Você está na página 1de 3

Como Implantar Um Rh

A implantação do Departamento de Recursos Humanos é fundamental para o


crescimento da empresa. Dentre as dezenas de atividades do Gestor de RH, listamos as
primeiras que darão um norte à criação do RH:
A implantação do Departamento de Recursos Humanos é fundamental para o
crescimento da empresa. Dentre as dezenas de atividades do Gestor de RH,
listamos as primeiras que darão um norte à criação do RH:
1) Entenda o negócio da empresa, os conceitos, objetivos, valores e condutas
2) Procure discutir com a alta administração sobre valores que deverão ser
reforçados e os que deverão ser alterados
3) Estabeleça e escreva as Políticas de RH
4) Defina e estruture o Regimento Interno da empresa e o Código de Ética
5) Estruture o Plano de Cargos, descrevendo cargos, funções, perfil, qualificações e
competências
6) Defina as políticas de recompensa: plano de carreira, benefícios, reconhecimento
e recompensa, visando aumentar a motivação e busca por resultados.
7) Defina as necessidades de treinamentos e planos de desenvolvimentos dos
funcionários
8) Meça os retornos obtidos com os treinamentos através de Avaliações de
Desempenho
9) Faça pesquisas de Clima Organizacional e Avaliação 360 graus para identificar
problemas e resolve-los
10) Use softwares para acompanhar os processos e acompanhar cada colaborador,
além de testes para identificação de competencias e perfil profissional
Navegue pela seção de Artigos do RHPortal e consulte detalhes sobre cada um
destes passos utilizando a busca, e boa sorte!
Implantação de Políticas de RH

• Folha de Pagamento;
• Avaliação de Desempenho;

• Recreutamento & Seleção


• Cargos e Salários;
• Benefícios Sociais;
• Rotinas Trabalhistas;
• Negociações e Relações Sindicais;
• Participação nos Lucros e Resultados – PLR;
• Padronização de Impressos Gerais.

Implantação de sistema de Folha de Pagamento e de suas rotinas como: Confecção de Folha de


Pagamento, Emissão de Contra-Cheques, 13º Salário, Férias, Guias de Pagto de Impostos, Ficha Financeira,
Relação de Salários de Contribuição, Salário Família, Salário Maternidade, RAIS, DIRF, FGTS, CAGED, PIS,
Declaração de Rendimentos, Contribuições (Sindicais, Assistenciais, Confederativas), Adicionais Diversos e
Seguro Desemprego.

Implantação de Sistema de Avaliação de Desempenho dentre eles: Avaliação do Perfil Profissional,


Avaliação 360 graus, Laudo de Avaliação do Perfil.

Implantação de Sistema de Recrutamento e Seleção com: Recrutamento, Entrevistas, Aplicação de Testes


Psicológicos para Avaliação do Perfil Profissional, Laudo de Avaliação dos Testes de Perfil Psicológicos.

Implantação de Sistema de Cargos e Salários com a execução de Levantamento de Atividades,


Identificação de Cargos, Descrição e Análise de Cargos, Avaliação de Cargos, Classificação de Cargos,
Pesquisa Salarial de Mercado, Definição da Estrutura Salarial, Impactos Financeiros, Política Salarial e Tabelas
Salariais.

Implantação de Sistema e Controle de Benefícios Sociais dentre eles Vale Transporte, Cesta Básica,
Refeição, Assistência Médica e Odontológica, Bolsa de Estudo e outros.

Implantação de Rotinas Trabalhistas como: Procedimentos Admissionais, Procedimentos Rescisórios,


Apontamentos, Controle de Absenteísmo, Lançamentos Diversos.

Participação nas Negociações e Relações Sindicais entre elas: Acompanhamento e Implementação de


Acordos Coletivos, Representação junto aos Sindicatos de Classe, Orientação para Elaboração e Fechamento
de Acordos.

Implantação de Política de Participação nos Lucros e Resultados – PLR, com Elaboração de Acordo junto
ao Sindicato de Classe, Determinação de Metas, Controle e Emissão de Relatórios e Elaboração de Folha de
Pagto de PLR.

Implantação de Padronização de Impressos de Conformidade Legal, contemplando Orientação para


aquisição de Impressos Legais e Implantação de Diversos Impressos inerentes ao RH.

Implantando O Rh Em Pequenas Empresas


A maioria das empresas de pequeno porte, não possuem um departamento de recursos
humanos estruturado, ou algum profissional específico para isso. A importância do
planejamento, controle e condução do processo de gestão de pessoas é de extrema
importância também em pequenas organizações, pois elas também são compostas de
pessoas, pessoas com necessidades, com anseios e expectativas de crescimento e
desenvolvimento profissional. Alguns empresários resumem a gestão de pessoas no seu
negócio apenas a questões burocráticas de departamento pessoal tais como: recrutamento e
seleção, admissão, demissão e controle de benefícios e folha de pagamento. Estamos em
pleno ano 2009, sabemos mais do que nunca que fazer gestão de pessoas é muito mais do
que isso, daí surge à importância do desenvolvimento de subsistemas de RH. Ainda que
sejam implantados de maneira mais simples, eles se aplicam perfeitamente em pequenas
organizações.

Para que ocorra a implantação de um departamento de RH em uma pequena organização,


primeiramente o profissional que vai conduzir este processo, deve vender para os sócios, a
idéia do RH. Os responsáveis pela empresa devem estar conscientes e confiantes que isso
será um importante passo para o sucesso da organização. Realizada a primeira etapa, abaixo
segue um roteiro simples de ações que devem ser estruturadas e planejadas, para que aos
poucos sejam implementadas na empresa.

Roteiro básico:

a) Elaborar um planejamento estratégico de RH (analisando a situação


atual do ambiente, pontos que podem ser melhorados, estabelecer políticas e condutas,
traçar objetivos, metas e estratégias para o RH).

b) Estruturar e padronizar processos e rotinas (organizar os processos, criar


formulários, check lists, padrões para recrutamento e seleção, controle de benefícios, etc).
c) Clima Organizacional (a partir de 10 funcionários, é possível aplicar um
questionário e fazer um pequeno levantamento entre os colaboradores para identificar como
está a motivação, relacionamento, perspectivas, entre outros. Através dos resultados será
possível obter idéias sobre quais projetos podem ser desenvolvidos no futuro da
organização).

d) Comunicação Interna (pequenas ações como um Mural, e-mails ou


jornais informativos podem melhorar bastante a troca de informações. Encontros para
comemorar aniversários também são um ótimo momento para desenvolver as relações.).

e) Treinamento e Desenvolvimento (cursos e treinamentos podem e devem


ser oferecidos aos colaboradores: sejam de informática, português, atendimento ao cliente
ou comportamentais).

f) Avaliação de Desempenho (As pessoas sentem necessidades de serem


avaliadas, de receber feedback e de saber o que podem melhorar. Essa ferramenta é útil
para estimular a reflexão do colaborador sobre o seu desempenho, criando uma visão de
futuro dentro da empresa e motivando-o para planejar a sua carreira.).

Pequenas ações, como as citadas acima, podem trazer mudanças significativas para
melhorar a gestão, transformar o clima e a cultura organizacional. Qualquer organização que
não tenha um setor de recursos humanos, pode começar a estruturar este departamento
começando por este roteiro. Gestão de pessoas vai muito além de admissão e demissão,
envolve criatividade, preocupação e inovação, pois somente assim será possível manter os
talentos que proporcionam o sucesso das empresas.