P. 1
41064-jorgeloureiro

41064-jorgeloureiro

|Views: 23.137|Likes:
Publicado porPedrasAlvas

More info:

Published by: PedrasAlvas on Nov 30, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/07/2014

pdf

text

original

As «expectativas de fundo» com as quais organizamos conversas banais
foram realçadas por algumas experiências levadas a cabo por Garfinkel
entre estudantes voluntários. Foi solicitado aos estudantes que
conversassem com amigos e familiares, insistindo, contudo, em que
fosse esclarecido o sentido de toda e qualquer afirmação,
nomeadamente de frases banais ou comentários gerais.
Porque é que as pessoas se enervam tanto quando outros não
respeitam convenções aparentemente menores das conversas? A
resposta é que a estabilidade e o sentido da nossa vida social quotidiana
dependem de pressupostos culturais implícitos e partilhados acerca do
que é dito e porquê. Se não tomássemos isto como adquirido, a
comunicação verbal com sentido seria impossível. O que, à primeira
vista, parece ser um conjunto de convenções de conversação banais,
acaba por ser fundamental para o próprio funcionamento da vida social,
razão pela qual a sua transgressão traz sérias consequências.
Isto pode ser feito para provocar o outro, brincar com ele, causar
embaraço ou chamar a atenção para um sentido duplo do que foi dito.

81

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->