própria ou alheia sem permissão do empregador, e

quando construir ato de concorrência à empresa para a qual trabalha o empregado, ou for prejudicial ao serviço;

g) violação de segredo da empresa;

RESOLVEM AS PARTES acima qualificadas, celebrar o presente TERMO DE CONFIDENCIALIDADE (“Termo”), Acordo Vinculado ao Contrato, mediante as cláusulas e condições que seguem:

1. CLÁUSULA PRIMEIRA – DO OBJETO

O objeto deste Termo é prover a necessária e adequada proteção das informações confidenciais fornecidas pela EMPRESA, ou pelo seus Clientes ao EMPREGADO, em razão do CONTRATO, a fim de que as mesmas possam desenvolver as atividades contempladas no CONTRATO, o qual vincular-se-á expressamente a este.

1.1. As estipulações e obrigações constantes do presente instrumento serão aplicadas a toda e qualquer

informação que seja revelada pela EMPRESA ou pelo seus Clientes.

2.

CLÁUSULA SEGUNDA: DAS INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS

2.1.

O EMPREGADO se obriga a manter o mais absoluto sigilo com relação a toda e qualquer

informação, conforme abaixo definida, que tenha sido revelada anteriormente e também as que venham a

1

ser, a partir desta data, fornecida pela EMPRESA ou pelo seus Clientes, devendo ser tratada como informação sigilosa.

2.2. Deverá ser considerada como informação confidencial, toda e qualquer informação escrita ou oral,

revelada ao EMPREGADO, contendo ela ou não a expressão “Confidencial”. O termo “informação” abrangerá toda informação escrita, verbal, digitalizada ou de qualquer outro modo apresentada, tangível ou intangível, virtual ou física, podendo incluir, mas não se limitando a: “know-how”, técnicas, “designs”, especificações, diagramas, fluxogramas, configurações, soluções, fórmulas, modelos, desenhos, cópias, amostras, cadastro de clientes, preços e custos, contratos, planos de negócios, processos, projetos, fotografias, programas de computador, discos, disquetes, fitas, conceitos de produto, instalações, infra-

estrutura, especificações, amostras de idéias, definições e informações mercadológicas, invenções e idéias, outras informações técnicas, financeiras ou comerciais, dentre outros, doravante denominados “INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS”, a que, diretamente ou através de seus Diretores, Clientes, empregados e/ou prepostos, venha o EMPREGADO, ter acesso, conhecimento, ou que venha lhe ser confiadas durante e em razão dos trabalhos realizados e do Contrato Principal celebrado entre as PARTES.

dar

2.3. Compromete-se,

conhecimento, ou alugar ou vender, em hipótese alguma, a terceiros as INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS.

2.4. As PARTES deverão cuidar para que as informações confidenciais fiquem restritas a sede da

EMPRESA durante as discussões, análises, reuniões e negócios, trabalhos e projetos.

outrossim,

o

EMPREGADO,

a

não

revelar,

reproduzir,

utilizar

ou

3.CLÁUSULA TERCEIRA – DOS DIREITOS E OBRIGAÇÕES

O EMPREGADO se compromete e se obriga a utilizar a informação confidencial revelada pela EMPRESA exclusivamente para os propósitos deste Termo e da execução do Contrato Principal, mantendo sempre estrito sigilo acerca de tais informações.

3.1. O EMPREGADO se compromete a não efetuar qualquer cópia da informação confidencial sem

consentimento prévio e expresso da EMPRESA.

3.3. O EMPREGADO obriga-se a tomar todas as medidas necessárias à proteção da informação confidencial da EMPRESA, bem como para evitar e prevenir revelação a terceiros, exceto se devidamente autorizado por escrito pela EMPRESA. De qualquer forma, a revelação é permitida para empresas controladoras, controladas e/ou coligadas, assim consideradas as empresas que direta ou indiretamente controlem ou sejam controladas pela EMPRESA.

4. CLÁUSULA QUARTA – DA VIGÊNCIA

4.1 O presente Termo tem natureza irrevogável e irretratável, permanecendo em vigor desde a data da

revelação das INFORMAÇÕES CONFIDENCIAS até 2 (dois) anos após o término do Contrato Principal, ao qual este é vinculado.

5. CLÁUSULA QUINTA– DAS PENALIDADES

5.1 A quebra do sigilo profissional, devidamente comprovada, sem autorização expressa da EMPRESA,

possibilitará a imediata rescisão de qualquer contrato firmado entre as PARTES, sem qualquer ônus para a EMPRESA. Neste caso, o EMPREGADO estará sujeito, por ação ou omissão, ao pagamento ou recomposição de todas as perdas e danos sofridos pela EMPRESA, inclusive as de ordem moral ou concorrencial, bem como as de responsabilidades civil e criminal respectivas, as quais serão apuradas em regular processo judicial ou administrativo, mais o valor de eventuais lucros cessantes resultantes de INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS indevidamente transferidas, devidamente corrigidos pelo índice determinado pelo Poder Judiciário do Rio Grande do Sul.

2

6. CLÁUSULA SEXTA - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

6.1 O presente Termo constitui acordo entre as PARTES, relativamente ao tratamento das

INFORMAÇÕES CONFIDENCIAIS, aplicando-se a todos os acordos, promessas, propostas, declarações, entendimentos e negociações anteriores ou posteriores, escritas ou verbais, empreendidas pelas PARTES

contratantes no que diz respeito ao Contrato Principal, sejam estas ações feitas direta ou indiretamente pelas PARTES, em conjunto ou separadamente, e, será igualmente aplicado a todo e qualquer acordo ou entendimento futuro, que venha a ser firmado entre as PARTES.

6.2 Este Termo de Confidencialidade constitui termo vinculado ao Contrato Principal, parte

independente e regulatória daquele.

6.3 Surgindo divergências quanto à interpretação do pactuado neste Termo ou quanto à execução das

obrigações dele decorrentes, ou constatando-se nele a existência de lacunas, solucionarão as PARTES tais divergências, de acordo com os princípios de boa fé, da eqüidade, da razoabilidade, e da economicidade e,

preencherão as lacunas com estipulações que, presumivelmente, teriam correspondido à vontade das PARTES na respectiva ocasião.

6.4 O disposto no presente Termo de Confidencialidade prevalecerá, sempre, em caso de dúvida, e

salvo expressa determinação em contrário, sobre eventuais disposições constantes de outros instrumentos conexos firmados entre as PARTES quanto ao sigilo de informações confidenciais, tal como aqui definidas.

6.5 A omissão ou tolerância das PARTES, em exigir o estrito cumprimento dos termos e condições

deste contrato, não constituirá novação ou renúncia, nem afetará os seus direitos, que poderão ser

exercidos a qualquer tempo.

7. CLÁUSULA SÉTIMA - DO FORO

7.1. As PARTES elegem o foro central de Porto Alegre, RS, para dirimir quaisquer dúvidas originadas do presente Termo, com renúncia expressa a qualquer outro, por mais privilegiado que seja.

E, por assim estarem justas e contratadas, as partes assinam o presente instrumento em 2 (duas) vias de igual teor e um só efeito, na presença de duas testemunhas.

Porto Alegre,

/

/

NOME DO EMPREGADO :

ASSINATURA DO EMPREGADO :

EMPRESA :

NOME DA TESTEMUNHA 1:

ASSINATURA DA TESTEMUNHA 1:

NOME DA TESTEMUNHA 2:

ASSINATURA DA TESTEMUNHA 2:

 

3