Coberturas Fotográficas

Shows
Do fundo do baú
Causos de Dansa
Dançando na TV
Gafieira Elite
Aniv. Jessé Sarmento
5 anos Espaço Improviso
Zouk in Rio 2014
High Zouk Musical
Zouk in Rio 2006
Dança Quente
Vem Dançar
Photo & Dansa
Photo & Dansa
2014 # 5
www.dancadesalao.com
www.dancadesalao.com
Compre em
Www.dancadesalao.com/loja
CRÉDITOS
ÍNDICE
Photo & Dansa 2014 #5
3
Editor
Foto de capa
:
Marco Antonio Perna
www.dancadesalao.com
Marco Antonio Perna
Dançarina
Edição digital e gratuita.
www.facebook.com/mapernaDS
Renata Peçanha
Todas as imagens, fotos e ilustrações que
tenham autor/publicação declarado nesta
publicação, ou que sejam filipetas, ingressos,
cartões, logomarcas, panfletos, cartazes,
capas de livros, CDs, jornais, vídeos ou
filmes, são de propriedade de seus autores
ou descendentes e os artigos são de
responsabilidade de seus autores. Caso
algum dos créditos das ilustrações/fotos
esteja errado ou incompleto, peço a gentileza
de que informem para que seja feita a
alteração. Qualquer pedido de alteração ou
correção deve ser enviado para:
maperna@dancadesalao.com
Ao leitor
Este mês apresento a cobertura dos bailes de aniversário de
5 anos do Espaço Improviso, de 40 anos do Jessé Sarmento,
Gafieira Elite, congresso Zouk in Rio e High Zouk Musical..
Do fundo do Baú tirei o congresso Zouk in Rio de 2006 que fotografei com celular.
Também a crítica do filme Vem Dançar “Take the Lead”, de 2006, com Antônio
Banderas que escrevi em 2010. Na seção Causos de Dansa continuo a série de crônicas
interligadas de dança. Boa dança.
Marco Antonio Perna
www.dancadesalao.com/photoedansa
O agendamento de coberturas
E serviços fotográficos
deve ser feito por email.
Photo & Dansa
Fotografia e dança
Coberturas Fotográficas
Shows
Do fundo do baú
Causos de Dansa
Dançando na TV
Gafieira Elite
Aniv. Jessé Sarmento
5 anos Espaço Improviso
Zouk in Rio 2014
High Zouk Musical
Zouk in Rio 2006
Dança Quente
Vem Dançar
Agosto 2014
Coberturas Fotográficas
4
Veja o álbum completo em:
Www.facebook.com/media/set/?set=a.630316027065918.1073741938.266182260145965
Facebook:
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
6
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
8
Níver Jessé Sarmento - Tijuca Tênis Clube
Veja o álbum completo em: Facebook:
Www.facebook.com/media/set/?set=a.619645118133009.1073741927.266182260145965
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
10
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
12
Photo & Dansa 2014 #5
13
Photo & Dansa 2014 #2
Veja o álbum completo em: Facebook:
Www.facebook.com/media/set/?set=a.623802207717300.1073741931.266182260145965
Photo & Dansa 2014 #5
14
Zouk in Rio 2014
Por Marco Antonio Perna
Www.facebook.com/media/set/?set=a.622255601205294.1073741928.266182260145965
Aula
Baile
Www.facebook.com/media/set/?set=a.622955167802004.1073741929.266182260145965
High Zouk Musical
Photo & Dansa 2014 #5
15
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
17
Photo & Dansa 2014 #5 18
Photo & Dansa 2014 #5
19
Photo & Dansa 2014 #5
20
Photo & Dansa 2014 #5 21
Photo & Dansa 2014 #5
22
High Zouk Musical
Photo & Dansa 2014 #5
23
Photo & Dansa 2014 #5
24
Photo & Dansa 2014 #5
25
Photo & Dansa 2014 #5
26
Photo & Dansa 2014 #5
27
Photo & Dansa 2014 #2 Photo & Dansa 2014 #5
28
Photo & Dansa 2014 #5
29
Photo & Dansa 2014 #5
30
9
Photo & Dansa 2014 #2 Photo & Dansa 2014 #5
31
Photo & Dansa 2014 #5
32
5 Anos Espaço Improviso
Photo & Dansa 2014 #5
33
Photo & Dansa 2014 #5
34
Photo & Dansa 2014 #5
35
Veja o álbum completo em:
Www.facebook.com/media/set/?set=a.627122724051915.1073741936.266182260145965
Facebook:
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
38
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #5
40
Photo & Dansa 2014 #5
Photo & Dansa 2014 #3
40
Do fundo do baú
Photo & Dansa 2014 #5 42
Zouk in Rio - 2006
Fotos: Marco Antonio Perna
Veja o álbum completo em:
Facebook:
Www.facebook.com/media/set/?set=a.486845531412969.1073741859.266182260145965
Fotos tiradas com o celular Nokia 6562
Photo & Dansa 2014 #5 43
Photo & Dansa 2014 #5
44
Photo & Dansa 2014 #5
45
Www.pauloaguiar.com
Www.luizvalenca.com.br
Causos de Dansa
46
Dança Quente


Nossos corpos se tocavam,
roçavam, esquentavam
Photo & Dansa 2014 #5
P
orque eu entrei para a dança de
salão ? Ah, não sei. Acho que foi por
que sempre gostei de dançar e
estava precisando fazer uma atividade
físicaondepudesseconhecer pessoas.
O que eu faço ? Bem, sou médica,
tenho 30 anos e não me acho bonita,
mas sei quesou atraente.
Sei, você não perguntou isso. Qual
foi meu primeiro caso na dança ? Foi o
Carlos, que era um cara complicado,
tinha uma filha de uns dez anos que não
podia saber que estávamos saindo.
Dançavamal todavidaecomeçou ame
perseguir quando terminei comele. Acho
queaculpafoi minha.
Se eu já tinha outro em vista ? Não,
mas tinha umcara que era daqueles que
já dançavam bem com quem eu
adorava dançar. Eu o obser vava
dançando e apesar de não ter aquela
teatralização de profissionais de dança
de salão, ele parecia dançar muito bem
e gostoso. Eu reparava na expressão das
mulheres que dançavam com ele e
ficava mais certa ainda disso. Fora que
ele dançava visualmente bem, fazia
muitos passos, enfim...
Oproblema é que ele foi o pivô dos
problemas com o Carlos pois ficava
evidente minha admiração e quando eu
dançava comele ficávamos umtempão
dançando super gostoso. Carlos odiava,
morria de ciúmes. Eles chegaram a
conversar e parece que ele disse ao
Carlos para não se preocupar, que
comigo ele só queira dançar. Depois que
terminei com o Carlos eles tiveram outra
conversaque me deixou P. davida. Carlos
contou-me com prazer que ele tinha dito
que não precisava se preocupar pois
comigo ele só queria dançar mesmo e
até iria comigo para a cama, mas não
queria namorar comigo, ter nada sério.
Ahh! fiquei com ódio, passei a evitá-lo.
Puxa, mesmo se fosse verdade para que
eletinhaquefalar issoproCarlos ? Opior é
queissomeprivavadedançar comele.
Alguns meses se passaram e
finalmente aceitei dançar novamente
com ele num baile no clube Sírio e
Libanês. Dançamos muito e como
dançamos. Bolero, samba, soltinho...
Tudo dançado com paixão. Nossos
cor pos s e t ocavam, r oçavam,
esquentavam. Eu não conseguia abrir os
olhos. Queriaqueaqueles momentos não
acabassem nunca. Ele saiu até da ronda
habitual da pista e ficamosna borda da
pista do lado do banheiro masculino.
Passou até um professor e fez um
comentário, o que demonstrou que
quem nos via, percebia que estava
rolandoumaligaçãofortíssima.
Paramos, não nos falamos. Fui
embora e nunca mais dançamos. Mudei
de Estado e faz anos que nem o vejo. Só
nofacebook...
Por Marco Antonio Perna
Dançando na TV
42
Photo & Dansa 2014 #5
Por Marco Antonio Perna
E
screvi recentemente outro artigo sobre filme de
dança onde falei sobre meu receio em rever um
filme que gostei na primeira vez. Afinal não dá para
saber se vamos gostar novamente. Já em"VemDançar",
comAntonioBanderas, meu receioéfalar mal, muitomal
sobreessefilmeB. B debom, mas apenas isso.
Na verdade o problema não é a canastrice do
Banderas, nema fotografia do filme. Ao final da exibição,
é atendido o objetivo de deixar o espectador feliz. É um
autêntico “filme pipoca”. Apesar de não merecer estar
na minha prateleira especial de filmes de dança, está
logoabaixo.
O ponto principal é a ausência de detalhes que
tanto elogio em filmes como "Sob a Luz da Fama" ou
"DançaComigo?" (Japonês). E existeumdetalhe(ou dois)
que tira qualquer boa vontade com esse filme. Leiam a
sinopseoficial:
“Antonio Banderas estrela Vem Dançar, um drama
inspirado na história real de Pierre Dulaine, um professor e
competidor que ensina dança de salão como voluntário
a um grupo variado de alunos do ensino médio de uma
área carente do centro de Nova York, mantidos de
castigo. A princípio, os alunos estão desconfiados quanto
a Dulaine, principalmente quando descobrem que ele
está al i para ensi ná-l os a dançar, mas seu
comprometimento e dedicação inabaláveis pouco a
pouco os inspiram a abraçar o programa. Na verdade,
eles chegam a levar a idéia um passo adiante,
combinando a dança clássica de Dulaine como estilo e
a música hip hop, criando uma fusão única e cheia de
energia. Quando Dulaine se torna um mentor para seus
alunos, muitos dos quais não tiverammuito pelo que lutar
emsuas vidas, eleos motivaaaprimorar suas habilidades
para uma competição de dança de salão de muito
prestígio da cidade e, em troca, eles compartilham
valiosas lições sobreorgulho, respeitoehonra."
A história real de Pierre Dulaine, na qual o filme é
baseado, é umalição de vida. Umprofissional que busca
ajudar o próximo mesmo sabendo do trabalho que virá a
ter e que não tendo obrigação alguma, não desiste. Mas
Dulaine deu azar no cinema. Sua história, apesar de
exemplar, é umas das mais batidas na indústria
cinematográfica. Se você vê filmes com frequência,
com certeza já assistiu algum onde um professor
consegue ajudar seus alunos a crescerem como
pessoas e aprenderem coisas importantes, seja com
Vem Dançar (Take The Lead - 2006)
Desistiu de ver o filme ?
N ã o f a ç a i s s o !
Simplesmente desligue
seu senso crítico e
assista sem esperar
nada.
8
49
Photo & Dansa 2014 #5
Artigo publicado em janeiro/2010
na edição 27 do jornal Falando
de Dança, do Rio de Janeiro.
http://issuu.com/dancenews/docs/ed-27---completa-para-leitura/08
www.marcoantonioperna.com.br/blog
basquete, matemática, inglês, natação etc. Para piorar,
no quesito dança, quantos filmes você já viu onde a
dança em questão tem que lutar para ficar ao lado do
Hip-hop? Emumfilmeondeos únicos detalhes sãoesses
temos que tentar conferir então a qualidade da dança.
Mas o que vemos é um Banderas com desempenho de
um famoso da Dança dos Famosos, do Faustão.
Embora, tenhoqueadmitir, eleenganemuitobem.
Para se ter ideia do que essa sinopse oficial e o trailer são
capazes, leiam abaixo minha crítica antes de eu ter
assistido, em2006, pelaprimeiravez essefilme.
Filme sobre dança de salão "Vem Dançar (Take
The Lead)". Não gaste com entradas de cinema! Esse é
mais um filme do tipo "professor assume turma de
desajustados e coloca-os no bom caminho", só que
dessa vez ao invés de história, matemática ou basquete
o que é ensinado é dança de salão. Esse filme não está
aos pés de umBaila Comigo (japonês) ou do australiano
Vem Dançar Comigo, e nem a fotografia merece uma
tela de cinema (quase nenhuma merece). Mas como
somos fanáticos por dança de salão não podemos
deixar de assistir. Esperem chegar nas locadoras pois
assim poderemos voltar e repetir as cenas de dança
parapoder elogiar ou malhar oBanderas. MarcoAntonio
Perna(antes deassistir aofilmeem2006)"
No filme, tirando os profissionais de ballroom
dancing, os alunos do Banderas tem péssimo
desempenho porque com apenas um ano de dança
competem com profissionais com anos de estrada.
Custava coloca-los em nível iniciante na competição ?
Como terá sido a história real ? Se é que teve essa parte.
Ou seja, somente detalhes ruins. Qual a moral do filme ?
Que tanto busco em filmes de dança ? Prefiro ficar com
a lição de vida do verdadeiro Pierre Dulaine, um
profissional de dança que colocou seu conhecimento
em prol do encontro da cidadania por adolescentes
que não tinham tido oportunidade. No Brasil vemos isso
em diversos projetos sociais que levam música, dança,
artesanato e diversos outros tipos de ensinos em
comuni dades carentes aj udando cri anças e
adolescentes aencontraremumbomcaminho.
No filme é abordado também o preconceito de
ambas as partes entre os mais abastados e os menos
favorecidos, mas não acho que o assunto tenha sido
bemdesenvolvido.
Desistiu de ver o filme ? Não faça isso!
Simplesmente desligue seu senso crítico e assista sem
esperar nada. Talvez até você goste do
filme depois de ler minhas palavras,
justamente porque se preparou para o pior
e o filme saiu melhor que o esperado.
Existem cenas ótimas também, que
compensam a falta de detalhes. Acho até
que estou ajudando as pessoas a gostarem
do filme com minha crítica. Podem me
malhar depois de assistirem. Deixem seu
comentários emmeu blog.
RiodeJaneiro, 21/12/2009
Compre em
Www.dancadesalao.com/loja

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful