Você está na página 1de 9
Didro da Replica, 1 série —W. 10 de Jancioy de 2008 tabaladores ao seu sig das prises © caegoras profissonasneles prov 3) As relaoes dra eatreempregadors finds _m manag de empregidoresouorpin etnbalhadoss 40 seu servi ds exeyoras praisionais provsins mae ouvengies no represetadespelasessociaesSindcs Stonatnas Astigo 2° 1 —A presente porta esta om vigor no 5° a a su publican no Diario da Repu, = 2 Pastas als pour cfitos a patrde 1 de Jancino de 2007 3 Os encanms slants da etoictividade poderzo ser satsfitos em pretties mensns de igual valor com inicio mo més segue wo Ga crim cm ign a presente poraria,crrespondendo cada pres a des meses de reroactvidade ow rca eae a0 Ime de cin. (© Ministr do Trabalho ¢ da Solidariedade Social, ose Anténio Fonseca Vieira da Siva, em 2 de Dezennbro de 2007, Portaria n.° 26/2008 fe 10 Janeiro As alteragbes do contato colectvo de trabalho entre 2 Associncio dos Indusriais de Pritese Dentina ¢ 0 Sin- at dos Tlencos de Pres Deni, pubis oletim do Trabalho e Emyprego, 12 série, n° 21, de 8 de Junho d¢ 2007, abrangem as reagSes de trabalho exe em- pregadores que prossizama actividade de protese dentria ‘© trabalhadores ao seu servigo, uns ¢ outros epresentados elas associaedes que as oulorgaram, ‘As associagbes subscrtorastequereram a extensto do Contato colectivo de trabalho aos empregadores ¢ uaba- adores no repeseniados pelas assciagoes ontorgantes «© que, no teritorio nacional, se dediquem & mesma acti vidade. ‘A couvencdo actualiza as tabelas salariis, O estudo de avaliagao do impacte da extensdo das tabela salarais {eve por base as retribuigtes efectivas praticadas no Scc~ {or abrangido pela comeng2o, apuradas pelos uadros de ‘pessoal de 2005 e atualizadas com base no aumento per ccenual médio ponderado registado pelas labels sarais das convengdes publicadas am 2006. ‘Qs trabalhadores a tempo completo de sector, com ex- clus de aprendizes, praticanes edo residual (que inlai 0 ignorado), sio cerca de 956, dos quais 604 (63,2 %) auferem revibuigdes inferiores ds convenciomis, sendo que 436 (45.6 %) auferem repibuigdes inferiores fs da ‘onvencio em mais de 6,5 %. E mis empresas do escalao de dimensio até 10 trabaitadores que se encontrao maior rnimero de profissionais com retrbuigges praticadas infe- totes is da convenya, ‘Aconrengo actualiza ainda, osubsidio de reeigao, em 3.1 Yo. Ndo 6e dispde de dads esiatisticos que permtam avaliar o impacte desta prestagio. Considerando a final dade da extensio e que a mesina prestaezo fo objecto de extensées anteriores, justficase incluf-la na extensto ‘Com vista a aproximar os esttutoslaborais dos taba- Iadores eas condigbes de concoméncia entre as empresas {do sectorde actvidade abrangido pela convent acxten- so assegura uma reupactividade identica& da conven¢a0 para as fabelas salariaisc, para o valor do subsidio de 2s refeigdo, a partir do dia 1 do més seguinte ao da entrada fem vigor da conveno. ‘Aextensio da comwveno tem, no plano social, 0 efeito de unifomnizar as condigbes minima dc trabalho dos tra- bathadorese,no plano etonémico, ode aproximar as con digdes de concorrénciaentze empresas do mesmo SctDF. “Embor a convengo tenfa drea nacional, aextensio das convengbes colectivas nas Regibes Autonamas compete 0s respectivos Governos Regionais, pelo que a presente exlenso apenas €aplicvel no tertério do contimente ‘Foi publicado o avisg relatvo @ presente extensio 20 Boletim do Trabalho ¢ Emprego, n° 43, de 22 de Noven- bro de 2007, ao qual ni foi deduzida oposio por pane dos intoressados, ‘Assim: Manda o Gover, pelo Ministro do Trabatho eda So- lidariedade Social 20 abrigo dos 1 e 3 do artigo 575° do Cédigo do Trabalho, o segue: Artgo 1° ‘As condigdes de trabalbo constants das alteragbes do contrato colectivo de trabalho entra Associagio dos In- ustrais de Protese Dentiriac 0 Sindicato dos Técnicos de Protese Dentaria, publicadas no Boletin clo Trabalho Emprego, 1+ série, n° 21, de 8 de Junho de 2007, sto estendidas, no terntério do Continent: a) As relapses de trabalho entre empregadores no fliados na associaco de empregadores quiorgante que prossigam a actividade de prOtese denria e rabalhadores 80 seu servigo das profissOes ¢ categorias profissionais elas previstas: 6) As elabesde tabalbo entre empregadores que exer am a actividade econdmica referida na alinea anterior Filiados na associagzo de empregadores outorgantee t- balhadores ao sew servigo das categorias profissionais previstas na comvengio nfo filiados na associagfo sindical ‘outorgamte, Aigo 2." 1.—A prescate portara enn em vigor no 5° dia apbs sa publicagio no Didrio da Replica, 2—As tabelas salarais ¢ o subsidio de reftigao pro- ) A redugdo do abandono escola, 6) A presiagio de apoio a aprendizagem dos alunos Jnciuindo aqueles com dificuldades de aprendizagem; «d) Apartvipago nas esuuturas de orientago educativa ce dos rps de gestio do agrapamento ou escola n0 agmupada, ‘) A relago com a comunidade A) formagao continua adequada 20 cumprimento de um plano individual de desenvolvimento profissional do dacent: £8) Apattoipagto ea dinamizacéo: ‘De projects eon actividades constanesdo plano anual e actividades € dos profectos curiculares de wea 1) De outros projectose actividades extracuricalares, 3.— 05 itensreferdas nas alineas a) ¢ 6) do nimer0 anterior so fixados amoalmente nos tormos da n° I send ‘ebjecto de avaliagdo nos termos do artigo 5° ‘4 —Na falta de acordo quanto aos objectivos a far prevalece a posigdo dos avalzdores, 5 — Venficando-se a situagao prevista no nimero an- terior pode avaliado registar esse facto na ficha de uto- savalagto, ‘6 — Os objectives individuais podem ser redefinidos ‘em fungéo da alteragso do projecto educativo, do plano amual de actividades e do projecto cumicular de turma, ‘bem como quando se verfiqus uma mudanga de estabe- lecimento de educacdo ou de ensino. 77 — Sempre que se verfique a impossibiidade de acor- ‘dar novos objetivos, a avaliago decom relativamente aos ‘objectivos inicialmente acondados e maniides.