Você está na página 1de 2

Acção de Formação: Práticas e Modelos de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares

Reflexão Final

Considero que a realização desta Oficina de Formação foi útil, na


medida em que possibilitou um conhecimento mais aprofundado do
modelo e, tendo decorrido no primeiro período, permitiu a integração
dos conhecimentos adquiridos na planificação do processo de auto -
-avaliação da Biblioteca Escolar.
Como aspectos positivos realço a metodologia utilizada (fomos
caminhando dos aspectos mais gerais para os mais específicos) e a
partilha de pontos de vista, possível graças à disponibilização dos
trabalhos de todos os formandos na Plataforma.
Quanto aos recursos facultados, de salientar que os textos elaborados
pelas formadoras foram um bom ponto de partida para a realização
das tarefas propostas; não posso porém deixar de referir que
considerei um exagero a quantidade de documentos em inglês, tanto
mais que, apesar de se tratar uma língua universal, o domínio da
mesma não consta dos requisitos exigidos aos professores
bibliotecários.
De referir ainda que esta oficina também me proporcionou a
aquisição de competências no âmbito da formação online.
Pela negativa saliento o ritmo intenso, diria mesmo violento, da
formação. Segundo julgo saber, as acções de formação são realizadas
em horário pós-laboral. Isto significa que, às 35 horas (por vezes
mais) de serviço nas bibliotecas do agrupamento, se somaram muitas
mais, necessárias à realização dos dois trabalhos que nos foram
exigidos semanalmente. Para além do desgaste físico provocado, este
ritmo de formação impediu a realização das tarefas com a qualidade
que seria desejável e levou-me a descurar a vida pessoal. Confesso
que por diversas vezes ponderei a possibilidade de desistir e só não o
fiz graças ao apoio dos colegas que se encontravam na mesma
situação.
Permitam-me uma questão: se a oficina tinha que ser realizada até
finais de Dezembro, porque não se iniciou em Setembro, altura em
que os professores entram ao serviço? Todos teriam certamente
beneficiado pois tinha havido tempo para uma reflexão mais
aprofundada que se revelou necessária face à complexidade de
algumas tarefas.
Relativamente à minha prestação, diria que foi positiva, dado que
realizei com empenho todas as tarefas propostas, cumpri todos os
prazos estipulados e acedi à plataforma com regularidade, atingindo
assim os objectivos a que me propus.

14 de Dezembro de 2009

A formanda: Maria da Conceição Novais