Você está na página 1de 3

Oito dicas para falar bem nas apresentações

Talita Abrantes, de EXAME.com
São Paulo - Mais dia, menos dia, todos profissionais precisam encarar a dura
missão de fazer uma apresentação oral.
Neste momento, at os mais desinibidos sentem um !elo percorrer o est"ma!o.
Afinal, não tarefa f#cil !arantir a atenção e o con$encimento de um p%blico cada
$ez mais multim&dia.
Para a'udar $oc( a encarar esta tarefa com maestria, con$ersamos com )einaldo
Polito, professor de orat*ria da Escola de +omunicaç,es e Artes da -ni$ersidade de
São Paulo .E+A/-SP0.
12 !rande problema a falta de concatenação l*!ica do racioc&nio3, afirma o
especialista 4ue 5# 67 anos ensina empres#rios a como se e8pressar em p%blico.
Se!undo ele, para se li$rar dos inimi!os do bom discurso preciso tomar al!uns
cuidados antes e durante a apresentação. +onfira as dicas9
:. +on5eça o p%blico e a $oc( mesmo
+ati$ar um p%blico não tarefa f#cil. Ar!umentar de maneira coerente para 4ue ele
acate sua proposta; Pior ainda.
Por isso, antes de tomar o controle de uma reunião na empresa, preciso
determinar com clareza 4uais das suas 5abilidades pessoais podem contribuir para
o sucesso na apresentação. 1<oc( precisa saber se tem bom 5umor, se o seu
$ocabul#rio compat&$el com o p%blico3, e8emplifica Polito.
=eito este mer!ul5o para dentro de si, in$esti!ue 4ual o perfil das pessoas 4ue irão
acompan5ar seu discurso. > com base nessas informaç,es 4ue $oc( poder# definir
o !rau de profundidade, os ar!umentos e at o tipo de piada 4ue rec5ear# sua fala.
1Se a platia composta por 'o$ens, $oc( fala de futuro, por e8emplo. Se são
idosos, do passado3, diz o especialista.
?. Plane'e de ponta cabeça
2 plane'amento essencial para 4uem 4uer arrebatar o p%blico durante uma
apresentação. Não d# para encarar uma platia sem ter a estrutura do seu discurso
completamente definida na cabeça.
Mas, de acordo com Polito, para fazer isso preciso in$erter a ordem da
apresentação. @sso mesmo. Em $ez de plane'ar a estrutura do discurso a partir da
introdução, comece pensando na conclusão.
E, depois disso, desenrole a apresentação do fim at o in&cio.
6. A( um passo de cada $ez
Para 4ue nen5um fio de ar!umento escape do seu plane'amento, defina claramente
4ual o ponto central do seu discurso. Bue tipo de pensamentos $oc( pretende
moti$ar na platia; A 4ue conclusão $oc( 4uer c5e!ar;
+om base nisso, pense no conte8to em 4ue o ob'eti$o do seu discurso est#
inserido. 1Para facilitar o entendimento, d( e8emplos da $ida corporati$a3,
aconsel5a o especialista.
Assim 4ue $oc( desen5ar o corpo do seu discurso parta para a elaboração da
introdução. Este o ponto c5a$e da sua apresentação. Neste momento, todos os
ol5ares estarão, de fato, $oltados para $oc(.
C. Elabore uma introdução sedutora
<oc( de$e apostar todas as suas fic5as para cati$ar o p%blico na introdução. Mas
ten5a bom senso. Se'a direto.
1Mostre 4uais os benef&cios 4ue as pessoas terão ao te ou$ir3, e8plica Polito. 1Se o
ou$inte est# incomodado com al!uma coisa, tire o inc"modo3.
A!ora, se seus superiores são o p%blico al$o da reunião, não faça rodeios. 1Mate a
ansiedade dessa turma lo!o no in&cio3, diz.
Assim, se o ob'eti$o do discurso era apresentar os $alores de um pro'eto, $# direto
a esses n%meros. Aepois, espere pelas d%$idas deles.
7. Ten5a um roteiro
Não suba ao palco, nem assuma uma reunião, sem ter consci(ncia de 4ue
1apresentaç,es não são testes de mem*ria3. 2u se'a, não necess#rio decorar todo
discurso.
Monte um roteiro com pala$ras c5a$es, uma apresentação em slides ou 4ual4uer
outra ferramenta 4ue a'ude $oc( a recordar tudo o 4ue indispens#$el para a sua
fala.
-ma dica não dei8ar escapar os pontos principais do discurso. Para isso, o
professor Polito su!ere uma f*rmula b#sica.
+omece contado 4ual o assunto. Aepois e8pli4ue de maneira resumida 4ual o
problema em 4uestão. Su!ira, então, uma solução. Para torn#-la mais clara, use
um e8emplo do cotidiano ou conte uma 5ist*ria. Por fim, conclua pedindo para a
platia a!ir.
D. Eerencie as interrupç,es
Para não perder o fio da meada, defina um critrio para a interação do p%blico. As
per!untas serão feitas durante a apresentação ou depois;
Se $oc( tem pouco tempo para falar, restrin'a as 4uest,es do p%blico para o final.
+aso contr#rio, defina isso com base na sua se!urança com o assunto.
1F# sempre o risco de ficar encurralado por 4uest,es 4ue $oc( não sabe responder.
E isso pode minar a sua autoridade3, lembra o professor Polito.
Por isso, ele aconsel5a9 se seu con5ecimento sobre assunto em 4uestão não l#
essas coisas, dei8e as per!untas para o final.
G. Não se es4ueça da sua $oz
Ae nada $ale um plane'amento bem feito ou uma apresentação de slides de tirar o
f"le!o, se $oc( não souber usar a sua principal ferramenta durante um discurso9 a
$oz.
Por isso, fi4ue atento para a maneira como modula a $oz. 1Manten5a um ritmo
a!rad#$el, pronuncie bem as pala$ras, repita informaç,es importantes, alterne a
$elocidade da fala,faça pausas e, depois delas, $olte a falar com mais ener!ia3,
enumera Polito.
Ten5a cuidado com o $ocabul#rio e8tremamente tcnico ou com o uso e8cessi$o de
estran!eirismos. No$amente, a$alie o perfil do seu p%blico para ade4uar a mel5or
e8pressão.
H. 2 corpo a seu fa$or
A lin!ua!em corporal tambm de$e ser al$o de sua atenção durante a
apresentação. > preciso coer(ncia entre o 4ue se fala e como se e8pressa com o
corpo.
12 semblante precisa corresponder ao sentimento falado3, e8plica. 1Não faz sentido
cruzar os braços en4uanto fala sobre um desafio, por e8emplo3.
Neste sentido, o professor condena o ato de colocar as mãos nos bolsos ou
!esticular e8cessi$amente durante uma apresentação. 1@sso demonstra ansiedade3,
diz.
A!ora, se faz parte de sua personalidade falar demasiadamente com as mãos, não
se preocupe. Polito tem uma tcnica para domar este 5#bito durante uma
apresentação9 1=aça um !esto para cada informação predominante. Aepois, $olte
para a sua posição de apoio. A!uarde com calma. Aiante de no$o dado importante,
faça outro !esto3.
Aos t&midos de plantão, ele d# um a$iso9 manten5a sempre o contato $isual com a
plateia. 1+om isso, $oc( analisa a reação do !rupo e, alm disso, presti!ia as
pessoas 4ue estão ou$indo $oc(3.
=onte9 @nfo 2n Iine

Interesses relacionados