P. 1
Apostila Direito Constitucional

Apostila Direito Constitucional

|Views: 5.172|Likes:

More info:

Published by: Aline *Materiais de estudo para concursos* on Dec 05, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

02/16/2014

pdf

text

original

Requisitos do Federalismo:

a) repartição de competências:

b) repartição de rendas: entes federativos com capacidade de instituir
impostos e repartir receitas tributárias;

c) existência de constituições estaduais: poder de auto-organização
dos Estados-membros, com
supremacia da Constituição
Federal;

d) rigidez constitucional: federalismo protegido por cláusula pétrea;

e) indissolubilidade:

união indissolúvel dos entes federativos e
integridade nacional;

f) representação senatorial: o Senado Federal é órgão de
representação dos Estados-membros no
Congresso

Nacional

(representação
paritária), 3 senadores por Estado, eleitos por
maioria simples;

g) defesa da Constituição:

o STF é o guardião da Constituição;

Prof. Pedro Robério de Sousa – pedroroberio@gmail.com
Direito Constitucional (Resumo didático)

18

h) Intervenção Federal: a União, em casos extremos, pode intervir
nos Estados-membros;

Prof. Pedro Robério de Sousa – pedroroberio@gmail.com
Direito Constitucional (Resumo didático)

19

9.2 ORGANIZAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO: DIVISÃO ESPACIAL DO
PODER

INSTITUTOS DE PARTICIPAÇÃO DIRETA DO POVO

a) INICIATIVA POPULAR: admite-se que o povo apresente projetos de lei
ao legislativo
, desde que subscrito por número
razoável de eleitores
.

b) REFERENDO POPULAR: caracteriza-se pelo fato de que projetos de lei,
já aprovados pelo legislativo
, devam ser
submetidos à vontade popular
, atendidas certas
exigências, tais como, pedido de certo número de
eleitores, de certo número de parlamentares ou
do próprio chefe do executivo, de sorte que
será aprovado se receber votação favorável do
corpo eleitoral
, do contrário, reputar-se-á
rejeitado. É atribuição exclusiva do Congresso
Nacional autorizá-lo
, tendo liberdade para
estabelecer critérios e requisitos.

c) PLEBISCITO:

é também uma consulta popular, semelhante ao
referendo; difere deste porque visa a decidir previamente uma questão
política ou institucional
, antes de sua formação legislativa, ao passo que o
referendo versa sobre aprovação de textos de projeto de lie ou de emenda
constitucional, já aprovados; o referendo ratifica ou rejeita o projeto já
elaborado
, enquanto que o plebiscito autoriza a sua formação. Pode ser
utilizado pelo CN nos casos em que decidir seja conveniente e em casos
específicos como a formação de novos Estados e Municípios.

Prof. Pedro Robério de Sousa – pedroroberio@gmail.com
Direito Constitucional (Resumo didático)

20

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->