P. 1
PowerMILL 5 - Básico (Port BR)

PowerMILL 5 - Básico (Port BR)

|Views: 3.588|Likes:
Publicado porapi-3800166

More info:

Published by: api-3800166 on Dec 03, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/18/2014

pdf

text

original

Treinamento Básico

PowerMILL

Conteúdo

PowerMILL Conteúdo
Capítulos Número da Página

Dia 1

1. Introdução 2. Configurando a Usinagem 3. Desbaste

03 - 10 11 - 28 29 - 60

Dia 2

4. Menu Acabamento 5. Raster, Radial, Espiral e Padrão 6. 3D Offset e Z Constante 7. Usinagem de Cantos

61 - 62 63 - 78 79 - 90 91 - 100

Dia 3

8. Usinagem Quatro Eixos Rotativos 9. Editando Fronteiras 10. Entradas e Saídas 11. Programas NC

101 - 106 107 - 124 125 - 136 137 - 144

Edição PMILL 5.0

1

Conteúdo

PowerMILL

2

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Introdução

1. Introdução
Introdução.
O PowerMILL em seu conjunto para usinagem, pode criar rapidamente estratégias de caminhos de corte baseados em modelos importados. O PowerMILL suporta Modelos de Arame , Triângulos, Superfícies, e Sólidos criados por outros produtos da Delcam ou de outros formatos neutros como IGES. Se você possui o tradutor PS-Exchange o PowerMILL diretamente importará os dados criados pela maioria dos outros softwares.

Ambiente do PowerMILL
?? Duplo Clique no ícone do PowerMILL.

Área Gráfica

Área do Explorer

Os menus são localizados na parte superior do PowerMILL. Colocando o mouse sobre o menu e clicando com o botão esquerdo, isso abrirá os sub-menus. Seleções adicionais podem ser feitas movendo o cursor ao longo da seta para a direita ( )

Edição PMILL 5

3

Introdução

PowerMILL

A Principal barra de ferramentas do PowerMILL é mostrada abaixo. Um ícone possui uma função específica mantendo o cursor sobre ele, uma descrição adequada (ou mensagem de ajuda) é mostrada.

Ao lado direito da tela está a barra de ferramentas Visualizar. Selecionando um desses ícones uma vista diferente do modelo e o transform é mostrado no centro ou na área gráfica. Vista da Direita (X) Vista Frontal (-Y) Vista Superior Z Vista da Direita (-X) Vista Traseira Y Vista Inferior (-Z) Vista Isométrica 1 Vista Isométrica 2 Vista Isométrica 3 Vista Isométrica 4 Reajustar escala Aproximar Afastar Ampliar o Quadro Última Vista Atualizar

Sombrear o Material do Bloco Ângulo de saída Raio Mínimo Sombreamento Multicolor Sombrear Modelos de Arame Modelos de arame

4

Edição PMILL 5

PowerMILL

Introdução

Botões do Mouse
Cada um dos três botões do mouse executam uma operação dinamicamente diferente no PowerMILL.

Botão esquerdo do mouse 1: Escolha e seleção
Esso botão é usado para selecionar itens fora dos menus principais, selecionando formas interiores e entidades na área gráfica.

Botão do Meio do Mouse ou Scroll 2: Zoom
Aproximar e afastar - Mantenha a tecla CTRL e o botão 2 do mouse. Mova o mouse para cima e para baixo para aproximar ou afastar. Pan ao redor do modelo: - Mantenha a tecla SHIFT com o botão 2 do mouse. Mova o mouse na direção requerida. Zoom Caixa – mantenha as teclas Ctrl e Shift pressionadas, e crie uma caixa ao redor da área do zoom usando o botão 2/scroll do mouse. Modo Rotacionar: Mantenha o botão 2/scroll e mova o mouse, a rotação é centralizada na esfera de posição. Rotação da Vista - Rotaciona Dinamicamente a vista e rapidamente libera o mouse. Quanto mais rápido você mover o mouse, mais rápido girará. Esta opção está desligada por padrão.

?? Selecione Ferramentas -> Opções, selecione a guia Vista e a opção Rotação da Vista .

Botão direito do mouse 3: Menus especiais & Opções do PowerMILL Explorer
Quando este botão é pressionado abrirá um novo menu baseado em qualquer entidade que o mouse estiver em cima, como os percursos de usinagem no PowerMILL Explorer. Se nada é selecionado o menu de vistas aparece.

Edição PMILL 5

5

Introdução Exemplo 1
Para este primeiro exercício você estará usando um modelo já salvo.

PowerMILL

?? Selecione Arquivo -> Importar Modelo.
A pasta exemplos aparece e o ícone grande e g fornece acesso para uma área dentro da árvore dos produtos da Delcam onde uma seleção dos modelos está armazenada. Os ícones marcados 1 e 2 podem ser adaptados pelo usuário para localizar áreas onde os dados para os trabalhos em andamento são armazenados.

?? Clique no ícone eg. ?? Selecione o modelo phone.dgk e Clique em Abrir.
O modelo phone é mostrado em modelos de arame e visto pela vista em Z. Somente parte do modelo está visível, porque ele é muito grande para a vista atual. Para mostrar o modelo completo o ícone Reajustar Escala na barra de ferramentas Visualizar é usado.

?? Na barra de ferramentas Visualizar, selecione o ícone Reajustar Escala.

A vista do modelo é ajustada para a tela inteira.

6

Edição PMILL 5

PowerMILL

Introdução

?? Selecione o ícone ISO 1 .

Você agora pode ver claramente o modelo de arames na vista isométrica. Para vê-lo sombreado você precisa selecionar a opção sombrear modelos de arame.

?? Selecione o ícone Sombrear Modelo.

Isso mostra o sombreamento sobre os modelos de arame. Para remover os modelos de arame e mostrar somente o modelo sombreado, pressione o ícone modelos de arame.

?? Selecione o ícone Modelos de Arames.

Pressionando o ícone modelos de arames novamente, os modelos de arame são ocultados mostrando o modelo somente sombreado.

?? Clique no ícone Modelo Sombreado e então Clique no ícone Vista do modelo de arames. ?? Tente outros ícones para Visualizar e observar os resultados.

Edição PMILL 5

7

Introdução PowerMILL Explorer
No lado esquerdo da tela está o PowerMILL Explorer.

PowerMILL

Essos ícones são usados extensivamente para ajudar a organizar sua usinagem. O formato padrão do Explorer é marcado pelo símbolo do PowerMILL e contém a exibição padrão de: Percursos de Usinagem, Padrões, Configuração da figura, Planos de trabalho, Grupos e Macros.

A segunda guia é do objeto OLE (Object Linking Embedding), e a terceira guia é o browser HTML usada para ver os arquivos HTML ou arquivos de Ajuda.

?? Selecione Arquivo -> Apagar Tudo.

Ajuda do PowerMILL
O PowerMILL vem completo com a sua própria Ajuda on-Line que é acessada pelo menu ajuda.

?? Selecione Ajuda -> Liberar notas.

8

Edição PMILL 5

PowerMILL

Introdução

Liberar Notas é carregado na página html fornecendo um sumário de todas as novas figuras introduzidas na atual versão do PowerMILL. Existe também um índice de ajuda disponível para usar direto na interface do PowerMILL. Isso é acessado pelo menu Ajuda na parte superior da tela.

?? Selecione Conteúdo do menu.

Há quatro guias que podem ser selecionadas, Conteúdo, Índice, Pesquisar e Favoritos.

?? Selecione o ícone Home

no lado direito da tela para visualizar o

Conteúdo disponível para a seleção.

Edição PMILL 5

9

Introdução

PowerMILL

Selecione quaisquer das opções de texto em Azul para ver seus Conteúdos.

?? Selecione o texto VIEWMILL TOOLBAR para visualizar o seu conteúdo.

?? Selecione Ajuda -> Novidades.

A guia Novidades explica como as novas funções são usadas nessa nova versão.

?? Feche qualquer menu e Clique no ícone PowerMILL.

10

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

2. Configurando a Usinagem
Preparação antes de criar percursos de usinagem
A lista seguinte é um resumo básico dos procedimentos requeridos antes de criar percursos de usinagem. É importante gastar um pouco de tempo reunindo informações sobre o modelo antes de aplicar os percursos de usinagem de fato. O PowerMILL tem algumas ferramentas únicas que permitem medir partes do modelo, sendo ele um gap ou um raio interno. Também podem ser usados vários métodos de sombreamento para ter uma idéia visualmente rápida do raio mínimo e ângulos de saída. O modelo poderia ser importado com uma orientação errada, novamente o PowerMILL lhe permitirá mover ou girar o modelo na posição correta. Alguns destes métodos serão usados no capítulo seguinte. A lista seguinte poderia ser usada possivelmente como uma lista de verificação para começar qualquer trabalho no PowerMILL e geralmente poderia ser representada nos fundamentos que deveriam ser seguidos antes de aplicar qualquer caminho de usinagem. 1. Carregando um modelo no Po werMILL. 2. Visualizando o modelo 3. Orientando o modelo no Plano de Trabalho onde é solicitado. 4. Reunir informações sobre o modelo Raio Mínimo / Ângulos de saída. 5. Medir o modelo. 6. Definição do Bloco. 7. Definição da Ferramenta de Corte. 8. Configurar Avanço e Rotação. 9. Alturas de Mov.Rápidos. 10. Ponto Inicial da Ferramenta. 11. Salvar o projeto.

1. Carregando o modelo no PowerMILL
Uma seleção de arquivos de exemplos é fornecida no PowerMILL, e estes modelos são encontrados em um diretório padrão chamado Exemplos. O método usual de importar um modelo no PowerMILL é Arquivo > Importar Modelo.

Edição PMILL 5

11

Configurando a Usinagem
?? Selecione Arquivo ->Exemplos.

PowerMILL

Pode ser carregada uma variedade de extensões diferentes de Modelos no PowerMILL que pode ser diferenciada facilmente na forma que se usa o filtro Arquivos do Tipo aumentar ou diminuir as opções.

?? Clique no arquivo speaker_core.dgk e então Abrir. ?? Selecione o ícone Reajustar Escala Vistas no lado direito.

na Barra de Ferramentas

O modelo será mostrado na área gráfica do PowerMILL olhando para o eixo Z. Isso é como ele será usinado se deixado nessa orientação, com a extremidade mais longa do modelo ao longo do eixo Y.

2. Visualizando o modelo
Embora o modelo é exibido; é interessante olhar de todos os ângulos para compreender completamente seu tamanho e características.

?? Selecione a Vista Isométrica 1.

Nós orientamos o modelo de forma que a extremidade mais baixa fique alinhada com a parte frontal da máquina.

12

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

3. Oriente o Modelo ao redor de um Plano de Trabalho.
O modelo precisa ser rotacionado ao redor do Plano de Trabalho ativo Z para deixar a extremidade mais baixa do modelo alinhada com a parte frontal da máquina ao longo do eixo X. Nota: Não é necessário sempre usar um Plano de Trabalho mas no entanto é bom praticar.

?? Clique com o botão direito sobre os Planos de trabalho no PowerMILL Explorer e selecione Criar um Plano de Trabalho.

Planos de trabalho podem ser usados como um modelo ou dado de ferramenta dentro de usinagem 3 eixos mas são geralmente usados em 3 mais 2, e 5 eixos com estratégias de usinagem. Um Plano de Trabalho inativo será agora visível no Explorer e sobre o Transform (que é a grande origem branca do modelo).

?? Clique no sinal de mais (+) próximo aos Planos de Trabalhos no explorer. ?? Clique com o botão direito sobre o novo Plano de Trabalho no Explorer e selecione Ativar.

O Plano de trabalho se torna vermelho. No Explorer, o texto fica em negrito e um sinal de maior é mostrado próximo ao nome.

Sempre é bom praticar renomear qualquer entidade criada no PowerMILL Explorer.

?? Clique com o botão direito sobre Planos de Trabalho e selecione Renomear.

?? Digite a palavra Origem e pressione 'Enter' no teclado.

Edição PMILL 5

13

Configurando a Usinagem

PowerMILL

O próximo passo será girar o modelo ao redor do novo Plano de Trabalho Ativo. (é também possível rotacionar e mover o plano de trabalho)

?? Clique no símbolo Mais (+) que está próximo à Modelos no explorer. ?? Clique com o botão direito sobre o nome do modelo speaker_core

?? Selecione Editar > Rotacionar > Z.

?? Digite –90 e selecione o tick verde no menu.

?? Selecione uma Vista em Z para ver se o modelo foi rotacionado corretamente.

14

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

O modelo nem sempre precisará ser rotacionado ou movido depois de ser importado no PowerMILL. Depende da preferência do operador e de como o modelo foi exportado do CAD.

Informações à respeito da posição dos modelos em relação ao Transform ou (se presente), um plano de trabalho ativo pode ser obtida.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre Modelos no explorer e selecione Propriedades.

Os valores podem ser copiados nesta forma e então podem ser colados em outras formas. Nós moveremos o Plano de Trabalho para cima no plano Z de forma que ele esteja situado à altura de máxima do modelo. O menu mostra que o atual valor máximo Z é 115.47048mm. E será necessário mover o plano de trabalho por 115.47048 para posicioná-lo na altura máxima do modelo.

?? Destaque o valor Máximo Z (115.47048) clicando duas vezes com o botão direito do mouse.

Esso método de copiar e colar valores pode ser usado de outras formas também, parando e tendo que digitá-los.

Edição PMILL 5

15

Configurando a Usinagem

PowerMILL

?? Clique com o botão direito do mouse sobre o valor destacado e selecione Copiar. ?? Clique com o botão direito do mouse sobre o plano de trabalho ‘Origem’ no explorer.

?? Clique com o botão direito no menu e selecione Colar e então o Tick Verde.

?? Selecione a Vista

em Y.

O plano de trabalho está agora na posição.

4. Sombreamento de Raio Mínimo e Ângulo de Saída.
Verificações visuais podem ser feitas rapidamente usando duas opções de sombreamento encontradas na barra de vistas no lado direito da tela. É útil você saber, antes da geração de ferramentas e caminhos de usinagem qual o raio mínimo no modelo e também se há cortes inferiores ou ângulos de saída.

16

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

?? Selecione o ícone Sombrear Raio Mínimo em View toolbar.
Qualquer raio interno que é menor que uma Ferramenta de Ponta Boleada ou Raio Inclinada será sombreado em VERMELHO. Examine o modelo para ver dois lugares em particular que mostram as áreas inacessíveis em Vermelho.

Os dois raios internos podem ser vistos sombreados em vermelho identificando visualmente que eles não serão usinados na medida correta se a ferramenta definida for usada. O padrão de raio da ferramenta pode ser encontrado e alterado em Opções do Desenho que está dentro de Modelos no menu explorer.

?? Clique com o botão direito sobre Modelos no explorer e selecione Opções de Desenho.

?? Mude o valor do Raio Mínimo da Ferramenta para 5.
Ainda não há nenhuma mudança no modelo.

Edição PMILL 5

17

Configurando a Usinagem
?? Mude o valor do Raio Mínimo da Ferramenta para 2.

PowerMILL

Todas as áreas em vermelho agora desapareceram, sugerindo que a menor ferramenta exigiu um acabamento desso raio com uma ferramenta Boleada de diâmetro 4mm. Nós agora iremos conferir visualmente o modelo de qualquer ângulo de saída e cortes inferiores.

?? Selecione o ícone Sombrear Ângulo de Saída na barra de ferramentas vista.

O modelo é sombreado com três cores diferentes: vermelha, verde e amarela. As áreas vermelhas representam ângulos menores ou iguais que o atual ângulo de saída especificado em Opções de Desenho (definição é 0). As áreas verdes representam ângulos acima do ângulo de Advertência que estão especificados em Opções do Desenho (definição é 5). As áreas amarelas representam ângulos entre o atual ângulo de Saída e ângulo de Advertência. Neste modelo em particular as áreas amarelas representam ângulos entre 0 e 5 graus.

?? Para verificar contra saídas mude o Ângulo de Saída para –0.2 e o Ângulo de Advertência para 0.2.
Você verá que todas as áreas vermelhas desapareceram e todas as áreas verdes permanecem em amarelo. Se qualquer área vermelha permanecer, então ela será mostrada como contrasaída. As áreas em amarelo indicam faces verticais ou quase verticais porque a diferença entre os Ângulos de Saída e Advertência é muito pequena. Esso modelo, como você pode ver não possui contra-saída.

?? Aceite o menu Opções de Desenho ?? Selecione o ícone Sombrear Ângulo de Saída novamente para desligar o sombreamento. ?? Tenha certeza que o ícone Wireframe da Barra de Ferramentas Vista está ligado, assim o modelo é mostrado somente em modelos de arames.

18

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

5. Medindo o modelo.
Pequenos alojamentos e gaps podem existir no modelo que podem ser medidos. Na ausência de um CAD ou informação, o PowerMILL oferece para o operador uma ferramenta que permite medir linhas e também arcos/círculos. Antes que qualquer medida possa ser considerada você precisa mudar o Filtro de Posicionamento Preciso do PowerMILL.

?? Na parte superior da janela selecione Ferramentas > Filtro de Posicionamento Preciso > Qualquer Lugar.

Se qualquer lugar estiver ativado, então você pode facilmente selecionar qualquer lugar no espaço, obtendo medidas incorretas. Com ele desligado as partes do modelo podem ser selecionadas.

?? Zoom na área mostrada pela seta abaixo.

Nós mediremos o gap no fundo da nervura para determinar seu tamanho e profundidade.

?? Na barra de ferramentas de topo selecione o ícone Medir modelo .
A caixa Medir Modelo aparece. Um ponto de âncora é necessário para começar a medir o modelo.

Edição PMILL 5

19

Configurando a Usinagem

PowerMILL

?? Arraste uma janela com o botão esquerdo do mouse ao redor do ponto 1 mostrado abaixo.
Faça uma janela em volta deste ponto.

O ponto de âncora está selecionado e representado por um círculo pequeno. Os valores x, y e z são vistos acima e são relativos ao Plano de Trabalho 'Origem'.

?? Arraste uma janela ao redor do ponto 2 visto sobre a medida final.
Uma linha aparece conectando os dois pontos, e a informação relativa à linha é mostrada nesso menu. O Raio mínimo é medido obtendo os dados de três pontos do modelo.

?? Selecione a borda do círculo com a caixa Medir Modelo e dê um zoom na área mostrada abaixo.

20

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

?? Selecione três pontos arrastando uma pequena caixa ao redor deles como mostrado abaixo.

Um círculo aparecerá após o terceiro ponto selecionado como mostrado.

A caixa Medir Modelo mostrará detalhes do arco como mostrado.

?? Pratique medindo outras partes do modelo usando as opções Linha e Círculo. ?? Cancele o menu Medir Modelo e selecione uma vista ISO 1.

Edição PMILL 5

21

Configurando a Usinagem 6. Definição do Material do Bloco.

PowerMILL

O bloco é o tamanho inicial do bloco que o PowerMILL usa para limitar os movimentos da ferramenta. Ele pode ser o modelo usinado. Existem outros métodos avançados para limitar os movimentos da ferramenta.

?? Clique no ícone Bloco

na barra de ferramentas de topo.

O menu bloco aparece. Este menu lhe permite definir o tamanho do bloco entrando com valores mínimo e máximo de X, Y e Z. Alternativamente você poderia pedir para o PowerMILL medir os tamanhos automaticamente usando o botão Calcular. O valor resultante pode ser individualmente editado ou travado (cor cinza) como exigido além de ser calculado incluindo um offset entrando com um valor satisfatório na caixa marcada Expansão .

?? Clique no botão Calcular. ?? Clique em Aceitar.

O bloco é mostrado por padrão. Isso pode ser mostrado translúcido ou em modelos de arame azul, usando a barra de opacidade no menu bloco.

O bloco pode ser desligado graficamente selecionando o ícone bloco Barra de Ferramentas Vista no lado direito

. Da

22

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

7.Definindo o Corte da Ferramenta
A Definição da Ferramenta pode ser acessada pelo ícone na Barra de Ferramentas localizado no canto inferior esquerdo da área gráfica.

?? Clique na seta para baixo para mostrar todos os ícones para Criar Ferramentas.
Todos os tipos de ferramentas aparecem como ícones.

Colocando o cursor em cima de um ícone abrirá uma pequena caixa que contém a descrição do tipo de ferramenta.

?? Selecione o ícone Toroidal
O menu Ponta da Ferramenta aparece. É onde você configura os valores da ferramenta. Quando um diâmetro é configurado por definição o comprimento da ferramenta automaticamente vai para cinco vezes o diâmetro, e isso pode ser mudado se não for desejado. É interessante nomear a ferramenta com uma descrição. Essa ferramenta, por exemplo, com um diâmetro de 50, comprimento 100 e raio da ponta de 5 poderia ser chamada tr50t6. O número da ferramenta será o atual número de saída no programa NC. Se a máquina tem um trocador de ferramenta ele representará o número do carrossel. Definindo uma Haste e um Suporte será visto quando observarmos a Análise de Colisão durante o curso.

Edição PMILL 5

23

Configurando a Usinagem

PowerMILL

?? Entre com um diâmetro de 50 um Raio da Ponta de 6 e mude o Comprimento para 100. ?? Digite D50T6 na caixa marcada Nome. ?? Clique em Aceitar.

A ferramenta agora é exibida na tela e também aparece como uma entidade dentro de Ferramentas na seção do explorer.

Qualquer futura troca de ferramenta é iniciada através do explorer. Para Ocultar a ferramenta Clique no ícone lâmpada. Para desativar a ferramenta Clique com o botão direito do mouse em qualquer lugar nos dados da ferramenta no explorer e Clique no nome Ativar (o tick irá desaparecer). Selecionando a opção Parâmetros o menu definição da ferramenta será aberto.

A ferramenta pode ser vista também em modelos de arame ou sombreada na janela gráfica.

?? Clique com o botão direito sobre a ferramenta no explorer e selecione Sombrear.

24

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

8.Configurando Avanço e Rotação
A configuração da rotação e do avanço precisam ser definidos.

?? Clique sobre o ícone de topo.

Avanços na barra de ferramentas

O menu avanços aparece. Esso menu lhe permite configurar o avanço e a rotação de qualquer percurso calculado. Alternativamente o Avanço de Corte e Rotação podem ser armazenados nas definições da ferramenta clicando na caixa Carregar a partir da ferramenta ativa.

?? Deixe as configurações como padrão e Clique em Aceitar.

9.Altura de movimentos rápidos
Alturas seguras em Z devem ser configuradas para que a ferramenta possa ter avanços rápidos sem o contato com o componente ou dispositivos que o seguram.

Z seguro é a altura na qual a ferramenta irá com movimentos rápidos. Z Inicial é a altura na qual a ferramenta descerá, com movimento rápido para aplicar o avanço de mergulho.

?? Clique no ícone Alturas de Movimentos Rápidos. ?? Selecione o botão Reiniciar para Altura de Segurança. ?? Clique em Aceitar.

Edição PMILL 5

25

Configurando a Usinagem

PowerMILL

O mesmo princípio pode ser também definido incrementando para permitir movimentos rápidos seguros, localizados no modelo. Na seção Incremental, duas opções adicionais estão disponíveis: Mergulho e Rasante.

Mergulho permitirá que o movimento rápido continue com a distância especificada do fundo dos movimentos de mergulho antes do avanço de corte. Rasante funcionará no mesmo caminho do Mergulho mas também aplicará movimentos horizontais rápidos a uma altura especificada sobre as características locais ao longo do caminho na peça.

10.Ponto Inicial da Ferramenta.
Esta é uma posição segura para a ferramenta mover para antes e depois de cada mudança de ferramenta ou operação de usinagem. Dependendo do tipo de ferramenta isto pode ser a posição de mudança de ferramenta atual.

?? Clique no ícone Ponto Inicial.
O caixa Ponto Inicial da ferramenta aparece, mostrando os valores da posição da ferramenta. Por padrão a posição da ferramenta é configurada automaticamente no centro do bloco. Se você quiser selecionar a sua própria posição então você pode selecionar a opção Fixo na área Modo do menu.

?? Configurar Modo para Fixo. ?? Configure as coordenadas como X0, Y0 e Z 50. ?? Clique em Aceitar.

26

Edição PMILL 5

PowerMILL

Configurando a Usinagem

A ferramenta fica agora situada à posição do começo da ferramenta nova sobre o plano de trabalho ativo. A configuração está completa e o PowerMILL está pronto para começar a geração de caminhos de usinagem.

11.Projetos
Um Projeto é uma Pasta usada para manter uma cópia permanente dos dados de usinagem criados no PowerMILL explorer. Essos dados podem ser incluídos como Percursos, Ferramentas, Planos de Trabalho, e outras entidades relacionadas com as estratégias de usinagem. O projeto também guardará o status de ativação de cada entidade quando salvou. O Modelo também é armazenado no Projeto . Os comandos do projeto são acessados através de Arquivo Salvar Projeto e é uma boa política inicialmente assim que possível durante a programação e em intervalos regulares satisfatórios. Ao salvar inicialmente um Projeto o usuário precisa selecionar uma localização no disco onde ele quer armazenar o projeto.

?? Selecione Arquivo -> Salvar Projeto.

?? No menu localize a pasta C:\Temp.

Edição PMILL 5

27

Configurando a Usinagem
?? Digite \Speaker_Core e então selecione OK

PowerMILL

A seleção da opção Salvar Projeto atualizará o arquivo automaticamente para o nome atual do arquivo. Para criar uma cópia, use Salvar Projeto Como que será mostrado com um novo nome. O principal uso de um Projeto é para rapidamente retomar as configurações para re-usinar toda ou parte de um componente em uma data posterior. O componente pode ter sido modificado ou a escolha dos cortes da ferramenta podem terem sido mudados desde que o Projeto original foi criado. Dados do projeto são armazenados em uma pasta que é especialmente marcada com o ícone do PowerMILL

Como o projeto aparece no Windows Explorer.

28

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

3. Desbaste
As principais opções para desbastar um Modelo 3D são chamadas de estratégias de Desbaste 3D. Isso fornece uma gama de opções de remoção 2D, que progressivamente usina a área (Camada) para o contorno do componente com uma sequência de Alturas e m Z definida pelo usuário. Existe também um grupo de estratégias similares, Desbaste 2.5D para usar exclusivamente com a Função PowerMILL 2.5D (que será vista no final do dia no curso).

Algumas vezes conhecida como linha d'água, os passos da ferramenta de desbaste por um valor especificado das Alturas Z limpam completamente a área (Camada) na profundidade antes da próxima Altura Z repetir o processo.

Para alguns componentes uma estratégia secundária de Desbaste é aplicada usando as opções de Re-Desbaste em conjunto com uma ferramenta pequena. Isso remove excesso de material dos alojamentos que são inacessíveis com a ferramenta original Percurso de Referência ou Modelo Usinado. Isso reduzirá o grau de sobre carga da ferramenta e fornecerá uma consistência maior de remoção de material para qualquer operação subsequente de Acabamento.

Edição PMILL 5

29

Desbaste

PowerMILL

Se o material original veio da fundição então não é necessário aplicar qualquer Desbaste mas prosseguir diretamente para uma estratégia de semi Acabamento . -

Percursos de Usinagem
Valores adequados são solicitados para controlar a precisão e a quantia de excesso de material a ser deixado no componente por um percurso. Os parâmetros usados para esse propósito são pré-configurados e chamados de Sobre -Metal e Tolerância.

Sobre -Metal é a quantia de material extra especificado para ficar no componente após a usinagem. Isso geralmente pode ser aplicado (como mostrado), ou independentemente com valores Radial e Axial para as opções de usinagem. É também possível determinar os valores de Sobre -Metal para grupos de Superfícies no atual modelo.

Tolerância Grossa

Tolerância Fina

30

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

Tolerância controla a precisão no qual o caminho de corte segue a forma do componente. Pode ser usada uma tolerância grossa para desbastar, mas para acabamento uma tolerância fina deve ser usada. Note quando o valor do sobre-metal é maior que 0, sempre deveria ser maior que o valor da tolerância

Exemplo de Desbaste Raster
?? Ative a ferramenta d50t6 no explorer.

?? Na barra de ferramentas principal selecione o ícone Estratégias do Percurso.

?? Selecione a opção Desbaste Raster em Modelos para abrir o seguinte menu. ?? Indique o Nome D50T6_A1. ?? Configure o Passo Lateral para 20. ?? Configure o Passo Vertical para 10. ?? Mantendo todos os outros valores como padrão, Aplique o menu. ?? Quando o procEsso estiver completo Cancele o menu.

Edição PMILL 5

31

Desbaste

PowerMILL

Assim que o menu Desbaste Raster em Modelos foi aberto um Percurso não processado aparece no Explorer (o nome padrão foi mudado para D50T6_A1). O ícone percurso pode agora ser agora clicado duas vezes para ativar e desativar o percurso. O símbolo + pode ser clicado para abrir uma gravação completa dos dados usados para criar o percurso. Passo Lateral

Passo Vertical

A linhas vermelhas tracejadas representam os movimentos Rápidos e as linhas azuis claras são os movimentos de Mergulho . Os movimentos de Mergulho no momento são mais longos que o necessário, resultando em tempo gasto pelo avanço da ferramenta para baixo em espaço livre onde a maioria dos movimentos podem ser Rápidos. O percurso existente será agora Reciclado com as novas configurações para melhorar a eficiência de movimentos rápidos através do componente.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone percurso no explorer para abrir o menu local.

?? Selecione Configurações para reabrir o menu Desbaste Raster em Modelos.

32

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

?? Selecione o ícone 'Reciclar percurso' (mostrado com a seta abaixo)

?? Selecione o ícone Alturas de Movimentos Rápidos na barra de ferramentas principal ?? Selecione a opção Rasante e mude o Z Seguro para 5 e Z Inicial para 3 como mostrado abaixo.

?? Aceite o menu acima e então Clique em Aplicar no menu Desbaste Raster em Modelos e uma vez que o processo está completo, clique em Cancelar para fechar o menu.
A ferramenta fará um mergulho (movimento azul claro) para o Incremento definido - Z de Início acima de cada camada e rápido pelas áreas desbastadas pelo incremento - Z Seguro (movimento rosa).

Edição PMILL 5

33

Desbaste

PowerMILL

O percurso foi reciclado com a opção Rasante configurada no menu Altura de Movimentos Rápidos e agora usa valores Incrementais de Z Seguro e Z Inicial (Note: na prática mais que uma mudança pode ser implementada ao Reciclar ou Copiar um percurso). Nesse tempo uma Cópia do percurso acima será criada e modificada usando as opções Filtro de Área para remover o único passe que vai para baixo nos quatro cantos.

?? Selecione Configurações para reabrir o menu Desbaste R aster em Modelos. ?? Selecione o ícone 'Copiar percurso' (mostrado abaixo).

?? No menu a seção localizada Filtro de Área (no canto inferior esquerdo) e coloque as configurações como mostrada abaixo (Note Apenas áreas com movimentos Oblíquos está desativada).

Todos os caminhos da ferramenta que transpõe uma distância menor que o Diâmetro da Ferramenta (UDT) será filtrado e não aparecerão no percurso final.

?? Aplique o menu Desbaste Raster em Modelos e uma vez que o processo está completo, clique em Cancelar para fechar o menu.

A estratégia padrão Desbaste Raster passa através do modelo com caminhos paralelos da ferramenta. As extremidades remanescentes ao redor do modelo, são então removidas por um simples passe no contorno.

34

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

Um novo percurso chamado D50T5_A1_1 é criado com a usinagem de canto filtrada.

Simulando o Percurso
O ViewMill fornece uma simulação 3D gráfica que permite que os percursos sejam checados antes que eles sejam usinados. O ViewMill tem a sua própria barra de ferramentas que pode ser acessada pelo botão ViewMill na barra de ferramentas de topo. ?? Selecione o ícone ViewMill localizado à frente no lado direito da Barra de Ferramentas Principal no topo da tela .

A barra de ferramenta de simulação aparece.

?? Selecione a vista ISO 1 do modelo e escale-o para ser o maior possível. ?? Selecione o ícone Ativar a Janela do ViewMill.

Isso mostra o ambiente do Viewmill e gera um bloco sombreado.

?? Selecione o ícone Sombrear Ferramenta.

Com a ferramenta sombreada, é mais claro para ver onde a posição de origem está. A velocidade da simulação é reduzida se a ferramenta está sombreada.

Edição PMILL 5

35

Desbaste
?? Selecione o ícone Iniciar/Reiniciar.

PowerMILL

O percurso é simulado mostrando a remoção de material do bloco definido do material. Clique no ícone Sombrear Ferramenta novamente para desligar o sombreamento e isso tornará a simulação mais rápida.

O bloco é completamente usinado.

?? Selecione o ícone Ativar Janela do ViewMill para retornar à seção do PowerMILL.
A seção acima do PowerMILL não será cancelada mas temporariamente colocada no fundo, assim qualquer percurso subsequente pode ser simulado como uma continuação.

?? Na barra de ferramentas de topo selecione Arquivo Salvar Projeto para atualizar os dados armazenados.
O projeto Speaker_Core não será atualizado para incluir Os percursos de Desbaste 3D.

?? Na barra de ferramentas de topo selecione Arquivo Apagar Tudo

36

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

?? Na barra de ferramentas de topo selecione Ferramentas Reiniciar Menus
Isso restaura todos os padrões de configuração do PowerMILL nos menus sem ter que sair e entrar novamente.

Exemplo de Desbaste por Offset
?? Abra o modelo WingMirrorDie.dgk localizado em PowerMILL_Data\models.

?? Crie uma ferramenta Toroidal com 40mm de diâmetro com um raio da ponta de 6 e Nome de d40t6. ?? Na barra de ferramentas Principal abra o menu Bloco e Calcule o material do Bloco para as dimensões completas do modelo. ?? Reinicie as Alturas de Movimentos Rápidos e configure os movimentos Incrementais para Rasante. ?? Configure o menu Ponto Inicial para Automático e Centro Seguro do Bloco.

Edição PMILL 5

37

Desbaste

PowerMILL

?? Na barra da ferramentas Principal selecione o ícone Estratégias de Percurso .

?? Selecione a opção Desbaste por Offset em Modelos para abrir o seguinte menu. Indique o nome D40T6_D1. Selecione Rampa.

Selecione Rampa Opções; Ângulo Zig de 4, Seguir Círculo, e Diâmetro do Círculo de 0.6 Como mostrado abaixo.

Tipo Todos (padrão) ?? Coloque ou modifique os dados como mostrado nas seções com as setas acima e clique em Aplicar para criar o percurso Desbaste por Offset mostrado abaixo.

38

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

A estratégia Desbaste por Offset usando Tipo Todos seguindo ambos os contornos de ambos os Modelos e Bloco então gradualmente fornece um offset para o material restante em cada Altura Z.

?? Selecione o ícone ViewMill localizado a frente no lado direito da Barra de Ferramentas Principal no topo da tela.

A barra de ferramenta de simulação aparece.

?? Selecione a vista ISO 2 do modelo e escale para ser a maior possível. ?? Selecione o ícone Ativar a Janela do ViewMill. ?? Execute a simulação do ViewMill do percurso.

O resultado finalizado indica que a atual geometria da ferramenta não é adequada para acessar algumas figuras por completo (indicadas) no modelo. Como um resultado uma estratégia de Desabaste é requerida usando uma ferramenta pequena para continuar localizada em áreas remanescentes. Essa técnica é conhecida como Re-Desbaste.

Edição PMILL 5

39

Desbaste Usinagem Restante

PowerMILL

Os menus Desbaste 3D contém opções para aplicar o Re-Desbaste baseado diretamente em um Percurso de Referência previamente definido ou um Modelo Usinado . Os seguintes exemplos ilustram o Re -Desbaste primeiramente usando um Percurso de Referência e usando o Modelo Usinado. O Modelo Usinado representa um modelo não usinado em qualquer ponto do processo de usinagem. Ele é aplicado primeiro criando uma entidade Modelo Usinado aplicando um Bloco , seguido de vários percursos. Após cada atualização, o modelo usinado se ajusta para mostrar o material não usinado que permanece no bloco.

Re-Desbaste usando um Percurso de Referência
?? Crie uma ferramenta Toroidal com 16mm de diâmetro com um raio da ponta de 3 e Nome de d16t3. ?? Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone percurso no explorer para abrir o menu local.

?? Selecione Configurações para reabrir o menu Desbaste por Offset em Modelos. ?? Selecione o ícone 'Copiar percurso' (mostrado abaixo).

Note todos os itens associados originalmente usados para criar o percurso serão ativados.

40

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste
?? Ative a nova ferramenta, d16t3.
Entre com um novo nome D16T3_D1 .

As opções com a seta controlam os limites do Re -Desbaste por comparação com o percurso previamente definido D40T6_D1.

Configure o Tipo para Modelo (Isso gera offsets dos caminhos das ferramentas, baseados somente nos contornos do Modelo).

?? Coloque ou modifique os dados mostrados com a seta acima e clique em Aplicar para criar o novo percurso de Desbaste por Offset mostrado na página seguinte. ?? Cancele o menu.

Edição PMILL 5

41

Desbaste

PowerMILL

?? Selecione o ícone Ativar Janela do ViewMill para sair da seção do ViewMILL. ?? Pinte (Azul) as superfícies superiores do atual modelo do ViewMill.

?? Execute uma simulação do ViewMill para o novo percurso.

A simulação do ViewMILL mostra uma pequena ferramenta continuando onde o Percurso de Referência finalizado para desbastar o material perto da forma do componente. Isso reduzirá o risco do uso excessivo ou prejudicar as ferramentas usadas para operações de acabamentos subsequentes.

Re-Desbaste usando um Modelo Usinado
Um método alternativo de Re-Desbaste é o uso de um Modelo Usinado ao invés de um Percurso de Referência. Um dos benefícios da utilização de um Modelo Usinado é que o material remanescente pode ser visualizado ao longo com percursos associados. O seguinte exemplo demonstrará a criação de um Modelo Usinado para finalizar o percurso D40T6_D1 no ponto que ele será mostrado como o Material Restante . O percurso de ReDesbaste D16T3_D1 será então usado para basear a criação de um novo percurso mas Esse tempo usando o Modelo Usinado.

?? No explorer Ative o percurso D40T6_D1.

?? No PowerMILL explorer, Clique com o botão direito do mouse em Modelo Usinado para abrir o menu local e selecione Criar.

42

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

?? No PowerMILL explorer, clique novamente com o botão direito do mouse no ícone Modelo Usinado e a partir do menu local selecione Aplicar – Ativar Percurso Primeiro.

?? No mesmo menu selecione Calcular para criar o Modelo Usinado como mostrado abaixo.

?? No mesmo menu selecione novamente Mostrar Material Restante para mostrar o Modelo Usinado como mostrado abaixo.

Edição PMILL 5

43

Desbaste

PowerMILL

?? No explorer Ative o percurso D16T3_D1. ?? Clique com o botão direito do mouse no ícone percurso e no menu local selecione Configurações para re-abrir o menu Desbaste por Offset em Modelos. ?? Selecione o ícone 'Copiar percurso' (mostrado abaixo).

?? No menu localize a seção Re-Desbaste (no canto inferior direito) e mude as configurações para usar o Modelo Usinado - 1 como mostrado abaixo.

?? Clique em Aplicar para criar uma alternativa (mais eficiente) de ReDesbaste chamado D16T3_D1_1. ?? Cancele o menu Desbaste por Offset para revelar o seguinte percurso.

44

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

?? Na barra de ferramentas de topo selecione Arquivo Salvar Projeto e salve o projeto como C:\temp\Wing_Mirror_Die. (Veja o Capítulo 2 para maiores detalhes do método) ?? No Explorer clique com o botão direito do mouse sobre Percursos e selecione Apagar Tudo do menu local. ?? Use o mesmo método para Apagar Tudo - Modelos e Modelos Usinados. ?? Na barra de ferramentas de topo selecione Ferramentas Reiniciar Menus

Isso restaura todos os padrões das configurações do PowerMILL nos menus sem ter que sair e entrar novamente.

Desbaste por Offset – Tipo de Modelo
Essa variante do Desbaste por Offset é desenhada para usinagem em alta velocidade. Ele fornece uma taxa de remoção de material mais consistente as custas de um excessivo número de movimentos rápidos através do componente (é aceitável praticar em aplicações com Alta Velocidade). Essa estratégia é aplicada corretamente para ajudar dramaticamente a minimizar ambos a ferramenta e a máquina. A estratégia é baseada em um contorno ao redor do componente em cada Altura Z com um offset contínuo no material Bloco .

?? Abra o modelo Handle.dgk localizado em PowerMILL_Data\models. ?? Ative a ferramenta Esférica d16t3 . ?? Na Barra de Ferramentas Principal abra o menu Bloco e Calcule o material do Bloco para as dimensões do modelo. Fixe os valores Z máx e Z min, e entre com uma Expansão de 10 e Calcule novamente. ?? Reinicie as Alturas de Movimentos Rápidos e configure os movimentos Incrementais para Rasante. ?? Configure o Ponto Inicial para Automático e Centro Seguro do Bloco. ?? Na barra da ferramentas Principal selecione o ícone Estratégias de Percurso . ?? Selecione a opção Desbaste por Offset em Modelos para abrir o seguinte menu:

Edição PMILL 5

45

Desbaste

PowerMILL

?? Coloque ou modifique os dados indicados acima e clique em Aplicar para criar o novo percurso Desbaste por Offset mostrado na página seguinte

46

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

?? Selecione uma vista Iso 1 como mostrado e clique com o botão direito do mouse sobre o ícone percurso no PowerMILL Explorer para abrir o menu local. ?? Selecione Animar – Médio e observe a animação do percurso (selecione Esc para parar a animação).

A ferramenta irá continuamente no sentido concordante, iniciando cada caminho da ferramenta no bloco para permitir uma aceleração para otimizar o Avanço. Cada passe manterá uma taxa de remoção de material muito consistente. O único lado negativo para a estratégia são ocasionais mudanças bruscas de direção ao longo do caminho da ferramenta. Isso pode ser melhorado usando as configurações avançadas para progressivamente endireitar os caminhos da ferramenta como é dado um offset na forma do componente. Um desvio especificado do passo lateral nominal será requerido para permitir isso.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre o ícone percurso no explorer para abrir o menu local. ?? Selecione Configurações para reabrir o menu Desbaste por Offset em Modelos. ?? Selecione o ícone 'Copiar percurso' (mostrado abaixo).

?? Com o menu Desbaste por Offset aberto novamente, ative a opção Suavizar Passadas deixando o valor da barra com o padrão de (25%). ?? Clique em Aplicar para criar um novo percurso d16t3_hsm1_1 com a estratégia melhorada em 25%.

Edição PMILL 5

47

Desbaste

PowerMILL

Compare os dois percursos Desbaste 3D por Offset (Tipo - Modelo) notando o progressivo endireitamento dos caminhos da ferramenta na segunda estratégia (ao aplicar 25% de suavização).

?? Na barra de ferramentas de topo selecione Arquivo - Apagar para apagar todos os dados do atual projeto ?? Na barra de ferramentas de topo selecione Ferramentas Reiniciar Menus

Isso restaura todos os padrões das configurações do PowerMILL nos menus sem ter que sair e entrar novamente.

48

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

Informações Gerais sobre Desbaste
São informações de referência para qualquer opção diferente contida no menu Desbaste. Isso pode também ser encontrado usando a Ajuda.

Clicando no botão Sobre -Metal no menu Desbaste lhe permite colocar valores diferentes de sobre-metais Radial e Axial. Esso botão está também disponível nos menus de acabamento.

Sobre-metal
A caixa sobre-metal foi atualizada e repensada. Ao invés de possuir várias caixas separadas, existe uma caixa com várias guias. As guias Desbaste, Acabamento e Fronteira contém as mesmas informações como nas versões prévias com Verificar Colisões Automático adicionada.

Edição PMILL 5

49

Desbaste

PowerMILL

Verificar Colisão Automático - verifica as colisões dos percursos durante o cálculo. Quando é ativado, a haste e o suporte da ferramenta são verificados. Se desativado a haste e o suporte não são verificados. Verificar Colisões usando a caixa Verificação do Percurso verificará a haste e o suporte sem levar em consideração essa opção.

Folga

Folga na Haste - representa uma área especificada “segura” ao redor da haste que é levada em conta ao verificar as colisões. Folga do Suporte - representa uma área especificada “segura” ao redor do suporte que é levada em conta ao verificar as colisões.

Existe uma nova guia, Componentes.

50

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

A guia Componentes lhe permite fornecer diferentes componentes (como superfícies ou modelos), diferentes sobre-metais (Axial e Radial). Ele também lhe permite fornecer à um único componente, diferentes sobre-metais de diferentes percursos. A maior parte da caixa está em cinza antes de você selecionar uma configuração de sobre-metal da lista.

Para um exemplo veja "Usando Sobre-metal no Componente" na página 51. Um característica importante que está fora da caixa é ignorar superfícies selecionadas ao usinar. Isso está disponível na lista Usinando Modo com três opções:

Usinar - é usada por um componente que o percurso usinará. Colisão - é usada por um componente que não será usinado, mas deve ser evitado (como grampos e áreas com contra saída em usinagens 5-eixos). Ignorar - é usada por um componente que não será usinado e foi criado somente para a construção de um propósito (como uma orientação de superfície em usinagens multi-eixo). Usando Sobre-metal no Componente
.

Esse exemplo usa o modelo Speaker.dgk com um bloco e uma ferramenta de topo criada

Edição PMILL 5

51

Desbaste 1. Abra a caixa Desbaste Raster em modelos 2. Clique no botão Sobre-Metal

PowerMILL

e selecione a guia Componentes.

3. Clique na primeira entrada na Lista de Sobre-Metal. Ela muda de branco para azul.

4. Selecione as superfícies que você quiser aplicar o sobre-metal (nesse caso a grande áre a cilíndrica). 52
Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

5. Agora coloque essas duas superfícies no lugar selecionado na lista clicando no botão Adquirir Componente .

6. Agora complete o restante da caixa. Verifique a caixa Sobre-Metal Radial e então entre com um Sobre -Metal Radial de 1.0 e um Sobre-Metal Axial de 2.0.

7. Se você olhar para a caixa, você verá que o Sobre-Metal é de 1.0 e o Sobre-Metal Total é de 2.0. Isso acontece porque você definiu um Sobre-Metal Radial de 1.0 nessa caixa e um Sobre -Metal de 1.0 na caixa Desbaste Raster. Similarmente o Sobre -Metal Axial aplicado aqui é 2.0 e um Sobre -Metal de 1.0 é aplicado na caixa Desbaste Raster fornecendo um Sobre -Metal Axial Total de 3.0.

Edição PMILL 5

53

Desbaste

PowerMILL

8. Agora aplique um sobre-metal diferente em algumas outras superfícies. Clique na segunda entrada da Lista de Sobre-Metal

9. Selecione as superfícies que você quer aplicar o sobre-metal (nesse caso as duas superfícies cilíndricas menores).

10.Agora coloque essas superfícies no lugar selecionado na lista clicando no botão Adquirir Componente 11.Entre com um Sobre -Metal de 1.5 .

54

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

12.Para ver os componentes que você selecionou para o Sobre -metal do Componente clique em Sombrear Sobre -Metal . Os componentes com sobre -metal são sombreados com a cor selecionada a partir da lista de Sobre-metal e os componentes sem sobre-metal são sombreados em branco.

13.Você pode agora clicar em Aceitar para fechar essa caixa e retornar para a caixa Desbaste Raster. Você pode completar essa caixa e criar o seu percurso. 14.Agora abra a caixa acabamento, clique no botão Sobre-Metal selecione a guia Componentes.
Edição PMILL 5

e

55

Desbaste

PowerMILL

15.Na lista Copiar Dados de selecione o percurso desbaste Raster (nesse caso AC) e clique no botão Copiar Dados do Sobre -Metal . Isso copia todas os dados do sobre-metal do último percurso para esse. Você pode então adicionar mais sobre-metais se você quiser.

16. Você pode agora clicar em Aceitar para fechar essa caixa e retornar para caixa Acabamento. Você pode completar essa caixa e criar o seu percurso de acabamento. Se você olhar nos detalhes dos percursos no explorer você pode ver o sobre-metal aplicado para cada configuração de sobremetal

56

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

Evita sobrecarga da ferramenta
Com Evitar sobrecarga da ferramenta ativado a ferramenta adquire uma situação de sobrecarga, então o PowerMILL automaticamente coloca um caminho trocoidal para eliminar todos os cortes com larguras cheias. Isso ocorrerá nos cantos, canais estreitos, nervuras, etc e o grau de Evitar sobrecarga da ferramenta é controlado com uma porcentagem no menu.

Canal Estreito

Canto Agudo

Alturas em Z
Se o Passo Vertical é configurado para Manual no menu Desbaste, existem cinco modos de gerar Alturas em Z; Número, Passo Vertical, Valor, Intermediário e Plano. Número - Divide o bloco igualmente em um número definido de Alturas Z, o mais baixo de qual estará ao fundo do bloco. Passo Vertical - Cria a Altura Z na base do bloco e então passos a cima numa Altura Z definida. Manter o Passo Vertical Constante, o motivo da distância entre todos os níveis para permanecer constante modificará o passo vertical para criar níveis uniformemente espaçados tão perto do valor especificado quanto possível. Valor - Cria uma única altura Z no valor definido. Você pode especificar como muitas alturas Z são requeridas, mas ao usar o valor você deve fazer somente um por vez. Plano - Identifica áreas planas do modelo e cria uma altura Z (+ sobre-metal) a estes valores. Intermediário - Soma o número especificado de Alturas Z entre Alturas Z existentes. Anexando Alturas Z Alturas Z pode ser também usadas para salvar percursos de desbaste. Quando um percurso é ativado o botão anexar se torna ativo.

Contornando Desbaste
Um contorno pode ser executado em qualquer nível para remover cristas que serão deixadas pela ferramenta após os passes de desbaste. Todas as opções de contorno se tornam

Edição PMILL 5

57

Desbaste

PowerMILL

disponíveis ao usinar com uma estratégia raster mas somente a opção direção do corte está disponível ao usar uma estratégia de contorno.

Quando
Determina quando o contorno da passagem acontece durante a usinagem. Há 4 opções: Nenhum – Nenhum contorno da passagem é executado. Antes – O PowerMILL executará um contorno primeiro e depois a estratégia raster. Durante – Uma estratégia raster é gerada e achará caminhos de contorno conforme segue. Depois – O PowerMILL executará o contorno por último.

Direção do Corte
Determina a direção da ferramenta. Escolhendo uma única direção podem conduzir a mais subidas geradas. Qualquer – isto permite a ferramenta percorrer em ambas as direções que permitem usinagens concordantes e usinagens discordantes. Concordante – isto forçará a ferramenta a só percorrer em uma direção de forma que isto seja sempre uma usinagem concordante. Discordante – isto forçará a ferramenta a só percorrer em uma direção de forma que isto seja sempre uma usinage m discordante.

Contorno Externo
Contorna o perímetro do bloco, se estiver selecionado.

Contorno Final
Essa opção foi preparada para contornar áreas principais da barra de ferramentas de desbaste e permite ao usuário fazer o passe final com um corte contínuo do metal mais as extremidades ao redor do modelo. Isso reduz o uso da ferramenta.

Permitir a Ferramenta Fora do Bloco
No Menu de Geração de Camadas de Corte há uma caixa: Permite a Ferramenta Fora do Bloco . Isso permite o primeiro passe do raster estar com o passo lateral específicado, no lugar do raio da ferramenta. Isso pode ser usado em conjunto com a habilidade da ferramenta de mover de dentro para fora do bloco.

Rampa
Isso fornece um caminho para guiar para baixo em um caminho da ferramenta onde ele é impossível se aproximar do lado de fora do Bloco na profundidade completa de usinagem (ex: dentro de um alojamento).

58

Edição PMILL 5

PowerMILL

Desbaste

O ângulo Zig é o ângulo que desce ao longo da direção da usinagem como as rampas da ferramenta no material. Existem 3 tipos diferentes de movimentos de rampa seguindo a geometria do Percurso, um Círculo, ou uma Linha. Se o comprimento do ângulo Zig é limitado para uma distância finita um movimento de rampa na direção oposta do ângulo Zag pode ser aplicada. O Comprimento da Rampa é definido pelas 'unidades do Diâmetro da Ferramenta' (UDT). Por Exemplo, com uma ferramenta de diâmetro 10mm, um Comprimento de Rampa de 3 UDT's serão iguais a 20mm. Normalmente o comprimento da Rampa deve ser maior que o diâmetro da ferramenta para permitir que os cavacos saiam para limpar debaixo da ferramenta. Ângulo Zag Se o comprimento de rampa finito foi especificado, então o PowerMILL irá inserir movimentos Zag. O configuração padrão do ângulo Zag possui um quadro de configuração independente - que significa que o ângulo é definido manualmente. O ângulo padrão é 0 grau. Quando não configurado, ele terá o mesmo valor que o ângulo Zig. Se Aproximar por Fora é ativado, e onde ele é útil para operar sem colisões ele terá prioridade sobre a Rampa. Se a geometria definida para um movimento de Rampa é tal que causaria uma colisão, então ele será trocado por um movimento de Mergulho .

Edição PMILL 5

59

Desbaste

PowerMILL

60

Edição PMILL 5

PowerMILL

Menu Acabamento

4. Menu Acabamento
Introdução
Todas as estratégias de acabamento são acessadas pelo menu Acabamento , que é ativado selecionando o seguinte ícone na barra de ferramentas de topo.

Para selecionar uma das opções de Acabamento clique na guia Acabamento . Isso então mostrará todas as estratégias de Acabamento disponíveis. Selecione uma das estratégias de Acabamento na lista para ver uma Prévia no lado direito da janela.

Edição PMILL 5.0

61

Menu Acabamento

PowerMILL

Quando uma estratégia correta é selecionada o botão OK deve ser pressionado para acessar o menu revelando os valores adequados relacionando o tipo de estratégia escolhida.

Antes de aplicar uma estratégia de acabamento, valores adequados da Tolerância e Sobre Metal devem ser definidos. Esses são colocados diretamente na área mostrada abaixo. Entrando com um valor positivo do sobre-metal que pode ser deixado sobre o modelo para usinagens posteriores com ferramentas diferentes, por exemplo. Entrando com um valor negativo do sobre-metal o modelo pode ser cortado na sua contra-saída, mas isso é usado para gravação.

As estratégias de acabamento serão categorizadas nos seguintes sub-grupos baseados em suas aplicações generalizadas: 1. Projeção de um padrão (Raster, Radial, Espiral, Padrão) 2. 3D Offset 3. Z Constante (Z Constante, Z Constante Otimizado) 4. Canto (Pencil, MultiPencil, Costurar Canto, Cantos Longitudinais) 5. Projeção (usinagem com contra-saída) 6. Rotatório Eles não necessariamente aparecerão na mesma ordem no menu, como eles foram citados acima.

62

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

5. Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão
Introdução
Esso capítulo passará através da projeção de um padrão, que possui quatro tipos, de estratégias de Acabamento Raster, Radial, Espiral e Padrão . O PowerMILL gera percursos para projeção de uma estratégia pré-definida no eixo Z sobre o modelo. A geometria padrão para Raster, Radial, e Espiral são geradas por valores entrados no menu Acabamento. O padrão resultante pode ser mostrado selecionando Prever antes de executar o comando selecionando Aplicar. A opção Padrão requer um menu da geometria definida pelo usuário (ativar Padrão), que é projetado para baixo no eixo Z sobre o modelo como um percurso. Um prever nos quatro padrões de estratégias são mostrados, na vista inferior no eixo Z. Raster Radial

Espiral

Padrão

Edição PMILL 5.0

63

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão Exemplo Raster

PowerMILL

?? Apagar tudo e Reiniciar Menus e em Arquivo > Exemplos selecione o modelo chamber.dgk. ?? Calcule o Bloco e defina uma ferramenta esférica com diâmetro 12 com o nome bn12.

O modelo e a ferramenta são mostrados..

?? Selecione o ícone Alturas de movimentos rápidos na barra de ferramentas de topo e no menu clique em Reiniciar para altura de segurança então Aceite.

?? Selecione o ícone Ponto Inicial da barra de ferramentas de topo e então Aceite .

Note que no modo Automático, o Centro do bloco e Z de segurança são ativados.

64

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso na barra de ferramentas de topo.

?? Selecione o ícone Acabamento Raster e então OK.

?? Nome do percurso Raster_básico. ?? Entre com uma Tolerância de 0.02 e Sobre -Metal de 0.
Uma tolerância de 0.1 lhe fornecerá um acabamento bastante grosso. Para um acabamento mais fino um valor mais baixo como 0.02 é usado. Um sobre-Metal de 0 usinará o material no seu tamanho, dentro da tolerância.

?? Selecione uma ferramenta com Passo Lateral de 1mm. ?? Aplicar e Cancelar o menu.

Edição PMILL 5.0

65

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

PowerMILL

Em uma inspeção mais fechada, você verá que o percurso contém mudanças bruscas na direção.

Selecionando a opção Ajustar Arco no menu você pode eliminar isso.

?? Clique com o botão direito sobre o percurso Raster_básico no explorer e selecione Configurações do menu disponível. ?? Selecione o ícone copiar percurso no menu. ?? Renomeie o percurso Raster_arc_ajust.

?? Ative a caixa Ajustar Arco e mude o Raio do Arco para 0.1.
O Raio do Arco (0.1) é multiplicado pelo diâmetro da ferramenta (12mm) para fornecer um raio final de 1.2mm. Essa opção é particularmente boa para HSM (Usinagem com Alta Velocidade)

?? Zoom na mesma área como prévia para ver as mudanças.

Antes do ajuste do arco

Após do Ajuste do Arco

66

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

Onde o percurso está com o passo lateral ele vai para a Altura Z Segura a todo momento. Isso desperdiça tempo colocando essas subidas desnecessárias. Para fazer o percurso mais eficiente as Entradas/Saídas e Ligações podem ser alteradas.

?? Selecione as Entradas/Saídas e Ligações. ?? Selecione a guia Ligações no menu. ?? Mude a ligação Curta para Arco Circular
Isso também é bom para HSM mas pode não ser tão bom para CNC convencional.

?? Mude as ligações Longa e Segura para a opção Rasante.

?? Aplique as Ligações e Aceite o menu.

A maioria das subidas foram eliminadas, então salvando tempo e um arco circular foi unido as ligações entre os caminhos adjacentes do percurso. Agora nós iremos animar o percurso atual. Somente um percurso Ativo pode ser animado. Porque o percurso Raster_arc ajust foi o último percurso a ser calculado ele será automaticamente ativo.

?? Para animar o percurso, botão direito sobre o ícone do percurso na área do explorer, mova para baixo Anime e selecione a velocidade

Edição PMILL 5.0

67

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

PowerMILL

Você será notificado que quando a animação é executada uma nova barra de ferramentas pode ser vista no topo da tela. Essa é a barra de Animação.

Quando a animação foi finalizada você será notificado também que a ferramenta permanece no final do último movimento rápido. Para mandar a ferramenta para trás para o ponto inicial você pode ou pressionar a tecla Home no teclado ou selecionar o botão Ir para o Começo na barra de ferramentas animação. Para ver uma certa parte do percurso de usinagem com mais detalhes é possível prender a ferramenta a uma área e usar a Seta de Esquerda/Direita do teclado para fazer a ferramenta mover para trás ou para frente ao longo do percurso de usinagem.

?? Posicione o cursor onde requerido e Clique com o botão direito no topo do percurso.

?? Selecione Anexar Ferramenta Ativa.

?? Use as setas Esquerda e Direita para mover a ferramenta para frente e para trás

Ponta: - Vai para Ajuda e na área do Índice tipo Anexar. Você pode então mostrar mais informações em 'Anexar Ferramenta Ativa'

68

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

?? Experimente com algumas opções de animação vendo a barra de ferramentas Animação.

Usinagem Radial
?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso na barra de ferramentas de topo. ?? No menu selecione o ícone Acabamento Radial e então OK. ?? Nomeie o percurso como Radial.

?? Faça o Raio Final 45 ?? Faça o Ângulo de Início –60 e Fim 240. ?? Configure o Passo Lateral para 2 e União selecionados.

?? Configurar uma vista inferior na Direção Z e selecione Prever.

A rota do percurso é mostrada. Ao invés do passo lateral do modelo para a tolerância, o passo lateral do percurso é determinado pelo padrão radial.

Edição PMILL 5.0

69

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão
?? Aplicar e Cancelar o menu.

PowerMILL

O percurso de usinagem segue a rota selecionada.

?? Anime o percurso.

Ponto de Centro
O Ponto de Centro define a origem do padrão radial. Por padrão Esse padrão é inicialmente centrado nas coordenadas zero. Isso pode ser redefinido se solicitado para os valores definidos pelo usuário ou alternativamente ser centrado para o meio do bloco clicando no botão Reiniciar para o Centro do Bloco .

Raio Início e Fim
Essos parâmetros determinam as dimensões do padrão e a direção do primeiro passe:

Ângulo Início e Fim
Essos parâmetros executam duas funções: a primeira define a porção circular da área a ser usinada, e a segunda determina se os caminhos da ferramenta são errados no sentido horário ou anti-horário. Ângulos são medidos no sentido anti-horário no eixo-X.

70

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

Ângulo Início (120) > Ângulo fim (0) - Caminhos de ferramentas gerados no sentido horário. Ângulo Início (0) < Ângulo fim (120) - Caminhos de ferramentas gerados no sentido antihorário.

Passo Lateral
O Passo Lateral é o ângulo entre passes consecutivos. Note: - quanto mais longe do ponto de centro, mais grosseiro será o acabamento porque os passes ficam longe um do outro.

União
Os caminhos da ferramenta podem ser unidirecionais ou bi-direcionais dependendo da configuração da caixa União . Ela está ilustrada abaixo:

Exercício Radial
?? Gere um percurso Radial chamado Radial_1, usando a ferramenta bn12, Tolerância de 0.01 e Sobre-Metal de 0.5. Configure o Ponto de Centro em X 6.5 Y 26. Selecione um Ângulo de Início de 0, Ângulo de Fim de 360, Raio Inicial de 0, Raio Final de 12 com um Passo Lateral de 1.

O percurso de usinagem é gerado numa área pequena.

?? Anime o percurso.

Edição PMILL 5.0

71

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão Usinagem Espiral
?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso na barra de ferramentas de topo. ?? No menu selecione o ícone Acabamento Espiral e então OK.

PowerMILL

?? Nomeie o percurso como Espiral. ?? Configure o SobreMetal para 0 e Passo Lateral para 0.5. ?? Entre com um Ponto de Centro de X 8 Y 26, configure o raio Raio Inicial para 10, Raio Final para 0 e Direção no sentido Horário.
Um percurso espiral é um percurso contínuo, onde não existem ligações entre caminhos adjacentes.

?? Configurar uma vista inferior na Direção Z e selecione Prever.
O percurso prévio é mostrado em cima de uma área do modelo.

?? Aplicar e Cancelar o menu.

O percurso espiral é produzido.

72

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

Usinagem Padrão
Essa técnica trabalha projetando um Padrão definido pelo usuário sobre o modelo como um percurso. Essa opção pode ser usada para aplicações como linhas de escrita, letras, e estratégias que não são padrões.

?? Apagar Tudo e Reiniciar menus e em Arquivo > Exemplos selecione o modelo swheel.dgk.
Como você pode ver o componente é circular, assim você define o bloco para os seus limites Mínimo e Máximo, ele é por padrão quadrado/retangular na forma.

O bloco/lingote usado para Esse trabalho foi fornecido como circular assim nós precisamos criar o que é descrito como um bloco complexo, por exemplo: um bloco que não é na sua forma quadrado/retângulo. Quando ele é visualizado no ViewMill ele deve se parecer circular como visto abaixo.

Para criar Esse bloco complexo uma Fronteira do diâmetro externo precisa ser produzida, então nós podemos definir o bloco pela Fronteira e não pelos seus limites Min / Máx.

?? Selecione a superfície mostrada com o botão esquerdo do mouse.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre a opção Fronteiras no Explorer. ?? Selecione Criar Fronteira -> Definida pelo Usuário .
Edição PMILL 5.0

73

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

PowerMILL

?? Nomeie a Fronteira - Componente do Bloco. ?? Selecione o ícone Inserir Modelo. ?? Aceite e Feche o menu.

?? Oculte o modelo fazendo com que somente os segmentos da fronteira fiquem visiveis.
É preciso somente o segmento externo para nos permitir criar um bloco circular.

?? Selecione essos três segmentos internos com o mouse e então pressione a tecla Del no teclado. ?? Selecione o ícone Bloco na barra de ferramentas de topo.

?? Selecione Definido por –> Fronteira. ?? Selecione Calcular. ?? Aceite o menu.

?? Desative e oculte a Fronteira para ver o bloco circular.

74

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

Antes de produzir o percurso Padrão nós precisamos Desbastar o volume de material, deixando 0.8mm para o Semi-Acabamento, e então deixando 0.2 para o Acabamento final. O objetivo desso exercício Padrão é lhe fornecer o conhecimento que você precisa saber para lhe permitir visualizar o parcurso padrão corretamente no final.

?? Defina uma ferramenta Toroidal com Diâmetro de 10, Raio da Ponta de 1 chamada D10T1 e com o Número da Ferramenta 1. ?? Defina uma ferramenta Esfé rica com Diâmetro de 6mm chamada BN6 e Número da Ferramenta 2. ?? Ative a ferramenta Esférica D10T1. ?? Calcule um percurso Desbaste por Offsets em Modelos usando os seguintes parâmetros: Nome – Desbaste Op1, Tolerância 0.1, Sobre Metal 0.8, Passo Lateral 5.0, Passo Vertical 1.0 e direção do Corte Concordante.

?? Simulando o percurso no Viewmill você deve visualizar um resultado similar a Esse. ?? Ative a ferramenta Esférica BN6. ?? Calcule um percurso de Acabamento Espiral usando os seguintes parâmetros: Nome – Semi Acabamento , Tolerância 0.02, SobreMetal 0.2, Passo Lateral 1.0, Ponto de Centro X 0 Y 0, Raio Inicial 62.0 Final 0.0 e direção Sentido Horário. ?? Simule Esse novo percurso no Viewmill. ?? Clique com o botão direito sobre o percurso Semi Acabamento no explorer e selecione Configurações. ?? No menu selecione o ícone copiar. ?? Entre com um novo Nome chamado Acabamento, mude o Sobre -Metal para 0.0 e Passo Lateral para 0.5 então Aplicar e Feche o menu.

?? Simule o percurso final no Viewmill para fornecer Esse resultado.
Nós agora estamos prontos para aplicar um percurso padrão para o componente.

Edição PMILL 5.0

75

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

PowerMILL

Um padrão precisa ser gerado antes de ser usado na estratégia.

?? Clique com o botão direito no ícone Padrão no Explorer e selecione Barra de Ferramentas….
Quando a barra de ferramentas é selecionada fora do menu Padrão ele carrega uma nova barra de ferramentas no PowerMILL. A barra de ferramentas contém ícones para criar um padrão vazio e carregar tipos diferentes de entidades naquele padrão vazio A barra de ferramentas pode ser removida da tela clicando no pequeno x à direita.

?? Selecione o ícone Criar padrão. ?? Clique no ícone inserir arquivo no padrão ativo.

?? Selecione o botão EG. ?? Clique duas vezes na pasta Padrões e então selecione Engrave.dgk. ?? Selecione Abrir.

O padrão é feito por uma geometria 2D e fica no fundo do bloco. Ele será projetado sobre o modelo na forma 3D ao criar um percurso com um único passe.

?? Defina uma ferramenta Esférica com Diâmetro de 1mm chamada BN1 e Número da Ferramenta 3.

76

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão

?? Selecione a estratégia de Acabamento Padrão. ?? Indique o Nome – Gravação. ?? Entre com uma Tolerância de 0.02 e Sobre -Metal de -0.4 ?? Selecione Padrão 1. (se ainda não estiver selecionado)
Com a configuração automática o padrão será Derrubado / Projetado no modelo.

?? Selecione Aplicar e então Cancelar o menu.

Entrando com um sobre-metal negativo a ferramenta usinará dentro do modelo. Isso é usado para gravação ou usinagem de eletrodo.

?? Abra o menu Entradas/Saídas e Ligações e Aplique as ligações Curta, Longa e Segura para Rasante.
O padrão foi desativado para ver o percurso melhor.

Edição PMILL 5.0

77

Estratégias Raster, Radial, Espiral e Padrão
?? Anime o percurso e simule-o no Viewmill.

PowerMILL

O bloco do ViewMill foi propositalmente pintado, assim o percurso padrão final pode ser visto facilmente.

?? Salve o projeto como Usinagem Padrão em C:\Temp.

Padrão
A estratégia dessa opção foi criada e armazenada no Explorer como um Padrão . No exemplo o Padrão foi criado com um arquivo dgk importado, originalmente do PowerSHAPE, que define a palvra 'Engrave'.

Exercício com Padrão
?? Clique com o botão direito em Modelos no Explorer e selecione Apagar tudo. ?? Use Arquivo - Exemplos e carregue o modelo phone.dgk. ?? Reinicie o Bloco, Alturas de Movimentos Rápidos e o Ponto Inicial da Ferramenta. ?? Gere um percurso de Acabamento Padrão deixando todos os valores como antes.

O padrão gravado foi usado em outro modelo. Se o padrão estiver em um lugar errado, ele poder ser movido usando as opções no menu com o botão direito.

78

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

6. 3D Offset e Z Constante
Introdução
Nesse capítulo nós aplicaremos estratégias de acabamento 3D offset e Z Constante para um modelo que possui áreas planas e inclinadas e um alojamento com paredes verticais. 3D Offset Usinagem define o passo lateral da ferramenta relativo a superfícies 3D fornecendo consistência nas áreas planas e nas paredes inclinadas. Nesse exercício não é recomendado aplicar esse percurso para o modelo completo sem usar as Fronteiras , mesmo que esse percurso mantenha o Passo Lateral Constante, problemas podem ocorrer com mergulhos em um alojamento profundo. Fronteiras usadas corretamente limitarão o percurso 3D Offset para somente áreas planas deixando áreas inclinadas para serem usinadas pela estratégia Z Constante.

?? Apagar Tudo e Reiniciar Menus e em Arquivo > Exemplos selecione o modelo camera.dgk.
Esse modelo é um bom exemplo onde mais que uma estratégia de acabamento é requerida. As estratégias 3D Offset e Z Constante serão usdas mas elas serão limitadas por uma fronteira. Antes que o acabamento possa ser feito nós calcularemos o percurso de Desbaste para remover o volume de material.

?? Calcule o Bloco, reinicie Alturas de Movimentos Rápidos e o Ponto Inicial da ferramenta. ?? Defina uma ferramenta Toroidal com um Diâmetro de 25 e Raio de 3 chamada D25T3. ?? Calcule um percurso Desbaste por Offsets em Modelos chamado Desbaste Op1 usando um Sobre -Metal de 0.5, Passo Lateral de 10 e Passo Vertical de 3. Todos os outros parâmetros serão configurados com a sua preferência. ?? Simularo percurso no Viewmill.
A sua simulação no ViewMill deve se parecer com algo similar a isso.

Edição PMILL 5.0

79

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

?? Defina uma ferramenta Esférica com um Diâmetro de 10 chamada BN10.
Nós agora estamos na posição para definir a Fronteira. Ela é muito importante ao definir Fronteiras quando a ferramenta está ativa. Fronteiras são calculadas baseadas nessa ferramenta ativa. Os valores de tolerância e Sobre-Metal nos menus Fronteira são também importantes e devem normalmente refletir os mesmos valores de Tolerância e Sobre-Metal com os percursos subsequentes aplicados a ele.

?? Clique com o botão direito no ícone Fronteiras no explorer e selecione Criar Fronteira -> Rasa.

?? Coloque o Nome – Rasa BN10. ?? Colocque uma Tolerância de 0.02 e Sobre-Metal 0.5 . ?? Selecione o ícone Sobre -Metal e digite em sobre -metal radial 0.5.
Nós deixaremos as áreas planas com 0 mas com o Sobre -Metal Radial configurado para 0.5 nós podemos manter o bloco original com as paredes inclinadas para remover com o Z Constante.

?? Tenha certeza que a ferramenta correta está selecionada, nesse caso BN10. ?? Aplicar e Aceitar o menu.
Uma Fronteira Rasa pega seus segmentos das áreas sobre o modelo que são definidos por um ângulo de entrada Superior e Inferior. Ele é então especificado para técnicas de usinagem para paredes inclinadas e superfícies rasas.

80

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

Com o modelo e percursos ocultados a Fronteira deve se parecer com algo como isso. Ele é feito por muitos segmentos cada um dividindo o modelo em áreas rasas e inclinadas. Qualquer desses podem ser selecionados e individualmente apagados a qualquer momento (somente antes de serem determinados para um percurso).

?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso . ?? Selecione o Acabamento 3D Offset do menu e então OK.

?? Entre com o Nome – 3D Offset BN10. ?? Selecione Direção – Concordante. ?? Entre com uma Tolerância de 0.02. ?? Entre com um SobreMetal de 0.
Note que a fronteira recentemente criada é automaticamente selecionada para usar. Se outras fronteiras forem criadas elas podem ser selecionadas pelo menu.

?? Selecione o ícone Entradas/Saídas e Ligações e configure a Entrada – Nenhum, Ligação – Curta, Longa e Seguro para Z Seguro.

?? Aplicar e Cancelar o menu.

Edição PMILL 5.0

81

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

O percurso é calculado seguindo os contornos dos segmentos da fronteira e é produzido somente em áreas plana do modelo. Maiores melhorias podem ser feitas para esse percurso com as respectivas Ligações entre os caminhos do percurso. Até o momento eles são todos Z Seguro.

?? Selecione o ícone Entradas/Saídas e Ligações no topo da janela. ?? Selecione a guia Ligações e mude a ligações Curta para Sobre a Superfície , a Longa e Segura para Rasante. ?? Aplicar e Aceitar o menu.

O percurso foi agora melhorado onde os movimentos rápidos estão na altura rasante e as ligações curtas são forçadas sobre a superfície.

?? Simule o percuros 3D offset no Viewmill. ?? Clique com o botão direito sobre o percurso 3D Offset BN10 no explorer e selecione Configurações no menu. ?? Selecione o ícone Copiar no menu. ?? Renomeie o percurso para 3D Offset BN10_Spiral. ?? Ative a caixa Espiral. ?? Deixe todos os outros valores como padrão e então Aplicar e Cancelar o menu.

82

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

A opção espiral é mais usada para percursos em alta velocidade (HSM) onde a ferramenta ficará em contato com o modelo quanto ela puder. As entradas/ saídas e ligações são reduzidas usando esse método.

Usinagem Z Constante
Usinagem Z Constante projeta cada caminho da ferramenta horizontalmente sobre o componente à alturas fixas determinadas pelo Passo Vertical.

Como a superfície do componente se torna rasa o atual passo lateral da ferramenta aumenta até se desaparecer sobre as áreas planas.

Antes de continuar com esse projeto nós precisamos copiar nossa Fronteira Rasa e modificar a nova cópia, assim o Sobre -Metal Radial é 0. Isto está de forma que as paredes inclinadas possam ser acabadas no tamanho certo.

?? Clique com o botão direito sobre a fronteira Rasa BN10 no explorer e selecione Editar -> Copiar Tudo. ?? Ative a nova cópia chamda Rasa BN10_1. ?? Clique com o botão direito sobre essa nova fronteira e selecione Configurações.

?? Selecione o ícone Sobre-Metal Axial, desative a caixa Usar Sobre -Metal Axial e Aceite . ?? Indique um Sobre -Metal de 0. ?? Aplicar e Aceitar o menu.

Edição PMILL 5.0

83

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

?? Selecione o ícone Estratégias do Percurso no topo da tela.

?? Selecione a estratégia de acabamento Z Constante do menu.

?? Entre com um Nome – Z Constante BN10. ?? Configure um Passo Vertical de 1. ?? Entre com a Tolerância de 0.02 ?? Selecione o ícone SobreMetal Axial e desative a caixa Usar Sobre-Metal Axial. ?? Indique um Sobre-Metal de 0. ?? Configure a Direção para Concordante. ?? Configure a Trimagem para Manter Fora . ?? Configure todas as Ligações para Segura.

?? Aplicar e Fechar o menu.

84

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

Usando a opção Trimagem da Fronteira – Manter Fora, o percurso está corretamente limitado para áreas inclinadas do modelo.

Se nenhuma Fronteira tivesse sido usada o percurso de usinagem teria se parecido com isso. Pode ser visto que algumas partes do percurso invadiram desnecessariamente sobre algumas das áreas rasas.

Para melhorar o novo percurso nós modificaremos as Entradas/Saídas e Ligações.

?? Selecione o ícone Entradas/Saídas e ligações no topo da tela.

?? Selecione a guia Entrada e mude ª a 1 Escolha para Arco Horizontal à Esquerda, Ângulo de 90.0 e Raio 2.0. ?? Clique no botão Copiar para Saída.

?? Selecione a guia Ligações e mude Curta, Longa e Segura para Rasante . ?? Aplicar e Aceitar o menu.

Edição PMILL 5.0

85

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

A ferramenta agora entra dentro e fora do percurso com um arco horizontal. Se a ferramenta levanta, ela somente levanta pela distância rasante na primeira página do menu entradas/saídas e ligações (guia Alturas Z). Os movimentos rápidos na altura rasante podem ser roxos na cor onde os movimentod de mergulho são azuis claros.

?? Simular o percurso no Viewmill.

Outras Opções de Z Constante
Correção de Canto para controlar se as mudanção da direção do percurso estão com o Arco Ajustado , Agudo ou sem mudança (Nenhum). A opção Usinar Cavidade se ativada permitirá uma usinagem independente das figuras locais como alojamentos completamente do topo para o fundo. Se desativada a área completa do componente será usinada com a altura do passo vertical separada.

86

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

Usinagem em Z Constante Otimizado
Essa estratégia é uma mistura de Z Constante e 3D Offset. Onde o modelo inclinado é usado Z Constante e em outras áreas, o 3D Offset é usado.

Offsets fechado se ativado causará o 3D Offst de áreas de usinagem para serem ordenadas para ocorrer de fora para dentro. O contrário se aplica se Offsets Fechados estiver desativado. Nós continuaremos com o modelo da máquina fotográfica para este exemplo

?? Deative a fronteira Rasa BN10_1 no explorer. ?? Selecione as Estratégias de Percurso . ?? Selecione uma estratégia de acabamento Z Constante Otimizado do menu e então OK. ?? Entre com um Nome – ZConOT BN10 ?? Selecione Offsets Fechados ?? Configure um Passo Lateral de 1 ?? Entre com uma Tolerância de 0.02 ?? Configure a Direção para Concordante. ?? Reinicie a Entrada e Saída para Nenhum configure todas as Ligações para Segura . ?? Aplicar e Cancelar o menu.

Edição PMILL 5.0

87

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

Note o passo lateral consistente entre o caminho da ferramenta através do componente inteiro.

O Z Constante Otimizado trabalha muito bem nessa situação mas ele demora para ser calculado. Algumas vezes é melhor usar fronteira com a combinação do 3D Offset e Z Constante.

?? Selecione o ícone Entradas/Saídas e Ligações do topo da tela para abrir o menu e selecione a guia Ligações. ?? Mude a ligações Curtas para Sobre a superfícies. ?? Mude os links Longa e Seguro para a opção Rasante. ?? Aplicare Aceitaro menu.

Exercício de Z Constante Otimizado
?? Gere um novo percurso usando o método Copiar, com Offsets Fechados - desligado e use Espiral. Anime para mostrar a diferença.

88

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

3D Offset e Z Constante

Introdução para Programas NC.
Nesse estágio nós iniciaremos pós-processando um único percurso do explorer como uma introdução para a saída de Programas NC. Programas NC serão vistos com maiores detalhes durante o curso.

Todos os percursos que foram criados nesse capítulo devem aparecer no explorer como isso. Esse introdução se concentrará puramente na saída de um único percurso – Desbaste .

?? Clique com o botão direito sobre o percurso Desbaste no explorer.

?? Selecione a opção Criar Programas NC Individuais .

Um programa NC é criado chamado Desbaste e contém o percurso.

?? Clique com o botão direito sobre Programa NC (ícone verde escuro) e selecione Configurações.

Edição PMILL 5.0

89

3D Offset e Z Constante

PowerMILL

O caminho onde será a saída do programa. Antes de processar nós precisamos especificar qual opção do arquivo usar (*.opt).

?? Selecione o ícone da pasta para abrir o menu Selecionar arquivo para leitura no menu Nome do Arquivo.

?? Selecione o Heid400.opt e então Abrir. ?? Selecione Abrir no fundo do menu Programa NC. ?? Feche os dois subsequentes menus que confirmam a saída usando
Você pode ver o Programa NC clicando duas vezes sobre ele na pasta C:\NC Programs e vê lo no WordPad.

90

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Usinando Cantos

7. Usinagem de Cantos
Introdução
Usinagem de Cantos possui 5 diferentes tipos de estratégias: Pencil, Multi Pencil, Costurar Cantos, Canto Automático e Cantos Longitudinais. Essas aplicações incluem 'passe único' ao longo de cantos agudos internos (Pencil) e usinagem local de áreas inacessíveis para ferramentas grandes (Re-Desbaste). Todas as estratégias de Acabamento de Cantos permitem que um Ângulo de Entrada seja especificado. O PowerMILL analisa o modelo para achar áreas onde Esse ângulo ocorre e é então capaz de limitar o percurso para um dos lados desse ângulo. (exemplo Inclinado ou Raso) assim uma das estratégias podem ser usadas para áreas inclinadas e uma para as rasas, e um avanço mais rápido pode ser usado em áreas rasas se as áreas inclinadas foram usinadas primeiro porque não haveria nenhum material duro para usinar.

Acabamento Pencil
Essa opção produz um passe único ao longo do caminho da ferramenta na intersecção entre cantos agudos internos da superfície do componente.

?? No menu Estratégias do percurso, selecione Acabamento de Cantos Pencil

Edição PMILL 5

91

Usinando Cantos

PowerMILL

?? Selecione Apagar Tudo no menu Arquivo e Reiniciar Menus no menu Ferramenta ?? Em Arquivo > Exemplos abra o modelo cowling.dgk ?? Calcule o Bloco. ?? Crie uma ferramenta Esférica com diâmetro 10 e nome de bn10. ?? Selecione a vista Iso2. ?? Mantenha o ângulo de entrada de 30 graus.
Selecionando ambos produzirá um percurso com inclinação acentuada e área rasa.

?? Aplicar o percurso e Cancelar.

A ferramenta usina as áreas inclinadas onde a inclinação excede o ângulo de entrada especificado separadamente.

?? Anime o percurso. Renomeie o percurso como pencil_ambos.

92

Edição PMILL 5

PowerMILL

Usinando Cantos

?? Clique com o botão direito sobre o percurso no explorer e selecione Configurações. ?? Selecione o ícone copiar percurso no menu. ?? Mude a opção de Saída de Ambos para Área Rasa. ?? Selecione Aplicar para gerar somente a usinagem inclinada da Área rasa

O percurso é produzido. A área inclinada é usinada.

?? Anime o percurso. Renomeie o percurso como pencil_raso.

?? Clique com o botão direito sobre o percurso no explorer e selecione Configurações. ?? Selecione o ícone copiar percurso no menu. ?? Mude a opção de Saída de Área Rasa para Inclinação Acentuada. ?? Gere um percurso de usinagem pencil inclinado.

Só a área com inclinação acentuada é usinada.

?? Anime o percurso. . Renomeie o percurso como pencil_inclinado ?? Salve o projeto em C:\temp como train -canto.

Edição PMILL 5

93

Usinando Cantos Acabamento de Cantos Longitudinal

PowerMILL

Todas as estratégias de acabamento de Cantos, (exceto Penci) são baseadas na usinagem da l área entre a ferramenta de referência (2) e a ferramenta ativa (1). Nesso exemplo a principal ferramenta de acabamento foi uma Esférica de 10mm (referência) e nós acabaremos o canto com uma 5mm Esférica.

?? No menu Estratégias do Percurso, selecione Acabamento de Cantos Transversal ?? Defina uma ferramenta esférica com diâmetro 5 chamada bn5. ?? Na Área de Referência, selecione a ferramenta bn10. ?? Mude a Saída para Área Rasa ?? Configure a Crista para 0.03 ?? Verifique se a Direção está configurada para Concordante.

?? Aplicar o percurso e

94

Edição PMILL 5

PowerMILL

Usinando Cantos

Cancelar.
Anime o percurso e note que foi usinado as áreas rasas de fora para dentro na direção Concordante. As entradas/saídas e ligações precisam ser melhoradas.

?? Configure todas as Ligações para Rasante

?? Selecione a guia Entrada ?? Selecione Arco Vertical e preencha os valores como mostrado. ?? Clique em Copiar para a Saída ?? Aplicar e Aceitar

Os Arcos verticais permitem uma transição suave no componente assim é menos provável deixar marcas visuais

?? Abra o menu Entradas/Saídas e Ligações e mude a Entrada de Arco Vertical de volta para Nenhum porque o próximo percurso que será criado não precisa.

Edição PMILL 5

95

Usinando Cantos Acabamento de Cantos Transversal

PowerMILL

?? No menu Estratégias do Percurso, selecione Acabamento de Cantos Transversal.
Os valores previamente usados estão no menu.

?? Mude a Saída para Inclinação Acentuada

?? Aplique o percurso e Cancele

A área inclinada foi usinada. Nós iremos também olhar reordenando o percurso.

96

Edição PMILL 5

PowerMILL

Usinando Cantos

?? Clique com o botão direito do mouse e selecione Editar > Reordenar

?? Selecione Direções Alternadas. ?? Em ligações selecione Arco Circular

As áreas inclinadas agora executam em uma direção zig-zag ao invés de um caminho e as ligações são suavizadas com um Arco Circular.

Edição PMILL 5

97

Usinando Cantos Acabamento de Cantos Multi-Pencil

PowerMILL

?? No menu Estratégias de Percurso, selecione Acabamento de Cantos Multi Pencil

?? Mude a Saída de volta para Área Rasa

?? Aplicar o percurso e Cancelar

Esso percurso é similar a estratégia Transversal exceto que ele não tem muitas subidas. A única desvantagem é que ele se alterna entre as usinagens Concordantes e Discordantes.

98

Edição PMILL 5

PowerMILL

Usinando Cantos

?? Mude o ângulo para 90
Isso tem o efeito de ignorar se a Saída foi configurada para Inclinada ou Rasa e produz a entrada do percurso.

?? Aplicar o percurso e Cancelar

A quantia de subidas foi reduzida usando essas configurações mas gasta muito tempo para evitar as áreas inclinadas e alternar entre usinagem concordante e discordante, assim pode ser adequado para materiais mais macios.

Edição PMILL 5

99

Usinando Cantos Acabamento de Cantos Automático

PowerMILL

?? No menu Estratégias de Percurso, selecione Acabamento de Cantos Automático

?? Mude a Saída para Ambos ?? Mude o ângulo de entrada de volta para 30

?? Aplicar o percurso e Cancelar

Essa estratégia usa automaticamente Ao longo nas áreas Rasas e Inclinadas para áreas à Costurar. No entanto, por que isso tudo é somente um percurso, não é fácil de controlar as Entradas/Saídas e Ligações ou reordenar

100

Edição PMILL 5

PowerMILL

Usinagem Quatro Eixos Giratórios

8. Usinagem Quatro Eixos Giratórios
Introdução
Nessa técnica de acabamento o componente é montado em um quarto, programável no Eixo Rotativo. Durante a usinagem, o componente rotaciona ao redor do eixo-X com movimentos simultâneos do cortador ao longo das direções do eixo rotacional e da ferramenta.

As principais opções disponíveis na forma anterior serão resumidas na página seguinte.

Edição PMILL 5.0

101

Usinagem Quatro Eixos Giratórios Limites em X

PowerMILL

Os Limites em X definem os limites absolutos do caminho de acabamento ao longo do eixo X, rotacional. Isso pode ser definido manualmente, ou configurado automaticamente pelos limites do bloco.

Técnica
Isso permite que o método de corte seja especificado para a usinagem rotatória sendo Circular, Linha, ou Espiral.

Direção
Essa opção determina quais as direções de usinagem Concordante, Convencional, ou Qualquer serão usadas.

Passo Lateral
No caso da Circular e Espiral ele define o passo de cada revolução programado no componente. Para Linha ele é definido como angular, passo lateral entre os caminhos da ferramenta adjacente.

Offset em Y
Uma distância de Offset em Y pode ser especificada para evitar o corte com a ponta da ferramenta. Essa vista ao longo do eixo X mostra como um offset da ferramenta se aproxima da forma cilíndrica:

Limites Angulare s
A seção Limites Angulares do menu está somente disponível ao usar a técnica Círculo ou Linha. Os limites angulares são definidos entre o ângulo Inícial e Final.

Os limites angulares são medidos no sentido antihorário quando visto ao longo do eixo X positivo. A área usinada está entre os ângulos de início e fim.

102

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Usinagem Quatro Eixos Giratórios

Usinagem Circular Rotativa
Nesso exemplo o modelo de um vidro de perfume com o seu centro ao longo do eixo X será usado. Usando a técnica Círculo, o trabalho rotaciona com a ferramenta alinhada para fixar a direção. Enquanto o componente rotaciona, a ferramenta se move para trás e para frente ao longo do eixo para gerar a forma seccional. A ferramenta então passa pelo valor do Passo e o processo de usinagem rotacional é repetido.

?? Selecione Apagar Tudo e Reiniciar Menus. ?? Importe o modelo Rotary_bottle.dgk da pasta Exemplos.

?? Calcule o Bloco para os limites do modelo e defina uma ferramenta Esférica com Diâmetro 10 chamada bn10. ?? No menu Alturas de Movimentos Rápidos selecione Reiniciar para Altura de Segurança. ?? No menu Ponto Inicial configure os valores Modo - Fixo para X0 Y0 Z40. ?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso e escolha a opção Acabamento Rotativo e então OK. ?? Entre com o Nome – Rotativo1_BN10 ?? Clique no botão Reiniciar para os Limites do Bloco na seção Limites em X . ?? Defina um Passo Lateral de 5. ?? Selecione Tecnologia Direção - Concordante ?? Aplicar e Fechar o menu.

Edição PMILL 5.0

103

Usinagem Quatro Eixos Giratórios

PowerMILL

?? Clique com o botão direito sobre o percurso Rotativo1_BN10 no explorer e selecione Animar -> Início (Isso irá abrir a Barra de Ferramentas Animação). ?? Na Barra de Ferramentas Animação selecione o ícone Vista a partir da Ferramenta.

?? Selecione Iniciar em na barra de animação.

A rotação do componente é como você gostaria de vê-lo na máquina ferramenta.

No exemplo acima cada seção é usinada na mesma direção de usinagem Concordante. O comprimento total do trabalho é usinado desde que os Limites em X estão configurados para os limites do bloco. Selecionando Discordante produzirá caminhos da ferramenta prosseguindo na direção reversa e Qualquer produzirá alternados caminhos da ferramenta como Concordante e Discordante ao longo do trabalho.

?? Reciclar o percurso, selecione Qualquer no botão Tecnologia Direção e clique em Aplicar então Fechar. ?? Anime o percurso como antes para observar como a ferramenta muda de direção com qualquer nova seção usinada.

Usinagem de Linha Rotativa
Usando a técnica Linha, a ferramenta avança na direção X seguindo a forma do componente. No final de cada passe a ferramenta sobe e se move sobre o início do próximo passe. No mesmo momento o eixo rotativo anexa pelo passo lateral angular e a ferramenta então segue sobre o próximo movimento de usinagem.

?? Reciclar o mesmo percurso novamente como o exemplo prévio, selecione a técnica Linha usando Tecnologia Direção - Concordante . ?? Em Limites Angulares no Ângulo de Início entre com 90, e em Ângulo de Fim entre com -90.

104

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Usinagem Quatro Eixos Giratórios

?? Selecione o ícone Entrada/Saída e Ligações, configure as Alturas em Z distância em Z para 20. ?? Clique em Aplicar e Fechar. ?? Anime o percurso resultante uni-direcional mostrado abaixo .

?? Recicle o percurso e mude Tecnologia Direção para Qualquer. ?? Aplique o menu e Anime o percurso resultante bi-direcional.

Edição PMILL 5.0

105

Usinagem Quatro Eixos Giratórios

PowerMILL

Usinagem Espiral Rotativa
Usando a técnica Espiral, um percurso contínuo é gerado ao redor do menu como a ferramenta avança no eixo-X. Para garantir um acabamento limpo o percurso inicia e finaliza com uma posição X constante, passes seccionais. Devido o percurso Espiral ser único, caminhos contínuos da direção do corte serão ou Concordantes ou Discordantes. Pela mesma razão a opção Limites Angulares não é viável e porque o resultado está em branco.

?? Reciclar o percurso novamente e selecionar a técnica Espiral e Tecnologia Direção - usinagem Concordante . ?? Clique em Aplicar para produzir o percurso mostrado abaixo. ?? Anime o novo percurso.

106

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Editando Fronteiras

9. Editando Fronteiras
Introdução
Nesso curso as Fronteiras foram utilizadas para limitar as estratégias de usinagem assim que elas ocorrem em áreas mais compatíveis do componente. Por exemplo o acabamento Z Constante é melhor em paredes inclinadas e o acabamento Raster em áreas rasas. Existem várias opções padrões disponíveis para a criação de Fronteira, que em alguns casos podem não fornecer ao usuário uma solução exata ou tolerância requerida. Para satisfazer essas situações uma Fronteira existente pode ser modificada ou melhorada usando uma gama de opções de edição acessíveis no seu menu local. O exemplo seguinte de uma Fronteira de ExcEsso será usado para demonstrar uma seleção de opções de edição.

?? Selecione Arquivo - Apagar Tudo seguido de Arquivo – Exemplos e selecione o modelo cowling.dgk. ?? Crie uma Ferramenta Esférica com diâmetro de 8 com o nome bn8. ?? Crie uma Ferramenta Esférica com diâmetro de 16 com o nome bn16. ?? Calcule o Bloco para as dimensões do componente. ?? Abra o menu Altura de Movimentos Rápidos e selecione Reiniciar para Altura de Segurança. ?? Configure o Ponto Inicial para Automático e Centro do Bloco e Z de Segurança.

Edição PMILL 5

107

Editando Fronteiras

PowerMILL

?? No Explorer clique com o botão direito do mouse em Fronteiras. ?? Selecione Criar Fronteira e selecione Resto para abrir o menu Fronteira de Excesso.

?? ?? ??

Modifique os valores em Aumentar área em para 0, indique bn8 como a Ferramenta, e bn16 como a Ferramenta de Referência e clique em Aplicar para criar a seguinte Fronteira de Excesso. Aceitar o menu. Selecione uma Vista no eixo Z e Oculte o modelo .

A Fronteira acima identifica as áreas no componente que são inacessíveis para a geometria da ferramenta bn16 para ser usinada com a ferramenta bn8 . Em uma inspeção mais fina no alojamento central pode ser melhor usinada com com uma ferramenta plana no fundo e um percurso mais contínuo e suave será arquivado se as 2 pontas forem removidas do segmento externo para ser usinadas por um percurso separado.

?? No Explorer clique com o botão direito na Fronteira (1) para abrir o menu e selecione Editar – Copiar Tudo para criar uma cópia (1_1). ?? Abra o menu local novamente e Renomeie e copie como master.

108

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

?? No Explorer desligue a lâmpada adjacente para copiar (master) para removê-la da vista na janela gráfica. ?? Apague os dois segmentos internos na Fronteira 1 fazendo uma caixa sobre eles com o botão esquerdo do mouse (selecione) e pressione a tecla Del no teclado.

O próximo estágio será para remover as duas pontas que serão apagadas após uma explicação no Manual Editor de Fronteira.

Menu Editor de Fronteira e Menu Modo
Uma vez que uma Fronteira é criada, ela pode ser modificada através de uma série de opções de edição acessadas na Barra de Ferramentas Fronteira pelo ícone Tesoura (o menu pode também ser acessado clicando com o botão direito na atual Fronteira ou pelo Explorer selecionando Editar – Pontos no menu local).

As opções Modo fornecem várias opções para a edição de Ponto, as funções são descritas abaixo. Apagar Ponto - Seleciona pontos individuais em um segmento de fronteira a ser apagado. Mover o Ponto para – Seleciona um ponto para mover em X, Y e Z absoluto ou indicar a posição com o botão Esquerda do mouse. Mover o Ponto para - Seleciona pontos para mover incrementalmente com valores X, Y e Z. Inserir Ponto - Seleciona dois pontos na fronteira entre cada ponto inserido.

Edição PMILL 5

109

Editando Fronteiras

PowerMILL

?? Clique sobre o ícone Fronteira (1) no Explorer e selecione Editar – Pontos no menu local. ?? Selecione o Modo – Apagar Ponto e aproxime a vista na ponta para lhe fornecer um melhor acesso.

?? Faça uma caixa ao redor da área principal da ponta e Aplique o menu para apagar os pontos selecionados.

?? Aproxime a vista na área remanecente da ponta e selecione individualmente os pontos restantes clicando em Aplicar para apagá-los.

110

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

?? Repita o processo acima na outra ponta (como mostrado na página seguinte).

Mais edições de Fronteira podem ser encontradas clicando com o botão direito sobre uma fronteira no Explorer e então selecionando Editar. Mover – Move a fronteira ou segmento selecionado com uma distância específica em X,Y ou Z. Rotacionar – rotaciona a fronteira ou segmento selecionado ao redor de X, Y ou Z. Escala – escala o fronteira ou o segmento selecionado por um valor específico. Espelhar – espelha a fronteira nos planos XY, YZ ou XZ. Transformar Plano de Trabalho – move a fronteira de forma que ela esteja no mesmo lugar relativo para o plano de trabalho como era o transform global. Pontos – mostra o Menu Editor de Fronteira. Arco Ajustado Selecionado – Arcos ajustados ao longo dos segmentos da fronteira selecionada. Spline Selecionada – divide uma curva através dos pontos nos segmentos da fronteira selecionada. Poligonizar Selecionada – Converte um segmento curvado da fronteira em uma séria de linhas retas. Planificar - Essa opção aplana a fronteira fazendo um 2D. Offset 3D - Faz um offset da fronteira pela distância especificada ao longo das superfícies do componente. Offset 2D - Isso faz um offset da fronteira por uma distância determinada enquanto automaticamente mantém ela plana.

Edição PMILL 5

111

Editando Fronteiras

PowerMILL

Selecionar Duplicações – Seleciona todos os segmentos duplicados da fronteira e pode ser usado efetivamente em conjunto com a opção Apagar Selecionado.

?? Selecione o segmento externo da Fronteira (1) e Clique com o botão direito sobre o ícone Fronteira no explorer para abrir o menu local.

?? Selecione Editar – Spline Selecionada entrando com uma tolerância de 0.1 no menu antes de clicar no Tick Verde para aplicar. ?? Re-selecione o segmento externo para visualizar o efeito da opção Spline (como acima).
O Segmento Selecionado foi agora Suavizado (curva ajustada e re-organizada dentro da tolerância especificada) para produzir uma forma mais suave com qualquer ponto não necessário removido. Isso melhorará a qualidade das operações subsequentes como o offset da fronteira.

?? Clique com o botão direito no ícone fronteira no explorer para abrir o menu local novamente. ?? Selecione Editar – Offset 3D entrando com um valor de 1 no menu antes de clicar no Tick Verde para aplicar (Todas os segmentos das Fronteiras que estão com offset relativos às normais das superfícies do componente como mostrado abaixo).

112

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

?? No Explorer ligue a lâmpada adjacente a cópia da Fronteira original (master) criada anteriormente (ela será mostrada ao longo da Fronteira editada (1) como mostrado acima ilustrando o efeito do 3D Offset). ?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso menu e selecione as opções de Acabamento . para mostrar o seguinte

?? Selecione o Acabamento 3D Offset para mostrar o menu e entrar com dados exatamente como mostrado abaixo.

?? Aplique o menu para criar um menu alternativo de us inagem Restante usando a Fronteira de Excesso modificada (1) como o limite da estratégia 3D Offset bn8_a1. ?? Assim que o percurso foi criado Cancele o menu acima.

Edição PMILL 5

113

Editando Fronteiras

PowerMILL

?? Oculte o Percurso (bn8_a1) e a Fronteira (1) desligando as respectivas lâmpadas no Explorer. ?? Selecione o segmento externo da Fronteira mostrada (master). ?? Clique com o botão direito no ícone Fronteira (master) no explorer para abrir o menu local e selecione Editar – Copiar Selecionado para criar uma nova Fronteira (master_1) somente do segmento exterior. ?? Abra o menu local novamente e Renomeie a cópia como (2). ?? No Explorer desligue a lâmpada adjacente da Fronteira (master) para removê-la da vista.

?? Clique com o botão direito sobre o ícone Fronteira (2) no Explorer e selecione Ativar seguido de Editar – Pontos no menu local. ?? Selecione Modo – Apagar Ponto e selecione todos os pontos dos segmentos remanescentes fora da ponta superior.

114

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

?? Aplique o menu para apagar os pontos selecionados como requerido (nos estágios) gradualmente mostrados na ponta superior para um melhor acesso (como mostrado abaixo).

?? Uma vez que o menu retangular permanece com Zoom sobre o final inferior. ?? No Explorer clique com o botão direito no ícone Fronteira (2) para abrir o menu local e selecione Editar - Pontos. ?? Selecione o Modo – Mover Ponto Para e selecione ambos os pontos com base na ponta superior e entre X0 Y–1 Z0 no menu (como mostrado abaixo). ?? Aplique o menu para movimentos incrementais dos pontos selecionados com uma distância de Y-1 para fornecer uma sobreposição adicional na Fronteira (1).

?? Reajuste a

Vista

.

Edição PMILL 5

115

Editando Fronteiras

PowerMILL

?? No Explorer clique com o botão direito na Fronteira (2) para abrir o menu e selecione Editar – Copiar Tudo para criar uma cópia (2_1). ?? Usando o menu local novamente, Renomeie a cópia como (3). ?? No Explorer clique com o botão direito no ícone Fronteira (3) para abrir o menu local e selecionar Editar – Espelhar – XZ.

As 2 pontas separadas podem ser Anexadas juntas dinamicamente no Explorer ou usando a opção Inserir no menu local. Esso exemplo usará o primeiro método.

?? Mova o cursor sobre o ícone Fronteira (3) no Explorer, pressione o botão esquerdo do mouse e mantenha-o pressionado. ?? Pressione a tecla Ctrl no teclado e também mantenha-a pressionada enquanto o cursor é movido para a direita (Observe o pequeno símbolo circular com uma linha diagonal ao longo com uma imagem translúcida do ícone da Fronteira ). ?? Mantenha o botão esquerdo do mouse pressionado e a tecla Ctrl, mova o cursor para cima e através do ícone Fronteira (2). ?? Libere o botão esquerdo do mouse primeiro seguido da tecla Ctrl (uma cópia da Fronteira (3) será anexada na Fronteira (2)).

116

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

?? No Explorer clique com o botão direito no ícone Fronteira (3) para abrir o menu local e selecione Apagar. ?? Selecione o ícone Estratégias de Percurso menu e selecione as opções de Acabamento . para abrir o seguinte

?? Selecione o Acabamento Raster para abrir o seguinte menu e entrar com os dados exatamente como mostrados abaixo.

?? Aplique o menu para criar a estratégia de acabamento local usando a fronteira de Excesso modificada (2) como o limite da estratégia Raster bn8_a2. ?? Assim que o percurso foi criado Cancele o menu acima.

Edição PMILL 5

117

Editando Fronteiras

PowerMILL

As estratégias de usinagem foram localizadas e a forma do caminho da ferramenta controlada com a ajuda das Fronteiras editadas originalmente por uma única Fronteira Restante.

118

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

Criando uma Fronteira de Colisão Segura
Esse é o exemplo da criação de uma fronteira de colisão segura usando uma ferramenta pequena. Ela usa o modelo radknob.dmt como exemplo.

1. A primeira coisa a fazer é criar uma ferramenta. Crie uma ferramenta de Topo com 20 mm de diâmetro e Comprimento de 30 mm. Crie uma haste com um diâmetro mais largo e um suporte de ferramenta.

Edição PMILL 5

119

Editando Fronteiras

PowerMILL

2. Agora você precisa criar uma fronteira. Com o botão direito do mouse abra o menu Fronteira e selecione a opção Criar Fronteira - Segura à Colisão.

3. A caixa Fronteira Segura à Colisão é mostrada.

4. Entre com um nome, como Pequena, e então clique em Aplicar. Você verá então a fronteira Segura à Colisão.

120

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

5. Você pode agora criar um percurso (como Z constante) usando essa ferramenta e a fronteira (selecione a opção Limitar pelas Fronteiras e Salvar Fora).

6. Esse percurso não tem colisão. 7. Então você pode criar o percurso restante usando uma ferramenta longa. 8. Crie uma ferramenta longa, uma ferramenta de Topo com 20 mm de diâmetro e Comprimento de 100 mm.

Edição PMILL 5

121

Editando Fronteiras

PowerMILL

9. Você agora pode criar um percurso (como Z constante) usando uma ferramenta longa mas com a mesma fronteira. de qualquer forma, selecione a opção Limitar pelas Fronteiras Salvar Fora. 10. Clique em OK para calcular o percurso.

122

Edição PMILL 5

PowerMILL

Editando Fronteiras

Apagar Superfícies usando Fronteiras
Apagar planos são usados para tampar furos e alojamentos em um modelo prevenindo que a ferramenta usine essas áreas. Existem três tipos que podem ser criados no PowerMILL. 1. Bloco – permite a criação de um plano com uma altura Z específica depois que o bloco foi definido. 2. Melhor Ajuste – cria dois planos, um tocando a fronteira no ponto mais alto e outra através do ponto mais baixo. Os planos são paralelos ao plano melhor ajustado (o plano que a menor máxima distância da fronteira). 3. Projetado – cria um plano paralelo aos eixos XY do plano de trabalho ativo. O plano terá a altura Z do ponto mais alto da fronteira.

Exemplo
?? Apague o modelo atual, percursos de usinagem e fronteiras. ?? Abra o modelo de exemplo pockets.dgk. ?? Defina um Bloco com os limites Min/Máx uma Ferramenta de Topo de 12mm de Diâmetro. ?? Selecione a parte superior da superfície do modelo.

?? Crie uma fronteira definida pelo usuário e selecione a opção Modelo. ?? Aceitar o menu

A fronteira produzida tem 3 segmentos internos. Nesse exemplo somente os dois segmentos menores serão usados.

Edição PMILL 5

123

Editando Fronteiras

PowerMILL

?? Apague os dois segmentos maiores criando uma janela sobre eles pressionando então Del no teclado. ?? Faça uma janela sobre os dois segmentos restantes.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre Modelos no Explorer, e selecione Plano > Projetado.

Os planos apagados são criados então.

Na área Modelos no Explorer, um novo modelo chamado Planos foi criado. Para deletar os planos simplesmente clique com o botão direito do mouse sobre Planos e selecione Deletar Modelo .

Exercício
?? Abra o modelo bucket.dgk e gere 4 planos de superfície para os pés ao fundo na superfície da base superior.

124

Edição PMILL 5

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

10. Entradas/Saídas e ligações
Introdução
O PowerMILL contém poderosas ferramentas para edição de percursos incluindo as Entradas e as Saídas dos segmentos. O comportamento das Ligações entre segmentos podem ser editados de várias maneiras. Esta sessão explica as várias opções disponíveis no menu Entradas/Saídas e Ligações.

Entradas/saídas e ligações são selecionadas no ícone no topo da barra de ferramentas e também são acessíveis no menu de Acabamento.

Edição PMILL 5.0

125

Entradas/Saídas e ligações Alturas em Z

PowerMILL

A distância Rasante e Mergulho fornecem controles variados das alturas de movimentos rápidos dentro de um componente. Isso trabalha em conjunto com Z de Segurança e Z Inicial para minimizar movimentos lentos e desnecessários da ferramenta no ar enquanto usina o componente. Distância Rasante – Uma distância com incremento sobre o modelo no qual movimentos rápidos acontecem no fim de um caminho de ferramenta ao começo do próximo. A ferramenta atravessa o modelo limpando o ponto mais alto ao longo de sua rota pelo valor Rasante. Distância de Mergulho – Uma distância com incremento sobre a superfície do componente local onde um movimento rápido descendente de uma ferramenta muda para a taxa de mergulho.

Movimentos de Entrada/Saída
Entrada controla o movimento da ferramenta sobre o começo de um caminho e Saída o movimento final de um caminho da ferramenta. Os moimentos de Entradas disponíveis incluem Nenhum, Arco Vertical, Arco Horizontal, Arco Horizontal à Esquerda, Arco Horizontal à Direita, Movimento Estendido, Enquadrado, e Rampa. As mesmas opções de movimentos existem em Saída. Entradas/Saídas e ligações são efetivamente extensões para caminhos de ferramenta e como resultado proteger contra colisões. Para prevenir colisões, a caixa Análise de Colisões deveria estar selecionada (default) no menu Percurso Entradas/Saídas e Ligações. Qualquer Entradas/Saídas isso resultaria em uma colisão não criada. O exemplo a seguir ilustra diferentes Entradas/Saídas e Ligações, e a menos que, Análise de Colisões deveria estar configurado. Se qualquer exemplo ocorrer onde a 1ª escolha não puder ser aplicada então o software aplicará a 2ª escolha. Se nenhuma opção é válida abaixo as condições de análise de colisões então as Entradas/Saídas serão aplicadas como Nenhum. As atuais configurações de Entradas/saídas e ligações estão incluídas na criação de novas estratégias de usinagem. Alternativamente, eles podem ser aplicados depois no percurso Ativo no explorer.

Exemplo
?? ?? ?? ?? Apagar Tudo e Abrir o exemplo ‘mouse.dgk’. Calcule o Blo co com os Limites Min/Máx. Crie um Modelo plano a partir do Bloco em Z 0. Defina uma ferramenta Esférica com 8mm de diâmetro e gere um Percurso de Acabamento Raster com Ligação Bi-direcional, Raio do Arco de 2, um Passo Lateral de 4mm e um Ângulo de 0. ?? Edite o percurso limitando por um Plano com um valor de X 74 deixando a demais opções como padrão.

126

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

O novo percurso Ativo tem Entrada e Saída configuradas como Nenhum, por (default). Com o percurso limitado 1_1.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre o Percurso e selecione Editar ? Copiar. ?? Ative o percurso copiado 1_1_1.

Arcos Verticais
?? Em Entradas/Saídas e Ligações, selecione a guia Entrada. ?? Selecione Arco Vertical com um Raio de 5 e Ângulo de 90 e pressione Aplicar.

Entrada com Arco Vertical cria um movimento circular para baixo no começo e para cima ao término de cada caminho da ferramenta.

Edição PMILL 5.0

127

Entradas/Saídas e ligações

PowerMILL

Existe agora uma nova guia Arco Vertical em cada caminho da ferramenta. Se requerido a Saída será exatamente a mesma que a Entrada e vice versa a ação Editar permite uma cópia rápida das configurações entre as duas.

?? Selecione a guia Saída. ?? Selecione o botão Copiar a partir de Entrada.

?? Aplicar o menu para modificar o percurso ativo.

Arco Horizontal
Essa opção produz uma entrada circular no plano horizontal, e o valor do Raio e Ângulo é semelhante ao Arco Vertical. Este Tipo de entrada e saída é frequentemente utilizado para percursos com Z Constante, ou com pequenas mudanças na altura em Z.

128

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

Ângulo Tangente Segmento do Percurso

Raio Aproximação

?? Mude a Saída para Nenhum. ?? Mude a Entrada para Arco Horizontal com Raio 5 e Ângulo 90 e Pressione Aplicar.

Os Arcos horizontais foram gerados em todos os caminhos da ferramenta. Com o Arco Horizontal configurado o PowerMILL faz por si próprio as direções dos arcos fornecidos. Eles são também calculados para obedecer a caixa Análise de colisões.

?? Mude a Entrada para Arco Horizontal à Esquerda, de forma que isso execute um arco à esquerda movendo-o sobre a direção cortante e pressione Aplicar.

Edição PMILL 5.0

129

Entradas/Saídas e ligações

PowerMILL

?? Mude a Entrada para Arco Horizontal à direita, de forma que isso execute um arco à direita movendo-o sobre a direção cortante e pressione Aplicar

?? Selecione o botão Entradas/Saídas e Ligações e Aplicar.

Todas menos uma das entradas não foi aplicada. O PowerMILL não aplicará Entradas/Saídas e Ligações quando achar que poderá ocorrer alguma colisão. Para aplicar uma entrada Horizontal fora para esse caminho de ferramenta nós podemos usar a 2 ºEscolha no menu.

ª ?? Em Saída, na 2 escolha selecione Arco Horizontal com Ângulo 90 e Raio 5 e então Aplicar.

O PowerMILL aplicou um Arco Horizontal nesso caminho de ferramenta. Todas as opções de Entradas e Saídas estão disponíveis na 2ª Escolha.

130

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

É muito importante deixar a caixa Análise de Colisões ligada. De qualquer forma há certas aplicações onde os resultados desejados só poderão ser alcançados se Análise de Colisões estiver desligada. Estas incluem principalmente contra-saída, usinagem multi-eixo onde a alternativa de análise de colisões e procedimentos para remoção tem que ser aplicados.

Movimento Estendido
Movimento Estendido insere um movimento linear, tangencial sobre ou fora no final do caminho da ferramenta. Quando selecionado, a caixa Distância se torna iluminada, pronta para a inserção de um valor satisfatório.

Saída tangencial ao percurso

Distância

Distância Entrada Tangencial ao percurso

?? Configure Saída, 1 e 2 Escolhas para Nenhum.
ª ª

?? Mude a Entrada para Movimento Estendido com os valores mostrados e Aplicar.
A Entrada para cada caminho de ferramenta é modificado como mostrado abaixo.

Edição PMILL 5.0

131

Entradas/Saídas e ligações Extensões

PowerMILL

As Extensões são uma parte adicional da geometria que podem ser adicionadas no começo ou no final das Entradas/Saídas. Por exemplo, uma Extensão por Linha Reta poderia ser adicionada para uma Entrada/Saída Circular onde a máquina não pode aplicar uma compensação no corte sobre o movimento do arco. O ajuste importante acontecerá durante o movimento de extensão linear. As opões de geometria das Extensões são exatamente as mesmas das Entradas/Saídas.

?? Ative o percurso 1_1_1. ?? Configure a Entrada como Arco Vertical com uma Distância de 0, Raio de 5 e um Ângulo de 45 graus. ?? Selecione o botão Copiar para saída. ?? Abra a Guia Extensões e configure os valores como mostrado e pressione Aplicar.

As extensões correm tangencialmente para a original entrada com arco vertical que foram criadas e pode ser bastante útil permitir uma aproximação por fora das superfícies do componente.

?? Configure Extensões Para dentro e Por fora para Linha Reta com os valores mostrados.

132

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

O Ângulo na Extensão Linha Reta vai na direção da Entrada. Para confirmar isso nós podemos mudar o ângulo e observar os resultados.

?? Configure uma vista em Z e mude o Ângulo da Linha Reta para Dentro para 45 Graus e então Aplicar.

A entrada em ângulo é claramente vista em 45 graus na direção da entrada.

?? Configure as extensões para Nenhum.

Ligações
Para fornecer movimentos mais eficientes da ferramenta pelo componente podem ser definidos os movimentos de ligação que conectam os caminhos adjacentes da ferramenta de vários modos diferentes. Distância Curta/Longa - Define a distância limite acima para qual ligação Curta - aplicar. Qualquer movimento do final do caminho da ferramenta para o começo do próximo que excede esta distância está definido como Longa - Ligação mover. Em ligações Curtas as opções disponíveis incluem Z Seguro, Incremental, Rasante, Sobre a Superfície, Passo Vertical, Linha Reta, Arco Circular, Eixo da Ferramenta, e Z de Segurança no Eixo da Ferramenta. Em ligações Longa as opções disponíveis incluem Z Seguro, Incremental, Rasante , Eixo da Ferramenta, e Z de Segurança do Eixo da Ferramenta Ligações Seguras são aplicadas somente no começo e no fim de um percurso com opções sendo disponíveis Z Seguro , Incremental, Rasante, Eixo da Ferramenta, e Z de Segurança no Eixo da Ferramenta.

Edição PMILL 5.0

133

Entradas/Saídas e ligações

PowerMILL

?? Ative o percurso 1_1 criado anteriormente na seção Entradas/Saídas. ?? Configure Entrada e Saída para Nenhum, se já não estiver configurado.

Movimentos de Ligações Curtos Como mostrado ambas ligações Longa e Curta são atualmente canceladas para o Z Seguro (default).

Movimento rasante
?? Selecione na Guia Ligações e configure a opção Curta para Rasante e configure a Distância Rasante para 6 e Distância de Mergulho para 2 como mostrado e Aplicar.

A ligação Curta recua para 6mm do ponto mais alto da superfície entre os caminhos da ferramenta, avanço rápido (movimento roxo) para a próxima posição de início, movimento rápido descendente para 2mm acima da superfície e avanço de mergulho descendente (movimento azul claro) para o começo do percurso.

134

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Entradas/Saídas e ligações

Sobre a Superfície
?? Configure a opção Curta para Sobre a Superfície, e aplicar o menu.

As ligações seguem o contorno do modelo. Essa opção é útil se a Distância Curta/Longa é configurada para um valor relativamente menor. A ferramenta pode ficar sobre a superfície em Ligações Curtas mas pode cancelar em Ligações Longas onde a ferramenta pode de outra forma não aceitar passar através de áreas profundas do material para o próximo caminho da ferramenta.

Passo Vertical
A ligação move resíduos de uma altura constante e avanços sobre o início do próximo caminho da ferramenta onde ele então avança para baixo sobre a superfície.

Linha Reta
Nesso caso a ligação é um movimento linear para o começo do próximo caminho da ferramenta.

Arco Circular
Cria uma transição circular do final de um caminho de ferramenta para o começo do próximo. É planejado para uso onde geometria paralela é retida nos finais dos caminhos da ferramenta. Exemplos dessa condição incluem Entradas/Saídas configuradas para Nenhum, Estendido , Enquadrado, ou Linha Reta com Ângulo 0. As Ligações - Arco Circular são entidades planas, alinhadas para os finais dos caminhos da ferramenta e como um resultado não serão criadas se uma situação de colisão é identificada no modelo. Como com Entradas/Saídas e Extensões é essoncial que a caixa Análise de Colisões seja marcada para todas as aplicações normais.

Edição PMILL 5.0

135

Entradas/Saídas e ligações

PowerMILL

?? Configure a opção Curto para Arco Circular, e Aplicar o menu.

Como mostrado acima Ligação - Arco Circular é automaticamente inserida entre s caminhos da ferramenta com exceção de 1 lugar onde uma potencial situação de colisão foi identificada.

?? Configure a opção Curto para Arco Circular, e ative a caixa Ajustar Arco Movimentos Rápidos. ?? Configure Entrada e Saída para Arco Vertical com Ângulo de 90 e um Raio de 5 . ?? Aplicar e Aceitar o menu.

Veja que os arcos foram adicionados para os movimentos Rápidos. O trabalho de ajustar os arcos são todos movimentos Rápidos incluindo movimentos rasantes. Essa opção é ideal para usinar por que não faz mudanças agudas na direção e especialmente para Usinagem HSM (Alta Velocidade).

136

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Programa NC

11. Programa NC
Introdução
Quando um número de percursos foram gerados eles precisam ser arranjados na ordem que eles são executados na máquina NC e então pós processado para criar um arquivo .TAP. Se o CNC tem um trocador automático de ferramentas então os percurso de ferramentas diferentes podem ser agrupados em um Programa NC, se não então somente percursos com o mesmo tamanho de ferramenta podem ser agrupados.

?? Em Arquivo, selecione Apagar tudo para apagar qualquer modelo ou projeto existente ?? Abra o Projeto chamado Tapefile_1 em PowerMILL_data . Esse projeto contém um número de percursos.

Área de Saída
?? Na barra de ferramentas de topo, selecione Ferramentas ? Configurar Percursos e selecione Saída do Programa NC.

?? Clique no ícone do lado esquerdo (Adicionar caminho para o topo da lista) para abrir o menu Selecionar Caminho e selecione C:\NCPrograms como mostrado, e então feche o menu.
Note: O diretório de destino acima NCPrograms deve existir caso contrário não será possível fazer a saída de um ProgramaNC.

Edição PMILL 5.0

137

P rograma NC Configurando as Preferências

PowerMILL

?? No Explorer, Clique com o botão direito do mouse sobre Programa NC ? Preferências

?? Clique sobre o ícone Selecionar arquivo para leitura para abrir o menu Selecionar o Arquivo de Opção da Máquina.

Essas opções contém diferentes formatos NC.

?? Selecionar o arquivo heid.opt que escreve o arquivo NC para linguagem de máquinas Heidenhain e pressione Abrir e Aceitar.

Criando Programa NC
?? No Explorer, Clique com o botão direito do mouse s obre Programa NC ? Criar Programa NC

?? Entre com o nome Job_646_top e Aceite o menu.

138

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Programa NC

?? Na área do explorer clique na caixa +/- em ProgramasNC para mostrar o conteúdo de (job_646_top) ligado ou desligado. Algum ou todos os percursos podem agora ser adicionados para esse Programa NC ativo.

?? Clique sobre o ícone Desbaste mantenha apertado o botão esquerdo do mouse, arraste o mouse e o ícone ficará com uma aparência translúcida.

?? Mova sobre o Programa NC ativo (Job_646_top) e libere o botão do mouse. Novamente na área do +/- em job_646_top para mostrar o conteúdo do (Desbaste_16).

Edição PMILL 5.0

139

P rograma NC

PowerMILL

?? Arraste os outros percursos dentro do Programa NC ativo na ordem de usinagem.

Se você decidir que quer remover qualquer percurso adicionado eles podem ser deletados do Programa NC.

?? Clique com o botão direito do mouse sobre qualquer percurso no atual Programa NC para ver as opções mas não selecione nada.

Você pode ver o atual status do Programa NC com os percursos e ferramentas selecionando Editar com o botão direito do mouse no menu.

140

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Programa NC

?? Clique com o botão direito em Ativar Programa NC e selecione Configurações.

Valores de cada percurso podem ser modificados, selecionando-os, trocando o valor relevante e então clicando em Aplicar.

?? Experimente com os valores e Aplicar e Fechar o menu. ?? Clique com o botão direito do mouse sobre ativar Programa NC no explorer e selecione Abrir para criar o Arquivo NC no disco e note que o ícone fica verde.

Edição PMILL 5.0

141

P rograma NC

PowerMILL

Qualquer percurso adicional que é criado é acrescentado automaticamente a um programa NC ativo, assim pode ser uma boa estratégia criar o programa NC antes dos percursos para economizar tempo não precisando arrastá-los depois.

?? Ative o NC Program Job_646_top no explorer. ?? Crie um percurso de Acabamento 3D Offset usando a ferramenta 10_B e um Passo Lateral de 1
Pode não ser o caso de você sempre querer a produção de todos os percursos juntos. É possível criar Programas NC individuais e saídas separadamente.

?? Para saída desse percurso separadamente, tenha certeza que o percurso está ativo, clique com o botão direito do mouse sobre o novo Percurso Ativo e selecione Criar Programas NC individuais.

?? Um novo programa NC foi criado. Clique sobre o símbolo + para mostrar o seu conteúdo. ?? Clique sobre o novo Programa NC 1 e selecione Renomear. Chame-o de Job_646_top_mod e então clique com o botão direito do mouse novamente e selecione Abrir.

142

Edição PMILL 5.0

PowerMILL

Programa NC

Visualizando e Editando Códigos NC
Quando um Programa NC é pós-processado para o disco, este pode ser lido por um simples editor de texto e editado quando necessário.

?? No Windows Explorer, vá para C:\NCPrograms (o caminho configurado no início deste capítulo) onde os arquivos de saída NC deveriam estar localizados. Clique duas vezes em um deles para carregar o arquivo no Wordpad.
Os códigos NC aparecerão iguais aos mostrados abaixo.

Edição PMILL 5.0

143

P rograma NC

PowerMILL

144

Edição PMILL 5.0

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->