Você está na página 1de 1

I.

Assinale, para cada um dos itens seguintes, a opo que completa corretamente a frase (transcreva,
para cada letra A, B, C, D e E o nmero correspondente 1, 2, 3 ou 4):
A. A existncia de movimentos fsicos numa pessoa
1.

condio necessria, embora no suficiente, para considerarmos que ela est a agir.

2.
3.

condio necessria e suficiente para considerarmos que ela est a agir.


no condio necessria para considerarmos que ela est a agir.

4. no condio necessria, embora seja suficiente, para considerarmos que ela est a agir.
B. Quando digo que uma mulher se suicidou por suspeitar da infidelidade do marido, refiro,
respetivamente,
1. uma aco e a sua inteno.
2.
3.

uma aco e as suas consequncias.


uma aco e o seu motivo.

4. [nenhuma das alneas anteriores, porque, se ela se matou, foi porque quis]
C. Se no somos livres, ento no somos responsveis. / Somos responsveis. podem ser as premissas
de um argumento
1. a favor do determinismo radical.
2.
3.

contra o determinismo radical.


contra o libertismo.

4. falacioso.
D. O determinismo moderado defende que
1.

no h valores universais: os valores variam de acordo com as pocas e as culturas.

2.

no h hiptese de agirmos livremente, porque todos os nossos actos so causados e, portanto,


determinados.

3.

o nosso quotidiano demonstra que a nossa aco se faz de modo totalmente livre, isto , sem
quaisquer condicionantes.

4. todos os nossos actos so causados, mas mesmo assim alguns so livres.


E. Os Homens s continuam a acreditar que so livres porque tm conscincia dos seus desejos mas
ignoram as causas que os determinam: eis
1.

uma objeco ao determinismo radical.

2.
3.

uma objeco ao libertismo.


a tese central do libertismo.

4. a tese central do determinismo moderado.


II.
Justifique brevemente a sua (no) concordncia com as seguintes afirmaes:
1.

Uma ao pode ser consciente sem ser livre.

2.
3.

Uma ao pode ser livre sem ser consciente.


A afirmao a cada instante s h exactamente um futuro fisicamente possvel a tese do

libertismo.
4. Determinismo radical sinnimo de determinismo moderado.
III.
Pense no que se afirma a seguir:
O facto de sentirmos, no nosso dia a dia, que somos livres no prova que o sejamos: podemos estar
enganados.
1. O autor deste pequeno texto discorda de um argumento a favor de uma tese. Explique essa tese e
2.

esse argumento.
Argumente a sua posio relativamente ao que o texto defende, analisando pelo menos um
argumento contra a sua tese.