Você está na página 1de 1

Filmando

figurinha de cinema!
Passaste,
em ondas de "organdy",
esvoaante e serpentina.
Os braos nus, em gestos de haste,
a boca rubra e to pequena
que nunca vi
mais pequenina.
Meu jarro ideal de Becerril...
E o teu olhar...
minha "girl", loura e risonha!
Queres um rei? Sou Boabdil!...
Dou-te um riqussimo alcaar,
dou-te a Avenida do Bolonha!

Publicado no livro Bailado Lunar: versos (1924). Poema integrante da srie Ba-ta-clan.
In: MENEZES, Bruno de. Obras completas. Belm: Secretaria de Estado da Cultura, 1993. v.1,
p.83. (Lendo o Par, 14