Você está na página 1de 1

Na narrativa literria, o autor narra histria ou o enredo baseado em fatos reais ou

fictcios. O escritor pode brincar com as palavras, usar de vrios artifcios da mtric
a e da rima, buscar nas formas de linguagem um universo repleto de imaginao, despe
rtando no leitor o interesse pelos acontecimentos narrados. O autor utiliza-se d
os recursos de expresso e de todos os elementos da narrativa proporcionado horas
prazerosas de uma boa leitura e entretenimento.
essencial que na narrativa na tenha somente acontecimentos corriqueiros, mas tam
bm conflitos, tramas, aventuras, ao e muita fico. Mas nem sempre a fico relatada, mui
s vezes na narrativa o enredo baseado em fatos reais, assim como as biografias.
O tema o foco essencial da narrativa, ou seja, o foco narrativo. Ele se apresent
a desencadeando todos os acontecimentos, em que o leitor, com sua imaginao e lgica
deve interpret-los de forma a entender toda a trama e ao.
Narrativa
Na narrativa literria usamos os recursos de expresso como a narrao, a dissertao, a des
crio, o dilogo e o monlogo. O autor pode misturar todos esses recursos em uma nica na
rrativa ou ento parte deles.
A narrao a forma pela qual os fatos e acontecimentos so narrados de forma sucessiva
, ou seja, relatando todos os conflitos bem diante do leitor;
A dissertao a forma em que o narrador, sutilmente, interrompe a narrao para argument
ar ou dar opinio sobre o tema e sobre os acontecimentos;
A descrio usada para descrever os locais, os personagens e os cenrios. Nessa situao,
o autor se utiliza de recursos para atrair ainda mais a ateno do leitor, descreven
do os cenrios com requintes de detalhes, as cenas com perfeio. A linguagem do autor
repleta de adjetivos e a utilizao do verbo faz toda a diferena.
O dilogo usado quando o personagem fala. Essa fala pode ser direta, indireta e so
lilquio. No dilogo direto o personagem fala diretamente ao leitor ou a outro perso
nagem; j no dilogo indireto o narrador indica a fala por meio da utilizao dos verbos
como declarar, afirmar, indicar, desejar, entre outros. Solilquio a forma em que
a personagem expressa em voz alta o que pensa. Muitas vezes fazemos isso!
O monlogo a forma de retratar a fala da personagem consigo mesma.
Narrar como lapidar uma pedra preciosa. Quanto mais se trabalha a linguagem, mai
s brilho e encanto voc consegue retirar da obra de arte do autor.