Você está na página 1de 55

Prof. Roberto Ferreira

APOSTILA

modelagem industrial & SOB medida

Prof. Roberto Ferreira APOSTILA modelagem industrial & SOB medida PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
Prof. Roberto Ferreira APOSTILA modelagem industrial & SOB medida PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
Prof. Roberto Ferreira APOSTILA modelagem industrial & SOB medida PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
Prof. Roberto Ferreira APOSTILA modelagem industrial & SOB medida PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
Prof. Roberto Ferreira APOSTILA modelagem industrial & SOB medida PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -

Página - 1 -

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 1 -

Prof. Roberto Ferreira

SUMÁRIO

TABELA DE MEDIDAS

04

SAIA BÁSICA

07

MOLDE BÁSICO BLUSA FEMININA

09

MANGA BÁSICA CURTA

11

VESTIDO BÁSICO

12

CALÇA JUSTA FEMININA

14

MACACÃO FEMININO

16

CALAÇ MASCULINA

17

CAMISA ESPORTE MASCULINA

19

MANGA ESPORTE MASCULINA

21

CAMISA SOCIAL MASCULINA

22

MANGA SOCIAL MASCULINA

24

COLARINHO MASCULINO

25

TRANSFORMAÇÃO SAIAS

27

TRANSFORMAÇÃO BLUSAS I

32

TRANSFORMAÇÃO BLUSAS II

34

FORMAÇÃO DA BLUSA ESTILO CORSELET

35

ADIÇÃO DE PENCES

38

GRADUAÇÃO DE MOLDES

40

ACESSÓRIOS DA MODELAGEM MANGAS

42

ACESSÓRIOS DA MODELAGEM GOLAS

50

ANOTAÇÕES & OUTROS

55

Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

Página - 2 -

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA
Página - 2 - PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

TABELA DE MEDIDAS

Roberto Ferreira modelagem industrial & SOB medida TABELA DE MEDIDAS PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA

Página - 3 -

PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -
PROFESSOR ROBERTO FERREIRA Página - 3 -

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

1) FEMININA

GRADE DE MOLDES

MANEQUIM 36 38 40 42 44 46 48 50 Sob medida Semibusto Ombro Manga comprida
MANEQUIM
36
38
40
42
44
46
48
50
Sob
medida
Semibusto
Ombro
Manga comprida
Punho
Colarinho
Comprimento cintura frente
Comprimento cintura costas
Semicintura
Semiquadril
Altura do quadril
Semiboca calça justa
Seio a seio (s-s)
42
44
46
48
50
52
54
12.5
13
13.5
14
14.5
15
15.5
56
57
58
59
60
61
62
19
20
21
22
23
24
25
30
32
34
36
38
40
42
39
40
41
42
43
44
45
43
44
45
46
47
48
49
34
35
36
37
38
40
42
46
48
50
52
54
56
58
23
24
25
26
27
28
29
19.5
20
20.5
21
21.5
22
22.5
16
19
20
21
22
22
22

Página - 4 -

Prof. Roberto Ferreira

2) MASCULINA

A) CAMISA ESPORTE MASCULINA

MANEQUIM 1 2 3 4 5 Colarinho 36 38 40 42 44 Comprimento Frente 78
MANEQUIM
1
2
3
4
5
Colarinho
36
38
40
42
44
Comprimento Frente
78
79
80
81
82
Comprimento Costas
84
85
86
87
88
Comprimento de Manga
57
58
59
60
61
Ombro
14
14.5
15
15.5
16
Punho
18
19
20
21
22

B) CAMISA SOCIAL MASCULINA

MANEQUIM 1 2 3 4 5 Colarinho 36 38 40 42 44 Comprimento Frente 74
MANEQUIM
1
2
3
4
5
Colarinho
36
38
40
42
44
Comprimento Frente
74
75
76
77
78
Comprimento Costas
78
79
80
81
82
Comprimento de Manga
57
58
59
60
61
Linha Cintura Frente
39
40
41
42
43
Linha Cintura Costas
43
44
45
46
47
Ombro
14
14.5
15
15.5
16
Punho
18
19
20
21
22
C) CALÇA MASCULINA MANEQUIM 36 38 40 42 44 46 48 50 Semicintura 36 38
C) CALÇA MASCULINA
MANEQUIM
36
38
40
42
44
46
48
50
Semicintura
36
38
40
42
44
46
48
50
Semiquadril
44
46
48
50
52
54
56
58
Comprimento
108
109
110
111
112
113
114
115

Página - 5 -

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MOLDES BÁSICOS

Prof. Roberto Ferreira modelagem industrial & SOB medida MOLDES BÁSICOS Página - 6 -

Página - 6 -

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

SAIA BÁSICA

FRENTE

1. Marcar no canto inferior do papel a letra “A”.

2. Para determinar o comprimento da saia, sair do ponto “A” na horizontal e marcar o ponto “C” em 45 cm. (valor desejado)

3. A bainha é acrescida do ponto “C” em 5 cm, encontrando o ponto “E”. (valor desejado)

4. Sair do ponto “A” na horizontal em direção ao ponto “B”, marcar a metade do semiquadril.

5. Saindo de “B” em direção ao ponto “A”, 1/6 do semiquadril, encontrando o ponto “D”.

6. Saindo do ponto “A” na vertical metade do semiquadril +1, encontrando o ponto “A3”.

7. Saindo do ponto “A” na horizontal em 2cm, encontrando “A2”.

8. Saindo do ponto “A” na vertical metade da semicintura +2, encontrando o ponto “A1”.

9. Esquadrar “A3” na horizontal, encontrando os pontos “B1”, “C1”, “D1” e “E1”.

10. Entrar no ponto “D1” em 1cm, encontrando o ponto “D2”.

11. Ligar “A1-D2-B1” com régua de alfaiate.

12. Ligar “A1”-“A2” com régua de alfaiate.

COSTAS

1. Copiar o molde da “saia básica frente” deixando 4cm de margem inferior.

2. Sair em “A2” 1.5cm, encontrando o ponto “a”.

3. Sair em “B” 3cm, encontrando o ponto “B2”.

4. Sair em “C” 1cm, encontrando o ponto “C2”.

5. Sair em “E” 1.5cm, encontrando “E2”.

6. Ligar com régua de alfaiate (curva suave) “a”-“B2”-“C2” e com a reta “C2”-“E2”.

OBS.: Dos pontos “a” a “E2” já estão inclusas as costuras.

Página - 7 -

Prof. Roberto Ferreira

CONSTRUÇÃO DAS PENCES

1. Sair em “A1” na vertical 2cm, encontrando “A4”.

(MARGEM DIREITA DE 2cm)

2. Ligar com régua de alfaiate “A4” até encontrar a linha do quadril.

3. Marcar “1” na metade de “A1”-“A2”.

4. Esquadrar “1” na horizontal em direção ao quadril (“D”) em 12cm, encontrando o ponto “2”.

5. Marcar 1cm para cada lado do ponto “1”, encontrando os pontos “3” e “4”.

6. Ligar esses pontos em “2”.

7. Usar esse mesmo procedimento para os moldes “frente” e “costas”.

procedimento para os moldes “frente” e “costas”. FRENTE COSTAS ACABAMENTO DA SAIA (RETÂNGULO DE 10cm X
procedimento para os moldes “frente” e “costas”. FRENTE COSTAS ACABAMENTO DA SAIA (RETÂNGULO DE 10cm X

FRENTE

COSTAS

ACABAMENTO DA SAIA (RETÂNGULO DE 10cm X 60cm)

FRENTE

O molde de acabamento da saia com pence é feito a partir da saia básica.

1. Dobra-se o papel ao meio e contorna-se a cintura da saia básica.

2. Marca-se 6 cm da cintura para baixo e vai pontilhando acompanhando a curva da cintura.

COSTAS

O procedimento é o mesmo, exceto pelo fato de o papel não precisar ser dobrado devido às costuras entre as duas partes das costas.

Página - 8 -

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MOLDE BÁSICO BLUSA FEMININA

FRENTE

1. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito do papel.

2. Marcar o ponto “C” como sendo o comprimento da frente.

3. Saindo do ponto “A” na horizontal em direção a “C”, 1/5 (um quinto) do colarinho + 1, encontrando o ponto “A1”.

4. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/5 (um quinto) do colarinho 1, encontrando o ponto

“A2”.

5. Esquadrar os pontos “A1” e “A2” e ligar com curva francesa.

6. Saindo do ponto “A2”, na vertical, metade do semibusto – 5, encontrando o ponto “A3”.

7. Saindo do ponto “A3” na horizontal, 1/10 do semibusto +2, encontrando o ponto “A4”.

8. Ligar “A2-A4” com uma reta.

9. Saindo de “A2” em direção a “A4”, ombro + 2, encontrando “A5”.

10. Esquadrar o ponto “A5”.

11. Saindo de “A5” na horizontal, metade do semibusto – 5, encontrando o ponto “B”. (= “A2-A3”)

12. Marcar a metade de “A5-B”, encontrando o ponto “1”.

13. Entrar em 1 = 1.5cm, encontrando o ponto “2”.

14. Saindo do ponto “B”, na horizontal em direção ao ponto “A5”, 3cm, encontrando o ponto

“3”.

15. Saindo do ponto “B”, na vertical, 1/10 do semibusto + 1, encontrando o ponto “B1”.

16. Ligar os pontos “B1-3-2-A5” com curva francesa.

17. Saindo do ponto “C”, na vertical, metade da semicintura + 2, encontrando o ponto “C2”.

18. Ligar com reta os pontos “B1-C2”.

Página - 9 -

Prof. Roberto Ferreira

COSTAS

1. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito do papel.

2. Marcar o ponto “C” como sendo o comprimento das costas. (4cm a mais em relação à frente)

3. Saindo do ponto “A” na horizontal em direção a “C”, 3cm, encontrando o ponto “A1”.

4. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A2”.

5. Esquadrar os pontos “A1” e “A2” e riscar com curva francesa “bem acentuada”.

6. Saindo do ponto “A2”, na vertical, metade do semibusto – 5, encontrando o ponto “A3”.

7. Saindo do ponto “A3” na horizontal, 1/10 do semibusto +2, encontrando o ponto “A4”.

8. Ligar “A2-A4” com uma reta.

9. Saindo de “A2” em direção a “A4”, ombro + 2, encontrando “A5”.

10. Recuar no ponto “A5” 1cm, encontrando o ponto “A6”.

11. Esquadrar o ponto “A6”.

12. Saindo do ponto “A6” na horizontal, metade do semibusto – 1, encontrando o ponto “B”.

13. Marcar a metade de “A6-B”, encontrando o ponto “1”.

14. Saindo do ponto “B”, na vertical, 1/10 do semibusto + 1, encontrando o ponto “B1”.

15. Ligar com curva francesa os pontos “B1-1-A5”.

16. Saindo do ponto “C”, na vertical, metade da semicintura + 2, encontrando o ponto “C2”.

17. Ligar com reta os pontos “B1-C2”.

CORREÇÃO DO MOLDE (PARA MODELAGEM SOB MEDIDA)

Medir o fio a “B1”. A medida encontrada deve ser “metade do semibusto + 2 a 3 cm. Se não, proceder desta forma:

SAÍDA (FRENTE) Sair em “B1” o que estiver faltando encontrando um novo ponto “B1” e ligar com curva francesa os pontos

“B1-1-A5”.

ENTRADA (FRENTE) Entrar no ponto “B1” o que estiver sobrando encontrando um novo ponto “B1” e entrar no ponto “1” o mesmo valor, encontrando um novo ponto “1”. Ligar com curva francesa os pontos “B1-“1”-“A5”.

SAÍDA (COSTAS) Sair em “B1” o que estiver faltando e ligar com curva francesa os pontos “B1-1-A5”.

ENTRADA (COSTAS) Entrar no ponto “B1” o que estiver sobrando encontrando um novo ponto “B1” e entrar no ponto “1” a metade desse valor, encontrando também um novo ponto “1”. Ligar com curva francesa os pontos “B1”-“1”-“A5”.

Página - 10

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MANGA BÁSICA CURTA

A construção das partes da frente e das costas da manga é feita de uma única vez. Atente-se para o papel de elaboração desta manga, pois deve estar dobrado na linha do fio.

1. Marcar o ponto "A" no canto inferior direito da cartolina.

2. Saindo de "A" na horizontal para a esquerda, marcar o ponto "C" que é o comprimento da manga. (± 25cm) ou tamanho desejado.

3. Saindo do ponto "A" na horizontal para encontrar o ponto "B", 1/4 do semibusto + 0.5cm.

4. Saindo do ponto "A" na vertical para encontrar o ponto "A1", metade do semibusto 3cm.

5. Esquadrar os pontos "B", "C" e "A1" e marcar os pontos "B1" e "C1".

6. Marcar a metade de "A-A1", encontrando o ponto "1".

7. Esquadrar o ponto "1" até encontrar a linha entre "B-B1".

8. Ligar com curva francesa bem acentuada o ponto "A" na linha do ponto "1".

9. Ligar com curva francesa suave a linha do ponto "1" ao ponto "B1". (Observe que a cava da manga não toca o ponto "A", apenas passa pela linha deste mesmo ponto)

10. Traçar uma diagonal do ponto "A1" até o final da linha do ponto "1".

11. Marcar o ponto "x" no encontro da diagonal com a linha traçada anteriormente.

12. Descer em "x" 1cm, encontrando o ponto "x1".

13. Ligar com curva francesa bem acentuada a linha do ponto "A" ao ponto "x1".

14. Ligar com curva francesa suave os pontos "x1-B1".

BAINHA

15. Descer no ponto "C" 3cm, encontrando o ponto "E".

16. Esquadrar o ponto "E" até a altura dos pontos "B1" e "C1", encontrando o ponto "E1".

17. Ligar o ponto "E1" ao ponto "C1".

18. Entrar no ponto "C1" 2cm, encontrando o ponto "C2".

19. Ligar com reta os pontos "C2-B1".

20. Subir em "C" a mesma medida que desceu para a bainha (3cm), encontrando o ponto "3".

21. Esquadrar o ponto "3" com linha tracejada até encontrar a linha de "C2".

22. Medir a linha tracejada e transferir esta medida para a linha "E-E1", achando "E2".

23. Ligar com reta os pontos "C2-E2".

24. Cortar os pontos "A-x-B1-C2-E2-E" e escrever "costas".

25. Abrir a folha e cortar os pontos "A-x1-B1".

26. Dar um "pic" com a tesoura no ponto "x1" e escrever "frente".

OBS.: corrigir a volta da manga com curva francesa, se necessário.

Página - 11

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

VESTIDO BÁSICO

O molde básico do vestido é feito utilizando-se os dois moldes anteriores saia e blusa, acrescentando as devidas costuras e pences. Logo, colam-se duas folhas de cartolina no sentido do comprimento, atentando-se para o cuidado de esquadrar as folhas, de forma que fiquem com seus ângulos perfeitos.

FRENTE

1. Colocar o molde básico da blusa frente no canto direito inferior da folha, fio-a-fio.

2. Descer nos pontos "C-C1" da blusa (cintura) 2cm, encontrando os pontos "C2-C3".

3. Descer somente no ponto "C2" 2cm, encontrando o ponto "A" da saia.

4. Colocar o molde da saia básica na linha do fio, de forma que o ponto "A" da saia case com o ponto "A" da blusa e o ponto "A1" da saia case com o ponto "C3" da blusa.

5. Marcar os pontos internos da blusa e da saia.

6. Para que as partes saia e blusa sejam emendadas, é necessário fazer a linha da correção. Para isso, basta utilizar a curva francesa com as parte suave na altura da saia e a parte acentuada na blusa. Essa correção deve ser no máximo de 0.5cm.

PENCES

7. Esquadrar o ponto “B1” até a linha do fio, encontrando o ponto “B”.

8. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “B1”, metade do “ss”, encontrando o ponto “1”.

9. Esquadrar o ponto “1” até a bainha, encontrando o ponto “F”.

10. Descer no ponto “1” em 4cm, encontrando o ponto “1A".

11. Marcar o ponto “2” no encontro dos pontos “C-1”, ou seja, no meio da pence.

12. Descer no ponto “2” em 13cm, encontrando o ponto “3”.

13. Marcar 1cm para cada lado do ponto “2”, encontrando os pontos “4” e “5”.

14. Ligar com reta os pontos “1A-4-3-5-1A”.

15. Vazar esses pontos com tesoura ou estilete para a marcação das pences no tecido.

ACRÉSCIMO DE COSTURAS PARA A PENCE

16. Sair na linha da correção 3cm, encontrando o ponto "C4".

17. Ligar com régua de alfaiate o ponto "C4" na linha do quadril.

18. Ligar com régua de alfaiate suave ao contrário o ponto "C4" ao ponto "B1".

Página - 12

-

Prof. Roberto Ferreira

COSTAS

A colagem e o esquadramento das cartolinas seguem o mesmo padrão do molde da frente.

1. Com uma reta, traçar uma margem de 4cm na parte inferior da cartolina já devidamente colada e esquadrada. Essa linha será a linha do fio do vestido.

2. Colocar o molde básico da blusa costas no canto direito inferior da folha, fio-a-fio.

3. Descer nos pontos "C-C1" da blusa (cintura) 2cm, encontrando os pontos "C2-C3".

4. Descer somente no ponto "C2" 2cm, encontrando o ponto "A" da saia.

5. Colocar o molde da saia básica na linha do fio, de forma que o ponto "A" da saia case com o ponto "A" da blusa e o ponto "A1" da saia case com o ponto "C3" da blusa.

6. As medidas da curva da saia costas ficam abaixo da linha do fio, sendo desconsideradas por enquanto.

7. Marcar os pontos internos da blusa e da saia.

8. Proceder da mesma forma como utilizado para o molde da frente, não se esquecendo da linha de correção e dos acréscimos de tecido para as pences.

PENCES

As pences das costas possuem medidas diferentes das pences da frente.

9. Esquadrar o ponto “B1” até a linha do fio, encontrando o ponto “B”.

10. Medir os pontos "C2-C3" e marcar a metade desse valor, saindo do ponto "B" em direção ao ponto "B1", encontrando o ponto "1".

11. Esquadrar o ponto "1" até a bainha da saia, encontrando o ponto F.

12. Marcar o ponto “2” no encontro dos pontos “C-1”, ou seja, no meio da pence e descer nesse mesmo ponto 13cm, encontrando o ponto "3".

13. Marcar 1cm para cada lado do ponto "2", encontrando os pontos "4" e "5".

14. Ligar com reta os pontos "1-4-3-5-1".

15. Sair 1.5cm no ponto "A1" da blusa encontrando o ponto “a” e ligar com reta esse ponto até encontrar a costura da saia básica das costas que está abaixo da linha do fio, também chamado de ponto “a”.

ACRÉSCIMO DE COSTURAS PARA A PENCE

1. Sair na linha da correção 3cm, encontrando o ponto "C4".

2. Ligar com régua de alfaiate o ponto "C4" na linha do quadril.

3. Ligar com régua de alfaiate suave ao contrário o ponto "C4" ao ponto "B1".

Página - 13

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

CALÇA JUSTA FEMININA MOLDE BÁSICO T40

FRENTE

Adotaremos o tamanho da calça como sendo C = 104cm.

1. Esquadrar a cartolina deixando 5cm de margem, tanto à direita quanto na parte inferior.

2. Marcar o ponto “A” na parte inferior do canto direito da folha.

3. Saindo do ponto “A”, marcar o ponto “C” = 104cm.

4. Saindo do ponto “A” na horizontal, marcar o ponto “B”, metade do semiquadril + 1.5cm. (altura do gancho)

5. Subtrair o comprimento da calça menos o valor do gancho, ou seja, “C” menos “B”, encontrando o valor das entrepernas. Anotar este valor para ser usado no item “7”.

6. Saindo do ponto “B”, na horizontal, em direção ao ponto “A”, 1/6 do semiquadril, encontrando o ponto “E”.

7. Saindo do ponto “E”, na horizontal, em direção ao ponto “C”, metade das entrepernas + 0.5cm, encontrando o ponto “F”. (linha dos joelhos)

8. Esquadrar os pontos “B-C-E-F”.

9. Entrar no ponto “B” 0.5cm, encontrando o ponto “Bb”. (esta pequena medida será responsável por uma forma mais anatômica da peça)

10. Saindo do ponto “Bb”, na vertical, metade do semiquadril – 0.5cm, encontrando o ponto

“B1”.

11. Saindo do ponto “B1”, na vertical, 1/12 do semiquadril, encontrando o ponto “B2”.

12. Encontrar o ponto “1” como sendo a metade dos pontos “B-B2” e esquadrá-lo para a direita e para a esquerda. No cruzamento dos pontos “C-1”, encontrar o ponto “4”.

13. Esquadrar o ponto “B1” na horizontal até a linha da cintura, encontrando o ponto “Y”.

14. Esquadrar o ponto “B2” na horizontal para a esquerda até no cruzamento com a linha do joelho (“F”), encontrando o ponto “3”.

15. Entrar no ponto “3” 3cm, encontrando o ponto “F2”.

16. Marcar o ponto “2” no cruzamento dos pontos “F-1”.

17. Medir a linha “F2-2” e transferir esta medida em “2-F”, encontrando o ponto “F1”.

18. Transferir a medida de “F2-2-F1” para o ponto “4”, reduzindo em 1.5cm para cada lado, encontrando os pontos “C1” e “C2”.

19. Ligar os pontos “F2-C2” e “F1-C1” com reta.

20. Entrar no ponto “Y” 2cm, encontrando o ponto “K”.

21. Saindo do ponto “K” em direção ao ponto “A” na vertical, metade da semicintura + 0.5cm de braguilha + 2cm de costura, encontrando o ponto “A1”.

22. Subir no ponto “B1” 8cm, encontrando o ponto “T”.

23. Ligar os pontos “T-K” com reta.

24. Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “Bb-A1”.

25. Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “Bb-F1”.

26. Ligar com régua de alfaiate acentuada os pontos “B2-F2”.

27. Ligar com curva francesa moderada os pontos “B2-T”.

OBS.: Se o ponto “A1” ultrapassar o ponto “A”, ligar “B-A” com reta, desconsiderando o ponto “Bb”. Se a pessoa for muito obesa, ligar com uma reta os pontos “A1-F1”.

OBS.:

reta,

desconsidere 1.5cm. Se quiser mais

larga, aumente o que desejar.

se

quiser

calça

com

boca

Página - 14

-

Prof. Roberto Ferreira

COSTAS

O molde das costas da calça básica feminina é feito modificando-se o molde básico da frente.

1. Sair no ponto “E” 4cm, encontrando o ponto “e”. (O ponto “E” será agora o ponto onde a régua de alfaiate toca no cruzamento dos pontos “A1-“Bb”)

2. Sair no ponto “T” 1cm, encontrando o ponto “e1”.

3. Sair do ponto “Bb” 4.5cm, encontrando o ponto “g”.

4. Sair no ponto “B1” 1/5 do semiquadril, encontrando o ponto “g1”.

5. Sair nos pontos “F1-F2-C1-C2” 2cm, encontrando os pontos “F3-F4-C3-C4”.

6. Ligar os pontos “F3-C3” e “F4-C4” com reta.

7. Entrar no ponto “K” 3cm, encontrando o ponto “K1”.

8. Ligar os pontos “e1-K1” com reta, prolongando no ponto “K1” 3cm, encontrando o ponto “D”.

9. Calcular a metade da semicintura + 2cm e ligar com reta inclinada esta medida do ponto “D” até tocar na linha prolongada, encontrando o ponto “A1”.

10. Ligar os pontos “F4-g1” com régua de alfaiate. (Cuidado: não entrar muito com a curva)

11. Ligar os pontos “g-A1” com régua de alfaiate, não se preocupando com o ponto “e”.

12. Ligar os pontos “g-F3” com régua de alfaiate.

13. Ligar os pontos “e1-g1” com curva francesa.

Página - 15

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MACACÃO FEMININO MOLDE BÁSICO

Para a confecção do macacão, é necessário ter em mãos os moldes básicos da blusa e os moldes básicos da calça feminina devidamente cortados em tamanho 40 ou sob medida.

FRENTE

1.

Colar duas cartolinas no sentido do comprimento.

2.

Fazer uma margem inferior de 10 cm.

3.

Copiar o molde básico da blusa frente no canto inferior direito da cartolina e acrescentar as marcações do molde (conforme vestido).

4.

Descer nos pontos “C-C2” 4cm, encontrando os pontos “C3-C4”.

5.

Ligar com reta esses pontos, formando um retângulo.

6.

Posicionar o molde da calça frente na linha do fio e copiá-lo de modo que o encaixe entre as partes seja perfeito. (As sobras ou faltas entre os moldes deverão ficar pelo lado de cima das peças que serão corrigidas adiante)

7.

Ligar com curva francesa os moldes blusa-calça. (curva de correção conforme já visto em vestido)

8.

A partir da curva de correção, sair no molde 1,5 cm, encontrando o ponto “C5”.

9.

Ligar com régua de alfaiate os pontos “B1-C5-quadril”.

10.

Fazer a pence de cintura conforme já ensinado anteriormente em VESTIDO.

11.

Acrescentar 1cm de costura em toda a extensão da parte inferior do molde que vai do ponto “A1” da blusa até ao ponto “C1” da calça.

OBS.:

1.

se desejar um macacão mais largo, acrescente o tecido da pence, porém, não a faça.

2.

qualquer transformação a ser feita no macacão, basta seguir os passos da transformação da blusa, que será ensinado mais à frente.

COSTAS

1. Utilizar o verso da cartolina.

2. Fazer uma margem inferior de 20 cm.

3. Copiar o molde básico da blusa costas no canto inferior direito da cartolina e acrescentar as marcações do molde (conforme VESTIDO).

4. Descer apenas no ponto “C2” o valor de 4cm, encontrando o ponto “C4”.

5. Ligar com reta os pontos “C-C4”.

6. Posicionar o molde da calça costas na linha do fio e copiá-lo de modo que o encaixe entre as partes seja perfeito. (As sobras ou faltas entre os moldes deverão ficar pelo lado de cima das peças que serão corrigidas adiante)

7. Ligar com curva francesa os moldes blusa-calça. (curva de correção)

8. A partir da curva de correção, sair no molde 1,5 cm, encontrando o ponto “C5”.

9. Ligar com régua de alfaiate os pontos “B1-C5-quadril”.

10. Fazer a pence de cintura conforme já ensinado anteriormente em VESTIDO.

11. Acrescentar 1cm de costura em toda a extensão da parte inferior do molde que vai do ponto “A1” da blusa até ao ponto “C1” da calça.

Página - 16

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

CALÇA MASCULINA MOLDE BÁSICO T40

FRENTE

Adotaremos o tamanho da calça como sendo de C = 110cm.

1. Esquadrar a cartolina deixando 5cm de margem, tanto à direita quanto na parte inferior.

2. Marcar o ponto “A” na parte inferior do canto direito da folha.

3. Marcar o ponto C = 110cm.

4. Saindo do ponto “A” na horizontal, marcar o ponto “B”, metade da semicintura + 2cm. (A semicintura no homem também é chamada de “semicós”)

5. Subtrair os pontos “C menos B”, encontrando o valor das entrepernas. Anotar este valor para ser usado no item “7”.

6. Saindo do ponto “B”, na horizontal, em direção ao ponto “A”, 1/6 do semiquadril, encontrando o ponto “E”.

7. Saindo do ponto “E”, na horizontal, em direção ao ponto “C”, metade das entrepernas (menos) 1.5cm, encontrando o ponto “F” (linha dos joelhos).

8. Esquadrar os pontos “B-C-E-F”.

9. Entrar no ponto “B” 0.5cm, encontrando o ponto “Bb” (Esta pequena medida será responsável por uma forma mais anatômica da peça).

10. Saindo do ponto “Bb”, na vertical, metade do semiquadril – 0.5cm, encontrando o ponto “B1”.

11. Saindo do ponto “B1”, na vertical, 1.5cm, encontrando o ponto “B2”.

12. Saindo do ponto “B1”, na vertical, 1/10 do semiquadril + 1.5cm, encontrando o ponto “B3”.

13. Encontrar o ponto “1” como sendo a metade dos pontos “B-B3”.

14. Marcar o ponto “2” no cruzamento dos pontos “F-1”.

15. Esquadrar o ponto “B2” até a cintura, marcando o ponto “Y”; o ponto “1” para ambos os

lados, tanto em direção à cintura, quanto em direção à boca da calça. 16. Esquadrar o ponto “B3” para a esquerda, até cruzar a linha de “F”, encontrando o ponto

“3”.

28.

Marcar o ponto “4” no cruzamento dos pontos “C-1”.

17.

Entrar no ponto “3” 2.5cm, encontrando o ponto “F2”.

18.

Medir a linha “F2-2” e transferir esta medida em “2-F”, encontrando o ponto “F1”.

19.

Transferir a medida de “F2-2-F1” para o ponto “4”, reduzindo em 1.5cm para cada lado, encontrando os pontos “C1” e “C2”.

20.

Ligar os pontos “F2-C2” e “F1-C1” com reta.

21.

Entrar no ponto “Y” 1.5cm, encontrando o ponto “K”.

22.

Saindo do ponto “K” em direção ao ponto “A” na vertical, metade da semicintura + 0.5cm de braguilha + 2cm de costura, encontrando o ponto “A1”.

23.

Subir no ponto “B2” 7cm, encontrando o ponto “T”.

24.

Ligar os pontos “T-K” com reta.

25.

Ligar com curva francesa os pontos “B3-T”.

26.

Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “Bb-A1”.

27.

Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “Bb-F1”.

28.

Ligar com régua de alfaiate acentuada os pontos “B3-F2”.

OBS.: Se o ponto “A1” ultrapassar o ponto “A”, ligar “B-A1” com reta e “B-F1” com régua de alfaiate , desconsiderando o ponto “Bb”. Se a pessoa for muito obesa, ligar com uma reta os pontos “A1-F1”.

Página - 17

-

Prof. Roberto Ferreira

COSTAS

O molde das costas da calça básica masculina é feito modificando-se o molde básico da frente.

1. Criar margem de 5cm, tanto na horizontal como na vertical.

2. Copiar o molde básico frente, lembrando-se de colocar todas as marcações necessárias, inclusive o ponto “B1”. Interessante copiar o molde da frente em linha tracejada.

3. Sair no ponto “E” 2,5cm, encontrando o ponto “e”.

4. Sair no ponto “T” 1cm, encontrando o ponto “e1”.

5. Sair do ponto “Bb” 3cm, encontrando o ponto “g”.

6. Sair no ponto “B1” 1/4 do semiquadril + 0.5cm, encontrando o ponto “g1”.

7. Sair no ponto “F1” 3cm, encontrando o ponto “F3”.

8. Sair no ponto “F2” 1cm, encontrando o ponto “F4”.

9. Sair no ponto “C1” 3cm, encontrando o ponto “C3”.

10. Sair no ponto “C2” 1cm, encontrando o ponto “C4”.

11. Ligar os pontos “F3-C3” e “F4-C4” com reta.

12. Entrar no ponto “K” 3cm, encontrando o ponto “K1”.

13. Ligar os pontos “e1-K1” com reta, prolongando no ponto “K1” 3cm, encontrando o ponto “D”.

14. Calcular a metade da semicintura + 2cm e ligar com reta esta medida do ponto “D” até tocar na linha prolongada, encontrando o ponto “A1”.

15. Ligar os pontos “g-A1” com régua de alfaiate, não se preocupando com o ponto “e”.

16. Ligar os pontos “g-F3” com régua de alfaiate.

17. Ligar os pontos “e1-g1” com curva francesa.

18. Ligar os pontos “g1-F4” com régua de alfaiate.

Página - 18

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

CAMISA ESPORTE MASCULINA (PALA E PREGA NAS COSTAS) T03 (= T40)

O molde das costas desta peça é feito primeiro, para que algumas das medidas encontradas sejam aproveitadas na peça da frente.

COSTAS

1. Criar uma margem inferior na cartolina de 4cm e marcar o ponto “A” no canto inferior direito.

2. Saindo do ponto “A” na horizontal para encontrar o ponto “D”, o comprimento das costas.

3. Saindo do ponto “A” na horizontal, 3.5cm (medida padrão), encontrando o ponto “A1”.

4. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A2”.

5. Colocar em esquadro os pontos “A1-A2” e em seguida, ligá-los com curva francesa.

6. Saindo do ponto “A” na vertical, metade do colarinho + 9cm, encontrando o ponto “A3”.

7. Esquadrar o ponto “A3” na horizontal e marcar 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A4”.

8. Ligar com reta os pontos “A2-A4”.

9. Recuar no ponto “A4” 4cm, encontrando o ponto “A5”.

10. Esquadrar o ponto “A5” na horizontal para a esquerda.

11. Saindo do ponto “A5” na horizontal, metade do colarinho + 12.5cm, encontrando o ponto “B”.

12. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “A5”, 12.5cm, encontrando o ponto “1”.

13. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “A5”, 6cm, encontrando o ponto “3”

14. Esquadrar o ponto “B” na vertical e marcar nesta mesma reta 1/10 do colarinho, encontrando o ponto “B1”.

15. Ligar os pontos “B1-3” com curva francesa e os pontos “1-A4” com régua de alfaiate.

16. Esquadrar o ponto “B1-D”, encontrando o ponto “D1”.

TRANSFORMAÇÃO

1. Se quiser a camisa mais justa, entrar no ponto “D1” 0.5 a 1cm, encontrando o ponto “D2” e ligá-lo com reta ao ponto “B1”, de forma que a medida de “B1” seja igual a zero.

2. Se desejar, subir no ponto “D1” 4cm, encontrando o ponto “D2” (ou “D3”) e ligá-lo na linha de “D-D1” com régua de alfaiate.

CONSTRUÇÃO DA PALA

1. Descer no ponto “A1”12cm, encontrando o ponto “A6” (não é padrão).

2. Esquadrar o ponto “A6” em direção à cava e ultrapassar em 4cm da margem.

3. Descer no ponto “A6” 1cm de costura e esquadrar esse 1cm até a cava, sem ultrapassar os 4cm esquadrados. (linha tracejada)

4. Subir no ponto “A6” 1cm de costura e esquadrar esse 1cm ultrapassando os 4cm esquadrados. (linha tracejada)

5. Pontilhar a pala e o corpo da camisa acrescidas de costura.

Página - 19

-

Prof. Roberto Ferreira

FRENTE

1. Criar uma margem inferior na cartolina de 6 cm.

2. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito da cartolina.

3. Saindo do ponto “A”, marcar o comprimento da frente, encontrando o ponto “D”.

4. Saindo do ponto “A” na horizontal, 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A1”.

5. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/5 do colarinho – 1, encontrando o ponto “A2”.

6. Esquadrar os pontos “A1-A2” (o ponto “A1” será esquadrado ocupando o espaço de 6 cm, encontrando o ponto “x”.)

7. Ligar os pontos “A1-A2” com curva francesa, usando a parte bem acentuada.

8. Saindo do ponto “A” na vertical, metade do colarinho + 9cm, encontrando o ponto “A3”.

9. Esquadrar o ponto “A3” na horizontal.

10. Descer no ponto “A3” 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A4”.

11. Ligar os pontos “A2-A4” com reta.

12. Recuar no ponto “A4” 4cm, encontrando o ponto “A5”.

13. Esquadrar o ponto “A5” na horizontal.

14. Saindo do ponto “A5” na horizontal, metade do colarinho + 6.5cm, encontrando o ponto “B” e esquadrá-lo.

15. Saindo do ponto “B” na vertical, 1/10 do colarinho, encontrando o ponto “B1”.

16. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “A5”, marcar 12.5cm, encontrando o ponto “1”.

17. Recuar no ponto “1” 0.5cm, encontrando o ponto “2”.

18. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “A5”, marcar 6cm, encontrando o ponto “3”.

19. Medir no molde das costas a distância entre os pontos “A2-A4” e marcar o devido valor a partir do ponto “A2”, encontrando o ponto “A6”.

20. Ligar os pontos “B1-3-2” com curva francesa.

21. Ligar os pontos “2-A6” com régua de alfaiate.

22. Esquadrar o ponto “B1-D, encontrando o ponto “D1”.

23. Subir no ponto “x” 1,5cm, encontrando o ponto “x1”.

24. Entrar no ponto “x” 1cm, encontrando o ponto “y”.

25. Ligar com reta os pontos “x1-y”.

TRANSFORMAÇÃO

1. Se quiser a camisa mais justa, entrar no ponto “D1” 0.5 a 1cm, encontrando o ponto “D2” e ligá-lo ao ponto “B1”, de forma que a medida de “B1” seja igual a zero.

2. Se desejar, subir no ponto “D1” 4cm, encontrando o ponto “D2” (ou “D3”) e ligá-lo na linha de “D-D1” com régua de alfaiate.

Trespasse masculino caseado na vertical e do lado esquerdo.

Trespasse feminino caseado na horizontal e do lado direito.

Página - 20

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MANGA ESPORTE MASCULINA T03 (= T40)

(COMPRIMENTO = 59 cm)

1. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito da cartolina e, em seguida, o ponto “C” que é o comprimento da manga.

2. Saindo do ponto “A” na vertical, metade do colarinho + 8cm, encontrando o ponto “A1”.

3. Saindo do ponto “A” na horizontal, 1/3 do colarinho – 1cm, encontrando o ponto “B”.

4. Esquadrar os pontos “A1-C”, encontrando o ponto “C1” e depois esquadrar o ponto “B”, encontrando o ponto “B1”.

5. Esquadrar o ponto “1” até a linha de “B-B1”.

6. Ligar com régua de alfaiate o ponto “A” até a linha do ponto “B1, posicionando a marcação de quadril da régua no ponto “A”.

7. Saindo do ponto “C” na vertical, metade do punho, 1cm de costura + 3cm de preguinha + 2cm de trespasse do botão, ou seja, 1/2 do punho + 6cm, encontrando o ponto “C2”.

8. Ligar com reta os pontos “C2-B1”.

9. Cortar o molde da manga, abri-lo e na parte que está modelada, escrever “Frente”. Na parte de baixo, escrever “Costas”.

10. Na parte das “Costas”, subir no ponto “C2” 8cm, encontrando o ponto “x”. Esquadrar esse ponto em 12cm, encontrando o ponto “y” que será a CARCELA. Abrir essa carcela com a tesoura e escrever “CARCELA DE 12CM”.

11. Dar um “pique” no meio da cava da “FRENTEbem pequeno com a tesoura para que essa marcação case com a cava da frente da blusa ou do vestido.

OBS.: devido ao grande tamanho da cava da manga esporte, não é necessário encontrar os pontos “x” e “x1”, ou seja, não há diferença entre cavas da frente e das costas.

BOLSO CHAPADO

15cm X 19cm

PUNHO

Altura = 12cm Largura = punho + 4cm (costuras)

CARCELA

Altura = 13cm Largura = 20cm

Página - 21

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

CAMISA SOCIAL MASCULINA (PALA E PREGA NAS COSTAS) T03 (= T40)

O molde das costas desta peça é feito primeiro, para que algumas das medidas encontradas sejam aproveitadas na peça da frente.

COSTAS

1. Esquadrar a folha com margem inferior de 3cm e marcar o ponto “A” no canto inferior direito.

2. Saindo do ponto “A” na horizontal 45cm, encontrando o ponto “C”, encontrando a linha cintura costas.

3. Saindo do ponto “A” na horizontal 80cm, encontrando o ponto “D”.(comprimento das costas)

4. Saindo do ponto “A” na horizontal 3cm, encontrando o ponto “A1”.

5. Saindo do ponto “A” na vertical 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A2”.

6. Esquadrar os pontos “A1-A2” e ligar com curva francesa.

7. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/2 do colarinho + 4cm, encontrando o ponto “A3”.

8. Descer nesse ponto “A3” 1/8 do colarinho + 1.5cm, encontrando o ponto “A4”.

9. Ligar com reta os pontos “A2-A4”.

10. Saindo do ponto “A4” na horizontal 1/2 do colarinho + 2cm, encontrando o ponto “B”.

11. Esquadrar o ponto “B” na vertical para cima e marcar 1/8 do colarinho, encontrando o ponto “B1”.

12. Marcar o ponto “1” na metade dos pontos “A4-B”.

13. Entrar no ponto “1” para encontrar o ponto “2” em 1cm.

14. Subir no ponto “B” 3.5cm, encontrando o ponto “3”.

15. Ligar com curva francesa os pontos “B1-3” e “3-2” e com alfaiate “2-A4” passo-a-passo.

16. Esquadrar os pontos “B1” e “D”, encontrando os pontos “D1” e “C1” no cruzamento desses dois pontos.

17. Entrar nos pontos “C1-D1” em 1.5cm, encontrando os pontos “C2-D2”.

18. Ligar com reta os pontos “C2-D2” e curva suave de alfaiate os pontos “C2-B1”.

19. Descer no ponto “A4” 8cm para a formação da pala, encontrando o ponto “E1”.

20. Esquadrar o ponto “E1” até o fio, encontrando o ponto “E” e nele sair 3cm.

21. Acrescentar 1cm de costura para cada lado da reta “E-E1”, observando que na parte superior da costura a linha tracejada desce até o final da cartolina. (conforme já visto em “camisa esporte masculina”)

OBS.: a pala (caso haja) pode ser arredondada com curva francesa e as pregas (se houver também) deverão ser de 1.5cm para cada lado, juntas ou separadas. Para arredondamento da barra da camisa, subir no ponto “D2” 4cm, encontrando o ponto “D3” e ligar com régua de alfaiate.

a camisa social é a camisa certa para terno e smoking.

Página - 22

-

Prof. Roberto Ferreira

FRENTE

1.

Esquadrar a cartolina com margem inferior de 6cm; marcar o ponto “A” no canto inferior direito.

22.

Saindo do ponto “A” na horizontal 41cm, encontrando o ponto “C”, encontrando a linha cintura frente.

2.

Saindo do ponto “A” na horizontal 76cm, encontrando o ponto “D”.(comprimento da frente)

3.

Saindo do ponto “A” na horizontal 1/5 do colarinho, encontrando o ponto “A1”.

4.

Saindo do ponto “A” na vertical 1/5 do colarinho – 1.5cm, encontrando o ponto “A2”.

5.

Esquadrar os pontos “A1-A2” e ligar com curva francesa.

6.

Saindo do ponto “A” na vertical, 1/2 do colarinho + 4cm, encontrando o ponto “A3”.

7.

Descer nesse ponto “A3” 1/8 colarinho + 1.5cm, encontrando o ponto “A4”.

8.

Ligar com reta os pontos “A2-A4”.

9.

Recuar no ponto “A4” 1.5cm, encontrando o ponto “A5” e esquadrá-lo.

10.

Saindo do ponto “A5” na horizontal, 1/2 do colarinho – 2cm, encontrando o ponto “B”.

11.

Esquadrar o ponto “B” na vertical para cima e marcar 1/8 do colarinho, encontrando o ponto “B1”.

12.

Marcar o ponto “1” na metade dos pontos “A5-B”.

13.

Recuar o ponto “1” em 2.5cm, encontrando o ponto “2”.

14.

Subir no ponto “B” 2cm, encontrando o ponto “3”.

15.

Ligar com curva francesa os pontos “B1-3” e “3-2” e com alfaiate “2-A5” passo-a-passo.

16.

Esquadrar os pontos “B1” e “D”, encontrando o ponto “D1” no cruzamento desses dois pontos.

17.

Esquadrar o ponto “C”, encontrando o ponto “C1”.

18.

Entrar nos pontos “C1-D1” em 1.5cm, encontrando os pontos “C2-D2”.

19.

Ligar com reta os pontos “C2-D2” e com régua de alfaiate suave os pontos “C2-B1”.

20.

Esquadrar o ponto “A1-D” em 6cm, encontrando o ponto “X” no final da reta do ponto “A1”.

21.

Subir no ponto “X” 1.5cm, encontrando o ponto “X1”.

22.

Entrar no ponto “X” 1cm, encontrando o ponto “Y”.

23.

Ligar com reta os pontos “Y-X1”.

característica da camisa social: cintura mais justa

cava da manga mais

a peça possui também comprimento menor

OBS.: Para arredondamento da barra da camisa, subir no ponto “D2” 4cm, encontrando o ponto “D3” e ligar com régua de alfaiate.

Página - 23

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MANGA SOCIAL MASCULINA T03 (= T40)

(COMPRIMENTO = 59 cm)

1. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito da cartolina.

2. Saindo do ponto “A” na horizontal 59cm, encontrando o ponto “C” que é o comprimento da manga.

3. Saindo do ponto “A” na horizontal, 1/2 do colarinho – 6cm, encontrando o ponto “B”.

4. Saindo do ponto “A” na vertical, 1/2 do colarinho, encontrando o ponto “A1”.

5. Esquadrar os pontos “A1-C”, encontrando o ponto “C1” e depois esquadrar o ponto “B”, encontrando o ponto “B1”.

6. Marcar o ponto “1” como sendo a metade dos pontos “A-A1”.

7. Marcar o ponto “2” na metade dos pontos “1-A1”.

8. Esquadrar os pontos “1-2” até a linha de “B-B1”.

9. Saindo do ponto “2” na horizontal 10.5cm, encontrando o ponto “4”.

10. Saindo do ponto “1” na horizontal 5cm, encontrando o ponto “3”.

O traçado da frente é feito sobre o das costas, conforme já visto em “manga básica feminina”.

11. Ligar os pontos “A-3” com régua de alfaiate e os pontos “3-4-B1” com curva francesa.

12. Traçar uma diagonal do ponto “A1” até o final do ponto “1” com a linha “B-B1”.

13. Marcar o ponto “X” no cruzamento do ponto “A1” com a linha “A-B1”.

14. Recuar no ponto “X” 1cm, encontrando o ponto “X1”.

15. Ligar os pontos “A-X1” com régua de alfaiate e os pontos “X1-B1” com curva francesa.

16. Saindo do ponto “C” na vertical metade do punho + 4cm, encontrando o ponto “C2”.

17. Ligar os pontos “C2-B1” com régua de alfaiate suave (ou reta).

18. Cortar o molde da manga, abri-lo e na parte que está modelada, escrever “Frente”. Na parte de baixo, escrever “Costas”.

19. Na parte das “Costas”, subir no ponto “C2” 8cm, encontrando o ponto “x”. Esquadrar esse ponto em 12cm, encontrando o ponto “y” que será a CARCELA. Abrir essa carcela com a tesoura e escrever “CARCELA DE 12CM”.

20. Dar um “pique” no meio da cava da “FRENTE” bem pequeno com a tesoura para que essa marcação case com a cava da frente da blusa ou do vestido.

CARCELA

Altura = 13cm Largura = 20cm

BOLSO CHAPADO

15cm X 19cm

PUNHO

Altura = 12cm Largura = punho + 4cm (costuras)

Página - 24

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

COLARINHO MASCULINO ESPORTE/SOCIAL T03 (T=40)

FRENTE

OBS.: o papel para a modelagem do colarinho É dobrado PELO LADO DIREITO

1. Marcar o ponto “A” no canto inferior direito da cartolina.

2. Saindo do ponto “A” na horizontal, metade do colarinho, encontrando o ponto “B”.

3. Saindo do ponto “B” na horizontal 3cm, encontrando o ponto “C”.

4. Saindo do ponto “A” na vertical 12cm, encontrando o ponto “A1”.

5. Esquadrar os pontos “A1-C”, encontrando o ponto “B3” no cruzamento dessas linhas e esquadrar o ponto “B”.

6. Saindo do ponto “B” na vertical 5cm, encontrando o ponto “B1”.

7. Saindo do ponto “A” na vertical 4.5cm, encontrando o ponto “A2”.

8. Saindo do ponto “A2” na vertical 0.5cm, encontrando o ponto “A3”.

9. Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “A2-B1”.

10. Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “A3-B1”.

11. Entrar no ponto “B” 0.5cm, encontrando o ponto “B2”.

12. Entrar no ponto “C” 1.5cm, encontrando o ponto “C2”.

13. Ligar os pontos “B1-C2” com curva francesa. (parte pequena acentuada)

14. Ligar os pontos “C2-B2” e “B2 à linha de A” com curva francesa. (parte suave)

15. Ligar com reta os pontos “B1-B3” e sair no ponto “B3” 4cm, encontrando o ponto “B4”. Ligar com régua de alfaiate os pontos “A1-B4”.

16. Cortar o molde, separando o colarinho (parte inferior) da gola esporte (parte superior).

Página - 25

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

TRANSFORMAÇÕES

Prof. Roberto Ferreira modelagem industrial & SOB medida TRANSFORMAÇÕES Página - 26 -

Página - 26

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

TRANSFORMAÇÕES DE SAIAS

FRENTE

SAIA RETA (PARTE DAS COSTAS)

1. A partir da curva do ponto “B2” (aquele de 3cm, lembra?), traçar uma reta até a altura do ponto “E”, encontrando o ponto “E2”.

2. A parte da FRENTE permanece inalterada.

SAIA RETA COM RECORTE

1. Copiar o molde básico da saia frente e costas.

2. A partir da curva do ponto “B2” (aquele de 3cm, lembra?), traçar uma reta até a altura do ponto “E”, encontrando o ponto “E2”.

3. Entrar no ponto “A1” o valor desejado e traçar uma linha até a bainha com reta ou com régua de alfaiate, conforme o recorte desejado.

4. Criar a linha da costura em torno do recorte em 1cm.

5. Separar as partes em “1” e “2”.

Obs.: atente-se para que a curva não fique tão acentuada, dificultando a costura. O recorte pode se repetir na frente ou não, conforme desejado.

SAIA SAINT-TROPÉZ (CINTURA BAIXA)

1. Copiar o molde básico da saia frente e costas.

2. Descer na linha da cintura tanto na frente, quanto nas costas a medida desejada de forma que os pontos formem uma curva.

(obs.: a medida com segurança é de 6cm; acima disso, deve ser feita com moulage ou sob medida.)

SAIA EVASÊ

A) EVASÊ SIMPLES

1. Sair até 6cm no ponto “E1”,encontrando o ponto “E3” e ligar com reta ao ponto “A1”, ou seja, à cintura da saia ou próximo dela, dependendo do tamanho.

2. Subir no ponto “E3” 4cm encontrando o ponto “E4” e ligar com régua de alfaiate esse ponto ao meio da bainha da saia. OU

3. Medir a linha do fio (pontos “A-E”) e transferir este valor para a linha dos pontos “A1-E3”, encontrando o ponto “E4”.

Página - 27

-

Prof. Roberto Ferreira

B) EVASÊ COMPOSTO

1. Traçar a saia básica com pence de 3cm. (ver “saia básica – construção das pences”)

2. Sair até 6cm no ponto “E1”,encontrando o ponto “E3” e ligar com reta ao ponto “A1”, ou seja, à cintura da saia ou próximo dela, dependendo do tamanho.

3. Esquadrar uma linha do ápice inferior da pence até a bainha, encontrando o ponto “F”.

4. Recortar o ponto “F” até o ápice da pence.

5. Fechar a pence e colar papel embaixo das aberturas que se formarem.

6. Refazer as curvas da cintura e do quadril com a régua de alfaiate e curva francesa.

SAIA EVASÊ PEDE TECIDO ENVIESADO

SAIA COM NESGA

1. Traçar a saia básica costas e transformá-la em saia reta.

2. Marcar o ponto “1” como sendo a metade dos pontos “A1-A2”.

3. Traçar uma reta do ponto “1” até a bainha, encontrando o ponto “F”.

4. Estabelecer a altura desejada para a nesga, encontrando o ponto “H”.

5. A partir do ponto “F”, marcar na linha da bainha o valor desejado (6cm) para um lado e para o outro, encontrando os pontos “x” e “y”.

6. Ligar com régua de alfaiate os pontos “H-x” e “H-y”.

7. Sair até 6cm no ponto “E1”, encontrando o ponto “E3” e ligar com reta ao ponto “A1”, ou seja, à cintura da saia ou próximo dela, dependendo do tamanho.

8. Criar a linha da costura de 1cm em torno da nesga, ou seja, em torno dos pontos “1-H-x” e

“1-H-y”.

9. Numerar as partes em “1” e “2”, tirar na carretilha e cortá-las.

Página - 28

-

Prof. Roberto Ferreira

SAIA GODÊ DUPLO

Frente e Costas

Cole duas cartolinas pela largura.

Trace duas linhas perpendiculares entre si e marque os pontos ABCDE conforme segue:

A - B e A - C = 1/3 da semicintura (menos) 1cm + (mais) o comprimento desejado para a saia:

Ex.: semicintura = 39cm e o comprimento desejado para a saia = 60cm.

Dividindo 39 por 3 = 13cm (menos) 1cm = 12cm + (mais) 60cm (comprimento da saia) = 72cm, então A - B e A - C = 72cm.

A - D e A - E = 1/3 da semicintura (menos) 1cm, no nosso exemplo = 12cm.

da semicintura – (menos) 1cm, no nosso exemplo = 12cm. Trace várias linhas aleatórias partindo do

Trace várias linhas aleatórias partindo do ponto A.

– (menos) 1cm, no nosso exemplo = 12cm. Trace várias linhas aleatórias partindo do ponto A

Página - 29

-

Prof. Roberto Ferreira

A - 1 , A - 2 e A - 3 = a medida de A - B e A - C = 72cm. A - 4, A - 5 e A - 6 = a medida de A - D e A E = 12cm.

A - 5 e A - 6 = a medida de A - D e A

Ligar B - 1 - 2 - 3 - C com uma curva suave. Ligar D - 4 - 5 - 6 - E com uma curva suave.

curva suave. Ligar D - 4 - 5 - 6 - E com uma curva suave.

Recortar o Molde, contornando os pontos D - 4 - 5 - 6 - E - C - 3 - 2 - 1 - B - D.

Este Molde representa 1/4 da cintura e servirá tanto para a Frente, quanto para as Costas da saia.

D. Este Molde representa 1/4 da cintura e servirá tanto para a Frente , quanto para

Página - 30

-

Prof. Roberto Ferreira

Corte no Tecido

Com costuras apenas nas Laterais.

- Duplique o molde e una conforme Figura abaixo.

Laterais. - Duplique o molde e una conforme Figura abaixo. Costura nas laterais e no Meio

Costura nas laterais e no Meio das Costas.

Figura abaixo. Costura nas laterais e no Meio das Costas. Costura nas laterais, no meio da

Costura nas laterais, no meio da Frente e no meio das Costas.

nas laterais, no meio da Frente e no meio das Costas. Para o Cós corte uma

Para o Cós corte uma Tira de Tecido com o comprimento do tamanho da Cintura e com a Largura desejada, em média 3cm.

Bainha

É aconselhável fazer uma bainha estreita devido a curva do modelo. Não faça a bainha imediatamente, aguarde umas 12 horas com a saia pendurada em um cabide, depois acerte e costure a bainha.

Página - 31

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

TRANSFORMAÇÕES DE BLUSAS I

FRENTE

MARGEM INFERIOR DE 8 cm

Este molde serve de BASE para várias blusas que veremos na Unidade seguinte.

BLUSA ACINTURADA

É a transformação padrão. Usada para quase todos os tipos de blusas acinturadas com pence.

1. Copiar o molde básico frente da blusa e marcar os pontos.

2. Sair do ponto “C” na horizontal metade do semiquadril, encontrando o ponto “D”. (esta medida pode ser de acordo com o tamanho desejado)

3. Acrescentar a costura no valor desejado, exemplo: 1cm, encontrando o ponto “E”.

4. Esquadrar o ponto “E” na vertical a metade do semiquadril +1, encontrando o ponto “E1”.

5. Sair no ponto “C2” na vertical 3cm, encontrando o ponto “C3”. (2cm para as pences e 1cm para a costura de cintura, a parte mais curva da pence)

6. Ligar com régua de alfaiate suave os pontos “E1-C3” e “C3-B1”.

7. Subir no ponto “E1” em 1cm, encontrando o ponto “E2” e ligar com régua de alfaiate os pontos “E-E2” para o arredondamento da bainha. (caso deseje)

8. Sair nos pontos “A1-E” em 2cm para o trespasse do botão, encontrando os pontos “A6-E3”.

9. Ligar com reta esses pontos.

FORMAÇÃO DAS PENCES

Para a criação das pences, usa-se o método da formação de pences para vestido, já visto em

Modelagem I Vestido básico.

1. Esquadrar o ponto “B1” até a linha do fio, encontrando o ponto “B”.

2. Saindo do ponto “B” em direção ao ponto “B1”, metade do “ss”, encontrando o ponto

“1”.

3. Esquadrar o ponto “1” até a bainha, encontrando o ponto “F”.

4. Descer no ponto “1” em 4cm, encontrando o ponto “1A".

5. Marcar o ponto “2” no encontro dos pontos “C-1, ou seja, no meio da pence.

6. Descer no ponto “2” em 13cm, encontrando o ponto “3”.

7. Marcar 1cm para cada lado do ponto “2”, encontrando os pontos “4” e “5”.

8. Ligar com reta os pontos “1A-4-3-5-1A”.

9. Vazar esses pontos com tesoura ou estilete para a marcação das pences no tecido.

BLUSA COM LAPELA

1. Sair no ponto “A6” o valor desejado, por exemplo: 6cm, encontrando o ponto “A7”.

2. Ligar com régua suave o ponto “A7” na linha externa do trespasse. (ou com reta, se desejar), encontrando o ponto “x”. Esse ponto normalmente é na direção da linha do busto.

Página - 32

-

Prof. Roberto Ferreira

CONSTRUÇÃO DO MEIO-FORRO 01

1. Entrar nos pontos “A2-E” na vertical em 8cm, encontrando os pontos “A8-E4”.

2. Ligar com reta esses pontos.

CONSTRUÇÃO DO MEIO-FORRO 02

1. Descer no ponto “B1” 2cm, encontrando o ponto “k”.

2. Entrar no ponto “E” 8cm, encontrando o ponto “E4” (já feito anteriormente).

3. Ligar com régua suave esses pontos.

CRIAÇÃO DA GOLA ESPORTE

1. Calcular o seguinte valor: colarinho da frente + colarinho das costas (menos) 2.

2. Dobrar a folha pela vertical e marcar o ponto “A”.

3. Sair do ponto “A” na horizontal para encontrar o ponto “B”, a medida encontrada no item 1.

4. Sair do ponto “A” na vertical em 8cm, encontrando o ponto “A1”.

5. Esquadrar os pontos “A1-B”, encontrando o ponto “B1”.

6. Entrar no ponto “B” em 2cm, encontrando o ponto “B2”.

7. Ligar com curva francesa o ponto “B2” à linha de “A”.

8. Sair no ponto “B1” em ângulo de 45º em 3cm, encontrando o ponto “B3”.

9. Ligar com reta os pontos “B3-B2” e com régua suave os pontos “B3-A1”.

COSTAS

BLUSA ACINTURADA O processo de transformação é o mesmo da frente.

FORMAÇÃO DAS PENCES

Para a criação das pences, usa-se o método da formação de pences para vestido, já visto em Modelagem I Vestido básico.

1. Esquadrar o ponto “B1” até a linha do fio, encontrando o ponto “B”.

2. Medir os pontos "C-C3" e marcar a metade desse valor, saindo do ponto "B" em direção ao ponto "B1", encontrando o ponto "1".

3. Esquadrar o ponto “1” até a bainha, encontrando o ponto “F”.

4. Marcar o ponto “2” no encontro dos pontos “C-1”, ou seja, no meio da pence.

5. Descer no ponto “2” em 13cm, encontrando o ponto “3”.

6. Marcar 1cm para cada lado do ponto “2”, encontrando os pontos “4” e “5”.

7. Ligar com reta os pontos “1-4-3-5-1”.

8. Vazar esses pontos com tesoura ou estilete para a marcação das pences no tecido.

Trespasse feminino caseado na horizontal e do lado direito.

Trespasse masculino caseado na vertical e do lado esquerdo.

Página - 33

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

TRANSFORMAÇÕES DE BLUSAS II

Para a transformação da blusa em outras peças, lembre-se sempre de:

1. transformá-la em blusa acinturada;

2. colocar as pences (caso o modelo peça);

3. fazer a correção da cava se for uma peça sem manga.

FRENTE

1 Copiar o molde básico da frente.

OU Copiar um molde de blusa acinturada já transformada.

2 Transformar em blusa acinturada.

3 Fazer a correção da cava para blusa sem manga.

4 Fazer a pence da frente.

BLUSA SEM MANGA

1. Entrar no ponto “B1” em 1cm, encontrando o ponto “B2”.

2. Ligar com reta os pontos B2-C3”.

3. Subir no ponto “B2” em 1.5cm, encontrando o ponto “B3(e riscar a nova cava com curva francesa ao ponto desejado).

BLUSA CAMISETA

1. Medir o ombro (pontos “A2-A5”) e marcar o meio, encontrando o ponto “m”.

2. Calcular a largura da alça + 2cm e dividir por 2. Ex.: alça de 5cm + 2 = 7 ÷ 2 = 3,5cm.

3. Marcar 3,5cm para cada lado do ponto “m”, encontrando os pontos “A6” e “A7” (5cm é o valor real da alça da blusa; os outros 2cm são de costura, sendo 1cm para cada lado.)

4. Subir no ponto “B” (fio) 5cm, encontrando o ponto “B5”. (margem de segurança)

5. Ligar com curva francesa acentuada os pontos “A6-B3”.

6. Ligar com curva francesa acentuada os pontos “A7-B5”. (ou em outro ponto como “B”)

OBS.: todos os decotes podem respeitar uma margem aproximada de 5cm do “s-s” (ponto “1”).
OBS.:
todos
os
decotes
podem
respeitar
uma
margem
aproximada
de
5cm
do
“s-s”
(ponto “1”). Depois, pode-se aprofundar de acordo com o valor desejado.

BLUSA GOLA CANOA

1. Entrar no ponto “A5” em 4.5cm, encontrando o ponto “A8”.

2. Subir no ponto “A1” em 1cm, encontrando o ponto “A9”. (não é padrão)

3. Ligar com reta de alfaiate os pontos “A8-A9”.

Página - 34

-

Prof. Roberto Ferreira

BLUSA DECOTE EM “V”

Já que vários pontos estão marcados, aproveitaremos ao máximo esses pontos para criar outras peças.

1. Ligar com reta (ou alfaiate) os pontos “B5-A7”. (sugestão)

BLUSA DECOTE RETO

1. Subir no ponto “1” em 5cm, encontrando o ponto “x”.

2. Esquadrar o ponto “B5” até o ponto “x”.

3. Ligar com reta os pontos “x-A7”. (ou modificar o ponto “A7” se desejar)

BLUSA DE ALÇA (ESTILO BABY DOOL)

1. Subir no ponto “B2” 4cm, encontrando o ponto “B4”.

2. Ligar com curva francesa os pontos “B4-x”.

3. Ligar com reta os pontos “x-B5” (já efetuado no decote reto)

OBS.: para o efeito baby dool, a transformação é sem pence.

FORMAÇÃO DA BLUSA ESTILO CORSELET

A partir destes passos abaixo, constrói-se uma blusa com características de corselet.

BLUSA DECOTE PRINCESA COM CAVA

1. Trazer de volta o ponto “3” existente na cava do molde da blusa básica (Unidade 03).

2. Ligar com curva francesa suave os pontos “B3-3”.

3. Ligar com curva francesa os pontos “3-B”. (sugestão)

OBS.: a posição da curva define um decote “mais” ou “menos” acentuado.
OBS.:
a
posição
da
curva
define
um
decote
“mais”
ou
“menos”
acentuado.

BLUSA DECOTE PRINCESA SEM CAVA

1. Ligar com curva francesa os pontos “B3-B”. (sugestão)

BLUSA DECOTE EM GOTA

1.

Aproveitando os desenhos internos da curva francesa, descer no ponto “B” 3 cm (sugestão), encontrando o ponto “g”. (sugestão)

2.

Ligar os pontos “B-g” com um dos desenhos da curva francesa.

Página - 35

-

Prof. Roberto Ferreira

BLUSA RECORTE RETO SOB BUSTO

Busto Pequeno

Busto Médio

Busto Grande

7.5cm

8.5cm

10cm

1. Descer no ponto “1” (“s-s”) O VALOR INDUSTRIAL DA TABELA ACIMA, encontrando o ponto “2A”.

2. Esquadrar o ponto “2A” para ambos os lados.

3. Marcar 1cm para cada lado do ponto “2A”, encontrando os pontos “3A” e “4A”.

4. Marcar 1cm para cada lado das extremidades da blusa, encontrando os pontos “a”, “b”, “c”, “d”.

5. Ligar tracejado os pontos “a-3A-b” e “c-4A-d” para a formação das costuras.

OBS.: esse processo de contorno da pence evita danos na modelagem e no momento da costura.

BLUSA RECORTE DE BUSTO COM PENCE

1. Determinar um ponto na cava da blusa. (com ou sem manga). Ex.: aproveitar o ponto “3”.

2. Ligar com curva francesa suave ou alfaiate o ponto desejado ao ponto “1” (“s-s”).

3. Esquadrar o ponto “3” da pence até a bainha.

4. Acrescentar 1cm de costura para ambos os lados do recorte, passando pela pence até a bainha.

Página - 36

-

Prof. Roberto Ferreira

COSTAS

1. Copiar o molde básico das costas.

2. Transformar em blusa acinturada.

3. Fazer a correção da cava para blusa sem manga.

4. Fazer a pence das costas.

CAMISETA

OU

Copiar um molde de blusa já transformada.

1. Descer no ponto “A1” 4cm, encontrando o ponto “A3”.

2. Encontrar os pontos “A6” e “A7” conforme visto na parte da frente.

3. Ligar com curva francesa ou alfaiate os pontos “A3-A7” e “A6-B3”.

GOLA CANOA

1. Entrar no ponto “A5” em 4.5cm, encontrando o ponto “A8”.

2. Ligar com régua de alfaiate os pontos “A1-A8”.

OBS.: o decote das costas do CORSELET pode ser a gosto (ou de acordo com o modelo), ou mesmo permanecer com o decote reto, esquadrando o ponto “B3” até a linha do fio, no caso de blusa sem manga.

Página - 37

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

ADIÇÃO DE PENCES

FRENTE

PENCE DE BUSTO

Copiar um molde de blusa acinturada frente, marcando a pence de cintura.

Vale lembrar que a finalidade da pence de busto é estruturar o próprio busto; logo, não deve ser inferior a 3cm. (o que não impede que ela seja menor, mas não é o comum)

Após marcar todos os pontos da peça:

1. Traçar uma linha por dentro da pence unindo os pontos “1A-3”.

2. Esquadrar o ápice superior da pence (ponto “1A”) em direção à lateral da blusa, encontrando o ponto “2”.

3. Prolongar o ponto “2” em 1cm, encontrando o ponto “x”.

4. Marcar os pontos “3” e “4” para cada lado do ponto “2” como sendo metade do valor desejado (3 cm = 1.5 cm para cada lado e assim sucessivamente).

5. Ligar com reta os pontos “1A-3” e “1A-4”, formando a pence de busto.

6. Ligar com reta os pontos “3-x-4”, formando o chamado “chapéu da pence”, extremamente necessário para situações de “meia-pence”, evitando deformidades na modelagem.

7. Para compensar o tecido gasto pela pence de busto, aumenta-se o valor da cava e da bainha, simultaneamente, nas seguintes proporções:

VALOR DA PENCE

CAVA

BAINHA

2.0

cm

1.0

cm

1.0

cm

3.0

cm

1.0

cm

2.0

cm

4.0

cm

1.5

cm

2.5

cm

5.0

cm

1.5

cm

3.5

cm

Como se pode observar, o valor da cava deve ser menor do que o valor da bainha para que a peça seja facilmente ajustada na hora da costura.

8. Ao prolongar a cava e a bainha, acham-se simultaneamente os pontos “5” – cava e “6” – bainha de acordo com os valores da tabela acima.

9. Refazer a cava com curva francesa, conforme já ensinado em “blusa sem manga”.

10. Ligar com reta o ponto “6” da bainha até o ponto “E” da mesma.

11. Os ajustes da bainha serão feitos no momento da costura.

Página - 38

-

Prof. Roberto Ferreira

PENCE DE CAVA

A pence de cava pode ser menor, geralmente em torno de 2 a 3 cm.

1. Estabelecer a altura desejada na cava para a marcação da pence. (pode-se usar como referência o ponto “2” da peça básica)

2. Saindo do ponto “1” em direção ao ponto “2”, marcar 4cm, encontrando o ponto “1A”.

3. Ligar o ponto “1A” ao ponto “2” com reta.

4. Prolongar o ponto “2” em 0.5 cm, encontrando o ponto “x”.

5. Marcar os pontos “3” e “4” para cada lado do ponto “2” como sendo metade do valor desejado (2 cm = 1.0 cm para cada lado e assim sucessivamente).

6. Ligar com reta os pontos “3-x-4”, formando o chamado “chapéu da pence”, extremamente necessário para situações de “meia-pence”, evitando deformidades na modelagem.

7. Prolongar o ombro – “A5” – no mesmo valor da pence (no caso 2cm) e ligar com reta ao ponto “A2”, encontrando o ponto “7”.

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

INTERPRETAÇÃO DE MOLDES

(será dado conforme o andamento e/ou a necessidade de cada turma.)

DE FIXAÇÃO INTERPRETAÇÃO DE MOLDES (será dado conforme o andamento e/ou a necessidade de cada turma.)

Página - 39

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

GRADUAÇÃO DE MOLDES AMPLIAÇÃO & REDUÇÃO

A ampliação e redução de moldes varia um pouco de modelagem para modelagem, mas mesmo assim, elas possuem valores semelhantes entre si. Para começar, é necessário escolher um molde que será o molde-base. No nosso caso, escolheremos sempre o tamanho 40. Os valores da graduação variam de acordo com a peça e com o tecido. Veremos a graduação de manga, blusa e calça básica.

MANGA

 

TECIDO PLANO

   

MALHA

   

Partes Retas

 

Partes Curvas

Partes Retas

 

Partes Curvas

1.0 cm

0.5 cm

   

1.0 cm

 

0.5 cm

BLUSA

 
 

TECIDO PLANO

   

MALHA

   

Partes Retas

 

Partes Curvas

Partes Retas

 

Partes Curvas

1.0 cm

0.5 cm

   

1.0 cm

 

0.5 cm

CALÇA

 
 

TECIDO PLANO

   

MALHA

 

Partes Retas

 

Partes Curvas

   

Partes Retas

 

Partes Curvas

1.0cm

Gancho e

 

Lateral do

 

0.7cm

Gancho e

Lateral do

 

Perna

Quadril

 

Perna

Quadril

Cintura

 

0.7cm

 

0.7cm

 

Cintura

0.3cm

0.5cm

0,8

   

0,8

Página - 40

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

ACESSÓRIOS DA MODELAGEM

MANGAS E GOLAS

Prof. Roberto Ferreira modelagem industrial & SOB medida ACESSÓRIOS DA MODELAGEM MANGAS E GOLAS Página -

Página - 41

-

Prof. Roberto Ferreira

modelagem industrial & SOB medida

MANGAS

OBS.: todas as mangas copiadas para transformação devem estar com a marcação da LEGENDA, de forma que as costas fiquem para a esquerda e a frente para a direita.

MANGA BEBÊ

LEGENDA:

( costas

frente )

1. Copiar o molde básico da manga curta SEM A BAINHA em uma cartolina e marcar os pontos “A-B-C-D”.

2. Dividir a base da manga (punho) em 4 partes e enumerá-las em “1-2-3-4”.

3. Recortar essas partes numeradas.

4. Em outro pedaço de cartolina, criar uma margem inferior de 3cm.

5. Copiar as 4 partes numeradas sobre a margem separadas uma da outra em 3cm.

6. Marcar o ponto “E” na parte superior da cava entre as partes “2” e “3”.

7. Sair no ponto “E” 3cm (parte da cava), encontrando o ponto “G”.

8. Redesenhar a cava, unindo o ponto “G” às partes “1” e “4” com a curva francesa.

9. Marcar o centro da parte “2” como sendo o ponto “L” e descer 2.5cm, encontrando o ponto “M”.

10. Ligar os pontos “C”-“M”-“D” com reta.

11. Fazer a marcação de franzido no punho e na cava, entre as partes “1” e “4” (não incluir essas partes).

12. Fazer o punho com as medidas da largura do antebraço (ou desejada) e o comprimento sendo a largura do braço onde ficará a manga, acrescida de 2cm de costura.

do braço onde ficará a manga, acrescida de 2cm de costura. Ex.: punho com medidas: largura

Ex.: punho com medidas: largura = 5cm ficará com final de 7cm. Comprimento = 25cm ficará com final de 27cm.

Página - 42

-

Prof. Roberto Ferreira

MANGA CURTA COM FRANZIDO NA CAVA

1. Copiar o molde da manga básica curta em uma cartolina SEM A BAINHA e marcar os pontos “A-B-C-D”.

2. Marcar o ponto “G” no meio da cava (parte superior) e esquadrar, encontrando o ponto “H”.

3. Marcar os pontos “E” e “F” como sendo a metade dos pontos “A”-“C” e “B”-“D”, respectivamente.

4. Traçar os pontos “G”-“E” e “G”-“F” com régua curva (curva francesa ou régua de alfaiate, o que ficar melhor). Cortar o molde.

5. Separar o ponto “G” em 4cm para ambos os lados, encontrando os pontos “x” e “y”.

6. Sair no ponto “G” 6 cm, encontrando “G1” e refazer a cava através dos pontos “x-G1-y” com a curva francesa.

7. Fazer a marcação de franzido entre as marcações de frente e costas, conforme já ensinado.

( costas

frente )

Página - 43

-

Prof. Roberto Ferreira

CONSTRUÇÃO DA MANGA BÁSICA COMPRIDA FEMININA SEM COSTURA

1. Dobrar a cartolina ao meio pelo comprimento.

2. Copiar o molde da manga básica parte “COSTAS” SEM bainha.

3. Marcar os pontos “A-C-B1”.

4. Saindo do ponto “A” em direção ao ponto “C”, o comprimento do braço T40 feminino, ou seja, 57cm, encontrando o ponto “D”.

5. Esquadrar os pontos “D-B1”, encontrando o ponto “D1”.

6. Entrar no ponto “D1” em 2cm, encontrando o ponto “D2”.

7. Ligar com reta os pontos “D2-B1”.

8. Cortar o molde nos pontos “A-B1-D2-D”.

9. Abrir o molde e, na parte inferior, escrever “COSTAS”.

10. Na parte superior, copiar o “molde da frente” da manga básica curta (pontos A-x-B1”).

11. Cortar e escrever “FRENTE”.

Obs.: se precisar de bainha para a confecção de alguma peça, seguir os passos da pg. 10, item “BAINHA”.

MANGA COMPRIDA COM FRANZIDO NO PUNHO

1. Copiar o molde da manga básica comprida em uma cartolina SEM A BAINHA e marcar os pontos “A-B-C-D”.

2. Marcar o ponto “G” no meio da cava (parte superior).

3. Esquadrar o ponto “G” até o punho, encontrando o ponto “H”.

4. Esquadrar os pontos “A” e “B” até a linha do ponto “H”.

5. Marcar os pontos “I” e “J”.

6. Medir os pontos “H-I” e marcar o ponto “K” como sendo o ponto médio.

7. Esquadrar o ponto “K” em 12cm para a formação da carcela.

8. Fazer a marcação de franzido do ponto “I” ao ponto “J”. Cortar o molde.

9. Abrir a carcela.

10. Fazer o punho com as medidas desejadas conforme mostrado anteriormente.

Ex.: comprimento = 20 + 4cm de costura = 24cm. = 10 + 2cm de costura = 12cm.

Página - 44

-

Prof. Roberto Ferreira

MANGA SINO

A “manga sino” pode ser feita a partir da “manga comprida com franzido no punho”.

1. Copiar o molde da manga comprida com franzido no punho em uma cartolina e marcar os pontos “A-B-I-J”.

2. Esquadrar o ponto “G” até o punho, encontrando o ponto “H”.

3. Marcar o meio dos pontos “I-H” encontrando o ponto “x”.

4. Marcar o meio dos pontos “H-J”, encontrando o ponto “y”.

5. Esquadrar os pontos “x” e “y” até a cava. Cortar o molde.

6. Cortar os pontos “x” e “y” até a cava, deixando uma distância de 0.5 cm para não separar as partes.

7. Abrir o ponto “x” em 7.0cm e o ponto “y” em 4.0cm, preenchendo esses espaços com papel por baixo.

8. Medir os pontos “H-I” e marcar o ponto “K” como sendo o ponto médio.

9. Esquadrar o ponto “K” em 12cm para a formação da carcela.

10. Fazer a marcação de franzido do ponto “I” ao ponto “J”.

11. Fazer o punho com as medidas desejadas conforme mostrado anteriormente.

12. Arredondar, se necessário, com régua de alfaiate, dos pontos “I-J”.

Página - 45

-

Prof. Roberto Ferreira

MANGA CHANEL

1. Criar uma margem inferior de 2cm.

2. Copiar o molde da manga básica comprida em uma cartolina SEM copiar o lado esquerdo da peça, ou seja, do ponto “A” ao ponto “D”.

3. Marcar os pontos “A-B-D”.

4. Esquadrar o ponto “G” até o punho, encontrando o ponto “H”.

5. Traçar uma linha de “A-B” e marcar o ponto “X” no encontro de “A-B-G”.

6. Marcar o ponto “E” a partir do ponto “X” que será a altura do nível do cotovelo (ver tabela abaixo).

7. Esquadrar o ponto “E” para a direita, encontrando o ponto “F”.

8. Esquadrar o ponto “E” para a esquerda, encontrando o ponto “I” na mesma medida dos pontos “E-F”.

9. Marcar o ponto “K” para a esquerda a partir do ponto “H” como sendo a metade dos pontos “H-D”.

10. Ligar com reta os pontos “A-I-K” e prolongar o ponto “K” em 2cm, encontrando o ponto “L”.

11. Ligar os pontos “L-D” com reta.

12. Saindo de “I” em direção ao ponto “E”, marcar o ponto “M” como sendo a metade dos pontos “I-E” menos 1.

13. Descer no ponto “I” 2cm, encontrando o ponto “N”.

14. Ligar com reta os pontos “M-N”.

15. Fazer o chapéu da pence para futuras correções.

16. Marcar o ponto “O” como sendo a metade de “L-H” e ligar com reta tracejada os pontos “O”-“M”.

17. Marcar a abertura da carcela no valor desejado (12cm).

18. Cortar o molde e abrir a carcela.

Tamanho

36

38

40

42

44

46

48

Cm

19.6

19.8

20,0

20.2

20.4