Você está na página 1de 6

TEORIAS E MODELOS DE COMUNICAÇÃO

Docente: Pedro Pinto Machado

Trabalho elaborado pelo aluno: António Machado Fontenete

Epistemologia da comunicação

Entropia equivale à perda de energia ou até mesmo desordem. Sendo considerada


por Einstein como a primeira lei de todas a ciências. Na área de comunicação, tem-se a
entropia da informação que é definida como sendo uma forma de medir a quantidade
de informação. Ou seja, uma mensagem tem certa quantidade de informação quanto
maior for o seu grau de incerteza ou imprevisibilidade, ou seja o grau de entropia da
informação que identifica o grau de incerteza de uma informação (segundo Claude
Elwood Shannon). Uma Teoria Matemática da Comunicação, publicado na revista Bell
System Technical Journal, a entropia da informação que identifica o grau de incerteza
de uma informação. Nesse trabalho Shannon desenvolve a teoria da informação e a
transmissão de mensagens digitais. Ele foi o primeiro a associados conceitos entropia e
informação. Shannon partiu do pressuposto de que nunca uma mensagem transmitida e
enviada ao receptor é recebida sem ruídos. Isto é, quando uma informação passa por um
canal de comunicação ela sofre perturbações (ruídos) e chega ao receptor passando por
um processo de descodificação. Segundo Zdenek Zeman, "a expressão da informação de
um sistema tem por base, como se sabe, a fórmula matemática da entropia
negativa".Partido disso, informação, isto é, de entropia negativa, pode exprimir,
também, a medida da ordem de um sistema nervoso ou de um sistema social. A teoria
da informação afirma que quanto menos informações sobre um sistema, maior será sua
entropia. A quantidade de informação de uma mensagem é entendida na teoria da
informação como sendo o menor número de bits (unidade de informação), necessários
para conter todos os valores ou significados desta mensagem. A teoria da informação
diz que quanto menos informações sobre um sistema, maior será sua entropia.

Ruído

A primeira noção de ruído foi nos deixada por Shannon e Weaver na sua teoria
matemática da informação. Para estes investigadores, o ruído é responsável pelas
interferências que prejudicam a transmissão perfeita da mensagem. A noção de ruído,
foi uma contribuição nova desta teoria da informação, já que de inicio num quadro
técnico, o farfalhar do telefone, a interferência na rádio; a “neve” ou “chuva”na
televisão, esta noção de ruído aplica-se agora a todos os obstáculos que prejudiquem a
boa recepção da mensagem.
Deste modo, por ruído, entende-se tudo o que pode interpor-se na transmissão de
uma mensagem, e prejudicar a reprodução exacta, e a recepção daquilo que foi emitido
na fonte.
Podemos pois alargar a noção de ruído, às interferências, que existem numa
conversa telefónica, num programa de rádio, num programa de televisão, ou noutros
meios de comunicação e informação.

As consequências destes acidentes na transmissão da informação podem originar


graves prejuízos. A todo o custo é pois necessário eliminar os ruídos e, par isso, temos
que identificá-los assim como às suas causas. S não podermos eliminá-los devemos
encontrar os meios de lutar contra eles, neutralizando desta forma os seu efeitos
nefastos.

Qualquer que seja a origem do ruído o sinal pode ficar total ou parcialmente
obliterado, ea mensagem não chega ao seu destinatário, ou está de tal forma afectada,
que ficará adulterada, e será imperceptível para o receptor. Se o emissor dá conta que há
um ruído( um avião a passar), pode repetir o que disse, isto é pode produzir novamente
o sinal. Mas à casos em que o ruído se produz a um nível tal que o emissor pode ignorar
tudo e estar persuadido de que o seu sinal chega sem problemas ao destino.
Repetição pelas mesmas palavras, ou palavras semelhantes, recursos a meios
diversos para exprimir a mesma coisa, constituem recursos à redundância ( da qual irei
falar a seguir)como meio de luta contra o ruído ou seja é sempre possível ao emissor
repetir a mensagem, suprindo as deficiências que a inviabilizaram inicialmente.

Redundância

A redundância é um conceito muito próximo e intimamente relacionado com


informação e podemos concebê-lo como aquilo que, numa mensagem, é informação
previsível ou convencional.
A redundância é o oposto da entropia, resulta de uma previsibilidade elevada.
Assim, numa mensagem de baixa previsibilidade é entrópica e com muita informação,
inversamente, uma mensagem de elevada previsibilidade é redundante e com pouca
informação. A redundância desempenha um papel vital na comunicação para organizar
e manter a compreensibilidade da mensagem, ajudando a estabelecer um valor optimum
para a compreensão da mensagem, apresentado como um jogo dialéctico entre a
originalidade (imprevisibilidade) e a inteligibilidade. Do ponto de vista da Teoria da
Informação a redundância é repetição de informações, cuja função é a de proteger as
mensagens de qualquer sistema de comunicação contra possíveis falhas. A redundância
está presente tanto na interacção quotidiana de duas pessoas, como na transmissão de
dados de telecomunicações.
A redundância está associada à economia da informação, isto é, quanto menos
redundante mais económica será a mensagem. Assim, quanto menos dados forem
transmitidos entre máquinas (computadores, satélites) maior será a banda de
transmissão pode ser usada e mais informação pode circular.

Informação

Informação é o resultado do processamento, manipulação e organização de


dados, de tal forma que represente uma modificação (quantitativa ou qualitativa) no
conhecimento do sistema (pessoa, animal ou máquina) que a recebe.
Informação enquanto conceito, carrega uma diversidade de significados, do uso
quotidiano ao técnico. Genericamente, o conceito de informação está intimamente
ligado às noções de restrição, comunicação, controle, dados, forma, instrução,
conhecimento, significado, estímulo, padrão, percepção e representação de
conhecimento.
É comum nos dias de hoje ouvir-se falar sobre a Era da Informação, o advento da
"Era do Conhecimento" ou sociedade do conhecimento. Como a sociedade da
informação, a tecnologia da informação, a ciência da informação e a ciência da
computação em informática são assuntos e ciências recorrentes na actualidade, a palavra
"informação" é frequentemente utilizada sem muita consideração pelos vários
significados que adquiriu ao longo do tempo.

Comunicação
Evolução histórica da comunicação
Os índios brasileiros imitavam o
Desenho de animais, nas Os índios americanos usavam canto dos pássaros
cavernas. Pré-história sinais de fumo.

Em África a linguagem dos Os egípcios criaram os


tambores era uma espécie de hieróglifos
rádio da época

E também havia livros. Sabiam No séc. XV Gutemberg inventou a


que eram escritos à mão linha por IMPRENSA, multiplicando o poder
linha? da comunicação.

A Comunicação começou a emergir como um campo académico distinto em


meados do século XX. Marshall McLuhan, Theodor Adorno e Paul Lazarsfeld foram
alguns dos pioneiros na área.
Comunicação é um campo de conhecimento académico que estuda os processos
de comunicação humana. Também se entende a comunicação como o intercâmbio de
informação entre sujeitos ou objectos. Deste ponto de vista, a comunicação inclui temas
técnicos (por exemplo, a telecomunicação).
O RÁDIO foi outra invenção muito A TELEVISÃO surgiu no século
importante, pois músicas e XX, transmitindo ao mesmo
mensagens podem ser enviadas tempo som e imagem, e hoje faz
através de ondas invisíveis no ar. parte do dia-a-dia de cada família.

Através do telefone podemos hoje


Os primeiros telefones não só falar, mas também enviar
eram um pouco estranhos, documentos pelo fax...
mas com o tempo eles
foram evoluindo

... e até mesmo aceder à INTERNET.


Comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações, e utiliza os
sistemas simbólicos como suporte para este fim. Estão envolvidos neste processo uma
infinidade de maneiras de se comunicar: duas pessoas tendem uma conversa face-a-face,
ou através de gestos com as mãos, mensagens enviadas utilizando a rede global de
telecomunicações, a fala, a escrita que permitem interagir com as outras pessoas e
efectuar algum tipo de intercâmbio informacional.
Hoje, é interessante pensar também em novos processos de comunicação, que
englobam as redes colaborativas e os sistemas híbridos, que combinam comunicação de
massa e comunicação pessoal e comunicação horizontal.
O termo comunicação também é usado no sentido de transportes (por exemplo, a
comunicação entre duas cidades através dos vários tipos de transporte).
A Comunicação começou a emergir como um campo académico distinto em
meados do século XX. Marshall McLuhan, Theodor Adorno e Paul Lazarsfeld foram
alguns dos pioneiros na área. Tem vindo a evoluir constantemente, devido às novas
tecnologias e ao uso de redes sociais. Hoje em dia, não é necessário comprar um jornal
para se estar informado. Obviamente, que temos a televisão e a rádio. Porém, podemos
aceder a um jornal via internet, através do site do mesmo ou de redes sociais, caso do
twitter e do facebook. Muitos jornais possuem contas nestas redes e têm informação,
que se encontra sempre actualizada.

Fim