P. 1
CJE0592 - Os Estabelecidos e Os Outsiders (Resumo)

CJE0592 - Os Estabelecidos e Os Outsiders (Resumo)

|Views: 1.785|Likes:
Publicado porjanainc

More info:

Published by: janainc on Nov 14, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/15/2013

pdf

text

original

OS ESTABELECIDOS E OS OUTSIDERS Norbert Elias e John L.

Scotson Auto-imagem  Estabelecidos: humanamente superiores  Outsiders: imagem imputada pelos estabelecidos é responsável por enfraquecê-los e desarmá-los; inferioridade de poder = inferioridade humana Construção da imagem  As melhores virtudes dos melhores indivíduos do grupo dos estabelecidos emprestam sua imagem a todo o grupo (minoria nômica - em perfeita conformidade com as normas)  Os piores defeitos dos piores indivíduos do grupo dos outsiders emprestam sua imagem a todo o grupo (minoria anômica - em desconformidade com as normas)  Freud: imagem do "eu" e ideal do "eu". Imagem do "nós" e ideal do "nós" têm igual peso na construção da identidade  "Sou mexicano", "Sou budista", "Sou da classe trabalhadora": aspectos da identidade grupal também constituintes da identidade pessoal  Aceitação: a imagem e auto-estima de um indivíduo estão ligados à imagem que o grupo tem dele Depreciação  A linguagem: aristocracia = dominação dos melhores; nobre = ao mesmo tempo categoria social elevada e atitude humana altamente valorizada

 Termos estigmatizantes da língua inglesa: nigger, yid, wop, dike, papist (crioulo, gringo, carcamano, sapatão, papa-hóstia). Desequilíbrio de poder > ausência de termos equivalentes no sentido oposto  Perpetuação do tabu: praise gossip (fofoca elogiosa) e blame gossip (fofoca depreciativa)  Barreira emocional: rigidez extrema dos estabelecidos contra os outsiders  "Medo de poluição": O contato com o outsider leva a um rebaixamento de status social  Outsiders vistos como não observantes de normas e restrições; indignos de confiança, indisciplinados e desordeiros  "Os mal lavados" (the unwashed): a contaminação pela anomia e pela sujeira tornam-se a mesma coisa  As virtudes dos estabelecidos são imputadas como defeitos dos outsiders  Coisificação: um sinal de nascença, a cor da pele ou outro fator congênito são usados como causa da diferenciação nós-eles, quando na verdade são uma desculpa, um eximir-se da responsabilidade  Construção de fantasias enaltecedoras e depreciativas: o sonho americano, a missão civilizadora dos países europeus, o terceiro reich Winson Prava  Não havia entre estabelecidos e outsiders diferença nas habitações, nacionalidade, ascendência étnica, tipo de ocupação, renda, nível educacional. A diferença era o tempo de residência na comunidade

 Moradores antigos: coesão grupal, identificação coletiva, normas comuns > garantiam cargos importantes na comunidade (o conselho, a escola, o clube)  Recém-chegados: ameaça ao estilo de vida estabelecido Indivíduo-indivíduo x grupo-grupo  O desapreço acentuado entre indivíduos está mais próximo do preconceito que da estigmatização  Em Winston Parva, membros de um grupo estigmatizavam os de outro, não por suas qualidades individuais, mas por pertencerem a um grupo coletivamente considerado inferior  Estabelecidos e outsiders definem-se por desequilíbrios nas relações de poder  A amenização desse desequilíbrio pode levar a uma contraestigmatização dos outsiders

Janaína Castilho Marcoantonio - no USP 3096577 Discursos Jornalísticos e Estigmas Sociais - Profa Rosana

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->