Você está na página 1de 1

L'OSSERVATORE ROMANO EDIÇÃO SEMANAL EM PORTUGUÊS

Unicuique suum Non praevalebunt


Ano XL, número 46 (2.082), sábado 14 de Novembro de 2009 Cidade do Vaticano Preço ; 1,00. Número atrasado ; 2,00

Bento XVI Constituição Apostólica «Anglicanorum coetibus» Vinte anos após


visitou Bréscia
e Concesio
Um novo caminho a€queda€do€Muro
para a unidade dos cristãos
A 20 de Outubro de 2009, o Cardeal um novo caminho para a promoção
William Levada, Prefeito da Congre- da unidade dos cristãos, reconhecendo
gação para a Doutrina da Fé, anun- ao mesmo tempo a legítima diversida-
ciou um novo documento para res- de na expressão da nossa fé comum.
ponder aos numerosos pedidos apre- Não se trata de uma iniciativa que te-
sentados à Santa Sé por grupos de mi- ve origem na Santa Sé, mas de uma
nistros e de fiéis anglicanos de diversas resposta generosa por parte do Santo
partes do mundo, os quais desejam Padre à legítima aspiração de tais
entrar na comunhão plena e visível grupos anglicanos. A instituição desta
com a Igreja Católica. nova estrutura está em plena harmo-
A Constituição Apostólica Anglica- nia com o compromisso pelo diálogo
norum coetibus que hoje é publicada, ecuménico, que continua a ser uma
introduz uma estrutura canónica que prioridade para a Igreja Católica. Berlim, 13 de Agosto de 1961: pais mostram
estabelece tal reunião corporativa A possibilidade prevista pela Cons- os netos aos avós que se encontram
através da instituição de Ordinariatos tituição Apostólica da presença de al- do outro lado do Muro acabado de erguer
Pessoais, que permitirão que os men- guns clérigos casados nos Ordinariatos
 cionados grupos entrem na plena co- Pessoais não significa de modo algum
munhão com a Igreja Católica, con- uma mudança na disciplina da Igreja O peso insustentável
PÁGINAS 6-9 servando ao mesmo tempo elementos no que se refere ao celibato sacerdo- do Império soviético
do específico património espiritual e tal. Ele, como diz o Concílio Vaticano
litúrgico anglicano. Contemporanea- II, é sinal, e ao mesmo tempo, estímu-
ANDREA POSSIERI NA PÁGINA 10
mente a Congregação para a Doutri- lo da caridade pastoral e anuncia de
na da Fé emanou Normas Comple- modo radioso o reino de Deus (cf. Ca-
Sob o sinal mentares, que servirão para a recta
actuação da disposição.
tecismo da Igreja Católica, n. 1579) A festa em Berlim
de Montini Esta Constituição Apostólica abre PÁGINAS 2-3 LUCETTA SCARAFFIA NA PÁGINA 11

GIOVANNI MARIA VIAN


João Baptista Montini deixou a sua
terra ainda muito jovem, pouco de- Reflexões bioéticas sobre a «enhancement»
pois da ordenação sacerdotal, e à pe-
quena pátria bresciana – onde esta-
vam as suas raízes familiares – per-
maneceu sempre muito ligado, re-
O mundo melancólico dos super-homens
gressando lá sempre que podia. Elei- rios que formulam interrogações éticas lícito intervir no corpo para finalidades
LAURA PALAZZANI
to no conclave de 1963 e tendo-se inéditas. É possível usar fármacos e que vão além da terapia, só para nos
tornado Paulo VI, como Papa não Os progressos científicos no âmbito das tecnologias não só para tratar doenças fazer sentir «melhores», transforman-
visitou mais aquela Brixia fidelis à neurociências, das ciências cognosciti- ou conservar condições de saúde mas do-nos em superman e wonder woman?
qual dirigiu, falando a uma peregri- vas, da genética, das biotecnologias e também para potencializar as capaci- Na literatura anglo-americana é
nação em visita a Roma, os votos das cibertecnologias abrem novos cená- dades físicas, mentais e emocionais? É muito difundida a expressão enhance-
que levava no coração: manter sem- ment («potenciação») que indica as in-
pre «uma grande vitalidade e uma tervenções de alteração do corpo e da
grande fidelidade». mente em relação ao normal funciona-
Mas à diocese lombarda – quase a mento físico e psíquico. Apresenta-se a
compensar a delicada discrição mon- Discurso do Papa aos participantes no congresso possibilidade de agir sobre os mecanis-
tiniana – quiseram significativamente mos biológicos do envelhecimento para
voltar dois sucessores do Pontífice
bresciano: por duas vezes, em 1982 e
Os migrantes não são o atrasar e tornar o homem não só
longevo mas até imortal. Pensemos no
em 1998, João Paulo II, e agora
Bento XVI, os dois ligados a Paulo VI
um problema mas um recurso uso de psicofármacos para potenciali-
zar a memória, para incrementar a ac-
desde os tempos do Vaticano II e tividade intelectiva, para eliminar se-
ambos suas «criaturas», cardeais ab lectivamente recordações traumáticas
eo creati. Como com gratidão recor- ou desagradáveis, para controlar esta-
dou o Papa, evocando este vínculo dos emotivos indesejados; na utilização
de «afecto e devoção». de substâncias hormonais dopantes pa-
À homenagem a Paulo VI uniram- ra melhorar prestações desportivas; no
se muitíssimos brescianos, que soube- uso do hormónio do crescimento para
satisfazer o desejo de se tornar mais al-
ram acolher Bento XVI com um ca-
tos. Então, um novo âmbito de refle-
lor que reavivou o cinzento dia ou-
xão bioética põe em discussão as finali-
tonal: em Botticino, recordando o úl- dades da medicina, o significado de
timo santo da diocese, Pe. Arcangelo cura, os confins entre saúde e doença,
Tadini, em seguida na cidade, com a normal e patológico, mas também o
significado de natureza humana e jus-
CONTINUA NA PÁGINA 7
tiça social.
Aqueles que apoiam a legitimidade
do enhancement afirmam que melhorar
as capacidades físicas e psíquicas hu-
Reflexões para o Ano sacerdotal manas não só é lícito, mas inclusive
Na manhã de segunda-feira, 9 de Novembro, o Sumo Pontífice recebeu em desejável e moralmente necessário. An-
A amizade entre audiência os participantes no Congresso Mundial organizado pelo Pontifício tes de tudo, porque a potenciação é
Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes. No seu discurso, o Pon- considerada uma possível escolha sub-
os sacerdotes sinal tífice recorda que a Igreja convida a acolher os migrantes e os seus familiares: jectiva que entra no direito de autono-
da vitória de Cristo eles€«não são um problema,€mas constituem um recurso»€para a humanidade. mia: seria o indivíduo a estabelecer

PÁGINA 12 PÁGINA 13 CONTINUA NA PÁGINA 11