Você está na página 1de 127

É expressamente proibida cópia, reprodução parcial, reprografia, fotocópia ou qualquer

forma de extração de informações deste sem prévia autorização dos autores conforme
legislação vigente.

Janeiro/2012
Sumário

Introdução..................................................................................................................................02
Conceitos.....................................................................................................................................02
Contribuições patronais..............................................................................................................02
FGTS (Lei n° 8.036/90 e Decreto n° 99.684/90)..........................................................................09
Folha de Pagamento....................................................................................................................14
Salário e Remuneração................................................................................................................18
Jornada de Trabalho....................................................................................................................20
Repouso Semanal Remunerado..................................................................................................28
Férias...........................................................................................................................................31
Décimo Terceiro Salário..............................................................................................................37
Rescisão Contratual – Verbas Rescisórias...................................................................................40
Anexos.........................................................................................................................................50

1
1. INTRODUÇÃO:
Analisaremos as contribuições previdenciárias das pessoas jurídicas, junto ao Instituto
Nacional da Seguridade Social – INSS.
O texto foi desenvolvido em uma linguagem de fácil compreensão, com tabelas e exemplos
práticos de preenchimento de Guias da Previdência Social (GPS), das diversas atividades
empresariais.

2. CONCEITO:

2.1 Conceito de empresa:


Para fins previdenciários, considera-se empresa, a firma individual ou sociedade que assume o
risco de atividade econômica urbana ou rural, com fins lucrativos ou não, bem como os órgãos
e entidades da administração pública direta, indireta e fundacional. As contribuições das
empresas em geral estão previstas no artigo 22 da Lei nº 8.212/1991.

2.2 Equipara-se a empresa:


Equipara-se à empresa, o contribuinte individual em relação a segurado que lhe presta serviço,
bem como a cooperativa, associação ou entidade de qualquer natureza ou finalidade, missão
diplomática e repartição consular de carreira estrangeira (Lei nº 9.876/1999).
Fundamento legal: parágrafo único, inciso I do art. 15, da Lei nº 8.212, de 24.07.1991.

Exemplo:
 Pessoa física dentista que contrata um protético.

3. CONTRIBUIÇÕES PATRONAIS:
As contribuições sociais previdenciárias, a cargo da empresa ou equiparada, observadas as
disposições específicas da Instrução Normativa MPS/SRP nº 971/2010, são:
 encargos sobre a folha de pagamento dos empregados;
 grau de Incidência de Incapacidade Laborativa – Riscos Ambientais do Trabalho (GIIL –
RAT);
 financiamento da aposentadoria especial;
 contribuições destinadas a outras entidades;
 contribuição patronal sobre contribuinte individual (autônomos e empresários).
 contribuição previdenciária sobre prestação de serviço de cooperativa.
Vejamos cada uma delas.

2
3.1 Encargos sobre a folha de pagamento dos empregados:

1) 20% (vinte por cento) sobre o total das remunerações pagas, devidas ou creditadas, a
qualquer título, durante o mês aos segurados empregados e trabalhadores avulsos, que lhes
prestam serviços;

2) Grau de incidência de incapacidade laborativa – riscos ambientais do trabalho (RAT):


O financiamento dos benefícios concedidos, em razão do grau de incidência de incapacidade
laborativa decorrente dos riscos ambientais do trabalho, incidentes sobre o total das
remunerações pagas, devidas ou creditadas, a qualquer título durante o mês, aos segurados
empregados e trabalhadores avulsos que lhe prestam serviços, observado o disposto no inciso
II do artigo 72 da Instrução Normativa MPS/SRP nº 971/2010, corresponde à aplicação dos
seguintes percentuais:
a) 1%, para as empresas em cuja atividade preponderante o risco de acidentes do trabalho seja
considerado leve;
b) 2%, para as empresas em cuja atividade preponderante o risco de acidentes do trabalho
seja considerado médio;
c) 3%, para as empresas em cuja atividade preponderante o risco de acidentes do trabalho seja
considerado grave.

Enquadramento nos correspondentes graus de risco é de


responsabilidade da empresa, devendo ser feito mensalmente, de
acordo com a sua atividade econômica preponderante, conforme a
Relação de Atividades Preponderantes e Correspondentes Graus de
Risco, elaborada com base na CNAE, prevista no Anexo V do RPS.

 Considera-se preponderante, aquela que tenha o maior


número de segurados empregados e trabalhadores avulsos.

Financiamento das aposentadorias especiais:


Exercendo o segurado atividade em condições especiais que possam ensejar aposentadoria
especial após 15 (quinze), 20 (vinte) ou 25 (vinte e cinco) anos de trabalho sob exposição a
agentes nocivos prejudiciais à sua saúde e integridade física, é devida pela empresa ou
equiparado a contribuição adicional destinada ao financiamento das aposentadorias especiais,
sendo os percentuais aplicados:

3
Nota: Essa contribuição será acrescida de 12%, 9% ou 6%, se a
atividade exercida pelo segurado ensejar aposentadoria especial
após 15, 20 ou 25 anos de trabalho sob exposição de agentes
nocivos prejudiciais a saúde.

FAP: Fator Acidentário de Prevenção:


O Fator Acidentário de Prevenção que afere o desempenho da empresa, dentro da respectiva
atividade econômica, relativamente aos acidentes de trabalho ocorridos num determinado
período. O FAP consiste num multiplicador variável num intervalo contínuo de cinco décimos
(0,5000) a dois inteiros (2,0000), aplicado com quatro casas decimais sobre a alíquota RAT.
A partir da competência 01/2010, a empresa deverá obter o coeficiente FAP mediante CNPJ +
senha no site www.previdencia.gov.br, para informá-lo no campo próprio na GFIP. O FAP foi
divulgado em setembro/2009 pelo Ministério da Previdência Social e tem validade para todo o
ano de 2010 (GFIP 01/2010 ..... até GFIP 13/2010). Em setembro 2010, será divulgado o FAP do
ano 2011, e assim sucessivamente.
A senha que a empresa utiliza para verificar as restrições à “Certidão Negativa de Débitos de
Contribuições Previdenciárias” serve para consultar o FAP.
Caso a empresa não possua senha, poderá cadastrá-la no próprio aplicativo de consulta ao FAP
na internet, no botão “Incluir Senha”. Havendo problemas com a senha, o contribuinte deverá
dirigir-se a uma unidade de atendimento da RFB.
A partir da competência 01/2010, as empresas continuam informando o campo RAT na GFIP e
passam a informar também o campo FAP, conforme Manual da GFIP.
O FAP será informado no SEFIP com duas casas decimais, sem arredondamento (truncamento),
até que nova versão do aplicativo permita informar corretamente.
Porém, ao fazer o cálculo da contribuição previdenciária “RAT x FAP” na folha de pagamento, a
empresa usará o multiplicador FAP com quatro casas decimais, motivo pelo qual a GPS gerada
pelo SEFIP deverá ser desprezada.

 Apresentamos exemplos de duas atividades econômicas: banco e condomínio.

Anexo V do Decreto n.º 6.957/2009 - relação de atividades preponderantes e


correspondentes graus de risco (conforme a classificação nacional de atividades econômicas)

4
CNAE 2.0 Descrição Alíquota
6422-1/00 Bancos múltiplos, com carteira comercial 3
8112-5/00 Condomínios prediais 2

Exemplo 1:

Banco Azul S/A RAT: 3% FAP: 1,3452


RAT FAP Observação
SEFIP/GFIP 3% x 1,34 (duas = 4,02 (alíquota calculada internamente pelo
casas SEFIP) - duas casas decimais
decimais)
Folha de 3% x 1,3452 (quatro = 4,0356 (alíquota a ser aplicada no programa de
Pagamento/GPS casas folha de pagamento/GPS, resultado da
decimais) multiplicação RAT x FAP) – quatro casas decimais

Exemplo 2:

Condomínio Edifício Palmeiras RAT: 2% FAP: 0,6231


RAT FAP Observação
SEFIP/GFIP 2% x 0,62 (duas = 1,24 (alíquota calculada internamente pelo
casas SEFIP) - duas casas decimais
decimais)
Folha de 2% x 0,6231 (quatro = 1,2462 (alíquota a ser aplicada no programa de
Pagamento/GPS casas folha de pagamento/GPS, resultado da
decimais) multiplicação RAT x FAP ) - quatro casas decimais

FAP do contribuinte individual equiparado a empresa, inscrito na matrícula CEI:


Para os contribuintes individuais equiparados a empresa (profissionais liberais, produtor rural
pessoa física....), identificados pela matrícula CEI, o FAP é, por definição, igual a 1,0000.
Em conformidade com o ADE Codac nº 3/2010, O FAP será informado no SEFIP com duas casas
decimais. Então, os contribuintes individuais equiparados à empresa, informarão no SEFIP FAP
igual a 1,00.
Nota: A consulta ao FAP é exclusiva para CNPJ, não sendo possível consulta ao FAP para
matrícula CEI.

FAP para as Empresas Optantes pelo Simples e para as Entidades Beneficentes de Assistência
Social isentas das contribuições sociais:

O FAP não foi calculado, neste primeiro processamento (FAP 2009), para as Empresas
Optantes pelo Simples e para as Entidades Beneficentes de Assistência Social isentas das
contribuições sociais. A Previdência Social prossegue com estudos a fim de ajustar e
possibilitar a aplicação da metodologia para as empresas que não tiveram seu FAP calculado.
Para esses contribuintes o FAP será igual a 1,0000.

5
Em conformidade com o ADE Codac nº 3/2010 , O FAP será informado no SEFIP com duas
casas decimais. Então, esses contribuintes informarão no SEFIP FAP igual a 1,00.

Contribuições para Terceiros (OUTRAS ENTIDADES):

Estas contribuições são obrigatórias e são destinadas a outras entidades, conforme


enquadramento do FPAS, quais sejam:

Portanto, a contribuição patronal sobre o pagamento de empregados é:

Contribuição Patronal sobre folha dos Empregados


20% sobre o salário dos empregados RAT – 1%, 2% ou 3% sobre o salário dos
empregados – conforme atividade da
empresa + FAP
Contribuição de terceiros de acordo com a sua atividade econômica e o seu Fundo de
Previdência e Assistência Social (FPAS)

3.2 As empresas também estão obrigadas a efetuar a arrecadação mediante desconto ou


retenção nas situações a seguir:
- pela arrecadação, mediante desconto na remuneração paga, devida ou creditada, e pelo
recolhimento da contribuição do segurado empregado e trabalhador avulso a seu serviço;

6
- pela arrecadação, mediante desconto no respectivo salário de contribuição, e pelo
recolhimento da contribuição do segurado contribuinte individual que lhe presta serviços, para
fatos geradores ocorridos a partir de 1º de abril de 2003;
- pela arrecadação, mediante desconto no respectivo salário de contribuição e pelo
recolhimento da contribuição ao SEST e ao SENAT, devida pelo segurado contribuinte
individual transportador autônomo de veículo rodoviário (inclusive o taxista) que lhe presta
serviços.
- pela arrecadação, mediante desconto, e pelo recolhimento da contribuição do produtor rural
pessoa física e do segurado especial incidente sobre a comercialização da produção, quando
adquirir ou comercializar o produto rural recebido em consignação, independentemente de
essas operações terem sido realizadas diretamente com o produtor ou com o intermediário,
pessoa física;
- pela retenção de onze por cento sobre o valor bruto da nota fiscal, da fatura ou do recibo de
prestação de serviços executados, mediante cessão de mão-de-obra ou empreitada, inclusive
em regime de trabalho temporário, e pelo recolhimento do valor retido em nome da empresa
contratada;
- pela arrecadação, mediante desconto, e pelo recolhimento da contribuição incidente sobre a
receita bruta, decorrente de qualquer forma de patrocínio, de licenciamento de uso de marcas
e símbolos, de publicidade, de propaganda e transmissão de espetáculos desportivos, devida
pela associação desportiva que mantém equipe de futebol profissional;
- pela arrecadação, mediante desconto, e pelo recolhimento da contribuição incidente sobre a
receita bruta da realização de evento desportivo, devida pela associação desportiva que
mantém equipe de futebol profissional, quando se tratar de entidade promotora de
espetáculo desportivo.

Tabela de contribuição dos Segurados Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador


Avulso, para Pagamento de Remuneração a Partir de Competência.

VIGENTE A PARTIR DE 01.07.2011

SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$) ALÍQUOTA INSS


até 1.107,52 8,00 %
de 1.107,53 até 1.845,87 9,00%
de 1.845,88 até 3.691,74 11,00 %

Portaria Interministerial MPS/MF n.º 407/2011

3.4. Encargos patronais sobre prestação de serviço de cooperativa:


- 15% (quinze por cento), sobre o valor bruto da nota fiscal, da fatura ou do recibo de
prestação de serviços, relativamente aos serviços que lhes são prestados por cooperados, por
intermédio de cooperativas de trabalho, para fatos geradores ocorridos a partir de 1º de
março de 2000.

3.4.1 Encargos patronais sobre pagamento de prestação de serviços de contribuintes


individuais:

- 20% (vinte por cento), sobre o total das remunerações pagas ou creditadas, a qualquer título,
no decorrer do mês, aos segurados contribuintes individuais que lhes prestam serviços;

7
3.5. Empresas Optantes pelo Simples:

As MEs e EPPs optantes pelo Simples Nacional são obrigadas a arrecadar e recolher, mediante
desconto ou retenção, as contribuições devidas:

a) pelo segurado empregado, podendo deduzir, no ato do recolhimento, os valores pagos a


título de salário-família e salário-maternidade;

b) pelo contribuinte individual, a partir de abril de 2003, na forma dos arts. 79 a 84;

c) pelo segurado, destinadas ao SEST e ao SENAT, no caso de contratação de contribuinte


individual transportador rodoviário autônomo;

d) pelo produtor rural pessoa física ou pelo segurado especial, incidentes sobre o valor bruto
da comercialização de produto rural, na condição de sub-rogadas;

e) pela associação desportiva, incidente sobre a receita bruta decorrente de contrato de


patrocínio, de licenciamento de uso de marcas e símbolos, de publicidade, de propaganda e de
transmissão de espetáculos desportivos, quando forem as patrocinadoras; e

f) pela empresa contratada, incidentes sobre o valor bruto da nota fiscal, fatura, ou recibo de
prestação de serviço mediante cessão de mão-de-obra ou empreitada, na forma dos arts. 140
e 172.

Tributação:

As MEs e EPPs optantes pelo Simples Nacional no que se refere às contribuições sociais
previstas no art. 22 da Lei nº. 8.212/1991, serão tributadas da seguinte forma:

a) as contribuições incidentes sobre a remuneração dos trabalhadores que exerçam


exclusivamente a atividade enquadrada nos Anexos I, II,III e V da LC nº. 123/2006 serão
substituídas pelo regime do Simples Nacional, neste caso, a empresa optante elo simples
nacional recolherá as contribuições previdenciárias do Regime Especial Unificado de
Arrecadação de Tributos e Contribuições , através do DAS, conforme artigo 13, inciso VI, da Lei
complementar n.º 123/06, alterada pela Lei n.º 128/2008, citado abaixo:

"Art. 13. O Simples Nacional implica o recolhimento mensal, mediante documento único de
arrecadação, dos seguintes impostos e contribuições:

(...)

VI – Contribuição Patronal Previdenciária – CPP para a Seguridade Social, a cargo da pessoa


jurídica, de que trata o art. 22 da Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991, exceto no caso da
microempresa e da empresa de pequeno porte que se dediquem às atividades de prestação de
serviços referidas nos §§ 5º-C e 5º-D do art. 18 desta Lei Complementar;

(...).”

b) as contribuições incidentes sobre a remuneração dos trabalhadores que exerçam


exclusivamente a atividade enquadrada nos Anexo IV da LC nº. 123/2006 serão recolhidas
segundo a legislação aplicável aos demais contribuintes e responsáveis, através da GPS
conforme abaixo:

8
a) 20% sobre o total das remunerações pagas, devidas ou creditadas a qualquer título, durante
o mês, aos segurados empregados e trabalhadores avulsos que lhe prestem serviços;

b) 1%, 2% ou 3% (GIL - RAT) destinada ao financiamento da aposentadoria especial de 1%, 2%


ou 3% concedidos em razão do grau de incidência de incapacidade laborativa decorrente dos
riscos ambientais do trabalho;

c) 20% vinte por cento sobre o total das remunerações pagas ou creditadas aos contribuintes
individuais;

d) 15% sobre o valor bruto da nota fiscal ou fatura de prestação de serviços, relativamente a
serviços de cooperados por intermédio de cooperativas de trabalho.

A empresa com atividade enquadrada no anexo I, II, III e V, não recolherá o INSS patronal,
uma vez que, este recolhimento foi substituído pela CPP a ser recolhida juntamente do DAS.
Todavia, o recolhimento patronal será efetuado pela empresa simples, enquadrada no anexo
IV juntamente da retenção dos empregados, contribuintes individuais, etc., conforme descrito
acima.

3.6. Prazo de Recolhimento de INSS


Os prazos para recolhimento das contribuições previdenciárias na GPS obedecem ao seguinte
critério:

 no dia 15 do mês seguinte àquele a que as contribuições se referirem, prorrogando-se


o vencimento para o dia útil subseqüente, quando não houver expediente bancário,
para os contribuintes individuais, facultativos e domésticos;

 até o dia 20 de dezembro, antecipando-se o vencimento para o dia útil imediatamente


anterior, quando não houver expediente bancário, para as contribuições incidentes
sobre o 13º salário, para domésticos;

 sobre a folha de pagamento recolher até o dia 20 do mês seguinte àquele a que as
contribuições se referirem e não havendo expediente bancário antecipar para o dia
útil anterior.

Fundamento Legal Art. 30, Incisos I, letras “a” e “b”, II, III e IV da lei 8.212/1991.

4. FGTS (Lei n° 8.036/90 e Decreto n° 99.684/90):

Criado em 1966 e atualmente regulado pela Lei nº 8.036, é um conjunto de recursos


financeiros administrados pelo Estado brasileiro com a finalidade principal de amparar os
trabalhadores em algumas hipóteses de encerramento da relação de emprego, sendo também
destinado a investimentos em habitação, saneamento e infraestrutura.

4.1 Histórico:

Até 13 de setembro de 1966, data da criação do FGTS, todo empregado que cumprisse 10 anos
de trabalho em uma empresa tornava-se estável, tendo o direito a apenas ter seu contrato de
trabalho encerrado caso incorresse em justa causa.

9
Nesse sistema anterior, aos empregados com mais de um ano de tempo de serviço e que
fossem dispensados antes de completarem o decênio era devida uma indenização,
correspondente ao valor de um mês de salário para ano laborado. Ultrapassados os 10 anos de
serviço, para dar conteúdo à garantia da estabilidade, essa indenização tinha seu valor
dobrado.

Como essa indenização acabava representando um valor muito elevado, para o qual os
empregadores não se preparavam, na prática, muitos trabalhadores eram demitidos pouco
antes de completarem o decênio ou não recebiam a indenização que lhes era devida e eram
obrigados a reclamarem seu direito na justiça. Apontada como encargo que onerava as
empresas, não agregava valor para a sociedade como um todo, e não favorecia os
empregados, uma vez que não se permitia cumprir o decênio necessário, a saída adotada foi a
criação do FGTS pela lei nº 5.107, em alternativa à estabilidade, como um fundo de recursos
que os empregadores constituíam ao longo da vigência do contrato e pelo qual os empregados
poderiam optar ou não. Independentemente da opção do empregado, o empregador tinha
obrigação de depositar o valor do FGTS em conta específica, em nome do trabalhador como
“não optante”.

Os recursos do FGTS eram remunerados com juros baixos e correção monetária e serviriam
para financiar investimentos nas áreas de habitação e infraestrutura, sobretudo de
saneamento.

A partir de outubro de 1988, com a publicação da Constituição Federal, foi extinta a


estabilidade no emprego para empregados regidos pela CLT (Consolidação das Leis
Trabalhistas), permanecendo estáveis apenas aqueles que já possuíam 10 anos de trabalho na
mesmo empresa. A partir daí, todos os trabalhadores celetistas passaram a ser
obrigatoriamente optantes pelo FGTS.

4.2 Funcionamento:

Todo trabalhador regido pela Consolidação das Leis do Trabalho deve possuir uma conta de
FGTS na Caixa Econômica Federal para cada vínculo empregatício existente, onde o
empregador deve depositar o FGTS até o dia 7 de cada mês, em conta bancária vinculada, a
importância correspondente a 8% da remuneração paga ou devida, no mês anterior a cada
trabalhador. Nos contratos de aprendizagem a alíquota será de 2%.

O cadastramento do empregador/contribuinte e do trabalhador, no sistema do Fundo de


Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), ocorre por ocasião do seu primeiro recolhimento para o
Fundo.

Para promover o recolhimento do FGTS o empregador deve utilizar o Sistema Empresa de


Recolhimento do FGTS e Informação à Previdência Social – SEFIP, para recolhimentos regulares
e a Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS – GRRF, para os recolhimentos rescisórios,
inclusive a multa rescisória.

As guias de recolhimento somente são geradas após a transmissão dos arquivos pelo
Conectividade Social, canal de relacionamento entre o empregador e a Caixa, viabilizado pela
certificação eletrônica.

Os arquivos SEFIP e GRRF apresentam informações da empresa e dos trabalhadores, bem


como possibilitam ajustes cadastrais dos mesmos.

10
4.3 Quem tem direito ao FGTS?

• Trabalhadores urbanos e rurais, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT;

• diretor não empregado, ou seja, que não pertence ao quadro de pessoal da empresa, mas
que tenha sido equiparado a empregado;

• trabalhadores avulsos, como estivadores, conferentes, vigias portuários, etc;

• empregados domésticos cujos empregadores optaram pelo recolhimento do FGTS.

4.3.1 Quem não tem direito ao FGTS?

• Trabalhadores autônomos, que prestam serviços provisórios, não estando sujeitos a ordem e
a horário, e que não exerçam tarefas ligadas à atividade principal do tomador de serviços;

• Servidores públicos civis e militares, sujeitos ao regime trabalhista próprio;

A conta vinculada FGTS do trabalhador recebe no dia 10 de cada mês rendimentos e correção
monetária similar àquela aplicada às contas de poupança com aniversário no mesmo dia e taxa
de juros de 3% ao ano.

4.4 Multa Rescisória:

Quando o trabalhador é demitido sem justa causa, o empregador é obrigado a fazer o depósito
a título de multa rescisória na conta do trabalhador. Essa multa corresponde a 50% do valor do
somatório dos depósitos efetuados na conta do trabalhador, devidamente corrigidos, dos
quais 40% são creditados na conta vinculada do trabalhador e 10% refere-se a contribuição
social a ser recolhida na rede bancária e transferida à Caixa Econômica Federal. Estão isentas
da contribuição social de 10% os empregadores domésticos que optaram por recolher o FGTS
do empregado doméstico.

4.5 Contribuição Social (0,5%. 10 %):

Em decorrência da Lei Complementar nº 110/2001, regulamentada pelo Decreto nº


3.913/2001, a partir de 01/10/01, foi instituída contribuição social devida pelos empregadores,
à alíquota de cinco décimos por cento sobre a remuneração devida, no mês anterior, a cada
trabalhador, incluídas as parcelas de que trata o art. 15 da Lei nº 8.036, de 11 de maio de
1990.

– Isenção Contribuição social (10%):

Estão isentos da contribuição social de 10% incidente sobre o montante atualizado da conta
vinculada do empregado demitido acrescido do FGTS, gerado na rescisão contratual, os
empregadores domésticos.

11
Diretores não empregados: O depósito também é devido
para os diretores não empregados, caso a empresa
tenha optado por estender a estes o regime do FGTS.

– Isenção Contribuição Social (0,5%):

I - as empresas inscritas no Sistema Integrado de Pagamento de Impostos e Contribuições das


Microempresas e Empresas de Pequeno Porte - SIMPLES, desde que o faturamento anual não
ultrapasse o limite de R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais);

II - as pessoas físicas, em relação à remuneração de empregados domésticos; e

III - as pessoas físicas, em relação à remuneração de empregados rurais, desde que sua receita
bruta anual não ultrapasse o limite de R$ 1.200.000,00 (um milhão e duzentos mil reais).

OBS.: O art. 2º, § 2º da Lei Complementar nº 110/2001 estabelece que a contribuição social de
0,5% será devida pelo prazo de 60 meses, a contar de sua exigibilidade.

Inicialmente a exigibilidade da referida contribuição ocorreria a partir do primeiro dia do mês


seguinte ao 90º dia da data de início da sua vigência.

Assim a contribuição seria devida a partir da competência outubro de 2001 (Data ratificada
pelo art. 3º do Decreto nº 3.914/2001).

Por outro lado, o Supremo Tribunal Federal no julgamento das liminares das ADin 2.556-2 e
2.568-6 (DJ 08.08.2003) suspendeu a expressão "produzindo efeitos" do artigo 14 da LC nº
110/2001, fazendo com que a contribuição social fosse exigida a partir de janeiro de 2002,
observando-se o princípio da anterioridade.

Muito embora o Decreto nº 3.914/2201 estabeleça que a contribuição é devida até a


competência setembro de 2006, tendo em vista a medida liminar, bem como o disposto no art.
2º, § 2º da LC 110/2001, entendemos que contribuição será devida pelo prazo de 60 meses
contados da efetiva exigência da contribuição, ou seja, janeiro de 2002.

Portanto, a contribuição em questão foi exigida até dezembro de 2006.

Posterior à medida limitar não houve qualquer manifestação por parte da CAIXA a respeito da
questão, assim, orientamos que seja consultado o referido órgão.
Em vigor restou apenas a contribuição social de 10% sobre o montante de todos os depósitos
de FGTS efetuados durante a vigência do contrato de trabalho, por ocasião da rescisão sem
justa causa do empregado, a ser depositada juntamente com a multa rescisória de 40%.
Esta contribuição social não tem prazo de vigência, logo será exigida por tempo
indeterminado, salvo se for editada outra lei para extingui-la.

12
4.6 Solicitação do Saque:

Quando há rescisão sem justa causa de contrato de trabalho, cabe ao empregador comunicar
o ocorrido à Caixa Econômica Federal, por meio da Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS –
GRRF e do canal eletrônico Conectividade Social. Em até 5 dias úteis, munido da
documentação exigida, o trabalhador poderá sacar seu benefício. Nos demais casos, a
solicitação de saque é feita pelo trabalhador que comparece a uma agência da Caixa, portando
os documentos devidos. O saque também é liberado em até 5 dias úteis.

4.6.1 Regras para Saque:

Em caso de demissão sem justa causa:

• Apresentar Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho devidamente homologado pelo


sindicato da categoria profissional ou pelo Ministério do Trabalho no caso de contrato de
trabalho que ultrapasse um ano de duração.

Em caso de demissão com justa causa:

• O trabalhador somente terá direto de saque passados 3 anos da demissão e se o mesmo não
contrair nenhum vínculo trabalhista celetista. Ou seja, deverá passar por um período de três
anos fora do regime do FGTS. Além disso, após completar os três anos, o trabalhador deverá
procurar a Caixa Econômica Federal somente a partir do mês de seu próximo aniversário.

Para aquisição da casa própria:

• Caso o trabalhador tenha mais de trinta e seis meses, consecutivos ou não, de contribuição,
pode usar o saldo como complemento para compra/ de casa própria, caso o mesmo ainda não
possua casa própria.

• É permitido, ainda, o uso do FGTS para amortização, liquidação ou abatimento de parte de


prestação de financiamento habitacional contraído no âmbito do Sistema Financeiro da
Habitação ou com recursos do Fundo de Garantia.

Por motivo de doença:

• Trabalhadores que portem as doenças SIDA (AIDS, no Brasil) e neoplasia maligna (câncer)
podem efetuar saque do saldo de sua conta vinculada. Deverá o trabalhador comparecer à
Caixa com o laudo histopatológico e atestado médico no qual conste descrição e CID da
doença, carimbo, assinatura e CRM do médico responsável, além da CTPS. Também é admitido
o saque do FGTS quando o trabalhador ou qualquer de seus dependentes estiver em estágio
terminal de vida. Em caso de desastre natural que resulte em decretação de calamidade
pública ou situação de emergência devidamente reconhecida pelo Governo Federal, também é
permitido o saque do FGTS, desde que autorizado por lei.

Por outros motivos:

• O FGTS pode ser liberado, ainda, nos casos de aposentadoria, falecimento e para
trabalhadores com mais de 70 anos.

5. Folha de Pagamento – Desenvolvimento do cálculo da folha de pagamento:

13
De acordo com o Decreto n.º 3.048/99, artigo 225 inciso I, a empresa é também obrigada a:

- preparar folha de pagamento da remuneração paga, devida ou creditada a todos os


segurados a seu serviço, devendo manter, em cada estabelecimento, uma via da respectiva
folha e recibos de pagamentos;

Dados da Empresa:

Atividade Comércio
Optante pelo simples nacional Sim
Cota Patronal Previdenciária Não
Outros Dados Não

Dados dos Sócios e colaboradores:

Nome Salário Mensal Pró-Labore Dependentes Vale transporte


Sócio 1 xxxx 3.000,00 01 xxxx
Sócio 2 xxxx 1.500,00 - xxxx
Colaborador 1 750,00 xxxx 02 xxxx
Colaborador 2 630,00 xxxx - Sim
Colaborador 3 700,00 xxxx - Não optante
*Filhos Menores de 14 anos de idade

Cálculos Preliminares:

5.1 – INSS:

a) Sócios:

Pró – Labore R$ 3.000,00


Alíquota de INSS 11%
INSS a reter R$ 330,00

Pró – Labore R$ 1.500,00


Alíquota de INSS 11%
INSS a reter R$ 165,00

b) Colaboradores:

Salário R$ 750,00
Alíquota de INSS 8%
INSS a reter R$ 60,00

Salário R$ 630,00
Alíquota de INSS 8%
INSS a reter R$ 50,40

14
Salário R$ 700,00
Alíquota de INSS 8%
INSS a reter R$ 56,00

5.2- IRRF:

a) Sócio 1:

Pró-Labore R$ 3.000,00
Retenção de INSS R$ 330,00
Dependentes – 01 R$ 164,56
Base de cálculo para o IR R$ 2.505,44
Retenção de IRRF R$ 82,23

b) Sócio 2:
Pró-Labore R$ 1.500,00
Retenção de INSS R$ 165,00
Dependentes xxxx
Base de cálculo para o IR R$ 1.335,00
Retenção de IRRF Limite de isenção

Os rendimentos dos colaboradores 1,2,3 e do Sócio 2 estão dentro do limite de isenção da


tabela de Imposto de Renda.

5.3- Cálculo de Salário-Família:

a) Colaborador 1:

Valor da Cota conforme Tabela R$ 20,74


Filhos menores de 14 anos 02
Valor de Salário – Família R$ 41,48

Nota: Para os demais colaboradores não são calculados os valores das cotas de salário-família
devido ao fato dos mesmos não terem filhos menores de 14 anos.

5.4- Cálculo do Vale-Transporte:

a) Colaborador 1:

Salário R$ 750,00
Alíquota para Desconto 6%
Vale-Transporte a descontar R$ 45,00

b) Colaborador 2:

Salário R$ 630,00
Alíquota para Desconto 6%
Vale-Transporte a descontar R$ 37,80

15
Nota: Não calculado para colaborador 3, pois conforme informação (vide dados) o mesmo não
utiliza vale-transporte.

5.5- Cálculo do FGTS:

a) Colaborador 1:

Salário R$ 750,00
Alíquota 8%
FGTS a pagar R$ 60,00

b) Colaborador 2:

Salário R$ 630,00
Alíquota 8%
FGTS a pagar R$ 50,40

c) Colaborador 3:

Salário R$ 700,00
Alíquota 8%
FGTS a pagar R$ 56,00

Folha de Pagamento

Sócio 1:

Pró-Labore R$3.000,00
INSS retido R$ 330,00

IRRF retido R$ 82,23


Pró-Labore Líquido R$2.587,77

Sócio :

Pró-Labore R$ 1.500,00
INSS retido R$ 165,00
Pró-Labore Líquido R$ 1.335,00

Colaborador 1:

Salário R$ 750,00
Salário-Família R$ 41,48
Total de Proventos R$ 791,48
Vale-Transporte R$ 45,00
INSS R$ 60,00
Total de Descontos R$ 105,00
Salário Líquido (791,48– 105,00) R$ 686,48

Colaborador 2:

16
Salário R$ 630,00
Total de Proventos R$ 630,00
Vale-Transporte R$ 37,80
INSS R$ 50,40
Total de Descontos R$ 88,20
Salário Líquido (630,00 – 88,20) R$ 541,80

Colaborador 3:

Salário R$ 700,00
Total de Proventos R$ 700,00
INSS (item 1, letra e) R$ 56,00
Total de Descontos R$ 56,00
Salário Líquido (700,00 – 56,00) R$ 644,00

Guia de INSS (GPS) a Recolher:

INSS retido sócio 1 R$ 330,00


INSS retido sócio 2 R$ 165,00
INSS retido Colaborador 1 R$ 60,00
INSS retido Colaborador 2 R$ 50,40
INSS retido Colaborador 3 R$ 56,00
Soma R$ 661,40
Salário-Família (colaborador 1) R$ 41,48
INSS a Recolher R$ 619,92

Nota: Não calculado os percentuais do empregador, pois a empresa é optante pelo simples
nacional e isenta da cota patronal previdenciária.

FGTS a Pagar:

FGTS - Colaborador 1 R$ 60,00


FGTS - Colaborador 2 R$ 50,40
FGTS - Colaborador 3 R$ 56,00
FGTS a Pagar (soma) R$ 166,40

Exemplo de folha de pagamento:

Valores a pagos mensalmente de encargos sociais (INSS E FGTS) para uma empresa optante
pelo Simples Nacional e em uma empresa não optante pelo Simples Nacional

-Quantidade de Empregados: 01
-Remuneração Empregado:1.200,00,
-Empregado não optante pelo Vale-Transporte,
-Empregado não tem dependentes,
-Empresa quando Optante: sem incidência de INSS Patronal (enquadrada exclusivamente no
anexo I, II ,III ou V da Lei Complementar 123/06),

17
-Empresa quando NÃO Optante: INSS Empresa: 20%, RAT: 2%, Terceiros: 5,8%.

I) Empresa OPTANTE pelo Simples Nacional:

INSS...................................................................0,00 * (1)
FGTS (R$ 1.200,00 X 9%).................................R$ 108,00
TOTAL...............................................................R$ 108,00

II) Empresa NÃO optante pelo Simples Nacional:

a) Cálculo do INSS

INSS Patronal (1200,00 x 20%)..................R$ 240,00


Terceiros (1.200,00 x 5,8%)........................R$ 69,60
RAT/SAT (1.200,00 x 2%).........................R$ 24,00
CUSTO TOTAL INSS................................R$ 333,60 *(2)

b) FGTS (1.200,00 X 8%)..............................R$ 96,00

TOTAL (a+b)...............................................R$ 429,60

6. Salário e Remuneração:

Salário fixo:

É a contraprestação devida e paga diretamente pelo empregador a todo trabalhador em


decorrência da prestação de serviços.

Remuneração:
Compreende-se na remuneração do empregado, para todos os efeitos legais, além do salário
devido e pago diretamente pelo empregador, como contraprestação do serviço, as gorjetas
que receber (art. 457 da CLT).

Salário variável:
Integram o salário, não só a importância fixa estipulada, como também as comissões,
percentagens, gratificações ajustadas, diárias para viagem e abonos pagos pelo empregador.

Diárias de viagem e de ajuda de custo


São as importâncias pagas ao trabalhador para cobrir despesas de viagem e
manutenção, quando se desloca para outra localidade a serviço da empresa.
Passam a integrar o salário para os demais efeitos trabalhistas, no caso de
ultrapassarem 50% (cinqüenta por cento) do salário pago ao empregado (art.
457, § 2º, da CLT).

Adicionais:
São aqueles que objetivam remunerar o trabalho prestado em condições consideradas
excepcionais. Os principais são:

18
a) horas extras: remuneração acrescida de, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) sobre o
valor da hora normal (art.59, § 1º, da CLT);

b) horário noturno: remuneração acrescida de, no mínimo, 20% (vinte por cento), sobre o
valor da hora diurna para o trabalhador urbano (art. 73 da CLT) e de 25% (vinte e cinco), para o
trabalhador rural (art. 7º, parágrafo único, da Lei nº 5.889, de 8 de
junho de 1973);

c) insalubridade: pode ser de 10% (dez por cento), 20% (vinte por cento) e 40% (quarenta por
cento) sobre o salário-mínimo, conforme os graus de classificação de mínimo, médio e máximo
(art. 192 da CLT);

Grau máximo: 40% - R$ 622,00 x 40% = R$ 248,80


Grau médio: 20% - R$ 622,00 x 20% = R$ 124,40
Grau mínimo: 10% - R$ 622,00 x 10% = R$ 62,20

As atividades insalubres são aquelas que expõem os empregados a agentes nocivos à


saúde, acima dos limites de tolerância fixados em razão da natureza, intensidade do agente e o
tempo de exposição aos seus efeitos.
Artigo 192 da CLT.

Exercício:

Salário mensal: R$ 930,00


Adicional de insalubridade grau médio: 20%
Valor do adicional de insalubridade: R$
Adicional de hora extra: 50%
Quantidade de horas extras: 48
Salário-hora acrescido do adicional de insalubridade: R$
Salário-hora extra acrescido do adicional de insalubridade: R$

d) periculosidade: remuneração acrescida de um adicional de 30% (trinta por cento) sobre o


salário do empregado (art. 193, §1º, da CLT);

São consideradas perigosas as atividades que impliquem no contato permanente


com inflamáveis, explosivos ou energia elétrica.
Artigo 193 da CLT

Exercício:Empregado de um posto de combustível que tem direito ao adicional de


periculosidade o mesmo realiza horas extras.
Pergunta-se: Qual o valor da Hora Extra Periculosa e o seu respectivo DSR?

Salário: R$ 980,00
Cargo: Frentista
Exposição a Periculosidade: Permanente

19
Jornada de Trabalho Mensal:220 Horas
Salário Família:Não
Vale Transporte:Não
Horas Extras 50%: 6 horas
Outros Adicionais: Não
Dias Úteis: 25
Dias Não Úteis: 4

1) Cálculo da Periculosidade:

(=) Salário..........................................................................980,00
(x ) % Periculosidade.........................................................30%
(=) Adicional de Periculosidade....................................... R$

2) Cálculo da Hora Extra e do DSR (Descanso Semanal Remunerado)

3) Folha de Pagamento

Salário: R$980,00
Adic. Periculosidade – 30%: R$
Horas Extras 50%:R$
DSR s/ Horas Extras Periculosa:R$
Sub-Total:R$
INSS: R$
Líquido a Pagar:R$

7. Jornada de Trabalho

A jornada máxima diária de trabalho é de 8 horas diárias, não podendo exceder a 44 horas
semanais, facultada a compensação de horários e a redução de jornada, mediante acordo ou
convenção coletiva, conforme art. 58 da CLT e art. 7º, XIII da CF.

Em qualquer atividade privada a duração da jornada de trabalho não poderá exceder 8 horas
diárias ou 44 horas semanais, totalizando 220 horas mensais.
Lembre-se de que 7.33 não significa 7 horas e trinta e três minutos, pois este valor esta em
centésimas e teremos que transformá-lo em horas, se não vejamos:

0.33 x 60 = 20 minutos
- Para legislação trabalhista sábado é considerado dia útil.

Agora voltamos e atualizamos à interpretação do artigo 64:

Jornada diária em decimais 7,3333


30 vezes 30
Jornada Mensal 220

a) Cálculo da Jornada Semanal

Jornada de Segunda à Sexta 8 horas x 5 40 Horas

20
Jornada Sábado 4 Horas 4 Horas
Total Semanal 44 Horas

b) Cálculo da Média diária (em decimais)

Total de Horas Semanais 44 horas


Dias de Segunda à Sábado 6
Média de Horas Diárias 7,3333

Para reforçar, Imaginamos agora um trabalhador com 6 horas diárias de segunda à sexta e 4
horas no sábado:

a) Cálculo da Jornada Semanal

Jornada de Segunda à Sexta 6 horas x 5 30 Horas


Jornada Sábado 4 Horas 4 Horas
Total Semanal >>>>>>>>>>>>>>>>>> 34 Horas
Que é igual a:

Jornada Semanal 34 horas


Multiplicador 5
Jornada Mensal 170

Intervalos para repouso e alimentação (art. 71 da CLT)

O intervalo destinado ao repouso ou alimentação é considerado período de suspensão da


jornada de trabalho, portanto, não são nela computados. Tais intervalos são os seguintes:

Jornada de trabalho Intervalo


Jornada de até 4 horas Não há intervalo
Jornada de 4 a 6 horas Intervalo obrigatório de 15 minutos
Jornada superior a 6 horas Intervalo mínimo de 1 hora e máximo de 2 horas

Intervalo – Descanso entre Jornadas:

A CLT determina que entre duas jornadas de trabalho deverá haver um descanso mínimo de 11
horas consecutivas.

1) Um colaborador trabalha 08 horas por dia, perfazendo o horário das 10:00 às 13:00 e das
15:00 às 20:00. Sua jornada foi estendida e devidamente remunerada extraordinariamente até
às 22:00. No dia seguinte iniciou a jornada às 07:00, sendo assim, a jornada das 07:00 às
11:00 e das 13:00 às 17:00.

Exemplo:
-Encerrou a jornada às 22:00. Contamos:

21
22:00 às 23:00 = 1 hora
23:00 às 00:00 = 1 hora
00:00 às 01:00 = 1 hora
01:00 às 02:00 = 1 hora
02:00 às 03:00 = 1 hora
03:00 às 04:00 = 1 hora
04:00 às 05:00 = 1 hora
05:00 às 06:00 = 1 hora
06:00 às 07:00 = 1 hora

Sub-Total = 9 horas

07:00-08:00 = 1 hora
08:00-09:00 = 1 hora
Total = 11 horas

Neste caso, como ele retornou às 07:00, e a empresa estará passível a multa administrativa
aplicada pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

– Atraso e Saída Antecipada-Tolerância - (art.58, § 1º da CLT):

Em face da impossibilidade material de todos os empregados marcarem o ponto num só


momento, para estabelecer que devem ser desprezados para a apuração de horas extras ou
atrasos, os 5 minutos que antecedem e excedem a jornada de trabalho, observado o limite
diário de 10 minutos, constantes dos cartões de ponto.

Os minutos que antecedem ou ultrapassam a jornada, bem como os atrasos e as saídas


antecipadas, desde que, limitadas a 5 minutos, observado limite máximo diário de 10 minutos,
não serão computados para efeito de descontos ou remuneração de horas extraordinárias,
entretanto, ultrapassado este limite, serão computados como jornada extraordinária ou como
atraso.

Exemplo- Cartão de ponto atraso:

Quando o trabalhador chega atrasado 3 minutos a empresa poderá proceder o desconto em


seu salário? Caso o empregado prorrogar a jornada em 3 minutos, deverá ocorrer o da hora-
extra ?

1- Exemplo - Horário de Trabalho das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00:

Registro no cartão ponto:

Entrada...................................... 08:04(dentro dos 5 minutos de tolerância)


Saída para Intervalo................. 12:04 (dentro dos 5 minutos de tolerância)
Retorno do Intervalo................ 14:05 (dentro dos 5 minutos de tolerância)
Saída......................................... 18:03 (dentro dos 5 minutos de tolerância)

Total de Atraso.......................... 00:09*


Total de Horas Excedentes....... 00:07*

22
*Dentro dos 10 minutos de tolerância diária.

2- Exemplo - Horário de Trabalho das 08:00 às 12:00 e das 14:00 às 18:00:

Registro no cartão ponto:

Entrada...................................08:04**
Saída para Intervalo..............12:03***
Retorno do Intervalo.............14:07 (00:06 minutos de atraso)**
Saída......................................18:09 (00:09 minutos de hora extra)***

**Em um primeiro momento, essas horas de atraso estariam dentro da tolerância comentada
no exemplo 1; porém no Retorno do Intervalo o limite máximo diário foi ultrapassado e elas
devem ser computadas no atraso (Entrada: 00:04 + Retorno do Intervalo: 00:07 = 00:11).

***A exemplo do atraso essas horas também estariam dentro da tolerância, porém na Saída o
limite máximo diário também foi ultrapassado e elas devem ser computadas como horas
extras (Saída para Intervalo: 00:03 + Saída: 00:09 = 00:12).

Total de Atraso.......................... 00:11


Total de Horas Extras................ 00:12

Acordo de Prorrogação de Horas:


Os empregados maiores poderão ter a duração normal do trabalho acrescida de horas
suplementares (horas extras), em número não excedente de 2, mediante acordo escrito entre
empregador e empregado ou mediante contrato coletivo de trabalho, do qual deverá constar,
obrigatoriamente, a importância da remuneração dessas horas complementares, que será, no
mínimo, 50% superior à da hora normal.

Colaborador com remuneração mensal de R$ 1.200,00, com jornada de trabalho de 220 horas
e que todas as horas foram trabalhadas a 50%):

(=) Salário.................................................1.200,00
( :) Jornada Mensal.................................. 220
(=) Salário Hora........................................ 5,45

(=) Salário Hora......................................5,45


(x ) Adicional...........................................50%
(=) Salário Hora c/ Adicional.................. 8,18

(=) Salário Hora c/ Adicional.................. 8,18


(x ) Horas Extras.....................................20
(=) Valor Horas Extras 50%....................163,60

Além deste valor devemos pagar também o RSR - Repouso Semanal Remunerado que é
calculado da seguinte forma:

(=) Valor das Horas Extras..................... 163,60


( :) Dias úteis no mês ..............................25
(x ) DSR no mês.......................................5
(= ) Valor RSR..........................................32,72

23
Resumo:

(+) Valor Horas Extras 50%.................... 163,60


(+) Valor RSR........................................... 32,72
(=) TOTAL................................................ 196,32*

**Para contagem dos dias úteis e não úteis devem ser considerados os feriados estaduais e
municipais.

Acordo de compensação de horas

A compensação de horas é o acordo escrito, individual ou coletivo, entre o empregador e seus


empregados, que autoriza a prorrogação da jornada de trabalho durante determinado
período, mediante a correspondente diminuição de jornada em outro período, de forma que o
número total de horas efetivamente trabalhadas no período vigência do acordo não ultrapasse
o número total de horas estabelecido em contrato de trabalho ou o limite legal para o mesmo
período.

Neste caso, por se tratar de compensação de horas, é dispensado o acréscimo de 50% sobre o
valor da hora extraordinária.

Por outro lado jornada de trabalho acrescida da prorrogação de horas não poderá exceder o
limite diário de 10 horas por dia. Caso a jornada de trabalho diária seja inferior a 8 horas, o
limite a ser observado é de 2 horas de prorrogação.

Exemplo: Qual procedimento deve ser adotado quando uma empresa tem acordo de
compensação de horas (para não trabalhar aos sábados) e o referido dia for feriado?

Jornada de Trabalho:
INTERVALO
Dia Entrada 1 Saída 1 Entrada 2 Saída 2 Total
Segunda 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Terça 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Quarta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Quinta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Sexta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Sábado - - - - -
TOTAL 44:00

Neste caso o trabalhador labora mais do que oito horas durante a semana para não trabalhar
ao sábado. Sendo assim, se sábado é feriado, não deverá haver compensação nesta semana:

INTERVALO
Dia Entrada 1 Saída 1 Entrada 2 Saída 2 Total
Segunda 08:00 12:00 14:00 18:00 08:00
Terça 08:00 12:00 14:00 18:00 08:00
Quarta 08:00 12:00 14:00 18:00 08:00
Quinta 08:00 12:00 14:00 18:00 08:00

24
Sexta 08:00 12:00 14:00 18:00 08:00
Sábado FERIADO
TOTAL 40:00

E se houver as mesmas deverão ser pagas como hora-extra.

Compensação de Horas x Horas-Extras: Se for preciso prorrogar a jornada de trabalho (horas-


extras) a empresa deve observar que a legislação não permite que seja acrescida mais do que
2 horas por dia na jornada do trabalhador. No nosso caso, já está sendo prorrogado 00:48
minutos restando apenas 01:12 a ser prorrogada.

Compensação de Horas x Feriado em dia de compensação:

INTERVALO
Dia Entrada 1 Saída 1 Entrada 2 Saída 2 Total
Segunda 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Terça FERIADO
Quarta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Quinta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Sexta 07:42 12:00 13:30 18:00 08:48
Sábado - - - - -
TOTAL 35:12

A solução será acrescer os 00:48 minutos da terça-feira que não serão compensados nos
demais dias da semana, exemplo:

INTERVALO
Dia Entrada 1 Saída 1 Entrada 2 Saída 2 Total
Segunda 07:42 12:00 13:18 18:00 09:00
Terça FERIADO
Quarta 07:42 12:00 13:18 18:00 09:00
Quinta 07:42 12:00 13:18 18:00 09:00
Sexta 07:42 12:00 13:18 18:00 09:00
Sábado - - - - -
TOTAL 36:00

Trabalho Noturno:

De acordo com a CLT, art. 73 , combinado com a CF/1988 , art. 7º , IX, todo o trabalho
realizado entre as 22 horas de um dia e as 5 horas do dia seguinte é considerado como
noturno, sendo sua remuneração superior à do diurno em, pelo menos, 20%.

A hora do trabalho é computada como de 52 minutos e 30 segundos.

Exemplo:

Uma jornada de 8 horas diurnas ou normais corresponde a 7 horas de efetivo trabalho


noturno:

25
8 horas normais = 7 horas noturnas
1,1428571

Para facilitar os cálculos relativos ao horário noturno, elaboramos adiante a tabela de


equivalência de horas entre o trabalho diurno e noturno.

Tabela

Trabalho Noturno/Diurno (Normal) - Equivalências - Horas

Horas Normais Efetivamente Jornada de Trabalho Quantidade de Horas


Trabalhadas no Período Noturno Equivalente Noturnas a Pagar -
Nº. Multiplicador (*)
(Horário de Relógio das 22 às (Horário Normal Acrescido de
5h) 14,28571%)

1 hora ( 60 minutos) 01h08min34s 1,1428571


2 horas (120 minutos) 02h17min08s 2,2857142
3 horas (180 minutos) 03h25min42s 3,4285713
4 horas (240 minutos) 04h34min17s 4,5714284
5 horas (300 minutos) 05h42min51s 5,7142855
6 horas (360 minutos) 06h51min25s 6,8571426
7 horas (420 minutos) 08h00min00s 8,0000000

Exemplo do cálculo de jornada:

Jornada: 7:20 horas por dia de segunda a sábado (44 semanais e 220 mensais)
Remuneração: R$ 3.300,00 mensais ou R$ 15,00 por hora (R$ 3.300,00 : 220 horas)
Entrada: 22:00 horas
Intervalo: das 2:00 às 3:00 horas (60 minutos = 1 hora)
Saída: 5h29m.
Valor do adicional noturno: R$ 20,57

* Determinação do horário de saída:

22:00 às 23:00
23:00 às 24:00
24:00 às 1:00
1:00 às 2:00
2:00 às 3:00 – intervalo para alimentação
3:00 às 4:00
4:00 às 5:00

Total = 6 horas trabalhadas de 60 minutos

60 : 52:5 = 1,1428571

6 x 1,1428571 = 6.8571426 = 6 horas trabalhadas

26
8571426 x 60 minutos = 51 minutos
428556 x 60 minutos = 25 segundos

Total = 6:51:25

Às 5:00 horas da manhã o empregado trabalhou 6:51:25, para completar 07:20 de trabalho o
empregado terá de trabalhar mais 29 minutos, portanto, o horário de saída do mesmo será:
5h:29m

Assim, temos:

Das 22:00 às 5:00 ( horário noturno) = 7 horas no relógio, menos 1:00 de intervalo, totalizam 6
horas no relógio, equivalendo a 6h51m25s noturnas, portanto para completar a jornada de
7:20 horas deverá encerrar o expediente às 5h28m35s.

Quantidade e valor das horas noturnas a pagar: 6h x R$ 15,00 (valor/hora normal) = R$ 102,86
Cálculo do adicional noturno: R$ 102,86 x 20% = R$ 20,57
Valor total das horas noturnas a pagar: R$ 102,86 + R$ 20,57 = R$ 123,43,
Reflexo das horas noturnas no DSR:
R$ 20,57 : 25 dias úteis X 5 DSR = R$ 4,18

Exemplo - cálculo do adicional a ser pago

Horas Noturnas laboradas no mês.................. 192


Salário Fixo.......................................................R$ 700,00
Jornada de Trabalho......................................... 220
Dias Úteis em........................................ 25
Dias Não Úteis em.............................. 05

1) Adicional Noturno

a) 20% sobre Valor da Hora

(=) Salário Fixo........................................R$ 700,00


(/ ) Jornada de Trabalho..........................220
(=) Valor da Hora ...................................R$ 3,18
(x ) 20% do Valor da Hora......................R$ 0,63

b) Valor do Adicional Noturno

(=) 20% do Valor da Hora (letra a)......... R$ 0,63


(x ) Horas Noturnas (dados).................... 192
(= ) Adicional Noturno..............................R$ 120,96

2) RSR – Repouso Semanal Remunerado sobre as horas noturnas

(=) Adicional Noturno (letra b).................R$ 120,96


(/ ) Dias Úteis........................................... 25
(x) DRS no mês....................................... 05
(=) RSR s/ Adic. Noturno.........................R$ 24,19

27
3) Folha de Pagamento

Salário.............................................................................R$ 700,00
Adicional Noturno .........................................................R$ 120,96
RSR – Repouso Semanal Remunerado..........................R$ 24,19
Sub-Total........................................................................R$ 845,15
(-) INSS – 8%.................................................................R$ 67,61
Líquido a Pagar..............................................................R$ 777,54
FGTS a depositar...........................................................R$ 67,61

8. Repouso Semanal Remunerado:

O empregado terá direito a um descanso semanal remunerado de 24 (vinte e quatro) horas


consecutivas, o qual, salvo motivo de conveniência pública ou necessidade imperiosa de
serviço, deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte (art. 67 da CLT).

Nos serviços que exijam trabalho aos domingos, com exceção quanto aos elencos teatrais, será
estabelecida escala de revezamento, mensalmente organizada e constando de quadro sujeito
à fiscalização.

Essa escala deverá garantir que o descanso semanal do empregado coincidirá com o domingo
pelo menos uma vez em cada 7 (sete) semanas.

Trabalho do homem Trabalho da mulher


O modelo da escala de revezamento é de Para o trabalho da mulher, a escala de
livre escolha do empregador e deve ser revezamento deve ser organizada de forma
organizada de forma que num período que seja concedido um repouso semanal no
máximo de 3 semanas de trabalho, cada domingo a cada 15 dias.
empregado usufrua pelo menos um domingo
de folga. Artigo 386 da CLT

Artigos 6º, 6º-A e 6º-B, na redação dada pela


Lei nº. 11.603/2007.

DSR- Diarista – Semanalista – Quinzenalista – Mensalista:

Tipo de remuneração Valor Valor do DSR


Diarista Salário-dia 20,73 20,73
Semanalista Salário semanal 130,00 ÷ 06 21,66
Quinzenalista Salário quinzenal 400,00 ÷ 15 26,66
Mensalista Salário mensal 900,00 ÷ 30 30,00

Horista Comissionista
Corresponde a sua jornada normal de Corresponde ao valor das comissões
trabalho. auferidas na semana, dividido pelo número
Exemplo: dias úteis da mesma semana.
Salário-hora:R$ 5,00
Jornada normal de trabalho: 06:00 horas por Valor total das comissões auferidas na
dia semana: R$ 820,00

28
Repouso semanal remunerado: R$5,00 x Número de dias úteis da semana: 06
06:00 = R$ 30,00 Repouso semanal remunerado:R$ 820,00 : 6
= R$ 136,67

Lembra-se que o valor do repouso semanal remunerado dos empregados contratados por
mês, já está inserido no salário contratual, não havendo necessidade de calcular
separadamente seu valor, ficando assim vedado sua discriminação em folha e recibo de
pagamento.

Jornada de trabalho diária não uniforme:

Na hipótese de jornada diária não uniforme, o


repouso semanal remunerado corresponderá a
1/6 do total de horas da semana.

Pagamento em dobro:

O trabalho realizado em dia feriado, desde que não determinado outro dia de folga, deverá ser
pago em dobro.

A expressão em dobro, conforme entendimento da Justiça do Trabalho significa o valor das


horas efetivamente trabalhadas no feriado pagas em dobro, independentemente do valor do
repouso semanal remunerado já assegurado pelo cumprimento da jornada semanal integral.

Salário mensal:R$ 1.200,00


Salário-hora:R$1.200,00 ÷ 220 = 5.45
Valor das horas do feriado:R$ 5.45 x 7,3333 = R$ 39,96
Valor da dobra das horas do feriado: R$ 39,96 x 2 = R$ 79,38
Total a receber no mês:R$ 1.200,00 + R$ 79,38= R$ 1.279,38

As decisões da Justiça do Trabalho são no sentido de que a dobra se refere às horas


efetivamente trabalhadas no dia destinado ao descanso, independentemente do valor do
repouso semanal remunerado legalmente já assegurado no salário do empregado.

Sendo assim, serão pagas em dobro as horas trabalhadas no dia de repouso sem prejuízo do
valor relativo ao repouso semanal remunerado a ser pago juntamente com o salário do
empregado.

29
Súmula 146 do TST:

“O trabalho prestado em domingos e


feriados, não compensado, deve ser
pago em dobro, sem prejuízo da
remuneração relativa ao repouso
semanal.”

Desconto do repouso semanal remunerado:


Para que o empregado tenha direito ao repouso semanal remunerado é necessário que o seu
horário de trabalho seja integralmente cumprido, sem faltas, atrasos, ausências por
suspensões disciplinares ou saídas durante o expediente.

1- Exemplos:
= Salário 900,00

: Dias de Trabalho 29

= Desconto do dia 23/01/2012 (falta) 30,00

= Desconto do DSR 25/01/2012 30,00

= Desconto do RSR 29/01/2012 30,00

= TOTAL (30,00+30,00+30,00) 90,00

2- Exemplo:
= Salário 1.200,00

: Jornada de Trabalho 220,00

= Valor de 1 Hora de Trabalho 5,45

x Faltas (Horas) 2

= Valor do Desconto de 1 Hora 10,90

= Salário 1.200,00

: Dias de Trabalho 30

= Desconto do RSR (25/01/2012) 40,00

= Salário 690,00

: Dias de Trabalho 30

30
= Desconto do RSR (25/04/2010) 23,00

9. Férias:

O empregado terá direito a férias depois de trabalhar 12 (doze) meses (período aquisitivo) na
seguinte proporção (art. 129 e 130 da CLT):

Considerando as faltas injustificadas, dentro do período aquisitivo, o empregado tem direito a


férias na seguinte proporção:

Dias Corridos Faltas injustificadas


30 Até 5
24 De 6 a 14
18 De 15 a 23
12 De 24 a 32

Concessão de férias:

O empregador deverá conceder as férias ao empregado nos 12 (doze) meses seguintes período
aquisitivo.

Concessão de férias fora do prazo


Quando as férias forem concedidas fora do prazo de 12 (doze) meses seguintes ao período
aquisitivo, o empregador será obrigado a pagar em dobro a sua remuneração (art. 137, § 1º,
da CLT).

Exemplo:
Período aquisitivo: 17/02/2008 à 16/02/2009
Período concessivo: 17/02/2009 à 16/02/2010
Data da concessão: 01/03/2010 à 30/03/2010

 A época das férias será aquela que melhor consulte os interesses do empregador,
desde que respeitado esse prazo (art.136 da CLT).

 As férias dos menores de 18 (dezoito) anos e dos maiores de 50 (cinqüenta) anos


não podem ser divididas (art. 134, § 2º, da CLT).

 O período das férias deve ser comunicado ao empregado com no mínimo 30 (trinta) dias
de antecedência (art. 135 da CLT).

 As férias devem ser anotadas na CTPS e no Livro ou Fichas de Registro de Empregados


(art. 135, §§ 1º e 2º, da CLT).

 Os membros de uma família que trabalhem para um mesmo empregador têm direito a
gozar férias ao mesmo tempo, se isso não causar prejuízo ao serviço (art. 136, § 1º, da
CLT).

31
O pagamento deve ser feito até 2 (dois) dias antes do seu início (art. 145 da CLT),
mediante recibo, no valor da remuneração do empregado, acrescida de 1/3 (um terço) (CF, art.
7º, inciso XVI).

Remuneração das férias:

A remuneração das férias é calculada com base no salário vigente na data de sua concessão,
acrescido 1/3 da Constituição Federal de 1988.

Mensalista Horista Diarista


Remuneração mensal vigente Remuneração horária vigente Remuneração diária vigente
no mês da concessão das no mês da concessão das no mês da concessão das
férias, acrescida do 1/3 férias, multiplicada pelo férias, multiplicada pelo
constitucional. número de horas de férias a número de dias de férias a
que o empregado fizer jus, que o empregado fizer jus,
acrescida de 1/3. acrescida de 1/3.

Salário: R$ 1.800,00 Salário: R$ 2,82 Jornada de Salário: R$ 28,00


Gozo de férias de 01/06 a 7h20 ou 7,333...) Gozo de férias de 02/07 a
30/02 Gozo de férias: 01/12 a 30/12 31/07
Salário: R$ 1.800,00 Salário/dia: R$ 20,67 (R$ 2,82 Salário/dia: R$ 28,00
1/3 constitucional: R$ 1.80,00 x 7,33333) Remuneração de férias: R$
: 3= R$ 600,00 Remuneração de férias: R$ 840,00 (R$ 28,00 x 30)
620,10 (R$ 20,67 x 30) 1/3 da CF: (R$ 840,00 ÷ 3)
1/3 da CF: R$ 206,70 (R$
620,10 ÷ 3)

Adicionais: os adicionais por trabalho extraordinário, noturno, insalubre ou perigoso são


computados no salário que serve de base de cálculo da remuneração das férias (CLT, art. 142,
parágrafo 5°). Também são acrescidos de 1/3 da CF/88 na remuneração total das férias.

1- Exemplo – Hora Extra:

Para o cálculo das férias será utilizado sempre o salário vigente, neste caso R$ 800,00. Para
iniciar, vamos calcular as médias de horas extras e RSR, os mesmos devem ser feitos somente
com as variáveis que estiverem dentro do período aquisitivo. Então:

Mês.................................. Hora Extra*................................. RSR*

Abril/2007....................... 09:30...........................................03:10
Maio/2007....................... 04:30...........................................01:30
Junho/2007..................... 06:30........................................... 02:10
Julho/2007...................... 09:00...........................................03:00
Agosto/2007................... 08:00...........................................02:40

32
Setembro/2007.............. 09:30........................................... 03:10
Outubro/2007.................09:00............................................03:00
Novembro/2007.............08:00............................................02:40
Dezembro/2007.............07:00........................................... 02:20
Janeiro/2008..................09:00........................................... 03:00
Fevereiro/2008...............09:30...........................................03:10
Março/2008....................07:00...........................................02:20

TOTAL.........................96:30............................................32:10

a) Cálculo das Médias de Horas Extras

(=) Soma de 04/2007 à 03/2008............................................. 96:30


(=) Transformação em Decimal [96 + (0,30/60x100)]........... 96,50
( :) Quantidade de Meses.........................................................12
(=) Média de 04/2007 à 03/2008.............................................08,04
(X) Média de 04/2007 à 03/2008 acrescida do %**............. .50%
(=) Valor 1..............................................................................12,06

(=) Salário Vigente...................................................................800,00


( :) Divisão pela Jornada de Trabalho..................................... 220
(=) Valor 2................................................................................3,64

(=) Valor 2.................................................................................3,64


(x) Valor 1.................................................................................12,06
(=) Média de Horas Extras 50% ............................................. 43,90

b) Cálculo da Média RSR

(=) Soma de 04/2007 à 03/2008.............................................32:10


(=) Transformação em Decimal [32 + (0,10/60x100)]...........32,17
( :) Quantidade de Meses........................................................12
(=) Média de 04/2007 à 03/2008.............................................2,68
(X) Média de 04/2007 à 03/2008 acrescida do %**............. 50%
(=) Valor 1..............................................................................4,02

(=) Salário Vigente.................................................................800,00


( :) Divisão pela Jornada de Trabalho.....................................220
(=) Valor 2...............................................................................3,64

(=) Valor 2................................................................................3,64


(x) Valor 1.................................................................................4,02
(=)Média de RSR s/ H.E 50%.................................................. 14,63

1) Cálculo do Recibo:

(+) Férias...................................................................................800,00
(+) Média de Horas Extras 50%...............................................43,90
(+) Média de RSR s/ H.E 50%................................................. 14,63
(=) Sub-Total 1..........................................................................858,53
(/ ) 1/3 de Férias.........................................................................286,18
(=) Sub-Total 2..........................................................................1.144,71

33
(- ) INSS – 9%..........................................................................103,02
(=) Valor Líquido a Pagar......................................................... 1.041,69

2- Exemplo: Adicional de Periculosidade:

+ Salário Mensal R$ 750,00


X % Periculosidade 30%
= Adicional Periculosidade R$ 225,00
= Base de Cálculo R$ 975,00

Cálculo do Recibo de Férias

+ Férias (letra b) 975,00


+ 1/3 de Férias (975,00 : 3) 325,00
+ Total 1.300,00
- INSS (1300,00 x 9%) 117,00
= Líquido 1.183,00

3- Exemplo – salário mais comissões:

a) Soma dos últimos 12 meses

MÊS Comissão RSR


06/2008 300,00 50,00
07/2008 750,00 125,00
08/2008 680,00 115,00
09/2008 450,00 75,00
10/2008 450,00 70,00
11/2008 600,00 100,00
12/2008 550,00 92,00
01/2009 530,00 88,00
02/2009 520,00 86,00
03/2009 700,00 115,00
04/2009 410,00 67,00
05/2009 400,00 65,00
TOTAL 6.340,00 1.048,00

b) Valor da Média de Comissões

= Soma de 06/2008 à 05/2009 (letra a) 6.340,00


: Média 12
= Média de Comissões 528,33

c) Valor da Média do RSR s/ Comissões

= Soma de 06/2008 à 05/2009 (letra a) 1.048,00


: Média 12
= Média de Comissões 87,33

34
2) Cálculo do Recibo de Férias

+ Férias (valor do último Salário) 550,00


+ Média de Comissões (item 1, letra b) 528,33
+ Média de RSR (item 1, letra c) 87,33
+ 1/3 de Férias (550,00+528,33+87,33 / 3) 388,55
= Total Bruto 1.554,21
- INSS – 9% 139,88
- IRRF** 00,00
= Líquido a Receber 1.414,33

Abono Pecuniário - (arts.143 e 144 da CLT):

O empregado tem direito de converter 1/3 de suas férias em abono pecuniário, sendo o valor
igual ao da remuneração que lhe seria devida nos dias correspondentes. Referido abono
deverá ser requerido pelo empregado, por escrito, até 15 dias antes do término do período
aquisitivo; após esse prazo, a concessão ficará a critério do empregador. Aos empregados sob
regime de tempo parcial não se aplica a conversão das férias em abono pecuniário.

Exemplo:

Salário..................................................................600,00
Período de Gozo (descanso)............................... 01/09/2008 à 20/09/2008
Período de Abono Pecuniário..............................21/09/2008 à 30/09/2008**

a) Cálculo dos Proventos

(+) Férias (600/30x20)...................................................400,00


(+) 1/3 de Férias............................................................ 133,33
(+) Abono Pecuniário (600/30x10)............................... 200,00
(+) 1/3 s/ Abono Pecuniário.......................................... 66,67
(=) Sub-Total..................................................................800,00

b) Cálculo do desconto de INSS

(+) Férias (600/30x20)................................................... 400,00


(+) 1/3 de Férias............................................................ 133,33
(=) Base de Cálculo do INSS***................................... 533,33
(X) Alíquota.....................................................................8%
(=) Valor a Descontar.................................................... 42,67

c) Líquido a Receber

(+) Sub-Total (letra a).....................................................800,00


(-) INSS (letra b)............................................................ 42,67
(=) Valor a Receber....................................................... 757,33

Afastamento Antes e Durante as Férias:

35
Caso o empregado tenha se incapacitado para o trabalho antes do início das férias, ainda que a
empresa já tenha efetuado o pagamento do adiantamento, será suspenso o gozo das férias,
pela impossibilidade de concedê-lo durante período de afastamento.

Tendo em vista que no período de férias o contrato de trabalho permanece interrompido,


portanto, gerando efeitos, mesmo que o empregado adoeça, o respectivo gozo deverá ser
cumprido até o final.

Não sendo possível retornar ao trabalho, ao término das férias, em virtude da incapacidade,
iniciar-se-á a contagem dos 15 primeiros dias, a partir da data que deveria ocorrer o retorno.

Exemplos:

Caso 1 (dados)
Data da Admissão................................................. 01/09/2006
Período Aquisitivo de Férias 1............................. 01/09/2006 à 31/08/2007
Período Aquisitivo de Férias 2............................. 01/09/2007 à 31/08/2008
Afastamento (Auxílio Doença).............................. 02/08/2007 à 01/02/2008

Caso 1 (Contagem)
Período Aquisitivo de Férias 1............................. 01/09/2006 à 31/08/2007
Afastamento dentro do Período Aquisitivo......... 02/08/2007 à 31/08/2007
Afastamento no Período Aquisitivo...................... 1 Mês

Período Aquisitivo de Férias 2............................. 01/09/2007 à 31/08/2008


Afastamento dentro do Período Aquisitivo......... 01/09/2007 à 01/02/2008
Afastamento no Período Aquisitivo...................... 5 Meses

Nesta simulação o empregado tem direito ao gozo e recebimento da remuneração de férias


pois no primeiro período aquisitivo ele se afastou 1 mês e no segundo 5 meses.

36
Caso 2 (dados)

Data da Admissão................................................. 01/09/2006


Período Aquisitivo de Férias 1............................. 01/09/2006 à 31/08/2007
Afastamento (Auxílio Doença).............................. 02/10/2006 à 02/05/2007

Caso 2 (Contagem)

Período Aquisitivo de Férias 1............................. 01/09/2006 à 31/08/2007


Afastamento dentro do Período Aquisitivo......... 02/10/2006 à 02/05/2007
Afastamento no Período Aquisitivo...................... 7 Meses

Nesta simulação o empregado não tem direito ao gozo e recebimento da remuneração


de férias pois se afastou mais de 6 meses dentro do mesmo período aquisitivo. Cabe
lembrar que o período aquisitivo fica alterado iniciando-se nova apuração na data da
cessação do benefício (retorno ao trabalho).

10. Décimo Terceiro Salário:

O empregador deverá pagar a primeira parcela do décimo terceiro salário (metade da


remuneração) aos seus empregados, entre fevereiro e 30 de novembro de cada ano, e a
segunda parcela até o dia 20 de dezembro, tomando-se por base a remuneração devida nesse
mês.
Não há obrigação de pagamento da primeira parcela para todos os empregados ao mesmo
tempo (art. 2º da Lei nº 4.749, de 12 de agosto de 1965).

Os empregados, desde que solicitem no mês de janeiro do correspondente ano, poderão


receber o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro salário com o pagamento de
férias.

Seu valor corresponde a 1/12 da remuneração devida


em dezembro, por mês de serviço do ano
correspondente, considerando-se mês integral a fração
igual ou superior a 15 dias de trabalho no mês civil.

Valor do décimo terceiro salário:

O cálculo do décimo terceiro salário é feito da seguinte maneira: divide-se o salário de


dezembro por 12 (doze) e multiplica-se este resultado pelo número de meses que o
empregado trabalhou no ano. Nesse cálculo, considera-se também como mês integral parcela
igual ou superior a 15 (quinze) dias .

Mensalista:

37
Empregado mensalista contratado em 05.05.2011 com salário de R$ 1.006,25, mantido em
outubro, faz jus à 1ª parcela no valor de:

R$ 1.006,25 ÷ 12 = R$ 83,85 (1/12)


R$ 83,85 × 6 (nº de meses trabalhados até outubro) = R$ 503,10
Valor da 1ª parcela: R$ 503,10 ÷ 2 = R$ 251,55

Esse empregado teve seu salário atualizado, passando a receber em dezembro a importância
mensal de R$ 1.437,50.

Assim, o valor da 2ª parcela da gratificação de Natal corresponde a:


Salário de dezembro: ...................................................................R$ 1.437,50

Horista:

O empregado horista admitido em 03.03.2011 passou a receber R$ 7,24 por hora e receberá
gratificação de Natal no seguinte valor:

Quantidade de avos: .................................................... 8/12 (de março a outubro/2011)


(R$ 7,24 × 220 horas) ÷ 12 = R$ 132,73

R$ 132,73 × 8 = R$ 1.061,84
Valor da 1ª parcela: R$ 1.061,84 ÷ 2 = R$ 530,92
Quantidade de avos: ............................................... 10/12 (de março a dezembro/2011)
(R$ 7,24 × 220 horas) ÷ 12 = R$ 132,73
R$ 132,73 × 10 = R$ 1.327,30
Valor bruto da 2ª parcela: R$ 1.327,30 - R$ R$ 530,92 = R$ 796,38

Diarista:

Empregado diarista contratado em 02.06.2011, com diária mantida em dezembro de R$ 59,80,


receberá em 20.12.2011, a título de 13º salário, o seguinte valor:

R$ 59,80 × 30 = R$ 1.794,00 (R$ 1.794,00 ÷ 12) × 5 = R$ 747,50

Valor da 1ª parcela: R$ 747,50 ÷ 2 = R$ 373,75 (R$ 1.794,00 ÷ 12) × 7 = R$ 1.046,50

Valor da 2ª parcela: R$ 1.046,50 - R$ 373,75 = R$ 672,75

Valor do 13º salário: ................................. (R$ 1.437,50 ÷ 12) × 8 = R$ 958,33

Valor bruto da 2ª parcela: R$ 958,33 - R$ 251,55 = R$ 706,78

Horas Extras:

Dados 1:

Jornada de Trabalho Mensal..................220 Horas


Salário em 11/2011.................................800,00
Salário em 12/2011.................................1.000,00

38
Adicional de Horas Extras = 50%

Devemos ignorar o salário de 01/2011 à 09/2011, pois o pagamento da 1ª parcela deverá ser a
metade do salário vigente em outubro. Pelo mesmo motivo faremos a média das horas extras
em horas e não em valores. Vejamos o cálculo:

Primeira Parcela:

a) Cálculo da parte fixa

Salário de Outubro..............................................................800,00
( :) Divisão (metade).................................................................2
(=) 1ª Parcela 13º Salário......................................................... 400,00

b) Cálculo da Média de Horas Extras

(=) Soma de Janeiro à Outubro................................................ 80:00


( :) Quantidade de Meses......................................................... 10
(=) Média de Janeiro à Outubro............................................... 08:00

R$ 800,00 : 220 = R$ 3,63


R$ 3,63 x 50% = R$ 1,81
R$ 3,63 + R$ 1,81 = R$ 5,44 – valor da hora extra

R$ 5,44 x 8 (horas) = R$ 43,52


R$ 43,52 : 2 = R$ 21,76 – média de horas extras primeira parcela

FGTS primeira parcela: R$ 500,00 x 8%= R$ 40,00


R$ 21,76 x 8%= R$ 1,74

Segunda Parcela:

a) Cálculo da parte fixa

Salário de Dezembro..............................................................1000,00
( :) Divisão (metade)...............................................................2
(=) 1ª Parcela 13º Salário........................................................500,00

R$ 1.000,00 – R$ 400,00 (1ª parcela) = R$ 600,00

b) Cálculo da Média de Horas Extras

(=) Soma de Janeiro à Dezembro..............................................120:00


( :) Quantidade de Meses......................................................... 12
(=) Média de Janeiro à Dezembro.............................................10

R$ 1.000,00 : 220 = R$ 4,54


R$ 4,54 x 50% = R$ 2.27
R$ 4,54 + R$ 2,27 = R$ 6,81 – valor da hora extra

R$ 6,81 x 10 (horas) = R$ 68,10

39
R$ 68,10 – R$ 21,76 (média de horas extras primeira parcela) = R$ 46,34 – média de horas
extras segunda parcela.

FGTS segunda parcela: R$ 600,00 x 8%= R$ 48,00


R$ 46,34 x 8%= R$ 3,70

INSS: R$ 1.000,00 + R$ 68,10 = R$ 1.068,10 x 9%= R$ 96,12

Valor da segunda parcela: R$ 646,34


Valor líquido a receber da segunda parcela: R$ 646,34 – R$ 96,12 (INSS) = R$ 550,22

Comissionista:

Empregado comissionista recebe comissões de janeiro a junho no valor de R$ 996,00. O salário


fixo na época era R$ 800,00. Recebe a 1ª parcela do 13º salário, por ocasião das férias, em
julho.

Nesse caso, temos:


1ª Parcela:
- total das comissões de janeiro a junho = R$ 996,00
- média mensal das comissões R$ 996,00 : 6 = 166,00
- 1ª parcela => R$ 166,00 + R$ 800,00 = R$ 766,00 : 2 = R$ 483,00

2ª Parcela:
Sabendo-se que de julho a novembro o empregado recebe mais R$ 991,00 de comissões,
permanecendo o fixo em R$ 800,00, tem-se:

- total das comissões de janeiro a novembro => R$ 996,00 + R$ 991,00 = R$ 1.987,00


- média mensal: R$ 1.987,00 : 11/12= R$ 180,63
- 2ª parcela = R$ 180,63 + R$ 800,00 = R$ 980,63 - R$ 483,00 (1ª parcela) = R$ 497,63

Em dezembro o empregado recebe R$ 460,00 de comissões, mantendo-se o fixo em R$ 800,00.


Refaz-se o cálculo da seguinte forma:

- total das comissões de janeiro a dezembro => R$ 996,00 + R$ 991,00 + R$ 460,00 = R$


2.447,00
- média mensal= R$ 2.447,00 :12= R$ 203,91
- 13º salário integral = R$ 203,91 + R$ 800,00 = R$ 1.003,91
- 1ª + 2ª parcelas (R$ 483,00 + R$ 497,63) = R$ 980,63
- valor a favor do empregado (R$ 1.003,91- R$ 980,63) = R$ 23,28 (*)

(*) Acerto até 10 de janeiro do ano seguinte.

11. Rescisão Contratual:

Aviso-Prévio:
É a comunicação que uma das partes do contrato de trabalho faz a outra de que, decorrido
certo prazo, o contrato se extinguirá. Será de, no mínimo, 30 (trinta) dias (CLT, art. 487; CF, art.
7º, XXI).

40
Finalidade:
Proporcionar condições ao empregado para procurar outro emprego e ao empregador para
contratar outro empregado.

Não-concessão:
A falta de aviso-prévio por parte do empregador dá ao empregado o direito aos salários
correspondentes ao prazo do aviso, garantida sempre a integração desse período no seu
tempo de serviço (art. 487, § 1º, da CLT).

A falta de aviso-prévio por parte do empregado dá ao empregador o direito de descontar os


salários correspondentes ao prazo respectivo (art. 487, § 2º, da CLT).

Jornada de trabalho no prazo de aviso-prévio:


O horário normal de trabalho do empregado, durante o prazo de aviso, caso a rescisão tiver
sido promovida pelo empregador, será reduzida sem prejuízo do salário integral.

É facultado ao empregado trabalhar com a redução das 2 (duas) horas diárias ou poderá faltar
ao serviço, sem prejuízo do salário integral, por 7 (sete) dias corridos 30 (trinta) dias (art. 488
da CLT).

É ilegal substituir a redução da jornada por


dinheiro (Súmula nº 230 do TST).

Reconsideração:
Dado o aviso-prévio, a rescisão torna-se efetiva depois do término do prazo, mas, se a parte
que concedeu o aviso quiser torná-lo sem efeito, poderá fazê-lo, desde que a outra parte
concorde (art. 489 da CLT).

Renúncia:
O empregado não poderá renunciar ao aviso-prévio (Súmula nº 276 do TST). Caso haja
renúncia, a empresa deverá solicitar ao trabalhador a prova de que obteve novo emprego.

Tipos de Rescisões

Contrato a Prazo Indeterminado

1- Empregado dispensado sem justa causa:

Dados:
Data de Admissão.................................................02/09/2008
Salário...................................................................870,00
Salário Família......................................................Não
Vale Transporte....................................................Não
Horas Extras, Comissões, Adicional Noturno..... Não
Outros Adicionais.................................................Não

41
Aviso Prévio..........................................................Indenizado
Data da Rescisão.................................................. 19/01/2010

Os direitos são: saldo de salário, aviso indenizado, 13º proporcional, férias proporcionais
acrescidas de 1/3. Vejamos os cálculos:

I) Proventos:

1) Saldo de Salário:

Salário : 30 x dias trabalhados (870,00:30 x 19)........... 551,00

2) Aviso Prévio Indenizado

Valor do Salário................................................................. 870,00

Início: 20/01/2010
Término: 18/02/2010

3) Décimo Terceiro Proporcional (01/01/2010 à 19/01/2009):

Salário:12 X 1 (870,00:12 X 1)........................................ 72,50

13º Salário – projeção de 1/12 ref. Aviso Indenizado:

01/02/2010 à 18/02/2010

Salário : 12 x 1 (870,00:12 x 1)........................................ 72,50

Total: R$ 145,00

4)Férias Vencidas:

Período aquisitivo: 02/09/2008 à 01/09/2009

R$ 870,00 : 3 = R$ 290,00
Total = R$ 870,00 + R$ 290,00 = R$ 1.160,00

5) Férias Proporcionais (02/09/2009 à 17/02/2010) = 6/12

Salário: R$ 870,00:12 = R$ 72,50 X 6).......................................R$ 435,00

R$ 435,00 : 3 = R$ 145,00

Total: R$ 435,00 + R$ 145,00 = R$ 580,00

II) Descontos

Para os cálculos de INSS devemos considerar como Base de Cálculo o Aviso Prévio Indenizado
bem como o 13º referente a projeção de 1/12 conforme mudança trazida pelo Decreto 6.727
de 12/01/2009 que revogou a alínea “f” do inciso V do §9º do art. 292 do Decreto 3.048/99.

42
Cálculos:

INSS:

Saldo de Salário .................................................. 551,00


Aviso Prévio Indenizado..................................... 870,00
Base de Cálculo...................................................1.421,00
Alíquota INSS......................................................9%
INSS a reter..........................................................127,89

INSS sobre 13º Salário:

13º Salário 1/12 ................................................... 72,50


13º Salário – 1/12 ref. Aviso Indenizado ............ 72,50
Base de Cálculo.....................................................145,00
Alíquota INSS........................................................8%
INSS a reter............................................................11,60

Feito os cálculos preliminares, temos a rescisão:

Saldo de Salário .................................................. 551,00


Aviso Prévio Indenizado..................................... 870,00
13º Salário – 1/12 ref. Aviso Indenizado ........... 72,50
13º Salário 1/12................................................... 72,50
Férias Proporcionais 6/12................................... 435,00
1/3 sobre Férias Proporcionais ........................... 145,00
Férias Vencidas................................................... 870,00
1/3 sobre Férias Vencidas................................... 290,00

TOTAL DE PROVENTOS................................................ 2.146,00

INSS ...................................................................... 127,89


INSS s/ 13º ............................................................ 11,60

TOTAL DE DESCONTOS................................................ 139,49

LÍQUIDO A PAGAR........................................................... 2.006,51

2- Pedido de demissão:

Data de Admissão 02/01/2009


Salário 800,00
Salário-Família Não
Vale-Transporte Não
Horas Extras, Comissão, Adicional Noturno Não
Outros Adicionais Não
Aviso de 30 dias Cumprido
Data da Rescisão 22/04/2009

43
Os direitos rescisórios são: saldo de salário, férias proporcionais acrescidas de 1/3 e 13º Salário
Proporcional, vejamos os cálculos:

a) Proventos:

1) Saldo de Salário

= Salário 800,00
: Divisão 30
X Dias Trabalhados 22
= Saldo de Salário – 22 dias 586,67

2) Décimo - Terceiro Proporcional

= Salário 800,00
: Divisão 12
X Meses de direito 4
= Décimo - Terceiro Proporcional – 4/12 266,67

3) Férias Proporcionais (02/01/09 à 22/04/09) + 1/3 Constitucional

= Salário 800,00
: Divisão 12
X Meses de direito 4
= Férias Proporcionais – 4/12 266,67
: Divisão 3
= 1/3 de Férias Proporcionais 88,89

b) Descontos:

I) INSS sobre Salários:

= Saldo de Salário (item 1) 586,67


X Alíquota 8%
= INSS sobre Salários 46,93

II) INSS sobre 13º Salário

= Décimo - Terceiro Proporcional (item 2) 266,67


X Alíquota 8%
= INSS sobre 13º Salário 21,33

III) INSS sobre Férias

Sobre férias indenizadas em rescisão não incide INSS.

c) Resumo da Rescisão:

Proventos
+ Saldo de Salário – 22 dias (item 1) 586,67

44
+ Décimo - Terceiro Proporcional – 4/12 (item 2) 266,67
+ Férias Proporcionais – 4/12 (item 3) 266,67
+ 1/3 de Férias Proporcionais (item 3) 88,89
= TOTAL DE PROVENTOS 1.208,90
Descontos
- INSS sobre Salários (item I) 46,93
- INSS sobre 13º Salário (item II) 21,33
= TOTAL DE DESCONTOS 68,26

= Líquido a receber 1.140,64

Obs.: O empregador não terá que pagar o FGTS antecipadamente em guia de GRRF, devido ao
fato do empregado ter pedido demissão e não ter direito imediato ao saque do saldo do Fundo
de Garantia. Porém deverá recolher na folha de pagamento de 04/2009 o FGTS incidente na
rescisão junto com o dos demais colaboradores.

3- Justa-Causa:

Data de Admissão 02/01/2009


Salário 1000,00
Salário-Família Não
Vale-Transporte Não
Horas Extras, Comissão, Adicional Noturno Não
Outros Adicionais Não
Aviso de 30 dias Não tem direito
Data da Rescisão 20/06/2010
Os direitos são: saldo de salário, férias proporcionais acrescidas de 1/3. Vejamos os cálculos:

Saldo de Salário – 20 dias:

R$ 1.000,00 : 30 = R$ 33,33
R$ 33,33 x 20 = R$ 666,66

Férias Vencidas – 02/01/2009 à 01/01/2010:

Valor: R$ 1.000,00
1/3 de Férias Vencidas: R$ 333,33

Descontos:

I) INSS sobre Salários:

= Saldo de Salário 666,66


X Alíquota 8%
= INSS sobre Salários 53,33

II) INSS sobre Férias

Sobre férias indenizadas em rescisão não incide INSS.

45
Contrato a Prazo Determinado

Contrato de Experiência:

1- Rescisão antecipada – iniciativa do empregado:


No contrato de experiência, não cabe aviso prévio, e, ocorrendo pedido de demissão por
iniciativa do empregado em 22/06/09 estará ocorrendo à rescisão antecipada do contrato de
experiência e será efetuado o desconto da Indenização da metade dos dias faltantes*, tendo
direito à além do Saldo de Salário, Férias Proporcionais, 1/3 de Férias, 13º Salário.

a) Cálculo dias

Data de admissão:.........................................01/06/2009
= Vencimento do Contrato...............................01/07/2009
- Pedido de demissão ...................................22/06/2009
= Dias faltantes ...............................................10 dias
= Metade dos dias faltantes............................. 05 dias

b) Cálculo Valor a ser descontado

= Salário (hipotético)..........................................500,00
: 30 dias ..............................................................16,67
x dias (letra a)......................................................05
= Indenização da metade dos dias faltantes.........83,35

Saldo de Salário:

R$ 500,00:30= R$ 16,66 x 21=.......... R$ 349,99

Desconto da indenização do artigo 480 da CLT:

Indenização = R$ 83,35
Saldo de Salário= R$ 349,99

R$ 349,99 – R$ 83,35 = R$ 266,64

Total= R$ 266,64

Férias Proporcionais 01/06/2009 à 21/06/2009

R$ 500,00 : 12 = R$ 41,66

1/3 de Férias Proporcionais:

R$ 41,66 : 3 = R$ 13,88

Décimo Terceiro Salário:

46
R$ 500,00 : 12 = R$ 41.66

INSS sobre saldo de salário = R$ 266,64 x 8% = R$ 21,33


INSS sobre Décimo Terceiro Salário = R$ 41,66 x 8%= R$ 3,33

Total de Descontos: R$ 24,66


Líquido a Receber: R$ 339,18

2- Rescisão contratual pelo motivo: Término de contrato de experiência:

Dados:
Data de Admissão.................................................01/04/2008
Salário...................................................................600,00
Salário Família......................................................Não
Vale Transporte....................................................Não
Horas Extras, Comissões, Adicional Noturno..... Não
Outros Adicionais.................................................Não
Data da Rescisão.................................................. 29/06/2008

Os direitos são: saldo de salário, férias proporcionais acrescidas de 1/3 e 13º salário
proporcional. Vejamos os cálculos:

1) Saldo de Salário:

R$ 600,00:30= R$ 20,00 x 29=.......... 580,00

2) Décimo Terceiro Proporcional (01/04/2008 à 29/06/2008)

R$ 600,00:12= R$ 50,00 x 3=........................................ R$ 150,00

3) Férias Proporcionais (01/04/2008 à 29/06/2008)

Salário R$ 600,00:12= R$ 50,00 3= ..............................R$ 150,00

1/3 de Férias Proporcionais (01/04/2008 à 29/06/2008)

R$ 150,00 : 3=............................................ R$ 50,00

Feito os cálculos preliminares, temos a rescisão:

Saldo de Salário (item 1)................................................580,00


13º Salário 3/12 (item 2).................................................150,00
Férias Proporcionais 3/12 (item 3).................................150,00
1/3 sobre Férias Proporcionais (item 6)......................... 50,00

TOTAL DE PROVENTOS............................................930,00

INSS s/ Salários (R$ 580,00 x 8%)................................46,40


INSS s/ 13º (R$ 150,00 x 8%)........................................12,00

TOTAL DE DESCONTOS............................................58,40

47
LÍQUIDO A PAGAR.....................................................871,60

Obs.: No caso de rescisão por término de contrato não é devido a multa de 50% sobre o saldo
do Fundo de Garantia do período trabalhado. Porém é obrigatório o recolhimento em guia de
GRRF do FGTS incidente na rescisão.

3- Rescisão antecipada – iniciativa do empregador:

Dados:
Data de Admissão.................................................01/04/2008
Término do Contrato de Experiência...................29/06/2008
Dispensa Antecipada............................................19/06/2008
Salário....................................................................600,00
Salário Família.......................................................Não
Vale Transporte.....................................................Não
Horas Extras, Comissões, Adicional Noturno..... Não
Outros Adicionais.................................................Não

Os direitos são: saldo de salário, indenização do contrato de experiência, férias proporcionais


acrescidas de 1/3 e 13º salário proporcional. Vejamos os cálculos:

1) Saldo de Salário:

R$ 600,00:30= R$ 20,00 x 19 = R$ 380,00

2) Indenização – Art. 479 da CLT:

Salário: R$ 600,00:30 = R$ 20,00 x 5 = R$100,00

3) Décimo Terceiro Proporcional (01/04/2008 à 19/06/2008):

Salário: R$ 600,00:12 = R$ 50,00 x 3 = R$ 150,00

4) Férias Proporcionais (01/04/2008 à 19/06/2008):

Salário: R$ 600,00:12 = 50,00 x 3 = R$150,00

1/3 de Férias Proporcionais (01/02/2008 à 19/06/2008):

R$ 150,00 : 3 = R$ 50,00

Feito os cálculos preliminares, temos a rescisão:

Saldo de Salário (item 1)..................................................380,00


Indenização – Art. 479 da C.L.T (item 2)........................100,00
13º Salário 3/12 (item 3)..................................................150,00
Férias Proporcionais 3/12 (item 4)..................................150,00
1/3 sobre Férias Proporcionais (item 5)......................... 50,00

TOTAL DE PROVENTOS.............................................830,00

48
INSS s/ Salários (380,00 x 8%).......................................30,40
INSS s/ 13º (150,00 x 8%)...............................................12,00

TOTAL DE DESCONTOS..............................................42,40

LÍQUIDO A PAGAR........................................................787,60

49
Anexos:

Direitos:

Sem justa causa – iniciativa da empresa


Direitos Antes de completar 1 ano Após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Sim Sim
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 01 01
indenização Art. 479 CLT Não Não

Com justa causa - iniciativa da empresa (CLT, Art. 482)


Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Não
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Não Não
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS – 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS – 40% do montante Não Não
código de saque Não (5) Não (5)
indenização Art. 479 CLT Não Não

Empresa - estabelecimento - fechamento sem motivo de força maior


Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Sim Sim
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS – 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT Não Não

50
Aposentadoria por idade requerida pela empresa (compulsória)
Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS – 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 05 05
indenização Art. 479 CLT Não Não

Pedido de demissão
Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS – 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque Não Não
indenização Art. 479 CLT Não Não
(*) Vide Súmula 261 do TST.

Despedida indireta (justa causa - empregador - CLT, Art. 483)


Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Sim Sim
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 01 01
indenização Art. Não Não
479 CLT

51
Culpa recíproca (iniciativa de ambos)
Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Não
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Não Não
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim (20%) Sim (20%)
código de saque 02 02
indenização Art. 479 CLT Não Não

Extinção antecipada sem justa causa - iniciativa da empresa - sem previsão de aviso prévio
Direitos Contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 01 01
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Extinção antecipada com justa causa - iniciativa da empresa - sem previsão de aviso prévio
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Não
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Não Não
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque Não Não
indenização Art. 479 CLT Não Não

52
Empresa - estabelecimento - extinção sem motivo de força maior
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS – 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Aposentadoria por idade requerida pela empresa (compulsória)


Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 05 05
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Pedido de demissão
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque Não 05 Não 05
indenização Art. 479 CLT Não Não

53
Despedida indireta (justa causa do empregador - CLT, Art. 483)
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque Sim – 01 Sim - 01
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Culpa recíproca - iniciativa de ambos


Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Não
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Não Não
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim (20%) Sim (20%)
código de saque 02 02
indenização Art. 479 CLT Sim Sim (50%)

Extinção automática de contrato a prazo determinado - com ou sem previsão de aviso prévio
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 (1) Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
(3)
FGTS - 8% (mês anterior) (3) Sim Sim
FGTS - 40% do montante (3) Não Não
código de saque 04 04
indenização Art. 479 CLT (2) Não Não

54
Extinção do contrato por motivo de falecimento do empregado - contrato a prazo
indeterminado
Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 23 23
indenização Art. 479 CLT ( Não Não

Extinção do contrato por motivo de falecimento do empregado - contrato a prazo


determinado, com ou sem previsão de aviso prévio
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS – 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 23 23
indenização Art. 479 CLT Não Não

Extinção do contrato em virtude de cessação total da atividade da empresa por morte do


empregador - contrato a prazo indeterminado
Direitos antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Sim Sim
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT Não Não

55
Extinção do contrato em virtude de cessação total da atividade da empresa por morte do
empregador - contrato a prazo determinado, com ou sem aviso prévio
Direitos contrato com duração inferior a contrato de 1 a 2 anos de
1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Extinção de contrato em virtude de morte do empregador constituído em empresa individual


- continuação de atividade empresarial por parte dos herdeiros/sucessores/administradores
- rescisão - faculdade do empregado - exercício de direito contrato a prazo indeterminado
direitos antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT Não Não

Extinção de contrato em virtude de morte do empregador constituído em empresa individual


- continuação de atividade empresarial por parte dos herdeiros/sucessores/administradores
- rescisão - faculdade do empregado - exercício de direito contrato a prazo determinado,
com ou sem aviso prévio
direitos contrato com duração inferior contrato de 1 a 2 anos de
a 1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque 03 03
indenização Art. 479 CLT (2) Não Não

56
Extinção da empresa ou de um dos estabelecimentos em que trabalhe o empregado, por
motivo de força maior - rescisão do contrato de trabalho pelo empregador contrato a prazo
indeterminado
direitos antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim (20%) Sim (20%)
código de saque 02 02

Extinção da empresa ou de um dos estabelecimentos em que trabalhe o empregado, por


motivo de força maior - rescisão do contrato de trabalho pelo empregador contrato a prazo
determinado, com ou sem previsão de aviso prévio
direitos contrato com duração inferior contrato de 1 a 2 anos de
a 1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim (20%) Sim (20%)
código de saque 02 02
indenização Art. 479 CLT Sim (50%) Sim (50%)

Extinção do contrato por paralisação temporária ou definitiva do trabalho motivada por ato
de pessoa jurídica de direito público interno (factum principis) contrato a prazo
indeterminado
Direitos Antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 01 01
indenização Art. 479 CLT Não Não

57
Extinção do contrato por paralisação temporária ou definitiva do trabalho motivada por ato
de pessoa jurídica de direito público interno (factum principis) contrato a prazo
determinado, com ou sem previsão de aviso prévio
Direitos Contrato com duração contrato de 1 a 2 anos de
inferior a 1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Sim Sim
adicional de 1/3 Sim Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque 01 01
indenização Art. 479 CLT Sim Sim

Extinção do contrato por iniciativa da empregada grávida e pelo responsável legal do


empregado menor de idade contrato a prazo indeterminado
Direitos Antes de completar 1 ano após 1 ano de serviço
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Não Não
FGTS - 40% do montante Sim Sim
código de saque Não Não
indenização Art. 479 CLT Não Não

Extinção do contrato por iniciativa da empregada grávida e pelo responsável legal do


empregado menor de idade - contrato a prazo determinado, com ou sem previsão de aviso
prévio
Direitos Contrato com duração inferior contrato de 1 a 2 anos de
a 1 ano duração
saldo de salário Sim Sim
aviso prévio Não Não
férias vencidas Não Sim
férias proporcionais Não Sim
adicional de 1/3 Não Sim
13º salário Sim Sim
FGTS - 8% (mês da rescisão) Sim Sim
FGTS - 8% (mês anterior) Sim Sim
FGTS - 40% do montante Não Não
código de saque Não Não
indenização Art. 479 CLT Não Não

58
Observações:

1- Terço constitucional (Constituição Federal, art. 7º, inciso XVII).


2- Refere-se à indenização por metade da remuneração a que teria direito o empregado na
rescisão antecipada do contrato de trabalho a prazo determinado.
3- Nos termos do art. 31 da Lei 9.491/97, que deu nova redação, dentre outros, ao caput e aos
parágrafos 1º e 3º do art. 18 e ao art. 20 da Lei 8.036/90, os valores relativos aos depósitos
referentes ao mês da rescisão e ao imediatamente anterior, que ainda não houver sido
recolhido, bem como a importância igual a 40% (despedida sem justa causa ou indireta, ou
20%, no caso de culpa recíproca ou força maior) do montante de todos os depósitos realizados
na conta vinculada, devidamente atualizados e acrescidos dos respectivos juros, devem ser
depositados na conta vinculada do trabalhador no FGTS.

Tabelas CNAE

ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0500- 2,00% 3,00% 507 Extração de carvão mineral
3/01
0500- 2,00% 3,00% 507 Beneficiamento de carvão mineral
3/02
0600- 2,00% 3,00% 507 Extração de petróleo e gás natural
0/01
0600- 2,00% 3,00% 507 Extração e beneficiamento de xisto
0/02
0600- 2,00% 3,00% 507 Extração e beneficiamento de areias betuminosas
0/03
0710- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de ferro
3/01
0710- 2,00% 3,00% 507 Pelotização, sinterização e outros beneficiamentos de
3/02 minério de ferro
0721- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de alumínio
9/01
0721- 2,00% 3,00% 507 Beneficiamento de minério de alumínio
9/02
0722- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de estanho
7/01
0722- 2,00% 3,00% 507 Beneficiamento de minério de estanho
7/02
0723- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de manganês
5/01
0723- 2,00% 3,00% 507 Beneficiamento de minério de manganês
5/02
0724- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de metais preciosos
3/01

59
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0724- 2,00% 3,00% 507 Beneficiamento de minério de metais preciosos
3/02
0725- 2,00% 3,00% 507 Extração de minerais radioativos
1/00
0729- 2,00% 3,00% 507 Extração de minérios de nióbio e titânio
4/01
0729- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de tungstênio
4/02
0729- 2,00% 3,00% 507 Extração de minério de níquel
4/03
0729- 2,00% 3,00% 507 Extração de minérios de cobre, chumbo, zinco e
4/04 outros minerais metálicos não-ferrosos não
especificados anteriormente
0729- 2,00% 2,00% 507 Beneficiamento de minérios de cobre, chumbo, zinco
4/05 e outros minerais metálicos não-ferrosos não
especificados anteriormente
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de ardósia e beneficiamento associado
0/01
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de granito e beneficiamento associado
0/02
0810- 2,00% 2,00% 507 Extração de mármore e beneficiamento associado
0/03
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de calcário e dolomita e beneficiamento
0/04 associado
0810- 2,00% 2,00% 507 Extração de gesso e caulim
0/05
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de areia, cascalho ou pedregulho e
0/06 beneficiamento associado
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de argila e beneficiamento associado
0/07
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de saibro e beneficiamento associado
0/08
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração de basalto e beneficiamento associado
0/09
0810- 2,00% 1,00% 507 Beneficiamento de gesso e caulim associado à
0/10 extração
0810- 2,00% 3,00% 507 Extração e britamento de pedras e outros materiais
0/99 para construção e beneficiamento associado
0891- 2,00% 3,00% 507 Extração de minerais para fabricação de adubos,
6/00 fertilizantes e outros produtos químicos
0892- 2,00% 3,00% 507 Extração de sal marinho
4/01
0892- 2,00% 3,00% 507 Extração de sal-gema
4/02
0892- 2,00% 3,00% 507 Refino e outros tratamentos do sal

60
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4/03
0893- 2,00% 3,00% 507 Extração de gemas (pedras preciosas e
2/00 semipreciosas)
0899- 2,00% 3,00% 507 Extração de grafita
1/01
0899- 2,00% 3,00% 507 Extração de quartzo
1/02
0899- 2,00% 3,00% 507 Extração de amianto
1/03
0899- 2,00% 3,00% 507 Extração de outros minerais não-metálicos não
1/99 especificados anteriormente
0910- 2,00% 3,00% 507 Atividades de apoio à extração de petróleo e gás
6/00 natural
0990- 2,00% 3,00% 507 Atividades de apoio à extração de minério de ferro
4/01
0990- 2,00% 3,00% 507 Atividades de apoio à extração de minerais metálicos
4/02 não-ferrosos
0990- 2,00% 3,00% 507 Atividades de apoio à extração de minerais não-
4/03 metálicos
1011- 3,00% 3,00% 507 Frigorífico - abate de bovinos (setor industrial)
2/01
1011- 3,00% 3,00% 507 Frigorífico - abate de equinos (setor industrial)
2/02
1011- 3,00% 3,00% 507 Frigorífico - abate de ovinos e caprinos (setor
2/03 industrial)
1011- 3,00% 3,00% 507 Frigorífico - abate de bufalinos (setor industrial)
2/04
1012- 3,00% 3,00% 507 Abate de aves (setor industrial)
1/01
1012- 3,00% 3,00% 507 Abate de pequenos animais(setor industrial)
1/02
1012- 3,00% 3,00% 507 Frigorífico - abate de suínos (setor industrial)
1/03
1013- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de carne
9/01
1013- 3,00% 3,00% 507 Preparação de subprodutos do abate
9/02
1020- 2,00% 3,00% 507 Preservação de peixes, crustáceos e moluscos
1/01
1020- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de conservas de peixes, crustáceos e
1/02 moluscos
1031- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de conservas de frutas - indústria
7/00
1032- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de conservas de palmito - indústria
5/01

61
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1032- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de conservas de legumes e outros
5/99 vegetais - indústria
1033- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de sucos concentrados de frutas,
3/01 hortaliças e legumes - ind
1033- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de sucos de frutas, hortaliças e legumes -
3/02 indústria
1041- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de óleos vegetais em bruto, exceto óleo
4/00 de milho - indústria
1042- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de óleos vegetais refinados, exceto óleo
2/00 de milho - indústria
1043- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de margarina e outras gorduras vegetais e
1/00 de óleos não-comestíveis de animais - indústria
1053- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de sorvetes e outros gelados comestíveis
8/00
1061- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos do arroz - indústria
9/02
1066- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de alimentos para animais
0/00
1091- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de panificação
1/00
1092- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de biscoitos e bolachas
9/00
1093- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos derivados do cacau e de
7/01 chocolates - indústria
1093- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de frutas cristalizadas, balas e
7/02 semelhantes
1094- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de massas alimentícias
5/00
1095- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de especiarias, molhos, temperos e
3/00 condimentos
1096- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de alimentos e pratos prontos
1/00
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de vinagres
6/01
1099- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de pós alimentícios
6/02
1099- 2,00% 1,00% 507 Fabricação de fermentos e leveduras
6/03
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de gelo comum
6/04
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de adoçantes naturais e artificiais
6/06
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos alimentícios não
6/99 especificados anteriormente
1111- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de aguardente de cana-de-açúcar -

62
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
9/01 indústria
1111- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outras aguardentes e bebidas
9/02 destiladas
1113- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de malte, inclusive malte uísque
5/01
1113- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cervejas e chopes
5/02
1121- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de águas envasadas
6/00
1122- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de refrigerantes
4/01
1122- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de chá mate e outros chás prontos para
4/02 consumo
1122- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de refrescos, xaropes e pós para
4/03 refrescos, exceto refrescos de frutas
1122- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outras bebidas não-alcoólicas não
4/99 especificadas anteriormente
1210- 3,00% 3,00% 507 Processamento industrial do fumo - indústria
7/00
1220- 3,00% 2,00% 507 Fabricação de cigarros - indústria
4/01
1220- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de cigarrilhas e charutos - indústria
4/02
1220- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de filtros para cigarros - indústria
4/03
1313- 2,00% 3,00% 507 Fiação de fibras artificiais e sintéticas
8/00
1314- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de linhas para costurar e bordar
6/00
1321- 2,00% 3,00% 507 Tecelagem de fios de algodão - indústria
9/00
1322- 2,00% 3,00% 507 Tecelagem de fios de fibras têxteis naturais, exceto
7/00 algodão - indústria
1323- 2,00% 3,00% 507 Tecelagem de fios de fibras artificiais e sintéticas
5/00
1330- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tecidos de malha
8/00
1340- 2,00% 3,00% 507 Estamparia e texturização em fios, tecidos, artefatos
5/01 têxteis e peças do vestuário
1340- 2,00% 3,00% 507 Alvejamento, tingimento e torção em fios, tecidos,
5/02 artefatos têxteis e peças do vestuário
1340- 2,00% 3,00% 507 Outros serviços de acabamento em fios, tecidos,
5/99 artefatos têxteis e peças do vestuário
1351- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos têxteis para uso doméstico
1/00

63
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1352- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de tapeçaria
9/00
1353- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de cordoaria
7/00
1354- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tecidos especiais, inclusive artefatos
5/00
1359- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos têxteis não
6/00 especificados anteriormente
1411- 2,00% 3,00% 507 Confecção de roupas íntimas
8/01
1411- 2,00% 1,00% 507 Facção de roupas íntimas
8/02
1412- 2,00% 3,00% 507 Confecção de peças do vestuário, exceto roupas
6/01 íntimas e as confeccionadas sob medida
1412- 2,00% 2,00% 507 Confecção, sob medida, de peças do vestuário,
6/02 exceto roupas íntimas
1412- 2,00% 3,00% 507 Facção de peças do vestuário, exceto roupas íntimas
6/03
1413- 2,00% 2,00% 507 Confecção de roupas profissionais, exceto sob
4/01 medida
1413- 2,00% 2,00% 507 Confecção, sob medida, de roupas profissionais
4/02
1413- 2,00% 2,00% 507 Facção de roupas profissionais
4/03
1414- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de acessórios do vestuário, exceto para
2/00 segurança e proteção
1421- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de meias
5/00
1422- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos do vestuário, produzidos em
3/00 malharias e tricotagens, exceto meias
1510- 3,00% 3,00% 507 Curtimento e outras preparações de couro
6/00
1521- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de artigos para viagem, bolsas e
1/00 semelhantes de qualquer material
1529- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de couro não especificados
7/00 anteriormente
1531- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de calçados de couro
9/01
1531- 2,00% 3,00% 507 Acabamento de calçados de couro sob contrato
9/02
1532- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de tênis de qualquer material
7/00
1533- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de calçados de material sintético
5/00
1539- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de calçados de materiais não

64
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4/00 especificados anteriormente
1540- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de partes para calçados, de qualquer
8/00 material
1610- 2,00% 3,00% 507 Serrarias com desdobramento de madeira
2/01
1610- 2,00% 3,00% 507 Serrarias sem desdobramento de madeira
2/02
1621- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de madeira laminada e de chapas de
8/00 madeira compensada, prensada e aglomerada
1622- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de casas de madeira pré-fabricadas
6/01
1622- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de esquadrias de madeira e de peças de
6/02 madeira para instalações industriais e comerciais
1622- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros artigos de carpintaria para
6/99 construção
1623- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de tanoaria e de embalagens
4/00 de madeira
1629- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos diversos de madeira, exceto
3/01 móveis
1629- 2,00% 1,00% 507 Fabricação de artefatos diversos de cortiça, bambu,
3/02 palha, vime e outros materiais trançados, exceto
móveis
1710- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de celulose e outras pastas para a
9/00 fabricação de papel
1721- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de papel
4/00
1722- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cartolina e papel-cartão
2/00
1731- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de embalagens de papel
1/00
1732- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de embalagens de cartolina e papel-cartão
0/00
1733- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de chapas e de embalagens de papelão
8/00 ondulado
1741- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de formulários contínuos
9/01
1741- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de papel, cartolina, papel-
9/02 cartão e papelão ondulado para uso comercial e de
escritório, exceto formulário contínuo
1742- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de fraldas descartáveis
7/01
1742- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de absorventes higiênicos
7/02
1742- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de papel para uso doméstico
7/99 e higiênico-sanitário não especificados anteriormente

65
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1749- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de pastas celulósicas, papel,
4/00 cartolina, papel-cartão e papelão ondulado não
especificados anteriormente
1811- 2,00% 3,00% 507 Impressão de jornais
3/01
1811- 2,00% 3,00% 507 Impressão de livros, revistas e outras publicações
3/02 periódicas
1812- 2,00% 2,00% 507 Impressão de material de segurança
1/00
1813- 2,00% 3,00% 507 Impressão de material para uso publicitário
0/01
1813- 2,00% 2,00% 507 Impressão de material para outros usos
0/99
1821- 1,00% 3,00% 507 Serviços de pré-impressão
1/00
1822- 1,00% 2,00% 507 Serviços de acabamentos gráficos
9/00
1830- 1,00% 2,00% 507 Reprodução de som em qualquer suporte
0/01
1830- 1,00% 2,00% 507 Reprodução de vídeo em qualquer suporte
0/02
1830- 1,00% 1,00% 507 Reprodução de software em qualquer suporte
0/03
1910- 2,00% 3,00% 507 Coquerias
1/00
1921- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos do refino de petróleo
7/00
1922- 2,00% 3,00% 507 Formulação de combustíveis
5/01
1922- 2,00% 3,00% 507 Rerrefino de óleos lubrificantes
5/02
1922- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos derivados do petróleo,
5/99 exceto produtos do refino
1931- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de álcool - indústria
4/00
1932- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de biocombustíveis, exceto álcool
2/00
2011- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de cloro e álcalis
8/00
2012- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de intermediários para fertilizantes
6/00
2013- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de adubos e fertilizantes
4/00
2014- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de gases industriais
2/00

66
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2019- 2,00% 3,00% 507 Elaboração de combustíveis nucleares
3/01
2019- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de outros produtos químicos inorgânicos
3/99 não especificados anteriormente
2021- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos petroquímicos básicos
5/00
2022- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de intermediários para plastificantes,
3/00 resinas e fibras
2029- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de produtos químicos orgânicos não
1/00 especificados anteriormente
2031- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de resinas termoplásticas
2/00
2032- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de resinas termofixas
1/00
2033- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de elastômeros
9/00
2040- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de fibras artificiais e sintéticas
1/00
2051- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de defensivos agrícolas
7/00
2052- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de desinfestantes domissanitários
5/00
2061- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de sabões e detergentes sintéticos
4/00
2062- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de limpeza e polimento
2/00
2063- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cosméticos, produtos de perfumaria e
1/00 de higiene pessoal
2071- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tintas, vernizes, esmaltes e lacas
1/00
2072- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tintas de impressão
0/00
2073- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de impermeabilizantes, solventes e
8/00 produtos afins
2091- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de adesivos e selantes
6/00
2092- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de pólvoras, explosivos e detonantes
4/01
2092- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de artigos pirotécnicos
4/02
2092- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de fósforos de segurança
4/03
2093- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de aditivos de uso industrial
2/00
2094- 2,00% 1,00% 507 Fabricação de catalisadores

67
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1/00
2099- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de chapas, filmes, papéis e outros
1/01 materiais e produtos químicos para fotografia
2099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos químicos não
1/99 especificados anteriormente
2110- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos farmoquímicos
6/00
2121- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de medicamentos alopáticos para uso
1/01 humano
2121- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de medicamentos homeopáticos para uso
1/02 humano
2121- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de medicamentos fitoterápicos para uso
1/03 humano - indústria
2122- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de medicamentos para uso veterinário
0/00
2123- 2,00% 1,00% 507 Fabricação de preparações farmacêuticas
8/00
2211- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de pneumáticos e de câmaras-de-ar
1/00
2212- 2,00% 3,00% 507 Reforma de pneumáticos usados
9/00
2219- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de borracha não
6/00 especificados anteriormente
2221- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de laminados planos e tubulares de
8/00 material plástico
2222- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de embalagens de material plástico
6/00
2223- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tubos e acessórios de material plástico
4/00 para uso na construção
2229- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de material plástico para uso
3/01 pessoal e doméstico
2229- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de material plástico para usos
3/02 industriais
2229- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de material plástico para uso
3/03 na construção, exceto tubos e acessórios
2229- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de material plástico para
3/99 outros usos não especificados anteriormente
2311- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de vidro plano e de segurança
7/00
2312- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de embalagens de vidro
5/00
2319- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos de vidro
2/00
2320- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de cimento
6/00

68
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2330- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de estruturas pré-moldadas de concreto
3/01 armado, em série e sob encomenda
2330- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de cimento para uso na
3/02 construção
2330- 3,00% 2,00% 507 Fabricação de artefatos de fibrocimento para uso na
3/03 construção
2330- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de casas pré-moldadas de concreto
3/04
2330- 3,00% 3,00% 507 Preparação de massa de concreto e argamassa para
3/05 construção
2330- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de outros artefatos e produtos de
3/99 concreto, cimento, fibrocimento, gesso e materiais
semelhantes
2341- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos cerâmicos refratários
9/00
2342- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de azulejos e pisos
7/01
2342- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos de cerâmica e barro cozido
7/02 para uso na construção, exceto azulejos e pisos
2349- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de material sanitário de cerâmica
4/01
2349- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos cerâmicos não-refratários
4/99 não especificados anteriormente
2391- 2,00% 3,00% 507 Britamento de pedras, exceto associado à extração
5/01
2391- 2,00% 3,00% 507 Aparelhamento de pedras para construção, exceto
5/02 associado à extração
2391- 2,00% 3,00% 507 Aparelhamento de placas e execução de trabalhos
5/03 em mármore, granito, ardósia e outras pedras
2392- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cal e gesso
3/00
2399- 2,00% 3,00% 507 Decoração, lapidação, gravação, vitrificação e outros
1/01 trabalhos em cerâmica, louça, vidro e cristal
2399- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos de minerais não-
1/99 metálicos não especificados anteriormente
2411- 1,00% 3,00% 507 Produção de ferro-gusa
3/00
2412- 1,00% 3,00% 507 Produção de ferroligas
1/00
2421- 3,00% 1,00% 507 Produção de semi-acabados de aço
1/00
2422- 3,00% 3,00% 507 Produção de laminados planos de aço ao carbono,
9/01 revestidos ou não
2422- 3,00% 2,00% 507 Produção de laminados planos de aços especiais
9/02

69
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2423- 3,00% 3,00% 507 Produção de tubos de aço sem costura
7/01
2423- 3,00% 2,00% 507 Produção de laminados longos de aço, exceto tubos
7/02
2424- 3,00% 2,00% 507 Produção de arames de aço
5/01
2424- 3,00% 3,00% 507 Produção de relaminados, trefilados e perfilados de
5/02 aço, exceto arames
2431- 2,00% 3,00% 507 Produção de tubos de aço com costura
8/00
2439- 2,00% 3,00% 507 Produção de outros tubos de ferro e aço
3/00
2441- 2,00% 2,00% 507 Produção de alumínio e suas ligas em formas
5/01 primárias
2441- 2,00% 3,00% 507 Produção de laminados de alumínio
5/02
2442- 2,00% 2,00% 507 Metalurgia dos metais preciosos
3/00
2443- 2,00% 2,00% 507 Metalurgia do cobre
1/00
2449- 2,00% 3,00% 507 Produção de zinco em formas primárias
1/01
2449- 2,00% 3,00% 507 Produção de laminados de zinco
1/02
2449- 2,00% 3,00% 507 Produção de soldas e ânodos para galvanoplastia
1/03
2449- 2,00% 3,00% 507 Metalurgia de outros metais não-ferrosos e suas ligas
1/99 não especificados anteriormente
2451- 2,00% 3,00% 507 Fundição de ferro e aço
2/00
2452- 2,00% 3,00% 507 Fundição de metais não-ferrosos e suas ligas
1/00
2511- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de estruturas metálicas
0/00
2512- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de esquadrias de metal
8/00
2513- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de obras de caldeiraria pesada
6/00
2521- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tanques, reservatórios metálicos e
7/00 caldeiras para aquecimento central
2522- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de caldeiras geradoras de vapor, exceto
5/00 para aquecimento central e para veículos
2531- 2,00% 3,00% 507 Produção de forjados de aço
4/01
2531- 2,00% 3,00% 507 Produção de forjados de metais não-ferrosos e suas

70
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4/02 ligas
2532- 2,00% 3,00% 507 Produção de artefatos estampados de metal
2/01
2532- 2,00% 3,00% 507 Metalurgia do pó
2/02
2539- 2,00% 3,00% 507 Serviços de usinagem, solda, tratamento e
0/00 revestimento em metais
2541- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos de cutelaria
1/00
2542- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos de serralheria, exceto
0/00 esquadrias
2543- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de ferramentas
8/00
2550- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de equipamento bélico pesado, exceto
1/01 veículos militares de combate
2550- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de armas de fogo e munições
1/02
2591- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de embalagens metálicas
8/00
2592- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de trefilados de metal
6/01 padronizados
2592- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos de trefilados de metal, exceto
6/02 padronizados
2593- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos de metal para uso doméstico e
4/00 pessoal
2599- 2,00% 2,00% 507 Serviços de confecção de armações metálicas para a
3/01 construção
2599- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos de metal não
3/99 especificados anteriormente
2610- 1,00% 507 Fabricação de componentes eletrônicos
8/00 3,00%
2621- 1,00% 507 Fabricação de equipamentos de informática
3/00 2,00%
2622- 1,00% 507 Fabricação de periféricos para equipamentos de
1/00 2,00% informática
2631- 2,00% 507 Fabricação de equipamentos transmissores de
1/00 3,00% comunicação, peças e acessórios
2632- 2,00% 507 Fabricação de aparelhos telefônicos e de outros
9/00 3,00% equipamentos de comunicação, peças e acessórios
2640- 2,00% 507 Fabricação de aparelhos de recepção, reprodução,
0/00 3,00% gravação e amplificação de áudio e vídeo
2651- 1,00% 507 Fabricação de aparelhos e equipamentos de medida,
5/00 2,00% teste e controle
2652- 1,00% 507 Fabricação de cronômetros e relógios
3/00 2,00%

71
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2660- 1,00% 507 Fabricação de aparelhos eletromédicos e
4/00 2,00% eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação
2670- 1,00% 507 Fabricação de equipamentos e instrumentos ópticos,
1/01 2,00% peças e acessórios
2670- 1,00% 507 Fabricação de aparelhos fotográficos e
1/02 3,00% cinematográficos, peças e acessórios
2680- 1,00% 507 Fabricação de mídias virgens, magnéticas e ópticas
9/00 3,00%
2710- 2,00% 507 Fabricação de geradores de corrente contínua e
4/01 3,00% alternada, peças e acessórios
2710- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de transformadores, indutores,
4/02 conversores, sincronizadores e semelhantes, peças e
acessórios
2710- 2,00% 507 Fabricação de motores elétricos, peças e acessórios
4/03 3,00%
2721- 2,00% 507 Fabricação de pilhas, baterias e acumuladores
0/00 3,00% elétricos, exceto para veículos automotores
2722- 2,00% 507 Fabricação de baterias e acumuladores para veículos
8/01 3,00% automotores
2722- 2,00% 507 Recondicionamento de baterias e acumuladores para
8/02 3,00% veículos automotores
2731- 2,00% 507 Fabricação de aparelhos e equipamentos para
7/00 3,00% distribuição e controle de energia elétrica
2732- 2,00% 507 Fabricação de material elétrico para instalações em
5/00 3,00% circuito de consumo
2733- 2,00% 507 Fabricação de fios, cabos e condutores elétricos
3/00 3,00% isolados
2740- 2,00% 507 Fabricação de lâmpadas
6/01 3,00%
2740- 2,00% 507 Fabricação de luminárias e outros equipamentos de
6/02 3,00% iluminação
2751- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de fogões, refrigeradores e máquinas de
1/00 lavar e secar para uso doméstico, peças e acessórios
2759- 3,00% 507 Fabricação de aparelhos elétricos de uso pessoal,
7/01 3,00% peças e acessórios
2759- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de outros aparelhos eletrodomésticos não
7/99 especificados anteriormente, peças e acessórios
2790- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de eletrodos, contatos e outros artigos de
2/01 carvão e grafita para uso elétrico, eletroímãs e
isoladores
2790- 2,00% 507 Fabricação de equipamentos para sinalização e
2/02 3,00% alarme
2790- 2,00% 507 Fabricação de outros equipamentos e aparelhos
2/99 2,00% elétricos não especificados anteriormente
2811- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de motores e turbinas, peças e acessórios,

72
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
9/00 exceto para aviões e veículos rodoviários
2812- 2,00% 507 Fabricação de equipamentos hidráulicos e
7/00 3,00% pneumáticos, peças e acessórios, exceto válvulas
2813- 2,00% 507 Fabricação de válvulas, registros e dispositivos
5/00 3,00% semelhantes, peças e acessórios
2814- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de compressores para uso industrial,
3/01 peças e acessórios
2814- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de compressores para uso não-industrial,
3/02 peças e acessórios
2815- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de rolamentos para fins industriais
1/01
2815- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de equipamentos de transmissão para fins
1/02 industriais, exceto rolamentos
2821- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de fornos industriais, aparelhos e
6/01 equipamentos não-elétricos para instalações
térmicas, peças e acessórios
2821- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de estufas e fornos elétricos para fins
6/02 industriais, peças e acessórios
2822- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas, equipamentos e aparelhos
4/01 para transporte e elevação de pessoas, peças e
acessórios
2822- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas, equipamentos e aparelhos
4/02 para transporte e elevação de cargas, peças e
acessórios
2823- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e aparelhos de refrigeração e
2/00 ventilação para uso industrial e comercial, peças e
acessórios
2824- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de aparelhos e equipamentos de ar
1/01 condicionado para uso industrial
2824- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de aparelhos e equipamentos de ar
1/02 condicionado para uso não-industrial
2825- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para
9/00 saneamento básico e ambiental, peças e acessórios
2829- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de máquinas de escrever, calcular e
1/01 outros equipamentos não-eletrônicos para escritório,
peças e acessórios
2829- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outras máquinas e equipamentos de
1/99 uso geral não especificados anteriormente, peças e
acessórios
2831- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tratores agrícolas, peças e acessórios
3/00
2832- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de equipamentos para irrigação agrícola,
1/00 peças e acessórios
2833- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para a
0/00 agricultura e pecuária, peças e acessórios, exceto

73
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
para irrigação

2840- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas-ferramenta, peças e


2/00 acessórios
2851- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para a
8/00 prospecção e extração de petróleo, peças e
acessórios
2852- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outras máquinas e equipamentos para
6/00 uso na extração mineral, peças e acessórios, exceto
na extração de petróleo
2853- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de tratores, peças e acessórios, exceto
4/00 agrícolas
2854- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para
2/00 terraplenagem, pavimentação e construção, peças e
acessórios, exceto tratores
2861- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas para a indústria metalúrgica,
5/00 peças e acessórios, exceto máquinas-ferramenta
2862- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para as
3/00 indústrias de alimentos, bebidas e fumo, peças e
acessórios
2863- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para a
1/00 indústria têxtil, peças e acessórios
2864- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para as
0/00 indústrias do vestuário, do couro e de calçados, peças
e acessórios
2865- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para as
8/00 indústrias de celulose, papel e papelão e artefatos,
peças e acessórios
2866- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para a
6/00 indústria do plástico, peças e acessórios
2869- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de máquinas e equipamentos para uso
1/00 industrial específico não especificados
anteriormente, peças e acessórios
2910- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de automóveis, camionetas e utilitários
7/01
2910- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de chassis com motor para automóveis,
7/02 camionetas e utilitários
2910- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de motores para automóveis, camionetas
7/03 e utilitários
2920- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de caminhões e ônibus
4/01
2920- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de motores para caminhões e ônibus
4/02
2930- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para
1/01 caminhões

74
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2930- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de carrocerias para ônibus
1/02
2930- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de cabines, carrocerias e reboques para
1/03 outros veículos automotores, exceto caminhões e
ônibus
2941- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de peças e acessórios para o sistema
7/00 motor de veículos automotores
2942- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de peças e acessórios para os sistemas de
5/00 marcha e transmissão de veículos automotores
2943- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de peças e acessórios para o sistema de
3/00 freios de veículos automotores
2944- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de peças e acessórios para o sistema de
1/00 direção e suspensão de veículos automotores
2945- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de material elétrico e eletrônico para
0/00 veículos automotores, exceto baterias
2949- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de bancos e estofados para veículos
2/01 automotores
2949- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de outras peças e acessórios para veículos
2/99 automotores não especificadas anteriormente
2950- 2,00% 3,00% 507 Recondicionamento e recuperação de motores para
6/00 veículos automotores
3011- 2,00% 3,00% 507 Construção de embarcações de grande porte
3/01
3011- 2,00% 3,00% 507 Construção de embarcações para uso comercial e
3/02 para usos especiais, exceto de grande porte
3012- 2,00% 3,00% 507 Construção de embarcações para esporte e lazer
1/00
3031- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de locomotivas, vagões e outros materiais
8/00 rodantes
3032- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de peças e acessórios para veículos
6/00 ferroviários
3050- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de veículos militares de combate
4/00
3091- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de motocicletas, peças e acessórios
1/00
3092- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de bicicletas e triciclos não-motorizados,
0/00 peças e acessórios
3099- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de equipamentos de transporte não
7/00 especificados anteriormente
3101- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de móveis com predominância de madeira
2/00
3102- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de móveis com predominância de metal
1/00
3103- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de móveis de outros materiais, exceto
9/00 madeira e metal

75
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3104- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de colchões
7/00
3211- 1,00% 2,00% 507 Lapidação de gemas
6/01
3211- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de artefatos de joalheria e ourivesaria
6/02
3211- 1,00% 2,00% 507 Cunhagem de moedas e medalhas
6/03
3212- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de bijuterias e artefatos semelhantes
4/00
3220- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de instrumentos musicais, peças e
5/00 acessórios
3230- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artefatos para pesca e esporte
2/00
3240- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de jogos eletrônicos
0/01
3240- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de mesas de bilhar, de sinuca e acessórios
0/02 não associada à locação
3240- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de mesas de bilhar, de sinuca e acessórios
0/03 associada à locação
3240- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de outros brinquedos e jogos recreativos
0/99 não especificados anteriormente
3250- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de instrumentos não-eletrônicos e
7/01 utensílios para uso médico, cirúrgico, odontológico e
de laboratório
3250- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de mobiliário para uso médico, cirúrgico,
7/02 odontológico e de laboratório
3250- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de aparelhos e utensílios para correção de
7/03 defeitos físicos e aparelhos ortopédicos em geral sob
encomenda
3250- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de aparelhos e utensílios para correção de
7/04 defeitos físicos e aparelhos ortopédicos em geral,
exceto sob encomenda
3250- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de materiais para medicina e odontologia
7/05
3250- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de artigos ópticos
7/07
3250- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de artefatos de tecido não tecido para uso
7/08 odonto-médico-hospitalar
3291- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de escovas, pincéis e vassouras
4/00
3292- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de roupas de proteção e segurança e
2/01 resistentes a fogo
3292- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de equipamentos e acessórios para
2/02 segurança pessoal e profissional

76
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3299- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de guarda-chuvas e similares
0/01
3299- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de canetas, lápis e outros artigos para
0/02 escritório
3299- 1,00% 2,00% 507 Fabricação de letras, letreiros e placas de qualquer
0/03 material, exceto luminosos
3299- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de painéis e letreiros luminosos
0/04
3299- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de aviamentos para costura
0/05
3299- 1,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos diversos não especificados
0/99 anteriormente
3311- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de tanques, reservatórios
2/00 metálicos e caldeiras, exceto para veículos
3312- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de equipamentos
1/01 transmissores de comunicação
3312- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de aparelhos e
1/02 instrumentos de medida, teste e controle
3312- 1,00% 1,00% 507 Manutenção e reparação de aparelhos eletromédicos
1/03 e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação
3312- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de equipamentos e
1/04 instrumentos ópticos
3313- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de geradores,
9/01 transformadores e motores elétricos
3313- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de baterias e acumuladores
9/02 elétricos, exceto para veículos
3313- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas, aparelhos e
9/99 materiais elétricos não especificados anteriormente
3314- 1,00% 1,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas motrizes não-
7/01 elétricas
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de equipamentos
7/02 hidráulicos e pneumáticos, exceto válvulas
3314- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de válvulas industriais
7/03
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de compressores
7/04
3314- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de equipamentos de
7/05 transmissão para fins industriais
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas, aparelhos e
7/06 equipamentos para instalações térmicas
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e aparelhos de
7/07 refrigeração e ventilação para uso industrial e
comercial
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas,
7/08 equipamentos e aparelhos para transporte e

77
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
elevação de cargas

3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas de escrever,


7/09 calcular e de outros equipamentos não-eletrônicos
para escritório
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/10 equipamentos para uso geral não especificados
anteriormente
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/11 equipamentos para agricultura e pecuária
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de tratores agrícolas
7/12
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas-ferramenta
7/13
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/14 equipamentos para a prospecção e extração de
petróleo
3314- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/15 equipamentos para uso na extração mineral, exceto
na extração de petróleo
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de tratores, exceto
7/16 agrícolas
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/17 equipamentos de terraplenagem, pavimentação e
construção, exceto tratores
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas para a
7/18 indústria metalúrgica, exceto máquinas-ferramenta
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/19 equipamentos para as indústrias de alimentos,
bebidas e fumo
3314- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e
7/20 equipamentos para a indústria têxtil, do vestuário, do
couro e calçados
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e aparelhos
7/21 para a indústria de celulose, papel e papelão e
artefatos
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de máquinas e aparelhos
7/22 para a indústria do plástico
3314- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de outras máquinas e
7/99 equipamentos para usos industriais não especificados
anteriormente
3315- 1,00% 3,00% 507 Manutenção e reparação de veículos ferroviários
5/00
3319- 1,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de equipamentos e
8/00 produtos não especificados anteriormente

78
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3321- 2,00% 3,00% 507 Instalação de máquinas e equipamentos industriais
0/00
3329- 2,00% 3,00% 507 Serviços de montagem de móveis de qualquer
5/01 material
3329- 2,00% 3,00% 507 Instalação de outros equipamentos não especificados
5/99 anteriormente
3511- 2,00% 3,00% 507 Geração de energia elétrica
5/00
3512- 2,00% 3,00% 507 Transmissão de energia elétrica
3/00
3513- 2,00% 1,00% 507 Comércio atacadista de energia elétrica
1/00
3514- 2,00% 3,00% 507 Distribuição de energia elétrica
0/00
3520- 1,00% 2,00% 507 Produção de gás; processamento de gás natural
4/01
3530- 1,00% 2,00% 507 Produção e distribuição de vapor, água quente e ar
1/00 condicionado
3600- 2,00% 3,00% 507 Captação, tratamento e distribuição de água
6/01
3701- 3,00% 3,00% 507 Gestão de redes de esgoto
1/00
3821- 3,00% 3,00% 507 Tratamento e disposição de resíduos não-perigosos
1/00
3822- 3,00% 3,00% 507 Tratamento e disposição de resíduos perigosos
0/00
3831- 3,00% 3,00% 507 Recuperação de sucatas de alumínio
9/01
3831- 3,00% 3,00% 507 Recuperação de materiais metálicos, exceto alumínio
9/99
3832- 3,00% 3,00% 507 Recuperação de materiais plásticos
7/00
3839- 3,00% 3,00% 507 Usinas de compostagem
4/01
3839- 3,00% 3,00% 507 Recuperação de materiais não especificados
4/99 anteriormente
3900- 3,00% 2,00% 507 Descontaminação e outros serviços de gestão de
5/00 resíduos
4120- 3,00% 3,00% 507 Construção de edifícios
4/00
4211- 2,00% 3,00% 507 Construção de rodovias e ferrovias
1/01
4211- 2,00% 3,00% 507 Pintura para sinalização em pistas rodoviárias e
1/02 aeroportos
4212- 2,00% 3,00% 507 Construção de obras-de-arte especiais

79
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0/00
4213- 2,00% 3,00% 507 Obras de urbanização - ruas, praças e calçadas
8/00
4221- 3,00% 3,00% 507 Construção de barragens e represas para geração de
9/01 energia elétrica
4221- 3,00% 3,00% 507 Construção de estações e redes de distribuição de
9/02 energia elétrica
4221- 3,00% 3,00% 507 Manutenção de redes de distribuição de energia
9/03 elétrica
4221- 3,00% 3,00% 507 Construção de estações e redes de telecomunicações
9/04
4221- 3,00% 3,00% 507 Manutenção de estações e redes de
9/05 telecomunicações
4222- 3,00% 3,00% 507 Construção de redes de abastecimento de água,
7/01 coleta de esgoto e construções correlatas, exceto
obras de irrigação
4222- 3,00% 3,00% 507 Obras de irrigação
7/02
4223- 3,00% 3,00% 507 Construção de redes de transportes por dutos, exceto
5/00 para água e esgoto
4291- 3,00% 3,00% 507 Obras portuárias, marítimas e fluviais
0/00
4292- 3,00% 3,00% 507 Montagem de estruturas metálicas
8/01
4292- 3,00% 3,00% 507 Obras de montagem industrial
8/02
4299- 3,00% 3,00% 507 Construção de instalações esportivas e recreativas
5/01
4299- 3,00% 3,00% 507 Outras obras de engenharia civil não especificadas
5/99 anteriormente
4311- 2,00% 3,00% 507 Demolição de edifícios e outras estruturas
8/01
4311- 2,00% 3,00% 507 Preparação de canteiro e limpeza de terreno
8/02
4312- 2,00% 3,00% 507 Perfurações e sondagens
6/00
4313- 2,00% 3,00% 507 Obras de terraplenagem
4/00
4319- 2,00% 2,00% 507 Serviços de preparação do terreno não especificados
3/00 anteriormente
4321- 2,00% 3,00% 507 Instalação e manutenção elétrica
5/00
4322- 2,00% 3,00% 507 Instalações hidráulicas, sanitárias e de gás
3/01
4322- 2,00% 3,00% 507 Instalação e manutenção de sistemas centrais de ar

80
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3/02 condicionado, de ventilação e refrigeração
4322- 2,00% 3,00% 507 Instalações de sistema de prevenção contra incêndio
3/03
4329- 2,00% 2,00% 507 Instalação de painéis publicitários
1/01
4329- 2,00% 2,00% 507 Instalação de equipamentos para orientação à
1/02 navegação marítima, fluvial e lacustre
4329- 2,00% 2,00% 507 Instalação, manutenção e reparação de elevadores,
1/03 escadas e esteiras rolantes, exceto de fabricação
própria
4329- 2,00% 3,00% 507 Montagem e instalação de sistemas e equipamentos
1/04 de iluminação e sinalização em vias públicas, portos e
aeroportos
4329- 2,00% 3,00% 507 Tratamentos térmicos, acústicos ou de vibração
1/05
4329- 2,00% 3,00% 507 Outras obras de instalações em construções não
1/99 especificadas anteriormente
4330- 2,00% 3,00% 507 Impermeabilização em obras de engenharia civil
4/01
4330- 2,00% 3,00% 507 Instalação de portas, janelas, tetos, divisórias e
4/02 armários embutidos de qualquer material
4330- 2,00% 3,00% 507 Obras de acabamento em gesso e estuque
4/03
4330- 2,00% 3,00% 507 Serviços de pintura de edifícios em geral
4/04
4330- 2,00% 3,00% 507 Aplicação de revestimentos e de resinas em
4/05 interiores e exteriores
4330- 2,00% 3,00% 507 Outras obras de acabamento da construção
4/99
4391- 3,00% 3,00% 507 Obras de fundações
6/00
4399- 3,00% 3,00% 507 Administração de obras
1/01
4399- 3,00% 3,00% 507 Montagem e desmontagem de andaimes e outras
1/02 estruturas temporárias
4399- 3,00% 3,00% 507 Obras de alvenaria
1/03
4399- 3,00% 3,00% 507 Serviços de operação e fornecimento de
1/04 equipamentos para transporte e elevação de cargas e
pessoas para uso em obras
4399- 3,00% 3,00% 507 Perfuração e construção de poços de água
1/05
4399- 3,00% 3,00% 507 Serviços especializados para construção não
1/99 especificados anteriormente
4520- 2,00% 3,00% 507 Serviços de manutenção e reparação mecânica de

81
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0/01 veículos automotores
4520- 2,00% 3,00% 507 Serviços de lanternagem ou funilaria e pintura de
0/02 veículos automotores
4520- 2,00% 3,00% 507 Serviços de manutenção e reparação elétrica de
0/03 veículos automotores
4520- 2,00% 2,00% 507 Serviços de alinhamento e balanceamento de
0/04 veículos automotores
4520- 2,00% 3,00% 507 Serviços de borracharia para veículos automotores
0/06
4520- 2,00% 3,00% 507 Serviços de instalação, manutenção e reparação de
0/07 acessórios para veículos automotores
4543- 2,00% 2,00% 507 Manutenção e reparação de motocicletas e
9/00 motonetas
4721- 1,00% 3,00% 507 Padaria e confeitaria com predominância de
1/01 produção própria
4911- 1,00% 3,00% 507 Transporte ferroviário de carga
6/00
4912- 1,00% 3,00% 507 Transporte ferroviário de passageiros intermunicipal
4/01 e interestadual
4912- 1,00% 3,00% 507 Transporte ferroviário de passageiros municipal e em
4/02 região metropolitana
4912- 1,00% 3,00% 507 Transporte metroviário
4/03
4940- 1,00% 1,00% 507 Transporte dutoviário
0/00
4950- 1,00% 3,00% 507 Trens turísticos, teleféricos e similares
7/00
5221- 1,00% 3,00% 507 Concessionárias de rodovias, pontes, túneis e
4/00 serviços relacionados
5310- 3,00% 3,00% 507 Atividades do Correio Nacional
5/01
5310- 3,00% 2,00% 507 Atividades de franqueadas e permissionárias do
5/02 Correio Nacional
5620- 1,00% 3,00% 507 Fornecimento de alimentos preparados
1/01 preponderantemente para empresas
5911- 1,00% 1,00% 507 Estúdios cinematográficos - Ind. Cinematográficas,
1/01 inclusive laboratórios (art. 577 do Decreto-Lei nº
5.452, de 1943, gr.16 CNI)
6110- 2,00% 2,00% 507 Serviços de telefonia fixa comutada - STFC
8/01
6110- 2,00% 2,00% 507 Serviços de redes de transporte de telecomunicações
8/02 - SRTT
6110- 2,00% 2,00% 507 Serviços de comunicação multimídia - SCM
8/03
6110- 2,00% 3,00% 507 Serviços de telecomunicações por fio não

82
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
8/99 especificados anteriormente
6120- 2,00% 2,00% 507 Telefonia móvel celular
5/01
6120- 2,00% 3,00% 507 Serviço móvel especializado - SME
5/02
6120- 2,00% 1,00% 507 Serviços de telecomunicações sem fio não
5/99 especificados anteriormente
6130- 2,00% 1,00% 507 Telecomunicações por satélite
2/00
6190- 2,00% 3,00% 507 Provedores de acesso às redes de comunicações
6/01
6190- 2,00% 2,00% 507 Provedores de voz sobre protocolo internet - VOIP
6/02
6190- 2,00% 2,00% 507 Outras atividades de telecomunicações não
6/99 especificadas anteriormente
6202- 1,00% 2,00% 507 Desenvolvimento e licenciamento de programas de
3/00 computador customizáveis
6203- 1,00% 1,00% 507 Desenvolvimento e licenciamento de programas de
1/00 computador não-customizáveis
7112- 1,00% 3,00% 507 Serviços de engenharia, inclusive engenharia
0/00 consultiva prestada na área da Indústria da
Construção (art. 577 do Decreto-Lei nº 5.452, de
1943, gr. 3 CNI)
9102- 1,00% 1,00% 507 Restauração e conservação de lugares e prédios
3/02 históricos
3250- 2,00% 2,00% 515 Serviços de prótese dentária - Pessoa Jurídica
7/06
3520- 1,00% 2,00% 515 Distribuição de combustíveis gasosos por redes
4/02 urbanas
3702- 3,00% 3,00% 515 Atividades relacionadas a esgoto, exceto a gestão de
9/00 redes
3811- 3,00% 3,00% 515 Coleta de resíduos não-perigosos
4/00
3812- 3,00% 2,00% 515 Coleta de resíduos perigosos
2/00
4110- 2,00% 3,00% 515 Incorporação de empreendimentos imobiliários
7/00
4511- 2,00% 2,00% 515 Comércio a varejo de automóveis, camionetas e
1/01 utilitários novos
4511- 2,00% 3,00% 515 Comércio a varejo de automóveis, camionetas e
1/02 utilitários usados
4511- 2,00% 2,00% 515 Comércio por atacado de automóveis, camionetas e
1/03 utilitários novos e usados
4511- 2,00% 2,00% 515 Comércio por atacado de caminhões novos e usados
1/04

83
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4511- 2,00% 3,00% 515 Comércio por atacado de reboques e semi-reboques
1/05 novos e usados
4511- 2,00% 1,00% 515 Comércio por atacado de ônibus e microônibus novos
1/06 e usados
4512- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
9/01 veículos automotores
4512- 2,00% 3,00% 515 Comércio sob consignação de veículos automotores
9/02
4520- 2,00% 3,00% 515 Serviços de lavagem, lubrificação e polimento de
0/05 veículos automotores
4530- 2,00% 2,00% 515 Comércio por atacado de peças e acessórios novos
7/01 para veículos automotores
4530- 2,00% 2,00% 515 Comércio por atacado de pneumáticos e câmaras-de-
7/02 ar
4530- 2,00% 2,00% 515 Comércio a varejo de peças e acessórios novos para
7/03 veículos automotores
4530- 2,00% 2,00% 515 Comércio a varejo de peças e acessórios usados para
7/04 veículos automotores
4530- 2,00% 2,00% 515 Comércio a varejo de pneumáticos e câmaras-de-ar
7/05
4530- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
7/06 peças e acessórios novos e usados para veículos
automotores
4541- 2,00% 515 Comércio por atacado de motocicletas e motonetas
2,00%
2/01
4541- 2,00% 515 Comércio por atacado de peças e acessórios para
3,00%
2/02 motocicletas e motonetas
4541- 2,00% 515 Comércio a varejo de motocicletas e motonetas
3,00%
2/03 novas
4541- 2,00% 515 Comércio a varejo de motocicletas e motonetas
3,00%
2/04 usadas
4541- 2,00% 515 Comércio a varejo de peças e acessórios para
3,00%
2/05 motocicletas e motonetas
4542- 2,00% 1,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
1/01 motocicletas e motonetas, peças e acessórios
4542- 2,00% 2,00% 515 Comércio sob consignação de motocicletas e
1/02 motonetas
4611- 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
3,00%
7/00 matérias-primas agrícolas e animais vivos
4612- 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
5/00 2,00% combustíveis, minerais, produtos siderúrgicos e
químicos
4613- 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
3,00%
3/00 madeira, material de construção e ferragens
4614- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de

84
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1/00 máquinas, equipamentos, embarcações
4615- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
0/00 eletrodomésticos, móveis e artigos de uso doméstico
4616- 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
1,00%
8/00 têxteis, vestuário, calçados e artigos de viagem
4617- 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
3,00%
6/00 produtos alimentícios, bebidas e fumo
4618- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
4/01 medicamentos, cosméticos e produtos de perfumaria
4618- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
4/02 instrumentos e materiais odonto-médico-
hospitalares
4618- 2,00% 3,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
4/03 jornais, revistas e outras publicações
4618- 2,00% 2,00% 515 Outros representantes comerciais e agentes do
4/99 comércio especializado em produtos não
especificados anteriormente
4619- 2,00% 2,00% 515 Representantes comerciais e agentes do comércio de
2/00 mercadorias em geral não especializado
4621- 2,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de café em grão
4/00
4622- 2,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de soja
2/00
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de animais vivos
3,00%
1/01
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de couros, lãs, peles e outros
3,00%
1/02 subprodutos não-comestíveis de origem animal
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de algodão
2,00%
1/03
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de fumo em folha não
3,00%
1/04 beneficiado
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de cacau
2,00%
1/05
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de sementes, flores, plantas e
3,00%
1/06 gramas
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de sisal
2,00%
1/07
4623- 2,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de matérias-primas agrícolas
1/08 com atividade de fracionamento e acondicionamento
associada
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de alimentos para animais
3,00%
1/09
4623- 2,00% 515 Comércio atacadista de matérias-primas agrícolas
3,00%
1/99 não especificadas anteriormente
4631- 2,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de leite e laticínios

85
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1/00
4632- 2,00% 515 Comércio atacadista de cereais e leguminosas
3,00%
0/01 beneficiados
4632- 2,00% 515 Comércio atacadista de farinhas, amidos e féculas
3,00%
0/02
4632- 2,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de cereais e leguminosas
0/03 beneficiados, farinhas, amidos e féculas, com
atividade de fracionamento e acondicionamento
associada
4633- 2,00% 515 Comércio atacadista de frutas, verduras, raízes,
3,00%
8/01 tubérculos, hortaliças e legumes frescos
4633- 2,00% 515 Comércio atacadista de aves vivas e ovos
2,00%
8/02
4633- 2,00% 515 Comércio atacadista de coelhos e outros pequenos
2,00%
8/03 animais vivos para alimentação
4634- 1,00% 515 Comércio atacadista de carnes bovinas e suínas e
3,00%
6/01 derivados
4634- 1,00% 515 Comércio atacadista de aves abatidas e derivados
3,00%
6/02
4634- 1,00% 515 Comércio atacadista de pescados e frutos do mar
3,00%
6/03
4634- 1,00% 515 Comércio atacadista de carnes e derivados de outros
2,00%
6/99 animais
4635- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de água mineral
4/01
4635- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de cerveja, chope e refrigerante
4/02
4635- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de bebidas com atividade de
4/03 fracionamento e acondicionamento associada
4635- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de bebidas não especificadas
4/99 anteriormente
4636- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de fumo beneficiado
2/01
4636- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de cigarros, cigarrilhas e
2/02 charutos
4637- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de café torrado, moído e solúvel
1/01
4637- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de açúcar
1/02
4637- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de óleos e gorduras
1/03
4637- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de pães, bolos, biscoitos e
1/04 similares
4637- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de massas alimentícias
1/05

86
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4637- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de sorvetes
1/06
4637- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de chocolates, confeitos, balas,
1/07 bombons e semelhantes
4637- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista especializado em outros
1/99 produtos alimentícios não especificados
anteriormente
4639- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de produtos alimentícios em
7/01 geral
4639- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de produtos alimentícios em
7/02 geral, com atividade de fracionamento e
acondicionamento associada
4641- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de tecidos
9/01
4641- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de artigos de cama, mesa e
9/02 banho
4641- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de artigos de armarinho
9/03
4642- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de artigos do vestuário e
7/01 acessórios, exceto profissionais e de segurança
4642- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de roupas e acessórios para uso
7/02 profissional e de segurança do trabalho
4643- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de calçados
5/01
4643- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de bolsas, malas e artigos de
5/02 viagem
4644- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de medicamentos e drogas de
3/01 uso humano
4644- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de medicamentos e drogas de
3/02 uso veterinário
4645- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de instrumentos e materiais
1/01 para uso médico, cirúrgico, hospitalar e de
laboratórios
4645- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de próteses e artigos de
1/02 ortopedia
4645- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de produtos odontológicos
1/03
4646- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de cosméticos e produtos de
0/01 perfumaria
4646- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de produtos de higiene pessoal
0/02
4647- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de artigos de escritório e de
8/01 papelaria
4647- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de livros, jornais e outras
8/02 publicações

87
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4649- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de equipamentos elétricos de
4/01 uso pessoal e doméstico
4649- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de aparelhos eletrônicos de uso
4/02 pessoal e doméstico
4649- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de bicicletas, triciclos e outros
4/03 veículos recreativos
4649- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de móveis e artigos de
4/04 colchoaria
4649- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de artigos de tapeçaria;
4/05 persianas e cortinas
4649- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de lustres, luminárias e abajures
4/06
4649- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de filmes, CDs, DVDs, fitas e
4/07 discos
4649- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de produtos de higiene, limpeza
4/08 e conservação domiciliar
4649- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de produtos de higiene, limpeza
4/09 e conservação domiciliar, com atividade de
fracionamento e acondicionamento associada
4649- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de jóias, relógios e bijuterias,
4/10 inclusive pedras preciosas e semipreciosas lapidadas
4649- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de outros equipamentos e
4/99 artigos de uso pessoal e doméstico não especificados
anteriormente
4651- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de equipamentos de informática
6/01
4651- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de suprimentos para informática
6/02
4652- 1,00% 1,00% 515 Comércio atacadista de componentes eletrônicos e
4/00 equipamentos de telefonia e comunicação
4661- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e
3/00 equipamentos para uso agropecuário; partes e peças
4662- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de máquinas, equipamentos
1/00 para terraplenagem, mineração e construção; partes
e peças
4663- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de máquinas e equipamentos
0/00 para uso industrial; partes e peças
4664- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de máquinas, aparelhos e
8/00 equipamentos para uso odonto-médico-hospitalar;
partes e peças
4665- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de máquinas e equipamentos
6/00 para uso comercial; partes e peças
4669- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de bombas e compressores;
9/01 partes e peças

88
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4669- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de outras máquinas e
9/99 equipamentos não especificados anteriormente;
partes e peças
4671- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de madeira e produtos
1/00 derivados
4672- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de ferragens e ferramentas
9/00
4673- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de material elétrico
7/00
4674- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de cimento
5/00
4679- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de tintas, vernizes e similares
6/01
4679- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de mármores e granitos
6/02
4679- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de vidros, espelhos e vitrais
6/03
4679- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista especializado de materiais de
6/04 construção não especificados anteriormente
4679- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de materiais de construção em
6/99 geral
4681- 1,00% 3,00% 515 Comércio atac de álcool carburante, biodiesel,
8/01 gasolina e demais derivados de petróleo, exceto
lubrificantes, não realizado por transportador
retalhista (TRR) exceto pessoal de transporte
4681- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de combustíveis realizado por
8/02 transportador retalhista (TRR) exceto pessoal de
transporte
4681- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de combustíveis de origem
8/03 vegetal, exceto álcool carburante exceto pessoal de
transporte
4681- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de combustíveis de origem
8/04 mineral em bruto exceto pessoal de transporte
4681- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de lubrificantes exceto pessoal
8/05 de transporte
4682- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de gás liquefeito de petróleo
6/00 (GLP) exceto pessoal de transporte
4683- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de defensivos agrícolas, adubos,
4/00 fertilizantes e corretivos do solo
4684- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de resinas e elastômeros
2/01
4684- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de solventes
2/02
4684- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de outros produtos químicos e
2/99 petroquímicos não especificados anteriormente

89
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4685- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de produtos siderúrgicos e
1/00 metalúrgicos, exceto para construção
4686- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de papel e papelão em bruto
9/01
4686- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de embalagens
9/02
4687- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de resíduos de papel e papelão
7/01
4687- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de resíduos e sucatas não-
7/02 metálicos, exceto de papel e papelão
4687- 1,00% 3,00% 515 Comércio atacadista de resíduos e sucatas metálicos
7/03
4689- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de produtos da extração
3/01 mineral, exceto combustíveis
4689- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de fios e fibras têxteis
3/02 beneficiados
4689- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista especializado em outros
3/99 produtos intermediários não especificados
anteriormente
4691- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de mercadorias em geral, com
5/00 predominância de produtos alimentícios
4692- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de mercadorias em geral, com
3/00 predominância de insumos agropecuários
4693- 1,00% 2,00% 515 Comércio atacadista de mercadorias em geral, sem
1/00 predominância de alimentos ou de insumos
agropecuários
4711- 2,00% 3,00% 515 Comércio varejista de mercadorias em geral, com
3/01 predominância de produtos alimentícios -
hipermercados
4711- 2,00% 3,00% 515 Comércio varejista de mercadorias em geral, com
3/02 predominância de produtos alimentícios -
supermercados
4712- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de mercadorias em geral, com
1/00 predominância de produtos alimentícios -
minimercados, mercearias e armazéns
4713- 1,00% 3,00% 515 Lojas de departamentos ou magazines
0/01
4713- 1,00% 2,00% 515 Lojas de variedades, exceto lojas de departamentos
0/02 ou magazines
4713- 1,00% 2,00% 515 Lojas duty free de aeroportos internacionais
0/03
4721- 1,00% 2,00% 515 Padaria e confeitaria com predominância de revenda
1/02
4721- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de laticínios e frios
1/03

90
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4721- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de doces, balas, bombons e
1/04 semelhantes
4722- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de carnes - açougues
9/01
4722- 1,00% 2,00% 515 Peixaria
9/02
4723- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de bebidas
7/00
4724- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de hortifrutigranjeiros
5/00
4729- 1,00% 1,00% 515 Tabacaria
6/01
4729- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de produtos alimentícios em geral
6/99 ou especializado em produtos alimentícios não
especificados anteriormente
4731- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de combustíveis para veículos
8/00 automotores
4732- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de lubrificantes
6/00
4741- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de tintas e materiais para pintura
5/00
4742- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de material elétrico
3/00
4743- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de vidros
1/00
4744- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de ferragens e ferramentas
0/01
4744- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de madeira e artefatos
0/02
4744- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de materiais hidráulicos
0/03
4744- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de cal, areia, pedra britada, tijolos
0/04 e telhas
4744- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de materiais de construção não
0/05 especificados anteriormente
4744- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de materiais de construção em
0/99 geral
4751- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista especializado de equipamentos e
2/00 suprimentos de informática
4752- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista especializado de equipamentos de
1/00 telefonia e comunicação
4753- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista especializado de eletrodomésticos
9/00 e equipamentos de áudio e vídeo
4754- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de móveis
7/01

91
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4754- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de colchoaria
7/02
4754- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de iluminação
7/03
4755- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de tecidos
5/01
4755- 1,00% 2,00% 515 Comercio varejista de artigos de armarinho
5/02
4755- 1,00% 3,00% 515 Comercio varejista de artigos de cama, mesa e banho
5/03
4756- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista especializado de instrumentos
3/00 musicais e acessórios
4757- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista especializado de peças e
1/00 acessórios para aparelhos eletroeletrônicos para uso
doméstico, exceto informática e comunicação
4759- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de tapeçaria, cortinas e
8/01 persianas
4759- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de outros artigos de uso
8/99 doméstico não especificados anteriormente
4761- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de livros
0/01
4761- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de jornais e revistas
0/02
4761- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de papelaria
0/03
4762- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de discos, CDs, DVDs e fitas
8/00
4763- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de brinquedos e artigos
6/01 recreativos
4763- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos esportivos
6/02
4763- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de bicicletas e triciclos; peças e
6/03 acessórios
4763- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos de caça, pesca e
6/04 camping
4763- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de embarcações e outros veículos
6/05 recreativos; peças e acessórios
4771- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de produtos farmacêuticos, sem
7/01 manipulação de fórmulas
4771- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de produtos farmacêuticos, com
7/02 manipulação de fórmulas
4771- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de produtos farmacêuticos
7/03 homeopáticos
4771- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de medicamentos veterinários
7/04

92
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4772- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de cosméticos, produtos de
5/00 perfumaria e de higiene pessoal
4773- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos médicos e ortopédicos
3/00
4774- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de óptica
1/00
4781- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos do vestuário e
4/00 acessórios
4782- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de calçados
2/01
4782- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos de viagem
2/02
4783- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos de joalheria
1/01
4783- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de artigos de relojoaria
1/02
4784- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de gás liquefeito de petróleo (GLP)
9/00
4785- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de antigüidades
7/01
4785- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de outros artigos usados
7/99
4789- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de suvenires, bijuterias e
0/01 artesanatos
4789- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de plantas e flores naturais
0/02
4789- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de objetos de arte
0/03
4789- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de animais vivos e de artigos e
0/04 alimentos para animais de estimação
4789- 1,00% 3,00% 515 Comércio varejista de produtos saneantes
0/05 domissanitários
4789- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de fogos de artifício e artigos
0/06 pirotécnicos
4789- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de equipamentos para escritório
0/07
4789- 1,00% 1,00% 515 Comércio varejista de artigos fotográficos e para
0/08 filmagem
4789- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de armas e munições
0/09
4789- 1,00% 2,00% 515 Comércio varejista de outros produtos não
0/99 especificados anteriormente
5211- 2,00% 3,00% 515 Armazéns gerais - emissão de warrant
7/01
5211- 2,00% 2,00% 515 Guarda-móveis

93
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
7/02
5211- 2,00% 3,00% 515 Depósitos de mercadorias para terceiros, exceto
7/99 armazéns gerais e guarda-móveis
5222- 1,00% 3,00% 515 Terminais rodoviários e ferroviários
2/00
5223- 1,00% 3,00% 515 Estacionamento de veículos
1/00
5229- 1,00% 1,00% 515 Serviços de apoio ao transporte por táxi, inclusive
0/01 centrais de chamada
5229- 1,00% 3,00% 515 Outras atividades auxiliares dos transportes
0/99 terrestres não especificadas anteriormente
5250- 1,00% 1,00% 515 Comissaria de despachos
8/01
5250- 1,00% 3,00% 515 Atividades de despachantes aduaneiros
8/02
5250- 1,00% 3,00% 515 Agenciamento de cargas, exceto para o transporte
8/03 marítimo
5250- 1,00% 3,00% 515 Organização logística do transporte de carga
8/04
5250- 1,00% 3,00% 515 Operador de transporte multimodal - OTM
8/05
5510- 1,00% 2,00% 515 Hotéis
8/01
5510- 1,00% 2,00% 515 Apart-hotéis
8/02
5510- 1,00% 2,00% 515 Motéis
8/03
5590- 1,00% 3,00% 515 Albergues, exceto assistenciais
6/01
5590- 1,00% 1,00% 515 Campings
6/02
5590- 1,00% 2,00% 515 Pensões (alojamento)
6/03
5590- 1,00% 2,00% 515 Outros alojamentos não especificados anteriormente
6/99
5611- 1,00% 2,00% 515 Restaurantes e similares
2/01
5611- 1,00% 3,00% 515 Bares e outros estabelecimentos especializados em
2/02 servir bebidas
5611- 1,00% 3,00% 515 Lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares
2/03
5612- 1,00% 3,00% 515 Serviços ambulantes de alimentação
1/00
5620- 1,00% 2,00% 515 Serviços de alimentação para eventos e recepções -
1/02 bufê

94
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
5620- 1,00% 3,00% 515 Cantinas - serviços de alimentação privativos
1/03
5620- 1,00% 3,00% 515 Fornecimento de alimentos preparados
1/04 preponderantemente para consumo domiciliar
6022- 3,00% 3,00% 515 Atividades relacionadas à televisão por assinatura,
5/02 exceto programadoras
6141- 2,00% 3,00% 515 Operadoras de televisão por assinatura por cabo
8/00
6142- 2,00% 2,00% 515 Operadoras de televisão por assinatura por
6/00 microondas
6143- 2,00% 3,00% 515 Operadoras de televisão por assinatura por satélite
4/00
6201- 1,00% 1,00% 515 Desenvolvimento de programas de computador sob
5/00 encomenda
6204- 1,00% 2,00% 515 Consultoria em tecnologia da informação
0/00
6209- 1,00% 2,00% 515 Suporte técnico, manutenção e outros serviços em
1/00 tecnologia da informação
6311- 1,00% 2,00% 515 Tratamento de dados, provedores de serviços de
9/00 aplicação e serviços de hospedagem na internet
6319- 1,00% 1,00% 515 Portais, provedores de conteúdo e outros serviços de
4/00 informação na internet
6399- 1,00% 3,00% 515 Outras atividades de prestação de serviços de
2/00 informação não especificadas anteriormente
6434- 1,00% 1,00% 515 Agências de fomento
4/00
6461- 1,00% 2,00% 515 Holdings de instituições financeiras
1/00
6462- 1,00% 3,00% 515 Holdings de instituições não-financeiras
0/00
6463- 1,00% 2,00% 515 Outras sociedades de participação, exceto holdings
8/00
6491- 1,00% 1,00% 515 Sociedades de fomento mercantil - factoring
3/00
6493- 1,00% 2,00% 515 Administração de consórcios para aquisição de bens e
0/00 direitos
6550- 2,00% 2,00% 515 Planos de saúde, exceto modalidade Seguro-saúde:
2/00 736
6613- 1,00% 2,00% 515 Administração de cartões de crédito
4/00
6619- 1,00% 1,00% 515 Representações de bancos estrangeiros
3/03
6619- 1,00% 1,00% 515 Operadoras de cartões de débito
3/05
6619- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades auxiliares dos serviços financeiros

95
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3/99 não especificadas anteriormente
6621- 1,00% 1,00% 515 Peritos e avaliadores de seguros - Pessoa Jurídica
5/01
6621- 1,00% 1,00% 515 Auditoria e consultoria atuarial - Pessoa Jurídica
5/02
6630- 2,00% 2,00% 515 Atividades de administração de fundos por contrato
4/00 ou comissão
6810- 1,00% 3,00% 515 Compra e venda de imóveis próprios
2/01
6810- 1,00% 2,00% 515 Aluguel de imóveis próprios
2/02
6821- 1,00% 2,00% 515 Corretagem na compra e venda e avaliação de
8/01 imóveis - Pessoa Jurídica
6821- 1,00% 2,00% 515 Corretagem no aluguel de imóveis - Pessoa Jurídica
8/02
6822- 1,00% 2,00% 515 Gestão e administração da propriedade imobiliária
6/00
6911- 1,00% 1,00% 515 Serviços advocatícios - Pessoa Jurídica
7/01
6911- 1,00% 1,00% 515 Atividades auxiliares da justiça
7/02
6911- 1,00% 1,00% 515 Agente de propriedade industrial
7/03
6920- 1,00% 1,00% 515 Atividades de contabilidade - Pessoa Jurídica
6/01
6920- 1,00% 2,00% 515 Atividades de consultoria e auditoria contábil e
6/02 tributária - Pessoa Jurídica
7020- 1,00% 2,00% 515 Atividades de consultoria em gestão empresarial,
4/00 exceto consultoria técnica específica - Pessoa Jurídica
7111- 1,00% 3,00% 515 Serviços de arquitetura - Pessoa Jurídica
1/00
7112- 1,00% 3,00% 515 Serviços de engenharia, (pessoa jurídica) inclusive
0/00 engenharia consultiva, exceto aquela prestada na
área da Indústria da Construção que é do FPAS 507
7119- 1,00% 2,00% 515 Serviços de cartografia, topografia e geodésia -
7/01 Pessoa Jurídica
7119- 1,00% 3,00% 515 Atividades de estudos geológicos - Pessoa Jurídica
7/02
7119- 1,00% 2,00% 515 Serviços de desenho técnico relacionados à
7/03 arquitetura e engenharia - Pessoa Jurídica
7119- 1,00% 1,00% 515 Serviços de perícia técnica relacionados à segurança
7/04 do trabalho - Pessoa Jurídica
7119- 1,00% 2,00% 515 Atividades técnicas relacionadas à engenharia e
7/99 arquitetura não especificadas anteriormente - Pessoa
Jurídica

96
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
7120- 3,00% 1,00% 515 Testes e análises técnicas - Pessoa Jurídica
1/00
7210- 1,00% 2,00% 515 Pesquisa e desenvolvimento experimental em
0/00 ciências físicas e naturais - Pessoa Jurídica
7319- 1,00% 3,00% 515 Promoção de vendas
0/02
7319- 1,00% 2,00% 515 Consultoria em publicidade
0/04
7320- 2,00% 3,00% 515 Pesquisas de mercado e de opinião pública
3/00
7420- 1,00% 3,00% 515 Serviços de microfilmagem
0/05
7490- 1,00% 3,00% 515 Serviços de agronomia e de consultoria às atividades
1/03 agrícolas e pecuárias - Pessoa Jurídica
7490- 1,00% 2,00% 515 Atividades de intermediação e agenciamento de
1/04 serviços e negócios em geral, exceto imobiliários
7490- 1,00% 3,00% 515 Agenciamento de profissionais para atividades
1/05 esportivas, culturais e artísticas
7490- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades profissionais, científicas e técnicas
1/99 não especificadas anteriormente
7500- 1,00% 2,00% 515 Atividades veterinárias - Pessoa Jurídica
1/00
7719- 1,00% 2,00% 515 Locação de embarcações sem tripulação, exceto para
5/01 fins recreativos
7719- 1,00% 3,00% 515 Locação de outros meios de transporte não
5/99 especificados anteriormente, sem condutor
7721- 1,00% 2,00% 515 Aluguel de equipamentos recreativos e esportivos
7/00
7722- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de fitas de vídeo, DVDs e similares
5/00
7723- 1,00% 2,00% 515 Aluguel de objetos do vestuário, jóias e acessórios
3/00
7729- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de aparelhos de jogos eletrônicos
2/01
7729- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de móveis, utensílios e aparelhos de uso
2/02 doméstico e pessoal; instrumentos musicais
7729- 1,00% 1,00% 515 Aluguel de material médico
2/03
7729- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de outros objetos pessoais e domésticos não
2/99 especificados anteriormente
7731- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de máquinas e equipamentos agrícolas sem
4/00 operador
7732- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de máquinas e equipamentos para
2/01 construção sem operador, exceto andaimes
7732- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de andaimes

97
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2/02
7733- 1,00% 1,00% 515 Aluguel de máquinas e equipamentos para escritório
1/00
7739- 1,00% 1,00% 515 Aluguel de máquinas e equipamentos para extração
0/01 de minérios e petróleo, sem operador
7739- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de equipamentos científicos, médicos e
0/02 hospitalares, sem operador
7739- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de palcos, coberturas e outras estruturas de
0/03 uso temporário, exceto andaimes
7739- 1,00% 3,00% 515 Aluguel de outras máquinas e equipamentos
0/99 comerciais e industriais não especificados
anteriormente, sem operador
7740- 1,00% 1,00% 515 Gestão de ativos intangíveis não-financeiros
3/00
7810- 2,00% 3,00% 515 Seleção e agenciamento de mão-de-obra
8/00
7830- 2,00% 2,00% 515 Fornecimento e gestão de recursos humanos para
2/00 terceiros (Empresas em geral Não ligada a porto)
7911- 1,00% 1,00% 515 Agências de viagens
2/00
7912- 1,00% 1,00% 515 Operadores turísticos
1/00
7990- 1,00% 1,00% 515 Serviços de reservas e outros serviços de turismo não
2/00 especificados anteriormente
8011- 3,00% 3,00% 515 Atividades de vigilância e segurança privada
1/01
8011- 3,00% 2,00% 515 Serviços de adestramento de cães de guarda
1/02
8020- 2,00% 3,00% 515 Atividades de monitoramento de sistemas de
0/00 segurança
8030- 3,00% 2,00% 515 Atividades de investigação particular
7/00
8111- 3,00% 3,00% 515 Serviços combinados para apoio a edifícios, exceto
7/00 condomínios prediais
8121- 3,00% 3,00% 515 Limpeza em prédios e em domicílios
4/00
8122- 3,00% 3,00% 515 Imunização e controle de pragas urbanas
2/00
8129- 3,00% 3,00% 515 Atividades de limpeza não especificadas
0/00 anteriormente
8130- 1,00% 3,00% 515 Atividades paisagísticas
3/00
8211- 1,00% 2,00% 515 Serviços combinados de escritório e apoio
3/00 administrativo
8219- 1,00% 1,00% 515 Fotocópias

98
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
9/01
8219- 1,00% 3,00% 515 Preparação de documentos e serviços especializados
9/99 de apoio administrativo não especificados
anteriormente
8220- 3,00% 3,00% 515 Atividades de teleatendimento
2/00
8230- 1,00% 3,00% 515 Serviços de organização de feiras, congressos,
0/01 exposições e festas
8230- 1,00% 1,00% 515 Casas de festas e eventos
0/02
8291- 1,00% 2,00% 515 Atividades de cobrança e informações cadastrais
1/00
8292- 2,00% 3,00% 515 Envasamento e empacotamento sob contrato
0/00
8299- 1,00% 3,00% 515 Medição de consumo de energia elétrica, gás e água
7/01
8299- 1,00% 1,00% 515 Emissão de vales-alimentação, vales-transporte e
7/02 similares
8299- 1,00% 2,00% 515 Serviços de gravação de carimbos, exceto confecção
7/03
8299- 1,00% 2,00% 515 Leiloeiros independentes
7/04
8299- 1,00% 2,00% 515 Serviços de levantamento de fundos sob contrato
7/05
8299- 1,00% 2,00% 515 Casas lotéricas
7/06
8299- 1,00% 2,00% 515 Salas de acesso à internet
7/07
8299- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de serviços prestados
7/99 principalmente às empresas não especificadas
anteriormente
8423- 2,00% 1,00% 515 Justiça (Terceirizações em presídios)
0/00
8591- 1,00% 2,00% 515 Ensino de esportes
1/00
8592- 1,00% 1,00% 515 Ensino de dança
9/01
8592- 1,00% 1,00% 515 Ensino de artes cênicas, exceto dança
9/02
8592- 1,00% 1,00% 515 Ensino de música
9/03
8592- 1,00% 1,00% 515 Ensino de arte e cultura não especificado
9/99 anteriormente
8593- 1,00% 1,00% 515 Ensino de idiomas
7/00

99
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
8599- 1,00% 1,00% 515 Formação de condutores
6/01
8599- 1,00% 3,00% 515 Cursos de pilotagem
6/02
8599- 1,00% 1,00% 515 Treinamento em informática
6/03
8599- 1,00% 1,00% 515 Treinamento em desenvolvimento profissional e
6/04 gerencial
8599- 1,00% 1,00% 515 Cursos preparatórios para concursos
6/05
8599- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de ensino não especificadas
6/99 anteriormente
8610- 2,00% 2,00% 515 Atividades de atendimento hospitalar, exceto pronto-
1/01 socorro e unidades para atendimento a urgências
8610- 2,00% 2,00% 515 Atividades de atendimento em pronto-socorro e
1/02 unidades hospitalares para atendimento a urgências
8621- 2,00% 2,00% 515 UTI móvel
6/01
8621- 2,00% 2,00% 515 Serviços móveis de atendimento a urgências, exceto
6/02 por UTI móvel
8630- 2,00% 1,00% 515 Atividade médica ambulatorial com recursos para
5/01 realização de procedimentos cirúrgicos
8630- 2,00% 2,00% 515 Atividade médica ambulatorial com recursos para
5/02 realização de exames complementares
8630- 2,00% 1,00% 515 Atividade médica ambulatorial restrita a consultas -
5/03 Pessoa Jurídica
8630- 2,00% 1,00% 515 Atividade odontológica com recursos para realização
5/04 de procedimentos cirúrgicos - Pessoa Jurídica
8630- 2,00% 1,00% 515 Atividade odontológica sem recursos para realização
5/05 de procedimentos cirúrgicos - Pessoa Jurídica
8630- 2,00% 1,00% 515 Serviços de vacinação e imunização humana
5/06
8630- 2,00% 2,00% 515 Atividades de reprodução humana assistida
5/07
8630- 2,00% 2,00% 515 Atividades de atenção ambulatorial não especificadas
5/99 anteriormente
8640- 1,00% 2,00% 515 Laboratórios de anatomia patológica e citológica
2/01
8640- 1,00% 2,00% 515 Laboratórios clínicos
2/02
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de diálise e nefrologia
2/03
8640- 1,00% 1,00% 515 Serviços de tomografia
2/04
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de diagnóstico por imagem com uso de

100
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2/05 radiação ionizante, exceto tomografia
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de ressonância magnética
2/06
8640- 1,00% 1,00% 515 Serviços de diagnóstico por imagem sem uso de
2/07 radiação ionizante, exceto ressonância magnética
8640- 1,00% 3,00% 515 Serviços de diagnóstico por registro gráfico - ECG,
2/08 EEG e outros exames análogos
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de diagnóstico por métodos ópticos -
2/09 endoscopia e outros exames análogos
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de quimioterapia
2/10
8640- 1,00% 2,00% 515 Serviços de radioterapia
2/11
8640- 1,00% 1,00% 515 Serviços de hemoterapia
2/12
8640- 1,00% 1,00% 515 Serviços de litotripsia
2/13
8640- 1,00% 1,00% 515 Serviços de bancos de células e tecidos humanos
2/14
8640- 1,00% 2,00% 515 Atividades de serviços de complementação
2/99 diagnóstica e terapêutica não especificadas
anteriormente
8650- 1,00% 1,00% 515 Atividades de enfermagem - Pessoa Jurídica
0/01
8650- 1,00% 3,00% 515 Atividades de profissionais da nutrição - Pessoa
0/02 Jurídica
8650- 1,00% 1,00% 515 Atividades de psicologia e psicanálise - Pessoa
0/03 Jurídica
8650- 1,00% 1,00% 515 Atividades de fisioterapia - Pessoa Jurídica
0/04
8650- 1,00% 2,00% 515 Atividades de terapia ocupacional - Pessoa Jurídica
0/05
8650- 1,00% 1,00% 515 Atividades de fonoaudiologia - Pessoa Jurídica
0/06
8650- 1,00% 1,00% 515 Atividades de terapia de nutrição enteral e parenteral
0/07 - Pessoa Jurídica
8650- 1,00% 2,00% 515 Atividades de profissionais da área de saúde não
0/99 especificadas anteriormente
8660- 1,00% 2,00% 515 Atividades de apoio à gestão de saúde
7/00
8690- 1,00% 2,00% 515 Atividades de práticas integrativas e complementares
9/01 em saúde humana
8690- 1,00% 1,00% 515 Atividades de bancos de leite humano
9/02
8690- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de atenção à saúde humana não

101
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
9/99 especificadas anteriormente
8711- 1,00% 2,00% 515 Clínicas e residências geriátricas
5/01
8711- 1,00% 2,00% 515 Instituições de longa permanência para idosos
5/02
8711- 1,00% 1,00% 515 Atividades de assistência a deficientes físicos,
5/03 imunodeprimidos e convalescentes
8711- 1,00% 3,00% 515 Centros de apoio a pacientes com câncer e com AIDS
5/04
8712- 1,00% 2,00% 515 Atividades de fornecimento de infra-estrutura de
3/00 apoio e assistência a paciente no domicílio
8720- 1,00% 1,00% 515 Atividades de centros de assistência psicossocial
4/01
8720- 1,00% 2,00% 515 Atividades de assistência psicossocial e à saúde a
4/99 portadores de distúrbios psíquicos, deficiência
mental e dependência química não especificadas
anteriormente - Pessoa Jurídica
8730- 1,00% 2,00% 515 Orfanatos
1/01
8730- 1,00% 2,00% 515 Albergues assistenciais
1/02
8730- 1,00% 2,00% 515 Atividades de assistência social prestadas em
1/99 residências coletivas e particulares não especificadas
anteriormente
8800- 1,00% 2,00% 515 Serviços de assistência social sem alojamento
6/00
9001- 3,00% 1,00% 515 Atividades de sonorização e de iluminação
9/06
9003- 3,00% 3,00% 515 Gestão de espaços para artes cênicas, espetáculos e
5/00 outras atividades artísticas
9200- 1,00% 1,00% 515 Casas de bingo
3/01
9200- 1,00% 2,00% 515 Exploração de apostas em corridas de cavalos
3/02
9200- 1,00% 1,00% 515 Exploração de jogos de azar e apostas não
3/99 especificados anteriormente
9311- 1,00% 2,00% 515 Gestão de instalações de esportes
5/00
9319- 1,00% 2,00% 515 Produção e promoção de eventos esportivos
1/01
9319- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades esportivas não especificadas
1/99 anteriormente
9321- 1,00% 2,00% 515 Parques de diversão e parques temáticos
2/00
9329- 1,00% 1,00% 515 Discotecas, danceterias, salões de dança e similares

102
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
8/01
9329- 1,00% 3,00% 515 Exploração de boliches
8/02
9329- 1,00% 1,00% 515 Exploração de jogos de sinuca, bilhar e similares
8/03
9329- 1,00% 3,00% 515 Exploração de jogos eletrônicos recreativos
8/04
9329- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de recreação e lazer não
8/99 especificadas anteriormente
9491- 1,00% 2,00% 515 Atividades de organizações religiosas
0/00
9492- 1,00% 1,00% 515 Atividades de organizações políticas
8/00
9511- 1,00% 3,00% 515 Reparação e manutenção de computadores e de
8/00 equipamentos periféricos
9512- 1,00% 2,00% 515 Reparação e manutenção de equipamentos de
6/00 comunicação
9521- 1,00% 3,00% 515 Reparação e manutenção de equipamentos
5/00 eletroeletrônicos de uso pessoal e doméstico
9529- 1,00% 1,00% 515 Reparação de calçados, bolsas e artigos de viagem
1/01
9529- 1,00% 3,00% 515 Chaveiros
1/02
9529- 1,00% 1,00% 515 Reparação de relógios
1/03
9529- 1,00% 3,00% 515 Reparação de bicicletas, triciclos e outros veículos
1/04 não-motorizados
9529- 1,00% 2,00% 515 Reparação de artigos do mobiliário
1/05
9529- 1,00% 2,00% 515 Reparação de jóias
1/06
9529- 1,00% 3,00% 515 Reparação e manutenção de outros objetos e
1/99 equipamentos pessoais e domésticos não
especificados anteriormente
9601- 1,00% 3,00% 515 Lavanderias
7/01
9601- 1,00% 3,00% 515 Tinturarias
7/02
9601- 1,00% 3,00% 515 Toalheiros
7/03
9602- 1,00% 2,00% 515 Cabeleireiros
5/01
9602- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de tratamento de beleza
5/02
9603- 1,00% 3,00% 515 Gestão e manutenção de cemitérios

103
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3/01
9603- 1,00% 2,00% 515 Serviços de cremação
3/02
9603- 1,00% 2,00% 515 Serviços de sepultamento
3/03
9603- 1,00% 2,00% 515 Serviços de funerárias
3/04
9603- 1,00% 3,00% 515 Serviços de somatoconservação
3/05
9603- 1,00% 3,00% 515 Atividades funerárias e serviços relacionados não
3/99 especificados anteriormente
9609- 1,00% 1,00% 515 Clínicas de estética e similares
2/01
9609- 1,00% 3,00% 515 Agências matrimoniais
2/02
9609- 1,00% 2,00% 515 Alojamento, higiene e embelezamento de animais
2/03
9609- 1,00% 1,00% 515 Exploração de máquinas de serviços pessoais
2/04 acionadas por moeda
9609- 1,00% 2,00% 515 Outras atividades de serviços pessoais não
2/99 especificadas anteriormente
9411- 1,00% 3,00% 523 Atividades de organizações associativas patronais e
1/00 empresariais (566 Se vinculada ao ex IAPC)
9412- 1,00% 3,00% 523 Atividades de organizações associativas profissionais
0/00 (566 Se vinculada ao ex IAPC)
9420- 3,00% 2,00% 523 Atividades de organizações sindicais (566 Se
1/00 vinculada ao ex IAPC e 787 no caso de sindicato
patronal rural)
0210- 2,00% 3,00% 531 Extração de madeira em florestas plantadas
1/07
0210- 2,00% 3,00% 531 Produção de carvão vegetal - florestas plantadas
1/08
0220- 3,00% 3,00% 531 Extração de madeira em florestas nativas
9/01
0220- 3,00% 2,00% 531 Produção de carvão vegetal - florestas nativas
9/02
1011- 3,00% 3,00% 531 Frigorífico - abate de bovinos (setor de abate)
2/01
1011- 3,00% 3,00% 531 Frigorífico - abate de equinos (setor de abate)
2/02
1011- 3,00% 3,00% 531 Frigorífico - abate de ovinos e caprinos (setor de
2/03 abate)
1011- 3,00% 3,00% 531 Frigorífico - abate de bufalinos (setor de abate)
2/04
1011- 3,00% 3,00% 531 Matadouro - abate de reses sob contrato, exceto

104
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
2/05 abate de suínos
1012- 3,00% 3,00% 531 Abate de aves (setor de abate)
1/01
1012- 3,00% 3,00% 531 Abate de pequenos animais (setor de abate)
1/02
1012- 3,00% 3,00% 531 Frigorífico - abate de suínos (setor de abate)
1/03
1012- 3,00% 3,00% 531 Matadouro - abate de suínos sob contrato
1/04
1051- 2,00% 3,00% 531 Preparação do leite (825 se Agroindustria)
1/00
1061- 2,00% 3,00% 531 Beneficiamento de arroz (825 se Agroindustria)
9/01
0311- 2,00% 3,00% 540 Pesca de peixes em água salgada
6/01
3317- 1,00% 3,00% 540 Manutenção e reparação de embarcações e
1/01 estruturas flutuantes
3317- 1,00% 2,00% 540 Manutenção e reparação de embarcações para
1/02 esporte e lazer
5011- 1,00% 3,00% 540 Transporte marítimo de cabotagem - Carga
4/01
5011- 1,00% 2,00% 540 Transporte marítimo de cabotagem - passageiros
4/02
5012- 1,00% 3,00% 540 Transporte marítimo de longo curso - Carga
2/01
5012- 1,00% 2,00% 540 Transporte marítimo de longo curso - Passageiros
2/02
5021- 1,00% 3,00% 540 Transporte por navegação interior de carga,
1/01 municipal, exceto travessia
5021- 1,00% 3,00% 540 Transporte por navegação interior de carga,
1/02 intermunicipal, interestadual e internacional, exceto
travessia
5022- 1,00% 2,00% 540 Transporte por navegação interior de passageiros em
0/01 linhas regulares, municipal, exceto travessia
5022- 1,00% 2,00% 540 Transporte por navegação interior de passageiros em
0/02 linhas regulares, intermunicipal, interestadual e
internacional, exceto travessia
5030- 1,00% 3,00% 540 Navegação de apoio marítimo
1/01
5030- 1,00% 1,00% 540 Navegação de apoio portuário
1/02
5091- 2,00% 3,00% 540 Transporte por navegação de travessia, municipal
2/01
5091- 2,00% 3,00% 540 Transporte por navegação de travessia,
2/02 intermunicipal

105
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
5099- 2,00% 1,00% 540 Transporte aquaviário para passeios turísticos
8/01
5099- 2,00% 1,00% 540 Outros transportes aquaviários não especificados
8/99 anteriormente
5231- 1,00% 2,00% 540 Administração da infra-estrutura portuária
1/01
5231- 1,00% 3,00% 540 Operações de terminais
1/02
5232- 1,00% 2,00% 540 Atividades de agenciamento marítimo
0/00
5239- 1,00% 3,00% 540 Atividades auxiliares dos transportes aquaviários não
7/00 especificadas anteriormente
7420- 1,00% 2,00% 540 Atividades de produção de fotografias submarinas
0/02
7490- 1,00% 3,00% 540 Escafandria e mergulho
1/02
9412- 1,00% 3,00% 540 Atividades de organizações associativas profissionais
0/00 (empregados permanentes do OGMO)
3041- 1,00% 2,00% 558 Fabricação de aeronaves
5/00
3042- 1,00% 2,00% 558 Fabricação de turbinas, motores e outros
3/00 componentes e peças para aeronaves
3316- 1,00% 2,00% 558 Manutenção e reparação de aeronaves, exceto a
3/01 manutenção na pista
3316- 1,00% 1,00% 558 Manutenção de aeronaves na pista
3/02
4614- 2,00% 2,00% 558 Representantes comerciais e agentes do comércio de
1/00 aeronaves
5111- 3,00% 3,00% 558 Transporte aéreo de passageiros regular
1/00
5112- 3,00% 3,00% 558 Serviço de táxi aéreo e locação de aeronaves com
9/01 tripulação
5112- 3,00% 3,00% 558 Outros serviços de transporte aéreo de passageiros
9/99 não-regular
5120- 2,00% 2,00% 558 Transporte aéreo de carga
0/00
5130- 1,00% 1,00% 558 Transporte espacial
7/00
5240- 1,00% 2,00% 558 Operação dos aeroportos e campos de aterrissagem
1/01
5240- 1,00% 3,00% 558 Atividades auxiliares dos transportes aéreos, exceto
1/99 operação dos aeroportos e campos de aterrissagem
7420- 1,00% 2,00% 558 Atividades de produção de fotografias aéreas
0/02
7719- 1,00% 3,00% 558 Locação de aeronaves sem tripulação

106
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
5/02
3250- 2,00% 2,00% 566 Serviços de prótese dentária - Pessoa Física
7/06
5811- 1,00% 2,00% 566 Edição de livros
5/00
5812- 1,00% 2,00% 566 Edição de jornais
3/00
5813- 1,00% 3,00% 566 Edição de revistas
1/00
5819- 1,00% 2,00% 566 Edição de cadastros, listas e outros produtos gráficos
1/00
5829- 1,00% 2,00% 566 Edição de cadastros, listas e outros produtos gráficos
8/00
5911- 1,00% 3,00% 566 Produção de filmes para publicidade
1/02
5911- 1,00% 1,00% 566 Atividades de produção cinematográfica, de vídeos e
1/99 de programas de televisão não especificadas
anteriormente
5912- 1,00% 2,00% 566 Serviços de dublagem
0/01
5912- 1,00% 2,00% 566 Serviços de mixagem sonora em produção
0/02 audiovisual
5912- 1,00% 1,00% 566 Atividades de pós-produção cinematográfica, de
0/99 vídeos e de programas de televisão não especificadas
anteriormente
5913- 1,00% 1,00% 566 Distribuição cinematográfica, de vídeo e de
8/00 programas de televisão
5914- 1,00% 3,00% 566 Atividades de exibição cinematográfica
6/00
5920- 1,00% 2,00% 566 Atividades de gravação de som e de edição de música
1/00
6010- 1,00% 1,00% 566 Atividades de rádio
1/00
6021- 3,00% 3,00% 566 Atividades de televisão aberta
7/00
6022- 3,00% 3,00% 566 Programadoras
5/01
6391- 1,00% 2,00% 566 Agências de notícias
7/00
6611- 1,00% 1,00% 736 Bolsa de valores
8/01
6611- 1,00% 1,00% 736 Bolsa de mercadorias
8/02
6611- 1,00% 1,00% 736 Bolsa de mercadorias e futuros
8/03

107
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
6611- 1,00% 2,00% 736 Administração de mercados de balcão organizados
8/04
6621- 1,00% 1,00% 566 Peritos e avaliadores de seguros - Pessoa Física
5/01
6621- 1,00% 1,00% 566 Auditoria e consultoria atuarial - Pessoa Física
5/02
6821- 1,00% 2,00% 566 Corretagem na compra e venda e avaliação de
8/01 imóveis - Pessoa Física
6821- 1,00% 2,00% 566 Corretagem no aluguel de imóveis - Pessoa Física
8/02
6911- 1,00% 1,00% 566 Serviços advocatícios - Pessoa Física
7/01
6920- 1,00% 1,00% 566 Atividades de contabilidade - Pessoa Física
6/01
6920- 1,00% 2,00% 566 Atividades de consultoria e auditoria contábil e
6/02 tributária - Pessoa Física
7020- 1,00% 2,00% 566 Atividades de consultoria em gestão empresarial,
4/00 exceto consultoria técnica específica - Pessoa Física
7111- 1,00% 3,00% 566 Serviços de arquitetura - Pessoa Física
1/00
7112- 1,00% 3,00% 566 Serviços de engenharia, (pessoa física) inclusive
0/00 engenharia consultiva, exceto aquela prestada na
área da Indústria da Construção que é do FPAS 507
7119- 1,00% 2,00% 566 Serviços de cartografia, topografia e geodésia -
7/01 Pessoa Física
7119- 1,00% 3,00% 566 Atividades de estudos geológicos - Pessoa Física
7/02
7119- 1,00% 2,00% 566 Serviços de desenho técnico relacionados à
7/03 arquitetura e engenharia - Pessoa Física
7119- 1,00% 1,00% 566 Serviços de perícia técnica relacionados à segurança
7/04 do trabalho - Pessoa Física
7119- 1,00% 2,00% 566 Atividades técnicas relacionadas à engenharia e
7/99 arquitetura não especificadas anteriormente - Pessoa
Física
7120- 3,00% 1,00% 566 Testes e análises técnicas - Pessoa Física
1/00
7220- 1,00% 1,00% 566 Pesquisa e desenvolvimento experimental em
7/00 ciências sociais e humanas - Pessoa Física
7311- 1,00% 1,00% 566 Agências de publicidade
4/00
7312- 1,00% 3,00% 566 Agenciamento de espaços para publicidade, exceto
2/00 em veículos de comunicação
7319- 1,00% 2,00% 566 Criação de estandes para feiras e exposições
0/01
7319- 1,00% 3,00% 566 Marketing direto

108
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0/03
7319- 1,00% 2,00% 566 Outras atividades de publicidade não especificadas
0/99 anteriormente
7410- 1,00% 3,00% 566 Design
2/01
7410- 1,00% 3,00% 566 Decoração de interiores
2/02
7420- 1,00% 2,00% 566 Atividades de produção de fotografias, exceto aérea
0/01 e submarina
7420- 1,00% 2,00% 566 Laboratórios fotográficos
0/03
7420- 1,00% 2,00% 566 Filmagem de festas e eventos
0/04
7490- 1,00% 3,00% 566 Serviços de tradução, interpretação e similares
1/01
7490- 1,00% 3,00% 566 Serviços de agronomia e de consultoria às atividades
1/03 agrícolas e pecuárias - Pessoa Física
7500- 1,00% 2,00% 566 Atividades veterinárias - Pessoa Física
1/00
8112- 3,00% 2,00% 566 Condomínios prediais
5/00
8511- 1,00% 2,00% 566 Educação infantil - creche
2/00
8512- 1,00% 1,00% 566 Educação infantil - pré-escola
1/00
8550- 1,00% 1,00% 566 Administração de caixas escolares
3/01
8550- 1,00% 2,00% 566 Atividades de apoio à educação, exceto caixas
3/02 escolares
8630- 2,00% 1,00% 566 Atividade médica ambulatorial restrita a consultas -
5/03 Pessoa Física
8630- 2,00% 1,00% 566 Atividade odontológica com recursos para realização
5/04 de procedimentos cirúrgicos - Pessoa Física
8630- 2,00% 1,00% 566 Atividade odontológica sem recursos para realização
5/05 de procedimentos cirúrgicos - Pessoa Física
8650- 1,00% 1,00% 566 Atividades de enfermagem - Pessoa Física
0/01
8650- 1,00% 3,00% 566 Atividades de profissionais da nutrição - Pessoa Física
0/02
8650- 1,00% 1,00% 566 Atividades de psicologia e psicanálise - Pessoa Física
0/03
8650- 1,00% 1,00% 566 Atividades de fisioterapia - Pessoa Física
0/04
8650- 1,00% 2,00% 566 Atividades de terapia ocupacional - Pessoa Física
0/05

109
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
8650- 1,00% 1,00% 566 Atividades de fonoaudiologia - Pessoa Física
0/06
8650- 1,00% 1,00% 566 Atividades de terapia de nutrição enteral e parenteral
0/07 - Pessoa Física
8711- 1,00% 2,00% 566 Condomínios residenciais para idosos
5/05
8720- 1,00% 2,00% 566 Atividades de assistência psicossocial e à saúde a
4/99 portadores de distúrbios psíquicos, deficiência
mental e dependência química não especificadas
anteriormente - Pessoa Física
9001- 3,00% 1,00% 566 Produção teatral
9/01
9001- 3,00% 2,00% 566 Produção musical
9/02
9001- 3,00% 2,00% 566 Produção de espetáculos de dança
9/03
9001- 3,00% 1,00% 566 Produção de espetáculos circenses, de marionetes e
9/04 similares
9001- 3,00% 3,00% 566 Produção de espetáculos de rodeios, vaquejadas e
9/05 similares
9001- 3,00% 3,00% 566 Artes cênicas, espetáculos e atividades
9/99 complementares não especificados anteriormente
9002- 3,00% 1,00% 566 Atividades de artistas plásticos, jornalistas
7/01 independentes e escritores
9002- 3,00% 1,00% 566 Restauração de obras de arte
7/02
9101- 1,00% 2,00% 566 Atividades de bibliotecas e arquivos
5/00
9102- 1,00% 1,00% 566 Atividades de museus e de exploração de lugares e
3/01 prédios históricos e atrações similares
9103- 1,00% 2,00% 566 Atividades de jardins botânicos, zoológicos, parques
1/00 nacionais, reservas ecológicas e áreas de proteção
ambiental
9312- 1,00% 2,00% 566 Clubes sociais, esportivos e similares (647-Futebol
3/00 profissional)
9313- 1,00% 1,00% 566 Atividades de condicionamento físico
1/00
9411- 1,00% 3,00% 566 Atividades de organizações associativas patronais e
1/00 empresariais (523 Se não vinculada ao ex IAPC)
9412- 1,00% 3,00% 566 Atividades de organizações associativas profissionais
0/00 (523 Se não vinculada ao ex IAPC)
9420- 3,00% 2,00% 566 Atividades de organizações sindicais (523 Se não
1/00 vinculada ao ex IAPC e 787 no caso de sindicato
patronal rural)
9430- 1,00% 2,00% 566 Atividades de associações de defesa de direitos

110
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
8/00 sociais
9493- 1,00% 2,00% 566 Atividades de organizações associativas ligadas à
6/00 cultura e à arte
9499- 1,00% 2,00% 566 Atividades associativas não especificadas
5/00 anteriormente
8513- 1,00% 1,00% 574 Ensino fundamental
9/00
8520- 1,00% 1,00% 574 Ensino médio
1/00
8531- 1,00% 1,00% 574 Educação superior - graduação
7/00
8532- 1,00% 1,00% 574 Educação superior - graduação e pós-graduação
5/00
8533- 1,00% 1,00% 574 Educação superior - pós-graduação e extensão
3/00
8541- 1,00% 1,00% 574 Educação profissional de nível técnico
4/00
8542- 1,00% 2,00% 574 Educação profissional de nível tecnológico
2/00
6410- 1,00% 1,00% 582 Banco Central
7/00
8411- 2,00% 2,00% 582 Administração Pública em geral
6/00
8412- 2,00% 1,00% 582 Regulação das atividades de saúde, educação,
4/00 serviços culturais e outros serviços sociais
8413- 2,00% 2,00% 582 Regulação das atividades econômicas
2/00
8421- 2,00% 1,00% 582 Relações exteriores
3/00
8422- 2,00% 1,00% 582 Defesa
1/00
8423- 2,00% 1,00% 582 Justiça
0/00
8424- 2,00% 2,00% 582 Segurança e ordem pública
8/00
8425- 2,00% 1,00% 582 Defesa Civil
6/00
8430- 2,00% 1,00% 582 Seguridade social obrigatória
2/00
9900- 1,00% 1,00% 582 Organismos internacionais e outras instituições
8/00 extraterritoriais sem acordo internacional de isenção
(com acordo: FPAS 876)
6912- 1,00% 1,00% 590 Cartórios
5/00
0111- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de arroz

111
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3/01
0111- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de milho
3/02
0111- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de trigo
3/03
0111- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de outros cereais não especificados
3/99 anteriormente
0112- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de algodão herbáceo
1/01
0112- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de juta
1/02
0112- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de outras fibras de lavoura temporária não
1/99 especificadas anteriormente
0113- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de cana-de-açúcar
0/00
0114- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de fumo
8/00
0115- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de soja
6/00
0116- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de amendoim
4/01
0116- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de girassol
4/02
0116- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de mamona
4/03
0116- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de outras oleaginosas de lavoura temporária
4/99 não especificadas anteriormente
0119- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de abacaxi
9/01
0119- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de alho
9/02
0119- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de batata-inglesa
9/03
0119- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de cebola
9/04
0119- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de feijão
9/05
0119- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de mandioca
9/06
0119- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de melão
9/07
0119- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de melancia
9/08
0119- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de tomate rasteiro
9/09

112
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0119- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de outras plantas de lavoura temporária não
9/99 especificadas anteriormente
0121- 1,00% 3,00% 604(*) Horticultura, exceto morango
1/01
0121- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de morango
1/02
0122- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de flores e plantas ornamentais
9/00
0131- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de laranja
8/00
0132- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de uva
6/00
0133- 1,00% 1,00% 604(*) Cultivo de açaí
4/01
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de banana
4/02
0133- 1,00% 2,00% 604(*) Cultivo de caju
4/03
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de cítricos, exceto laranja
4/04
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de coco-da-baía
4/05
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de guaraná
4/06
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de maçã
4/07
0133- 1,00% 2,00% 604(*) Cultivo de mamão
4/08
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de maracujá
4/09
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de manga
4/10
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de pêssego
4/11
0133- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de frutas de lavoura permanente não
4/99 especificadas anteriormente
0134- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de café
2/00
0135- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de cacau
1/00
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de chá-da-índia
3/01
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de erva-mate
3/02
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de pimenta-do-reino

113
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
3/03
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de plantas para condimento, exceto pimenta-
3/04 do-reino
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de dendê
3/05
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de seringueira
3/06
0139- 1,00% 3,00% 604(*) Cultivo de outras plantas de lavoura permanente não
3/99 especificadas anteriormente
0141- 2,00% 3,00% 604(*) Produção de sementes certificadas, exceto de
5/01 forrageiras para pasto
0141- 2,00% 3,00% 604(*) Produção de sementes certificadas de forrageiras
5/02 para formação de pasto
0142- 2,00% 2,00% 604(*) Produção de mudas e outras formas de propagação
3/00 vegetal, certificadas
0151- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de bovinos para corte
2/01
0151- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de bovinos para leite
2/02
0151- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de bovinos, exceto para corte e leite
2/03
0152- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de bufalinos
1/01
0152- 1,00% 2,00% 604(*) Criação de equinos
1/02
0152- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de asininos e muares
1/03
0153- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de caprinos
9/01
0153- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de ovinos, inclusive para produção de lã
9/02
0154- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de suínos
7/00
0155- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de frangos para corte
5/01
0155- 1,00% 3,00% 604(*) Produção de pintos de um dia
5/02
0155- 1,00% 2,00% 604(*) Criação de outros galináceos, exceto para corte
5/03
0155- 1,00% 2,00% 604(*) Criação de aves, exceto galináceos
5/04
0155- 1,00% 3,00% 604(*) Produção de ovos
5/05
0159- 1,00% 2,00% 604(*) Apicultura
8/01

114
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
0159- 1,00% 3,00% 604(*) Criação de animais de estimação
8/02
0159- 1,00% 1,00% 604(*) Criação de escargô
8/03
0159- 1,00% 1,00% 604(*) Criação de bicho-da-seda
8/04
0159- 1,00% 2,00% 604(*) Criação de outros animais não especificados
8/99 anteriormente
0170- 1,00% 1,00% 604(*) Caça e serviços relacionados
9/00
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de eucalipto
1/01
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de acácia-negra
1/02
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de pinus
1/03
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de teca
1/04
0210- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivo de espécies madeireiras, exceto eucalipto,
1/05 acácia-negra, pinus e teca
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivo de mudas em viveiros florestais
1/06
0210- 2,00% 2,00% 604(*) Produção de casca de acácia-negra - florestas
1/09 plantadas
0210- 2,00% 3,00% 604(*) Produção de produtos não-madeireiros não
1/99 especificados anteriormente em florestas plantadas
0220- 3,00% 3,00% 604(*) Coleta de castanha-do-pará em florestas nativas
9/03
0220- 3,00% 1,00% 604(*) Coleta de látex em florestas nativas
9/04
0220- 3,00% 3,00% 604(*) Coleta de palmito em florestas nativas
9/05
0220- 3,00% 3,00% 604(*) Conservação de florestas nativas
9/06
0220- 3,00% 3,00% 604(*) Coleta de produtos não-madeireiros não
9/99 especificados anteriormente em florestas nativas
0311- 2,00% 3,00% 604(*) Pesca de crustáceos e moluscos em água salgada
6/02
0311- 2,00% 3,00% 604(*) Coleta de outros produtos marinhos
6/03
0312- 2,00% 2,00% 604(*) Pesca de peixes em água doce
4/01
0312- 2,00% 1,00% 604(*) Pesca de crustáceos e moluscos em água doce
4/02
0312- 2,00% 1,00% 604(*) Coleta de outros produtos aquáticos de água doce

115
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4/03
0321- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de peixes em água salgada e salobra
3/01
0321- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de camarões em água salgada e salobra
3/02
0321- 2,00% 3,00% 604(*) Criação de ostras e mexilhões em água salgada e
3/03 salobra
0321- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de peixes ornamentais em água salgada e
3/04 salobra
0321- 2,00% 2,00% 604(*) Cultivos e semicultivos da aquicultura em água
3/99 salgada e salobra não especificados anteriormente
0322- 2,00% 3,00% 604(*) Criação de peixes em água doce
1/01
0322- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de camarões em água doce
1/02
0322- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de ostras e mexilhões em água doce
1/03
0322- 2,00% 2,00% 604(*) Criação de peixes ornamentais em água doce
1/04
0322- 2,00% 3,00% 604(*) Ranicultura
1/05
0322- 2,00% 3,00% 604(*) Criação de jacaré
1/06
0322- 2,00% 3,00% 604(*) Cultivos e semicultivos da aquicultura em água doce
1/99 não especificados anteriormente
3600- 2,00% 2,00% 612 Distribuição de água por caminhões
6/02
4681- 1,00% 3,00% 612 Pessoal de Transporte no Com. Atac. de álcool
8/01 carburante, biodiesel, gasolina e demais derivados de
petróleo, exceto lubrificantes, não realizado por
transportador retalhista (TRR)
4681- 1,00% 3,00% 612 Pessoal de Transporte no Comércio atacadista de
8/02 combustíveis realizado por transportador retalhista
(TRR)
4681- 1,00% 3,00% 612 Pessoal de Transporte no Comércio atacadista de
8/03 combustíveis de origem vegetal, exceto álcool
carburante
4681- 1,00% 2,00% 612 Pessoal de Transporte no Comércio atacadista de
8/04 combustíveis de origem mineral em bruto
4681- 1,00% 2,00% 612 Pessoal de Transporte no Comércio atacadista de
8/05 lubrificantes
4682- 1,00% 3,00% 612 Pessoal de Transporte no Comércio atacadista de gás
6/00 liquefeito de petróleo (GLP)
4921- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com
3/01 itinerário fixo, municipal

116
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
4921- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com
3/02 itinerário fixo, intermunicipal em região
metropolitana
4922- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com
1/01 itinerário fixo, intermunicipal, exceto em região
metropolitana
4922- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com
1/02 itinerário fixo, interestadual
4922- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, com
1/03 itinerário fixo, internacional
4923- 3,00% 3,00% 612 Serviço de táxi
0/01
4923- 3,00% 3,00% 612 Serviço de transporte de passageiros - locação de
0/02 automóveis com motorista
4924- 3,00% 3,00% 612 Transporte escolar
8/00
4929- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob
9/01 regime de fretamento, municipal
4929- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário coletivo de passageiros, sob
9/02 regime de fretamento, intermunicipal, interestadual
e internacional
4929- 3,00% 3,00% 612 Organização de excursões em veículos rodoviários
9/03 próprios, municipal
4929- 3,00% 3,00% 612 Organização de excursões em veículos rodoviários
9/04 próprios, intermunicipal, interestadual e
internacional
4929- 3,00% 2,00% 612 Outros transportes rodoviários de passageiros não
9/99 especificados anteriormente
4930- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário de carga, exceto produtos
2/01 perigosos e mudanças, municipal
4930- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário de carga, exceto produtos
2/02 perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual
e internacional
4930- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário de produtos perigosos
2/03
4930- 3,00% 3,00% 612 Transporte rodoviário de mudanças
2/04
5212- 2,00% 3,00% 612 Carga e descarga
5/00
5229- 1,00% 3,00% 612 Serviços de reboque de veículos
0/02
5320- 3,00% 3,00% 612 Serviços de malote não realizados pelo Correio
2/01 Nacional
5320- 3,00% 3,00% 612 Serviços de entrega rápida
2/02

117
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
7711- 1,00% 2,00% 612 Locação de automóveis sem condutor
0/00
8012- 3,00% 3,00% 612 Atividades de transporte de valores
9/00
8622- 2,00% 2,00% 612 Serviços de remoção de pacientes, exceto os serviços
4/00 móveis de atendimento a urgências
9312- 1,00% 2,00% 647 Clubes sociais, esportivos e similares (566-Sem
3/00 Futebol profissional)
7820- 2,00% 3,00% 655 Locação de mão-de-obra temporária
5/00
6421- 3,00% 2,00% 736 Bancos comerciais
2/00
6422- 3,00% 3,00% 736 Bancos múltiplos, com carteira comercial
1/00
6423- 3,00% 2,00% 736 Caixas econômicas
9/00
6424- 1,00% 1,00% 736 Bancos cooperativos
7/01
6431- 3,00% 1,00% 736 Bancos múltiplos, sem carteira comercial
0/00
6432- 1,00% 1,00% 736 Bancos de investimento
8/00
6433- 1,00% 2,00% 736 Bancos de desenvolvimento
6/00
6435- 1,00% 1,00% 736 Sociedades de crédito imobiliário
2/01
6435- 1,00% 1,00% 736 Associações de poupança e empréstimo
2/02
6435- 1,00% 1,00% 736 Companhias hipotecárias
2/03
6436- 1,00% 1,00% 736 Sociedades de crédito, financiamento e investimento
1/00 - financeiras
6437- 1,00% 1,00% 736 Sociedades de crédito ao microempreendedor
9/00
6440- 1,00% 1,00% 736 Arrendamento mercantil
9/00
6450- 1,00% 3,00% 736 Sociedades de capitalização
6/00
6470- 1,00% 1,00% 736 Fundos de investimento, exceto previdenciários e
1/01 imobiliários
6470- 1,00% 1,00% 736 Fundos de investimento previdenciários
1/02
6470- 1,00% 1,00% 736 Fundos de investimento imobiliários
1/03
6492- 1,00% 3,00% 736 Securitização de créditos

118
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1/00
6499- 1,00% 1,00% 736 Clubes de investimento
9/01
6499- 1,00% 1,00% 736 Sociedades de investimento
9/02
6499- 1,00% 1,00% 736 Fundo garantidor de crédito
9/03
6499- 1,00% 1,00% 736 Caixas de financiamento de corporações
9/04
6499- 1,00% 1,00% 736 Concessão de crédito pelas OSCIP
9/05
6499- 1,00% 1,00% 736 Outras atividades de serviços financeiros não
9/99 especificadas anteriormente
6511- 1,00% 1,00% 736 Seguros de vida
1/01
6511- 1,00% 2,00% 736 Planos de auxílio-funeral
1/02
6512- 1,00% 2,00% 736 Seguros não-vida
0/00
6520- 2,00% 1,00% 736 Seguros-saúde
1/00
6530- 1,00% 2,00% 736 Resseguros
8/00
6541- 1,00% 1,00% 736 Previdência complementar fechada
3/00
6542- 1,00% 1,00% 736 Previdência complementar aberta
1/00
6612- 1,00% 1,00% 736 Corretoras de títulos e valores mobiliários
6/01
6612- 1,00% 1,00% 736 Distribuidoras de títulos e valores mobiliários
6/02
6612- 1,00% 1,00% 736 Corretoras de câmbio
6/03
6612- 1,00% 1,00% 736 Corretoras de contratos de mercadorias
6/04
6612- 1,00% 2,00% 736 Agentes de investimentos em aplicações financeiras
6/05
6619- 1,00% 1,00% 736 Serviços de liquidação e custódia
3/01
6619- 1,00% 2,00% 736 Correspondentes de instituições financeiras
3/02
6619- 1,00% 1,00% 736 Caixas eletrônicos
3/04
6622- 1,00% 1,00% 736 Corretores e agentes de seguros, de planos de
3/00 previdência complementar e de saúde

119
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
6629- 1,00% 2,00% 736 Atividades auxiliares dos seguros, da previdência
1/00 complementar e dos planos de saúde não
especificadas anteriormente
0161- 1,00% 3,00% 787 Serviço de pulverização e controle de pragas agrícolas
0/01
0161- 1,00% 3,00% 787 Serviço de poda de árvores para lavouras
0/02
0161- 1,00% 3,00% 787 Serviço de preparação de terreno, cultivo e colheita
0/03
0161- 1,00% 3,00% 787 Atividades de apoio à agricultura não especificadas
0/99 anteriormente
0162- 1,00% 2,00% 787 Serviço de inseminação artificial em animais
8/01
0162- 1,00% 3,00% 787 Serviço de tosquiamento de ovinos
8/02
0162- 1,00% 3,00% 787 Serviço de manejo de animais
8/03
0162- 1,00% 3,00% 787 Atividades de apoio à pecuária não especificadas
8/99 anteriormente
0163- 1,00% 3,00% 787 Atividades de pós-colheita
6/00
0230- 2,00% 3,00% 787 Atividades de apoio à produção florestal
6/00
0311- 2,00% 2,00% 787 Atividades de apoio à pesca em água salgada
6/04
0312- 2,00% 2,00% 787 Atividades de apoio à pesca em água doce
4/04
0321- 2,00% 2,00% 787 Atividades de apoio à aquicultura em água salgada e
3/05 salobra
0322- 2,00% 2,00% 787 Atividades de apoio à aquicultura em água doce
1/07
9420- 3,00% 2,00% 787 Atividades de organizações sindicais - sindicato
1/00 patronal rural
1031- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de conservas de frutas - agroindústria
7/00
1032- 2,00% 2,00% 833(*) Fabricação de conservas de palmito - agroindústria
5/01
1032- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de conservas de legumes e outros
5/99 vegetais, exceto palmito - agroindústria
1033- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de sucos concentrados de frutas,
3/01 hortaliças e legumes - agroindústria
1033- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de sucos de frutas, hortaliças e legumes,
3/02 exceto concentrados - agroindústria
1041- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de óleos vegetais em bruto, exceto óleo
4/00 de milho - agroindústria

120
ANEXO I - TABELA 1
GILRAT
FG a partir
CNAE FG até FPAS Descrição da atividade
de
31/12/09
1º/01/10
1042- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de óleos vegetais refinados, exceto óleo
2/00 de milho - agroindústria
1043- 2,00% 2,00% 833(*) Fabricação de margarina e outras gorduras vegetais e
1/00 de óleos não-comestíveis de animais - agroindústria
1061- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de produtos do arroz - agroindústria
9/02
1093- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de produtos derivados do cacau e de
7/01 chocolates - agroindústria
1093- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de frutas cristalizadas, balas e
7/02 semelhantes - agroindústria
1099- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de vinagres - agroindústria
6/01
1111- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de aguardente de cana-de-açúcar -
9/01 agroindústria
1122- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de outras bebidas não-alcoólicas não
4/99 especificadas anteriormente - agroindústria
1210- 3,00% 3,00% 833(*) Processamento industrial do fumo - agroindústria
7/00
1220- 3,00% 2,00% 833(*) Fabricação de cigarros - agroindústria
4/01
1220- 3,00% 3,00% 833(*) Fabricação de cigarrilhas e charutos - agroindústria
4/02
1220- 3,00% 3,00% 833(*) Fabricação de filtros para cigarros - agroindústria
4/03
1321- 2,00% 3,00% 833(*) Tecelagem de fios de algodão - agroindústria
9/00
1322- 2,00% 3,00% 833(*) Tecelagem de fios de fibras têxteis naturais -
7/00 agroindústria
1931- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de álcool - agroindústria
4/00
1932- 2,00% 3,00% 833(*) Fabricação de biocombustíveis, exceto álcool -
2/00 agroindústria
2121- 2,00% 2,00% 833(*) Fabricação de medicamentos fitoterápicos para uso
1/03 humano - agroindústria
9700- 0,00% 2,00% 868 Serviços domésticos
5/00
9900- 1,00% 1,00% 876 Organismos internacionais e outras instituições
8/00 extraterritoriais com acordo internacional de isenção
(sem acordo: FPAS 582)

(*) Caso o contribuinte esteja sujeito à contribuição substitutiva na forma dos arts. 22-A e 25
da Lei nº 8.212, de 1991, ou do art. 25 da Lei nº 8.870, de 1994, a alíquota GILRAT será
substituída por 0,1% (um décimo por cento) incidente sobre a receita da comercialização da
produção.

121
TABELA 2 (ATIVIDADES ESPECIAIS)

Para estas atividades não há, necessariamente, correspondência entre os


códigos CNAE e FPAS. Os códigos FPAS de tais atividades foram atribuídos com base no
Decreto-Lei no 1.146, de 1970, e na Lei nº 10.256, de 2001, tendo em vista características
especiais relacionadas a sua tributação e às circunstâncias sob as quais se desenvolvem.
O recolhimento de contribuições a terceiros será feito de acordo com o código
FPAS atribuído à atividade, qualquer que seja a tabela de enquadramento. Tratando-se de
pessoa jurídica que empregue no processo produtivo do bem ou serviço mais de uma atividade
(exemplo: rural e industrial), será necessário discriminar separadamente, na GFIP, a
remuneração de empregados e demais segurados de cada atividade, e recolher as
contribuições decorrentes com base no respectivo código FPAS.
Em virtude da alteração do Anexo V do RPS, promovida pelo Decreto nº 6.957,
de 9 de setembro de 2009, a coluna que relaciona as alíquotas GILRAT foi dividida em duas
para contemplar a alíquota referente a cada atividade por momento de ocorrência do fato
gerador da contribuição.
O marco temporal estabelecido decorre do disposto no art. 4º do Decreto, que
determina a produção dos efeitos do Anexo V a partir do primeiro dia do mês de janeiro de
2010, mantidas até essa data as contribuições devidas na forma da legislação precedente.
Portanto, somente para os fatos geradores ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2010 se
aplicam as novas alíquotas GILRAT.

ANEXO I - TABELA 2
GILRAT
FG a
FG até partir FPA
CNAE Descrição da atividade
31/12 de S
/09 01/01
/10
1062- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de derivados do trigo - indústria
7/00
1063- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de farinha de mandioca e derivados - indústria
5/00
1064- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de farinha de milho e derivados - indústria
3/00
1065- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de amidos e féculas de vegetais - indústria
1/01
1065- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de óleo de milho (bruto) - indústria
1/02
1065- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de óleo de milho refinado - indústria
1/03
1069- 2,00% 3,00% 507 Moagem e fabricação de outros produtos de origem vegetal -
4/00 indústria
1071- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de açúcar - indústria
6/00
1072- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de açúcar de cereais (dextrose) e de beterraba -
4/02 indústria

122
ANEXO I - TABELA 2
GILRAT
FG a
FG até partir FPA
CNAE Descrição da atividade
31/12 de S
/09 01/01
/10
1081- 2,00% 3,00% 507 Torrefação e moagem de café - indústria
3/02
1082- 2,00% 2,00% 507 Fabricação de produtos a base de café
1/00
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de vinagres - indústria
6/01
1099- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de produtos para infusão (chá, mate, etc.)
6/05
1112- 2,00% 3,00% 507 Fabricação de vinho - indústria
7/00
1220- 3,00% 3,00% 507 Fabricação de outros produtos do fumo - indústria
4/99
1311- 2,00% 3,00% 507 Fiação de fibras de algodão - indústria
1/00
1312- 2,00% 3,00% 507 Fiação de fibras têxteis naturais - indústria
0/00
5821- 1,00% 2,00% 507 Impressão de livros
2/00
5822- 1,00% 2,00% 507 Impressão de jornais
1/00
5823- 1,00% 2,00% 507 Impressão de revistas
9/00
5829- 1,00% 2,00% 507 Impressão de cadastros, listas e outros produtos gráficos
8/00
1051- 2,00% 3,00% 531 Preparação do leite - indústria rudimentar
1/00
1052- 2,00% 3,00% 531 Fabricação de laticínios - indústria rudimentar
0/00
1061- 2,00% 3,00% 531 Beneficiamento de arroz - indústria rudimentar
9/01
1062- 2,00% 3,00% 531 Moagem de trigo - indústria rudimentar
7/00
1064- 2,00% 3,00% 531 Beneficiamento do milho - indústria rudimentar
3/00
1072- 3,00% 3,00% 531 Fabricação de açúcar de cana - indústria rudimentar
4/01
1081- 2,00% 3,00% 531 Beneficiamento de café - indústria rudimentar
3/01
1099- 2,00% 3,00% 531 Beneficiamento de chá, mate, etc. - indústria rudimentar
6/05
1311- 2,00% 3,00% 531 Preparação de fibras de algodão - indústria rudimentar
1/00
1312- 2,00% 3,00% 531 Preparação de fibras têxteis naturais - indústria rudimentar

123
ANEXO I - TABELA 2
GILRAT
FG a
FG até partir FPA
CNAE Descrição da atividade
31/12 de S
/09 01/01
/10
0/00
6424- 1,00% 1,00% 787 Cooperativas centrais de crédito
7/02
6424- 1,00% 2,00% 787 Cooperativas de crédito mútuo
7/03
6424- 1,00% 1,00% 787 Cooperativas de crédito rural
7/04
1051- 2,00% 3,00% 825( Preparação do leite - agroindústria (rudimentar)
1/00 *)
1052- 2,00% 3,00% 825( Fabricação de laticínios - agroindústria (rudimentar)
0/00 *)
1061- 2,00% 3,00% 825( Beneficiamento de arroz - agroindústria (rudimentar)
9/01 *)
1062- 2,00% 3,00% 825( Moagem de trigo - agroindústria (rudimentar)
7/00 *)
1064- 2,00% 3,00% 825( Beneficiamento do milho - agroindústria (rudimentar)
3/00 *)
1072- 3,00% 3,00% 825( Fabricação de açúcar de cana - agroindústria (rudimentar)
4/01 *)
1081- 2,00% 3,00% 825( Beneficiamento de café - agroindústria (rudimentar)
3/01 *)
1099- 2,00% 3,00% 825( Beneficiamento de chá, mate, etc. - agroindústria (rudimentar)
6/05 *)
1311- 2,00% 3,00% 825( Preparação de fibras de algodão - agroindústria (rudimentar)
1/00 *)
1312- 2,00% 3,00% 825( Preparação de fibras têxteis naturais - agroindústria (rudimentar)
0/00 *)
1062- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de derivados do trigo - agroindústria
7/00 *)
1063- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de farinha de mandioca e derivados - agroindústria
5/00 *)
1064- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de farinha de milho e derivados - agroindustria
3/00 *)
1065- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de amidos e féculas de vegetais - agroindústria
1/01 *)
1065- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de óleo de milho (bruto) - agroindústria
1/02 *)
1065- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de óleo de milho refinado - agroindustria
1/03 *)
1069- 2,00% 3,00% 833( Moagem e fabricação de outros produtos de origem vegetal -
4/00 *) agroindústria
1071- 3,00% 3,00% 833( Fabricação de açúcar - agroindústria
6/00 *)

124
ANEXO I - TABELA 2
GILRAT
FG a
FG até partir FPA
CNAE Descrição da atividade
31/12 de S
/09 01/01
/10
1072- 3,00% 3,00% 833( Fabricação de açúcar de cereais (dextrose) e de beterraba -
4/02 *) agroindústria
1081- 2,00% 3,00% 833( Torrefação e moagem de café - agroindústria
3/02 *)
1099- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de vinagres - agroindústria
6/01 *)
1112- 2,00% 3,00% 833( Fabricação de vinho - agroindústria
7/00 *)
1220- 3,00% 3,00% 833( Fabricação de outros produtos do fumo - agroindústria
4/99 *)
1311- 2,00% 3,00% 833( Fiação de fibras de algodão - agroindústria
1/00 *)
1312- 2,00% 3,00% 833( Fiação de fibras têxteis naturais - agroindústria
0/00 *)
(*) Caso o contribuinte esteja sujeito à contribuição substitutiva na forma dos arts. 22-A e 25
da Lei nº 8.212, de 1991, ou do art. 25 da Lei nº 8.870, de 1994, a alíquota GILRAT será
substituída por 0,1% (um décimo por cento) incidente sobre a receita da comercialização da
produção.

Tabela de contribuição dos Segurados Empregado, Empregado Doméstico e Trabalhador


Avulso, para Pagamento de Remuneração a Partir de Competência.

Salário-de-contribuição Alíquota para Recolhimento ao INSS


Até R$ 1.107,52 8%
De 1.107,53 até 1.845,87 9%
De 1.845,88 até 3.691,74 11%
Valores recolhidos em GPS – Campo 6

Salário-Família - Valores vigentes 01/07/2011

Valor da Remuneração Valor da Cota


Até R$ 573,91 R$ 29,43
Acima de R$ 573,91 até R$ 862,60 R$ 20,74
Portaria n.º 407/2011
Nota:
Para o segurado com remuneração superior a R$ 862,60 não é devido o salário-família,
entendendo-se como remuneração mensal o valor total do salário-de-contribuição. Todas as
importâncias que integram o salário-de-contribuição serão consideradas como parte
integrante da remuneração do mês, exceto o 13º salário e o adicional de férias (terço
constitucional).

125
Tabela progressiva mensal para cálculo do IR Fonte no ano-calendário de 2012

No cálculo do Imposto de Renda incidente na fonte sobre rendimentos pagos a pessoas


físicas no ano-calendário de 2012, aplica-se a seguinte tabela progressiva mensal abaixo
reproduzida (Instrução Normativa RFB nº 1.142/2011):

Tabela Progressiva Mensal de Janeiro/2012 a Dezembro/2012

Parcela a deduzir
Base de cálculo mensal Alíquota
do imposto
em R$ (%)
em R$
Até 1.637,11
De 1.637,12 até
- -
2.453,50
7,5 122,78
De 2.453,51 até
15 306,80
3.271,38
22,5 552,15
De 3.271,39 até
27,5 756,53
4.087,65
Acima de 4.087,65
Dedução por dependente: R$ 164,56

126