Você está na página 1de 1

1

Grupos e poder
H uma dinmica prpria de poder em grupos. Quando iniciamos nossa
participao em um grupo negociamos qual papel representaremos em sua
organizao. Os grupos em formao ajustam-se dinamicamente, atravs das
interaes de seus membros, sua estrutura de poder. Alguns grupos se
desfazem ainda neste passo. Outros tm mais dificuldade em encontrar um
equilbrio e demoram mais tempo para super-la. So diversos os fatores que
contribuem positiva ou negativamente na busca por este equilbrio de poder.
Eles incluem:
a homogeneidade dos integrantes,
a coeso de objetivos,
a qualidade das interaes, entre outros.
Grupos onde h grande coeso entre seus integrantes exercem mais poder que
outros. Este tipo de grupo resiste mais intensamente a mudanas. So os
chamados grupos majoritrios e representam o poder formal, institudo ou da
maioria ainda que no sejam formados pelo maior nmero de integrantes.

O poder nos grupos exercido de forma desigual entre seus membros. O
ncleo central detm mais poder, pois est mais identificado com o grupo e,
assim, resiste mais a mudanas.

As desigualdades de poder geram conflitos, divises e, com o tempo,
transformam os grupos que podem se dividir ou sofrer mudanas em suas
estruturas de poder. Os indivduos mais afastados do ncleo central tm mais
facilidade de mudar de comportamento em relao ao grupo ou ao poder
exercido pelo grupo. Seu poder de influncia sobre o grupo , em
compensao, pequeno. Esses indivduos perifricos podem, entretanto, se
aliar para aumentar sua influncia e, assim, promover mudanas nas
estruturas de poder do grupo.
Quando estamos imersos em grupos de atuao profissional necessrio
perceber como o poder est estruturado para que possamos interagir com ele.