Você está na página 1de 1

Letra: Jairo Lara / Msica: Pe.

lio Athayde
Senhor, d-me de beber / uma gua pura que me faz viver. (bis)
1 - Esta histria aconteceu beira do poo de Sicar. / Uma mulher
samaritana o Cristo veio a encontrar.
2 - Ela, sendo samaritana, com Cristo no podia conversar. / Quando
Jesus lhe pediu gua, ela queria lhe negar.
3 - E foi, ento, que o Mestre amigo lhe censurou a indeciso: / Todos que bebem
desta gua, sempre com sede ficaro!
4 - Ah! se soubesses quem te fala e quem te pede de beber, / lhe pedirias gua viva, e
sede no irias ter!
5 - Esta histria inda acontece com quem no ouve a voz de Deus.
/ Morre de sede ao p da fonte; fonte o amor, e o amor Deus.