Você está na página 1de 73

ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE

DROGAS PSICOTRÓPICAS
Parte 1 - Depressoras

Adriana Barni Truccolo


Agradecim
entos
A todos os acadêmicos de Atividade Física
e Saúde de 2009/2 que colaboraram
para a elaboração dessa aula.
Muito Obrigada a todos
Adriana

"O homem é aquilo que ele próprio faz. "


(André Malraux)
Dados estatísticos

 Cerca de 200 milhões de pessoas usam drogas


pelo menos uma vez ao ano.

 Dessas, 25 milhões são dependentes.

 A cada ano 200,000 pessoas morrem por


doenças relacionadas às drogas.
Dados estatísticos

O alcoolismo no Brasil atinge entre 10 a 20%


da população.

•O álcool é responsável por 60% dos acidentes


de trânsito nas cidades brasileiras e aparece
em 70% dos laudos cadavéricos das mortes violentas.
Dados estatísticos

• Um em cada 3 leitos hospitalares no Brasil é ocupado


em decorrência direta ou indireta do consumo abusivo
de álcool.

• De cada 11% de brasileiros alcoólatras, somente 1%


consegue vaga para uma internação pelo SUS. Os
demais vão para a rua ou morrem por falta de
assistência nos hospitais públicos.
Dados estatísticos

“Cerca de 8% dos jovens de classe média


usam algum tipo de droga
periodicamente no Brasil”

http://www.testededrogas.com.br/asdrogas.php?droga=opiaceos
Conceito

Qualquer substância capaz de modificar


a função dos organismos vivos,
resultando em mudanças fisiológicas ou
de comportamento.
Formas de administrar

 ORALMENTE 20 a 30 min de tempo de reação;

 CONTATO: 5 e 10 minutos de tempo de reação;

 ASPIRAÇÃO E VIA SUBLINGUAL

 INALAÇÃO: atua de forma mais rápida.

 INJEÇÃO
Classificação
De Acordo Com Efeitos Produzidos SNC

 Depressoras ou PSICOLÉPTICAS

 Estimulantes ou PSICOANALÉPTICAS

 Perturbadoras ou PSICODISLÉPTICAS
DEPRESSORAS ou PSICOLÉPTICAS
 Reações do usuário
 Diminuem a  Lentidão
atividade CEREBRAL  Sonolência
 Apatia
 Falta de coordenação motora
 Dificuldade de concentração
 SNC trabalha mais  Perda de memória
lento

“Desligada” “Devagar”
Léptico = abaixar, diminuir
ESTIMULANTES ou PSICOANALÉPTICAS

 Aumentam a atividade do SNC;

 Usuário se sente com muita energia, disposição;

 Afastam o cansaço e a fome;

 Muito empregadas nos remédios moderadores de

apetite
“Ligado” “Elétrico” “Sem Sono”
PERTURBADORAS ou PSICODISLÉPTICAS

 Modificam qualitativamente a atividade


cerebral, levando o usuário à alteração de sua
percepção, podendo ocorrer:

 Confusão mental (DELÍRIOS, ALUCINAÇÕES)


 Despersonalização
 Distorção do tempo e do espaço

“Mente perturbada”
Sistema
Límbico

Sistema
Recompensa

Recompensa

Prazer
Mecanismo do Vício
Drogas Depressoras

 Álcool  Opiáceos

 Barbitúricos
 Inalantes

 Ansiolíticos
 Rohipnol - “Boa Noite
Cinderala”
Álcool
Drogas Depressoras - Álcool

CH3CH2-OH
ETANOL
Álcool

 A legislação (Lei 9.294, de 1996) considera


bebida alcoólica aquela com teor alcoólico acima
de 13º GL , excluindo, portanto, alguns vinhos,
“coolers” e todas as cervejas.
Brasil: 0.0 0.2g/l sangue
955 reais e 1 ano de suspensão CNH
955 reais e 1 ano de suspensão CNH
75%
Excreção

Urina Respiração - Suor


Álcool

Dilatação dos Vasos Periféricos Rubor

Perda de Calor

⇓T
Álcool

Estômago

Inibe
Irrita Mucosa
Gástrica ADH

Vômito Rins
Mecanismo Aumenta produção
Defesa Urina
Cortex Cerebral
Processamento
pensamentos
consciência

Serotonina
Afeta: Centro de inibição do comportamento
pessoa menos inibida;
atrasa o processamento de informações dos olhos,
ouvidos, boca das funções cognitivas
tornando difícil pensar claramente.
Álcool
Álcool
Cerebelo
Inibe Glutamato ⇒Libera GABA ⇒“Neurônio Preguiçoso”

Centro dos movimentos



Equilíbrio

resultando no
desequilíbrio

"caindo de bêbado".
"Os ices não apenas introduzem os jovens no
consumo de álcool como os ajudam a ingerir
doses cada vez maiores"

 “E essa não é uma


 “As meninas é que
tendência
causam mais
exclusivamente
preocupação. As
brasileira. No mundo
adolescentes de hoje
todo, as moças estão
compõem a primeira
alcançando os rapazes
geração de mulheres
no que se refere aos
que se igualam aos
problemas relacionados
homens nos índices de
ao álcool."
alcoolismo.”
Hipotálamo

Deprime os centros
nervosos
Controla os estímulos
e a performance sexual.
Desejo sexual aumenta
Performance sexual
piora
Medula
Responsável por funções automáticas:

Respiração, Consciência

Induz a insônia.

Pode diminuir a freqüência


respiratória levando a risco de morte.
Hormônios Sexuais

Lesões testiculares prejudicando a produção de


testosterona e a síntese de esperma.

Cinco dias de uso contínuo de 220 gramas de


álcool os efeitos acima mencionados começam
a se manifestar e continua a se aprofundar
com a permanência do álcool.

Feminilização dos homens ⇒ ginecomastia


90% Etanol Fígado
Metabolizado

1 lata/h
“Os alcoólatras estão 10 vezes mais sujeitos a qualquer
forma de câncer que a população em geral.”
Opiáceos natural
Ópio

 Papoula do Oriente

Papaver somniferum

 Morfina

 Codeína

 Heroína * Ilícita
Opióides Sintéticos
 Meperidina

 Oxicodona

 Propoxifeno

 Metadona
Opiáceos e Opióides

 Narcóticos ⇒ Sono e Diminuição da Dor

 Intensa Dependência Física (DF)

 DF Instala-se no uso clínico

 Rapidamente estabelecem tolerância.


Efeitos Agudos

 Analgesia
 Sedação
 Sensação de euforia
 Prazer
 Sensação de bem-
estar.
Corrimento do nariz
Heroína

 Pó branco facilmente solúvel em água;

 Pode ser injetada,


 Inalada "chasing the dragon",
 Fumada ;
Heroína

 Injeção intravenosa: maior intensidade, início de euforia


mais rápido: 7 a 8 segundos;

 Injeção intramuscular: causa a sensação mais lentamente:


5 a 8 minutos;

 Inalada ou fumada: pico do efeito é atingido em 10 a 15


minutos.
 Altas doses: náuseas,
 Prazer
vômitos e intenso
 Bem estar prurido (coceira);
 Euforia
 A respiração, PA, FC
 Diminuição de sensações aumentam à medida que
como dor, fome, tosse e a dose aumenta.
desejo sexual;
 Depressão
O consumo com Cocaína
cocaína ("speedballs"
 Sonolência ou "moonrocks") tem se generalizado.
Barbitúricos
 Sedativo afasta a insônia:  Acalmam o cérebro
hipnótico ou sonífero hiperexcitado dos
epilépticos:
Antiepilépticos
 Droga de escolha
antigamente
Atualmente:
 Calmante atua sobre
estados exagerados de  São Utilizados em
ansiedade: Ansiolítico. Anestesia Geral e
Epilepsia
Barbitúricos

Tempo para fazer Efeito

30s a 15 min

Metabolizados no fígado, excretados pela urina


Barbitúricos

Tempo para fazer Efeito

30s a 15 min

Metabolizados no fígado, excretados pela urina


Barbitúricos
Aumentam a atividade do
neurotransmissor ácido gama-
aminobutírico – GABA

induz a inibição do Sistema Nervoso


Central (SNC), causando a sedação.

http://www.obid.senad.gov.br/portais/OBID/
Barbitúricos
 Causam dependência  Aliados ao álcool e a
física e psicológica; anfetaminas: ALTO
 Anemia, risco de morte
 Depressão,
 Falta de coordenação
motora,
 Irritabilidade
 Confusão mental;

http://www.brasilescola.com/
Barbitúricos

Sintomas de  Paranóia
Câimbras,
abstinência

 Podem durar até duas


 Ansiedade, semanas.
 Sudorese,
 Esta situação requer
 Perda de apetite, tratamento médico e
 Hiperatividade, hospitalização.
 Convulsões,
Barbitúricos
Uso: oral, intramuscular, endovenoso, ou retal.
Cola de sapateiro,
Inalantes Esmalte,Lança-perfume
Acetona

“cheirinho” ou “loló” clorofórmio mais éter

lança-perfume cloreto de etila ou cloretila

Início do efeito, após a aspiração: rápido - de


segundos a minutos no máximo - e em 15 a 40
minutos já desaparecem.
Inalantes

 Primeira fase: fase de excitação, que é


a desejada, pois a pessoa fica eufórica,
aparentemente excitada, sentindo
tonturas e tendo perturbações auditivas
e visuais.
Inalantes

Segunda fase: Depressão do cérebro


 confusa,
 desorientada,
 voz pastosa,
 visão embaçada,
 perda do autocontrole,
 dor de cabeça,
 palidez;
 Começa a ver ou a ouvir coisas.
Inalantes

Terceira fase: depressão  incoordenação motora


aprofunda-se com marcha vacilante,

 Redução acentuada do  fala “engrolada”,


estado de alerta,
 Reflexos deprimidos,
 Incoordenação ocular (a
pessoa não consegue  Pode ocorrer processos
mais fixar os olhos nos alucinatórios evidentes.
objetos),
Inalantes
Quarta fase: Depressão  Surtos de convulsões
tardia “ataques”.

 Inconsciência,  Ocorre com freqüência


 Queda da pressão, entre aqueles
 Sonhos estranhos, cheiradores que usam
saco plástico.

destruição de neurônios (células cerebrais),


causando lesões irreversíveis no cérebro.
quarta-feira,
8 de julho de 2009

 Houve uma queda consistente no número de denúncias


sobre uso de cola de sapateiro por “meninos de rua”
no Rio.
 É preciso atenção para a possibilidade de este fato
ter relação com o aumento do consumo do crack.
Rohypnol – Flunitrazepam
ansiolítico,
não aprovado pelo FDA
Vendido ilegalmente USA e Canadá.
Tomado em drágeas ou dissolvido na bebida.
Com álcool leva ao adormecimento e pode ser fatal.

Uso terapêutico:

América Latina,
Europa,
Ásia,
Austrália
tratamento da insônia
anestésico pré-cirúrgico
Sem Cor, Odor, Gosto

Vítima incapaz de resisitir


à agressão e até não
lembrar do acontecido.