Você está na página 1de 2

ANATOMIA PALPATRIA

Vrtebras Torcicas
Palpar os processos espinhosos das vrtebras torcicas.
T1 durante o movimento de extenso cervical permanecer esttica.
T2 mesmo nvel que o ngulo superior da escpula.
T3-T4 mesmo nvel que a espinha da escpula.
T6 local de maior grau de flexo torcica.
T8-T9 mesmo nvel do ngulo inferior da escpula.
T12-L1 final da cifose torcica e incio da lordose lombar.
Torcicas altas e baixas
Primeiro identificar o processo espinhoso, partindo deste encontraremos:
Facetas articulares: colocar um dedo acima e um dedo lateral ao processo
espinhoso.
Processo transverso: colocar um dedo acima e dois dedos laterais ao processo
espinhoso.
ngulo da costela: colocar um dedo acima e quatro dedos laterais ao processo
espinhoso.
Torcicas mdias
Primeiro identificar o processo espinhoso, partindo deste encontraremos:
Facetas articulares: colocar dois dedos acima e um dedo lateral ao processo
espinhoso.
Processo transverso: colocar dois dedos acima e dois dedos laterais ao processo
espinhoso.
ngulo da costela: colocar dois dedos acima e quatro dedos laterais ao processo
espinhoso.
Msculos
o Serrtil anterior: fixa as leses lateralidade (1 7 costelas).
o Redondo maior: fixa as leses em posterioridade.
o Peitoral maior: fixa as leses em anterioridade (cinco primeiras costelas).
o Reto anterior do abdome: leso das costelas inferiores- expirao.