P. 1
NÃO VOS CONFORMEIS COM ESTE MUNDO!

NÃO VOS CONFORMEIS COM ESTE MUNDO!

|Views: 4.256|Likes:
Paulo faz algumas considerações importantes aqui: Primeiro paulo reafirma o espírito comunitário da igreja de cristo – “rogo-vos pois irmãos e irmãs”. Para paulo a comunidade, a igreja é um lugar de ensinar e de ajuda paracrescimento mútuo. A sociedade moderna e individualista tem dificuldade de confrontar questões morais por causa da proteção dos direitos individuais. Mas a herança de Paulo vem do povo de Deus onde acomunidade era valorizada. Existe dois entendimentos filosóficos que dizem: Primeiro – “eu existo, logo eu pertenço ... logo eu pertenço a uma comunidade”, ou seja o indidvíduo em primeiro lugar e a segunda diz – “eu pertenço a uma comunidade, logo eu existo”. A própria igreja de Cristo nasceu com essa visão onde todos tinham compromisso comtodos. Essa visão era o próprio sonho de Deus para o seu povo e por isso sempre o castigavaquando a compaixão, e o amor ao próximo eram deixados de lado.
Paulo faz algumas considerações importantes aqui: Primeiro paulo reafirma o espírito comunitário da igreja de cristo – “rogo-vos pois irmãos e irmãs”. Para paulo a comunidade, a igreja é um lugar de ensinar e de ajuda paracrescimento mútuo. A sociedade moderna e individualista tem dificuldade de confrontar questões morais por causa da proteção dos direitos individuais. Mas a herança de Paulo vem do povo de Deus onde acomunidade era valorizada. Existe dois entendimentos filosóficos que dizem: Primeiro – “eu existo, logo eu pertenço ... logo eu pertenço a uma comunidade”, ou seja o indidvíduo em primeiro lugar e a segunda diz – “eu pertenço a uma comunidade, logo eu existo”. A própria igreja de Cristo nasceu com essa visão onde todos tinham compromisso comtodos. Essa visão era o próprio sonho de Deus para o seu povo e por isso sempre o castigavaquando a compaixão, e o amor ao próximo eram deixados de lado.

More info:

Published by: Rev. Alcenir Oliveira, MDiv, MBA, BBA & BPA on Nov 17, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/13/2012

pdf

text

original

Não vos conformeis com este mundo – Romanos 12:1-2 Pr.

Alcenir 15 de novembro de 2009 Igreja Presbiteriana de Richmond, Califórnia 3415 Barrett Ave, Richmond, CA 94806 Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Dus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. CULTO RACIONAL Paulo faz algumas considerações importantes aqui: Primeiro paulo reafirma o espírito comunitário da igreja de cristo – “rogo-vos pois irmãos e irmãs”. Para paulo a comunidade, a igreja é um lugar de ensinar e de ajuda para crescimento mútuo. A sociedade moderna e individualista tem dificuldade de confrontar questões morais por causa da proteção dos direitos individuais. Mas a herança de Paulo vem do povo de Deus onde a comunidade era valorizada. Existe dois entendimentos filosóficos que dizem: Primeiro – “eu existo, logo eu pertenço ... logo eu pertenço a uma comunidade”, ou seja o indidvíduo em primeiro lugar e a segunda diz – “eu pertenço a uma comunidade, logo eu existo”. A própria igreja de Cristo nasceu com essa visão onde todos tinham compromisso com todos. Essa visão era o próprio sonho de Deus para o seu povo e por isso sempre o castigava quando a compaixão, e o amor ao próximo eram deixados de lado. Em Segundo lugar, Paulo faz uma relação entre a misericórdia de Deus (Deus se doando) e o imperativo de Deus (Deus ordenando). Paulo não apresenta aqui um Deus vingativo e julgador, mas misericordioso em Jesus Cristo. Ele entende que o dar e o receber são duas pontas da mesma corda. Para Paulo Deus usa a misericórdia e espera o mínimo que podemos fazer, que é o sacrifício vivo.

Já ouvi muitas mensagens sobre o sacrifício vivo mas sempre ficou uma dúvida sobre o verdadeiro sentido, geralmente os pregadores exortam: - a vivermos uma vida acima da realidade, isolada do mundo; - a odiarmos as coisas da vida. O melhor entendimento do culto racional é a vida comprometida com Deus, - é a vida que vive o dia-a-dia já sonhando com o céu, como diz o hino; - é refletir a atitude de Cristo em tudo aquilo que fizermos; - é não conformarmos com a forma do mundo, com a maneira de ver e de fazer as coisas; - é ter um relacionamento pessoal, íntimo com Deus; - é estar constantemente procurando conhecer e entender a vontade de Deus e andar segundo ela; - é nos apresentar como sacrifício vivo, ou seja, a atitude “EIS ME AQUI” de Isaías. - é expressarmos no dia-a-dia a mensagem do hino que diz: “bem pouco importa eu morar em alto monte ou beira-mar; em casa ou gruta, boa ou ruim, com Cristo ali é céu prá mim”. - é expressar um coração constantemente grato a Deus, mesmo quando as circunstâncias são adversas, pois mesmo quando não tenho nada nesta vida que caiba agradecer, que o sofrimento ultrapasse o límite da resistência humana, ainda assim me resta a graça de ter sido resgatado pelo amor Cristo. Isto é o culto racional ... como é o seu culto racional, irmão? INCONFORMADOS NA HISTÓRIA A história da humanidade é cheia de altos e baixos. Há momentos de muita maldade e violência. Há momentos de muita paz, muito progresso e avivamento. A mesma coisa constatamos se olharmos a história de cada nação. Em particular, a história da igreja nos Estados Unidos no passado é marcada por momentos de muita incerteza por causa: - do mal da escravidão, - da discriminação racial,

- da opressão de minorias, porque uma grande parte dos crentes aprovava a exploração da mão-de-obra escrava e outra parte não. Depois da abolição da escravatura, em que a escravidão tornou-se crime, o grande dilema passa a ser a aceitação da convivência de uma raça majoritária com outra que era julgada física, intelectual, social, econômica, moral e até espiritualmente inferior, dando lugar ao movimento dos direitos civis, em inglês “civil rights movement”. Esse movimento gerou grandes líderes, mas a maior projeção foi do pastor e teólogo Martin Luther King Jr. King foi um exemplo de líder que não se conformou com o erro, com o uso do texto sagrado para justificar um pecado contra a humanidade ... não vos conformeis ... mas transformai-vos ... para experimentar a vontade de Deus, diz o Apóstolo Paulo. Esses são fatos que deixaram muitas cicatrizes. Entretanto, há fatores que trouxeram contribuições de grande positividade. Quem iniciou a colonização americana e criou a nação foram os crentes de origem britânica, fugindo da perseguição por desejarem uma vida mais pura e justa diante de Deus. Não se conformaram ... Foi aqui também que aconteceram os dois maiores movimentos avivalistas da história da igreja depois da reforma da que aconteceu no século XVI “First and Second Great Awakenings”. Esse avivamentos surgiram da decisão de não se conformarem com: - Uma religião pacata, que é mais uma rotina para cuprir um legalismo regilioso; - Uma religião cujos adeptos iam encontrar com Deus uma vez por semana, e o restante é exclusivamente para se conformar com o mundo, com as leis do mundo, com os costumes do mundo, com os pecados do mundo; - Uma religião muda onde Deus não falava mais ... Esses avivalistas desafiaram a igreja e os não crentes a não se conformarem com este mundo, mas se transformarem-se pela renovação da mente para experimentar a vontade de Deus, como diz o Apóstolo Paulo. O MUNDO DE VIOLÊNCIA Nos últimos dias tenho refletido sobre a violência. Nos últimos 20 anos parece que a violência tornou-se lugar comum, a rotina do dia-a-dia, parece que a violência começa a ser descriminalizada na nossa sociedade.

Lembro que em 1991 liguei TV em um canal para ver as notícias da guerra e vi que iriam fazer execussões ao vivo. Quando vi o que ia acontecer, fiquei horrizado e desliguei. Nos períodos da guerra no Iraque em que americanos estavam sendo sequestrados, e a execução filmada e colocada na internet foi a loucura máxima dos canais abertos de comunição virtuais. Para onde estamos indo, para onde caminha a humanidade? ... Vemos que a violência tornou-se algo tão comum na vida da sociedade moderna; - que já não mais comovem as pessoas, - que já não há mais um posicionamento da comunidade contra esse “estado de sítio” em que vivemos, - que o mal cresceu tanto que a comunidade tem que começar a construir fortalezas para se prenderem para escapar a violência. - que os pais vivem 24 horas por dia procurando defender os seus filhos dos maus relacionamentos; - que os pais vivem preocupados com o que pode estar acontecendo nas escolas, pois aliciadores para consumo de drogas, para prostituição ou outros males, podem estar trabalhando nelas, gangues podem estar assediando os adolescentes. Este é o nosso mundo, - o mundo que Paulo se refere, o mundo mal, o mundo sem Deus, o mundo que necessita do Evangelho transformador de Jesus Cristo. Paulo está se referindo também ao costumes do mundo, - o mundo fazendo “business as usual”. - o mundo em que a droga conquista, domina e mata pessoas a todo instante; - o mundo em que a droga provoca brigas, separações de casais, suicídios, perda total dos bens adquiridos em uma vida inteira, perda da família inteira, dispersão dos filhos, entre outros casos. - mundo em que a prostituição banalizou o sexo, banalizou o relacionamento físico entre homem e mulher, banalizou o romance, banalizou o amor entre homem e mulher.

- mundo em que o homosexualismo cresceu de tal forma que ocupou lugar privilegiado na sociedade como minoria, semelhante às minorias étinicas; - mundo em que o homosexualismo cresceu de tal forma que tem a intenção de incluir gênero gay, ou terceiro sexo, na classificação dos gêneros humanos que sempre foi masculino e feminino, como fez Deus: homem e mulher os criou. - mundo em que se institucionaliza o roubo e a riqueza ilícita; - mundo que da mesma forma institucionaliza a pobreza e a miséria debaixo da justificativa da iniciativa individual, onde o indivíduo é responsável pela sua miséria e a comunidade não tem nada a ver com isso. - mundo que cega os sentimentos das pessoas onde amor ao próximo não faz parte do dicionário da humnidade; - mundo que chegou ao cúmulo do absurdo de acontecer caso de dezenas de pessoas passarem perto de um bando de criminosos maltratando outra pessoa ao ponto de ela quase perder a vida e nada fazerem por medo de retalião, ou simplesmente por achar que isso não é problema delas, ou de que isso faz parte da vida. - mundo que não vê Deus em lugar nenhum, - que não vê Deus agindo em nada, - mundo cego, surdo e mudo, - mundo incapaz de perceber a imanência, a presença e a intervenção de Deus na história da humanidade. - É a esse mundo que Paulo se refere; - É com esse mundo que não devemos nos conformar; - É esse mundo que precisa de pessoas transformadas pela renovação de suas mentes pelo Espírito Santo de Deus. Esse mundo precisa de pessoas renovadas pelo Espírito Santo de Deus: - para que haja transformação na sociedade através do contágio, portanto irmãos vamos contaminar a sociedade com o amor de Cristo em nós;

- para que haja salvação física quando as gangues e os traficantes já não tiverem mercado para vender seus produtos e idéias, porque o poder do Evangelho de Cristo é maior, e os missionários de Deus os tiver substituído; - para que haja salvação de jovens, famílias e casamentos quando a prostituição e a pornografia não tiverem mais mercados, porque as vidas começaram a ser transformadas, e portanto não têem mais razão de ser. - para que haja salvação da alma, quando as pessoas começarem a se converter dos seus maus caminhos, dobrarem-se diante da cruz e seguirem a Cristo. - para que haja salvação quando o Espírito Santo de Deus começar a se mover no meio da igreja e no meio da comunidade e transformar vidas pelo poder do Evangélho salvador de Jesus Cristo. - para que que haja salvação quando, como zaqueu, as pessoas começarem a querem subir a um nível mais elevado para ver Cristo passar e convidá-lo para entrar em suas vidas, nas suas casas, transformar vidas, transformar corações e transformar almas. Aí então irmãos veremos os frutos de nossa decisão de não nos conformarmos com este mundo e nos renovarmos ... pois estaremos conhecendo e experimentando a boa, santa e agradável vontade de Deus. A vontadade de Deus é - de haver um mundo transformado, - de haver um mundo mudado de tal forma que os propósitos da criação, de uma humanidade santa, fiél e adoradora, para viver sob a glória de Deus, resgatada em Cristo Jesus, venha a existir e se tornar mais uma vez realidade. Nós seres humanos temos uma capacidade muito grande para nos adaptar às mudanças ambientais. Quando nós pessoas de países quentes vamos viver em países gelados os primeiros dias e até meses tornam a nossa vida miserável. O primeiro inverno é um martírio. No segundo ano não achamos tão frio assim. No terceiro, já passou a ser parte de nossa vida. O Apóslo Paulo está tratando do mal de nosso século, está dizendo que a regra da adaptação não é válida, que nós

- não podemos nos adaptar, - não podemos simplesmente deixar o mal tomar conta de nossas vidas, - não podemos ser dominados pelo estilo de vida baseado em culturas, trandições e filosófias contrários aos ensinamentos das escrituras, contrários ao Evangelho de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos ... O Apóstolo Paulo quer dizer aqui - que nós somos diferentes e - que temos que fazer isto aparecer, - que temos que renovar a nossa mente, - que temos que renovar os nossos conceitos, - que temos que renovar os nossa atitude, - que temos que retornar ao princípio de tudo, às bases de nossa fé; - que temos que retornar aos fundamentos da comunidade da nova aliança, - que temos que retomar uma vida de fidelidade aos ensinamentos das sagradas escrituras, E só assim experimentaremos a boa, santa e agradável vontade de Deus. Aleluia! QUE DEUS ABENÇOE A SUA PALAVRA!

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->