Você está na página 1de 1

Chamam-se Guerras Mdicas ou Guerras Greco-Persas1 aos conflitos blicos entre os an

tigos gregos e o Imprio Aquemnida durante o sculo V a.C..


As Guerras Mdicas ocorreram entre os povos gregos (aqueus, jnios, drios e elios) e o
s medo-persas, pela disputa sobre a Jnia na sia Menor, quando as colnias gregas da
regio, principalmente Mileto, tentaram livrar-se do domnio persa.
Esta regio da Jnia era colonizada pela Grcia, mas durante a expanso persa em direo ao
Ocidente, este poderoso imprio conquistou estas diversas colnias gregas da sia Meno
r, entre elas Mileto. As colnias lideradas por Mileto e contando com a ajuda de A
tenas, tentaram sem sucesso libertar-se do domnio persa, promovendo uma revolta.
Estas revoltas levaram o imperador persa Dario I a lanar seu poderoso exrcito sobr
e a Grcia continental, dando incio s Guerras Mdicas. O que estava em jogo era o cont
role do comrcio martimo na regio.
Aps a derrota da Ldia frente aos persas (em 546 a.C., provavelmente), as cidades g
regas da Jnia passaram ao domnio persa. Em 499 a.C., com o apoio de Atenas e Ertria
revoltaram-se, mas foram vencidas entre 497 e 494 a.C.. Em 490 a.C., Dario I (5
22/486 a.C.) decidiu enviar Grcia continental uma expedio punitiva. Ertria foi arras
ada e saqueada, mas os atenienses e platenses, chefiados por Milcades (550/489 a.
C.), conseguiram rechaar os persas na plancie de Maratona.
Xerxes I (486/465 a.C.), filho de Dario, comandou dez anos depois (480 a.C.) uma
invaso Grcia em grande escala. Algumas cidades gregas, lideradas por Atenas e Esp
arta, formaram uma coalizao para enfrentar o invasor. Outras, como Tebas, submeter
am-se aos persas.