Você está na página 1de 3

ORAES SUBORDINADAS

Dependem sintaticamente de uma orao subordinante.

Desempenham uma funo sinttica na frase em que se encontram.

Exemplos

SUBSTANTIVAS
(desempenham a
funo de sujeito,
C.D. ou predicativo
do sujeito).

ADJETIVAS
(desempenham a
funo sinttica de
modificadores do
nome).

ADVERBIAIS
(desempenham a
funo de
modificador de
frase ou do grupo
verbal).

COMPLETIVAS
completam o sentido da
orao subordinante. So
introduzidas por
conjunes subordinativas.

que
se
para

RELATIVAS
(sem antecedente) so
introduzidas por pronomes
ou quantificadores
relativos.

quem
o que
onde
quando

RELATIVAS
(com antecedente) so
introduzidas por um
pronome relativo.

CAUSAIS

FINAIS

que

porque
pois
como
que
que (=para
que)

lamentvel que o tenhas feito.


A Vera disse que viu o acidente.
O aluno pediu para sair.
O juiz perguntou se o ru falava
verdade.

Quem desdenha, quer comprar.


S pagas, quando receberes o teu
ordenado.
S quero o que meu.

RESTRITIVAS
O homem que fugiu era o culpado.
EXPLICATIVAS
O homem, que te cumprimentou,
primo do teu pai.

O carro parou porque ficou sem


gasolina.
Fico muito feliz que vais casar.
Logo encontramo-nos para planear
a viagem.

que
CONSECUTIVAS

(antecedido
de tal, to ou
de tal modo)

Estava tanto frio em Lisboa que a


Maria se constipou.
Ela to inteligente que todos a
invejam.

Classifica as oraes sublinhadas nas seguintes frases:


a. Quando a esmola grande, o pobre desconfia.

b. O diabo sabe muito, porque velho.

c. Os bombeiros combatem incndios, socorrem acidentados e transportam doentes.

d. No conduzas depressa nem faas ultrapassagens perigosas.

e. A Laura saiu ou ficou em casa?

f. A corrida foi muito dura, no entanto, consegui chegar em terceiro lugar.

g. Se ele fosse uma boa pessoa no fazia isso!

h. Perguntei-lhe se queria ir connosco ao cinema.

i. O Vasco respondeu que no iria faltar reunio.

j. Choveu tanto que me molhei toda!

k. Como chegaste cedo, podemos comear j o trabalho.

l. A Vera telefonou-me para falarmos sobre o teste.

m. O Joo estudou pouco, logo o teste correu-lhe mal.

n. O Andr teve boas notas, pois esforou-se muito.