P. 1
aula de sinalização

aula de sinalização

|Views: 3.268|Likes:
Publicado porapi-18789381

More info:

Published by: api-18789381 on Nov 14, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/14/2013

pdf

text

original

Sinalização

Departamento de Biologia Celular IBRAG - UERJ

Comunicação Celular

Organismos Unicelulares

Fator de acasalamento de leveduras

Classes de moléculas sinalizadoras

Molécula sinalizadora

Proteína receptora

Hidrofóbicas e pequenas Hidrofílicas

Classificação dos diferentes tipos de Sinalização

Sinalização Parácrina e autócrina

Dependente de contato

Comunicação Celular

-Desenvolvimento embrionário; -Formação e diferenciação de Tecidos; -Coordenação comportamental e fisiológica.

Células respondem de formas diferentes a um mesmo sinal

Como a célula “lê” o ambiente? Como mediadores livres no meio extracelular conseguem atuar sobre as células?

L

Ligante Estação

Receptor

R

Transdução Amplificação Radio

Controle de Volume!

E

Resposta Som

Amplificação de sinal dentro da célula
L

R

E

1- Receptores ligados a canais
 Denominados receptores ionotrópicos  Participam principalmente da transmissão muito rápida  Proteínas oligoméricas dispostas ao redor de um canal.  A ligação do ligante e a abertura do canal ocorrem em milissegundos  Alguns exemplos: nAch, GABAA, NMDA

Estrutura do Receptor Nicotínico da ACh

Ex. Receptor nicotínico colinérgico

2- Receptores Intracelulares

1. Sinal passa através da membrana 2. Liga a proteínas intracelulares 3. Resposta Celular

 medeiam as ações de hormômios esteróides, tireóideos, vit. D, ácido retinóico   os receptores são proteínas intracelulares monoméricas ligantes lipofílicos

 atuam através da estimulação ou inibição da transcrição de genes resultando em aumento ou diminuição da síntese de proteínas portanto, de início lento.

Ex. Hormônios esteróides

3- RECEPTORES ACOPLADOS À PROTEÍNA G
- Possui 7 domínios transmembranares; - Maior família de receptores de superfície (aproximadamente 3% dos genes humanos); - Aproximadamente 50% dos medicamentos comercializados atualmente modulam a função de GPCRs; - Sempre associados a uma proteina G (ptn ligadora de guanina); - Ativação de enzimas que produzem 2º mensageiro (cascata de reações); - Funções sensoriais: receptores olfativos e gustativos, proteínas sensíveis à luz na retina dos olhos (rodopsinas); -Escala de tempo: segundos.

Ligantes endógenos de GPCRs

Eventos metabólicos regulados por GPCR

Alvos moleculares de fármacos conhecidos

Tipos de proteína G Heterotriméricas

 Em mamíferos foram identificadas 20 subunidades α; 6 subunidades  e TIPO 11 subunidades .
Gs Gi Go Gq Gp (Gplc e Gpla) Gk (Gi3) Gt Golf Gz/x

FUNÇÃO RELACIONADA
Aumento da produção decAMP Inibição da produção decAMP – pouca expressão no SNC Inibição da produção decAMP – maior expressão no SNC* Estimulação da fosfolipase A 2 e C – em tecido cardíaco Hidrólise dos fosfolipídeos de membrana. Estimulação da fosfolipase C e A, respectivamente.
+ Inibe canais de K

Transducina Olfatória Função desconhecida. Hidrólise dos fosfolipídeos de membrana???

* Exemplo: encontrada no tecido cardiovascular, mas sua função não está bem definida.

Tipos de proteína G Heterotrimericas

TIPO
Gs Gi Go Gq Gp ( Gplc e Gpla) Gk (Gi3) Gt Golf Gz/x

FUNÇÃO RELACIONADA
Aumento da produção de cAMP Inibição da produção de cAMP – pouca expressão no SNC Inibição da produção de cAMP – maior expressão no SNC* Estimulação da fosfolipase A
2

e C – em tecido cardíaco

Hidrólise dos fosfolipídeos de membrana. Estimulação da fosfolipase C e A, respectivamente. Inibe canais de K + Transducina Olfatória Função desconhecida. Hidrólise dos fosfolipídeos de membrana???

* Exemplo: encontrada no tecido cardiovascular, mas sua função não está bem definida.

Sinalização mediada por ptn G

... como isso funciona?

ATIVAÇÃO DAS PROTEÍNAS G

GPCR

α
GTP GDP

γ β

α
GDP

γ β

GPCR

α
GTP

Mensageiro 2 ario

GPCR

α
GDP

γ β
P

GPCR

α
GDP

γ β

Sinalização via proteína Gs

Sinalização via proteína Gi

AMPc como Segundo Mensageiro

AMPc liga-se à subunidade regulatória (R) da proteína quinase dependente de AMPc (PKA). Esta ligação promove a dissociação da subunidade catalítica (C) e a ativação da PKA

Sinalização via proteína Gq

Segundos Mensageiros

O Ciclo da vida do GPCR

DESSENSIBILIZAÇÃO A exposição de GPCRs por agonistas geralmente resulta numa rápida diminuição da resposta do estímulo subseqüente Homóloga DESSENSIBILIZAÇÃO Heteróloga

Fosforilação (segundos)

Internalização (minutos)

Down-regulation (horas)

Dessensibilização dos GPCRs

Dessensibilização Heteróloga (PKA ou PKC)

PKA

Dessensibilização Homóloga (GRK)

4- Receptores ligados a quinases

Os receptores de vários hormônios (p. ex insulina) e fatores de crescimento incorporam a tirosina quinase em seu domínio intracelular.

 Estão envolvidos principalmente em eventos que controlam o crescimento e a diferenciação celulares e atuam indiretamente ao regular a transcrição gênica.  Existem duas vias importantes:   - a via Ras/Raf/MAP quinase crescimento e diferenciação celular) (divisão,

- a via Jak/Stat ativada por citocinas - controla a síntese e liberação de mediadores inflamatórios.

Proteínas quinases (PK):

Transferem o fosfato- do ATP para um grupamento hidroxila dos resíduos de tirosina, serina/ treonina em substratos protéicos.
Proteínas fosfatases (PPT):

Revertem o efeito das PKs catalizando a hidrólise dos grupamentos fosforil

H

Tyrosine

HO-

-CH2-C-COONH3+ H

Serine

HO-CH2-C-COONH3+

HO H

Threonine

CH3-C-C-COO+ H NH3

Receptores associados à atividade enzimática

Receptores ligados à quinase:  Localização: Membrana  Efetor: Enzima  Acoplamento: Direto  Estrutura: Hélice transmembrana única que liga o domínio extracelular ao domínio intracelular quinase

5 Classes:

a) Receptores guanilil ciclases b) Receptores tirosinoquinases c) Receptores associados à tirosinoquinases d) Receptores tirosina fosfatases e) Receptores serina/threonina quinases

1. Dimerização (ligação de 2 receptores) 2. Dimerização/Ativação da enzima 3. Adição de grupos fosfatos 4. Ativação de enzimas 5. Resposta celular

Ativação da via das MAPK (Mitogen Activated Kinases)

Ativação da cascata de sinalização da Insulina

MAPK pathway

PI3K-Akt pathway

Ativação do receptor de Insulina (IRK) e da cascata de sinalização
Glicose
Receptor de Insulina/IGF-1

Transporte de glicose

Metabolismo da glicose Síntese de lipídeos/proteínas/glicogênio Expressão gênica específica

Diferenciação Crescimento celular

Expressão gênica

Interação de GPCR com outros receptores (TK)

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->