P. 1
A formação da frente polar (10.º)

A formação da frente polar (10.º)

|Views: 2.319|Likes:
Publicado porprofgeofernando

More info:

Published by: profgeofernando on Dec 27, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

08/17/2014

A FORMAÇÃO DA FRENTE POLAR

• O encontro de massas de ar de características distintas, é o que acontece frequentemente nas latitudes médias dos dois hemisférios, onde a distintas, convergência das massas de ar quente tropical com as de ar frio polar dá origem à formação das frentes polares (Doc. 3). 3).
_________

Doc. 3 - Formação e evolução da frente polar do hemisfério norte

A – O ar tropical desloca-se de oeste para este, paralelamente ao ar polar que se desloca em sentido inverso. A interpenetração das duas massas de ar é fraca – deslocadas frente estacionária. estacionária. B – O ar quente tropical penetra cada vez mais para norte e o ar frio polar avança cada vez mais para sul, criando-se uma superfície frontal (área de contacto criandoentre duas massas de ar) cada vez mais ondulada. C – Surge, assim, uma sucessão de frentes frias e frentes quentes – sistema frontal (conjunto de duas ou mais frentes associadas). Deslocam-se sempre de oeste Deslocampara este, de acordo com o movimento de rotação da Terra.

• O conjunto formado pela associação de uma frente fria, uma frente quente e um centro de baixa pressão (ou depressão barométrica) constitui uma perturbação frontal (Doc. 4). Uma perturbação frontal é constituída por um sector de ar tropical quente, entre dois sectores de ar polar frio (anterior e 4). quente, posterior), verificando-se uma dupla ascensão dinâmica do ar: verificandoar: − na frente fria, por efeito da interposição do ar frio por baixo do ar quente; − na frente quente, por sobreposição do ar quente ao ar frio (Doc. 5). (Doc. 5).

A

B

_________

_________

Doc. 4 – Uma perturbação frontal no plano horizontal

Doc. 5 – Uma perturbação frontal no plano vertical

_________

Doc. 6 – Uma perturbação da frente polar vista em perspectiva

• Embora se desloquem no mesmo sentido, as duas frentes avançam a velocidades diferentes, o que influencia a evolução da perturbação frontal. A frente diferentes, fria progride mais rapidamente do que a frente quente, pois o ar frio, ao penetrar por baixo (em cunha) do ar quente, obriga-o a subir mais depressa do que quente, obrigana frente quente. Assim, a frente fria acaba por alcançar a quente e o ar frio posterior junta-se ao anterior, obrigando todo o ar quente a subir. Forma-se, então, juntaFormauma frente oclusa – frente resultante da junção da frente fria com a frente quente (Doc. 7). (Doc. 7).

_________

Doc. 7 – Evolução de uma perturbação frontal

_________

Doc. 8 – Estados do tempo em diversos lugares que se encontram sob a influência da passagem de uma perturbação da frente polar. Plano horizontal (em cima) e em corte vertical (em baixo)

http://geoclick.blogspot.com/ - prof.geo.fernando@sapo.pt

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->