Você está na página 1de 7

E X E R C C I O 2 .

5
G R U P O 5
T P 3
A L E X A N D R A T E I X E I R A
C A T A R I N A C U N H A
M I N S S I L V A
2.5 A presso de vapor de benzeno puro p em funo da temperatura (K) pode ser
calculada pela equao
log
10
(/bar)=4.72583 [1660.652/(T-1.461)]
Pretende-se preparar uma soluo, com um soluto no voltil e no dissociavl
em benzeno, que temperatura de 26.10C apresente uma presso de vapor
p=80.0 mmHg.
Qual o nmero de moles do soluto que deve ser adicionado 1.00 L de benzeno
(=0.870 g.cm
-3
)?

Dados:
T
soluo
= 26.10
o
C = 299,25 K
P
soluo
= 80.0 mmHg
V
benzeno
= 1.00 L
= 0.870 g.cm
-3


Clculo do nmero de moles de benzeno ( C
6
H
6
)


=

ento, 0.870=

1.0010
3
m = 870 g



n =


ento, n=
870
78.11
n= 11.1mol


Clculo da presso de benzeno a 299.25 K

Se a temperatura da soluo, como referido no enunciado, 299.25K, ento,
assume-se que a temperatura do benzeno, solvente nesta mistura, a mesma da
soluo.

log
10
(p) = 4.72583 [1660.652 / (299.25 1.461)]
log
10
(p) = 4.72583 (1660.652 / 297.79)
log
10
(p) = 4.72583 5.5766
log
10
(p) = - 0.8508
p = 0.1410 bar

1 bar = 750.061683 mmHg
0.1410 bar = 105.8 mmHg


Abaixamento da presso de vapor

Sendo a presso de vapor do solvente 105.8 mmHg e a presso de vapor
da soluo 80.0 mmHg, mesma temperatura, verificou-se um abaixamento
da presso de vapor, ento:

p= p
B
*
- p
B

e


p = p
B
*
x
A




p variao da presso de vapor
p
B
*
- presso de vapor do solvente (benzeno) puro
p
B

presso de vapor da soluo
x
A
frao

molar do soluto A

p= 105.8 80.0 = 25.8 mmHg
25.8 = 105.8 x
A
x
A
= 0.244

x
A
=



ento,

0.244 =

+(11.1)



0.244 n + 2.71 n = 0
n = 3.58 mol

R: O nmero de moles de soluto a adicionar a 1.00L de benzeno 3.58 mol.



Provar a idealidade da soluo

Considerou-se uma soluo diluda ideal de um soluto A, no electrlito e no
voltil, num solvente B. Vamos, por isso, justificar a sua idealidade.

Se a um determinado solvente B adicionarmos uma pequena quantidade de
soluto A, podemos concluir que estamos perante uma soluo diluda. Se soluo
for diluda ideal de A em B, ento B como solvente obedece lei de Raoult:

p
B
= p
B
* x
B


p
B
= 105.8 * (1- x
A
) p
B
= 105.8 * (1 0.244) = 80.0 mmHg
Como p
B
aproximadamente 80.0 mmHg (presso de vapor da soluo), o
solvente obedece lei de Raoult, e por isso, estamos perante uma soluo diluda
ideal.