Você está na página 1de 22

2 - Aparelhagem Eléctrica

2 - Aparelhagem Eléctrica Introdução às Instalações Eléctricas Vasco Santos 1

Introdução às Instalações Eléctricas

Vasco Santos

2 - Aparelhagem Eléctrica Introdução às Instalações Eléctricas Vasco Santos 1
2 - Aparelhagem Eléctrica Introdução às Instalações Eléctricas Vasco Santos 1
2 - Aparelhagem Eléctrica Introdução às Instalações Eléctricas Vasco Santos 1
2 - Aparelhagem Eléctrica Introdução às Instalações Eléctricas Vasco Santos 1

1

Aparelhagem Eléctrica Introdução - Aparelhos de ligação - Aparelhos de corte - Aparelhos de comando

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Introdução - Aparelhos de ligação - Aparelhos de corte - Aparelhos de comando -

Introdução

- Aparelhos de ligação

- Aparelhos de corte

- Aparelhos de comando

- Aparelhos de protecção

- Aparelhos de medição

- Aparelhos de contagem

- Aparelhos de regulação

- Aparelhos de sinalização

- Aparelhos de utilização

- Aparelhos de contagem - Aparelhos de regulação - Aparelhos de sinalização - Aparelhos de utilização

Vasco Santos

2

Aparelhagem Eléctrica Vasco Santos Características - Intensidade estipulada - Tensão estipulada - Tensão de

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Vasco Santos Características - Intensidade estipulada - Tensão estipulada - Tensão de

Vasco Santos

Características

Aparelhagem Eléctrica Vasco Santos Características - Intensidade estipulada - Tensão estipulada - Tensão de

- Intensidade estipulada

- Tensão estipulada

- Tensão de isolamento

- Poder de corte

- Poder de fecho

- Robustez mecânica

- Robustez eléctrica

- Natureza da corrente

- Número de pólos

- Sobrecarga admissível

3

Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção IP X X Os invólucros dos equipamentos eléctricos, conforme as

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção IP X X Os invólucros dos equipamentos eléctricos, conforme as

Índices de protecção

IP X X

Os invólucros dos equipamentos

eléctricos, conforme as características do local em que serão instalados e de sua acessibilidade devem oferecer um

determinado grau de protecção. Por

exemplo, um equipamento a ser instalado

num local sujeito a jactos de água deve

possuir um invólucro capaz de suportar tais jactos sob determinados valores de

pressão e ângulo de inclinação sem que haja penetração de água.

Ex. IP 20 IP 44
Ex.
IP 20
IP 44

Vasco Santos

4

Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção Vasco Santos 5

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção Vasco Santos 5

Índices de protecção

Vasco Santos

Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção Vasco Santos 5
Aparelhagem Eléctrica Índices de protecção Vasco Santos 5

5

Aparelhagem Eléctrica Aparelhagem de Ligação Vasco Santos 6

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhagem de Ligação Vasco Santos 6

Aparelhagem de Ligação

Aparelhagem Eléctrica Aparelhagem de Ligação Vasco Santos 6

Vasco Santos

6

Aparelhagem Eléctrica Aparelhagem de Ligação - Dispositivos Qualquer ponto de ligação é um potencial “ponto

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhagem de Ligação - Dispositivos Qualquer ponto de ligação é um potencial “ponto

Aparelhagem de Ligação - Dispositivos

Qualquer ponto de ligação é um potencial “ponto fraco” Para conjuntos de aparelhagem (quadros) -Pentes

Qualquer ponto de ligação é um potencial “ponto fraco”

Para conjuntos de aparelhagem

(quadros)

-Pentes de ligação -Blocos de junção -Repartidores em escada

-Barramentos

-Terminais de ligação -Blocos de junção -Placas de distribuição

Para ligação das instalações e

equipamentos

-Caixas de junção -Caixas de derivação

-Terminais de ligação simples ou em placas

-Ligadores rápidos (aperto automático) -Ligadores de torção -Fichas e tomadas

Na selecção dos dispositivos de ligação é essencial:

- n.º e secção dos condutores a ligar

- corrente estipulada que deve ser MAIOR do que

corrente de serviço que vai fluir no dispositivo de ligação

Vasco Santos

7

Aparelhagem Eléctrica Tipos de contactos eléctricos Contacto fixo Não desmontáveis (soldadura por exemplo)

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Tipos de contactos eléctricos Contacto fixo Não desmontáveis (soldadura por exemplo)

Tipos de contactos eléctricos

Contacto fixo

Não desmontáveis (soldadura por exemplo) (soldadura por exemplo)

Desmontáveis (bornes de ligação, terminais de aperto (bornes de ligação, terminais de aperto

por porca e parafuso, …

de ligação, terminais de aperto por porca e parafuso, … • Assegurar aperto mecânico durável •

Assegurar aperto mecânico durável

Corpo do ligador deve ser previsto para conduzir a corrente

eléctrica

O mesmo dispositivo de aperto tem um numero limitado de

condutores que pode apertar

Número de condutores ligados num contacto!!!

Vasco Santos

8

Aparelhagem Eléctrica Tipos de contactos eléctricos Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006 Vasco

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Tipos de contactos eléctricos Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006 Vasco

Tipos de contactos eléctricos

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006
Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006

Vasco Santos

9

Aparelhagem Eléctrica Condições de ligação Vasco Santos Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel,

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Condições de ligação Vasco Santos Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel,

Condições de ligação

Vasco Santos

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006

Guia Técnico das

Instalações Eléctricas,

Certiel, 2006

Aparelhagem Eléctrica Outros tipos de contactos Contacto semi-fixo ou temporário Contacto ficha - banana Contacto

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Outros tipos de contactos Contacto semi-fixo ou temporário Contacto ficha - banana Contacto de

Outros tipos de contactos

Contacto semi-fixo ou temporário

Contacto ficha - banana

Contacto de pressão

Contacto de facas

Contacto de mercúrio

Contacto de escova

Contacto deslizante
Contacto deslizante

Contacto rotativo ou escova-colector

Vasco Santos

11

Aparelhagem Eléctrica Ligações em caixas de derivação Vasco Santos • Evitar concentração de elevado número

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Ligações em caixas de derivação Vasco Santos • Evitar concentração de elevado número de

Ligações em caixas de derivação

Vasco Santos

Evitar concentração de elevado número de condutores

Ligar condutores da mesma secção

Usar ligadores do mesmo material dos condutores ou compatível…

• Ligar condutores da mesma secção • Usar ligadores do mesmo material dos condutores ou compatível…
• Ligar condutores da mesma secção • Usar ligadores do mesmo material dos condutores ou compatível…
• Ligar condutores da mesma secção • Usar ligadores do mesmo material dos condutores ou compatível…
Aparelhagem Eléctrica Considerações importantes Ligações entre Cu e Al Corrosão electrolítica do Alumínio na

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Considerações importantes Ligações entre Cu e Al Corrosão electrolítica do Alumínio na

Considerações importantes

Ligações entre Cu e Al

Corrosão electrolítica do Alumínio na presença do

cobre (ou aço) e de um electrólito (água…).

Ligador bimetálico Devem ser montados com o alumínio por
Ligador bimetálico
Devem ser montados com o alumínio por

cima para evitar o escorrimento de sais de cobre sobre o alumínio e a consequente

corrosão deste

Utilizar massas de protecção evitam a penetração de humidade ou outros produtos provenientes de várias formas de poluição evitam a formação do electrólito.

Vasco Santos

13

Aparelhagem Eléctrica Fichas e Tomadas As fichas e tomadas NÃO DEVEM SER UTILIZADAS PARA LIGAR

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Fichas e Tomadas As fichas e tomadas NÃO DEVEM SER UTILIZADAS PARA LIGAR EQUIPAMENTOS

Fichas e Tomadas

As fichas e tomadas NÃO DEVEM SER UTILIZADAS PARA LIGAR EQUIPAMENTOS DE ELEVADA POTÊNCIA ÀS CANALIZAÇÕES ELÉCTRICAS…

Tomadas mais comuns são as do tipo Schuko devem ter obturador

mais comuns são as do tipo Schuko  devem ter obturador Para correntes de serviço >
mais comuns são as do tipo Schuko  devem ter obturador Para correntes de serviço >

Para correntes de serviço > 32 A, o uso de tomadas deve ser evitado Se utilizadas, têm de ter características especiais (tomadas dotadas de tampa)

Vasco Santos

14

Aparelhagem Eléctrica Fichas e Tomadas - Exemplos Tomada 2P+T Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Fichas e Tomadas - Exemplos Tomada 2P+T Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada

Fichas e Tomadas - Exemplos

Tomada 2P+T Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Interior 3P+T(E)

Tomada 2P+TTomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Interior 3P+T(E) 16A 400V

Tomada 2P+T Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Interior 3P+T(E) 16A
Tomada 2P+T Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Interior 3P+T(E) 16A

Tomada Interior 3P+N+T(E) 32A

230/400V

Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A

230V

Tomada Interior 3P+T(E) 16A 400V3P+N+T(E) 32A 230/400V Tomada Interior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A

Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400VInterior 2P+T(SCH) 16A 230V Tomada Interior 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A 230V Tomada Móvel 3P+T(E)

Interior 3P+T(E) 16A 400V Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A 230V Tomada Móvel 3P+T(E)

Ficha 2P+T(E)

16A 230V

400V Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A 230V Tomada Móvel 3P+T(E) 63A 400V Ficha
400V Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A 230V Tomada Móvel 3P+T(E) 63A 400V Ficha
400V Tomada Parede 3P+T(E) 16A 400V Ficha 2P+T(E) 16A 230V Tomada Móvel 3P+T(E) 63A 400V Ficha

Tomada Móvel 3P+T(E) 63A 400V

Ficha 3P+T(E)

63A 400V

Tomada Móvel

2P+T(E) 16A

230V

Vasco Santos

15

Aparelhagem Eléctrica ICE 60309-2 Vasco Santos 16

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica ICE 60309-2 Vasco Santos 16

ICE 60309-2

Aparelhagem Eléctrica ICE 60309-2 Vasco Santos 16

Vasco Santos

16

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando Aparelhos com accionamento manual (interruptor; comutador;

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando Aparelhos com accionamento manual (interruptor; comutador;

Aparelhos de Corte e Comando

Aparelhos com accionamento manual (interruptor; comutador; seccionador,

)

Interruptores Seccionadores Seccionadores porta fusíveis Aparelhos com accionamento semi-automático (contactor,
Interruptores
Seccionadores
Seccionadores
porta fusíveis
Aparelhos com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula,

telerruptor, …)

com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático
com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático

Aparelhos com accionamento automático

com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático
com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático
com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático
com accionamento semi-automático (contactor, electroválvula, telerruptor, …) Aparelhos com accionamento automático

Vasco Santos

17

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando – Definições (RTIEBT) Interruptor Seccionador Vasco Santos 18

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando – Definições (RTIEBT) Interruptor Seccionador Vasco Santos 18

Aparelhos de Corte e Comando Definições (RTIEBT)

Interruptor

Interruptor Seccionador

Seccionador

Interruptor Seccionador
Interruptor Seccionador
Interruptor Seccionador

Vasco Santos

18

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando - Definições Seccionador – aparelho mecânico de conexão

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando - Definições Seccionador – aparelho mecânico de conexão que

Aparelhos de Corte e Comando - Definições

Seccionador aparelho mecânico de conexão que satisfaz, na posição de

aberto, as especificações para a função seccionamento função destinada a

garantir a colocação fora de tensão de toda ou de parte de uma instalação, separando-a, por razões de segurança, das fontes de energia eléctrica.

Interruptor aparelho mecânico de conexão capaz de estabelecer, de suportar e de interromper correntes nas condições normais do circuito, incluindo, eventualmente, as condições específicas de sobrecarga em

serviço. Este aparelho é ainda capaz de suportar, num tempo especificado,

correntes nas condições anormais especificadas para o circuito, tais como as resultantes de um curto-circuito.

Fusível aparelho cuja função é a de interromper, por fusão de um ou mais dos seus elementos concebidos e calibrados para esse efeito, o circuito no qual está inserido, cortando a corrente quando esta ultrapassar, num tempo suficiente, um dado valor.

Vasco Santos

19

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando - Definições Disjuntor – aparelho mecânico de conexão

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Aparelhos de Corte e Comando - Definições Disjuntor – aparelho mecânico de conexão capaz

Aparelhos de Corte e Comando - Definições

Disjuntor aparelho mecânico de conexão capaz de estabelecer, de suportar

e de interromper correntes nas condições normais do circuito. Este aparelho é ainda capaz de estabelecer, de suportar, num tempo especificado, e de interromper correntes em condições anormais especificadas para o circuito, tais como as resultantes de um curto-circuito.

Contactor (mecânico) aparelho mecânico de ligação com uma única posição de repouso, comandado por um processo que não seja o manual, capaz de

estabelecer, de suportar e de interromper correntes nas condições normais do circuito, incluindo as condições de sobrecarga do serviço.

Vasco Santos

20

Aparelhagem Eléctrica Outros Aparelhos - Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre -

Aparelhagem Eléctrica

Aparelhagem Eléctrica Outros Aparelhos - Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre -

Outros Aparelhos

- Interruptor horário

- comutador escada

- comutador lustre

- telerruptor

- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor
- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor

- inversor

- Interruptor horário - comutador escada - comutador lustre - telerruptor - inversor

Vasco Santos

21

Referências Paulo Moisés, “ Aparelhagem eléctrica 2 ”, ESTV, 2008. (Estes apontamentos foram fundamentalmente

Referências

Referências Paulo Moisés, “ Aparelhagem eléctrica 2 ”, ESTV, 2008. (Estes apontamentos foram fundamentalmente
Referências Paulo Moisés, “ Aparelhagem eléctrica 2 ”, ESTV, 2008. (Estes apontamentos foram fundamentalmente

Paulo Moisés, Aparelhagem eléctrica 2”, ESTV, 2008. (Estes apontamentos foram

fundamentalmente desta referencia)

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006

RTIEBT, 2006

baseados e

retirados

Vasco Santos

Guia Técnico das Instalações Eléctricas, Certiel, 2006 RTIEBT, 2006 baseados e retirados Vasco Santos 22

22