Você está na página 1de 6

Como iluminar vias urbanas

Requisitos fotométricos

As ruas principais urbanas normalmente têm de ser iluminadas de acordo com os requisitos da Classe M1 ou M2 da publicação CIE N.º 115-2010, dependendo da sua importância e das condições de tráfego. Os valores dos critérios de iluminação a respeitar são os seguintes:

Class M1

Lave = 2.0cd/m²

Uo 0.4

Ul 0.7

TI 10%

SR 0.5

Class M2

Lave = 1.5cd/m²

Uo 0.4

Ul 0.7

TI 10%

SR 0.5

Fontes de luz

As estradas urbanas requerem um nível de luminância bastante elevado e necessitam a utilização de lâmpadas de potência relativamente elevada. O aspeto de restituição cromática é também de baixa importância comparada com a iluminação de áreas comerciais e pedonais nos centros da cidade. Portanto, as lâmpada de sódio de alta pressão são amplamente utilizadas para este tipo de rua. No entanto, a luz branca também pode ser escolhida quando é dada uma determinada importância a um ambiente mais agradável e uma melhor restituição cromática.

Luminárias

As luminárias escolhidas para iluminar vias urbanas devem ter um elevado nível de estanquicidade (pelo menos IP 66), de forma a manter as performances iniciais o maior tempo possível durante a vida útil da instalação. A resistência aos impactos mecânicos deve corresponder pelo menos ao grau IK 08, na linha da norma IEC 62262. Estas luminárias irão cumprir preferivelmente com a Etiqueta A Luz Sustentável conforme definido pela Schréder.

Layout da instalação

O aspeto eficiente e funcional da instalação de iluminação é extremamente importante. No entanto, a aparência estética pode ser preservada ao utilizar luminárias funcionais bem concebidas como, por exemplo, a gama FURYO. A facilidade nas operações de manutenção (substituição de lâmpada) é importante para reduzir os custos de manutenção. A altura de montagem da luminária é relativamente importante, mas é raramente abaixo dos 12 m. Quando possível, são frequentemente praticadas instalações de um único lado ou centrais (no separador central). A instalação de iluminação deve ser energicamente eficiente, com um valor SLEEC-L (Critérios de Eficiência Energética de Iluminação de Estradas com base na Luminância) no máximo igual a

0,8W/m²/cd/m².

Um conhecimento preciso das características de reflexão da luz no pavimento da estrada é de importância primordial para satisfazer os critérios de eficiência acima. Estas características podem ser medidas pelo nosso sistema exclusivo conhecido como Memphis. O esquema seguinte mostra uma instalação típica para uma via urbana.