Você está na página 1de 4

Os pronomes servem para:

 - representar um substantivo
ex.: Os alunos, que estudam regularmente, conseguem melhores
resultados que
aqueles que não o fazem.
(neste caso, o pronome relativo que representa o substantivo
alunos).

Estes pronomes, como desempenham a função de substantivo,


chamam-se pronomes substantivos.

 - acompanhar um substantivo determinando-lhe a extensão do


significado:
ex.: Viste? Livros antigos de algum médico de outros tempos, com
estas gravuras
maravilhosas.

Estes pronomes modificam os substantivos que acompanham


como se fossem adjectivos e têm o nome de pronomes adjectivos.

Há seis subclasses de pronomes:


• Pessoais
• Interrogativos
• Indefinidos
• Demonstrativos
• Possessivos
• Relativos
Pronomes Pessoais

Subclasse que representa no discurso as três pessoas gramaticais,


indicando por isso quem fala, com quem se fala e de quem se fala.

Complemento
Directo Compleme
Compleme
Núme Pess anteced nto
Sujeito nto sem
ro oa ido de Circunstan
Directo preposiç
preposi cial
ão
ção
mim, migo
1ª eu me me mim
(comigo)
ti, tigo
Singul 2ª tu te te ti
(contigo)
ar
si, sigo
si, ele,
3ª ele, ela se, o, a lhe (consigo),
ela
ele, ela
nós, nosco
1ª nós nos nos nós
(connosco)
vós, vosco
2ª vós vos vos vós
Plural (convosco)
si, sigo
si, eles,
3ª eles, elas se, os, as lhes (consigo),
elas
eles, elas

Formas o, lo e no

Quando o pronome funciona como objecto directo, está sempre colocado


antes do verbo e aparece nas formas o, a, os, as.
ex.: Não o vi.
Nunca a encontro em casa.
Quando o pronome surge depois do verbo e se liga a este por hífen, a sua
forma depende da terminação do verbo:

 Se a forma verbal terminar em vogal ou ditongo oral,


empregam-se o, a, os, as.
ex.: louvo-o
louvei-os
louvou-as

 Se a forma verbal terminar em –r, -s, ou –z, suprimem-se estas


consoantes e o pronome passa a escrever-se lo, la, los, las.
ex.: Vê-lo para mim é um suplício.
Encontramo-la em casa.
João ainda não fez anos; fá-los hoje.
O mesmo acontece quando o pronome surge junto a “eis” ou aos
pronomes nos e vos.
ex.: Ei-lo feliz.
Não vo-lo direi.
 Se a forma verbal terminar em ditongo nasal, o pronome
assume as modalidades no, na, nos, nas.
ex.: Dão-no
Põe-na
Tem-nos
Trouxeram-nas

 No Presente e no Futuro do Pretérito o pronome não pode vir


depois do verbo e é colocado no seu interior.
[A razão consiste no facto destes dois tempos terem sido formados a
partir do infinitivo do verbo principal e das formas reduzidas do presente e
imperfeito do indicativo do verbo haver – vender(h)ei; vender(h)ia]
ex.: Vendê-lo-ei Vendê-lo-ia
Comprá-lo-ei Comprá-lo-ia