Você está na página 1de 1

Era uma vez um Joo Cresceu na solido, na viela rodando pio, e em alguns dias s

feijo Conheceu a rejeio por no ser criana padro; viu a vida na contra mo. Recusou
vaga de avio e escapou de ser ladro. Trabalhava feito um co, todo dia na construo pra
garantir seu ganha po. Mas Joo no era bobo, no! Tinha esperana na mo e um sonho
no corao: s queria ter seu cho. Juntou salrio de peo, fez sua arrecadao. Ganhou
admirao quando mudou pro seu barraco. Mas Joo no foi sozinho, no Levava a
esperana no corao porque o sonho j estava na mo!