AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR.

JORGE AUGUSTO CORREIA
Direção de Serviços da Região do Algarve
ES/3EB Dr. Jorge Augusto Correia; EB 2,3 D. Paio Peres Correia; EB1 nº2 Tavira; EB1/JI Conceição; EB1 Cabanas


FILOSOFIA POLÍTICA: Ética e direito



“No dia 1 de dezembro de 1955, quando regressava a casa após mais uma jornada de trabalho,
Rosa Parks recebeu ordens do condutor do autocarro onde viajava para ceder o seu lugar a um
homem branco. Recusou o pedido, o que levou a que fosse presa e multada em 14 dólares. Este
caso, em que desafiou a lei para lutar por um direito pessoal e pela sua dignidade, fez com que os
afroamericanos de Montgomery se organizassem num movimento pacífico contra a discriminação
racial. Para tal, foi organizado um boicote aos transportes públicos na cidade para que nestes não
houvesse mais segregação racial. Um até então desconhecido sacerdote, chamado Martin Luther
King Jr., envolveu-se na contestação e chamou a atenção do país para a injustiça que se vivia.
Entretanto, os negros da cidade, com a ajuda de alguns brancos, organizaram-se de modo a
transportar para o trabalho as pessoas que faziam o boicote. O boicote, que teve a oposição das
autoridades da cidade e do Estado do Alabama, durou 382 dias, ou seja, até 21 de dezembro de
1956. Nessa altura, tanto Rosa Parks como Martin Luther King já eram heróis nacionais nos
Estados Unidos da América. O Supremo Tribunal norte-americano, entretanto, declarou que era
inconstitucional existir segregação racial em transportes públicos.”
“Rosa Parks”, in Infopédia, Porto Editora, 2003- 2012.



Com base no texto transcrito na página anterior, relaciona ética e direito.

“O texto demonstra uma afastada relação entre direito e ética. Nos anos cinquenta (e
anteriormente), os negros eram vistos como inferiores aos brancos: tinham menos direitos, menos
oportunidades e sofriam de discriminação social e legislativa. Esta situação não era de todo moral,
não respeitava o princípio ético da igualdade entre todos os cidadãos. As leis não eram justas e
não protegiam a dignidade dos negros. No entanto, manifestações foram feitas com vista a uma
relação mais estreita entre as leis e a moral, entre o direito e a ética.
Num Estado, o direito e a ética devem ter uma relação próxima para que cumprir uma lei
não seja desrespeitar uma obrigação moral e respeitar uma obrigação moral não seja desrespeitar
a lei. Só assim um Estado pode ser justo e promover uma vida feliz e boa aos cidadãos.”
Frederico Santiago, 10º A3

“A ética pretende responder, tal e qual como a política, à questão: “O que devemos fazer
para viver bem?” e distingue as nossas ações morais das não morais.
O direito consiste na formulação de leis de modo a que os indivíduos tenham obrigações
legais e que sejam punidos com sanções caso desobedeçam a essas mesmas leis.
Num Estado bem organizado a ligação entre a política, a ética e o direito é imprescindível,
de modo a que haja um equilíbrio, uma harmonia entre os indivíduos.
Porém, como está evidenciado neste texto, nem sempre a ética e o direito estão de “mãos
dadas”, nem sempre estão de acordo. Por exemplo, neste texto, Rosa Parks recebe ordens do
condutor do autocarro onde viajava para ceder o seu lugar a um homem branco e, quando
recusou, foi presa e multada. Segundo as leis desse mesmo estado, a ação praticada pelo
condutor está de acordo com o direito, com a lei, ou seja, é uma obrigação legal, porém é uma
ação moralmente incorreta, pois evidencia a discriminação étnica, desrespeitando o princípio ético
fundamental da dignidade humana.”
Carolina Monteiro, 10º A3

Trabalho orientado pela professora Carla Sardinha.
Junho 2014

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful