Você está na página 1de 4

ESTUDANDO A BÍBLIA

Palavra que significa princípio, no sentido de formação, criação (cap.


2, 4). Nesse livro está contida a história do princípio de todas as
coisas. O princípio do céu e da terra, de todas as formas de vida e de
todas as instituições de relações humanas (comportamentos, leis,
medicina, educação, ensino, culto etc, etc), e também todas as
doutrinas referentes a Deus, ao homem, ao pecado e à salvação.

FATOS PRINCIPAIS - PARTE 4

A promessa de Gn. 3, 15 passou a Abraão. Deus o separou do


seu ambiente pagão e idólatra – Ur dos Caldeus, a fim de que
ele fosse a uma terra desconhecida, onde o Senhor o faria pai
de uma poderosa nação.

A Chamada de Abraão – Cap. 12, 1.

- De Ur a Harã – Terá, o pai de Abraão, mudou-se de Ur para


Harã, permanecendo lá durante um tempo, e lá morreu. (Cap.
11, 31);

- Apesar da maldade do homem, Deus quis mostrar sua Graça,


e escolheu um povo, através de Abraão, para:

º confiar sua Palavra, as Sagradas Escrituras;


º ser Sua testemunha às outras nações;
º ser o ascendente do Messias prometido, o Redentor.

O Pacto de Deus com Abraão – Cap. 12, 1-3; 15, 18-20.

- Além das promessas pessoais, Deus fez a Abraão promessas


nacionais e universais:
º Que lhe daria uma terra – Canaã (v. 1);
º Que o faria pai de uma nação – Israel (v. 2);
º Que através dele seriam abençoadas todas as famílias da
terra, ou seja, de sua descendência viria o Messias, através do
qual são benditas todas as nações.

Início da história de Israel, o povo escolhido de Deus


Capítulo 12–32.

A vida de Abraão é mostrada como uma vida de fé em todos


os seus momentos, desde quando foi chamado até quando lhe
foi ordenado que sacrificasse seu único filho. Aonde ia, ele
erguia um altar ao Senhor, demonstrando que sua vida pode
ilustrar a vida de quem Deus se agrada. Por isso foi escolhido
para ser o pai das nações.

Viagem a Canaã

- De Harã a Siquém – Após a morte de Terá, Deus apareceu a


Abraão e mandou-o sair de sua terra e de sua parentela, ir
para uma terra que Ele mostraria. (Cap. 12, 1-3);

- De Siquém a Betel – Chegando em Siquém (Canaã) Deus


novamente apareceu a Abraão e prometeu dar toda aquela
terra à sua descendência. E Abraão fez um altar ao Senhor e o
adorou (12, 8);

- De Betel ao Egito – Tendo havido fome em Canaã, Abraão


juntou sua família e desceu ao Egito para ficar morando lá. Aí
ele nega que Sara é sua mulher, apesar disso Deus o abençoa
e ele enriquece, ajunta muitos bens.

- Regressa a Betel – Volta para o mesmo lugar onde havia


edificado um altar ao Senhor, e ali novamente invoca a Deus.
Ló também possuía muitos bens, e a terra não comportou as
duas famílias, por isso houve briga entre os pastores de
Abraão e os pastores de Ló. Mas Abraão, humildemente, abriu
mão do direito de escolher onde queria ficar, e cedeu ao seu
sobrinho o direito de escolher (13, 7-12);
- De Betel a Hebrom – Em Betel novamente Deus se
manifestou a Abraão mostrando-lhe Canaã em toda a sua
extensão, ratificando a promessa de lhe conceder àquela terra
(13, 18)

- Guerra de quatro reis contra cinco - Ló é seqüestrado e


levado como escravo pelos reis que guerrearam contra
Sodoma e Gomorra. Ao tomar conhecimento do caso, Abraão
ajuntou um pequeno exército com os seus empregados,
nascidos em sua casa, e foi atrás dos seqüestradores, uma
atitude de coragem e proteção, para resgatar o seu familiar
(14, 1-17);

- Melquisedeque abençoa Abraão – voltando de vencer os reis


que roubaram Ló, encontra Melquisedeque, sacerdote do Deus
altíssimo, e é abençoado por ele; e ali Abraão dizima sobre
tudo o que tinha. Também ali, demonstrando integridade,
recusa receber pagamento do rei de Sodoma e Gomorra por
tê-lo livrado dos quatro reis (14, 18-24);

- Deus anima Abraão e lhe promete um filho – passado algum


tempo o Senhor outra vez fala com Abraão, anima-o
prometendo dar-lhe um filho, e entra em aliança com ele
através de profecias sobre a vida de seus descendentes (15);

Sarai e Hagar, o nascimento de Ismael

- Primeiro erro de Abraão – Sara sabendo-se estéril, oferece


sua escrava, uma egípcia, para que Abraão gere filhos com
ela. Ao conceber, Hagar passa a desprezar sua senhora e é
expulsa de casa, mas Deus manda um anjo para dar-lhe
orientação de como proceder com Sara, e também apresentar
as promessas de Deus para Ismael, apesar de não ser ele o
filho prometido a Abraão (16).
Deus muda os nomes do casal

- Após 14 anos do nascimento de Ismael, Deus aparece a


Abraão e confirma a promessa de dar-lhe um filho legítimo;
muda o seu nome, que era Abrão; institui a circuncisão como
aliança perpétua para ser o Deus de Abraão e de toda a sua
descendência; muda o nome de Sara, que até então era Sarai;
e é praticada a primeira circuncisão (16).

-----------------------------------------------------------------