Você está na página 1de 6

SEMANA 2 – TAREFA 1 – WORKSHOP FORMATIVO – EUNICE FERREIRA NEVES

APRESENTAÇÃO DO MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO: PLANIFICAÇÃO DE UM WORKSHOP A REALIZAR


NO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS OURÉM

▪ Calendarização: Início do 2.º Período;


▪ Duração: 3 Horas (18H-19h30M; 20H-21H30M num dia de semana; 30 minutos de pausa para um lanche/café);
▪ Destinatários: Membros do Conselho Pedagógico e comunidade docente em geral;
▪ Dinamizadores: Membros da Equipa das BE/CRE;
▪ Colaborador: Directora do Agrupamento;
▪ Recursos: Videoprojector, computador, conjunto de diapositivos previamente preparados pelo Coordenador com a
colaboração da Equipa, pasta de materiais – guião de acompanhamento da exposição para tomada de notas (junto ao
esquema dos diapositivos, actividade prática sobre o domínio em avaliação no ano corrente e documento de recolha de
dados para avaliação do workshop;
▪ Objectivos:
o Dar a conhecer o Modelo de avaliação SWOT e respectiva aplicação ao quadro de auto-avaliação das bibliotecas
escolares;
o Evidenciar a importância da aplicação do modelo de auto-avaliação da BE;
o Sensibilizar para a importância do envolvimento e toda a comunidade docente, discente e não docente na
aplicação do modelo de auto-avaliação da BE;
o Apresentar os quatro domínios do modelo, com especial incidência no domínio a ser avaliado no ano lectivo
presente;
o Recolher sugestões para uma aplicação mais eficaz do modelo e com melhores resultados.
▪ Metodologia: Serão seguidas as etapas sugeridas no guia da tarefa:
I. Preparação do workshop sobre o modelo de auto-avaliação das BE;
II. Motivação/sensibilização da Direcção do Agrupamento e dos colegas para a realização/colaboração/participação no
workshop;
III. Dinamização do workshop:
1. Apresentação do modelo, com suporte visual em diapositivos do PowerPoint e escrito em folhas de registo de
informação (a fornecer aos participantes), focando os seguintes aspectos:
a. O Modelo de avaliação SWOT e respectiva aplicação ao quadro de auto-avaliação das bibliotecas
escolares; pertinência da existência de um Modelo de Avaliação para as bibliotecas escolares.
b. O Modelo enquanto instrumento pedagógico e de melhoria de procedimentos, resultados, práticas, …
Conceitos implicados.
c. Organização estrutural e funcional do modelo.
d. Integração/ Aplicação do modelo à realidade da Escola/BE. Oportunidades e constrangimentos.
e. Gestão participada das mudanças que a sua aplicação impõe. Níveis de participação da escola.

2. Apresentação dos diversos domínios da auto-avaliação das BE;


3. Esclarecimento de dúvidas e apresentação de sugestões;
4. Trabalho prático sobre o domínio a ser avaliado em 2009/2010;
5. Recolha de informação para posterior avaliação do workshop.
IV. Avaliação do workshop.

▪ Desenvolvimento:

Etapas Fases do Processo Metodologia Apoio Bibliográfico

I. Preparação do ▪ Reflexão e análise de todos os documentos ▪ Divisão de tarefas ▪ Todos os


workshop sobre o que permitam compreender toda a entre os elementos da documentos
modelo de auto- problemática relacionada com a implementação Equipa de trabalho da indicados na
avaliação das BE do modelo de auto-avaliação; Equipa das BE/CRE (o Bibliografia
▪ Tradução e resumo da bibliografia em Coordenador irá explorar (documentação
línguas estrangeiras para disponibilizar aos o domínio a aplicar no apresentada até ao
participantes em formato impresso e restante presente ano); momento na
comunidade escolar na plataforma moodle do presente acção de
Agrupamento; formação,
▪ Análise detalhada de cada um dos domínios documentação
sobre metodologia
do modelo de AA e respectivos subdomínios;
▪ Produção do suporte visual (digital) da
apresentação do workshop (ppt);
▪ Preparação da actividade prática relacionada
com o domínio a ser avaliado no presente ano do trabalho
lectivo; científico, outros
▪ Produção de um documento que permita documentos).
uma recolha eficaz de informação aos docentes
participantes;
▪ Idealização do documento de recolha de
evidências que possibilite fazer uma avaliação
fiel do impacto da realização do workshop.
II. Motivação/sen- ▪ Afixação dos ▪ Recolha e
sibilização da ▪ Elaboração de um prospecto sugestivo prospectos nos locais de selecção, na
Direcção do maior visibilidade para o bibliografia indicada
motivando à inscrição dos docentes
Agrupamento e público-alvo e divulgação e na Internet, de
▪ Sensibilização, em reunião de Conselho
dos colegas para a via Moodle do imagens e frases
Pedagógico, para a importância e pertinência Agrupamento;
realização/colabor sugestivas e
da participação de todos os docentes, em ▪ Recolha de inscrições
ação/participação motivadoras para
especial dos membros do CP.
no workshop online (por email) e elaboração do
presencialmente na BE. prospecto.
▪ Introdução da estrutura e da temática do ▪ Escolher o local mais
workshop pelo Coordenador das BE/CRE, apropriado ao realização ▪ Documentos
focando cada um dos pontos enumerados em do workshop, tendo em indicados na
III.1; conta o trabalho a Bibliografia
▪ Apresentação dos domínios do modelo de desenvolver, o número relacionados com a
auto-avaliação por cada um dos elementos da de participantes, e as avaliação das BE
Equipa das BE/CRE; condições da Escola (em -documentação
III. Dinamização do obras);
▪ Apresentação mais pormenorizada do apresentada até ao
workshop ▪ Preparar a sala para o
domínio a avaliar no ano 200972010 pelo PB momento na
Coordenador da BE/CRE; workshop; presente acção de
▪ Dar ênfase à importância da colaboração de ▪ Distribuir os materiais formação e outros
todos os docentes na recolha de evidências e de registo e suporte que se venham a
na interacção com as BE no sentido de as preparados revelar de interesse
apetrechar com documentos, indicações de anteriormente; durante a
ligações e outros materiais direccionados para ▪ Projectar os preparação do
níveis etários/anos de escolaridade (isto é, diapositivos e apresentar workshop.
materiais livro, não livro e virtuais). a análise feita, no
sentido de envolver a
comunidade escolar no
processo de auto-
avaliação da BE,
realçando a importância
dos resultados obtidos e
a sua sobreposição à
importância dos
processos usados (Todd
– 2008);
▪ Dar espaço para
debate de ideias, se
▪ Possibilitar o esclarecimento de dúvidas e
possível com a
apresentação de sugestões.
participação da Directora
do Agrupamento;
▪ Incutir nos
participantes o espírito
de que a avaliação da BE
é parte integrante e
importante da avaliação
da escola/agrupamento;
▪ Orientar o trabalho prático
de forma a induzir nos
docentes a tomada de
consciência da
importância de cada
agente educativo no
trabalho da BE e,
▪ Trabalho prático sobre o domínio a ser avaliado consequentemente, na
em 2009/2010. sua avaliação e na
avaliação do trabalho
desenvolvido na
escola/agrupamento.
▪ Evidenciar o facto de, ao
colaborar para o sucesso
da AA da BE se estar a
contribuir também para o
sucesso das práticas
desenvolvidas em si.

▪ Elaborar um documento
▪ Documentos de
de recolha de evidência
recolha de evidências
▪ Recolha de informação para posterior avaliação que dêem indicações
em diversas
do workshop. sobre a avaliação que os
situações (pesquisa
participantes fazem do
na Internet e na Rede
workshop e do tema em
de Difusão da RBE).
questão.
▪ Documentos
indicados na
Bibliografia
▪ Recolha e tratamento de relacionados com a
dados do documento avaliação das BE
4. Avaliação do ▪ Avaliar o impacto e importância do workshop na preenchido no workshop e -documentação
workshop forma como os docentes encaram o trabalho e registo de conclusões; apresentada até ao
interacção com a BE e as consequências que ▪ Indução de conclusões momento na
poderá ter na sua prática docente. para o desenvolvimento presente acção de
do trabalho da Equipa da formação e outros
BE. que se venham a
revelar de interesse
durante a preparação
do workshop.

▪ Bibliografia:
o Texto das Sessões da acção de formação
o Transitions for preferred futures of school libraries (Todd, 2001)
o Reframing the Library Media Specialist as a Learning Specialist (Zmuda, 2008)
o El profesional de la información en los contextos educativos de la sociedad del aprendizaje: espacios y
competencias (Tarragó, 2005)
o Where Does Your Authority Come From? Empowering the Library Media Specialist as a True Partner in Student
Achievement (Zmuda, 2006)
o Impact as a 21st-Century Library Media Specialist (Creighton, 2008)
o This Man Wants to Change Your Job (Eisenberg, 2002)
o School librarian as teachers: learning outcomes and evidence-based practice (Todd, 2002)
o Modelo de Auto-Avaliação (Gabinete da RBE)
o The Evidence-Based Manifesto for School Librarians (Todd, 2008)
o Documentos sobre metodologia do trabalho científico (a procurar na Internet)