Você está na página 1de 5

Instrumento linguístico que melhor exprime o aspecto verbal em

português, a conjugação perifrástica é um mecanismo que se realiza


sintacticamente através de um verbo auxiliar seguido ou não de uma
preposição e finalmente seguido de um verbo principal conjugado no
gerúndio ou no infinitivo, neste caso seguido de preposição. Seguem-se
algumas construções possíveis:

1. V. auxiliar + GERÚNDIO do V. principal


Vou fazendo o trabalho.
Ultimamente venho notando algumas mudanças.

2. V. auxiliar + Preposição + INFINITIVO do V. principal


Estou a tirar um curso de canto.
Ando a praticar ioga.
Continuas a ir ao cinema às quartas-feiras?
Deixei de insistir com ele.
Acabei por convencê-lo.

Os verbos auxiliares da conjugação perifrástica são muitas vezes também


verbos plenos, mas usados nesta construção os seus valores plenos
esbatem-se, embora conferindo algum significado original seu ao verbo
pleno e modificando-lhe a acção. Assim, a expressão perifrástica começar
a + Infinitivo, confere à acção uma visão incoativa; estar para + Infinitivo
indica uma acção iminente; ir + Gerúndio apresenta uma acção
progressiva; acabar de + Infinitivo remete para uma acção em fase final.
São muitos os valores semânticos conseguidos na conjugação perifrástica,
assim como os verbos auxiliares nela implicados em português.
Sublinha, nas frases seguintes, as formas verbais perifrásticas:

1. A Marta continua a estudar muito pouco.


2. O Jorge e o Paulo foram fazer testes psicotécnicos.
3. Eles hão-de ultrapassar os problemas com que se debatem
actualmente.
4. Eu ia a sair de casa quando ela me telefonou.
5. O meu tio Alberto deixou de fumar na semana passada.
6. Nós temos de ir embora, porque já é muito tarde.
7. Vou andando para a escola e espero por ti à entrada.
8. O professor vai ajudando os alunos com mais dificuldades.
9. A Susana começou a empenhar-se mais nos estudos, e isso já se
nota.
10. Ela acabou de chegar dos Açores, onde passou umas férias
inesquecíveis.
11. O André anda para visitar a tia Deolinda desde há dias.
12. Os alunos foram saindo na sala sem que a professora desse
ordem para tal.
13. Estou a ler um livro policial muito interessante.
14. A Isabel quer fazer todos os exercícios que estão no caderno de
actividades.
15. O Augusto deve andar perturbado com a situação e terá razões
para isso.
16. O Gustavo pode emprestar-me o caderno de exercícios de
Matemática.
17. Enquanto a aula decorria, o José Maria foi fazendo desenhos no
caderno.
18. Tenho de voltar à biblioteca, porque me esqueci da mochila.
19. O João Pedro esteve a estudar toda a manhã para o teste de
Geografia.
20. A Cláudia anda a chegar atrasada às primeiras aulas da manhã.
21. Ele nunca mais voltou a conduzir e nem sequer viaja de carro.
22. Como o quarto ficou por arrumar durante todo o dia, a minha
mãe, quando
chegou a casa, ralhou comigo.

Fazendo as alterações necessárias, substitui os segmentos


destacados pela conjugação perifrástica:

Exemplo:
O filme começa dentro de alguns segundos. (ir + Infinitivo)
O filme vai começar dentro de alguns segundos.

1.1. Quando chegámos a casa, o telefone tocava. (estar a +


Infinitivo)
1.2. Temos vontade de visitar Marrocos. (haver de + Infinitivo)
1.3. Eles têm o dever de ajudar os pais. (ter de + Infinitivo)
1.4. Os alunos entravam lentamente na sala. (ir + Gerúndio)
1.5. O avião parte às 17 horas. (ir + Infinitivo)
1.6. A Amélia e a Rosa brincam no quintal (estar a + Infinitivo)
Faz corresponder cada frase à ideia expressa pela conjunção
perifrástica:

A B
1. Temos de trabalhar para viver. a. Realização da acção num futuro
2. Os alunos foram fazendo os imediato.
exercícios ao longo da aula. b. Acção em curso ao mesmo tempo

3. A Alberta anda a estudar mais. que outra.

4. Dentro de poucos instantes, o c. Necessidade / obrigação de realizar

filme vai começar. a acção.


d. Dever de praticar a acção.
5. Ainda havemos de visitar
e. Intenção / desejo de realizar a
Barcelona.
acção num futuro não determinado.
6. Devemos ajudar as pessoas
f. Realização gradual da acção num
carenciadas.
período de tempo já terminado.
7. Estou para partir para Bruxelas.
g. Acção a realizar num futuro
8. Enquanto fazíamos a jantar, o João
próximo.
estava a estudar.
h. Realização gradual / prolongada da
acção, sem princípio nem fim
determinados.

Indica a ideia expressa pela conjugação perifrástica nas seguintes


frases.
Selecciona a opção correcta.

A B
1. Eles iam folheando as páginas do livro. a. Necessidade/Obrigatorieda
2. A Maria e a Leonor devem chegar por volta de
das cinco horas da tarde. b. Certeza
3. Estive para estudar esta matéria. c. Simultaneidade
4. Hoje, o João e o Rui hão-de estudar com d. Probabilidade
mais empenho. e. Fim do processo
5. Hei-de ter boa nota no Exame Nacional de
f. Realização gradual
Língua Portuguesa.
g. Realização prolongada
6. Felizmente, eles deixaram de fumar este
h. Início do processo
ano.
i. Intenção
7. Hoje, tenho de estudar Matemática.
8. Estava a trovejar, quando te vi chegar.
9. O Sapateiro tinha de dizer a verdade.
10. Estou a escrever uma autobiografia.
11. Amanhã à tarde, devemos ficar em
casa da Luísa.
12. Na próxima semana, vou começar a
ouvir esse CD.

Interesses relacionados