Você está na página 1de 206

Cante – FONOGRAFIA - um importante PILAR do CANTE – uma montagem de joraga.

net – 2014 11

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

2

Cante – FONOGRAFIA - um importante PILAR do CANTE – uma montagem de joraga.net – 2014 11

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

CANTE ALENTEJANO
Uma FONOGRAFIA
in TRATADO DO CANTE
de José Francisco Pereira
UM IMPORTANTE PILAR do CANTE

JOSÉ RABAÇA GASPAR – baseado no espólio recolhido por José Francisco Pereira
Joraga.net - 2014

3

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

4

FICHA TÉCNICA
Título - CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

Selecção, organização, montagem e digitalização – Joraga.net
Ano e © - 2014 – www.joraga.net e tratado do cante (http://tratadodocante.blogspot.pt/)
Edição – em PDF no SCRIBD
ISBN:
Impresso em Portugal / Printed in Portugal (só disponível em PDF no SCRIBD e/ou enviado a pedido:
Joraga@netcabo.pt e / ou faialentejo@gmail.com

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

5
Dedicatória
Um trabalho a muitas mãos dedicado ao ALENTEJO
aos AMIGOS… CULTORES… CANTADORES… aos AMANTES do CANTE…

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

6

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

apresentação:
Esta é uma tímida tentaiva de fazer um levantamento do imenso espólio FONOGRÁFICO
do que se foi gravando e divulgando sobre o CANTE, durante o século XX e século XXI…
~
a partir de um longo e persistente trabalho de José Francisco Pereira,
que perante este imenso tesouro registado em diversos meios de gravação, entregou (fez a doação) deste
imenso acervo à Biblioteca
http://biblioteca.cm-moita.pt/catalogo/wordsearch.aspx?dummy=
para poderem ser preservados, estudados, actualizados…
e possam contribuir para serem considerados como PATRIMÓNIO UNIVERSAL,
quer a UNESCO o aceite e reconheça ou não…

7

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

Índice

8

Alguns exemplos: CDs… DVDs… K7s… LPs… Vinil in TRATADO do CANTE de JFPereira ............................................. 9
Alguns exemplos: CDs… in TRATADO DO CANTE de JFPereira ................................................................................. 11
Alguns exemplos: DVDs… in TRATADO DO CANTE de JFPereira .............................................................................. 38
Alguns exemplos: K7s… - in TRATADO do CANTE de JFPereira ................................................................................ 40
Alguns exemplos: LPs… Vinil in TRATADO do CANTE de JFPereira ........................................................................ 188

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

Alguns exemplos: CDs… DVDs… K7s… LPs… Vinil in TRATADO do CANTE de JFPereira
TRATADO DO CANTE - Ser do cante:
"QUE MODAS? QUE MODOS? - I CONGRESSO DO CANTE ALENTEJANO, BEJA, 1997". Edição FaiAlentejo, 2005

TRATADO DO CANTE - Ser do cante:

9

"QUE MODAS? QUE MODOS? - I CONGRESSO DO
CANTE ALENTEJANO, BEJA, 1997". Edição FaiAlentejo, 2005
"RESUMO DAS CONCLUSÕES:
Podemos sintetizar em seis pontos as grandes conclusões deste Congresso:
(...)
6. A formação de uma federação de folclore alentejana - a Federação de Grupos Corais Alentejanos
(MODA - Associação do Cante Alentejano) - que poderá ser a força motriz da formação do arquivo audiovisual do cante alentejano e dos próximos Congressos do cante alentejano."

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

10

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

Alguns exemplos: CDs… in TRATADO DO CANTE de JFPereira
FF CA CD 0001

QUANDO O ALENTEJO CANTA
GRUPO CORAL DA CAIXA SOCIAL E CULTURAL
DO PESSOAL DA CM de BEJA - 2001

Modas:
Beja cidade limpa
Rosa Branca desmaiada
Cá no Alentejo
Nasce o sol no Alentejo
Malmequer
É tão grande o Alentejo
Vai remand o teu barquinho
Roseira enxertada
Mineiro
Linda Jovem era pastora
Trigueira de raça
Castelo de Beja

11

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0002

GRUPO CORAL ALENTEJANO DE PARIS - 2000

12

MODAS:
Quero ir ao Alentejo
Certo dia um pardal
Hino dos mineiros
Alentejo não épobre
A bandeira portuguesa
Já não se vêem nos campos
Lindo ramo verde escuro
É tão grande o Alentejo
O Estado fechou as minas
Alentejo és nossa terra
Moreanes és meu povo
A cegonha
Sou português emigrante
Roseira enxertada
Maria da Rocha

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0003

MODAS CAMPANIÇAS
VIOLA CAMPANIÇA - 1991

13

Modas:
Mariana Campaniça
Vai-te embora passarinho
Toda a bela noite
Quero ir para o Altinho
Marujinho de Palmela
Eu sou trevo, não me atrevo
Pastorinha vem comigo
Oh minha pêra Madura
Laranjeira abaixa a rama
Ora faz, ora não faz
Avoa, pombinha avoa
Erva cidreira
Oh minha bela menina
Oh minha Mariazinha
Oh filha, vai-te deitar
Marianita és baixinha
Fui colher uma laranja
Cantam as filhas da Rosa

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0004

GANHÕES DE CASTRO VERDE
MODAS - 1993

14

Modas:
Afonso Henriques um dia
Nós somos do Alentejo
Pelo toque da viola
Eu sou Português
A vila de Castro Verde
Já te não lembras de mim
Sou Português emigrante
Vamos nós saindo
O Almocreve
Guardo o meu gado no campo
Muito bem parece
A ribeira do Sol, posto
Mas que noite tão serena
Ceifeira, linda ceifeira
Nos campos de Castro Verde
Eu perdi o meu anel
Vai de centro ao centro

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0005

É TÃO GRANDE O ALENTEJO
OS GANHÕES de CASTRO VERDE - 1996

15

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0006

GRUPO CORAL FEMININO
CASA DO ALENTEJO DE TORONTO
ALENTEJO EU AMO-TE - 1999

16

Modas:
Quero ir ao Alentejo
Certo dia um pardal
Hino dos Mineiros
Alentejo não é pobre
A bandeira Portuguesa
Já não se vêem nos campos
Lindo ramo verde escura
É tão grande o Alentejo
O Estado fechou as minas
Alentejo és nossa terra
Moreanes és meu povo
A cegonha
Sou português emigrante
Roseira enxertada
Maria da Rocha

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0007

GRUPO CORAL DA CASA DO POVO DE SAFARA
SAFARA TERRA BONITA

17

Modas:
Safara Terra bonita
Nós somos trabalhadores
Camponês Alentejano
Quando eu fui ao jardim
Trigueira de raça
Cabelo entrançado
Trigueirinha Alentejana
Estava de Abalada
Terra que nos viu nascer
Tenho uma parreira enxertada
Cântico do Menino

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0008

GRUPO CORAL e ETNOGRÁFICO
«OS CAMPONESES DE PIAS» - 1996

18

Modas:
Rosa amarela queixou-se
Oh que linda pastorinha
Rego abaixo, rego acima
Salsa verde
Meu Alentejo ditoso
A primeira vez
Lavoura
O Alentejo não quer
Trovoada
Levantei-me um dia cedo
Menina florentina
Oh Pias terra catita
No jardim, a rosa branca
Aurora tem um menino

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0009

GRUPO CORAL e ETNOGRÁFICO
VOZES DE CASÉVEL - 1997

19

Modas:
Dá-me um beijo morena
Casével terra sagrada
Às quarto da madrugada
Fui um dia passear
Beja do Baixo Alentejo
Ao romper da Bela Aurora
Portugal és um jardim
Pelo toque da viola
O alentejo é lindo
Nos campos do Alentejo
Somos filhos de Casével

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0010

GRUPO CORAL e ETNOGRÁFICO
«OS CARAPINHAS» de Castro Verde -

20

Modas:
Castro Verde tem uma mina
Viva a História Portuguesa
Vai do centro ao centro
Toda a bela noite
Vindo das embarcações
Beja terra de fama
Ribeira vai cheia
Nós somos do Alentejo
Meu lírio roxo do campo
Vindo eu de longe ao perto
Oh rama, oh que linda rama
Estava de abalada

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0052

GRUPO FEMININO CANTARES DO CHARRAMA
CANÇÕES CAMPONESAS DE PORTUGAL - 2004

21

Modas:
Saudades de Outrora
Esta minha vila
No alto daquela Estrada
A Rosa e o Jasmi
As duas ruas
Papoilas
O Alentejo não é
Olha lá tu, ó poeta
Costa Alentejana
Ó meu Alentejo
Era o cravo
Ò Senhora da Assunção
TGirassol
Promessas

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD0070

Grupo Cantares de Évora - 2007

22

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD0070
- 2007 – (CD) “Memórias 2”.
- Ed.: Grupo de Cantares de Évora.
- Modas: Nasce o Sol no Alentejo; Saudades são martírios; A moda do
assobio; Não quero que vás à monda; Fui-te ver estavas lavando; Rapsódia; Olha a noiva se vai linda; Passarada; Ceifeira; Dá-me uma gotinha
de água; Vou-me embora para Lisboa; Rosa branca desmaiada.
- Grupo Cantares de Évora.

Modas:
Nasce o Sol no Alentejo;
Saudades são martírios;
A moda do assobio;
Não quero que vás à monda;
Fui-te ver estavas lavando;
Rapsódia;
Olha a noiva se vai linda;
Passarada; Ceifeira;
Dá-me uma gotinha de água;
Vou-me embora para Lisboa;
Rosa branca desmaiada.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0082

SEARA JOVEM
SEMENTEIRA - 1997

23

Modas:
Penas de Pavão
Lenda da Moura
Saias da fonte
Sonhos e lendas
Vira-te p’ra mim ó Rosa
Flor da giesta
Cigana de raça
Vai à ribeira
Desgarrada
Alegrete
Isso é que não
Moda do Pezinho

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0086

GRUPO CORAL FEMININO
CASA DO POVO DE NOSSA SENHORA DAS NEVES

24

Modas:
Nossa Senhora das Neves és nossa padroeira
Rosa branca tu não vás
Ò lavradora do Monte
Campa sagrada
Beja cidade velhinha
Venho das embarcações
Senta-te aqui ó António
Velho moinho de vento
Linda pastorinha
Nós somos trabalhadores
Era triste ver partirCastelo de Beja

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD0092 - Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo. – s/d

Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo.
s/d

25

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD0092
- S/D – (CD) GCE de Viana do Alentejo, ed.: GCE de Viana do Alentejo.
- Modas: O pastor alentejano, Nasce o sol no Alentejo, Adeus ó meu lindo Alentejo, Doce alegria moreninha, Rego abaixo rego acima, Viana do
Alentejo, Ó oliveira da serra, Convidamos o Algarve, Castelo e Beja, Foste-te gabar ao Porto, Ai vem o rouxinol
- Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo.

- Modas:
O pastor alentejano,
Nasce o sol no Alentejo,
Adeus ó meu lindo Alentejo,
Doce alegria moreninha,
Rego abaixo rego acima,
Viana do Alentejo,
Ó oliveira da serra,
Convidamos o Algarve,
Castelo e Beja,
Foste-te gabar ao Porto,
Ai vem o rouxinol

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0094

Grupo Coral e Etnográfico de Viana do
Alentejo. – s/d

26

TRATADO DO CANTE -Registos fonográficos:
FF CA CD0094
- S/D – (CD) "Nossa Senhora d‟ Aires". Ed.: GCE de Viana do
Alentejo
- Modas: Se fores ao Alentejo, Fonte da Praça tu, Viana do
Alentejo é concelho com força, O Alentejo é rico, Meu lírio roxo, Viana do Alentejo tens sons por todo o lado, Lembra-me os
tempos passados, A cegonha fez sucesso, Foi ao jardim do
rossio, Ó meu Alentejo, As minas de S. João
- Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo.

Modas:
Se fores ao Alentejo,
Fonte da Praça tu,
Viana do Alentejo é concelho com força,
O Alentejo é rico,
Meu lírio roxo,
Viana do Alentejo tens sons por todo o lado,
Lembra-me os tempos passados,
A cegonha fez sucesso,
Foi ao jardim do rossio,
Ó meu Alentejo,
As minas de S. João

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0095

CANTE ALENTEJANO nas ESCOLAS
ALMODÔVAR – S/D

27

Modas:
Quero ir para o altinho
Ó rama óq ue linda rama
Venho da ilha dos vidros
Passarada
Ribeira vai cheia
Venho da ilha dos vidros
Ao passar a ribeirinha
Ribeira vai cheia
As nuvens que andam no ar
Ó rama ó que linda rama
Ribeira vai cheia
Passarada
Venho da ilha dos vidros
Ribeira vai cheia
Fui colher uma romã
Ó rama óque linda rama
Eu fui ao jardim das damas
Cantando a linda rama

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0096

CORAL ALENTEJANO INFANTIL
ESCOLA BÁSICA INTEGRADA de MOURÃO – S/D

28

Modas:
Alentejo não tem sombra
Olha a laranja da China
Erva cidreira
Se fores ao Alentejo
Que rapariga é esta
Fui à fonte beber água
Saudades são martírios
Rouxinol repenica o cante

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0097 - Grupo Cantares de Évora. – s/d

- Grupo Cantares de Évora. – s/d

29

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD0097
- S/D – (CD) “Memórias
- Ed.: Grupo Cantares de Évora.
- Modas: Quando a neve apareceu; Pelo toque da viola; Que inveja tens
tu das rosas; Menina, estás à janela; Fui a lenha; A vinda do rei a Beja; Ó
águia que vais tão alto; Ó vizinha tem cá lume; O lampião; Moreninha
alentejana; O almocreve; Erva-cidreira.
- Grupo Cantares de Évora.

Quando a neve apareceu;
Pelo toque da viola;
Que inveja tens tu das rosas;
Menina, estás à janela;
Fui a lenha;
A vinda do rei a Beja;
Ó águia que vais tão alto;
Ó vizinha tem cá lume;
O lampião;
Moreninha alentejana;
O almocreve;
Erva-cidreira.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0098

OS MALTESES – ‘Vagueando ao sabor da música’
- S/D

30

Modas:
Vagueando
Nasci um dia de Verão
Um povo, uma canção
Ao sabor da música
Amores em São Martinho
De manhã correu o Tejo
Ò rosmano, ó rosmano
Ó meu tirone
Seara
Ouvi, mil vezes ouvi
Felizes foram os dias
Almodôvar vive

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD0099 - O Semeador – Grupo de Cantares de Portalegre. –
1994

O Semeador – Grupo de Cantares de Portalegre.
– 1994

31

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD0099
- 1994 – (CD) "Tempos vários" ed.: O Semeador – Grupo de Cantares de
Portalegre
- Modas: Romaria à Senhora da Estrela, Cantiga de trabalho; Corcovados; Cantiga de Carnaval; Cantiga de Natal; Saias do pé da serra; Descante de casamento; A folha da parra seca; Cantiga de Entrudo; Cantiga
de embalar.
- O Semeador – Grupo de Cantares de Portalegre.

Modas:
Romaria à Senhora da Estrela,
Cantiga de trabalho;
Corcovados;
Cantiga de Carnaval;
Cantiga de Natal;
Saias do pé da serra;
Descante de casamento;
A folha da parra seca;
Cantiga de Entrudo;
Cantiga de embalar.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD0104 - (4 CD c/ livreto) Cante Alentejano - Ed.: Liga dos Amigos da
Mina de S. Domingos - 2006

- (4 CD c/ livreto) Cante Alentejano - Ed.: Liga dos Amigos da Mina de S. Domingos - 2006

32

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD0104
- 2006 – (4 CD c/ livreto) Cante Alentejano
- Ed.: Liga dos Amigos da Mina de S. Domingos
- 204 modas recolhidas por todo o Alentejo
- Mestres do cante: Artur Horta de Almeida, António José Lúcio, António
Luís Baptista, Bento António Pereira Leitão, Delfino da Silva Mendes, Leopoldo José Cuíssa Santinhos, José Carlos Castro, José António Assunção “Mestre Ameixinha”.

204 modas
recolhidas por todo o Alentejo
- Mestres do cante:
Artur Horta de Almeida,
António José Lúcio,
António Luís Baptista,
Bento António Pereira Leitão,
Delfino da Silva Mendes,
Leopoldo José Cuíssa Santinhos,
José Carlos Castro,
José António Assunção
“Mestre Ameixinha

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0105

Vários

33

Modas várias

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD_0106

Viola Campaniça - o outro Alentejo”, de José Alberto Sardinha
- 2001 - livro+CD

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD_0106
- 2001 – (Livro c/CD 2) “Viola Campaniça - o outro Alentejo”, de José Alberto Sardinha
- Ed.: Círculo dos Leitores (Sons da Tradição)
- Modas: (CD 1) Marcela, marcelinha; Ó Ana, ó Ana, ó Ana; Cantam as filhas da Rosa; Marianita; Ó filha, vai-te deitar; Vem à janela; Oh! Que festa, linda festa; Ao passar do barranquinho Fui colher uma romã; Fandango; Ó minha pera madura; Pastorinha, vem comigo;
Bem podia a andorinha; Abalas-te para Lisboa; Chamaste-me extravagante; Mariana Campaniça; Moda dos arames; Venho da ilha dos vidros; Bailho; Santo Antoninho da Serra; Vila
do Alandroal; Eu sou trevo; A horta da Palmeirinha; Morreu Francisco Romão; Luisinha; Na
Várzea da Ribeirinha; Chora, chora, Manelzinho; Moda da Serra; Maria da Rocha; Desanda,
desanda a roda; Despique. (CD 2) Marianita; Vai fazer a cama à prima; Ó moças, façam arquinhos; Marquinhas, linda Marquinhas; No adro de S. Martinho; Já lá vem o barco à vela;
Corridinho; João Brandão; P’ra lá de Lisboa ainda; Quero ir para o Altinho; És tão linda; Ó
lampião da esquina; Não quero que vás à monda; Toda a bela noite que eu ando; A filha
do Castanheiro; Erva cidreira; Vai-te embora, passarinho; Marianita; Marujinho de Palmela; Meu lírio roxo do campo; Bate palmas; Menina, estás à janela; Baile do pezinho; Avoa,
pombinha avoa; Esta moda vem da serra; Moda da Adelaidinha; Ribeira vai cheia; O que
levas na garrafinha; Baldão; Vamos nós seguindo.
Recolha musical de José Alberto Sardinha.
Nota: Voltarei a este trabalho para o desenvolver com mais critério e respeito por todos os
tocadores e cantadores.

Modas: (CD 1)
Marcela, marcelinha; Ó Ana, ó Ana, ó Ana; Cantam as filhas
da Rosa; Marianita; Ó filha, vai-te deitar; Vem à janela; Oh!
Que festa, linda festa; Ao passar do barranquinho Fui colher
uma romã; Fandango; Ó minha pera madura; Pastorinha, vem
comigo; Bem podia a andorinha; Abalas-te para Lisboa; Chamaste-me extravagante; Mariana Campaniça; Moda dos arames; Venho da ilha dos vidros; Bailho; Santo Antoninho da
Serra; Vila do Alandroal; Eu sou trevo; A horta da Palmeirinha; Morreu Francisco Romão; Luisinha; Na Várzea da Ribeirinha; Chora, chora, Manelzinho; Moda da Serra; Maria da
Rocha; Desanda, desanda a roda; Despique.
(CD 2) Marianita; Vai fazer a cama à prima; Ó moças, façam
arquinhos; Marquinhas, linda Marquinhas; No adro de S.
Martinho; Já lá vem o barco à vela; Corridinho; João Brandão;
P’ra lá de Lisboa ainda; Quero ir para o Altinho; És tão linda;
Ó lampião da esquina; Não quero que vás à monda; Toda a
bela noite que eu ando; A filha do Castanheiro; Erva cidreira;
Vai-te embora, passarinho; Marianita; Marujinho de Palmela;
Meu lírio roxo do campo; Bate palmas; Menina, estás à janela; Baile do pezinho; Avoa, pombinha avoa; Esta moda vem da
serra; Moda da Adelaidinha; Ribeira vai cheia; O que levas na
garrafinha; Baldão; Vamos nós seguindo.

34

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0107

Grupo Moda Mãe. - 2001

35

TRATADO DO CANTE- Registos Fonográficos:
FF CA CD 0107
- 2001 – (CD) “Moda mãe”
- Modas: Burra nas couves; Rapaz pimpão; Menina Florentina;
Fui te ver „tavas lavando; Senta-te aqui ó António: Extravagante; Já lá vem no alto mar; Tim Tim da Cuba; Linda rosa tu não
vás; Jardim das damas; Pirolito; Aldeia Nova.
- Produção e gravação: José Emídio-Estudos da Várzea, Vidigueira
- Grupo Moda Mãe.

Modas:
Burra nas couves;
Rapaz pimpão;
Menina Florentina;
Fui-te ver „tavas lavando;
Senta-te aqui ó António:
Extravagante;
Já lá vem no alto mar;
Tim Tim da Cuba;
Linda rosa tu não vás;
Jardim das damas;
Pirolito;
Aldeia Nova.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA CD 0108

- Grupo Coral do Sindicato Mineiro de
Aljustrel
Grupo Coral e Etnográfico
”Os Camponeses” de Pias. - 2013

36

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD 0108
- 2013 – (CD) “Cante Alentejano – A voz do Povo”
- Ed. da Companhia Nacional de Música
- Modas: Grândola vila morena; Hino dos mineiros; Aljustrel é nossa terra; Ao romper da bela aurora eu ouvi o passarinho; A galinha da minha
vizinha; Já deixei o Alentejo; É tão grande o Alentejo; Quem há-de meu
bem, quem há-de; Alentejo dos trigais; Dá-me um beijo morena; Ceifeira do Alentejo; Aljustrel vila mineira; Ceifeira linda ceifeira, lá nos campos secos campos; Aljustrel do Alentejo, um centro de agricultura; Almocreve cantando.
- Grupo Coral do Sindicato Mineiro de Aljustrel.
- Modas: Estava dormindo, acordei; Quinta-feira d’Ascensão; Alentejo,
Alentejo; Malmequer criado no campo; Vou partir para o Ultramar; Olha
a noiva, se vai linda; Oliveira da serra; Baixo Alentejo dás pão; Rosa
branca tu não vás; António, lindo António; Cante dos reis; Não quero
que vás à monda; Vai colher a silva; Onde vens ó Ana; Moras à beira do
rio.
- Grupo Coral e Etnográfico ”Os Camponeses” de Pias.

Modas: Sindicato Mineiro de Aljustrel
Grândola vila morena; Hino dos mineiros; Aljustrel é
nossa terra; Ao romper da bela aurora eu ouvi o passarinho; A galinha da minha vizinha; Já deixei o Alentejo; É
tão grande o Alentejo; Quem há-de meu bem, quem háde; Alentejo dos trigais; Dá-me um beijo, morena; Ceifeira do Alentejo; Aljustrel vila mineira; Ceifeira linda ceifeira, lá nos campos secos campos; Aljustrel do Alentejo,
um centro de agricultura; Almocreve cantando.
Modas: Estava dormindo, acordei; Quinta-feira
d‟Ascensão; Alentejo, Alentejo; Malmequer criado no
campo; Vou partir para o Ultramar; Olha a noiva, se vai
linda; Oliveira da serra; Baixo Alentejo dás pão; Rosa
branca tu não vás; António, lindo António; Cante dos
reis; Não quero que vás à monda; Vai colher a silva;
Onde vens ó Ana; Moras à beira do rio.
- Grupo Coral e Etnográfico ”Os Camponeses” de Pias

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA CD 0109 - - (CD) “Ao romper da bela aurora” - - Ed.: Grupo Coral
da Freguesia de Monsaraz. Coordenação de Joaquim Cardoso. - 2011

FF CA CD 0109 - - (CD) “Ao romper da bela aurora” - - Ed.: Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz. Coordenação de Joaquim Cardoso. - 2011

37

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA CD 0109
- 2011 – (CD) “Ao romper da bela aurora”
- Ed.: Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz. Coordenação de Joaquim
Cardoso.
- Modas: Ao romper da bela aurora (sai o pastor da choupana), Ao romper da bela aurora (sai a pomba do pombal), Nasce o sol no Alentejo,
Moda da lavoura, Não quero que vás à monda, Mondadeira alentejana,
Verão, Adeus ó linda ceifeira, Ceifeira linda ceifeira, Ceifeirinha alentejana, Mineiro, Laranjeira tu és, Ó erva-cidreira, Fui-te ver estavas lavando,
Tenho barco tenho remos, Alentejo és nossa terra.
- Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz.

Modas:
Ao romper da bela aurora (sai o pastor da choupana),
Ao romper da bela aurora (sai a pomba do pombal),
Nasce o sol no Alentejo,
Moda da lavoura,
Não quero que vás à monda,
Mondadeira alentejana,
Verão,
Adeus ó linda ceifeira,
Ceifeira linda ceifeira,
Ceifeirinha alentejana, Mineiro,
Laranjeira tu és,
Ó erva-cidreira,
Fui-te ver estavas lavando,
Tenho barco tenho remos,
Alentejo és nossa terra.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

Alguns exemplos: DVDs… in TRATADO DO CANTE de JFPereira
FF CA DVD-001

38

TRATADO DO CANTE - Registos em DVD:
FF CA DVD-001
- 2008 (DVD): "O Cante Alentejano é como eu". Documentário.
- Ed.: Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo
- O cante Alentejano em Ferreira do Alentejo em 2 DVD‟s:
- 10 Grupos Corais do concelho de Ferreira do Alentejo.

Ferreira do Alentejo - 10 Grupos Corais do
concelho de – 2008
O cante Alentejano em Ferreira do Alentejo
em 2 DVD‟s

Grupos
01
02
03
04
05
06
07
08
09
10

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA DVD-006 - - 2011 (DVD): Águaterracante. Documentário vídeo sobre a
Festa do Cante em Monsaraz, cuja banda sonora inclui os seguintes temas interpretados pelo Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz - - Ed.: Grupo Coral
da Freguesia de Monsaraz, coordenação de Joaquim Cardoso - 2011

Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz, coordenação de Joaquim Cardoso - 2011

39

FF CA DVD-006
- 2011 (DVD): Águaterracante. Documentário vídeo sobre a Festa do Cante
em Monsaraz, cuja banda sonora inclui os seguintes temas interpretados pelo
Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz
- Ed.: Grupo Coral da Freguesia de Monsaraz, coordenação de Joaquim Cardoso
- Modas: Monsaraz estás situada; Monsaraz varanda do Alqueva, Meu lírio roxo, Morena de raça, Primavera és tão linda, Hino ao Alentejo.
- Poemas de Manuel Sérgio: Monsaraz, Quatro Portas da Vila.

Modas:
Monsaraz estás situada;
Monsaraz varanda do Alqueva,
Meu lírio roxo,
Morena de raça,
Primavera és tão linda,
Hino ao Alentejo.
- Poemas de Manuel Sérgio:
Monsaraz, Quatro Portas da Vila

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

Alguns exemplos: K7s… - in TRATADO do CANTE de JFPereira
FF_CA_K7_0000

Vila Alva -Corticeiros – 1994
JARDIM FLORIDO
Cantiga:
Fui beber água à fonte
Achei um raminho verde
Quem o perdeu tinha amores
Quem o achou tinha sede

40

Moda:
Fui a um jardim florido
P’ra ver passar os amores
Dei um ai tremeu o chão
Caíram todas as flores
Caíram todas as flores
Fiquei assim pensativo
P’ra ver passar os amores
Fui a um jardim florido
Consta que a autoria desta moda é do mestre Manuel
Olhicos da Amareleja
Moda gravada por diversos grupos, sendo de destacar
o Grupo de Vila Alva, Amigos do Barreiro, Amadora

TRATADO DO CANTE
Modas:
A - Vila Alva é nossa terra, Rondei estou rondando, Lampião, Por cuasa pequena, Jardim Florido,; B – Círculo que leva a lua, Ribeira do Sol Posto, Passarinho Prisioneiro, Alentejo, Alentejo; Senta-te aqui ó António
Refª.: K7 “Corticeiros de Vila-Alva” - 1994 - ed. Maria L.S.H.Matos
Grupo Coral “Os Corticeiros de Vila Alva”.
FF CA K7 0001

Modas:
A - Vila Alva é nossa terra,
Rondei estou rondando,
Lampião,
Por cuasa pequena,
Jardim Florido;
B – Círculo que leva a lua,
Ribeira do Sol-posto,
Passarinho Prisioneiro,
Alentejo, Alentejo;
Senta-te aqui ó António

GRUPO CORAL ALENTEJANO

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
Da SOCIEDADE FILARMÓNICA RECREIO ARTÍSTICO da AMADORA - 1994

41

Modas:
Mineiro
Quando vim para Lisboa
Alentejo terra de pão
Jardim Florido
Alentejo em Lisboa
Lavoura
Cantarinhas
Minha linda moocidade
Ao partir da Minha terra
Pobinha branca
Ó-AI-LI-LARI-LÓ-LÉ
Lavoura antiga

FF CA K7 0002

CANTANDO O ALENTEJO Folclore Re-

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
CANTANDO O ALENTEJO Folclore Religioso - Coro do Carmo de Beja - 1994

ligioso - Coro do Carmo de Beja - 1994

42

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0002
- 1994 – (K7) CANTANDO O ALENTEJO Folclore Religioso (Registo
Sonoro), ed. DUALSOM – Sacavém
- Cânticos: Somo da terra do pão; Aleluia; Tenho fé e quer Ter; Jesus
filho de David; Senhor Jesus pão da vida; Qualquer filho de homem
pobre; Nossa Senhora do Carmo; Quais são os três cavalheiros; profeta; Igreja da nossa terra; O Bom Pastor; Fonte da água viva; Agradecemos Senhora; Nossa Senhora de Aires; Além vai Jesus.
- Coro do Carmo de Beja.
FF CA K7 0003

-Cânticos:
Somo da terra do pão;
Aleluia;
Tenho fé e quero Ter;
Jesus filho de David;
Senhor Jesus pão da vida;
Qualquer filho de homem pobre;
Nossa Senhora do Carmo;
Quais são os três cavalheiros;
profeta;
Igreja da nossa terra;
O Bom Pastor;
Fonte da água viva;
Agradecemos Senhora;
Nossa Senhora de Aires;
Além vai Jesus.
Grupo Coral e Etnográfico "Os Campo-

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
neses" de Pias, Serpa - 1993

43

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0003
- 1993 – (K7) "PIAS Baixo Alentejo" (Registo Sonoro), ed. Grupo Coral
e Etnográfico “Os Camponeses” de Pias
- Modas: Rosa amarela queixou-se; Oh que linda pastorinha; Rego
abaixo, rego acima; Salsa verde; Meu Alentejo ditoso; A primeira vez;
Lavoura; O Alentejo não quer; Trovoada; Levantei-me um dia cedo;
Menina Florentina; Oh Pias terra catita; No Jardim a rosa branca; Aurora tem um menino.
- Grupo Coral e Etnográfico "Os Camponeses" de Pias, Serpa

FF CA K7 0004

Modas:
Rosa amarela queixou-se;
Oh que linda pastorinha;
Rego abaixo, rego acima;
Salsa verde;
Meu Alentejo ditoso;
A primeira vez;
Lavoura;
O Alentejo não quer;
Trovoada;
Levantei-me um dia cedo;
Menina Florentina;
Oh Pias terra catita;
No Jardim a rosa branca;
Aurora tem um menino

Cantares do Alentejo - - Grupo

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
Coral Operário Alentejano do Centro Cultural e Desportivo das Paivas - 1992

44

Modas:
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0004
- 1992 – (K7) Cantares do Alentejo (Registo Sonoro) ed. Rita
Neves.
- Modas: Eu hei-de ir ao Alentejo; Voa pomba voa; Nasce o sol
na planície; Onde vás ó camponesa; Meu Alentejo querido;
Centro Cultural das Paivas; Fui ao campo passear; Que lindo é
o Alentejo; Subi ai alto da serra; Dizendo-lhes adeus.
- Grupo Coral Operário Alentejano do Centro Cultural e Desportivo das Paivas

FF CA K7 0005

Eu hei-de ir ao Alentejo;
Voa pomba voa;
Nasce o sol na planície;
Onde vás ó camponesa;
Meu Alentejo querido;
Centro Cultural das Paivas;
Fui ao campo passear;
Que lindo é o Alentejo;
Subi ai alto da serra;
Dizendo-lhes adeus.

GRUPO CORAL UNIÃO ALENTEANA

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
BAIXA DA BANHEIRA - 1984

45

Modas:
Baixa da Banheira está
Maria sai do teu monte
Ter nascido Alentejano
Maria Morreu
Um dia alentejo
Ondinhas vêm do mar
Baixa da Banheira cedo se levanta
Eu despedi-me a chorar
Meu Alentejo dourado
Fui um dia passear
Moreninha dá-me um beijo
A reforma agrarian é o que mais invejo

FF CA K7 0006

Grupo Coral Feminino Cantares do Xar-

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
rama, Torrão, Alcácer do Sal - 1993

46

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0006
- 1993 – (K7) Torrão de Alicante (Registo Sonoro), ed. Alberto Oliveira
- Modas: Torrão de Alicante; Flores da minha terra; Trevo; Ceifeiro;
Toda a terra tem seu fado; Desejo alentejano; Canto à terra; Amora
negra; Verde; O Rio Xarrama (hino).
- Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama, Torrão, Alcácer do Sal

FF CA K7 0007

Modas:
Torrão de Alicante;
Flores da minha terra;
Trevo;
Ceifeiro;
Toda a terra tem seu fado;
Desejo alentejano;
Canto à terra;
Amora negra; Verde;
O Rio Xarrama (hino).
GRUPO CORAL DOS TRABALHADORES DE

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
SÃO BARTOLOMEU DO OUTEIRO - 1987

47

Modas
Outeiro Alto Alentejo
Alentejo querido
O alentejo é lindo
Nasce o Sol no alentejo
Subi ao alto da serra
Meu alentejo ditoso
O Alentejo quando canta
Ó que laranja tão doce

FF CA K7-0008

GRUPO CORAL ALENTEJANO “OS AMI-

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
GOS DO BARREIRO - 1987

48

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0008
- 1987 (K7): GRUPO CORAL ALENTEJANO “OS AMIGOS DO BARREIRO”
(registo sonoro) ed.: Edições Carlino - Lisboa.
- Modas: Ó cidade do Barreiro; Alentejo não és terra pobre; Eu sou emigrante;
Portugal é meu país; Ao Alentejo, Alqueva dará mais vida; Eu vi no tempo
passado; Muito bem parece; Pisando a mimosa areia; Rondei, estou rondando; Linda jovem pastorinha; Alentejo dos Trigais.
- Grupo Coral Alentejano "Os Amigos do Barreiro", Barreiro.

Ó cidade do Barreiro;
Alentejo não és terra pobre;
Eu sou emigrante;
Portugal é meu país;
Ao Alentejo,
Alqueva dará mais vida;
Eu vi no tempo passado;
Muito bem parece;
Pisando a mimosa areia;
Rondei, estou rondando;
Linda jovem pastorinha;
Alentejo dos Trigais

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0009

GRUPO CORAL «AUSENTES DO ALENTEJO»
de PALMELA - 1990

49

Modas:
Ausentes do alentejo
Palmela está situada
Oh meu Alentejo, provínvia adorada
Meu Portugal querido
Setúbal és lindo
Palmela és briosa
Palmela tens um castelo
Linda vela alentejana
É tão lindo o Alentejo
Alentejo é nossa terra
Oh meu Alentejo, provincial que quero

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0010

GRUPO CORAL UNIDOS DO ALENTEJO
FARALÃO – SETÚBAL - 1990

50

Trabalhador do campo
O pastor alentejano
Fui colher uma romã
Trabalha homem trabalha
Vai colher a silva
Faralhão tem um grupo
A vida no campo é bela
Camponesa Alentejana
Que inveja tens tu das rosas
Aurora vive na serra
Seara ao vento Suão
Ao romper da bela aurora
Pelo toque da viola

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0011

GRUPO CORAL COOP
COOPERATIVA DE CONSUMO DE GRÂNDOLA - 1997

51

Modas:
Grândola é minha terra
Grândola já tem
Estava de abalada
Nasce o sol no alentejo
É tão garnde o alentejo
Olha o passarinho
Lindo ramo verde escuro
A Casa do alentejo
Setúbal tu és distriro
Grândola vila morena

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0012

- Grupo de Cantares Regionais de Portel. 1989

52

Modas:
A minha terra é linda;
Serra da Neve;
Cantarinhas de Portel;
Olha o Papagaio;
Ao passar do barranquinho;
Verão,
Alentejo e os Homens;
Aldeia das - Laranjas;
Manjerico da janela.
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0012
- 1989 (K7): "Cantares de Portugal" (registo sonoro) ed.: LUSOSOM
- Modas: A minha terra é linda; Serra da Neve; Cantarinhas de Portel; Olha o
Papagaio; Ao passar do barranquinho; Verão, Alentejo e os Homens; Aldeia
das - Laranjas; Manjerico da janela.
- Grupo de Cantares Regionais de Portel.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0012

Cantares de Portugal - 1989

53

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0012
- 1989 (K7): Cantares de Portugal (registo sonoro) ed.: LUSOSOM
- Modas: A minha terra é linda; Serra da Neve; Cantarinhas de Portel; Olha o Papagaio; Ao passar do barranquinho; Verão, Alentejo e
os Homens; Aldeia das Laranjas; Manjerico da janela.

A minha terra é linda;
Serra da Neve;
Cantarinhas de Portel;
Olha o Papagaio;
Ao passar do barranquinho;
Verão,
Alentejo e os Homens;
Aldeia das Laranjas;
Manjerico da janela.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0013

GRUPO CORAL E ETNOGRÁFICO
«OS RURAIS»
FIGUEIRA DE CAVALEIROS - 1997

54

Modas:
Ao romper da bela aurora
Igreja da nossa terra
Triste pomba
Ó lampião
O Alentejo dá pão
Alqueva
Maria Capitoa
Alentejo
Quem há-de
Margarida
Ó Mariazinha
Sou portuguêd
A primeira vez

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0016

GRUPO CORAL E ETNOGRÁFICO
«CANTARES DO ALENTEJO» ÉVORA - 1987

55

Modas:
Alentejo que és nossa terra
Fui-te ver estavas lavando
Se fores ao alentejo
A vinda do rei a beja
Olha o passarinho
Terra sagrada do pão
Menina estás à janela
Extravagante
Trigueira de raça
Tenho barcos, tenho remos
Olha a noiva se vai linda
Águia
Rapsódia
Estava de abalada

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0017

GRUPO PASTORES DO ALENTEJO
TORRE DOS COELHEIROS - 1992

56

Modas:
Pastores do alentejo
Certo dia um perdão
Évora minha
Andorinhas
Olha a linda mondadeira
Cegonha
Lindo Pombo de correio
Sobreiro velhinho
Rouxinol
Sementeira

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0018

TRIGO LIMPO - 1991

57

Modas:
Moreanes
Menina Florentina
Castelo de Beja
Beja Linda
Lírio Roxp
Vai tu
Malmequer
Mondadeira
Ao romper da bela aurora
Toda a menina

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0019

Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora
s/d

58

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0019
- S/D (K7): Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora (registo sonoro)
Modas:

A lavoura;
Alentejo dos trigais;
Ditosa Pátria amada;
A pastorinha;
A minha varanda;
Ó meu Alentejo;
Cantarinhas de Aljustrel;
Bomba de Neutrões;
Acorda meu Portugal;
Quando cheguei ao Barreiro;
Jardim florido;
Ao partir da minha terra.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0020

Grupo Coral Alentejano "Os Amigos do Barreiro" - 1994

59

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0020
- 1994 (K7): GRUPO CORAL ALENTEJANO “OS AMIGOS DO BARREIRO”
(registo sonoro), ed.: CLAVE – Edições Musicais.
- Modas: Alentejo, Alentejo; A vida do Almocreve; Ó minha pombinha branca;
Margarida; Ribeira do Enxoé; Rouxinol Repenica o cante; Rainha dos mil encantos;
Os Mineiros; Trova do tempo que passa; Amigo Maior que o pensamento;
Grândola Vila Morena.
- Grupo Coral Alentejano "Os Amigos do Barreiro"

Alentejo, Alentejo;
A vida do Almocreve;
Ó minha pombinha branca;
Margarida;
Ribeira do Enxoé;
Rouxinol Repenica o cante;
Rainha dos mil encantos;
Os Mineiros;
Trova do tempo que passa;
Amigo Maior que o pensamento;
Grândola Vila Morena.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0021

Grupo Coral da Baixa da Banheira

60

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos Fonográficos:
FF CA K7-0021 - - 1992 – (K7) Grupo Coral da Baixa da Banheira (Registo Sonoro), ed. Alberto Oliveira

1 KHZ – Esqº./Dtº.;
Chegaste ao Alentejo;
Ó meu lindo Alentejo;
Rego abaixo, rego acima;
Moreninha dá-me um beijo;
Rosa branca tu não vais;
Quem quiser ver o Camões;
Baixa da Banheira está;
Subi ao alto do monte;
Sou filho da alvorada;
Ó Margarida morena;
A roupa do marinheiro;
Panderiterita.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0022

Ventos do Sul - 1996

61

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0022
. 1996 – (K7) Ventos do Sul (Registo Sonoro) ed. CD TOP – Lisboa
- Modas: Ó meu menino Jesus; Rosa branca desmaiada; Senhora Maria; Extravagante; Danças (rema medieval); Ó minha amora madura; Ao passar da
ribeirinha; A moda do chapéu preto; Rouxinol repenica o cante; Vamos lá
saindo; Zambra (inst.)
- Canto Chão

Ó meu menino Jesus;
Rosa branca desmaiada;
Senhora Maria;
Extravagante;
Danças (rema medieval);
Ó minha amora madura;
Ao passar da ribeirinha;
A moda do chapéu preto;
Rouxinol repenica o cante;
Vamos lá saindo;
Zambra (inst.)

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0023

GRUPO CORAL GUADIANA
MÉRTOLA - 1995

62

Modas:
Situado à beira do rio
Que lindo seria o mundo
Mértola estás situada
Ao romper da madrugada
Mértola do Guadiana
Meu querido alentejo
Foste apanhar a rosa
Mértola velhinha
Ribeira de S. Romão
Portugal antigamente
Minha varanda

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0024

GRUPO CORAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE
RIO DE MOINHOS – ALJUSTREL - 1997

63

Modas:
Aljustrel é meu conselho
O meu alentejo dourado
É tão grande o alentejo
Camponês sem terra
Meu querido Alentejo
Muito bem parece teu ramo de flores
Sou camponês com certeza
Rio de moinhos aldeia
Eu quero ir a Espanha

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0025

GRUPO CORAL
«CEIFEIROS DE SERPA» - 1994

64

Modas:
Serpa é minha terra
Melancolia docampo
Ó menina florentina
É lindo na Primavera
Já lá vem rompendo a aurora
Meu lírio roxo no campo
É tão querido o meu país
Tenho lá no meu quintal

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0026

Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora –
s/d

65

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0026
- S/D (K7): Grupo Coral Alentejano S.F.R.A. Amadora (registo sonoro)
- ed.: Cristina Pereira
- Modas: Ó meu Alentejo; O Alentejo em Lisboa; Sempre que eu canto esta
moda; Alentejo és invejado; Pelo toque da viola; Ó linda pombinha branca; Lavoura (antiga); Que lindas donzelas; Alqueva do Alentejo; Quando eu vim para
Lisboa; Morrem as aves voando; Ó-AI-LI-LARI-LÓ-LÉ.
- Grupo Coral Alentejano da Sociedade Filarmónica Recreio Artístico da Amadora.

Ó meu Alentejo;
O Alentejo em Lisboa;
Sempre que eu canto esta moda;
Alentejo és invejado;
Pelo toque da viola;
Ó linda pombinha branca;
Lavoura (antiga);
Que lindas donzelas;
Alqueva do Alentejo;
Quando eu vim para Lisboa;
Morrem as aves voando;
Ó-AI-LI-LARI-LÓ-LÉ.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0027

GRUPO CORAL ALENTEJANO DA BRANDOA
- 1991

66

Modas:
O meu bairro é Brandoa
Abalei do Alentejo, dela não me sinto esquecido
Nos campos do Alentejo, passei minha mocidade
Do nosso Alentejo, eu tenho saudades
Quando chega a Primavera
É bonito ver no campo, trigueirinha
alentejana
Quando eu vejo o rio Tejo
O Alentejo é que é o celeiro da Nação
Nos campos do Alentejo, lutaram antigamente
Linda camponesa de enxada na mão
Camponesa alentejana, tu trabaçhas com
rigor
Ceifeira do Alentejo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0028

Grupo Coral da Damaia "Os Alentejanos”, Amadora - 1987

67

TRATADO DO CANTE: Registos fonográficos:
FF CA K7-0028
- 1987 - (K7): Grupo Coral da Damaia "Os Alentejanos”(registo sonoro)
ed.: DUPLISOM
- Modas: O Nosso Alentejo; Sai a pomba do pombal; deitando a semente à terra; Semeando novos rumos; Fui-me embora p‟ra cidade;
Senhora cegonha; Ao partir da minha terra; Achou-se uma trovoada;
Nossa Senhora do Carmo; Rubras papoilas; Ceifeira, linda ceifeira.
- Grupo Coral da Damaia "Os Alentejanos”, Amadora.

Modas:
O Nosso Alentejo;
Sai a pomba do pombal;
deitando a semente à terra;
Semeando novos rumos;
Fui-me embora p‟ra cidade;
Senhora cegonha;
Ao partir da minha terra;
Achou-se uma trovoada;
Nossa Senhora do Carmo;
Rubras papoilas; Ceifeira, linda ceifeira

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0029

GRUPO CORAL MASCULINO DA CASA DO
ALENTEJO DE TORONTO – S/D

68

Modas.
Na cidade de Toronto
Mondadeira Alentejana
~Só uma pena me existe
A neve
As nuvens
Borboletas
Alentejo eu não esqueço
Ceifeira linda ceifeira
Casa do alentejo
O Alentejo é que é
Nós somos Alentejanos
Vamos lá saindo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0030

CANTE ALENTEJANO
CASA DO ALENTEJO

69

Grupos:
Damaia
Venda Nova
Linda-a-Velha
Cacém
Abrunheira
Seixal
Pinhal de Frades
Tires
Cerromaior
Barreiro
Baixa da Banheira
Faralhão
Brandoa
Paivas
Alverca
Camarate
Carnaxide
Amadora
Sacavém …

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0031

GRUPO CORAL ALENTEJANO
«UNIDOS DO LAVRADIO»

70

Modas:
Mas que noite tão serena
O tudo é todo nosso
Sai a pomba do pombal
Alentejo dos trigais
É bonita a Primavera
Há uma barrage em ruínas
Toda a bela noite
Linda pastorinha
Meu Alentejo dourado
Vila do Lavradio

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0032

RANCHO CORAL DOS AMIGOS DA MINA
SÃO DOMINGOS - 1987

71

Modas:
Os trabalhadores
Eu sou português
Ó mina terra arraiana
As águas do alentejo
Alentejo é um jardim
Lá vem a cegonha
Alentejo é forte e quente
Nosso lindo Portugal
A Liga de São Domingos
Malmequeres criados no campo
A Reforma Agrária
Os heróicos camponeses
É tão grande o Alentejo
Com florinhas à janela

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0033

- Grupo Coral União Alentejana da Baixa da
Banheira - 1997

72

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0033
- 1997 – (K7) S/T (Registo Sonoro) ed. Som e Imagem, Lda.
- Modas: Pastor Alentejano; Sai a pomba do pombal; O tempo da mocidade;
Alentejo casas brancas; Baixa da Banheira está; Baixa da Banheira cedo se
levanta; Alentejo, Alentejo; Amora madura; Levantou-se um lavrador; Linda rosa dá-me um beijo; Venham ver o Alentejo.
- Grupo Coral União Alentejana da Baixa da Banheira.

Pastor Alentejano;
Sai a pomba do pombal;
O tempo da mocidade;
Alentejo casas brancas;
Baixa da Banheira está;
Baixa da Banheira cedo se levanta;
Alentejo, Alentejo;
Amora madura;
Levantou-se um lavrador;
Linda rosa dá-me um beijo;
Venham ver o Alentejo.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0034

GRUPO CORAL «ECO DO ALENTEJO»
CORROIOS – SEIXAL – 1994

73

Modas:
Minha linda região
Moreninha dá-me beijo
Guardo o meu gado no campo
Já lá vem a Primavera
Rosa branca tu não vais
Nasce o sol no Alentejo
Eu vi andar as ceifeiras
Estava dormindo acordei
O Alentejo é que tem boas terras e trigais
Quando o galo canta cedo

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0035

Grupo Coral Alentejano "Lírio Roxo", Paio Pires, Seixal - 1993

74

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
- 1993 – (K7) Grupo Coral Alentejano "Lírio Roxo" (Registo Sonoro). ed. Alberto Oliveira
- Modas: Lírio Roxo; Prece; A vida do marinheiro; a minha terra é linda; Lindo
ramo verde escuro; A lavoura; Lá vai uma embarcação; Pelo toque da viola;
Rosa branca desmaiada; Seixal és meu amor; Alqueva; Viva Portugal.
- Grupo Coral Alentejano "Lírio Roxo", Paio Pires, Seixal

Lírio Roxo;
Prece;
A vida do marinheiro;
a minha terra é linda;
Lindo ramo verde-escuro;
A lavoura;
Lá vai uma embarcação;
Pelo toque da viola;
Rosa branca desmaiada;
Seixal és meu amor;
Alqueva;
Viva Portugal.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0036

GRUPO CORAL «OPERÁRIO ALENTEJANO»
DAS PAIVAS – SEIXAL - 1989

75

Modas:
Alentejo és um encanto
Camponês a terra é tua
Alentejo és verdejante
Já lá vem rompendo o dia
Portugueses quando nós
Neste Portugal de Abril
Linda Vila do Seixal
É neste grupo afinal
Nos campos do Alentejo
De Norte a Sul do País
Já não se vêem nos campos
A Oliveira da Serra

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0037

- Grupo Coral "Operário Alentejano" das Paivas, Amora, Sreixal - 1997

76

Modas:
Eu nasci no Alentejo;
Um pastor por esses montes;
Alentejo, Alentejo;
Malmequer criado no campo;
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
Ai que saudades eu tenho;
FF CA K7-0037
- 1997 – (K7) Grupo Coral Operário Alentejano do Centro Cultural e Desportivo É lindo de natureza;
Paivas, Amora (Registo Sonoro)ed. Som e Imagem, Lda.
Ao romper da bela aurora;
- Modas: Eu nasci no Alentejo; Um pastor por esses montes; Alentejo, AlenteMeu Alentejo anda triste;
jo; Malmequer criado no campo; Ai que saudades eu tenho; É lindo de natureOs nossos celeiros;
za; Ao romper da bela aurora; Meu Alentejo anda triste; Os nossos celeiros;
Venham ver o Alentejo.
Venham ver o Alentejo.
- Grupo Coral "Operário Alentejano" das Paivas, Amora, Sreixal.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0038

GRUPO CORAL ALENTEJANO
«OS AMIGOS DO BARREIRO»

77

Modas:
Solidão
Ao romper da bela aurora
A ribeira do Sol Posto
Se fores ao mar à pesca
Quando abalei para os Açores
Oh menina Florentina
Por causa de uma menina
No circo que leva a lua
O galo quando canta é dia
A barrinha do meu lenço
Fui disport a salsa verde
O Menino

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0039

GRUPO CORAL INSTRUMENTAL
«NORTE SUL» - LINDA-A-VELHA – OEIRAS –
1993

78

Modas:
Olá Rita
Minha doce jovenzinha
Ó padeiro casa a filha
Vem cá meu amor, vem cá
Sou estudante, sou estudante
Oeiras vila bendita
Pastorinha alentejana
Estas é que são as saias
Dá-me um beijinho na boca
Abalei do Alentejo
Ó minha rosa encarnadaVi as gaivotas
voando

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0040 - Grupo Coral Instrumental "Norte Sul", Oeiras. - 1997

Grupo Coral Instrumental "Norte Sul",
Oeiras. - 1997

79

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0040
- 1997 – (K7) "Cantigas de Norte a Sul" (Registo Sonoro) ed. Inter Fase
- Modas: O passarinho está cansado; Lindas terras algarvias; O passarinho da Maria; A moça do rés do chão; Ó minha rosa encarnada; A
mulher gorda; Hino ao Alentejo; Os nossos celeiros; Ai se o Alqueva
regasse; Costa de Caparica.
- Grupo Coral Instrumental "Norte Sul", Oeiras.

Modas:
O passarinho está cansado;
Lindas terras algarvias;
O passarinho da Maria;
A moça do rés-do-chão;
Ó minha rosa encarnada;
A mulher gorda;
Hino ao Alentejo;
Os nossos celeiros;
Ai se o Alqueva regasse;
Costa de Caparica.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0041

0041 - Grupo Coral e Instrumental "Ecos do
Alentejo", Loures. - 1986

80

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0041
- 1986 – (K7) "Dá-me um pinguinha de água" (Registo Sonoro) ed. Inter Fase
- Modas: Ai não tem não tem; Sou português emigrante; Pirolito; Lisboa ó linda
Lisboa; o Rouxinol; O Pastor alentejano; É lindo na Primavera; Não quero que
vás à monda; Dá-me uma pinguinha de água.
- Grupo Coral e Instrumental "Ecos do Alentejo", Loures.

Modas:
Ai não tem não tem;
Sou português emigrante;
Pirolito;
Lisboa ó linda Lisboa;
o Rouxinol;
O Pastor alentejano;
É lindo na Primavera;
Não quero que vás à monda;
Dá-me uma pinguinha de água.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0042

Grupo Coral e Instrumental "Ecos do Alentejo", Loures - 1991

81

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0042
- 1991 – (K7) "Nossa Senhora do Carmo" (Registo Sonoro) ed. Inter Fase
- Modas: Saias à nossa moda; Quando da terra abalei; Eu nasci no Alentejo;
Os cucos cantam assim; Minha aldeia é branquinha; Nossa Senhora do Carmo; Senhor roubado; S. João larão.
- Grupo Coral e Instrumental "Ecos do Alentejo", Loures.

Saias à nossa moda;
Quando da terra abalei;
Eu nasci no Alentejo;
Os cucos cantam assim;
Minha aldeia é branquinha;
Nossa Senhora do Carmo;
Senhor roubado;
S. João larão.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0043

Grupo Coral e Instrumental "Ecos do
Alentejo", Loures
Alentejo terra amada - 1999

82

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0043
- 1999 – (K7) "Alentejo terra amada" (Registo Sonoro), ed. Inter
Fase.
- Modas: Saias do Alentejo; Cantarinhas de Beringel; Há lobos
sem ser na serra; Alentejo terra amada; Oh meu tirone; Os caçadores e as rolas; Passarinhos do meu Alentejo; O Sobreiro.
- Grupo Coral e Instrumental "Ecos do Alentejo", Loures.

Modas:
Saias do Alentejo;
Cantarinhas de Beringel;
Há lobos sem ser na serra;
Alentejo terra amada;
Oh meu tirone;
Os caçadores e as rolas;
Passarinhos do meu Alentejo;
O Sobreiro.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0044

Grupo Coral e Musical "Diversos
do Alentejo" de Pinhal dos Frades
"Província de sofrimento" - 2001

83

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0044
- 2001 – (K7) "Província de sofrimento" (Registo Sonoro), ed.
LUSOSOM.
- Modas: Província de sofrimento; Ai que verde, verde, verde;
Mondina do Alentejo; Oh Estrangeiro; Moleira; Rosa amarela; Ó
meu Alentejo; Máquinas ceifando; Alentejo distante.
- Grupo Coral e Musical "Diversos do Alentejo" de Pinhal dos
Frades.

Modas:
Província de sofrimento;
Ai que verde, verde, verde;
Mondina do Alentejo;
Oh Estrangeiro;
Moleira;
Rosa amarela;
Ó meu Alentejo;
Máquinas ceifando;
Alentejo distante.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0045

GRUPO CORAL ALENTEJANO
«UNIDOS DO LABVRADIO»
GRUPO CORAL AMADOR
«PARENTE MADEIRA» - 1992

84

Modas:
Cravo encarnado
Maria da Castanheira
Trigueirinha alentejana
Ó meu Alentejo
Malmequer criado no campo
É tão grande o Alentejo
Morena de raça
Ó vila do Lavradio
Meu Alentejo tão lindo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0046

GRUPO CORAL DOS OPERÁRIOS MINEIROS
DE ALJUSTREL - 1975

85

Modas:
Avante
O Soldado Português
28 de Setembro
Hino da Intersindical
A galinha da minha vizinha
Oh Baleizão, Baleizão
Vou-me embora vou partir
Aljustrel terra velhinha
Portugal, país de heróis
Aljustrel tem uma mina
Passeando pela rua
No nosso Baixo Alentejo
Camponês Alentejano
M. F. A.
Portugal, nosso país
À frente trabalhador
A reacção não passou

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0047

GRUPO CORAL DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE BEJA - 1995

86

Modas:
Hino ao Bombeiro
Rego abaixo, rego acima
Eu quero voltar aos campos
Rondei estou rondando
Portugal já tem idade
O Alentejo é tão lindo
Nosso lindo Portugal
Os trabalhadores passam a cantar
Alentejo, alentejo
Quando a minha mãe morreu
A Gaivota mensageira
Há lindas flores no prado
Tenho lá no meu quintal
O Mineiro

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0048

Grupo Coral "Os Ceifeiros" de Cuba -

1994

87

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0048
- 1994 (K7): Grupo Coral "Os Ceifeiros de Cuba” (registo sonoro),
- Edição de Maria L. S. H. Matos
- Modas: Deitei o limão correndo; Fui a um jardim florido; Oh minha
pombinha branca; Eu hei-de me ir sentar no círculo que leva a lua;
Alentejo, Alentejo; Oh mar largo, ondas fortes; O menino; Quem há-de
senhor quem há-de; Margarida, A ribeira do Sol Posto; Ao romper da
bela aurora.
- Grupo Coral "Os Ceifeiros" de Cuba.

Modas:
Deitei o limão correndo;
Fui a um jardim florido;
Oh minha pombinha branca;
Eu hei-de me ir sentar no círculo que leva a lua;
Alentejo, Alentejo;
Oh mar largo, ondas fortes;
O menino;
Quem há-de senhor quem há-de;
Margarida,
A ribeira do Sol Posto;
Ao romper da bela aurora

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0049

Grupo Coral Cubense "Amigos do Cante" 1994

88

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0049
- 1994 (K7): Grupo Coral Cubense "Amigos do Cante" (registo sonoro), Edição
de Maria L. S. H. Matos
Modas: Ó Cuba terra bendita; Já lá vem rompendo aurora, A ribeira do Sol
Posto; Vôa, vôa, pombinha vôa; Levantou-se o Lavrador; No tempo da Primavera; Vamos cantar à Santinha; Ao romper da bela aurora; Aurora teve um
menino; Solidão; Ai dão, ai dão; No jardim a rosa branca; Ó águia que vais tão
alta; Portugal é meu espaço.
- Grupo Coral Cubense “Amigos do Cante", Cuba.

Modas:
Ó Cuba terra bendita;
Já lá vem rompendo aurora,
A ribeira do Sol-posto;
Vôa, vôa, pombinha vôa;
Levantou-se o Lavrador;
No tempo da Primavera;
Vamos cantar à Santinha;
Ao romper da bela aurora;
Aurora teve um menino;
Solidão; Ai dão, ai dão;
No jardim a rosa branca;
Ó águia que vais tão alta;
Portugal é meu espaço.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0050

GRUPO CORAL FEMININO «FLORES DO
ALENTEJO» - CUBA –
A BARRINHA DO MEU LENÇO - 1998

89

Modas:
No jardim a rosa branca
Tenho lá no meu quintal
Lembra-me o tempo passado
Vindo eu de longe ao longe
Maquinista do vapor
Ceifeira do Alentejo és tão linda
A barrinha do meu lenço
Pediste-me uma laranja
Sou português emigrante
Quando eu fui ao jardim
Vá-se embora seu maroto
Lá vai o comboio, lá vai
Somos da vila da Cuba

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0051

GRUPO CORAL FEMININO
«CEIFEIRAS DO ALENTEJO» - CUBA - 2000

90

Modas:
Lembra-me o tempo passado
Levantei-me um dia cedo
Ao romper da bela aurora
Os trigais da minha terra
Fui a um jardim florido
O Soldadinho
Ó Mar largo, ondas fortes
Pombinha branca
A ceifeira alentejana
Ó cuba és minha terra
Portugal é meu espaço
Cante ao Menino

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0052

Cantos das Terras Brancas
Violas Campaniças; As Camponesas; Moda
Campaniça; Os Carapinhas - 1994

91

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0052
- 1994 (K7): Cantos das Terras Brancas I (registo sonoro)
- Ed.: CORTIÇOL – Coop. De Informação e Cultura, CRL.
- Grupos: Violas Campaniças; As Camponesas; Moda Campaniça; Os Carapinhas.
- Modas: Mariana Campaniça; Trigueira de raça; Pelo toque da viola; Vai-te
embora passarinho; Muito bem parece; Mas que noite tão serena; Toda a bela noite; Ao romper da bela aurora; Cantando na linda rama; Eu perdi o meu
anel; Quero ir para o Altinho; Que inveja tens tu das rosas; Oh rama, oh que
linda rama; A ribeira do Sol-posto; Marujinho de Palmela; Ao passar da Ribeirinha; Comecei de pequenino; Almocreve; Ceifeira, linda ceifeira; Águia; Na
estação de Vila Nova; Eu sou trevo, não me astrevo. - - CORTIÇOL.

Modas:
Mariana Campaniça;
Trigueira de raça;
Pelo toque da viola;
Vai-te embora passarinho;
Muito bem parece;
Mas que noite tão serena;
Toda a bela noite;
Ao romper da bela aurora;
Cantando na linda rama;
Eu perdi o meu anel;
Quero ir para o Altinho;
Que inveja tens tu das rosas;
Oh rama, oh que linda rama;
A ribeira do Sol-posto;
Marujinho de Palmela;
Ao passar da Ribeirinha;
Comecei de pequenino;
Almocreve;
Ceifeira, linda ceifeira;
Águia;
Na estação de Vila Nova;
Eu sou trevo, não me astrevo

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0053

ASSOCIAÇÃO DE CANTE ALENTEJANO
«OS GANHÕES DE CASTRO VERDE» - 1984

92

Modas:
Cantando na linda rama
Além daquela janela
Oh minha pombinha branca
Nós somos do Alentejo
Mas que noite tão serena
Algarve
Alentejo e Beiras
A primeira vez que eu te disse adeus
Ceifeira linda ceifeira
Guardo o meu gado no campo
A vizinha tem lá lume
Ia chegando às areias
O infant D. Henrique
Só uma pena me existe
Lembra-me o tempo passado

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0054

Grupo Coral e Etnográfico Feminino "As
Camponesas" de Castro Verde - 1987

93

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0054
- 1987 – (K7) "Meu Alentejo Querido". Registo Sonoro) ed. “Castra Castrorum”
- Modas: Meu Alentejo querido; Pensei em ir a Lisboa; A barrinha do meu lenço; A ribeira quando enche; Venho da Ribeira Nova; Adeus milha linda vila;
Vá-se embora seu maroto; Quando o galo canta cedo; Se fores a Castro Verde; Rosa Branca desmaiada; Não quero que vás à monda; Levantei-me um
dia cedo; A pombinha chora, chora; Modas dos Mastros.
Grupo Coral e Etnográfico Feminino "As Camponesas" de Castro Verde.

Meu Alentejo querido;
Pensei em ir a Lisboa;
A barrinha do meu lenço;
A ribeira quando enche;
Venho da Ribeira Nova;
Adeus milha linda vila;
Vá-se embora seu maroto;
Quando o galo canta cedo;
Se fores a Castro Verde;
Rosa Branca desmaiada;
Não quero que vás à monda;
Levantei-me um dia cedo;
A pombinha chora, chora;
Modas dos Mastros.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0055

Associação de Cante Alentejano "Os Ganhões" de Castro Verde - 1982

94

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0055
1982 (reedição em 1990) (K7): Folclore de Portugal – 1º. Prémio do 1º. Festival de coros alentejanos (registo sonoro), Edição de METRO-SOM.
- Modas: Por essas campinas; És tão linda, ceifeira no campo; Sou português
emigrante; Invejam-me as tuas rosas; Afonso Henriques um dia; Barco à vela;
Pastorinha; Já te não lembras de mim; Trigueira de raça; Nos campos de Castro Verde; Ó Beja terra de fama; Flores da nossa terra; As nuvens que andam
no ar; Vamos nós saindo; Vai de centro ao centro; Cidades, vilas e montes;
Que bonito que seria; Nos campos do Alentejo.
- Associação de Cante Alentejano "Os Ganhões" de Castro Verde.

Modas:
Por essas campinas;
És tão linda, ceifeira no campo;
Sou português emigrante;
Invejam-me as tuas rosas;
Afonso Henriques um dia;
Barco à vela;
Pastorinha;
Já te não lembras de mim;
Trigueira de raça;
Nos campos de Castro Verde;
Ó Beja terra de fama;
Flores da nossa terra;
As nuvens que andam no ar;
Vamos nós saindo;
Vai de centro ao centro;
Cidades, vilas e montes;
Que bonito que seria;
Nos campos do Alentejo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0056

MODAS POPULARES DO CONCELHO DE
SERPA - 1982

95

Grupos:
Grupo Coral da Junta de Freguesia da Vila
Verde de Ficalho
Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo
de Serpa
Grupo Coral e Etnográfico «Os Camponeses
de Pias»
Rancho coral da Casa do Povo de Pias
Rancho coral de Aldeia nova de Saõ Bento
Rancho coral de Vale de Vargo
Rancho Coral «Os Ceifeiros de Serpa»

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0057

Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de
São Bento. – s/d

96

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0057
- S/D (K7): "ALDEIA NOVA SÃO BENTO" (registo sonoro), ed.: Inter fase
- Modas: Aldeia Nova de São Bento (teus campos são um jardim); Oh águia
que vais tão alta; Menina da saia branca; Ceifeira, linda ceifeira; No mercado
dos amores; Varejo; Não tem sombra o Alentejo; Oh que linda pomba branca;
Rosa
branca tu não vais; Estava dormindo acordei; Quando abalei para os Açores;
Janeiras; Alentejo, Alentejo.
- Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento.

- Modas:
Aldeia Nova de São Bento (teus campos são
um jardim);
Oh águia que vais tão alta;
Menina da saia branca;
Ceifeira, linda ceifeira;
No mercado dos amores;
Varejo;
Não tem sombra o Alentejo;
Oh que linda pomba branca;
Rosa branca tu não vais;
Estava dormindo acordei;
Quando abalei para os Açores;
Janeiras; Alentejo, Alentejo.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0058

- Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de
São Bento. – 1995

97

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0058
- 1995 (K7): Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento (registo sonoro) - Ed.: HMC
- Modas: Aldeia Nova de São Bento; Oh Leandroeiro; Rosa amarela queixouse; Eu ia pela rua; Salsa verde; Rosa branca desmaiada; Oh que linda pomba
branca; Mondadeiras, lindo rancho; Vai colher a silva; Alentejo, Alentejo; Não
quero que vás à monda; Moda da lavoura; Quando eu fui ao jardim; Moda do
varejo.
- Rancho de Cantadores de Aldeia Nova de São Bento.

Modas:
Aldeia Nova de São Bento;
Oh Leandroeiro;
Rosa amarela queixou-se;
Eu ia pela rua;
Salsa verde;
Rosa branca desmaiada;
Oh que linda pomba branca;
Mondadeiras, lindo rancho;
Vai colher a silva;
Alentejo, Alentejo;
Não quero que vás à monda;
Moda da lavoura;
Quando eu fui ao jardim;
Moda do varejo.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0059 FF CA K7-0060 - Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa. – reedição - 1996

Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo
de Serpa. – 1985
Reedição em 1996

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0059
FF CA K7-0060
- 1985 (K7): "Lá vai Serpa, lá vai Moura" (registo) ed.: MUSICÁLIA
- 1996 (K7-reedição): Lá vai Serpa, lá vai Moura (registo) ed.: HMC
- Modas: Lá vai Serpa, lá vai Moura; Não é tarde não é cedo, aurora tem um
menino; Lírio roxo; Ai que praias; Tenho barco, tenho remos; As mondadeiras
cantando; Menina Florentina; Alentejo, Alentejo; Sobe acima laranjinha; Serpa
do Alentejo; Olha a noiva se vai linda.
- Grupo Coral e Etnográfico da Casa do Povo de Serpa.

Modas:
Lá vai Serpa, lá vai Moura;
Não é tarde não é cedo,
aurora tem um menino;
Lírio roxo;
Ai que praias;
Tenho barco, tenho remos;
As mondadeiras cantando;
Menina Florentina;
Alentejo, Alentejo;
Sobe acima laranjinha;
Serpa do Alentejo;
Olha a noiva se vai linda.

98

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0061

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0061
- 1996 (K7) “Os Arraianos” (Registo Sonoro), ed. SONOVOX, SA
- Modas: Povo de Ficalho; Abre-te campa sagrada; Barragem de Alqueva; Fui ao jardim passear; Pelo toque da viola; as nuvens que andam no ar; Silva que estás enleada; Vamos apanhar a rosa; Ó águia
que vais tão alta; Subi um dia ao alto de um rochedo; Que inveja tens
tu da rosa; É linda a Primavera; Olha o passarinho; Malmequer; Uma
flor que abriu em Maio; A primeira vez que eu te disse adeus; Castelo
de Beja; Esta noite sem fim; A ribeira quando enche; Senta-te aqui ó
António; Rosa branca desmaiada; Lindas são as rosas; Vou passar a ribeirinha; É tão grande o Alentejo; Maria da Castanheira; Vou colher a
silva; Tenho no quintal um limoeiro; Rosa enjeitada; Trabalhei a vida
inteira; Alentejo nossa terra; Ó minha pombinha branca; Dá-me um
beijo, morena; O Alentejo é forte e quente.
- Grupo Coral "Os Arraianos" de Vila Verde de Ficalho, Serpa.

Grupo Coral "Os Arraianos" de Vila Verde de Ficalho,
Serpa. - 1996

Modas:
Povo de Ficalho;
Abre-te campa sagrada;
Barragem de Alqueva;
Fui ao jardim passear;
Pelo toque da viola;
as nuvens que andam no ar;
Silva que estás enleada;
Vamos apanhar a rosa;
Ó águia que vais tão alta;
Subi um dia ao alto de um rochedo;
Que inveja tens tu da rosa;
É linda a Primavera;
Olha o passarinho;
Malmequer; Uma flor que abriu em Maio;
A primeira vez que eu te disse adeus;
Castelo de Beja;
Esta noite sem fim;
A ribeira quando enche;
Senta-te aqui ó António;
Rosa branca desmaiada;
Lindas são as rosas;
Vou passar a ribeirinha;
É tão grande o Alentejo;
Maria da Castanheira;
Vou colher a silva;
Tenho no quintal um limoeiro;
Rosa enjeitada;
Trabalhei a vida inteira;
Alentejo nossa terra;
Ó minha pombinha branca;
Dá-me um beijo, morena;
O Alentejo é forte e quente.

99

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0062

GRUPO CORAL DA CASA DO POVO DE AMARELEJA – MOURA - 1998

100

Modas:
Amareleja é minha terra
Força operário
Planície heroic
No meio de vinhedos e olivais
Moda da lavoura
Ditosa patria amada
Nosso Alentejo esquecido
Barragem do Alqueva
Primavera de Outono
Ceifeira linda ceifeira

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0063

GRUPO CORAL DE VILA NOVA DE MILFONTES – ODEMIRA - 1993

101

Modas:
Milfontes és linda
Portugal é um jardim
É tão lindo o Pôr-do-Sol
Os galos da minha rua
Minha terra é linda
És uma Europa unida
Milfontes tens o teu nome
O Mar é o meu vizinho
A Bandeira Portuguesa
No meu lindo Portugal
Andorinhas andorinhas
Meu concelho é Odemira

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0064

GRUPO CORAL DE SABÓIA
ODEMIRA
Sabóia és minha terra - 1993

102

Modas:
Sabóia és minha terra
Alentejo, Alentejo
Linda jovem era pastora
É tão grande o Alentejo
Maria morreu
Estava de abalada
Cegonha
Toda a bela noite eu ando
Meu concelho é Odemira
O meu lindo rouxinol
Acorda, Maria, acorda
Lindo ramo verde escuro

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0065

Associação do Grupo Coral Alentejano de Alvito - 1994

103

FF CA K7-0065 Alvito
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0065
- 1994 (K7): Associação do Grupo Coral Alentejano de Alvito
(registo sonoro),
- Edição de Maria L. S. H. Matos
- Modas: Alvito és nossa terra; Ceifeira, linda ceifeira; Erva cidreira; Camponesa, linda; Era triste ver partir; Alentejo têm; Velhinha e velha és Vila Nova; Ainda agora aqui cheguei; Já lá
vem no alto mar; Linda jovem era pastora; Alvito, meu lindo Alvito; Estava de abalada; Alvito, Baixo Alentejo; Vou partir para o
Canadá; Só uma pena me existe; Trigueirinha Alentejana.
- Associação do Grupo Coral Alentejano de Alvito.

Modas:
Alvito és nossa terra;
Ceifeira, linda ceifeira;
Erva cidreira;
Camponesa, linda;
Era triste ver partir;
Alentejo têm;
Velhinha e velha és Vila Nova;
Ainda agora aqui cheguei;
Já lá vem no alto mar;
Linda jovem era pastora;
Alvito, meu lindo Alvito;
Estava de abalada;
Alvito, Baixo Alentejo;
Vou partir para o Canadá;
Só uma pena me existe;
Trigueirinha Alentejana.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0066

Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama,
Torrão, Alcácer do Sal. - 1988

104

TRATADO DO CANTE - Registos Fonográficos:
FF CA K7-0066
- 1988 – (K7) S/T (Registo Sonoro) ed. Edições Carlino
- Modas: Ó Xarrama; Ai que o sol já vai a pino; Trigueirinha; Chegou a Primavera; A flor do rosmaninho; Olha tu ó poeta; Onde estás tu, Primavera; Ó Xarrama dos Penedos; O Tomilho; As Leiteirinhas.
- Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama, Torrão, Alcácer do Sal.

Modas:
Ó Xarrama;
Ai que o sol já vai a pino;
Trigueirinha;
Chegou a Primavera;
A flor do rosmaninho;
Olha tu ó poeta;
Onde estás tu,
Primavera;
Ó Xarrama dos Penedos;
O Tomilho;
As Leiteirinhas

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0067

Grupo Coral e Instrumental de Alvalade do Sado, Santiago do Cacém.
Canta, canta passarinho - 1989

105

TRATADO DOI CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7- 0067
- 1989 (K7): "Canta, canta passarinho" (registo sonoro), ed.:
DUALSOM.
- Modas: Canta, canta passarinho; Já lá vem rompendo aurora;
Alvalade é nossa terra; Passarinho do Alentejo; Vejam bem os
passarinhos; Sou um jovem pastorinho; Passarinhos não falam
mas cantam; Alentejo, casas brancas.
- Grupo Coral e Instrumental de Alvalade do Sado, Santiago do
Cacém.

Modas:
Canta, canta passarinho;
Já lá vem rompendo aurora;
Alvalade é nossa terra;
Passarinho do Alentejo;
Vejam bem os passarinhos;
Sou um jovem pastorinho;
Passarinhos não falam mas cantam;
Alentejo, casas brancas.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0068

Grupo de Cantares Regionais "Os Afluentes
do Sado", Alvalade do Sado, Santiago do
Cacém - 1993

106

TRATADO DOCANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0068
- 1993 (K7): "Toda a vida fui pastor" (registo sonoro) ed.: DUALSOM
- Modas: Toda a vida fui pastor; Jardim da Primavera; Barragem do Alqueva;
Praias do Sul; Moça bonita; o Emigrante; Portugal és pequenino; Tenho um
corpo semeado.
- Grupo de Cantares Regionais "Os Afluentes do Sado", Alvalade do Sado,
Santiago do Cacém.

Modas:
Toda a vida fui pastor;
Jardim da Primavera;
Barragem do Alqueva;
Praias do Sul;
Moça bonita;
o Emigrante;
Portugal és pequenino;
Tenho um corpo semeado

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0069

Grupo de Cantares Regionais "Os Afluentes do Sado", Alvalade do Sado, Santiago do Cacém. - 1994

107

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0069
- 1994 (K7): "Rio Sado" (registo sonoro) ed.: DUALSOM
- Modas: Rio Sado; Vêem-se grandes trigais; Caçador (cão apanha o
pato); Rosa encarnada; Pastorinha alentejana; Pediste uma laranja; Já
nada é como era; Linda Rita; Cigano Alentejano.
- Grupo de Cantares Regionais "Os Afluentes do Sado", Alvalade do
Sado, Santiago do Cacém.

Modas:
Rio Sado;
Vêem-se grandes trigais;
Caçador (cão apanha o pato);
Rosa encarnada;
Pastorinha alentejana;
Pediste uma laranja;
Já nada é como era;
Linda Rita;
Cigano Alentejano.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0070

0070 - Grupo de Cantares Regionais "Os
Afluentes do Sado", Alvalade do Sado, Santiago do Cacém.- 1995

108

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0070
- 1995 (K7): "Passarinho do campo" (registo sonoro) ed.: DUALSOM
- Modas: Passarinho do campo; Princesa do Sado; Flor de Amendoeira; Alentejo tem; O pequeno agricultor; Quanto mais linda é a rosa; Alentejo é terra
linda; Quero deixar a cidade.
- Grupo de Cantares Regionais "Os Afluentes do Sado", Alvalade do Sado,
Santiago do Cacém.

Modas:
Passarinho do campo;
Princesa do Sado;
Flor de Amendoeira;
Alentejo tem;
O pequeno agricultor;
Quanto mais linda é a rosa;
Alentejo é terra linda;
Quero deixar a cidade.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA C7-0071

0071 - Grupo de Cantares Alentejanos
da Brigada Territorial nº. 3 da GNR,
Évora. - 1994

109

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA C7-0071
- 1994 – (K7) CANTANDO O ALENTEJO (Registo Sonoro), ed. DUALSOM – Sacavém
- Modas: O Alentejo dá pão; Já lá vem rompendo aurora; Ceifeira, linda ceifeira;; Lírio roxo; as nuvens que andam no ar; Camponesa alentejana; Jovem pastorinha; Maria estás à janela; Almocreve; Ó minha
pombinha branca; Mas que noite tão serena; Ao romper da madrugada; Ó águia que vais tão alta; Alentejo, terra sagrada.
Grupo de Cantares Alentejanos da Brigada Territorial nº. 3 da GNR,
Évora.

Modas:
O Alentejo dá pão;
Já lá vem rompendo aurora;
Ceifeira, linda ceifeira;
Lírio roxo; as nuvens que andam no ar;
Camponesa alentejana;
Jovem pastorinha;
Maria estás à janela;
Almocreve;
Ó minha pombinha branca;
Mas que noite tão serena;
Ao romper da madrugada;
Ó águia que vais tão alta;
Alentejo, terra sagrada.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0072

CRUPO CORAL DOS TRABALHADORES DAS
ALCÁÇOVAS – MEU ALENTEJO DOURADO 1987

110

Modas:
Alcáçovas, casas velhinhas
Meu Alentejo dourado
As nuvens que andam no ar
Casarões
Meu lindo Alentejo
Ao romper da bela aurora
Oh meu Portugal
Linda estrela da vida
Abraço à juventude
Morena do alentejo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0073

Grupo Coral e Etnográfico de Viana
do Alentejo
Ceifeiro do Alentejo - 1987

111

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA C7-0073
- 1987 – (K7) "Ceifeiro do Alentejo" (Registo Sonoro), ed. MUSICÁLIA.
- Modas: Castelo de Viana; Trabalha ó homem trabalha; Ceifeiro
do Alentejo; Abre-te ó campa sagrada; Ó Virgem Sª. de Aires;
Vai de Centro ao Centro; Pelas cordas da viola; Que inveja tens
das rosas; Morena de raça; Alentejo, Alentejo; Senhora cegonha.
- Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo.

Modas:
Castelo de Viana;
Trabalha ó homem trabalha;
Ceifeiro do Alentejo;
Abre-te ó campa sagrada;
Ó Virgem Sª. de Aires;
Vai de Centro ao Centro;
Pelas cordas da viola;
Que inveja tens das rosas;
Morena de raça;
Alentejo, Alentejo;
Senhora cegonha

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA C7-0074

Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo. - 1991

112

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA C7-0074
- 1991 – (K7) "Nossa Senhora de Aires" (Registo Sonoro) ed. Rita Neves
- Modas: Se fores ao Alentejo; Fonte da Praça, tu; Viana do Alentejo é concelho com força; O Alentejo é rico; Meu Lírio Roxo; Viana do Alentejo tens sons
por todo o lado; Lembra-me os tempos passados; A Cegonha de São João.
- Grupo Coral e Etnográfico de Viana do Alentejo.

Modas:
Se fores ao Alentejo;
Fonte da Praça, tu;
Viana do Alentejo é concelho com força;
O Alentejo é rico;
Meu Lírio Roxo;
Viana do Alentejo tens sons por todo o lado;
Lembra-me os tempos passados;
A Cegonha de São João.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0075

- Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel.- 1982

113

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0075
- 1982 (K7): "Maminhas à vela" (registo sonoro) ed.: Movieplay portuguesa,
SA.
- Modas: Portel, querido Portel; Clementina; Só uma pena me existe; Maminhas à vela; Festas de Campo Maior; Parreirinha; Oh minha Rosinha; Bago de
milho redondo; Menina que andas no campo; Na ceifa; Vou-me embora, vou
partir; Moleirinha; Anda daí.
- Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel.

Modas:
Portel, querido Portel;
Clementina;
Só uma pena me existe;
Maminhas à vela;
Festas de Campo Maior;
Parreirinha; Oh minha Rosinha;
Bago de milho redondo;
Menina que andas no campo;
Na ceifa;
Vou-me embora, vou partir;
Moleirinha;
Anda daí.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0076

- Grupo Coral de Cantares Regionais de
Portel. - 1982

114

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0076
- 1982 (K7): Portel, querido Portel (registo sonoro) ed.: ORFEU
- Modas: Portel, querido Portel; Clementina; Dá-me uma pinga de
água; Maminhas à vela; Festas de Campo Maior; Parreirinha; Oh minha Rosinha; Bago de milho redondo; Menina que andas no campo;
Na ceifa; Vou-me embora, vou partir; Moleirinha; Anda daí.
- Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel.

Modas:
Portel, querido Portel;
Clementina;
Dá-me uma pinga de água;
Maminhas à vela;
Festas de Campo Maior;
Parreirinha;
Oh minha Rosinha;
Bago de milho redondo;
Menina que andas no campo;
Na ceifa;
Vou-me embora, vou partir;
Moleirinha;
Anda daí.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0077

Grupo de Cantares de Portel
Portel do Alentejo, Rouxinol, Sou
das Minas - 1988

115

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0077
- 1988 (K7): "Portel do Alentejo, Rouxinol, Sou das Minas" (registo sonoro)
- Ed.: Niza & Costa, Lda.
- Modas: Senhora Cegonha; Rouxinol; Sou das minas; Pardal;
Portel do Alentejo; Abraço ao Alentejo; Laranja da China; Ceifeiras; Fui ao jardim das damas.
- Grupo de Cantares de Portel

Modas:
Senhora Cegonha;
Rouxinol; Sou das minas;
Pardal; Portel do Alentejo;
Abraço ao Alentejo;
Laranja da China;
Ceifeiras;
Fui ao jardim das damas.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0078

GRUPO CORAL E INSTRUMENTAL VOZ ACTIVA DE SANTANA – PORTEL - 1990

116

Modas:
Santo Antoninho da Serra
O tordo é ave emigrante
A Voz Activa a cantar
Saudade Alentejana
Sou emigrante
Rouxinol repenica o cante
Évora tu és a capital
Há lobos sem ser na serra
Lírios são lírios
Trigo limpo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0079

Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa"
de Santana de Portel. - 1991

117

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0079
- 1991 (K7): "Ceifeira" (registo sonoro) ed.: Niza & Costa, Lda.
-Modas: Ceifeira; Pardais; Recordando a mocidade; Barragem do Alqueva; Eu fui passear ao campo; Sou pastor; o Mendro e o Guadiana;
Oh minha pombinha branca.
- Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa" de Santana de Portel.

Modas:
Ceifeira;
Pardais;
Recordando a mocidade;
Barragem do Alqueva;
Eu fui passear ao campo;
Sou pastor;
o Mendro e o Guadiana;
Oh minha pombinha branca.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0080

Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa" de
Santana, Portel. - 1993

118

Modas:

FF CA K7-0080
- 1993 (K7): "Lembrando o poeta Aleixo" (registo sonoro) ed.: DUALSOM.
- Modas: Lembrando o poeta Aleixo; Minha aldeia é tão branquinha; Pastor da
minha terra; Guadiana e ponte nova; Eu choro por ser emigrante; A seca no
Alentejo; São Cucufate; Olhos traiçoeiros; a pensar no fim do mundo; O cantar
dos Passarinhos
- Grupo Coral e Instrumental "Voz Activa" de Santana, Portel.

Lembrando o poeta Aleixo;
Minha aldeia é tão branquinha;
Pastor da minha terra;
Guadiana e ponte nova;
Eu choro por ser emigrante;
A seca no Alentejo;
São Cucufate;
Olhos traiçoeiros;
a pensar no fim do mundo;
O cantar dos Passarinho

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0081

Trio Guadiana - 1982

119

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0081
- 1982 (K7) Trio Guadiana (Registo Sonoro), ed.: EDISCO.
- Modas: Meu lírio roxo do campo; Rosa branca desmaiada; Trigueirinha; Rapsódia Alentejana; Chamaste-me extravagante; Ó
Moura Linda; Passarada; Mas que praias; Rio Guadiana querido; Tenho pena, lindo amor; Anoitecer; Moreanes é o meu povo.
- Trio Guadiana.

Modas:
Meu lírio roxo do campo;
Rosa branca desmaiada;
Trigueirinha;
Rapsódia Alentejana;
Chamaste-me extravagante;
Ó Moura Linda;
Passarada;
Mas que praias;
Rio Guadiana querido;
Tenho pena, lindo amor;
Anoitecer;
Moreanes é o meu povo.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0084

CRUPO CORAL TRABALHADORES DE MONTOITO - 1992

120

Modas:
Montoito é nossa terra
Um dia no Alentejo
Barragem da Vigia
Debaixo da laranjeira
Rosa que estás em botão
Alenetjo doirado
Montoito dos meus amores
Estava dormindo, acordei
Meu Alentejo querido
Se fores a Montoito vai ver a barragem

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0085

Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel, Beja - 1989

121

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0085
- 1989 (K7): Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel (registo sonoro), - Edição de DISCONORTE
- Modas: Lembro-me do tempo passado; Abre-te ó campa sagrada; Ó
Moura linda; O Alentejo dá pão; Cegonha; Mondadeira Alentejana; Ao
romper da madrugada; Linda jovem era pastora; O Alentejo é tão lindo; Beringel é pequenino.
- Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel, Beja.

Modas:
Lembro-me do tempo passado;
Abre-te ó campa sagrada;
Ó Moura linda;
O Alentejo dá pão;
Cegonha;
Mondadeira Alentejana;
Ao romper da madrugada;
Linda jovem era pastora;
O Alentejo é tão lindo;
Beringel é pequenino

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0086

Grupo Coral do Externato António
Sérgio de Beringel, Beja
- Uma Triste Novidade - 1993

122

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0086
- 1993 (K7): Uma Triste Novidade (registo sonoro)
- Edição de AO edições Musicais
- Modas: Alentejo dourado; Vá-se embora seu maroto; Viva Portugal; Beringel de antigamente; Pelo toque da viola; Cantarinhas
de Beringel; Quem não trabalha no campo; Ó meu Alentejo; Ao
romper da madrugada; Nosso lindo Portugal; Uma flor que abriu
em Maio; Uma triste novidade.
- Grupo Coral do Externato António Sérgio de Beringel, Beja

Alentejo dourado;
Vá-se embora seu maroto;
Viva Portugal;
Beringel de antigamente;
Pelo toque da viola;
Cantarinhas de Beringel;
Quem não trabalha no campo;
Ó meu Alentejo;
Ao romper da madrugada;
Nosso lindo Portugal;
Uma flor que abriu em Maio;
Uma triste novidade

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0087

Grupo Coral da Casa do Povo do Torrão - sd

123

TRATADO DO CANTE- Registos fonográficos:
FF CA K7-0087
- S/D – (K7) "Cante Alentejano" (Registo Sonoro), ed. S/N.
- Modas: Terra de Bernardim Ribeiro; Já chegaram as ceifeiras; Canta, canta
passarinho; Meus senhores eu venho à praça; Se fores ao Alentejo e a nossa
terra pisares; Ai que verde, verde; O Alentejo não é o desprezo do país; Tal
esperança, verde esperança; Mondina alentejana; este mundo sem princípio;
Aventuroso pombo-correio; Hino da nossa terra.
- Grupo Coral da Casa do Povo do Torrão.

Modas:
Terra de Bernardim Ribeiro;
Já chegaram as ceifeiras;
Canta, canta passarinho;
Meus senhores eu venho à praça;
Se fores ao Alentejo e a nossa terra pisares;
Ai que verde, verde;
O Alentejo não é o desprezo do país;
Tal esperança, verde esperança;
Mondina alentejana; este mundo sem princípio; Aventuroso pombo-correio;
Hino da nossa terra

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0088

Grupo Coral Feminino “Amigas do
Campo” de Faro do Alentejo, Cuba - 2001

124

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0088
- 2001(K7): "Cantares Alentejanos" (registo sonoro)
- Edição de Temasom – Edições Musicais
- Modas: Província Alentejana; Alentejo não tem sombra; A mulher alentejana; Já se vêem nos campos: Neste nosso Portugal;
Rosa branca; Somos Amigas do Campo; Que bonito seria; Alentejo quando canta; Os passarinhos da serra; Já não temos
mondadeiras; Os campos do Alentejo.
- Grupo Coral Feminino “Amigas do Campo” de Faro do Alentejo, Cuba.

Província Alentejana;
Alentejo não tem sombra;
A mulher alentejana;
Já se vêem nos campos:
Neste nosso Portugal;
Rosa branca;
Somos Amigas do Campo;
Que bonito seria;
Alentejo quando canta;
Os passarinhos da serra;
Já não temos mondadeiras;
Os campos do Alentejo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7- 0089

Grupo Coral Cubense “Amigos do Cante",
Cuba - 1989

125

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7- 0089
- 1989 (K7) Grupo Coral Cubense “Amigos do Cante” (registo sonoro),
- Edição de Niza & Costa
- Modas: Quando eu fui ao jardim; Linda rosa tu não vás; Nasce o sol no Alentejo; Meu Alentejo querido; Ceifeira, linda ceifeira; Levantei-me um dia cedo;
Alentejo, terra sagrada do pão; Que inveja tens tu das rosas; Pelo toque da viola; As nuvens que andam no ar; Está uma noite tão serena; Os trigais da minha terra; Menina Florentina.
- Grupo Coral Cubense “Amigos do Cante", Cuba

Quando eu fui ao jardim;
Linda rosa tu não vás;
Nasce o sol no Alentejo;
Meu Alentejo querido;
Ceifeira, linda ceifeira;
Levantei-me um dia cedo;
Alentejo, terra sagrada do pão;
Que inveja tens tu das rosas;
Pelo toque da viola;
As nuvens que andam no ar;
Está uma noite tão serena;
Os trigais da minha terra;
Menina Florentina.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0090

Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama, Torrão, Alcácer do Sal - A minha
terra é o Torrão - 1999

126

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0090
- 1999 – (K7) "A minha terra é o Torrão" (Registo Sonoro),
- Ed. V. R. - Estúdio Editora – Alcácer do Sal
- Modas: Promessas; Canta, canta passarinho; Minha terra é o Torrão;
Erro o cravo; Terra de Bernardim; Corticeiros; Alentejo cantor; Onde
páras cegonha; Rio parado (hino); olha o passarinho; Ó meu Alentejo.
- Grupo Coral Feminino Cantares do Xarrama, Torrão, Alcácer do Sal

Modas:
Promessas;
Canta, canta passarinho;
Minha terra é o Torrão;
Erro o cravo;
Terra de Bernardim;
Corticeiros;
Alentejo cantor;
Onde páras cegonha;
Rio parado (hino);
Olha o passarinho;
Ó meu Alentejo.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0091

Grupo Coral da Liga dos Amigos da Mina de
São Domingos - 1999

127

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0091
- 1999 (K7): Nas Minas de São Domingos (registo sonoro) ed.: Iberdisco, Lda
- Modas: Nas Minas de S. Domingos; Moreninha dá-me um beijo; Alentejo dos
lindos trigais; Venham ver o Alentejo; Mondadeiras lindo rancho; Mineiro alentejano; Já fui moço de recados; No jardim da rosa branca; Oh que linda pastorinha; Ao romper do dia; Só uma pena me existe; Com florinhas à janela.
- Grupo Coral da Liga dos Amigos da Mina de São Domingos.

Nas Minas de S. Domingos;
Moreninha dá-me um beijo;
Alentejo dos lindos trigais;
Venham ver o Alentejo;
Mondadeiras lindo rancho;
Mineiro alentejano;
Já fui moço de recados;
No jardim da rosa branca;
Oh que linda pastorinha;
Ao romper do dia;
Só uma pena me existe;
Com florinhas à janela.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0092

Grupo Coral a Voz do Alentejo na
Quinta do Conde - 2000

128

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0092
- 2000 (K7): "Coral a Voz do Alentejo" (registo sonoro) ed.: Sondex, Lda. – Moita
- Modas: Ó linda Quinta do Conde; A Roseira; Venham ver o
Alentejo; Alentejo está chorando; Trigueirinha Alentejana; Sai a
pomba do pombal; Morena de raça; É tão grande o Alentejo;
Ceifeira; Fui passear a Sesimbra.
- Grupo Coral a Voz do Alentejo na Quinta do Conde

Ó linda Quinta do Conde;
A Roseira;
Venham ver o Alentejo;
Alentejo está chorando;
Trigueirinha Alentejana;
Sai a pomba do pombal;
Morena de raça;
É tão grande o Alentejo;
Ceifeira;
Fui passear a Sesimbra

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0094

Grupo coral e Etnográfico ‘Os Trabalhadores’ de Ferreira do Alentejo - 1996

129

Modas:
Saias do Zé Manel
Vira Picadinho
Mazurca Alentejana
Casou-se o António
Baile da serra
Saias puladas
Mondadeira Alentejana
Ó Baleizão, Baleizão
Aljustrel tem uma mina
~Passeando pela rua
Linda jovem era pastora
Henriqueta ó que lindaó linda
O Alentejo dá pão
Ceifeira linda ceifeira
Meu lírio roxo do campo
Ó menina Florentina
Estava de abalada lá pró meu montinho
Maria está à janela

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0095

Grupo coral e Etnográfico ‘Os Trabalhadores’ de Ferreira do Alentejo - 1992

130

Modas:
Nós somos trabalhadores
Lírio Roxo
Maria estás à janela
Ceifeira, linda ceifeira
Meu lírio roxo do campo
Estava de abalada lá para o meu montinho
Quem são os tyrês cavalheiros
O Alentejo dá pão
Levantou-se o povo inteiro
Minha pombinha branca
A ribeira quando enche
Fostes fostes que eu bem sei que fostes
Ó menina Florentina
Entrai pastores entrai

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0096

CORO FEMININO DE ALCÁÇOVAS – ‘Nós
somos do alentejo’ - 1987

131

Modas:
Nós somos do Alentejo
Olha o passarinho
A minha cor é morena
Ceifeira
Sarapateado
Évora, mãe dos operários
Alcáçovas és uma flor
Ao romper da bela aurora
Selecção nº 1
Tu és o cabelo louro
Alentejo és meu sonho

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0097

GRUPO CORAL DE OURIQUE - 2007

132

Modas:
Meu amor abre-me a porta
Linda rosa tu não vás
Ó meu tirone
É tão grande o Alentejo
Henriqueta ó que linda, ó linda
Ourique é nossa terra
Ao romper da bela aurora
Sai a pomba do pombal
Voume embora, vou-me embora
Fui-te ver estavas lavando
Da minha varanda

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0098

Grupo Musical Sol do Torrão, Alcácer do Sal
- 1995

133

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0098
- 1995 (K7): "Noiva Branca" (registo sonoro), ed.: Discossete
- Modas: Noiva branca; Quem te vê cantar; Costa Alentejana; Roubar um beijo
é bom; Somos o Grupo Sol; Quando um homem está sozinho; As Moças da
minha terra; A amora e o amor; Saudades de tudo; Promessas.
- Grupo Musical Sol do Torrão, Alcácer do Sal.

Noiva branca;
Quem te vê cantar;
Costa Alentejana;
Roubar um beijo é bom;
Somos o Grupo Sol;
Quando um homem está sozinho;
As Moças da minha terra;
A amora e o amor;
Saudades de tudo;
Promessas

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0099

FF CA K7-0099 - Grupo Musical Sol do Torrão, Alcácer do Sal. - 1993

134

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0099
- 1993 (K7): "“Sol” Torrão" (registo sonoro) ed.: Alberto Oliveira
- Modas: Uma rosa num jardim; Noiva branca; Canta meu amor; Cantares de
rua; No meu Torrão; Desejo alentejano; Adeus feira do Torrão; Namoro à antiga; Rio parado; Costa alentejana.
- Grupo Musical Sol do Torrão, Alcácer do Sal.

Modas:
Uma rosa num jardim;
Noiva branca;
Canta meu amor;
Cantares de rua;
No meu Torrão;
Desejo alentejano;
Adeus feira do Torrão;
Namoro à antiga;
Rio parado;
Costa alentejana

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0100

Grupo Raízes do Guadiana - 2000

135

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0100
- 2000 (K7): "Serpa das velhas muralhas" (registo sonoro) ed.: Voxon
– Interfase
- Modas: Serpa das velhas muralhas; Desfolhada no monte; O Alentejo; Menina mimada; O Alentejo vale ouro; Loiras espigas; Rapsódia
popular; Nas bocas do mundo; Nas asas de um gavião; Minha terra é
linda; Trigueirinha.
- Grupo Raízes do Guadiana.

Modas:
Serpa das velhas muralhas;
Desfolhada no monte;
O Alentejo;
Menina mimada;
O Alentejo vale ouro;
Loiras espigas;
Rapsódia popular;
Nas bocas do mundo;
Nas asas de um gavião;
Minha terra é linda;
Trigueirinha.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0101

Grupo Campos do Alentejo - B.V. do Alvito 2004

136

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos;
FF CA K7-0101
- 2004 (K7): "Memórias" (registo sonoro) ed.: Dualsom
- Modas: É lindo na Primavera; Memórias do Alentejo; Se fores um dia a Serpa; Só uma pena me existe/ Não quero que vás à monda/ Meu lírio roxo do
campo/ Vamos lá saindo; Trago o Alentejo na voz; Alvito estás mudado; Adeus
barragem do Alvito; Atirei o papelinho…
- Grupo Campos do Alentejo - B.V. do Alvito.

Modas:
É lindo na Primavera;
Memórias do Alentejo;
Se fores um dia a Serpa;
Só uma pena me existe/
Não quero que vás à monda/
Meu lírio roxo do campo/
Vamos lá saindo;
Trago o Alentejo na voz;
Alvito estás mudado;
Adeus barragem do Alvito;
Atirei o papelinho…

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0102

Vários (Espectáculo a favor da organização “Leigos para o desenvolvimento”). - 1991

137

Modas:

Saias
Vamos lá saindo
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
Ao romper da bela aurora
FF CA K7-0102
- 1991 (K7): "Um dia no Alentejo" (registo sonoro) ed.: Duplisom Toda a vida fui pastor
Quais, quais;
- Modas: Saias/ Vamos lá saindo/ Ao romper da bela aurora/
Toda a vida fui pastor/ Quais, quais; Estando eu à tua porta sen- Estando eu à tua porta sentado;
Lá vai o comboio;
tado; Lá vai o comboio; É tão triste ver partir; Ceifeira; Tenho
É tão triste ver partir;
pena, lindo amor, tenho pena; Dá-me uma pinguinha de água;
Ceifeira;
Então porque não; Compadre já te casaste; Ao luar da meiaTenho pena, lindo amor, tenho pena;
noite..
- Vários (Espectáculo a favor da organização “Leigos para o de- Dá-me uma pinguinha de água;
Então porque não;
senvolvimento”).
Compadre já te casaste;
Ao luar da meia-noite

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0103

Grupo Coral e Instrumental Banza - 1994

138

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0103
- 1994 (K7): "BANZA" (registo sonoro) ed.: Discossete.
- Modas: Vamos todos ao rio Guadiana; Baleizão; Ó ceifeira alentejana; Cantarinhas de Beringel; O caleiro; Cartinhas de amor; Que rapariga é esta; Cegonha; O pardal; Maria da Castanheira; Passarinho canta; Meu Alentejo querido
- Grupo Coral e Instrumental Banza.

Modas:
Vamos todos ao rio Guadiana;
Baleizão;
Ó ceifeira alentejana;
Cantarinhas de Beringel;
O caleiro; Cartinhas de amor;
Que rapariga é esta;
Cegonha;
O pardal;
Maria da Castanheira;
Passarinho canta;
Meu Alentejo querido.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0104

Grupo Coral e Instrumental Banza. - 1991

139

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0104
- 1991 (K7): ÓH LINDA (registo sonoro) ed.: Rita Neves
- Modas: Ó Linda; Mesmo agora; Rapródia alentejana; Vila Nova de Mil Fontes; Planície amada; Alto do rochedo; Mondadeira alentejana; Limoeiro; N.
Senhora do Carmo; Aranhiço..
- Grupo Coral e Instrumental Banza.

Modas:
Ó Linda;
Mesmo agora;
Rapródia alentejana;
Vila Nova de Mil Fontes;
Planície amada;
Alto do rochedo;
Mondadeira alentejana;
Limoeiro;
N. Senhora do Carmo;
Aranhiço

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0105

GRUPO CORAL DA ESCOLA C+S de VIANA
DO ALENTEJO - 1994

140

Modas.
Lançai um sorriso no ar
Dança, dança comigo
Dá-me uma gotinha de água
O Rei D. jos´é
Além daquela janela
As nuvens que andam no ar
Marcha do despertar
Puxa António
Tem coisas ti Manel tem coisas
Marcha dos alunos

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0106

Grupo Som da Terra. - 1995

141

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0106
- 1995 (K7): "Cantares Alentejanos" (registo sonoro) ed.: Discossete
- Modas: Cantares Alentejanos; Namoricos; Zurzais; A Rosa; Quadras soltas;
Nuvens; Cravo Roxo; Olha o Passarinho; Retrato de Alentejana; Ai ó Ai.
- Grupo Som da Terra.

Modas:
Cantares Alentejanos;
Namoricos;
Zurzais;
A Rosa;
Quadras soltas;
Nuvens;
Cravo Roxo;
Olha o Passarinho;
Retrato de Alentejana;
Ai ó Ai.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0108

No ALENTEJO Canta-se assim 1994

142

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0108
- 1994 (K7): "No Alentejo canta-se assim" (registo sonoro) ed. Soprosom
- Modas: Oh Alentejo; Setembro, festa do Povo; Romana; O pastor
alentejano; O Rouxinol; O que levas na garrafinha; manjerico da janela; Olha a noiva que vai linda; Matilde; Ó rama ó que linda rama; Ao
passar da ribeirinha; Joguei o papelinho no ar; Saias do Alentejo; É
lindo na Primavera; Há lobos sem ser na serra; Ceifeiras; Festas de
Campo Maior; Eu canto para ti ó Elvas.

Modas:
Oh Alentejo;
Setembro, festa do Povo;
Romana;
O pastor alentejano;
O Rouxinol;
O que levas na garrafinha;
manjerico da janela;
Olha a noiva que vai linda;
Matilde;
Ó rama ó que linda rama;
Ao passar da ribeirinha;
Joguei o papelinho no ar;
Saias do Alentejo;
É lindo na Primavera;
Há lobos sem ser na serra;
Ceifeiras;
Festas de Campo Maior;
Eu canto para ti ó Elvas

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0109 - Grupo Colheita Alegre.- 1989

Grupo Colheita Alegre.- 1989

143

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0109
- 1989 (K7): "Minério" (registo sonoro) ed.: Discos CVS
- Modas: É bonitinha; Rosa branca; Minha violinha; Vimos da romaria;
Pelo mar abaixo; Minério; Ó Luisinha; Marujinha; Chora, lírio chora.
- Grupo Colheita Alegre.

Modas:
É bonitinha;
Rosa branca;
Minha violinha;
Vimos da romaria;
Pelo mar abaixo;
Minério;
Ó Luisinha;
Marujinha;
Chora, lírio chora.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0110

Grupo Colheita Alegre. - 1996 (K7): "Terra
Fresca"

144

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0110
- 1996 (K7): "Terra Fresca" (registo sonoro), ed.: Espacial
- Modas: Pelo Mar abaixo; Molineiro; Laranjeira; A Burra; Amigos; Instrumental
1; Violinha; Maroquinhas; Loureiro.
- Grupo Colheita Alegre.

Modas:
Pelo Mar abaixo;
Molineiro; Laranjeira;
A Burra;
Amigos;
Instrumental 1;
Violinha;
Maroquinhas;
Loureiro.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0111

Cantes do Alentejo Vol. I - 1994

145

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0111
- 1994 (K7): "Cantes do Alentejo Vol.I" (registo sonoro) ed.: Clave Edições
Musicais, Lda.
- Modas: Se fores um dia a Serpa; Olhai, ai olhai; Trigueirinha alentejana;
Nossa senhora de Aires; Não quero que vás à monda; Primavera de Outono;
O grilo; Aldeia das Amoreiras; Malmequer criado no campo; Eu fui ao jardim
das Rosas.

Se fores um dia a Serpa;
Olhai, ai olhai;
Trigueirinha alentejana;
Nossa senhora de Aires;
Não quero que vás à monda;
Primavera de Outono;
O grilo;
Aldeia das Amoreiras;
Malmequer criado no campo;
Eu fui ao jardim das Rosas.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0112

Grupo Música Popular Ardila, Moura. 1989

146

Modas:

TRATADO DO CANTE- Registos fonográficos:
FF CA K7-0112
- 1989 (K7): S/T (registo sonoro) ed.: Duplisom
- Modas: Loureiro; Cidade de Moura; Quatro raparigas; Baile dos farelos; Medronheira; Malmequer; Amora madura; Adeus minha linda vila; Rosa branca desmaiada; Abram-se essas portas; Se fores ao mar.
- Grupo Música Popular Ardila, Moura.

Loureiro;
Cidade de Moura;
Quatro raparigas;
Baile dos farelos;
Medronheira;
Malmequer;
Amora madura;
Adeus minha linda vila;
Rosa branca desmaiada;
Abram-se essas portas;
Se fores ao mar.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0113

Grupo Coral e Instrumental Banza, Seixal. 1989

147

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0113
- 1989 (K7): "Baía do Seixal" (registo sonoro) ed.: Alberto Oliveira
- Modas: Meu lírio roxo do campo; ai, ai, ai, olhai; Saias do Alentejo; Mas que
praias; Mondadeiras; Baía do Seixal; Oh morena porque não danças; O Alentejo é ouro; Trigueirinha; Rio Guadiana querido.
- Grupo Coral e Instrumental Banza, Seixal.

Meu lírio roxo do campo;
ai, ai, ai, olhai;
Saias do Alentejo;
Mas que praias;
Mondadeiras;
Baía do Seixal;
Oh morena porque não danças;
O Alentejo é ouro;
Trigueirinha;
Rio Guadiana querido.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0114 - "Alentejo" - Vários. - 1995

- "Alentejo" - Vários. - 1995

148

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0114
- 1995 (K7): "Alentejo" (registo sonoro) ed.: Riso e Ritmo Discos, S.A.
- Modas: Ao romper da bela aurora; Por esses campos fora; Ó lindo pavão;
Grândola Vila Morena; Linda jovem era pastora; Cantarinhas de Aljustrel;
Mondadeira Alentejana; Rua abaixo; Resolvi; Meninas d‟Elvas; Alentejo e o
seu povo; Ó Baleizão, Baleizão; Triste Alentejo; Cabelo à Lua.
- Vários.

- Modas:
Ao romper da bela aurora;
Por esses campos fora;
Ó lindo pavão;
Grândola Vila Morena;
Linda jovem era pastora;
Cantarinhas de Aljustrel;
Mondadeira Alentejana;
Rua abaixo;
Resolvi;
Meninas d‟Elvas;
Alentejo e o seu povo;
Ó Baleizão, Baleizão;
Triste Alentejo;
Cabelo à Lua.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0115

Trio Alentejo. - 1993

149

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0115
- 1993 (K7): "Minha Aldeia" – Vol. 3 (registo sonoro) ed.: Metro-Som
- Modas: Minha Aldeia; Mértola vila museu; Rio Guadiana; Erva cidreira; Menina bonita; Português emigrante; Moça morena; Ó linda.
-Trio Alentejo.

Minha Aldeia;
Mértola vila museu;
Rio Guadiana;
Erva cidreira;
Menina bonita;
Português emigrante;
Moça morena;
Ó linda.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0116

Joaquim Piedade – ‘Álvaro cunhal comunista eterno’ - 1991

150

Modas
Álvaro cunhal comunista eterno
Trabalhar e produzir
Pirolito ail é ai lé
Cabelo entrançado
Acorda, maria acorda
A Nossa Santinha d’Aires
Disse a laranja ao limão
Palminha, palminhas
O lampião da esquina
Meu lírio roxo do campo

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0117 - Grupo Vozes do Monte, Vaiamonte, Monforte. - 1997

Grupo Vozes do Monte, Vaiamonte, Monforte. - 1997

151

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0117
- 1997 (K7): S/T (registo sonoro) ed.: Interfase
- Modas: Venha vinha; Os teus olhos; Bate o pé; Cantiga de embalar; Dança
das ciganas; Vejam bem; Brincadeiras; Marinheiro; Terra do meu coração; Ó
minha rosinha; Erva doce erva cidreira; Laurindinha.
- Grupo Vozes do Monte, Vaiamonte, Monforte.

Modas:
Venha vinha;
Os teus olhos;
Bate o pé;
Cantiga de embalar;
Dança das ciganas;
Vejam bem;
Brincadeiras;
Marinheiro;
Terra do meu coração;
Ó minha rosinha;
Erva doce erva cidreira;
Laurindinha

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0118 - "Recordação das Festas do Povo 1989" - - João Luís. - 1989

- "Recordação das Festas do Povo 1989" - João Luís. - 1989

152

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0118
- 1989 (K7): "Recordação das Festas do Povo 1989" (registo sonoro) ed.: Lusosom
- Modas: Festas do Povo; Os beijos; Cantigas de oito pontos; Quadras soltas;
Uma abelha veio poisar na minha flor de papel; Coração faz-me a vontade; Eu
sei que sou culpado; Porque cantamos o fado; A nossa sina.
- João Luís.

Modas:
Festas do Povo;
Os beijos;
Cantigas de oito pontos;
Quadras soltas;
Uma abelha veio poisar na minha flor de papel;
Coração faz-me a vontade;
Eu sei que sou culpado;

Porque cantamos o fado; A nossa sina.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0119 -- Os Rouxinóis. - 1994

Os Rouxinóis. - 1994

153

FF CA K7-0119
- 1994 (K7): "Alentejo vol. 2" (registo sonoro) ed.: MSG
- Modas: Coração Alentejano; Saias do Alentejo; Da minha aldeia; O que levas
na garrafinha; Nos campos cantavam os grilos; Terras do Alentejo; Tempos de
criança; Vamos lá cantar as saias; Saias à nossa moda; Amores prefeitos; Ó
Elvas; Emigrante português; Poema ao Alentejo; O pastor pôs-se a pensar; Ao
teu olhar; Quando fui ao Alentejo
- Os Rouxinóis.

Modas:
Coração Alentejano;
Saias do Alentejo;
Da minha aldeia;
O que levas na garrafinha;
Nos campos cantavam os grilos;
Terras do Alentejo;
Tempos de criança;
Vamos lá cantar as saias;
Saias à nossa moda;
Amores prefeitos;
Ó Elvas;
Emigrante português;
Poema ao Alentejo;
O pastor pôs-se a pensar;
Ao teu olhar;
Quando fui ao Alentejo

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0120

Grupo Seara Jovem (da Soc. Filarmónica
Monfortense), Monforte. - 1994

154

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0120
- 1994 (K7): "Searas" (registo sonoro) ed.: Tecla
- Modas: Seara Jovem; Saia velhinha; Ré Ré Cotaplé Plé; Sortes; São Marcos; Catarina; Saias da Tia Maria Esteves; Rouxinol; Ora vai-te embora; Grilinho.
- Grupo Seara Jovem (da Soc. Filarmónica Monfortense), Monforte.

Seara Jovem;
Saia velhinha;
Ré Ré Cotaplé Plé;
Sortes;
São Marcos;
Catarina;
Saias da Tia Maria Esteves;
Rouxinol;
Ora vai-te embora; Grilinho.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0121

Rancho do Sôr, Ponte de Sôr. - 1994

155

- Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0121
- 1994 (K7): "Bailarico Saloio". (registo sonoro) ed.: Iberdisco
- Modas: Valsa da entrada; Verde gaio; O enleio; Quatro passos; Pai pobre;
Salto em bico; Vira de roda; O fadinho; Vira de Ponte de Sôr; Saias de Ponte
de Sôr; A moda do bailarico; Corridinho; Marcha de saída.
- Rancho do Sôr, Ponte de Sôr.

Valsa da entrada;
Verde gaio;
O enleio;
Quatro passos;
Pai pobre;
Salto em bico;
Vira de roda;
O fadinho;
Vira de Ponte de Sôr;
Saias de Ponte de Sôr;
A moda do bailarico;
Corridinho;
Marcha de saída

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0122 - Francisco Carlos. – 1995

Francisco Carlos. – 1995

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0122
- 1995 (K7): "Saias da minha terra" (registo sonoro) ed.: Lusosom
- Modas: Terras do meu Alentejo; Que lindas festas; Saudosa ceifeira; Por
morrer uma andorinha; Campo Maior na primeira; ò Rama Ó que linda rama;
As minhas ruas; A arte no Alentejo; Cantigas da minha gente; Coração insatisfeito.
- Francisco Carlos.

Modas:
Terras do meu Alentejo;
Que lindas festas;
Saudosa ceifeira;
Por morrer uma andorinha;
Campo Maior na primeira;
ò Rama Ó que linda rama;
As minhas ruas;
A arte no Alentejo;
Cantigas da minha gente; Coração insatisfeito.

156

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0123

Música Popular Portuguesa – Festas de
Campo Maior - 1993

157

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0123
- 1993 (K7): "Música Popular Portuguesa" (registo sonoro) ed.: Dualsom
- Modas: Ó Elvas; Quando fui ao Alentejo; Coração alentejano; Emigrante português; Saias à nossa moda; As ruas da minha aldeia; Festas de Campo Maior; Vivam todos os feirantes.

Ó Elvas;
Quando fui ao Alentejo;
Coração alentejano;
Emigrante português;
Saias à nossa moda;
As ruas da minha aldeia;
Festas de Campo Maior;
Vivam todos os feirantes

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0124

Grupo de Cantares de Sousel
- "Nossa Senhora da Orada", - 1996

158

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0124
- 1996 (K7): "Nossa Senhora da Orada", (registo sonoro) ed.:
Tecla.
- Modas: Nossa Senhora da Orada; O Alentejo é um jardim;
Disse adeus à mocidade; Sousel e suas freguesias; Ceifeiras; O
Meu Alentejo; Cantorias; Baguinho d‟ouro; Casa Branca; Alentejo terra d'Ouro.
- Grupo de Cantares de Sousel

Modas:
Nossa Senhora da Orada;
O Alentejo é um jardim;
Disse adeus à mocidade;
Sousel e suas freguesias;
Ceifeiras;
O Meu Alentejo;
Cantorias;
Baguinho d‟ouro;
Casa Branca;
Alentejo terra d'Ouro.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0126

Rancho Folclórico de Montargil, Ponte de
Sôr. - 1993

159

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0126
- 1993 (K7): S/T (registo sonoro) ed.: HMC
- Modas: Saias; Chotiça corrida; Malverde; Vira simples; Bailarico de oito; Palhaços; Perna alçada; Passekatre; Dois passos; Verdegaio; Valsa passo largo;
Vira batido três vezes ao centro; Chotiça batida; Salto e bico; Ó compadre Zé;
Fadinho; Miroscas; Corridinhos; Saias II.
- Rancho Folclórico de Montargil, Ponte de Sôr.

Modas:
Saias;
Chotiça corrida;
Malverde;
Vira simples;
Bailarico de oito;
Palhaços;
Perna alçada;
Passekatre;
Dois passos;
Verdegaio;
Valsa passo largo;
Vira batido três vezes ao centro;
Chotiça batida;
Salto e bico;
Ó compadre Zé;
Fadinho; Miroscas; Corridinhos; Saias II.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0127

RANCHO FOLCLÓRICO DE SANTO ANTÓNIO
DAS AREIAS – “SAIAS DE MARVÃO” - 1993

160

Modas:
Saias de Marvão
Moleiro do rio Sever
Saias da Ranginha
Canta a cotovia
Saias da Asseiceira
Moda de São Marcos
Boda da Idalina
Nossa Senhora d’Estrela
Saias das Areias
Olha a tangerine
Saias da Rosa
Pediste-me um beijo
Saias das mondas
Baile arraiano

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0128

Grupo de Cantares de Santo Amaro, Sousel
- 1994

161

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0128
- 1994 (K7): "Saias" (registo sonoro) ed.: Dualsom
- Modas: Lugar onde eu estou; Eu canto como o Cartaxo; Ó Estrela da madrugada; Se eu soubesse o teu querer; Ó minha rosa em botão; Nunca devia
acabar; Estrada nova correnteza; As ceifeiras.
- Grupo de Cantares de Santo Amaro, Sousel.

Modas:
Lugar onde eu estou;
Eu canto como o Cartaxo;
Ó Estrela da madrugada;
Se eu soubesse o teu querer;
Ó minha rosa em botão;
Nunca devia acabar;
Estrada nova correnteza;
As ceifeiras

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0129

Grupo de Cantares de Saias de Bencatel, Vila Viçosa. - 1995

162

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0129
- 1995 (K7): "Saias à moda antiga" (registo sonoro) ed.: Tecla
- Modas: Saias à moda antiga; Bencatel é nossa aldeia; Ceifeira alentejana; A
verde faia batia; Ó minha mãe de trabalho; O tempo vai abalando; Minha mocidade linda; Saias do emigrante; Minha terra tem pedreiras; Modinha dos caracóis.
- Grupo de Cantares de Saias de Bencatel, Vila Viçosa.

Saias à moda antiga;
Bencatel é nossa aldeia;
Ceifeira alentejana;
A verde faia batia;
Ó minha mãe de trabalho;
O tempo vai abalando;
Minha mocidade linda;
Saias do emigrante;
Minha terra tem pedreiras;
Modinha dos caracóis.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0130

Grupo de Cantares de Saias de
Bencatel, Vila Viçosa - "Rouxinol
canta na balsa" - 1988

163

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0130
- 1988 (K7): "Rouxinol canta na balsa" (registo sonoro) ed.: Duplissom
- Modas: Rouxinol canta na balsa; Saias de Bencatel; Cantar é
ser alegre; Solteirinha cor de rosa; O mármore é precioso; Trabalhador português; O Alentejo a cantar; Dá-me uma pinguinha
d‟água; Fui ao jardim das flores.
- Grupo de Cantares de Saias de Bencatel, Vila Viçosa

Modas:
Rouxinol canta na balsa;
Saias de Bencatel;
Cantar é ser alegre;
Solteirinha cor de rosa;
O mármore é precioso;
Trabalhador português;
O Alentejo a cantar;
Dá-me uma pinguinha d‟água;
Fui ao jardim das flores

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7 0131

Grupo Folclórico e Cultural Boavista
(Portalegre) – „Vira de quatro‟ - 1993

164

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0131
- 1993 (K7): Vira de quatro (registo sonoro) ed.: Dualsom
- Modas: Saias Rodadas; Laranginha; Picadinha coxa; Saias
novas; Moreninha; Viva a noiva; Roda ao meio; Saias do larilolé;
Dois passos de Alegrete; Saias do Reguengo; Bailarico das
mondas; Vira das palmas; Passadinhas; Rita da cara bonita.
- Grupo Folclórico e Cultural Boavista (Portalegre)

Modas:
Saias Rodadas;
Laranginha;
Picadinha coxa;
Saias novas;
Moreninha;
Viva a noiva;
Roda ao meio;
Saias do larilolé;
Dois passos de Alegrete;
Saias do Reguengo;
Bailarico das mondas;
Vira das palmas;
Passadinhas;
Rita da cara bonita.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0132

0132 - Amigos das Harmónicas de
Campo Maior. - 1995

165

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0132
- 1995 (K7): "Marcha de Campo Maior" (registo sonoro) ed.: Tecla
- Modas: Marcha de Campo Maior; Saias de Campo Maior (Saias Novas); Olha a laranginha; Chora, chora Carolina; Saias de Campo Maior
(Ó meu belo Campo Maior); Vira bem português; Vira poveiro; Eu nasci no Alentejo; Saias de Campo Maior (Esta vila é Primavera); Cidade
de Ourém; Saias de Campo Maior (Saias da minha terra).
- Amigos das Harmónicas de Campo Maior.

Modas:
Marcha de Campo Maior;
Saias de Campo Maior (Saias Novas);
Olha a laranginha;
Chora, chora Carolina;
Saias de Campo Maior (Ó meu belo
Campo Maior);
Vira bem português;
Vira poveiro;
Eu nasci no Alentejo;
Saias de Campo Maior (Esta vila é Primavera);
Cidade de Ourém;
Saias de Campo Maior (Saias da minha
terra).

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0134

"Campo Maior Florido 95" - Vários. - 1995

166
Modas:
Festas 95;
Saudade;
Campo Maior;
Quadras soltas;
Momentos;
Desafio amizade;
Festas do Povo;
Desafio nasci a cantar.
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0134
- 1995 (K7): "Campo Maior Florido 95" (registo sonoro) ed.: Gravisom
- Modas: Festas 95; Saudade; Campo Maior; Quadras soltas; Momentos; Desafio amizade; Festas do Povo; Desafio nasci a cantar.
- Vários.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7 0133

Rancho Folclórico da Casa do Povo
de Redondo - "Saias de Redondo" 1987

167

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0133
- 1987 (K7): "Saias de Redondo" (registo sonoro) ed.: Musicalia
- Modas: Saias de Redondo; Vira do Monte Velho; Tacão e bico;
Saias de Redondo; Chotice; Vira dos Oleiros; Mazurka; Saias
do Freixo; Picadinho do Louceiro; Trigo Loiro do Alentejo; Picadinha; Saias a quatro; Vira de oito; Saias Novas; Saias de saída.
- Rancho Folclórico da Casa do Povo de Redondo

Modas:
Saias de Redondo;
Vira do Monte Velho;
Tacão e bico;
Saias de Redondo;
Chotice;
Vira dos Oleiros;
Mazurka;
Saias do Freixo;
Picadinho do Louceiro;
Trigo Loiro do Alentejo;
Picadinha;
Saias a quatro;
Vira de oito;
Saias Novas;
Saias de saída.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0135 - Música Popular Portuguesa - Saias" – Vários - 1995

Música Popular Portuguesa - Saias" –
Vários - 1995

168

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
- FF CA K7-0135
- 1995 (K7): "Música Popular Portuguesa - Saias" (registo sonoro) ed.:
Dualsom
- Modas: Temporal em Campo Maior; Lindas festas de S. Mateus;
Obrigado Campo maior; Coração Alentejano; Eu vi Estremoz; Cidade
de Elvas, um sonho; Se pudesse voltar ao passado; Campo Maior terra
de sonho
- Vários.

Modas:
Temporal em Campo Maior;
Lindas festas de S. Mateus;
Obrigado Campo maior;
Coração Alentejano;
Eu vi Estremoz;
Cidade de Elvas, um sonho;
Se pudesse voltar ao passado;
Campo Maior terra de sonho

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0136

"Música Popular - Saias" - Vários. - 1994

169

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0136
- 1994 (K7): "Música Popular - Saias" (registo sonoro) ed.: Disconorte
- Modas: As terras do Alentejo; Ó Elvas; Festas da minha terra; Saias do Alentejo; Cantigas do Alentejo; Galveias por mim cantada; Canto o Alentejo; Terras
do meu País; Cantigas do Ribatejo; A minha terra é Galveias; Alto pinheiro
ramudo; Mara Malveira; Não quero que vás à monda; Comadre Maria Francisca; Menina Florentina; Aurora tem um menino; Carafo, caramba; Comboio novo.
- Vários.

Modas:
As terras do Alentejo;
Ó Elvas;
Festas da minha terra;
Saias do Alentejo;
Cantigas do Alentejo;
Galveias por mim cantada;
Canto o Alentejo;
Terras do meu País;
Cantigas do Ribatejo;
A minha terra é Galveias;
Alto pinheiro ramudo;
Mara Malveira;
Não quero que vás à monda;
Comadre Maria Francisca;
Menina Florentina;
Aurora tem um menino;
Carafo, caramba;
Comboio novo.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0137

Grupo Som da Terra. - 1993

170

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0137
- 1993 (K7): "Vadio" (registo sonoro) ed.: Disconorte
- Modas: Malhão Vadio; Maria Faia; Senhor Galandum; São Macário;
Ana e Laurentino; A Moça da Aldeia; Milho Verde; Alentejo dos loiros
trigais; São Gonçalo de Amarante; Faixinha verde.
- Grupo Som da Terra.

Modas:
Malhão Vadio;
Maria Faia;
Senhor Galandum;
São Macário;
Ana e Laurentino;
A Moça da Aldeia;
Milho Verde;
Alentejo dos loiros trigais;
São Gonçalo de Amarante;
Faixinha verde

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0139

Ronda dos Quatro Caminhos. - 1997

171

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0139
- 1997 (K7): "Traditio" (registo sonoro) ed.: Movieplay
- Modas: Chula velha; Cravo Roxo; Gota; O Segador; Saias; Maragato; “Libra
nós e domine”; Minha rua é um jardim; O sapatinho meaperta; Romance da
mineta; Chula batida; Milho grosso; Quando o menino nasceu; Entrudo.
- Ronda dos Quatro Caminhos.

Modas:
Chula velha;
Cravo Roxo;
Gota;
O Segador;
Saias;
Maragato;
“Libra nós e domine”;
Minha rua é um jardim;
O sapatinho me aperta;
Romance da mineta;
Chula batida;
Milho grosso;
Quando o menino nasceu;
Entrudo

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0140

Ronda dos Quatro Caminhos. - 1992

172

Temas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0140
- 1992 (K7): "Amores de Maio" (registo sonoro) ed.: Ovação
- Temas: Chula de Paus; Saudade; Chula de Piães; Mariana Campaniça; Sapateia; Que rapariga é esta; Baile da meia volta; Contradança; Quero ir para o
Altinho; Romance de D. Mariana.
- Ronda dos Quatro Caminhos.

Chula de Paus;
Saudade;
Chula de Piães;
Mariana Campaniça;
Sapateia;
Que rapariga é esta;
Baile da meia volta;
Contradança;
Quero ir para o Altinho;
Romance de D. Mariana.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0141

Ronda dos Quatro Caminhos. 1991

173

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0141
- 1991 (K7): "Romarias" (registo sonoro) ed.: Ovação
- Modas: Canção de Romaria; Chula de Baião; Sapateia; Chula de Cabril; Corridinho estremenho; Chamarrita; Saias da Amieira; Chula Vareira; Contradança; Valsa de dois passos.
- Ronda dos Quatro Caminhos.

Modas:
Canção de Romaria;
Chula de Baião;
Sapateia;
Chula de Cabril;
Corridinho estremenho;
Chamarrita;
Saias da Amieira;
Chula Vareira;
Contradança;
Valsa de dois passos.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0145

- Rão Kyao. - 1989

174

Temas:
Rusga (desgarrada);
Oliveirinha da serra;
Toada Beirã;
Machadinha;
Senhor da Pedra;
Ó rama ó que linda rama.
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0145
- 1989 (K7): "Viagens na minha terra" (registo sonoro) ed.: Polygram
- Temas: Rusga (desgarrada); Oliveirinha da serra; Toada Beirã; Machadinha;
Senhor da Pedra; Ó rama ó que linda rama.
- Rão Kyao.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0146 - Vitorino. - 1991

- Vitorino. - 1991

175

TRATADO DO CANTE . Registos fonográficos:
FF CA K7-0146
- 1991 (K7): Não há terra que resista (registo sonoro) ed.: Movieplay
- Modas: Delicada da cintura; Não há terra que resista; Litania para um amor
ausente; Contos do Príncipe Real; Seus amores tão delicados; Maria da Fonte; Dá-me cá os braços teus; Porque me não vês Joana; Quadras soltas (de
embalar); Viva a Rainha do Sul; Diz a laranja ao limão; Sedas ao vento…
- Vitorino.

Modas:
Delicada da cintura;
Não há terra que resista;
Litania para um amor ausente;
Contos do Príncipe Real;
Seus amores tão delicados;
Maria da Fonte;
Dá-me cá os braços teus;
Porque me não vês Joana;
Quadras soltas (de embalar);
Viva a Rainha do Sul;
Diz a laranja ao limão;
Sedas ao vento…

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0158 - Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel - 1985

Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel - 1985

176

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0158
- 1985 (K7): Cantes de Portel (registo sonoro), ed.: Movieplay
- Modas: Eu ouvi o passarinho; Ó Porte, ó Portel; Vou-me embora, vou partir;
Clementina; Romana; Portel, querido Portel; Cantes de Portel; Bago de milho
redondo.
- Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel

Modas:
Eu ouvi o passarinho;
Ó Porte, ó Portel;
Vou-me embora, vou partir;
Clementina;
Romana;
Portel, querido Portel;
Cantes de Portel;
Bago de milho redondo.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0159

Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal. - 1993

177

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0159
FF CA K7-0160
1993
(K7): S/T (registo sonoro) ed.: Clave
- Modas: Diversos do Alentejo; Na Mina foi sempre assim; Foi no dourado Alentejo; Meus Senhores eu venho à praça; Venham ver o Alentejo; Mértola linda vila alentejana; Ó amora negra amora; Verão; Ó
meu Torrão.
- Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal.

Modas:
Diversos do Alentejo;
Na Mina foi sempre assim;
Foi no dourado Alentejo;
Meus Senhores eu venho à praça;
Venham ver o Alentejo;
Mértola linda vila alentejana;
Ó amora negra amora;
Verão;
Ó meu Torrão.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0160

Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal. - 1993

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0159
FF CA K7-0160
1993
(K7): S/T (registo sonoro) ed.: Clave
- Modas: Diversos do Alentejo; Na Mina foi sempre assim; Foi no dourado Alentejo; Meus Senhores eu venho à praça; Venham ver o Alentejo; Mértola linda vila alentejana; Ó amora negra amora; Verão; Ó
meu Torrão.
- Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal.

Modas:
Diversos do Alentejo;
Na Mina foi sempre assim;
Foi no dourado Alentejo;
Meus Senhores eu venho à praça;
Venham ver o Alentejo;
Mértola linda vila alentejana;
Ó amora negra amora;
Verão;
Ó meu Torrão.

178

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0161

Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo,
Pinhal de Frades, Seixal. - 1988

179

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0161
- 1988 (K7): "Terra do Pão" (registo sonoro) ed.: Edições Carlino
- Modas: Terra do Pão; Canta, canta passarinho; Eu fui ao jardim das rosas; É
tão grande o Alentejo; Ó donzela; Xarrama; Se fores um dia a Beja; Pastor
alentejano; A mina morreu; Vou-me embora, vou-me embora…
- Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo, Pinhal de Frades, Seixal.

Terra do Pão;
Canta, canta passarinho;
Eu fui ao jardim das rosas;
É tão grande
o Alentejo;
Ó donzela;
Xarrama;
Se fores um dia a Beja;
Pastor alentejano;
A mina morreu;
Vou-me embora, vou-me embora…

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0162

Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal. - 1990

180

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0162
- 1990 (K7): "Pinhal de Frades" (registo sonoro) ed.: Edições Carlino
- Modas: Foi no Alentejo; Nas asas de um gavião; Oh lindo Alentejo;
Corticeiro; Na nossa terra; Na planície alentejana; Ainda agora aqui
cheguei; O Inverno vai chegando; Pinhal dos Frades.
- Grupo Coral e Musical Diversos do Alentejo - Pinhal de Frades, Seixal.

Modas:
Foi no Alentejo;
Nas asas de um gavião;
Oh lindo Alentejo;
Corticeiro;
Na nossa terra;
Na planície alentejana;
Ainda agora aqui cheguei;
O Inverno vai chegando;
Pinhal dos Frades.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0164

"Cânticos Religiosos Alentejanos 2º. Vol." Coro do Carmo de Beja. - S/D

181

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0164
- S/D (K7): "Cânticos Religiosos Alentejanos 2º. Vol." (registo sonoro) ed.: Discantus
- Cânticos: O Menino de Pias; O Menino de Aldeia Nova de São Bento; O Menino de Serpa; Mandou Deus do Céu à Terra; Os Reis de Peroguarda; Os
Reis de Aldeia Nova de São Bento; Santo António de Vila Alva; Santo António
de Serpa; Jesus filo de David de S. Estêvão; Senhor Jesus, Pão da Vida de
Moura; Ouvi, Senhor; Vila Alva; Bendita e Louvada Seja de Serpa; Aleluia de
Padre Marvão; Senhora da Conceição, de Padre Marvão.
- Coro do Carmo de Beja.

- Cânticos:
O Menino de Pias;
O Menino de Aldeia Nova de São Bento;
O Menino de Serpa;
Mandou Deus do Céu à Terra;
Os Reis de Peroguarda;
Os Reis de Aldeia Nova de São Bento;
Santo António de Vila Alva;
Santo António de Serpa;
Jesus filho de David de S. Estêvão;
Senhor Jesus, Pão da Vida de Moura;
Ouvi, Senhor; Vila Alva;
Bendita e Louvada Seja de Serpa;
Aleluia de Padre Marvão;
Senhora da Conceição, de Padre Marvão.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0165

- Coro do Carmo de Beja. - 1993

182

Cânticos:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0165
- 1993 (K7): "Cânticos Religiosos Alentejanos 1º. Vol" (registo sonoro)
- Ed.: Discantus
- Cânticos: Somos da Terra do Pão; Senhor, tende piedade; O Bom Pastor;
Tenho fé e quero ter; Além vai Jesus; Cristo Profeta; Aleluia; Fonte de água
viva; Ó Virgem Maria; Nª. Sª. do Carmo; Bendita Sejais; São João.
- Coro do Carmo de Beja.

Somos da Terra do Pão;
Senhor, tende piedade;
O Bom Pastor;
Tenho fé e quero ter;
Além vai Jesus;
Cristo Profeta;
Aleluia;
Fonte de água viva;
Ó Virgem Maria;
Nª. Sª. do Carmo;
Bendita Sejais; São João.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0166 - Grupo Coral de Mértola – s/d

Grupo Coral de Mértola – s/d

183

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0166
-S/D (K 7): S/T (registo sonoro) ed.: CM de Mértola
- Modas: Várias
- Grupo Coral de Mértola

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0167

Cancioneiro Popular Português - Coord. Michel
Giacometti e Fernando Lopes Graça – s/d

184

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0167
- S/D (K7): "Cancioneiro Popular Português" (registo sonoro)
- Ed.: Círculo dos Leitores
- Modas: José embala o Menino; Do tronco nasceu a rama; Deus nos dê cá as
Boas Festas; Senhora Santa Combina; Vai-se o dia vem a noite; Por riba se
ceifa o pão; Oliveiras, oliveiras; Segadinhas, segadinhas; Tascadeiras do meu
linho; Fiz uma aposta, senhoras; Ofícios de aprender; Redondo; Ó Vos omnes;
Por baixo di a porta hai luz; Ai, o vosso divino nome; Senhora do Almurtão; Ó
Senhora do Alívio; Recordai, nobre Senhor; Rula, rula; Manhaninha de S. João; Maçadeiras do meu linho; Ai, ajuda-me ó camarada; Pur beijar el pingacho; Corridinho; Eu m‟arrogo prá batalha; Ó que linda pomba branca.
- Coord. Michel Giacometti e Fernando Lopes Graça

Modas: José embala o Menino;
Do tronco nasceu a rama;
Deus nos dê cá as Boas Festas;
Senhora Santa Combina;
Vai-se o dia vem a noite;
Por riba se ceifa o pão;
Oliveiras, oliveiras;
Segadinhas, segadinhas;
Tascadeiras do meu linho;
Fiz uma aposta, senhoras;
Ofícios de aprender;
Redondo;
Ó Vos omnes;
Por baixo di a porta hai luz;
Ai, o vosso divino nome;
Senhora do Almurtão;
Ó Senhora do Alívio;
Recordai, nobre Senhor;
Rula, rula;
Manhaninha de S. João;
Maçadeiras do meu linho;
Ai, ajuda-me ó camarada;
Pur beijar el pingacho;
Corridinho;
Eu m‟arrogo prá batalha;
Ó que linda pomba branca

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-01996

Telenovela Roseira Brava. - 1996

185

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0196
- 1996 (K7): "Roseira Brava" (registo sonoro) ed.: Movieplay
- Modas: Genérico da telenovela; Morrer por ti será nascer; Há Hortense; Matilde; À beira d abismo; Fado do Alentejo; Tema de Amélia;
Nasci no campo; Balada do Alentejo; Roseira Brava.
- Telenovela Roseira Brava.

Modas:
Genérico da telenovela;
Morrer por ti será nascer;
Há Hortense;
Matilde;
À beira d‟abismo;
Fado do Alentejo;
Tema de Amélia;
Nasci no campo;
Balada do Alentejo;
Roseira Brava.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA K7-0209

- Rancho Folclórico de Montemor-oNovo. – 1992

186

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0209
- 1992 (K7): "Saias" (registo sonoro) ed.: Metro-som
- Temas: Chico, ó Chico; Polca das mudanças; Centro larento; Roda
da noiva; Carolina, olé Carolina; Rodado Campestre; Corridinho dos
quatro; Cegonho; Três tempos; Bailarico Alentejano; Salto e bico; Talagarca; Desanda a roda; Polkinha.
- Rancho Folclórico de Montemor-o-Novo.

Temas:
Chico, ó Chico;
Polca das mudanças;
Centro larento;
Roda da noiva;
Carolina, olé Carolina;
Rodado Campestre;
Corridinho dos quatro;
Cegonho;
Três tempos;
Bailarico Alentejano;
Salto e bico;
Talagarca;
Desanda a roda;
Polkinha.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA K7-0415 - Grupo Coral e Instrumental “Campos do Alentejo”, Alvito. –
s/d

Grupo Coral e Instrumental “Campos do
Alentejo”, Alvito. – s/d

187

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA K7-0415
.- S/D (K7): "Todo o Alentejo" (registo sonoro) ed.: Hipermúsica
- Modas: A pena do passarinho; Vai de centro ao centro; Pombinha branca;
Rouxinol; Fui à lenha; Trago o Alentejo na voz; Velhinha e bela; Imensidão;
Rio Guadiana; Cartaxinho; Os lírios são lírios; Alentejo.
- Grupo Coral e Instrumental “Campos do Alentejo”, Alvito.

A pena do passarinho;
Vai de centro ao centro;
Pombinha branca;
Rouxinol;
Fui à lenha;
Trago o Alentejo na voz;
Velhinha e bela;
Imensidão;
Rio Guadiana;
Cartaxinho;
Os lírios são lírios;
Alentejo.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

Alguns exemplos: LPs… Vinil in TRATADO do CANTE de JFPereira
FF CA LP vinil

Grupo Terra a Terra - 1980

188

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
- 1980 (LP) vinil “Dançando, pulirando” (registo sonoro).
- Edição: Telectra, SARL
- Modas: Dançando pulirando, Luisinha, Não se me dá que
vindimem; Raparigas cantai todas; Primavera; Pingado; Chula
de Carreço; Malhão de Mira; Diabos levem os ratos; Segadinhas; No alto daquela serra; Tanta silva, tanta amora.- Grupo
Terra a Terra.

Dançando pulirando,
Luisinha,
Não se me dá que vindimem;
Raparigas cantai todas;
Primavera;
Pingado;
Chula de Carreço;
Malhão de Mira;
Diabos levem os ratos;
Segadinhas;
No alto daquela serra;
Tanta silva, tanta amora

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP 003

Conjunto Típico Portugal a Cantar – 1982

189

TRATADO DO CANTE -Registos fonográficos:
FF CA LP-003
- 1982 (LP) vinil “Ó lindo Pavão” (registo sonoro).
- Edição: Riso & Ritmo Discos, Lda.
- Modas: (…) Pavão ó lindo Pavão; Ao romper da bela aurora,
(…) Minho – Rosinha; Trás-os-Montes – Era o Maio Moço;
Douro Litoral – Tirana; Estremadura – Vira do Bote; Beira Baixa – O meu Amor é Beirão; Ribatejo – Minha mãe, lá vem o
Jorge, Fandango velho; Baixo Alentejo – Pavão, ó lindo Pavão,
Ao romper da bela aurora; Algarve - Olé, chegou e bateu; Madeira – O meu Amor é Ilhéu; Açores – De Madrugada.
- Conjunto Típico Portugal a Cantar.

Modas: (…) Pavão ó lindo Pavão; Ao romper da bela aurora, (…)
Minho – Rosinha;
Trás-os-Montes – Era o Maio Moço;
Douro Litoral – Tirana;
Estremadura – Vira do Bote;
Beira Baixa – O meu Amor é Beirão;
Ribatejo – Minha mãe, lá vem o Jorge,
Fandango velho;
Baixo Alentejo – Pavão, ó lindo Pavão, Ao
romper da bela aurora;
Algarve - Olé, chegou e bateu;
Madeira – O meu Amor é Ilhéu;
Açores – De Madrugada.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA LP-004

- S/D (LP) vinil “Portuguese Folklore

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-004
- S/D (LP) vinil “Portuguese Folklore” (registo sonoro).
- Edição ; Discos Rapsódia, Lda. – Porto.
- Modas: (…), Meu lírio roxo do campo, (…), Passarada, (…).
Face A – Chula picada, Mariazinha, Meu Lírio Roxo do Campo,
Corridinho Saboroso, Pezinho no Pico, Cana Real das Canas,
Chula do Harmónio, Chulada
Face B – Vira da Nazaré, Passarada, Malhão Picado, Vira de
Santa Marta, Bate o pé, Malhão minhoto, Serrinha, Vira Pescador
Grupos: Santa Marta de Portuzelo, Bravães, Típico de Benavente; Casa do Povo de Candelária; Ribeira, Ovar; S. Paio; Arrabalde de São Romão; Círculo Cultural da Nazaré; Caxinas;
Dr. Gonçalo Sampaio, Braga; Trio Guadiana; Os 3 de Portugal;
Fernando Ribeiro
- Trio Guadiana.

Modas:
(…), Meu lírio roxo do campo,
(…), Passarada, (…).
Face A – Chula picada,
Mariazinha,
Meu Lírio Roxo do Campo,
Corridinho Saboroso,
Pezinho no Pico,
Cana Real das Canas,
Chula do Harmónio,
Chulada
Face B –
Vira da Nazaré,
Passarada,
Malhão Picado,
Vira de Santa Marta,
Bate o pé,
Malhão minhoto,
Serrinha, Vira Pescador

190

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP-005

“Voz Activa” de Santana de Portel
Ceifeira - 1991

191

Modas:
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-005
- 1991 (LP) vinil “Ceifeira” (registo sonoro).
- Edição ; N. C. L./LUSOSOM
- Modas: Ceifeira, Pardais, Recordando a mocidade, Barragem do Alqueva, Eu fui passear ao campo, Sou pastor, O
Mendro e o Guadiana, Oh minha pombinha branca.
- Grupo Coral e Instrumental “Voz Activa” de Santana de
Portel.

Ceifeira,
Pardais,
Recordando a mocidade,
Barragem do Alqueva,
Eu fui passear ao campo,
Sou pastor,
O Mendro e o Guadiana,
Oh minha pombinha branca.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA LP-006

Grupo Coral e Instrumental da Casa do
Povo de Alvalade, Santiago do Cacém 1988

192

Modas:
TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-006
- 1988 (LP) vinil “Grupo Coral e Instrumental da Casa do Povo
de Alvalade” (registo sonoro).
- Edição; Dualsom, Sacavém
- Modas: Sou um jovem pastorinho, Ceifeira linda ceifeira, Nós
somos trabalhadores, Mondadeira alentejana, Nossa terra natal, Passarinhos não falam mas cantam, Passando pela rua,
Vejam bem os passarinhos.
- Grupo Coral e Instrumental da Casa do Povo de Alvalade,
Santiago do Cacém

Sou um jovem pastorinho,
Ceifeira linda ceifeira,
Nós somos trabalhadores,
Mondadeira alentejana,
Nossa terra natal,
Passarinhos não falam mas cantam,
Passando pela rua,
Vejam bem os passarinhos

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP-007

Grupo Os Ceifeiros de Cuba – s/d

193

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-007
- S/D (LP) vinil “Grupo Os Ceifeiros de Cuba” (registo sonoro).
- Edição; Polysom, Lisboa.
- Modas: Cuba terra bendita, Acorda Maria Acorda, Vá-se embora seu maroto, Ao romper da bela aurora, Aurora vive na
serra, Vai marinheiro vai, Toda a bela noite em que eu ando,
Além daquela janela, Vamos cantar à santinha, Maria morreu
já não ressuscita, Fui ao jardim passear, Lá vai o comboio.
- Grupo Coral “Os Ceifeiros” de Cuba.

Modas:
Cuba terra bendita,
Acorda Maria Acorda,
Vá-se embora seu maroto,
Ao romper da bela aurora,
Aurora vive na serra,
Vai marinheiro vai,
Toda a bela noite em que eu ando,
Além daquela janela,
Vamos cantar à santinha,
Maria morreu já não ressuscita,
Fui ao jardim passear,
Lá vai o comboio

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA LP-008

Grupo Coral e Etnográfico “Os Rurais” de
Figueira de Cavaleiros,
Ferreira do Alentejo - 1982

194

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-008
- 1982 (LP) vinil “Corais Alentejanos” (registo sonoro).
- Produção: Mário Martins
- Modas: Ser casado e ter juízo, Ceifeira linda ceifeira, Erva cidreira, Fui colher uma romã, Lírio roxo, Tourada, Qualquer filho
de homem nobre, Cabelo entrançado, Minha pombinha branca,
Que inveja tens tu das rosas, Pesca-me uma margarida, Maria
estás à janela.
- Grupo Coral e Etnográfico “Os Rurais” de Figueira de Cavaleiros, Ferreira do Alentejo

Modas:
Ser casado e ter juízo,
Ceifeira linda ceifeira,
Erva cidreira,
Fui colher uma romã,
Lírio roxo,
Tourada,
Qualquer filho de homem nobre,
Cabelo entrançado,
Minha pombinha branca,
Que inveja tens tu das rosas,
Pesca-me uma margarida,
Maria estás à janela.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP-009

Loures - “Ecos do Alentejo” Grupo Coral e
Instrumental - 1991

195

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-009
- 1991 (LP) vinil “Ecos do Alentejo” (registo sonoro).
- Edição: Interfase, Som e Cinema.
- Modas: Saias à nossa moda, Quando da terra abalei, Eu nasci no Alentejo, Os cucos cantam assim, És jovem cidade, Minha aldeia és branquinha, Províncias do meu país, Senhor
roubado, S. João larão, Saias da nossa terra.
- “Ecos do Alentejo” Grupo Coral e Instrumental, Loures.

Saias à nossa moda,
Quando da terra abalei,
Eu nasci no Alentejo,
Os cucos cantam assim,
És jovem cidade,
Minha aldeia és branquinha,
Províncias do meu país,
Senhor roubado,
S. João larão,
Saias da nossa terra.

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA LP-010

Grupo Coral de Cantares Regionais de
Portel - 1984

196

Modas:

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-010
- 1984 (LP) vinil “Cantes de Portel” (registo sonoro).
- Edição: ORFEU.
- Modas: Eu ouvi o passarinho; Cantes de Portel (recolha de
José António Pombinho); Ó Portel, ó Portel (letra de Guiomar
Peneque); Romana; De Portel a Coimbra.Grupo Coral de Cantares Regionais de Portel.

Eu ouvi o passarinho;
Cantes de Portel (recolha de José António
Pombinho);
Ó Portel, ó Portel (letra de Guiomar Peneque);
Romana;
De Portel a Coimbra.

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP-012

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-012
- 1972 (LP) vinil “Alentejo Maior (poemas)” (registo sonoro).
- Edição: Valentim de Carvalho
- Poemas: O meu livro, Quadras, O homem que bem se regre,
Nunca te dês por vencido, Um só ideal, Depois do dever cumprido, Dor vencida, Quem nem há-de ter paixão, A uns que não
reparam, A um sujeito feliz, A um hipócrita, Para certos conterrâneos, O jogo, Toda a noite sem dormir, A clara razão, A verdade, A Jesus, Ao coração na tristeza, Quem tem um amigo
guarda-o, As flores do meu jardim, Não julgues por cantar rosas, Canção do emigrante, Fraternidade, Ser cristão, Poesia,
Prece, Ausência sem presente, Na dor do correr das lágrimas,
Rosas de sangue.
- Manuel João Mansos

Manuel João Mansos - POEMAS - 1972
Poemas: O meu livro,
Quadras,
O homem que bem se regre,
Nunca te dês por vencido,
Um só ideal,
Depois do dever cumprido,
Dor vencida,
Quem nem há-de ter paixão,
A uns que não reparam,
A um sujeito feliz,
A um hipócrita,
Para certos conterrâneos,
O jogo,
Toda a noite sem dormir,
A clara razão,
A verdade,
A Jesus,
Ao coração na tristeza,
Quem tem um amigo guarda-o,
As flores do meu jardim,
Não julgues por cantar rosas,
Canção do emigrante,
Fraternidade,
Ser cristão,
Poesia,
Prece,
Ausência sem presente,
Na dor do correr das lágrimas,
Rosas de sangue.

197

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014
FF CA LP-013

Trio Odemira - 1981 (LP)

198

TRATADO DO CANTE- Registos fonográficos:
FF CA LP-013
- 1981 (LP) vinil “Trio Odemira” (registo sonoro).
- Edição: MoviePlay Portuguesa
- Modas: Meu Primeiro Amor, Granada, Rosa Branca Desmaiada, Malagueña, Por Esses Campos fora, Ay! Ay! Ay! Aiiii,
Guantanamera, Onde está o amor. Corroncillo Pecho amarillo,
Meu lírio roxo do campo, Granadinas, Chiqitita.
- Trio Odemira

Modas:
Meu Primeiro Amor,
Granada,
Rosa Branca Desmaiada,
Malagueña,
Por Esses Campos fora,
Ay! Ay! Ay! Aiiii,
Guantanamera,
Onde está o amor.
Corroncillo Pecho Amarillo,
Meu lírio roxo do campo,
Granadinas,
Chiqitita

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira
FF CA LP-014

Trigo Limpo - 1981

199

TRATADO DO CANTE - Registos fonográficos:
FF CA LP-014
- 1981 (LP) vinil “Agora… assobia-lhe às botas!” (registo sonoro).
- Edição: DACAPO
- Modas: Não é tarde nem é cedo, Oh lampião, lampião, Lá vai
o comboio lá vai, Tenho pena lindo amor, O senhor ministro,
Não quero que vás à monda, Ao passar da ribeirinha, Olha a
noiva se vai linda, Então porque não, Cantiga da passarada- Trigo Limpo.

Modas:
Não é tarde nem é cedo,
Oh lampião, lampião,
Lá vai o comboio lá vai,
Tenho pena lindo amor,
O senhor ministro,
Não quero que vás à monda,
Ao passar da ribeirinha,
Olha a noiva se vai linda,
Então porque não,
Cantiga da passarada

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

200

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

Algumas MODAS
Modas 0001 - ALDEIA D’ AMARELEJA

TRATADO DO CANTE - Modas
ALDEIA D’ AMARELEJA
Solo:
Ó, meu amor d’ algum dia
Mal de ti não vou falar
Dá o mundo muita volta
Linda Rosa
Tens no meu peito lugar
Alto:
Aldeia d’ Amareleja
É terra de bons pastores
Coro:
Ó, querem roubar as moças
Linda Rosa
Aos melhores trabalhadores
Alto:
Aos melhores trabalhadores
Ninguém leva o que deseja
Coro:
Ó, querem roubar as moças
Linda Rosa
Aldeia d’ Amareleja.

201

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

202

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

203

trabalho digitalizado em CALIBRI
para ser difundido em PDF
por @ Joraga.net,
com a devida autorização e cumplicidade de José Francisco Pereira
TRATADO DO CANTE
Corroios, Seixal
Verão / Outono 2014

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

204

CANTE ALENTEJANO – FONOGRAFIA - in TRATADO DO CANTE de José Francisco Pereira

205

uma montagem para um ÁLBUM ilustrado de José Rabaça Gaspar – Joraga.net - 2014

206

Cante – FONOGRAFIA - um importante PILAR do CANTE – uma montagem de joraga.net – 2014 11

Interesses relacionados