P. 1
TRABALHO SOBRE CÂNCER DE PROSTATA

TRABALHO SOBRE CÂNCER DE PROSTATA

3.0

|Views: 7.025|Likes:
Publicado porDalisson Markel

More info:

Published by: Dalisson Markel on Nov 19, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/23/2013

pdf

text

original

Trabalho Sobre: Câncer de Próstata

Introdução

A frequência do câncer da próstata aumentou de forma explosiva nos últimos anos, consternando a ciência médica e os homens em geral. Notícias e reportagens inundaram os meios de comunicação, com duas consequências imediatas: os homens estão mais conscientes dos problemas da próstata, o que é bom, mas informações desencontradas têm gerado aflições indevidas, o que é ruim. A próstata, glândula de dimensões diminutas localizada na base da bexiga, pode ser sede de dois processos distintos. O primeiro é o crescimento benigno, chamado de hiperplasia, que acomete quase 90% dos homens após os 40 anos e que produz dificuldade para a eliminação da urina. O segundo é o câncer da próstata, que surge associado ou não ao crescimento benigno e que se manifesta quase sempre depois que os homens completam 50 anos.

CÂNCER DE PROSTATA
Câncer de próstata ou cancro da próstata é uma doença na qual ocorre o desenvolvimento de um cancro/câncer na próstata,uma glândula do sistema reprodutor masculino.Ocorre quando as células da próstata sofrem mutações e começam a se multiplicar sem controle.Estas células podem se espalhar (metástase) a partir da próstata em direção a outras partes do corpo,especialmente ossos e linfonodos.O câncer de próstata pode causar dor,dificuldade em urinar,disfunção erétil e outros sintomas. A taxas de incidência deste tipo de carcinome variam amplamente no mundo:o câncer é menos comum no sul e leste da Ásia e mais comum na Europa e Estados Unidos.O câncer é menos comum entre homens negros. Este tipo de câncer se desenvolve mais frequentemente em homens acima dos 50 anos de idade.Pode ocorrer somente em homens,já que a próstata é uma glândula exclusiva deste sexo.É o tipo de câncer mais comum em homens nos Estados Unidos,país em que é a segunda maior causa de mortes masculinas por câncer,atrás somente do câncer de pulmão.Entretanto,muitos homens que desenvolvem câncer de próstata não apresentam sintomas e acabam morrendo por outras causas.Muitos fatores,incluindo genética e dieta,tem sido relacionados ao desenvolvimento do câncer de próstata. O câncer de próstata é mais frequentemente descoberto através de exame físico ou por monitoração dos sangue,como o teste do “PSA” (sigla em inglês para antígeno prostático específico).Atualmente existe alguma preocupação sobre a acurácia do teste de PSA e sua real utilidade.Uma suspeita de câncer de próstata é tipicamente confirmada ao se remover uma amostra da próstata (biópsia) e examinando-a sob microscópio.Outros exames,como raio-X e exames de imagem para os ossos,podem ser realizados para determinar se o câncer de próstata se espalhou. O câncer de próstata pode ser tratado com cirurgia,radioterapia,terapia hormonal,quimioterapia,protonterapia ou alguma combinação destes.A idade e saúde do homem,assim como a extensão da dispersão das células,aparência sob análise microscópica e resposta do câncer ao tratamento inicial são importantes em determinar o desfecho da doença.já que o câncer de próstata é uma doença de homens idosos,muitos irão morrer de outras causas antes que uma lenda evolução do câncer de próstata possa se espalhar ou causar sintomas.Isso faz com que a escolha do tratamento a ser utilizado seja difícil.A decisão de tratar ou não um câncer de próstata localizado (um tumor que está contido no interior da próstata) com intenção de cura é um dilema entre os benefícios esperados e os possíveis efeitos danosos em relação à sobrevivência e qualidade de vida do paciente. A próstata é um órgão do sistema reprodutor masculino que ajuda a produzir e armazenar fluido seminal.Nos homens adultos,a próstata normal possui cerca de 3 centímetros de comprimento e pesa cerca de vinte gramas.Está localizada na pelve da bexiga urinária e na frente do reto.A próstata envolve parte da uretra,o ducto que carrega a urina da bexiga durante o ato de urinar e carrega o sêmen durante a ejaculação,as doenças da próstata geralmente afetam o controle urinário,ejaculação e

raramente defecação.A próstata contém pequenas glândulas que produzem cerca de vinte por cento do fluido que constitui o sêmen.No câncer de próstata,estas células sofrem mutações e se transformam em células cancerosas.As glândulas das próstata necessitam de hormônios masculinos,conhecidos como andrógenos,para funcionar corretamente.Os andrógenos incluem a testosterona,que é produzida nos testículos,a dehidroepiandrosterona,produzida nas supra-renais e a dihidrotestosterona,que é convertida a partir da testosterona no interior da próstata.Os andrógenos também são responsáveis pelas características sexuais secundárias dos homens,como os pêlos da face e uma massa muscular aumentada. O câncer de próstata precoce não causa sintomas.Geralmente é diagnosticado após um teste de PSA elevado.As vezes,entretanto,o câncer de próstata causa sintomas semelhantes aos da hiperplasia prostática benigna.Estes sintomas incluem polaciúria,urinar mais à noite,dificuldade em iniciar e manter um jato contínuo de urina,sangue na urina e ato de urina doloroso.O câncer de próstata pode também causar problemas com a função sexual,como dificuldade em atingir uma ereção ou ejaculação dolorosa. O câncer de próstata avançado pode causar sintomas adicionais à medida que a doença se espalha para outras partes do corpo.O sintoma mais comum é dor óssea,geralmente nas vértebras (ossos da coluna),pelve ou costelas,do câncer que se espalhou para estes ossos.O câncer de próstata na coluna pode também comprimir a medula espinhal,causando fraqueza nas pernas e incontinência urinária e fecal. Quando as células normais são danificadas,elas são eliminadas por apoptose.As células cancerosas evitam a apoptose e continuam a se multiplicar de uma maneira descontrolada. O câncer de próstata é classificado como um adenocarcinoma,ou câncer glandular,que inicia quando as células glandulares secretoras de sêmen da próstata sofrem mutações e se transformam em células cancerosas.A região da próstata em que o adenocarcinoma é mais comum é a zona periférica.Inicialmente,pequenos agrupamentos de células cancerosas se mantêm confinados às glândulas prostáticas normais,uma condição conhecida como carcinoma in si tu ou neoplasia intra-epitelial prostática (NIP ou PIN).Embora não haja prova de que a NIP seja uma precursora do câncer,ela está intimamente relacionada ao câncer.Ao longo do tempo estas células cancerosas começam a se multiplicar e se espalhar para o tecido prostático circundante (o estroma) formando um tumor.Finalmente,o tumor por crescer ao ponto de invadir órgão próximos a ele,como as vesículas seminais ou reto.As células tumorais ainda podem desenvolver a habilidade de viajar através da corrente sanguínea e sistema linfático.O câncer de próstata é considerado um tumor maligno porque é uma massa de células que pode invadir outras partes do corpo.Estas invasão de outros órgãos é chamados de metástase. O câncer de próstata geralmente gera metástase nos ossos, linfonodos,reto e bexiga urinária. A DHT.Um ciclo de retroalimentação envolvendo os testículos, hipotálamo, hipófise, supra-renais e próstata controla os níveis sanguíneos de DHT. Primeiro, os baixos níveis sanguíneos de DHT estimulam o hipotálamo a produzir hormônio liberador de gonadotrofina (GnRH). O GnRH então estimula a hipófise a produzir hormônio luteinizante (LH), o qual estimula os testículos a produzir testosterona.Finalmente, a testosterona dos testículos e a dehidroepiandrosterona das

glândulas supra-renais estimulam a próstata a produzir mais DHT. A terapia hormonal diminui os níveis de DHT pois interrompe esta via metabólica em algum ponto. Existe diversas formas de terapia hormonal para o câncer de próstata: *Orquiectomia é a cirurgia para remover os testículos. Como os testículos produzem a maior parte da testosterona do corpo,a sua remoção cirúrgica faz com que os níves de testosterona caiam logo em seguida.Com isso,a próstata não somente de receber estimulo da testosterona para produzir mais DHT, como também não possui testosterona suficiente para transformá-la em DHT. *Antiandrógenos são medicamentos como flutamida, bicalutamida, nilutamida, e acetato de ciproterona que diretamente bloqueiam as ações da testosterona e da DHT no interior das células do câncer de próstata. *Medicamentos que bloqueiam a produção dos andrógenos supra-renais como a DHEA incluem o cetoconazol e a aminoglutetimida.Como as glândulas supra-renais produzem somente cerca de 5% dos andrógenos do corpo,estes medicamentos são geralmente usados somente em combinação com outros métodos que possuem bloquear os 95% e andrógenos produzidos pelos testículos.Estes métodos combinados são chamados de bloqueio androgênico total (BAT). O BAT também pode ser obtido com o uso de antiandrógenos. *A ação do hormônio liberador de gonadotrofina pode ser interrompida de duas maneiras.Os antagonistas do GnRH impedem a produção de LH diretamente,enquanto os agonistas do GnRH inibem o LH através de um processo de regulação para baixo (downregulation) após um efeito de estimulação inicial.Abarelix é um exemplo de antagonista do GnRH, enquanto os agonistas do GnRH incluem leuprolida , goserelin, triptorelin e buserelin. Inicialmente, os sgonistas do GnRH aumentam a produção do LH. Entretanto, como o constante desta medicação não coincide com o ritmo de produção natural do corpo, a produção de LH e GnRH diminui após algumas semanas. Os tratamentos hormonais que mais têm sucessos são a orquiectomia e os agonistas do GnRH .Apesar de seu elevado custo, os agonistas do GnRH são geralmente escolhidos ao invés da orquiectomia, por questões cosméticas e emocionais. Cada tratamento possui desvantagens que limitam seu uso em certas circunstâncias.Apesar de a orquiectomia ser uma cirurgia de baixo risco, o impacto psicológico da remoção dos testículos pode ser significante.A perda de testosterona também causa ondas de calor,ganho de peso,perda da libido,aumento das mama (ginecomastia) , impotência e osteoporose.Os agonistas do GnRH podem causar os mesmos efeitos da orquiectomia mas podem causar piores sintomas no inicio do tratamento.Quando os agonistas do GnRH começam a ser usados,os aumentos de testosterona podem levar a uma dor aumentada nos ossos (originada do câncer metastático), então antiandrógenos são usados para diminuir estes colaterais.Os estrógenos não são comumente utilizados pois eles aumentam o risco de doença cardiovasculares trombose.Os antiandrógenos geralmente não causam impotência e geram menos dor nos ossos e massa muscular.O cetoconazol pode causar lesões no fígado com o uso prolongando e a aminoglutetimida pode causar rachas cutâneos.

As taxas de câncer de próstata são maiores e o prognóstico é pior em paises desenvolvidos do que no resto do mundo.Muito dos fatores de risco para o câncer de próstata são mais prevalentes nos países desenvolvidos,incluindo maior expectativa de vida dietas rica em carne vermelha e derivados do leite. Também ,onde há maior acesso a programas de monitoramento,existe uma taxa maior de detecção.O câncer de próstata é o nono câncer mais comum no mundo, mas é o primeiro câncer (excluindo os de pele) em homens nos Estados Unidos.O câncer de próstata afetou dezoito por cento dos homens norte-americanos e causou morte em 3% em 2005.No Japão, as mortes por câncer de próstata foram 20% e 50% das taxas Estados Unidos nos anos 1990s.Na Índia,nos anos 1990s, metades das pessoas com câncer de próstata restrito à próstata morreram em 10 anos.Homens negros possuem 5060 vezes mais câncer de próstata e mais mortes por câncer do que homens em Shanghai, China, Nigéria, dois por cento dos homens desenvolvem câncer de próstata e 6% deles morrem após dois anos. Em pacientes sob tratamento, os indicadores de prognóstico clinico da doença são o estadiamento,nível de PSA antes da terapia e escore de Gledson.Em geral, quando maior o grau e o estadiamento,pior o prognóstico.Pode-se utilizar normogramas para calcular o risco estimado de um paciente.As predições são baseadas em experiências em grandes grupos de pacientes que sofreram de câncer em diversos estadiamentos.

Conclusão

De acordo com as informações presentes neste trabalho a detecção precoce de um câncer é composta por ações que visam o diagnóstico precoce de doença em indivíduos sintomáticos e por ações de rastreamento , que é a aplicação de exames para a detecção da doença em indivíduos assintomáticos. Recomendamos sensibilizar a população masculina para a adoção de hábitos saudáveis de vida (dieta rica em fibras e frutas e pobre em gordura animal, atividade física e controle do peso) como uma ação de prevenção do câncer, orientar os homens com idade entre 50 e 70 anos que procuram os serviços de saúde por motivos outros do câncer da próstata sobre a possibilidade de detecção precoce deste câncer por meio da realização dos exames do toque retal e da dosagem PSA total, informando-os sobre as limitações, os benefícios e os riscos da detecção precoce do câncer da próstata.

Bibliografia
www.inca.gov.br www.cirurgiaendocrina.com.br www.abcdasaude.com.br www.wikipedia.org

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->