Você está na página 1de 2

26/10/14 INTERPRETAO DE TEXTO ADRIANA FIGUEIREIDO

TIPOLOGIA TEXTUAL
Narrao: Narra uma histria evolutiva.
Descrio: Descreve uma histria congelada, ou seja, uma histria que acontece num mesmo
perodo de tempo.
Dissertao: Discute, abstrai, discorre ou conceitua algum assunto, no o descrevendo.
*Um conjunto de oraes pode apresentar uma mistura de tipos de texto, tendo sempre um
tipo como o predominante; Essa unio de tipologia deita por conectores, como por exemplo
as conjunes.

RAFAELA MOTTA:
COMPREENSO INTERPRETAO
1) COMPREENSO -> EST NO TEXTO.
o Segundo o texto...
o O auto/narrador do texto diz que...
o O texto informa que...
o No texto...
2) INTERPRETAO -> EST ALM DO TEXT
o Depreende-se / Conclui-se /Infere-se do texto que...
o O texto permite deduzir que...
o possvel subentender-se a partir do texto que...
o Qual a inteno do autor quando afirma que...
COMO LER UM TEXTO?
1) ANTES DE LER O TEXTO, LER AS QUESTES QUE PEDE A PROVA. POIS QUANDO LER O
TEXTO J SE SABE ONDE ESTO AS PARTES MAIS IMPORTANTES DO TEXTO.
2) PRIMEIRA LEITURA (Leitura jornalstica):
Ler sem caneta na mo, com um tom jornalstico, valorizando cada significado de uma
palavra (tendo sentidos de adjetivo, advrbios, etc) e pontuaes.
Objetivo: Saber a ideia central. Para isso, pergunta-se a si mesmo Qual a ideia
central do texto?.
3) SEGUNDA LEITURA (
A partir desta, fazer marcaes das ideias principais. Separar ideias do texto, sublinhas
verbos, adjetivos, entre outros vistos a seguir.
Antes de comear esta etapa, dividem-se os perodos (divididos pelos pontos). Logo,
ento, inicia-se marcando o seguinte:
a) Partes que so pedidas nas questes;
b) Preposies e conjunes (podem ter sentidos explicativos, aditivos, etc);
c) Adjetivos e advrbios (a maioria dos adjetivos expressa um juzo de valor, ou
seja, a opinio do autor. Podem tambm indicar caractersticas);
d) Dados tcnicos;
e) Informaes novas;

f)

Itens que referenciam o que tratado no perodo (substantivo, nome,


pronomes, etc.);

4) FLUXOGRAMA:
Esquema que mostra as relaes entre as importantes partes do texto (grifadas na
segunda leitura), como dependncia, etc.
Faz-se um fluxograma por perodo.